ivan albano

Ivan Albano, um dos melhores do país, segue para o 23° Ironman

Triathlon · 04 abr, 2011

“Eu não sabia nadar e tinha medo de água”. Essa é a afirmação de Ivan Albano, 36 anos, único brasileiro a ter seis chegadas entre os dez primeiros colocados no Ironman Brasil. O paulista, residente em Mogi Mirim, que precisou fazer aulas de natação antes de se firmar no mundo do triatlhon, já confirmou a participação em mais uma prova de longa distância na ilha de Florianópolis, em Santa Catarina.

A disputa será no dia 29 de maio e, para Albano, esta competição é prioridade, acima de qualquer outro evento no primeiro semestre. “Essa prova é até mais importante do que a do Havaí e agora estou trabalhando a parte nutricional, que é fundamental em uma prova longa. Não apenas o treinamento físico”, revela. “Uma boa alimentação ajuda na preparação e dá tranquilidade. A suplementação pode parecer um detalhe, mas no final do quebra cabeça é o que oferece o resultado que você almeja”, acrescenta.

Albano se profissionalizou em 2003, exatamente numa edição do Ironman Brasil, após já ter participado de outras provas como amador, incluindo as finais do Havaí. Ele acredita que o nível do Ironmam Brasil é muito bom e impossível de saber até que ponto os adversários estão preparados. “Sei das minhas limitações e procuro dar ênfase no meu treinamento, bastante a técnica de cada modalidade. Ainda não tive um dia perfeito, mas estou em busca dele”, diz o competidor, que conquistou em 2005 o quinto lugar, seu melhor resultado.

“O caminho para conquistar a melhor colocação depende de vários fatores, como estar em sintonia consigo, deixar todas as adversidades de lado e pensar no que se é capaz de fazer”, afirma Albano. Ele também cita a importância de ter rapidez durante o percurso e incluir nos treinos algumas provas de velocidade, como o Troféu Brasil e o GP de São Carlos. O ponto forte de Albano é o ciclismo e, apesar disso, o triatleta julga necessário ter uma "reserva" para o final da prova. “Tenho dado mais valor para a maratona, pois é nela que venho perdendo colocações. Estou trabalhado duro para melhorar”, descreve.

Desafios e lembranças - Entre diversas competições que Albano participou, o Ironman Brasil 2008 é um de seus maiores orgulhos. “Eu fiz com uma fratura de stress no pé. Fiquei 45 dias sem correr, só treinando na água. Aí viajei para Floripa na sexta feira, a prova era no domingo, tinha dúvida sobre meu desempenho, mesmo assim consegui fazer uma boa maratona”, conta.

Outra edição inesquecível foi a de 2009, ano de nascimento do filho do triatleta. “O Davi nasceu três dias antes do Ironman e tive que deixar minha esposa quando ela precisava muito de mim, foi bastante difícil. Não ganhei, cheguei como décimo colocado, mas foi muito emocionante ter completado aquele percurso naquele momento”, relembra.

Ao longo de sua carreira, Ivan Albano já participou de 22 Ironman, entre eles o Ironman de Wisconsin, Louisville e da Florida (USA), além diveros Meio Ironman, como o de Pucon, no Chile, e o de Mar del Plata, na Argentina. “Cada Ironman é um aprendizado a mais, a gente nunca entra na prova sabendo tudo, isso não existe”, confessa o triatleta, que garante não entrar na prova deste ano almejando uma determinada posição, mas sim tentando colocar em prática o seu melhor treinamento.


Ivan Albano, um dos melhores do país, segue para o 23° Ironman

Triathlon · 04 abr, 2011

“Eu não sabia nadar e tinha medo de água”. Essa é a afirmação de Ivan Albano, 36 anos, único brasileiro a ter seis chegadas entre os dez primeiros colocados no Ironman Brasil. O paulista, residente em Mogi Mirim, que precisou fazer aulas de natação antes de se firmar no mundo do triatlhon, já confirmou a participação em mais uma prova de longa distância na ilha de Florianópolis, em Santa Catarina.

A disputa será no dia 29 de maio e, para Albano, esta competição é prioridade, acima de qualquer outro evento no primeiro semestre. “Essa prova é até mais importante do que a do Havaí e agora estou trabalhando a parte nutricional, que é fundamental em uma prova longa. Não apenas o treinamento físico”, revela. “Uma boa alimentação ajuda na preparação e dá tranquilidade. A suplementação pode parecer um detalhe, mas no final do quebra cabeça é o que oferece o resultado que você almeja”, acrescenta.

Albano se profissionalizou em 2003, exatamente numa edição do Ironman Brasil, após já ter participado de outras provas como amador, incluindo as finais do Havaí. Ele acredita que o nível do Ironmam Brasil é muito bom e impossível de saber até que ponto os adversários estão preparados. “Sei das minhas limitações e procuro dar ênfase no meu treinamento, bastante a técnica de cada modalidade. Ainda não tive um dia perfeito, mas estou em busca dele”, diz o competidor, que conquistou em 2005 o quinto lugar, seu melhor resultado.

“O caminho para conquistar a melhor colocação depende de vários fatores, como estar em sintonia consigo, deixar todas as adversidades de lado e pensar no que se é capaz de fazer”, afirma Albano. Ele também cita a importância de ter rapidez durante o percurso e incluir nos treinos algumas provas de velocidade, como o Troféu Brasil e o GP de São Carlos. O ponto forte de Albano é o ciclismo e, apesar disso, o triatleta julga necessário ter uma "reserva" para o final da prova. “Tenho dado mais valor para a maratona, pois é nela que venho perdendo colocações. Estou trabalhado duro para melhorar”, descreve.

Desafios e lembranças - Entre diversas competições que Albano participou, o Ironman Brasil 2008 é um de seus maiores orgulhos. “Eu fiz com uma fratura de stress no pé. Fiquei 45 dias sem correr, só treinando na água. Aí viajei para Floripa na sexta feira, a prova era no domingo, tinha dúvida sobre meu desempenho, mesmo assim consegui fazer uma boa maratona”, conta.

Outra edição inesquecível foi a de 2009, ano de nascimento do filho do triatleta. “O Davi nasceu três dias antes do Ironman e tive que deixar minha esposa quando ela precisava muito de mim, foi bastante difícil. Não ganhei, cheguei como décimo colocado, mas foi muito emocionante ter completado aquele percurso naquele momento”, relembra.

Ao longo de sua carreira, Ivan Albano já participou de 22 Ironman, entre eles o Ironman de Wisconsin, Louisville e da Florida (USA), além diveros Meio Ironman, como o de Pucon, no Chile, e o de Mar del Plata, na Argentina. “Cada Ironman é um aprendizado a mais, a gente nunca entra na prova sabendo tudo, isso não existe”, confessa o triatleta, que garante não entrar na prova deste ano almejando uma determinada posição, mas sim tentando colocar em prática o seu melhor treinamento.

Ivan Albano garante participação na Claro 100k

Triathlon · 25 mar, 2010

O triatleta Ivan Albano, da equipe RM, garante presença na primeira etapa da Claro 100k, no próximo sábado (27/03). A prova será realizada no trecho ainda não inaugurado do Rodoanel na cidade de São Bernardo do Campo em São Paulo.

De acordo com o atleta, a prova tem uma particularidade importante para seus treinamento, pois haverá três modalidades competindo em categorias diferentes: atletas no ciclismo de estrada, mountain-bike e triathlon.

Albano acredita que este pode ser um ótimo treino por estar competindo com os maiores nomes do triathlon da América Latina. O objetivo dele é utilizar essa prova para aprimorar os treinos visando o Ironman Brasil.


Ivan Albano garante participação na Claro 100k

Triathlon · 25 mar, 2010

O triatleta Ivan Albano, da equipe RM, garante presença na primeira etapa da Claro 100k, no próximo sábado (27/03). A prova será realizada no trecho ainda não inaugurado do Rodoanel na cidade de São Bernardo do Campo em São Paulo.

De acordo com o atleta, a prova tem uma particularidade importante para seus treinamento, pois haverá três modalidades competindo em categorias diferentes: atletas no ciclismo de estrada, mountain-bike e triathlon.

Albano acredita que este pode ser um ótimo treino por estar competindo com os maiores nomes do triathlon da América Latina. O objetivo dele é utilizar essa prova para aprimorar os treinos visando o Ironman Brasil.

Ivan Albano fala da preparação para o Ironman

Triathlon · 08 maio, 2008

O triathleta brasileiro Ivan Albano está em ritmo final de preparação para o Ironman Brazil, competição que acontecerá em Florianópolis (SC) no dia 25 de maio com distâncias de 3,8 quilômetros de natação, 180 de ciclismo e 42 de corrida. Natural de Mogi-Mirim, interior de São Paulo, ele fala sobre a expectativa, os treinos e sobre a organização da prova.

São Paulo - Durante três anos consecutivos Ivan foi top 10 na prova, ao obter a 10ª posição em 2004, a quinta em 2005, a oitava em 2006 e esse ano espera obter a primeira vitória, depois de ter abandonado ano passado. Ele encerrou a participação no trecho de ciclismo, depois de cometer alguns erros, fato que lhe causou um trauma psicológico. “Levei um bom tempo para me recuperar, me senti muito mal”, lembra. “Mas isso serviu para me motivar ainda mais e me planejar melhor em cima dos erros”, completa.

Este ano ele se focou completamente na prova catarinense, trocou de técnico e passou a treinar com Rosana Merino de uma forma diferente em relação ao ano passado. “Não estou muito ligado nos adversários, não tenho muita idéia de como eles estão, pois tenho certeza do que eu posso fazer e minhas energias estão concentradas em fazer o meu melhor”.

Atualmente ele está na fase de “polimento” do treinamento, ou seja, já não faz treinos muito longos para evitar chegar desgastado no dia da competição, estratégia que muitos atletas não adotam e acabam se prejudicando. “A cada semana que antecede a prova, o treino cai em 10 a 15% do total semanal. Às vezes algumas pessoas perdem alguns treinos e querem recuperar no final, mas é errado, é melhor chegar um pouco mais descansado, do que com overtraining”.

Treinos - O foco principal do treinamento foi a parte de natação, esporte que segundo ele é o mais deficitário entre os três que envolvem uma disputa de triathlon. “Hoje em dia a natação já vem melhorando bastante para não ficar tão diferente dos adversários. Também tenho explorado bastante o ciclismo, que é o meu ponto forte, mas sem esquecer da corrida”.

Segundo Ivan, a oportunidade de participar de uma prova do nível de um Ironman em terras brasileiras é motivo de grande satisfação. “Sou muito grato de ter um evento como esse no meu país, uma seletiva para o mundial do Havaí, uma prova tão bem organizada e com nível técnico muito alto”.

Para entrar no ritmo e avaliar o treinamento, ele participou de algumas competições. “Meu foco é total no Ironman, mas fiz algumas provas para pegar ritmo, como o Long Distance de Caiobá e a abertura do Troféu Brasil de Triathlon”, finaliza o competidor de 34 anos.


Ivan Albano fala da preparação para o Ironman

Triathlon · 08 maio, 2008

O triathleta brasileiro Ivan Albano está em ritmo final de preparação para o Ironman Brazil, competição que acontecerá em Florianópolis (SC) no dia 25 de maio com distâncias de 3,8 quilômetros de natação, 180 de ciclismo e 42 de corrida. Natural de Mogi-Mirim, interior de São Paulo, ele fala sobre a expectativa, os treinos e sobre a organização da prova.

São Paulo - Durante três anos consecutivos Ivan foi top 10 na prova, ao obter a 10ª posição em 2004, a quinta em 2005, a oitava em 2006 e esse ano espera obter a primeira vitória, depois de ter abandonado ano passado. Ele encerrou a participação no trecho de ciclismo, depois de cometer alguns erros, fato que lhe causou um trauma psicológico. “Levei um bom tempo para me recuperar, me senti muito mal”, lembra. “Mas isso serviu para me motivar ainda mais e me planejar melhor em cima dos erros”, completa.

Este ano ele se focou completamente na prova catarinense, trocou de técnico e passou a treinar com Rosana Merino de uma forma diferente em relação ao ano passado. “Não estou muito ligado nos adversários, não tenho muita idéia de como eles estão, pois tenho certeza do que eu posso fazer e minhas energias estão concentradas em fazer o meu melhor”.

Atualmente ele está na fase de “polimento” do treinamento, ou seja, já não faz treinos muito longos para evitar chegar desgastado no dia da competição, estratégia que muitos atletas não adotam e acabam se prejudicando. “A cada semana que antecede a prova, o treino cai em 10 a 15% do total semanal. Às vezes algumas pessoas perdem alguns treinos e querem recuperar no final, mas é errado, é melhor chegar um pouco mais descansado, do que com overtraining”.

Treinos - O foco principal do treinamento foi a parte de natação, esporte que segundo ele é o mais deficitário entre os três que envolvem uma disputa de triathlon. “Hoje em dia a natação já vem melhorando bastante para não ficar tão diferente dos adversários. Também tenho explorado bastante o ciclismo, que é o meu ponto forte, mas sem esquecer da corrida”.

Segundo Ivan, a oportunidade de participar de uma prova do nível de um Ironman em terras brasileiras é motivo de grande satisfação. “Sou muito grato de ter um evento como esse no meu país, uma seletiva para o mundial do Havaí, uma prova tão bem organizada e com nível técnico muito alto”.

Para entrar no ritmo e avaliar o treinamento, ele participou de algumas competições. “Meu foco é total no Ironman, mas fiz algumas provas para pegar ritmo, como o Long Distance de Caiobá e a abertura do Troféu Brasil de Triathlon”, finaliza o competidor de 34 anos.

Ivan Albano fica em 20º em Ironman nos EUA

Triathlon · 08 nov, 2007

O triathleta brasileiro Ivan Albano participou no último sábado (3/11) de seu 17º Ironman, em Panamá City Beach (Flórida, EUA), competição em que obteve seu segundo melhor tempo na carreira, com 8h50min para os 3,8 km de natação, 180 de ciclismo e 42 de corrida. Cerca de 2.700 competidores de várias partes do mundo estiveram presentes.

De acordo com Ivan, os organizadores consideraram esta prova como tendo um dos níveis técnicos mais altos, perdendo apenas para o Campeonato Mundial, no Havaí. “Estou muito feliz por ter completado meu 17º Ironman e ter feito esse tempo, já que minha melhor marca para essas distâncias é de 8h45min. Gostaria muito de ter feito mais um top 10 em minha carreira, mas desta vez fiquei entre os top 20, já que o nível estava muito alto”, explica o brasileiro que ficou em 20º.

Ele fala ainda que não conseguiu se preparar adequadamente, já que conseguiu confirmar a participação no evento apenas duas semanas antes e, dadas as circunstâncias, se diz feliz com o resultado. “Isso com certeza engrandece meu resultado e me motiva ainda mais para continuar lutando para atingir meu objetivo maior, que é estar no lugar mais alto do pódio”.


Ivan Albano fica em 20º em Ironman nos EUA

Triathlon · 08 nov, 2007

O triathleta brasileiro Ivan Albano participou no último sábado (3/11) de seu 17º Ironman, em Panamá City Beach (Flórida, EUA), competição em que obteve seu segundo melhor tempo na carreira, com 8h50min para os 3,8 km de natação, 180 de ciclismo e 42 de corrida. Cerca de 2.700 competidores de várias partes do mundo estiveram presentes.

De acordo com Ivan, os organizadores consideraram esta prova como tendo um dos níveis técnicos mais altos, perdendo apenas para o Campeonato Mundial, no Havaí. “Estou muito feliz por ter completado meu 17º Ironman e ter feito esse tempo, já que minha melhor marca para essas distâncias é de 8h45min. Gostaria muito de ter feito mais um top 10 em minha carreira, mas desta vez fiquei entre os top 20, já que o nível estava muito alto”, explica o brasileiro que ficou em 20º.

Ele fala ainda que não conseguiu se preparar adequadamente, já que conseguiu confirmar a participação no evento apenas duas semanas antes e, dadas as circunstâncias, se diz feliz com o resultado. “Isso com certeza engrandece meu resultado e me motiva ainda mais para continuar lutando para atingir meu objetivo maior, que é estar no lugar mais alto do pódio”.

Ivan Albano é Top 10 em Ironman nos EUA

Triathlon · 30 ago, 2007

No último dia 26 o triatlheta brasileiro Ivan Albano participou do Ironman inaugural de Louisville, no estado americano de Kentucky, prova que reuniu cerca de 2034 atletas de 40 países e serviu como seletiva para o mundial da modalidade no Havaí. Ivan chegou na nona colocação, após uma ótima perna de natação e de bike.

A largada foi dada pontualmente às 6h50 no Rio Ohio, com uma forte correnteza contra até a metade da competição, condição que se inverteu no trecho final e os atletas nadaram a favor da corrente. “Eu tive um grande dia na natação, saindo da água com o tempo de 52 minutos e minha transição para o ciclismo foi muito eficiente e tranqüila”, comenta.

No início do ciclismo o clima mudou de figura e as nuvens carregadas deram lugar ao brilho do sol, que anunciava um forte calor e, certamente, mais dificuldades pela frente. “O percurso é completamente plano nos primeiros 20 km, depois se torna interessante e bem difícil, mais foi a parte que eu mais gostei. A organização foi muito feliz de escolher esse trajeto, já que as subidas ajudaram a selecionar os grupos”, ressalta.

Paisagem- O cenário era composto por estradas que ligavam diversas fazendas com suas criações de cavalos, já que Louisville é mundialmente conhecida como a cidade do jóqueis, com competições de turfe que atraem pessoas do mundo todo. “A qualidade do asfalto me marcou muito. Mais ou menos no quilômetro 70 do ciclismo eu estava num grupo com alguns favoritos, como o tcheco Petr Vabrousek, que esse ano já tinha corrido seis Ironmans e usava o numero um”.

Nesse momento havia uma seqüência de subidas e Albano tomou a decisão de partir pro ataque e conseguiu se desvencilhar do grupo, aproveitando que se sentia muito bem fisicamente. “Essa é a modalidade que me sinto muito à vontade, então apenas mantive o ritmo e fechei a perna com o tempo de 4h51min. Na transição para a corrida já estava na quarta posição”.

Quando os 42,195 quilômetros da corrida tiveram início, o sol queimava forte e os termômetros marcavam 38 graus. Apesar do trecho ser todo plano, ninguém teve moleza, pois a etapa anterior havia judiado muito das pernas dos triathletas. “A cada uma milha (1.800m), havia um posto de abastecimento, mas ao logo do dia essa milha parecia se tornar 10 km”, enfatiza.

Com o passar do tempo o desgaste foi aumentando e ele decidiu segurar um pouco o ritmo e adotou uma postura defensiva, sem se preocupar com os concorrentes à frente. “Fui para quinto lugar, onde fiquei por um longo período, até que, ao faltar duas milhas para chegada (3.200m), comecei a enxergar tudo escuro e a ter sintomas de desidratação”.

Percebendo a fadiga do brasileiro, os outros competidores aproveitaram para ultrapassá-lo e, ao final, ele cruzou em nono lugar com o tempo de 9h11min, um top 10 muito comemorado. “Estou muito feliz com meu resultado, estou no caminho certo, pois essa consistência é muito importante e me motiva para os próximos desafios”.

Apesar de ter ficado a uma posição da qualificação para o Mundial de Kona, ele já havia decidido não participar da competição, pois vai se dedicar à etapa da Flórida, em novembro. Esse foi o 16º Ironman que ele completou e se diz muito grato à sua esposa, a Deus e a seus treinadores e patrocinadores.


Ivan Albano é Top 10 em Ironman nos EUA

Triathlon · 30 ago, 2007

No último dia 26 o triatlheta brasileiro Ivan Albano participou do Ironman inaugural de Louisville, no estado americano de Kentucky, prova que reuniu cerca de 2034 atletas de 40 países e serviu como seletiva para o mundial da modalidade no Havaí. Ivan chegou na nona colocação, após uma ótima perna de natação e de bike.

A largada foi dada pontualmente às 6h50 no Rio Ohio, com uma forte correnteza contra até a metade da competição, condição que se inverteu no trecho final e os atletas nadaram a favor da corrente. “Eu tive um grande dia na natação, saindo da água com o tempo de 52 minutos e minha transição para o ciclismo foi muito eficiente e tranqüila”, comenta.

No início do ciclismo o clima mudou de figura e as nuvens carregadas deram lugar ao brilho do sol, que anunciava um forte calor e, certamente, mais dificuldades pela frente. “O percurso é completamente plano nos primeiros 20 km, depois se torna interessante e bem difícil, mais foi a parte que eu mais gostei. A organização foi muito feliz de escolher esse trajeto, já que as subidas ajudaram a selecionar os grupos”, ressalta.

Paisagem- O cenário era composto por estradas que ligavam diversas fazendas com suas criações de cavalos, já que Louisville é mundialmente conhecida como a cidade do jóqueis, com competições de turfe que atraem pessoas do mundo todo. “A qualidade do asfalto me marcou muito. Mais ou menos no quilômetro 70 do ciclismo eu estava num grupo com alguns favoritos, como o tcheco Petr Vabrousek, que esse ano já tinha corrido seis Ironmans e usava o numero um”.

Nesse momento havia uma seqüência de subidas e Albano tomou a decisão de partir pro ataque e conseguiu se desvencilhar do grupo, aproveitando que se sentia muito bem fisicamente. “Essa é a modalidade que me sinto muito à vontade, então apenas mantive o ritmo e fechei a perna com o tempo de 4h51min. Na transição para a corrida já estava na quarta posição”.

Quando os 42,195 quilômetros da corrida tiveram início, o sol queimava forte e os termômetros marcavam 38 graus. Apesar do trecho ser todo plano, ninguém teve moleza, pois a etapa anterior havia judiado muito das pernas dos triathletas. “A cada uma milha (1.800m), havia um posto de abastecimento, mas ao logo do dia essa milha parecia se tornar 10 km”, enfatiza.

Com o passar do tempo o desgaste foi aumentando e ele decidiu segurar um pouco o ritmo e adotou uma postura defensiva, sem se preocupar com os concorrentes à frente. “Fui para quinto lugar, onde fiquei por um longo período, até que, ao faltar duas milhas para chegada (3.200m), comecei a enxergar tudo escuro e a ter sintomas de desidratação”.

Percebendo a fadiga do brasileiro, os outros competidores aproveitaram para ultrapassá-lo e, ao final, ele cruzou em nono lugar com o tempo de 9h11min, um top 10 muito comemorado. “Estou muito feliz com meu resultado, estou no caminho certo, pois essa consistência é muito importante e me motiva para os próximos desafios”.

Apesar de ter ficado a uma posição da qualificação para o Mundial de Kona, ele já havia decidido não participar da competição, pois vai se dedicar à etapa da Flórida, em novembro. Esse foi o 16º Ironman que ele completou e se diz muito grato à sua esposa, a Deus e a seus treinadores e patrocinadores.

Ivan Albano encara Ironman pela 16ª vez

Triathlon · 24 maio, 2007

O brasileiro Ivan Albano participa novamente do Ironman Brasil no próximo domingo (27) em Florianópolis (SC). Esse será o seu 16º Ironman, sexto como profissional. Além disso, atualmente Ivan é o único brasileiro que nos últimos três anos consecutivos ficou entre os “top ten” da competição canarinha.

Esse ano ele treina com Sérgio Borges, que fez alguns ajustes para melhorar seu desempenho. Pronto para encarar mais um novo desafio, Ivan quer manter os bons resultados e garantir uma vaga no Ironman do Havaí, já que a etapa brasileira é uma das seletivas para o mundial. “Dessa vez trabalhei mais a intensidade e um pouco menos de volume. Fora isso a experiência dos outros ironmans vai ser bastante interessante”, revela.

No ano passado ele conseguiu a vaga havaiana e representou o país no Mundial de Ironman junto com a carioca a Fernanda Keller, os únicos brasileiros profissionais da competição. “O sonho de todo triathleta é representar o Brasil. Estou pensando nessa possibilidade novamente”.

Experiente na etapa brasileira, ele aconselha os estreantes. Ter paciência, principalmente no início da prova, é uma dica valiosa. “A natação é uma parte que você tem que se concentrar por causa da largada. É um pouco estressante. Você tem que se posicionar no lugar certo. Não adianta ficar na frente de alguém que você sabe que pode te atropelar. Você tem que sair bem, para encarar bem algo que vai fazer o dia inteiro. Depois que largou dá uma acalmada nos ânimos”, explica.

Mesmo com 16 Ironmans, Ivan revela que ainda sente a adrenalina antes da prova. “Ainda sinto o frio na barriga antes de largada. Acho que se acabar esse frio na barriga, acaba a paixão pelo esporte”, conta.

Treinamento - Para enfrentar o desafio, Ivan treinou semanalmente cerca de 20 a 22km de natação, 500 e 750km de bike e 80 e 110km de corrida. Mas nas duas semanas que antecedem a prova, ele diminuiu os treinos. “Mais importante disso tudo é estar bem descansado para o dia do evento. Se você chegar cansado nesse tipo de prova, pode acontecer alguma coisa e você não tem outra chance”, diz.

“Meu objetivo para essa prova é colocar em prática tudo que eu treinei. Se eu conseguir fazer isso posso garantir que vou ter uma disparada na prova. Antes de qualquer colocação, vou tentar retirar toda a força que eu tenho e colocar em prática”, acrescenta.

No ano de 2004, Ivan ficou com a 10ª posição. Depois no ano seguinte conquistou o quinto lugar e na última edição ele foi o oitavo colocado. O Ironman Brasil acontece no próximo domingo (27) com largada às 7h na praia de Jurerê Internacional em Florianópolis.

Acompanhe no Webrun a cobertura on line do Ironman a partir das 6h do dia 27 de maio direto de Floripa.


Ivan Albano encara Ironman pela 16ª vez

Triathlon · 24 maio, 2007

O brasileiro Ivan Albano participa novamente do Ironman Brasil no próximo domingo (27) em Florianópolis (SC). Esse será o seu 16º Ironman, sexto como profissional. Além disso, atualmente Ivan é o único brasileiro que nos últimos três anos consecutivos ficou entre os “top ten” da competição canarinha.

Esse ano ele treina com Sérgio Borges, que fez alguns ajustes para melhorar seu desempenho. Pronto para encarar mais um novo desafio, Ivan quer manter os bons resultados e garantir uma vaga no Ironman do Havaí, já que a etapa brasileira é uma das seletivas para o mundial. “Dessa vez trabalhei mais a intensidade e um pouco menos de volume. Fora isso a experiência dos outros ironmans vai ser bastante interessante”, revela.

No ano passado ele conseguiu a vaga havaiana e representou o país no Mundial de Ironman junto com a carioca a Fernanda Keller, os únicos brasileiros profissionais da competição. “O sonho de todo triathleta é representar o Brasil. Estou pensando nessa possibilidade novamente”.

Experiente na etapa brasileira, ele aconselha os estreantes. Ter paciência, principalmente no início da prova, é uma dica valiosa. “A natação é uma parte que você tem que se concentrar por causa da largada. É um pouco estressante. Você tem que se posicionar no lugar certo. Não adianta ficar na frente de alguém que você sabe que pode te atropelar. Você tem que sair bem, para encarar bem algo que vai fazer o dia inteiro. Depois que largou dá uma acalmada nos ânimos”, explica.

Mesmo com 16 Ironmans, Ivan revela que ainda sente a adrenalina antes da prova. “Ainda sinto o frio na barriga antes de largada. Acho que se acabar esse frio na barriga, acaba a paixão pelo esporte”, conta.

Treinamento - Para enfrentar o desafio, Ivan treinou semanalmente cerca de 20 a 22km de natação, 500 e 750km de bike e 80 e 110km de corrida. Mas nas duas semanas que antecedem a prova, ele diminuiu os treinos. “Mais importante disso tudo é estar bem descansado para o dia do evento. Se você chegar cansado nesse tipo de prova, pode acontecer alguma coisa e você não tem outra chance”, diz.

“Meu objetivo para essa prova é colocar em prática tudo que eu treinei. Se eu conseguir fazer isso posso garantir que vou ter uma disparada na prova. Antes de qualquer colocação, vou tentar retirar toda a força que eu tenho e colocar em prática”, acrescenta.

No ano de 2004, Ivan ficou com a 10ª posição. Depois no ano seguinte conquistou o quinto lugar e na última edição ele foi o oitavo colocado. O Ironman Brasil acontece no próximo domingo (27) com largada às 7h na praia de Jurerê Internacional em Florianópolis.

Acompanhe no Webrun a cobertura on line do Ironman a partir das 6h do dia 27 de maio direto de Floripa.

Ivan Albano confirmado para o Long Distance

Triathlon · 21 nov, 2006

A terceira etapa do Triathlon Long Distance vai contar com a presença do triatleta paulista Ivan Albano, que vai disputar os 1,9 km de natação; 90 km de ciclismo e 21 km de corrida nesse domingo (26), em Pirassununga. Aos 32 anos, ele é especialista em longas distâncias e em outubro completou o Ironman do Havaí na 88ª colocação geral, 52º na categoria.

Em 2004 ele obteve um 10º lugar no Ironman Brasil, em 2005 foi quinto e resolveu participar do Ironman de Wisconsin, onde obteve a sétima colocação. Em 2006 ele foi o 10º no Meio Ironman Pucon (Chile), oitavo no Ironman Brasil e terceiro no Ironman 70.3 Brasil. No Reebok Triathlon Long Distance ele disputou a primeira etapa da temporada, em Ubatuba (SP) e terminou na quarta colocação.

Célio Balieiro, diretor geral da prova, comenta que a presença de Ivan aumenta o nível da competição. “Sua presença deixará a briga pelo primeiro lugar no masculino bastante interessante, sem falar que seu resultado na primeira etapa o credencia como um dos favoritos ao topo do pódio em Pirassununga”.

A disputa tem previsão de início para as 8h e os atletas vão largar da Academia da Força Aérea de Pirassununga. No sábado acontece a prova do Short Triatlon (900m/22.5k/6k), que abre oficialmente a programação.


Ivan Albano confirmado para o Long Distance

Triathlon · 21 nov, 2006

A terceira etapa do Triathlon Long Distance vai contar com a presença do triatleta paulista Ivan Albano, que vai disputar os 1,9 km de natação; 90 km de ciclismo e 21 km de corrida nesse domingo (26), em Pirassununga. Aos 32 anos, ele é especialista em longas distâncias e em outubro completou o Ironman do Havaí na 88ª colocação geral, 52º na categoria.

Em 2004 ele obteve um 10º lugar no Ironman Brasil, em 2005 foi quinto e resolveu participar do Ironman de Wisconsin, onde obteve a sétima colocação. Em 2006 ele foi o 10º no Meio Ironman Pucon (Chile), oitavo no Ironman Brasil e terceiro no Ironman 70.3 Brasil. No Reebok Triathlon Long Distance ele disputou a primeira etapa da temporada, em Ubatuba (SP) e terminou na quarta colocação.

Célio Balieiro, diretor geral da prova, comenta que a presença de Ivan aumenta o nível da competição. “Sua presença deixará a briga pelo primeiro lugar no masculino bastante interessante, sem falar que seu resultado na primeira etapa o credencia como um dos favoritos ao topo do pódio em Pirassununga”.

A disputa tem previsão de início para as 8h e os atletas vão largar da Academia da Força Aérea de Pirassununga. No sábado acontece a prova do Short Triatlon (900m/22.5k/6k), que abre oficialmente a programação.

Brasileiro quer chegar entre os Top 10 do Mundial de Ironman

Triathlon · 10 out, 2006

O triathleta brasileiro Ivan Albano participa no sábado (21) do Ironman do Havaí. A prova é o mundial da modalidade e acontece na ilha de Kona. Mais de 1.500 atletas de diversas nacionalidades estarão presentes no evento que conta com 3,8km de natação, 180km de bicicleta e mais 42km de corrida.

Essa será a primeira vez que o brasileiro participa da competição na categoria profissional. Triathleta há 15 anos, Albano já disputou quatro edições do Ironman do Havaí, porém, todas como amador. Há um ano atrás ele não tinha patrocinador, participava das competições apenas pelo amor ao esporte.

Agora, patrocinado pela Powerbar e InsideOutsports, ele almeja chegar entre os 10 primeiros colocados da prova e marcar o seu nome na famosa lista “top 10” do Havaí. “Sou bem realista e sei que e bem difícil chegar entre os 10 primeiros. Porém, sou igual aos outros e garanto que estou bem preparado para isso. Nada é impossível, se eu acordar num grande dia tenho certeza que vou conseguir”, revela.

A jornada para seu atual sonho não foi fácil. Morador de Mogi-Mirim (SP), ele se mudou para os Estados Unidos para se dedicar integralmente ao treinamento. “Minha preparação para o mundial do Havaí foi toda feita aqui nos Estados Unidos. Decide vir para cá, pois além da altitude e dos lugares perfeitos para treinar, os melhores atletas de todos esportes também passam uma temporada aqui (em Boulder, Colorado) ou até mesmo moram aqui”, conta o brasileiro.

Segundo o atleta, estar ao lado de feras no esporte é um estímulo maior. Para o Havaí, ele treinava todos os dias cerca de seis a sete horas. Agora, uma semana antes da prova, Albano diminui seus treinos.

O Ironman do Havaí não é uma prova fácil e por ter experiência na competição, Albano pode obter alguma vantagem sob seus adversários. Mesmo assim algumas coisas são imprevisíveis. “Nesta prova é muito difícil prever alguma coisa, pois as condições climáticas sem dúvida são o maior adversário de todos os competidores. O clima pode variar muito, ter muito calor, vento e umidade alta”.

Para aqueles que vão estar pela primeira vez no Havaí a dica do triathleta é tentar absorver toda a energia da ilha. “Por nenhum momento tente brigar com a natureza deste lugar. Mantenha a calma e o respeito pela ilha e tudo de bom irá acontecer”.

O Ironman do Havaí acontece no sábado, 21 de outubro, na ilha de Kona no Havaí. Além de Albano, outros brasileiros, como a triathleta Fernanda Keller, também estarão na competição.


Brasileiro quer chegar entre os Top 10 do Mundial de Ironman

Triathlon · 10 out, 2006

O triathleta brasileiro Ivan Albano participa no sábado (21) do Ironman do Havaí. A prova é o mundial da modalidade e acontece na ilha de Kona. Mais de 1.500 atletas de diversas nacionalidades estarão presentes no evento que conta com 3,8km de natação, 180km de bicicleta e mais 42km de corrida.

Essa será a primeira vez que o brasileiro participa da competição na categoria profissional. Triathleta há 15 anos, Albano já disputou quatro edições do Ironman do Havaí, porém, todas como amador. Há um ano atrás ele não tinha patrocinador, participava das competições apenas pelo amor ao esporte.

Agora, patrocinado pela Powerbar e InsideOutsports, ele almeja chegar entre os 10 primeiros colocados da prova e marcar o seu nome na famosa lista “top 10” do Havaí. “Sou bem realista e sei que e bem difícil chegar entre os 10 primeiros. Porém, sou igual aos outros e garanto que estou bem preparado para isso. Nada é impossível, se eu acordar num grande dia tenho certeza que vou conseguir”, revela.

A jornada para seu atual sonho não foi fácil. Morador de Mogi-Mirim (SP), ele se mudou para os Estados Unidos para se dedicar integralmente ao treinamento. “Minha preparação para o mundial do Havaí foi toda feita aqui nos Estados Unidos. Decide vir para cá, pois além da altitude e dos lugares perfeitos para treinar, os melhores atletas de todos esportes também passam uma temporada aqui (em Boulder, Colorado) ou até mesmo moram aqui”, conta o brasileiro.

Segundo o atleta, estar ao lado de feras no esporte é um estímulo maior. Para o Havaí, ele treinava todos os dias cerca de seis a sete horas. Agora, uma semana antes da prova, Albano diminui seus treinos.

O Ironman do Havaí não é uma prova fácil e por ter experiência na competição, Albano pode obter alguma vantagem sob seus adversários. Mesmo assim algumas coisas são imprevisíveis. “Nesta prova é muito difícil prever alguma coisa, pois as condições climáticas sem dúvida são o maior adversário de todos os competidores. O clima pode variar muito, ter muito calor, vento e umidade alta”.

Para aqueles que vão estar pela primeira vez no Havaí a dica do triathleta é tentar absorver toda a energia da ilha. “Por nenhum momento tente brigar com a natureza deste lugar. Mantenha a calma e o respeito pela ilha e tudo de bom irá acontecer”.

O Ironman do Havaí acontece no sábado, 21 de outubro, na ilha de Kona no Havaí. Além de Albano, outros brasileiros, como a triathleta Fernanda Keller, também estarão na competição.

Ivan Albano garante vaga no Mundial

Triathlon · 12 set, 2005

Depois ser o 5° colocado no Ironman Brasil Telecom, disputado no último mês de maio em Florianópolis, o paulista Ivan Albano (KHS) ficou novamente entre os top ten em uma prova de endurance. Desta vez, o feito foi obtido no último dia 11 ao conquistar o 7° lugar no Ironman de Winscosim, nos Estados Unidos. A competição considerada uma das provas mais importantes do calendário mundial esse ano contou 2.076 triathletas vindos de mais de 50 países.

“Estou muito feliz com meu resultado, pois a competição foi muito dura, o percurso de ciclismo com bastante subidas, muito vento e um calor entre 32 a 35 graus. A organização da prova afirmou que nos últimos 20 anos não tinha um número tão grande de atletas que não completaram a prova num Ironman, isso mostra o grau de difilculdade da prova”, analisa Albano.

Mas a prova não foi fácil para o atleta, já que fez uma prova de recuperação. “Sai da natação muito mal - na 129° posição - usei o ciclismo como meu ponto forte e entreguei a bike em 12°, fiz uma maratona muito boa marcando o quarto melhor tempo do dia”, disse.

Com o resultado Ivan Albano foi o primeiro brasileiro a garantir participação no Ironman do Havaí 2006.


Ivan Albano garante vaga no Mundial

Triathlon · 12 set, 2005

Depois ser o 5° colocado no Ironman Brasil Telecom, disputado no último mês de maio em Florianópolis, o paulista Ivan Albano (KHS) ficou novamente entre os top ten em uma prova de endurance. Desta vez, o feito foi obtido no último dia 11 ao conquistar o 7° lugar no Ironman de Winscosim, nos Estados Unidos. A competição considerada uma das provas mais importantes do calendário mundial esse ano contou 2.076 triathletas vindos de mais de 50 países.

“Estou muito feliz com meu resultado, pois a competição foi muito dura, o percurso de ciclismo com bastante subidas, muito vento e um calor entre 32 a 35 graus. A organização da prova afirmou que nos últimos 20 anos não tinha um número tão grande de atletas que não completaram a prova num Ironman, isso mostra o grau de difilculdade da prova”, analisa Albano.

Mas a prova não foi fácil para o atleta, já que fez uma prova de recuperação. “Sai da natação muito mal - na 129° posição - usei o ciclismo como meu ponto forte e entreguei a bike em 12°, fiz uma maratona muito boa marcando o quarto melhor tempo do dia”, disse.

Com o resultado Ivan Albano foi o primeiro brasileiro a garantir participação no Ironman do Havaí 2006.

Ivan Albano fecha seu primeiro patrocínio

Triathlon · 23 ago, 2005

Depois de se classificar por duas vezes consecutivas como "top ten" no Ironman Brasil Telecom, Ivan Albano já colhe os frutos de seu esforço. Mesmo sendo o segundo melhor brasileiro do último Ironman, ele não tinha nenhum tipo de patrocínio. Mas agora Albano fechou seu primeiro contrato com marca de bicicletas norte-americana KHS.

A estréia do triathleta com o seu novo patrocinador será no dia 11 de setembro em Wisconsin, Estados Unidos. Ele foi convidado para participar da prova pelos organizadores. Durante a estréia o brasileiro utilizará o modelo de bicicleta Flite 2000.


Ivan Albano fecha seu primeiro patrocínio

Triathlon · 23 ago, 2005

Depois de se classificar por duas vezes consecutivas como "top ten" no Ironman Brasil Telecom, Ivan Albano já colhe os frutos de seu esforço. Mesmo sendo o segundo melhor brasileiro do último Ironman, ele não tinha nenhum tipo de patrocínio. Mas agora Albano fechou seu primeiro contrato com marca de bicicletas norte-americana KHS.

A estréia do triathleta com o seu novo patrocinador será no dia 11 de setembro em Wisconsin, Estados Unidos. Ele foi convidado para participar da prova pelos organizadores. Durante a estréia o brasileiro utilizará o modelo de bicicleta Flite 2000.