5 dicas para uma boa recuperação pós-corrida

Carolina Abrantes | Corridas de Rua · 12 jun, 2023

Hoje em dia a recuperação pós-prova vem sendo encarada como uma parte importante do ciclo de treinamento de um corredor. É essencial dar um tempo para os músculos se regenerarem do esforço e desta forma, evitar lesões. Apesar de ser uma modalidade que traz diversos benefícios à saúde, a corrida gera uma sobrecarga muscular e articular, não importa se você fez 5 km, 10 km, 21 km ou mesmo uma maratona, o desgaste existe e é fundamental dar um tempo de descanso ao corpo, até mesmo para que ele possa absorver os ganhos dos exercícios físicos praticados.

O atleta precisa perceber como ele fica depois de cada corrida e assim determinar o quanto de descanso seu corpo precisa, algumas pessoas se recuperam muito mais rápido do que outras, isso vai do metabolismo de cada um. Mas mesmo as necessidades sendo individuais, algumas medidas ajudam na efetividade desse processo de regeneração. O Webrun conversou com o treinador da Eduardo Barbosa, para tirar algumas dúvidas sobre o assunto.

5 dicas para uma boa recuperação pós-corrida

Foto: Adobe Stock

O que o corredor deve fazer para esse processo de recuperação ser mais rápido?

EB: “Não há regra definitiva ou método único quando falamos de treinamento e recuperação. Mas para todos os casos para corridas curtas ou longas o que recomendo a meus alunos é o descanso passivo, ou seja, não realizar nenhuma atividade nas próximas 24 h ou 48 h após a prova. Contudo, aqueles mais ansiosos ou imperativos podem trabalhar com relaxamento muscular, massagens desportivas ou liberação miofacial técnica utilizada na fisioterapia para relaxar a musculatura”.

E se o corredor estiver com dor após a prova?

EB: “No pós-prova é preciso identificar se a dor é muscular, o que é mais comum se o esforço na corrida foi elevado ou se na preparação a musculação foi negligenciada. Agora, se a dor é persistente e originária de uma possível lesão musculoesquelética é preferível procurar um ortopedista ou consultar um fisioterapeuta para investigar a causa dessa dor.

O uso de gelo em um primeiro momento pelo próprio corredor pode ser feito e deve-se evitar tomar anti-inflamatórios, já que podem mascarar a dor e expor o corredor a lesões futuras”.

+ Siga o Webrun no Instagram!
+ Baixe agora o APP Ticket Sports e tenha um calendário de eventos esportivos na palma da sua mão!

Comer determinado tipo de alimento pode acelerar o processo de recuperação?

EB: “Alimentação natural e alimentos preparados em casa podem e devem ser usados… Arroz, feijão, frango, ovos, legumes, leguminosas fazem parte da alimentação equilibrada que ajudam na recuperação muscular. Para vegetarianos: soja, quinoa, amaranto, feijões, lentilhas e grão-de-bico são boas opções”.

Hidratar é essencial

EB: “Beber água antes, depois e até durante o treino e depois do treino é uma necessidade fisiológica de qualquer atleta. Mas isso também pode acelerar e muito sua recuperação pós-prova. A queima de calorias durante a corrida é muito alta, às vezes a pessoa chega a perder quase um quilo do seu peso, para repor isso é preciso ingerir para cada 0,5 kg perdido, 1 L de água”.

Durma bem

EB: “E por último, mas não menos importante: dormir. Sim, esse é o momento em que o corpo consegue regenerar a musculatura. Por isso ter uma boa noite de sono, em média de 6 a 8 horas, te dará muito mais energia no dia seguinte a prova, tanto para o corpo, quanto para a mente.

Para o treinador, o conselho a quem quer ficar novinho em folha após uma prova é bem simples: procure descansar e se alimentar de forma adequada, saiba escutar seu corpo e volte aos treinos de maneira progressiva”.

Carolina Abrantes

Ver todos os posts

Estudante de jornalismo, já metida a repórter. Encantada pelo mundo dos esportes e pela forma como eles podem mudar a vida das pessoas.

Outras deste autor