Seguir ou não uma planilha de treinos muda minha performance na corrida?

Carolina Abrantes | Corridas de Rua · 06 fev, 2023

Seguir ou não uma planilha de treinos muda minha performance na corrida?

Foto: Fotolia

Às vezes é difícil conciliar a rotina de trabalho, família, compromissos sociais com os treinos, por isso eles acabam ficando em segundo plano. Mas deixar os treinamentos só para quando sobra um tempinho pode prejudicar, e muito, seus objetivos como como corredor. É por isso, que os treinadores defendem tanto o uso de uma planilha.

Essa agenda de treinos é capaz de dar um direcionamento melhor a cada etapa do treinamento e evita a monotonia de não variar e fazer sempre os mesmos exercícios. Na opinião do treinador Fellipe Franco, a planilha é importante, mas se o corredor tiver consciência de que é importante variar nos treinos, ela não é obrigatória.

O corredor não precisa ter uma planilha para melhorar sua performance, o mais importante é a periodização para ir evoluindo aos poucos. A planilha nesse caso é um complemento, serve como orientação para alcançar o objetivo. Se a pessoa já faz os treinos de maneira correta, tem consciência da importância em variar os tipos de treino, faz o acompanhamento com um treinador, a planilha pode se tornar algo dispensável, afirma.

+ Siga o Webrun no Instagram!
+ Baixe agora o APP Ticket Sports e tenha um calendário de eventos esportivos na palma da sua mão!

O ideal é que a planilha seja montada por um treinador, levando em consideração suas particularidades, para que de fato o atleta evolua. Na hora de montar uma, os principais pontos são: periodização (dividir a semana de treino e etapas, cada uma com um objetivo diferente), os tipos de percurso, o fortalecimento da musculatura com outras modalidades ou exercícios, os tipos de treinamento e até mesmo o descanso.

Não há dúvidas de que a melhor opção seria contar com um treinador que faça uma planilha personalizada para você e acompanhe sua progressão, mas nem sempre isso é possível. Se você já corre há algum tempo e está familiarizado com os principais tipos de treino, pode seguir sua própria planilha, mas sem exageros no ritmo ou na intensidade.

 

Carolina Abrantes

Ver todos os posts

Estudante de jornalismo, já metida a repórter. Encantada pelo mundo dos esportes e pela forma como eles podem mudar a vida das pessoas.

Outras deste autor