Veteranos

Câimbras: saiba como prevenir o pesadelo dos corredores

Atletismo · 03 ago, 2015

É só falar em câimbras que muita gente já entra em pânico, tanto corredores quanto pessoas que não praticam esportes têm uma lembrança da última vez que esse fantasma apareceu. As câimbras costumam vir sem avisar e podem até deixar marcas, como uma dor forte no local que apareceu.

O treinador Alessandro Costa explica que as câimbras realmente acontecem quando menos esperamos, mas são mais frequentes durante os treinamentos. “Elas são espasmos musculares involuntários que ocorrem geralmente nos membros inferiores, por conta da repetição ou intensidade dos exercícios, utilizando quase sempre a mesma musculatura”, diz.
Quais alimentos e bebidas ajudam a evitar as temíveis câimbras?

Câimbras são espasmos musculares involuntários que ocorrem geralmente nos membros inferiores Foto: Warren Goldswain Câimbras são espasmos musculares involuntários que ocorrem geralmente nos membros inferiores Foto: Warren Goldswain

Na hora que elas aparecem o mais correto é alongar e ficar calmo esperando a dor passar. Mas para evitar esse tipo de angústia existem diversos exercícios de fortalecimento e alongamento, incluindo a liberação miofascial, uma técnica usada por fisioterapeutas para soltar a musculatura. Também existem as massagens desportivas que auxiliam na diminuição das câimbras.

“O importante é que no surgimento das câimbras, a pessoa procure relaxar a musculatura com exercícios de alongamento e massagem e se possível com aplicação de calor no local”, explica Alessandro.

Desidratação

Ela é um dos motivos de ocorrência de câimbras, além de complicações circulatórias e outras patologias dependendo da idade, e em condições de baixas temperaturas. Portanto uma boa hidratação aliada a uma boa alimentação com consumo de frutas ajudará na diminuição das câimbras.


Câimbras: saiba como prevenir o pesadelo dos corredores

Atletismo · 03 ago, 2015

É só falar em câimbras que muita gente já entra em pânico, tanto corredores quanto pessoas que não praticam esportes têm uma lembrança da última vez que esse fantasma apareceu. As câimbras costumam vir sem avisar e podem até deixar marcas, como uma dor forte no local que apareceu.

O treinador Alessandro Costa explica que as câimbras realmente acontecem quando menos esperamos, mas são mais frequentes durante os treinamentos. “Elas são espasmos musculares involuntários que ocorrem geralmente nos membros inferiores, por conta da repetição ou intensidade dos exercícios, utilizando quase sempre a mesma musculatura”, diz.
Quais alimentos e bebidas ajudam a evitar as temíveis câimbras?

Câimbras são espasmos musculares involuntários que ocorrem geralmente nos membros inferiores Foto: Warren Goldswain Câimbras são espasmos musculares involuntários que ocorrem geralmente nos membros inferiores Foto: Warren Goldswain

Na hora que elas aparecem o mais correto é alongar e ficar calmo esperando a dor passar. Mas para evitar esse tipo de angústia existem diversos exercícios de fortalecimento e alongamento, incluindo a liberação miofascial, uma técnica usada por fisioterapeutas para soltar a musculatura. Também existem as massagens desportivas que auxiliam na diminuição das câimbras.

“O importante é que no surgimento das câimbras, a pessoa procure relaxar a musculatura com exercícios de alongamento e massagem e se possível com aplicação de calor no local”, explica Alessandro.

Desidratação

Ela é um dos motivos de ocorrência de câimbras, além de complicações circulatórias e outras patologias dependendo da idade, e em condições de baixas temperaturas. Portanto uma boa hidratação aliada a uma boa alimentação com consumo de frutas ajudará na diminuição das câimbras.

Sugestões para inserir a prática esportiva na terceira idade

Caminhada · 16 jul, 2015

A melhor idade é um novo começo, o início de uma época que a pessoa passa por um redescobrimento do corpo, limites e novos interesses surgem. A grande maioria volta a se dedicar a tarefas e atividades que foram adiadas por falta de tempo ou outro motivo. Para quem deseja começar a praticar uma atividade física é necessário fazer um preparo; e pensando nisso reunimos alguns pontos que devem ser levados em conta para o início da atividade na terceira idade.

Com 76 anos dona Anna quer correr uma maratona. Foto: Arquivo pessoal Com 76 anos dona Anna quer correr uma maratona. Foto: Arquivo pessoal

Conhecida como dona Anna, Anna Di Giacomo é uma senhora de 76 anos, que tem como uma das suas atividades desenvolvidas na terceira idade a corrida. Iniciou a prática aos 35 anos, mas por intempéries da vida ela diminui o ritmo.

Nem o tempo separou esse amor pela corrida e, aos 69 anos, Anna foi convidada para voltar à ativa. Hoje, corre e participa de grandes provas, com um desempenho melhor que de alguns jovens. “A expectativa é muito grande e sempre tenho a sensação de ser a minha primeira vez”, comenta sobre as suas participações nas competições.

Mudança de cenário

As mudanças corpóreas são naturais e é comum a perda de massa muscular, óssea, amplitude dos movimentos e equilíbrio. “Atividade física sem uma boa alimentação e hidratação é incompatível”, alerta o geriatra Marcelo Altona sobre o perigo do descuido.

Apesar das mudanças, a alimentação e hidratação continuam sendo vitais para uma boa saúde. “É necessário fazer uma avaliação prévia com um médico apto e sempre respeitar os próprios limites”, destaca o geriatra. Ele ainda acrescenta que este passo é importante para o "vovô novato".

Bê-a-bá da nutrição

“As pessoas acreditam que os idosos necessitam de uma série de cuidados especiais, mas na realidade isso não é necessariamente uma verdade”, diz a nutricionista Andrea Matarazzo, sobre os hábitos alimentares da terceira idade. A atenção que podemos ter nessa fase é com a alimentação balanceada, qualidade e a presença de todos os grupos de alimentos no “prato”. A diminuição do consumo alimentar não é necessariamente um problema, pois o gasto de energia é menor.

Em alguns casos, polivitamínicos específicos podem ser recomendados, quando o organismo possuir dificuldades para absorver vitaminas e minerais. “Sabemos que o aproveitamento desta substância é muito maior quando consumidos em alimentos”, complementa a nutricionista.

Os alimentos fontes de cálcio, leites e iogurtes, são importantes como na adolescência, onde precisamos consumir uma quantidade maior desta substância (duas a três vezes ao dia). Uma alimentação equilibrada, rica em cálcio, vitaminas e minerais é o que o idoso saudável precisa e é importante lembrar que o consumo de água também é necessário, pois o organismo é menos hidratado comparado ao de um jovem.

Uma alimentação equilibrada, rica em cálcio, vitaminas e minerais é o que o idoso saudável precisa. Foto: Tom Wang/ Fotolia Uma alimentação equilibrada, rica em cálcio, vitaminas e minerais é o que o idoso saudável precisa. Foto: Tom Wang/ Fotolia

Sacode a poeira, mas sem perder o ritmo

Praticar atividade física traz diversos benefícios e requer atenção. Os cuidados são necessários para evitar riscos de lesões, fraturas e limitações mais sérias. "Temos como exemplo a falta de alongamento que prejudica a flexibilidade, limita os movimentos nas atividades cotidianas e a amplitude das passadas", diz Thomas Souza, preparador físico e consultor de atividade física da terceira idade.

Crème de la crème

O preparador físico Thomaz Souza separou o "crème de la crème ou cereja do bolo", para quem pretende começar a praticar atividade física.

  • Começar caminhada leve e depois aumentar a intensidade com o tempo

  • Atividades aquáticas são indicadas, pois possuem menor impacto

  • Preferir exercícios que estimulem o ganho de massa muscular

  • Pilates e musculação são atividades sugeridas, pelos benefícios ao corpo

  • Fazer um Check-Up completo antes de começar as atividades físicas

  • Dar preferência para atividades com fortalecimento, alongamento e baixo impacto

  • Verificar a pressão arterial

  • Fazer o controle dos batimentos cardíacos


  • Sugestões para inserir a prática esportiva na terceira idade

    Caminhada · 16 jul, 2015

    A melhor idade é um novo começo, o início de uma época que a pessoa passa por um redescobrimento do corpo, limites e novos interesses surgem. A grande maioria volta a se dedicar a tarefas e atividades que foram adiadas por falta de tempo ou outro motivo. Para quem deseja começar a praticar uma atividade física é necessário fazer um preparo; e pensando nisso reunimos alguns pontos que devem ser levados em conta para o início da atividade na terceira idade.

    Com 76 anos dona Anna quer correr uma maratona. Foto: Arquivo pessoal Com 76 anos dona Anna quer correr uma maratona. Foto: Arquivo pessoal

    Conhecida como dona Anna, Anna Di Giacomo é uma senhora de 76 anos, que tem como uma das suas atividades desenvolvidas na terceira idade a corrida. Iniciou a prática aos 35 anos, mas por intempéries da vida ela diminui o ritmo.

    Nem o tempo separou esse amor pela corrida e, aos 69 anos, Anna foi convidada para voltar à ativa. Hoje, corre e participa de grandes provas, com um desempenho melhor que de alguns jovens. “A expectativa é muito grande e sempre tenho a sensação de ser a minha primeira vez”, comenta sobre as suas participações nas competições.

    Mudança de cenário

    As mudanças corpóreas são naturais e é comum a perda de massa muscular, óssea, amplitude dos movimentos e equilíbrio. “Atividade física sem uma boa alimentação e hidratação é incompatível”, alerta o geriatra Marcelo Altona sobre o perigo do descuido.

    Apesar das mudanças, a alimentação e hidratação continuam sendo vitais para uma boa saúde. “É necessário fazer uma avaliação prévia com um médico apto e sempre respeitar os próprios limites”, destaca o geriatra. Ele ainda acrescenta que este passo é importante para o "vovô novato".

    Bê-a-bá da nutrição

    “As pessoas acreditam que os idosos necessitam de uma série de cuidados especiais, mas na realidade isso não é necessariamente uma verdade”, diz a nutricionista Andrea Matarazzo, sobre os hábitos alimentares da terceira idade. A atenção que podemos ter nessa fase é com a alimentação balanceada, qualidade e a presença de todos os grupos de alimentos no “prato”. A diminuição do consumo alimentar não é necessariamente um problema, pois o gasto de energia é menor.

    Em alguns casos, polivitamínicos específicos podem ser recomendados, quando o organismo possuir dificuldades para absorver vitaminas e minerais. “Sabemos que o aproveitamento desta substância é muito maior quando consumidos em alimentos”, complementa a nutricionista.

    Os alimentos fontes de cálcio, leites e iogurtes, são importantes como na adolescência, onde precisamos consumir uma quantidade maior desta substância (duas a três vezes ao dia). Uma alimentação equilibrada, rica em cálcio, vitaminas e minerais é o que o idoso saudável precisa e é importante lembrar que o consumo de água também é necessário, pois o organismo é menos hidratado comparado ao de um jovem.

    Uma alimentação equilibrada, rica em cálcio, vitaminas e minerais é o que o idoso saudável precisa. Foto: Tom Wang/ Fotolia Uma alimentação equilibrada, rica em cálcio, vitaminas e minerais é o que o idoso saudável precisa. Foto: Tom Wang/ Fotolia

    Sacode a poeira, mas sem perder o ritmo

    Praticar atividade física traz diversos benefícios e requer atenção. Os cuidados são necessários para evitar riscos de lesões, fraturas e limitações mais sérias. "Temos como exemplo a falta de alongamento que prejudica a flexibilidade, limita os movimentos nas atividades cotidianas e a amplitude das passadas", diz Thomas Souza, preparador físico e consultor de atividade física da terceira idade.

    Crème de la crème

    O preparador físico Thomaz Souza separou o "crème de la crème ou cereja do bolo", para quem pretende começar a praticar atividade física.

  • Começar caminhada leve e depois aumentar a intensidade com o tempo

  • Atividades aquáticas são indicadas, pois possuem menor impacto

  • Preferir exercícios que estimulem o ganho de massa muscular

  • Pilates e musculação são atividades sugeridas, pelos benefícios ao corpo

  • Fazer um Check-Up completo antes de começar as atividades físicas

  • Dar preferência para atividades com fortalecimento, alongamento e baixo impacto

  • Verificar a pressão arterial

  • Fazer o controle dos batimentos cardíacos

  • Terceira Idade: uma nova fase e o desafio de entender as mudanças

    Caminhada · 14 jul, 2015

    A terceira idade chega como uma fase de diversas incertezas para todos. Nesse período é onde nos abrimos para um campo novo, com mudanças nas atitudes, surgimento de novos conflitos e atividades, além da descoberta de novos meios para lidar com o corpo.

    Também devemos entender que as limitações corpóreas serão mais evidentes, pela soma de todos os desgastes sofridos com o passar dos anos. Tanto os aspectos fisiológicos como os físicos, começam a ser afetado e tudo isso acontece pelo desequilíbrio orgânico que ocorre em nosso corpo.

    Devemos mostrar que todo aquele esforço no passado não foi em vão e tentar superar os desafios impostos pela idade, em que as limitações ao corpo e dificuldades para o desenvolvimento das tarefas cotidianas estão presentes.

    É importante incentivar o idoso a praticar uma atividade física, pois fortalece sua musculatura e terá um melhor padrão de movimento, maior sustentação e será mais independente.

    Terceira idade ou segunda juventude? Quem escolhe é você Foto: Pressmaster/ Fotolia Terceira idade ou segunda juventude? Quem escolhe é você Foto: Pressmaster/ Fotolia

    Benefícios da atividade física

    Com a prática física, o idoso sente que possui menos restrições para realizar suas tarefas diárias, melhora a funcionalidade do organismo em geral, fica mais bem-humorado e se torna mais sociável. Além disso, a prática regular combate um grande vilão da terceira idade: as quedas.

    Uma das atividades mais praticadas e com muitos benefícios que vem de encontro ao que o idoso precisa é a corrida, que com boa orientação traz a esses praticantes muito mais vigor. Vale lembrar que a esse esporte é uma das intervenções para uma melhora da qualidade de vida, pois auxilia no controle das mudanças ocorridas pelo processo de envelhecimento.


    Terceira Idade: uma nova fase e o desafio de entender as mudanças

    Caminhada · 14 jul, 2015

    A terceira idade chega como uma fase de diversas incertezas para todos. Nesse período é onde nos abrimos para um campo novo, com mudanças nas atitudes, surgimento de novos conflitos e atividades, além da descoberta de novos meios para lidar com o corpo.

    Também devemos entender que as limitações corpóreas serão mais evidentes, pela soma de todos os desgastes sofridos com o passar dos anos. Tanto os aspectos fisiológicos como os físicos, começam a ser afetado e tudo isso acontece pelo desequilíbrio orgânico que ocorre em nosso corpo.

    Devemos mostrar que todo aquele esforço no passado não foi em vão e tentar superar os desafios impostos pela idade, em que as limitações ao corpo e dificuldades para o desenvolvimento das tarefas cotidianas estão presentes.

    É importante incentivar o idoso a praticar uma atividade física, pois fortalece sua musculatura e terá um melhor padrão de movimento, maior sustentação e será mais independente.

    Terceira idade ou segunda juventude? Quem escolhe é você Foto: Pressmaster/ Fotolia Terceira idade ou segunda juventude? Quem escolhe é você Foto: Pressmaster/ Fotolia

    Benefícios da atividade física

    Com a prática física, o idoso sente que possui menos restrições para realizar suas tarefas diárias, melhora a funcionalidade do organismo em geral, fica mais bem-humorado e se torna mais sociável. Além disso, a prática regular combate um grande vilão da terceira idade: as quedas.

    Uma das atividades mais praticadas e com muitos benefícios que vem de encontro ao que o idoso precisa é a corrida, que com boa orientação traz a esses praticantes muito mais vigor. Vale lembrar que a esse esporte é uma das intervenções para uma melhora da qualidade de vida, pois auxilia no controle das mudanças ocorridas pelo processo de envelhecimento.

    Com um percurso diferente Dez Milhas Garoto acontecerá em agosto

    Caminhada · 29 jun, 2015

    No dia 16 de agosto acontecerá a 26ª edição da Dez Milhas Garoto no Espírito Santo, com trajeto que segue pelas ruas de Vitória e Vila Velha e termina em frente à fábrica de chocolates Garoto, na Glória.

    O percurso desse ano conta com uma mudança estratégica na parte de Vila Velha. Pela primeira vez após a Terceira Ponte, o trajeto seguirá pelo elevado (alça), em frente ao Shopping Praia da Costa até a Avenida Hugo Musso, quando voltará ao percurso tradicional da prova. Essa mudança possibilitará um maior conforto aos corredores, pois será em ruas mais largas e também amenizará os impactos no trânsito.

    A alteração de percurso será no fim da Terceira Ponte. Foto: Alexandre Koda/ Webrun A alteração de percurso será no fim da Terceira Ponte. Foto: Alexandre Koda/ Webrun

    Junto com as Dez Milhas acontecerá a corrida Garotada, que será em forma de circuito esse ano. Além disso, o percurso para corredores entre 14 e 17 anos será de 1,6 quilômetro e de 10 a 13 anos, 800 metros.

    Nessa edição serão mais de R$ 200 mil em prêmios, incluindo um carro zero quilômetro para a categoria masculina e feminina. A premiação deste ano será cumulativa, ou seja, o atleta poderá ser premiado em mais de uma categoria, enquanto os premiados da Corrida Garotada serão contemplados com kits para incentivar a prática esportiva regular.

    O número de participantes será limitado a dez mil, sendo nove mil adultos e mil crianças e adolescentes. A taxa será no valor de R$ 75 (até 15 de julho) e depois passa a ser R$ 80. Para os atletas da Corrida Garotada, a taxa será de R$ 35 (até 15 de julho) e depois R$ 40 e as inscrições podem ser feitas no site www.dezmilhasgaroto.com.br

    Informações

  • Largada: Praia de Camburi, em Vitória (próximo ao Clube dos Oficiais da PM)

  • Chegada: Glória, em Vila Velha (fábrica de Chocolates Garoto)

  • Corrida Garatoda: Largada e chegada em frente à fábrica Garoto
  • Horário da Largada

  • Corrida Garotada: 7h10

  • Cadeirante (Masculino e Feminino): 7h40

  • Elite Feminina: 7h45

  • Elite masculina e demais categorias (atleta com deficiência, pelotão e atleta Capixaba): 8h

  • Com um percurso diferente Dez Milhas Garoto acontecerá em agosto

    Caminhada · 29 jun, 2015

    No dia 16 de agosto acontecerá a 26ª edição da Dez Milhas Garoto no Espírito Santo, com trajeto que segue pelas ruas de Vitória e Vila Velha e termina em frente à fábrica de chocolates Garoto, na Glória.

    O percurso desse ano conta com uma mudança estratégica na parte de Vila Velha. Pela primeira vez após a Terceira Ponte, o trajeto seguirá pelo elevado (alça), em frente ao Shopping Praia da Costa até a Avenida Hugo Musso, quando voltará ao percurso tradicional da prova. Essa mudança possibilitará um maior conforto aos corredores, pois será em ruas mais largas e também amenizará os impactos no trânsito.

    A alteração de percurso será no fim da Terceira Ponte. Foto: Alexandre Koda/ Webrun A alteração de percurso será no fim da Terceira Ponte. Foto: Alexandre Koda/ Webrun

    Junto com as Dez Milhas acontecerá a corrida Garotada, que será em forma de circuito esse ano. Além disso, o percurso para corredores entre 14 e 17 anos será de 1,6 quilômetro e de 10 a 13 anos, 800 metros.

    Nessa edição serão mais de R$ 200 mil em prêmios, incluindo um carro zero quilômetro para a categoria masculina e feminina. A premiação deste ano será cumulativa, ou seja, o atleta poderá ser premiado em mais de uma categoria, enquanto os premiados da Corrida Garotada serão contemplados com kits para incentivar a prática esportiva regular.

    O número de participantes será limitado a dez mil, sendo nove mil adultos e mil crianças e adolescentes. A taxa será no valor de R$ 75 (até 15 de julho) e depois passa a ser R$ 80. Para os atletas da Corrida Garotada, a taxa será de R$ 35 (até 15 de julho) e depois R$ 40 e as inscrições podem ser feitas no site www.dezmilhasgaroto.com.br

    Informações

  • Largada: Praia de Camburi, em Vitória (próximo ao Clube dos Oficiais da PM)

  • Chegada: Glória, em Vila Velha (fábrica de Chocolates Garoto)

  • Corrida Garatoda: Largada e chegada em frente à fábrica Garoto
  • Horário da Largada

  • Corrida Garotada: 7h10

  • Cadeirante (Masculino e Feminino): 7h40

  • Elite Feminina: 7h45

  • Elite masculina e demais categorias (atleta com deficiência, pelotão e atleta Capixaba): 8h
  • Veterano participa de corrida e bate recorde mundial master

    Corridas de Rua · 12 maio, 2015

    A Great Manchester Run que acontece na Inglaterra, é uma das mais importantes provas de dez quilômetros do mundo. Este ano os vencedores foram Stephen Sambu (27min30) e Betsy Saina (31min49) ambos do Quênia, porém apesar dos ótimos tempos, o que mais chamou atenção foi a brilhante performance do atleta master Bernard Lagat (EUA) que com o tempo de 27min48 obteve a terceira colocação e bateu o recorde mundial master (acima de 40 anos) de 28min que pertencia a lenda Haile Gebrselassie (ETH).

    Bernad Lagat que em dezembro completará 41 anos nasceu em Kapsabet, no Quênia Foto:Selligpau/Wikipédia Bernad Lagat que em dezembro completará 41 anos nasceu em Kapsabet, no Quênia Foto:Selligpau/Wikipédia

    Bernad Lagat que em dezembro completará 41 anos nasceu em Kapsabet, no Quênia, país por onde competiu sendo medalhista de bronze nos Jogos Olímpicos de Sydney (2000) e prata nos Jogos Olímpicos de Atenas (2004), ambas na prova dos 1.500m, onde inclusive é o segundo atleta mais rápido de todos os tempos com 3min26seg34. Em 2005 naturalizou-se americano, país pelo qual foi campeão mundial em Osaka (2007) tanto nos 1.500m quanto nos cinco mil metros, além de obter o vice campeonato em Berlim (2009) e Daegu (2011) ambos na prova dos cinco mil metros.
    Embora possuísse brilhantes tempos e títulos em pista, como 7min29 nos três mil metros e 13h53min60 nos cinco mil metros, a corrida em Machester foi o debute de Lagat nos dez quilômetros em rua, chegando atrás apenas dos quenianos Sthepen Sambu (27min30) e Stephen Mokoka (27min30), a frente de Wilson Kipsang (27min53) ex-recordista mundial da maratona e Leonard Komon (28min19), recordista mundial dos dez quilômetros com 26min44 e dos quinze quilômetros com 41min13, ambos também do Quênia. Aguardemos ansiosamente os próximos resultados de Lagat nas ruas.

    Haile Gebrselassie também atleta master que possui duas medalhas de ouro olímpicas, quatro em campeonatos mundiais, além de 27 recordes mundiais, chegou na 16ª colocação com o tempo de 30min05 e oficializou sua aposentadoria nas ruas.

    Resultados:

    Masculino
    1 - Stephen Sambu - 27min30
    2 - Stephen Mokoka - 27min38
    3 - Bernard Lagat - 27min48
    4 - Wilson Kipsang - 27min53
    5 -Leonard Komon - 28min19

    Feminino
    1 - Betsy Saina - 31min49
    2 - Gemma Steel - 31min55
    3 - Edna Kiplagat - 31min57
    4 - Caroline Kilel - 32min18
    5 - Diane Nukuri - 32min27


    Veterano participa de corrida e bate recorde mundial master

    Corridas de Rua · 12 maio, 2015

    A Great Manchester Run que acontece na Inglaterra, é uma das mais importantes provas de dez quilômetros do mundo. Este ano os vencedores foram Stephen Sambu (27min30) e Betsy Saina (31min49) ambos do Quênia, porém apesar dos ótimos tempos, o que mais chamou atenção foi a brilhante performance do atleta master Bernard Lagat (EUA) que com o tempo de 27min48 obteve a terceira colocação e bateu o recorde mundial master (acima de 40 anos) de 28min que pertencia a lenda Haile Gebrselassie (ETH).

    Bernad Lagat que em dezembro completará 41 anos nasceu em Kapsabet, no Quênia Foto:Selligpau/Wikipédia Bernad Lagat que em dezembro completará 41 anos nasceu em Kapsabet, no Quênia Foto:Selligpau/Wikipédia

    Bernad Lagat que em dezembro completará 41 anos nasceu em Kapsabet, no Quênia, país por onde competiu sendo medalhista de bronze nos Jogos Olímpicos de Sydney (2000) e prata nos Jogos Olímpicos de Atenas (2004), ambas na prova dos 1.500m, onde inclusive é o segundo atleta mais rápido de todos os tempos com 3min26seg34. Em 2005 naturalizou-se americano, país pelo qual foi campeão mundial em Osaka (2007) tanto nos 1.500m quanto nos cinco mil metros, além de obter o vice campeonato em Berlim (2009) e Daegu (2011) ambos na prova dos cinco mil metros.
    Embora possuísse brilhantes tempos e títulos em pista, como 7min29 nos três mil metros e 13h53min60 nos cinco mil metros, a corrida em Machester foi o debute de Lagat nos dez quilômetros em rua, chegando atrás apenas dos quenianos Sthepen Sambu (27min30) e Stephen Mokoka (27min30), a frente de Wilson Kipsang (27min53) ex-recordista mundial da maratona e Leonard Komon (28min19), recordista mundial dos dez quilômetros com 26min44 e dos quinze quilômetros com 41min13, ambos também do Quênia. Aguardemos ansiosamente os próximos resultados de Lagat nas ruas.

    Haile Gebrselassie também atleta master que possui duas medalhas de ouro olímpicas, quatro em campeonatos mundiais, além de 27 recordes mundiais, chegou na 16ª colocação com o tempo de 30min05 e oficializou sua aposentadoria nas ruas.

    Resultados:

    Masculino
    1 - Stephen Sambu - 27min30
    2 - Stephen Mokoka - 27min38
    3 - Bernard Lagat - 27min48
    4 - Wilson Kipsang - 27min53
    5 -Leonard Komon - 28min19

    Feminino
    1 - Betsy Saina - 31min49
    2 - Gemma Steel - 31min55
    3 - Edna Kiplagat - 31min57
    4 - Caroline Kilel - 32min18
    5 - Diane Nukuri - 32min27

    Editorial 2015: os desafios do Mercado segmentado

    Atletismo · 23 fev, 2015

    O carnaval passou e a partir de agora para muitos brasileiros o ano começa oficialmente. Mas não para nós dos portais Webrun e Webventure, que entramos em 2015 mesmo antes das primeiras badaladas do dia primeiro de janeiro. Ainda em 2014 tivemos muitas reuniões e discussões de planejamento.

    Ano passado enfrentamos o desafio da Copa do Mundo, que tirou muitos investimentos do mercado de running e aventura para o já mundo milionário do futebol e nos fez literalmente correr em ritmo ainda mais frenético para alcançar as metas. Muitos eventos surgiram principalmente nas corridas de montanha, ao mesmo tempo em que alguns de asfalto não conseguiram manter seus patrocínios e não foram realizados.

    No mundo da aventura vimos o ecoturismo ganhar ainda mais força com muita gente viajando para destinos dentro e fora do Brasil para praticar os esportes que há poucos anos eram restritos a atletas profissionais. Os grandes eventos são cada vez mais raros, com exceção da tribo off road que mantém acesa sua paixão no Rally dos Sertões e em eventos menores ao longo do ano.

    Para 2015 o cenário brasileiro e mundial não se mostra muito favorável a grandes investimentos com todas as denúncias de corrupção, alta do dólar e incertezas sobre o futuro econômico. E temos uma vez mais o desafio de não nos entregarmos e continuarmos nossa luta para trazer a melhor informação aos nossos leitores e, por que não dizer, fãs que conquistamos ao longo dos 18 anos de Webventure e quase 13 de Webrun.

    No Webrun nos manteremos antenados ao que acontece nas principais provas do Brasil e do mundo, trazendo um calendário completo, resultados e com nossa equipe de jornalistas, blogueiros e colunistas empenhada em encontrar sempre algo diferente. A qualidade de vida não pode ficar de fora e manteremos nossa tradição de passar dicas de como ter uma vida mais saudável.

    O ano finalmente começou! Foto: psdesign1/ Fotolia O ano finalmente começou! Foto: psdesign1/ Fotolia

    Já no Webventure seguiremos com a linha editorial adotada nos últimos anos de nos focarmos em Viagem, principalmente os destinos ecoturísticos conhecidos e os ainda pouco divulgados na mídia. Isso sem deixar nossa veia esportiva de lado, já que esse ano teremos o Mundial de Corridas de Aventura no Pantanal, uma etapa da Volvo Ocean Race no Brasil e a 23ª edição do Rally dos Sertões.

    Desmembramos nossa área de foto e inscrições, que agora se tornaram empresas independentes para melhorar a qualidade do serviço prestado e buscar novos mercados. Com o Ticket Agora aturemos em inscrições de eventos variados, enquanto o Fotop busca aumentar seu portfólio de clientes finais e empresariais.

    Por último, mas não menos importante, estaremos de olho nos atletas canarinhos que buscam uma vaga na Olimpíada do Rio de Janeiro em 2016. Traremos notícias sobre a luta por uma vaga olímpica no atletismo, triathlon, mountain bike, canoagem e vela, além de informações sobre as arenas de competição e bastidores.

    Temos muito trabalho pela frente, mas nossos leitores diariamente nos fornecem a energia necessária para nos mantermos como referência de mercado. Todos aqui amam o que fazem e tenho certeza que 2015 nos reserva ótimas surpresas! Desafie seu Limite, Viva ao ar Livre.

    Um grande abraço,

    Alexandre Koda
    Diretor de Redação Webventure/ Webrun


    Editorial 2015: os desafios do Mercado segmentado

    Atletismo · 23 fev, 2015

    O carnaval passou e a partir de agora para muitos brasileiros o ano começa oficialmente. Mas não para nós dos portais Webrun e Webventure, que entramos em 2015 mesmo antes das primeiras badaladas do dia primeiro de janeiro. Ainda em 2014 tivemos muitas reuniões e discussões de planejamento.

    Ano passado enfrentamos o desafio da Copa do Mundo, que tirou muitos investimentos do mercado de running e aventura para o já mundo milionário do futebol e nos fez literalmente correr em ritmo ainda mais frenético para alcançar as metas. Muitos eventos surgiram principalmente nas corridas de montanha, ao mesmo tempo em que alguns de asfalto não conseguiram manter seus patrocínios e não foram realizados.

    No mundo da aventura vimos o ecoturismo ganhar ainda mais força com muita gente viajando para destinos dentro e fora do Brasil para praticar os esportes que há poucos anos eram restritos a atletas profissionais. Os grandes eventos são cada vez mais raros, com exceção da tribo off road que mantém acesa sua paixão no Rally dos Sertões e em eventos menores ao longo do ano.

    Para 2015 o cenário brasileiro e mundial não se mostra muito favorável a grandes investimentos com todas as denúncias de corrupção, alta do dólar e incertezas sobre o futuro econômico. E temos uma vez mais o desafio de não nos entregarmos e continuarmos nossa luta para trazer a melhor informação aos nossos leitores e, por que não dizer, fãs que conquistamos ao longo dos 18 anos de Webventure e quase 13 de Webrun.

    No Webrun nos manteremos antenados ao que acontece nas principais provas do Brasil e do mundo, trazendo um calendário completo, resultados e com nossa equipe de jornalistas, blogueiros e colunistas empenhada em encontrar sempre algo diferente. A qualidade de vida não pode ficar de fora e manteremos nossa tradição de passar dicas de como ter uma vida mais saudável.

    O ano finalmente começou! Foto: psdesign1/ Fotolia O ano finalmente começou! Foto: psdesign1/ Fotolia

    Já no Webventure seguiremos com a linha editorial adotada nos últimos anos de nos focarmos em Viagem, principalmente os destinos ecoturísticos conhecidos e os ainda pouco divulgados na mídia. Isso sem deixar nossa veia esportiva de lado, já que esse ano teremos o Mundial de Corridas de Aventura no Pantanal, uma etapa da Volvo Ocean Race no Brasil e a 23ª edição do Rally dos Sertões.

    Desmembramos nossa área de foto e inscrições, que agora se tornaram empresas independentes para melhorar a qualidade do serviço prestado e buscar novos mercados. Com o Ticket Agora aturemos em inscrições de eventos variados, enquanto o Fotop busca aumentar seu portfólio de clientes finais e empresariais.

    Por último, mas não menos importante, estaremos de olho nos atletas canarinhos que buscam uma vaga na Olimpíada do Rio de Janeiro em 2016. Traremos notícias sobre a luta por uma vaga olímpica no atletismo, triathlon, mountain bike, canoagem e vela, além de informações sobre as arenas de competição e bastidores.

    Temos muito trabalho pela frente, mas nossos leitores diariamente nos fornecem a energia necessária para nos mantermos como referência de mercado. Todos aqui amam o que fazem e tenho certeza que 2015 nos reserva ótimas surpresas! Desafie seu Limite, Viva ao ar Livre.

    Um grande abraço,

    Alexandre Koda
    Diretor de Redação Webventure/ Webrun

    Garmin apresenta seus lançamentos em feira de tecnologia

    Atletismo · 08 jan, 2015

    A cidade de Las Vegas será o ponto de encontro de um dos maiores evento de tecnologia do mundo, a CES 2015, que acontece entre seis e nove de janeiro. A Garmin, líder mundial em navegação por satélite, apresentará cinco lançamentos mundiais na Feira, destacando seu crescimento no mercado de wearables e apresentando tendências para o segmento das pulseiras e relógios inteligentes.

    Confira os lançamentos da marca, que estarão no mercado no primeiro trimestre de 2015:

    Fēnix 3

    O Fēnix 3 estará disponível com preço sugerido de R$ 2.399 Foto: Divulgação O Fēnix 3 estará disponível com preço sugerido de R$ 2.399 Foto: Divulgação

    Multiesporte e com GPS, o relógio inteligente Fēnix 3 da Garmin chega com recursos aprimorados que apoiam uma gama de atividades multiesportivas - treinos fitness avançados, trilhas, esqui, escalada e corrida de montanha. O modelo é compatível com a Connect IQ™ store, que possibilita a aquisição de funcionalidades e opções de personalização. Ele vem em três versões: Prata, Cinza e a opção premium, Safira – que é construída com lentes de safira resistentes a riscos.

    Com carcaça de aço inoxidável e lente de vidro mineral resistentes a riscos, se adapta tanto ao ar livre quanto às salas de reuniões. Resistente à água a até 100 metros, suporta natação ou qualquer atividade aquática sem perigo de dano. Possui 20 horas de bateria com o GPS ligado, seis semanas com o GPS desligado e 50h no modo UltraTrac. As funções básicas do relógio incluem: alarme, alertas vibratórios, temporizador e cronômetro. Além disso, através do recurso Notificações Inteligentes, o usuário recebe alertas de chamadas, e-mail e mensagens de texto do smartphone compatível.

    Fēnix 3 estará disponível no primeiro trimestre de 2015, com preço sugerido das versões Prata, Cinza e Safira de R$ 2.399 e R$ 2.699,00 para a versão HRM-Run bundle.

    Vívoactive
    Outro grande lançamento da Garmin para 2015 é Vívoactive, um relógio com GPS inteligente ultrafino e leve, com aplicativos de esporte e monitoramento de atividades. O modelo ajuda os usuários a desenvolverem e manterem um estilo de vida saudável ao rastrear mais de suas atividades com GPS habilitado para corrida, ciclismo, golfe, natação e monitoramento de atividades. Através de alertas vibratórios, as notificações inteligentes, que exibem alertas de chamadas, mensagens e e-mail, mantém os usuários em dia com o trabalho, família e amigos.

    Para corrida, ele mostra ritmo, distância e tempo usando GPS e acelerômetro integrado, rastreia a velocidade e a distância quando o GPS não está disponível – como ao correr em ambientes fechados; possui recursos adicionais, que incluem Auto Lap e Auto Pause, alertas vibratórios para frequência cardíaca, ritmo e intervalos de corrida/caminhada. Já para ciclismo mede tempo, distância, velocidade e calorias para treino de corridas ou pedaladas diárias.

    O Vívoactive estará disponível no Brasil em preto ou branco no primeiro trimestre de 2015 e o preço sugerido é de R$1.299,00 e R$ 1.599,00 para a versão que acompanha o monitor cardíaco.

    Epix

    No Brasil, o Epix estará disponível no primeiro trimestre de 2015 com o preço sugerido de R$ 2.499,00. Foto: Divulgação No Brasil, o Epix estará disponível no primeiro trimestre de 2015 com o preço sugerido de R$ 2.499,00. Foto: Divulgação

    Ideal para entusiastas outdoor, o Epix é um relógio robusto com GPS e mapas, o primeiro de sua linha. O modelo possui tela de alta resolução touchscreen de 1.4”, vem carregado com mapas base mundial, além de assinatura gratuita de um ano do banco de imagens de satélite do BirdsEye. Possui memória interna de 8GB para o carregamento de mapas adicionais, antena de aço EXO com recepção para satélites GPS e GLONASS para uma localização rápida e precisa, além da tradicional funcionalidade de altímetro/barômetro/bússola. O Epix é compatível com sensores ANT+, como monitores de frequência cardíaca, sensor de temperatura Tempe™, entre outros.

    Com opções completas de outdoor e navegação, permite que os usuários não apenas rastreiem onde eles estão, mas também planejem, diretamente do pulso, para onde irão. Pode pode gravar distância, ritmo, velocidade, calorias queimadas, etc. Quando emparelhado com um monitor de frequência cardíaca também pode estimar o VO2 máximo e fornecer um tempo indicado de recuperação após um treino intenso.

    No Brasil, o Epix estará disponível no primeiro trimestre de 2015 com o preço sugerido ao consumidor de R$ 2.499,00.

    Vívofit 2 Para encorajar qualquer usuário a se manter ativo, um dos wearables mais desejados da marca chega em nova versão! Além de poder ser usado 24 horas por dia, sete dias por semana oferecendo informações sobre passos, calorias, distância e horário do dia, o vívofit 2 possui alertas sonoros que lembram o usuário que está na hora de se mover, visor com iluminação de fundo que aumenta a visibilidade no escuro e um cronômetro de atividades para gravar e analisar treinos individuais.

    O modelo possui um ano de duração de bateria e é resistente à água em até 50 metros para que os usuários raramente precisem tirá-lo do pulso. Durante os treinos é possível emparelhar o Vívofit com um monitor de frequência cardíaca compatível para visualizar a frequência e zonas cardíacas. Através do aplicativo Garmin Connect Mobile, o Vívofit 2 também se sincroniza automaticamente com o smartphone, assim os usuários podem visualizar o panorama completo de suas atividades díarias.

    O Vívofit 2 estará disponível em preto, branco, azul ou rosa e chegará ao Brasil no primeiro trimestre de 2015 com preço sugerido de R$699,00 e R$799,00 com monitor de frequência cardíaca preto ou branco.

    Connect IQ
    A primeira plataforma aberta no mundo em que desenvolvedores podem criar aplicativos para os produtos Garmin é uma das grandes novidades da marca. O software alia a confiável tecnologia da Garmin com ênfase na economia de energia, duração de bateria estendida e conectividade com smartphones e sensores periféricos, através de Bluetooth, BLE e ANT+. Agora, com Connect IQ, desenvolvedores terceiros podem usar a linha em constante expansão de vestíveis, enquanto se beneficiam da base de consumidores fiéis e os diversos canais de distribuição.

    Criado para incentivar o estilo de vida dos usuários, o hardware permite que desenvolvedores tenham acesso a recursos dos produtos Garmin, como: Tecnologia de GPS, duração de bateria, conectividade através de BLE e ANT+, autonomia e durabilidade.

    Os modelos Vívofit, Fênix, Vívoactive e Epix estarão disponíveis no primeiro trimestre de 2015 Foto: Divulgação Os modelos Vívofit, Fênix, Vívoactive e Epix estarão disponíveis no primeiro trimestre de 2015 Foto: Divulgação

    Com Connect IQ, desenvolvedores podem desenhar interfaces coloridas de tela para relógios e traduzir o rico sensor de informações em uma nova e relevante métrica, utilizando telas de informações totalmente customizáveis. Além disso, os dispositivos Garmin agora são compatíveis com widgets e aplicativos, podendo criar widgets para acrescentar na tela principal, como o placar de um grande jogo ou um lembrete para quando o usuário precisa se hidratar durante uma longa corrida, pedalada ou escalada. Inicialmente, o Connect IQ estará disponível para o Forerunner 920XT, Vívoactive, Fenix 3 e Epix.


    Garmin apresenta seus lançamentos em feira de tecnologia

    Atletismo · 08 jan, 2015

    A cidade de Las Vegas será o ponto de encontro de um dos maiores evento de tecnologia do mundo, a CES 2015, que acontece entre seis e nove de janeiro. A Garmin, líder mundial em navegação por satélite, apresentará cinco lançamentos mundiais na Feira, destacando seu crescimento no mercado de wearables e apresentando tendências para o segmento das pulseiras e relógios inteligentes.

    Confira os lançamentos da marca, que estarão no mercado no primeiro trimestre de 2015:

    Fēnix 3

    O Fēnix 3 estará disponível com preço sugerido de R$ 2.399 Foto: Divulgação O Fēnix 3 estará disponível com preço sugerido de R$ 2.399 Foto: Divulgação

    Multiesporte e com GPS, o relógio inteligente Fēnix 3 da Garmin chega com recursos aprimorados que apoiam uma gama de atividades multiesportivas - treinos fitness avançados, trilhas, esqui, escalada e corrida de montanha. O modelo é compatível com a Connect IQ™ store, que possibilita a aquisição de funcionalidades e opções de personalização. Ele vem em três versões: Prata, Cinza e a opção premium, Safira – que é construída com lentes de safira resistentes a riscos.

    Com carcaça de aço inoxidável e lente de vidro mineral resistentes a riscos, se adapta tanto ao ar livre quanto às salas de reuniões. Resistente à água a até 100 metros, suporta natação ou qualquer atividade aquática sem perigo de dano. Possui 20 horas de bateria com o GPS ligado, seis semanas com o GPS desligado e 50h no modo UltraTrac. As funções básicas do relógio incluem: alarme, alertas vibratórios, temporizador e cronômetro. Além disso, através do recurso Notificações Inteligentes, o usuário recebe alertas de chamadas, e-mail e mensagens de texto do smartphone compatível.

    Fēnix 3 estará disponível no primeiro trimestre de 2015, com preço sugerido das versões Prata, Cinza e Safira de R$ 2.399 e R$ 2.699,00 para a versão HRM-Run bundle.

    Vívoactive
    Outro grande lançamento da Garmin para 2015 é Vívoactive, um relógio com GPS inteligente ultrafino e leve, com aplicativos de esporte e monitoramento de atividades. O modelo ajuda os usuários a desenvolverem e manterem um estilo de vida saudável ao rastrear mais de suas atividades com GPS habilitado para corrida, ciclismo, golfe, natação e monitoramento de atividades. Através de alertas vibratórios, as notificações inteligentes, que exibem alertas de chamadas, mensagens e e-mail, mantém os usuários em dia com o trabalho, família e amigos.

    Para corrida, ele mostra ritmo, distância e tempo usando GPS e acelerômetro integrado, rastreia a velocidade e a distância quando o GPS não está disponível – como ao correr em ambientes fechados; possui recursos adicionais, que incluem Auto Lap e Auto Pause, alertas vibratórios para frequência cardíaca, ritmo e intervalos de corrida/caminhada. Já para ciclismo mede tempo, distância, velocidade e calorias para treino de corridas ou pedaladas diárias.

    O Vívoactive estará disponível no Brasil em preto ou branco no primeiro trimestre de 2015 e o preço sugerido é de R$1.299,00 e R$ 1.599,00 para a versão que acompanha o monitor cardíaco.

    Epix

    No Brasil, o Epix estará disponível no primeiro trimestre de 2015 com o preço sugerido de R$ 2.499,00. Foto: Divulgação No Brasil, o Epix estará disponível no primeiro trimestre de 2015 com o preço sugerido de R$ 2.499,00. Foto: Divulgação

    Ideal para entusiastas outdoor, o Epix é um relógio robusto com GPS e mapas, o primeiro de sua linha. O modelo possui tela de alta resolução touchscreen de 1.4”, vem carregado com mapas base mundial, além de assinatura gratuita de um ano do banco de imagens de satélite do BirdsEye. Possui memória interna de 8GB para o carregamento de mapas adicionais, antena de aço EXO com recepção para satélites GPS e GLONASS para uma localização rápida e precisa, além da tradicional funcionalidade de altímetro/barômetro/bússola. O Epix é compatível com sensores ANT+, como monitores de frequência cardíaca, sensor de temperatura Tempe™, entre outros.

    Com opções completas de outdoor e navegação, permite que os usuários não apenas rastreiem onde eles estão, mas também planejem, diretamente do pulso, para onde irão. Pode pode gravar distância, ritmo, velocidade, calorias queimadas, etc. Quando emparelhado com um monitor de frequência cardíaca também pode estimar o VO2 máximo e fornecer um tempo indicado de recuperação após um treino intenso.

    No Brasil, o Epix estará disponível no primeiro trimestre de 2015 com o preço sugerido ao consumidor de R$ 2.499,00.

    Vívofit 2 Para encorajar qualquer usuário a se manter ativo, um dos wearables mais desejados da marca chega em nova versão! Além de poder ser usado 24 horas por dia, sete dias por semana oferecendo informações sobre passos, calorias, distância e horário do dia, o vívofit 2 possui alertas sonoros que lembram o usuário que está na hora de se mover, visor com iluminação de fundo que aumenta a visibilidade no escuro e um cronômetro de atividades para gravar e analisar treinos individuais.

    O modelo possui um ano de duração de bateria e é resistente à água em até 50 metros para que os usuários raramente precisem tirá-lo do pulso. Durante os treinos é possível emparelhar o Vívofit com um monitor de frequência cardíaca compatível para visualizar a frequência e zonas cardíacas. Através do aplicativo Garmin Connect Mobile, o Vívofit 2 também se sincroniza automaticamente com o smartphone, assim os usuários podem visualizar o panorama completo de suas atividades díarias.

    O Vívofit 2 estará disponível em preto, branco, azul ou rosa e chegará ao Brasil no primeiro trimestre de 2015 com preço sugerido de R$699,00 e R$799,00 com monitor de frequência cardíaca preto ou branco.

    Connect IQ
    A primeira plataforma aberta no mundo em que desenvolvedores podem criar aplicativos para os produtos Garmin é uma das grandes novidades da marca. O software alia a confiável tecnologia da Garmin com ênfase na economia de energia, duração de bateria estendida e conectividade com smartphones e sensores periféricos, através de Bluetooth, BLE e ANT+. Agora, com Connect IQ, desenvolvedores terceiros podem usar a linha em constante expansão de vestíveis, enquanto se beneficiam da base de consumidores fiéis e os diversos canais de distribuição.

    Criado para incentivar o estilo de vida dos usuários, o hardware permite que desenvolvedores tenham acesso a recursos dos produtos Garmin, como: Tecnologia de GPS, duração de bateria, conectividade através de BLE e ANT+, autonomia e durabilidade.

    Os modelos Vívofit, Fênix, Vívoactive e Epix estarão disponíveis no primeiro trimestre de 2015 Foto: Divulgação Os modelos Vívofit, Fênix, Vívoactive e Epix estarão disponíveis no primeiro trimestre de 2015 Foto: Divulgação

    Com Connect IQ, desenvolvedores podem desenhar interfaces coloridas de tela para relógios e traduzir o rico sensor de informações em uma nova e relevante métrica, utilizando telas de informações totalmente customizáveis. Além disso, os dispositivos Garmin agora são compatíveis com widgets e aplicativos, podendo criar widgets para acrescentar na tela principal, como o placar de um grande jogo ou um lembrete para quando o usuário precisa se hidratar durante uma longa corrida, pedalada ou escalada. Inicialmente, o Connect IQ estará disponível para o Forerunner 920XT, Vívoactive, Fenix 3 e Epix.

    Confira dicas para não acabar totalmente com a dieta no fim de ano

    Caminhada · 22 dez, 2014

    Entra ano, sai ano e a época mais temida para quem faz dieta é a dos banquetes que acontecem durante o natal e réveillon. Mas nem tudo está perdido, é possível tornar a ceia mais saudável com a substituição de alimentos e maneirando na comilança. "No final do ano não coma como se o mundo fosse acabar. O que vai acabar é apenas o ano", brinca o treinador Nelson Evêncio.

    A melhor opção é sempre fazer um prato que traga saciedade Foto: Bildschoenes/Fotolia A melhor opção é sempre fazer um prato que traga saciedade Foto: Bildschoenes/Fotolia

    As tentações estarão por todos os lados, mas é possível passar com poucas “sequelas” e sem medo de subir na balança depois de tanta festa. O nutricionista Rafael Brasilia explica que o maior problema nas festas é a duração do evento. “As pessoas ficam horas comendo entradas e depois mais horas sentadas à mesa. A melhor opção é fazer um prato que traga saciedade”.

    O nutricionista alerta para as frutas oleaginosas, como castanhas, amêndoas e avelãs: “elas possuem altas calorias. Se você não tem o controle de comer duas ou três evite começar a comer esse tipo de entrada”. Independente de estar em uma festa ou não, as saladas e legumes sempre trazem saciedade, então vale investir e diminuir os pratos mais calóricos. “Você pode comer um pouco de besteira sim, afinal natal é somente uma vez por ano, mas tente não deixar de comer proteínas magras como peito de chester ou peru, e seja racional na hora de montar o prato para não exagerar na porção de calorias”, diz.

    Não deixe de comer proteínas magras como peito de chester ou peru Foto: Uckyo/Fotolia Não deixe de comer proteínas magras como peito de chester ou peru Foto: Uckyo/Fotolia

    Para muitos o “pecado” vem na hora da sobremesa. Então a dica é não focar somente no panetone e rabanadas, mas sim em opções como um sorvete diet e frutas. Não podemos esquecer que os drinks também fazem parte do cardápio de engorda, já que o álcool é altamente calórico e deve ser consumido com moderação. “No verão brasileiro podemos optar por vinho branco ou espumante. Limite a meia garrafa por pessoa. Cerveja tem um teor alcoólico mais baixo e as pessoas acabam consumindo mais calorias sem ficarem alteradas, então limite a poucas unidades”, finaliza.


    Confira dicas para não acabar totalmente com a dieta no fim de ano

    Caminhada · 22 dez, 2014

    Entra ano, sai ano e a época mais temida para quem faz dieta é a dos banquetes que acontecem durante o natal e réveillon. Mas nem tudo está perdido, é possível tornar a ceia mais saudável com a substituição de alimentos e maneirando na comilança. "No final do ano não coma como se o mundo fosse acabar. O que vai acabar é apenas o ano", brinca o treinador Nelson Evêncio.

    A melhor opção é sempre fazer um prato que traga saciedade Foto: Bildschoenes/Fotolia A melhor opção é sempre fazer um prato que traga saciedade Foto: Bildschoenes/Fotolia

    As tentações estarão por todos os lados, mas é possível passar com poucas “sequelas” e sem medo de subir na balança depois de tanta festa. O nutricionista Rafael Brasilia explica que o maior problema nas festas é a duração do evento. “As pessoas ficam horas comendo entradas e depois mais horas sentadas à mesa. A melhor opção é fazer um prato que traga saciedade”.

    O nutricionista alerta para as frutas oleaginosas, como castanhas, amêndoas e avelãs: “elas possuem altas calorias. Se você não tem o controle de comer duas ou três evite começar a comer esse tipo de entrada”. Independente de estar em uma festa ou não, as saladas e legumes sempre trazem saciedade, então vale investir e diminuir os pratos mais calóricos. “Você pode comer um pouco de besteira sim, afinal natal é somente uma vez por ano, mas tente não deixar de comer proteínas magras como peito de chester ou peru, e seja racional na hora de montar o prato para não exagerar na porção de calorias”, diz.

    Não deixe de comer proteínas magras como peito de chester ou peru Foto: Uckyo/Fotolia Não deixe de comer proteínas magras como peito de chester ou peru Foto: Uckyo/Fotolia

    Para muitos o “pecado” vem na hora da sobremesa. Então a dica é não focar somente no panetone e rabanadas, mas sim em opções como um sorvete diet e frutas. Não podemos esquecer que os drinks também fazem parte do cardápio de engorda, já que o álcool é altamente calórico e deve ser consumido com moderação. “No verão brasileiro podemos optar por vinho branco ou espumante. Limite a meia garrafa por pessoa. Cerveja tem um teor alcoólico mais baixo e as pessoas acabam consumindo mais calorias sem ficarem alteradas, então limite a poucas unidades”, finaliza.

    Webrun e Assessocor se juntam e nasce a plataforma de inscrições Ticket Agora

    Caminhada · 19 dez, 2014

    O Portal Webrun e a Assessocor anunciam oficialmente a fusão das suas áreas de inscrição e o surgimento do Ticket Agora, uma plataforma de inscrições e gestão que proporciona aos organizadores um controle completo do evento. Além de ter um controle mais eficiente dos processos, os organizadores contarão com a divulgação dos dois portais para aumentar a visibilidade e o número de participantes.

    “Atuamos fazendo inscrição online de eventos desde 2004, aprendemos muito neste tempo e o Ticket Agora virá para colocar em prática todo um novo modelo de negócio”, afirma Renato Cukier, sócio diretor do Webrun e Ticket Agora. “Será muito mais do que um sistema de inscrições online, é uma plataforma de gestão de eventos com foco em ajudar no sucesso do evento. Estamos bastante empolgados com esse novo projeto”, completa.

    Dessa forma, o Ticket Agora se torna o serviço oficial de inscrições do Webrun e Assessocor e todos os eventos continuarão a ser divulgados no calendário dos respectivos portais. A operação já está em andamento realizando as inscrições de dezenas de eventos de todo o Brasil. Para acessar o calendário visite ticketagora.com.br.

    Os organizadores interessados em abrir as inscrições com o Ticket Agora podem entrar em contato por aqui ou ligar para (11)3868-2333.


    Webrun e Assessocor se juntam e nasce a plataforma de inscrições Ticket Agora

    Caminhada · 19 dez, 2014

    O Portal Webrun e a Assessocor anunciam oficialmente a fusão das suas áreas de inscrição e o surgimento do Ticket Agora, uma plataforma de inscrições e gestão que proporciona aos organizadores um controle completo do evento. Além de ter um controle mais eficiente dos processos, os organizadores contarão com a divulgação dos dois portais para aumentar a visibilidade e o número de participantes.

    “Atuamos fazendo inscrição online de eventos desde 2004, aprendemos muito neste tempo e o Ticket Agora virá para colocar em prática todo um novo modelo de negócio”, afirma Renato Cukier, sócio diretor do Webrun e Ticket Agora. “Será muito mais do que um sistema de inscrições online, é uma plataforma de gestão de eventos com foco em ajudar no sucesso do evento. Estamos bastante empolgados com esse novo projeto”, completa.

    Dessa forma, o Ticket Agora se torna o serviço oficial de inscrições do Webrun e Assessocor e todos os eventos continuarão a ser divulgados no calendário dos respectivos portais. A operação já está em andamento realizando as inscrições de dezenas de eventos de todo o Brasil. Para acessar o calendário visite ticketagora.com.br.

    Os organizadores interessados em abrir as inscrições com o Ticket Agora podem entrar em contato por aqui ou ligar para (11)3868-2333.

    A importância do fortalecimento muscular através do treinamento resistido para corredores

    Corrida de Montanha · 15 set, 2014

    Muitas das alterações fisiológicas associadas ao envelhecimento podem ser atribuídas ao estilo de vida sedentário da maioria da população mundial. A prática regular da atividade física pode atenuar os processos degenerativos e de diminuição das capacidades e habilidades motoras, além de beneficiar os sistemas cardiorrespiratório, metabólico, hormonal, entre outros, contribuindo assim significativamente para uma melhor qualidade de vida.

    A força muscular é importante para as atividades do dia a dia e as de lazer, prevenindo lesões e mantendo uma boa saúde Foto: CandyBox Images/Fotolia A força muscular é importante para as atividades do dia a dia e as de lazer, prevenindo lesões e mantendo uma boa saúde Foto: CandyBox Images/Fotolia

    O músculo esquelético é a maior massa tecidual do corpo humano. No indivíduo idoso, ocorre o processo da sarcopenia, ou seja, uma diminuição lenta e progressiva da massa muscular, que é substituída por colágeno e gordura. Ocorre uma diminuição de aproximadamente 50% (dos 20 aos 90 anos) ou 40% (dos 30 aos 80 anos).

    O treinamento físico aumenta a capilaridade das fibras musculares, sobretudo nas fibras de baixa capacidade oxidativa (Tipo IIb), que, em geral, apresentam baixa densidade capilar. Em todos os tipos de fibras, porém, pode haver o desenvolvimento de novos capilares.

    A fraqueza muscular em cardiopatas está relacionada à inatividade física, e, nos alunos com insuficiência cardíaca, em particular, decorre da atrofia muscular, que é uma das características do estado patológico do sistema musculoesquelético em consequência da cardiopatia.
    O treinamento resistido tem um papel de fundamental importância na prevenção de quedas em idosos, por causa de seu grande efeito positivo sobre massa muscular, força muscular, equilíbrio, reflexos posturais e densidade óssea.

    Nos últimos 20 anos, o treinamento resistido tornou-se uma ferramenta útil em alunos com doença arterial coronariana (cardiopatas, hipertensos, populações especiais). Os pacientes que se exercitam melhoram sua capacidade funcional e seus perfis de fatores de risco cardíaco, têm menos sintomas e reduzem seus riscos de mortalidade cardiovascular.

    Ano acabando, que tal novos pares de tênis?

    A força muscular é importante para as atividades do dia a dia e as de lazer, prevenindo lesões e mantendo uma boa saúde musculoesquelética, aumentando a massa muscular e prevenindo a fragilidade nas pessoas mais idosas. A sarcopenia, perda de massa muscular associada a idade, pode ser atrasada ou compensada por aumentos na massa muscular induzidos pelo treinamento resistido. Além disso, esse tipo de treinamento é também de grande valia no tratamento de dores lombares, osteoporose e lesões ortopédicas.
    Como a força muscular é uma aptidão física que pode ser treinada e um importante fator para a execução das atividades de vida diária e profissionais, o treinamento resistido constitui uma ferramenta muito útil aos alunos.

    A recomendação é que ele seja associado ao aeróbio com as seguintes características: seis a dez tipos diferentes de exercícios envolvendo a maioria dos grupos musculares de membros superiores e inferiores, duas a três séries de cada exercício, dez a 15 repetições, intensidade de carga entre 50% a 70% de 1 RM e frequência de duas a três vezes na semana.


    A importância do fortalecimento muscular através do treinamento resistido para corredores

    Corrida de Montanha · 15 set, 2014

    Muitas das alterações fisiológicas associadas ao envelhecimento podem ser atribuídas ao estilo de vida sedentário da maioria da população mundial. A prática regular da atividade física pode atenuar os processos degenerativos e de diminuição das capacidades e habilidades motoras, além de beneficiar os sistemas cardiorrespiratório, metabólico, hormonal, entre outros, contribuindo assim significativamente para uma melhor qualidade de vida.

    A força muscular é importante para as atividades do dia a dia e as de lazer, prevenindo lesões e mantendo uma boa saúde Foto: CandyBox Images/Fotolia A força muscular é importante para as atividades do dia a dia e as de lazer, prevenindo lesões e mantendo uma boa saúde Foto: CandyBox Images/Fotolia

    O músculo esquelético é a maior massa tecidual do corpo humano. No indivíduo idoso, ocorre o processo da sarcopenia, ou seja, uma diminuição lenta e progressiva da massa muscular, que é substituída por colágeno e gordura. Ocorre uma diminuição de aproximadamente 50% (dos 20 aos 90 anos) ou 40% (dos 30 aos 80 anos).

    O treinamento físico aumenta a capilaridade das fibras musculares, sobretudo nas fibras de baixa capacidade oxidativa (Tipo IIb), que, em geral, apresentam baixa densidade capilar. Em todos os tipos de fibras, porém, pode haver o desenvolvimento de novos capilares.

    A fraqueza muscular em cardiopatas está relacionada à inatividade física, e, nos alunos com insuficiência cardíaca, em particular, decorre da atrofia muscular, que é uma das características do estado patológico do sistema musculoesquelético em consequência da cardiopatia.
    O treinamento resistido tem um papel de fundamental importância na prevenção de quedas em idosos, por causa de seu grande efeito positivo sobre massa muscular, força muscular, equilíbrio, reflexos posturais e densidade óssea.

    Nos últimos 20 anos, o treinamento resistido tornou-se uma ferramenta útil em alunos com doença arterial coronariana (cardiopatas, hipertensos, populações especiais). Os pacientes que se exercitam melhoram sua capacidade funcional e seus perfis de fatores de risco cardíaco, têm menos sintomas e reduzem seus riscos de mortalidade cardiovascular.

    Ano acabando, que tal novos pares de tênis?

    A força muscular é importante para as atividades do dia a dia e as de lazer, prevenindo lesões e mantendo uma boa saúde musculoesquelética, aumentando a massa muscular e prevenindo a fragilidade nas pessoas mais idosas. A sarcopenia, perda de massa muscular associada a idade, pode ser atrasada ou compensada por aumentos na massa muscular induzidos pelo treinamento resistido. Além disso, esse tipo de treinamento é também de grande valia no tratamento de dores lombares, osteoporose e lesões ortopédicas.
    Como a força muscular é uma aptidão física que pode ser treinada e um importante fator para a execução das atividades de vida diária e profissionais, o treinamento resistido constitui uma ferramenta muito útil aos alunos.

    A recomendação é que ele seja associado ao aeróbio com as seguintes características: seis a dez tipos diferentes de exercícios envolvendo a maioria dos grupos musculares de membros superiores e inferiores, duas a três séries de cada exercício, dez a 15 repetições, intensidade de carga entre 50% a 70% de 1 RM e frequência de duas a três vezes na semana.