haile

Maratona de Berlim promete briga acirrada entre os melhores da atualidade

Maratona · 21 jul, 2009

A disputa pelo primeiro lugar da Maratona de Berlim 2009 será ainda mais acirrada. A prova, marcada para o dia 20 de setembro, terá a presença do recordista mundial de maratona, Haile Gebrselassie e também do queniano mais rápido do ano, Duncan Kibet.

O etíope Haile tem como melhor marca nos 42 quilômetros 2h03min59, feito realizado na Maratona de Berlim 2008. O tempo lhe garantiu o recorde mundial da modalidade, que anteriormente também era de Haile, 2h04min26 na Maratona de Berlim 2007.

Já o seu mais novo adversário, Duncan Kibet, marcou esse ano o tempo 2h04min27 na Maratona de Roterdã. Por enquanto, Kibet é o maratonista mais rápido de 2009. O mais curioso é que a estréia do queniano na modalidade maratona foi no início do ano passado. Isso significa que Kibet, 31 anos, ainda pode surpreender.

Os organizadores do evento, assim como os espectadores, esperam uma boa briga pelo primeiro lugar da maratona. Além disso, também será possível aguardar por um novo recorde da modalidade. Os dois revelaram que almejam uma nova marca na maratona.

A Maratona de Berlim é considerada um dos percursos mais rápidos do mundo. De acordo com os organizadores do evento, de 1998 até agora já foram conquistados seis recordes mundiais em Berlim.


Maratona de Berlim promete briga acirrada entre os melhores da atualidade

Maratona · 21 jul, 2009

A disputa pelo primeiro lugar da Maratona de Berlim 2009 será ainda mais acirrada. A prova, marcada para o dia 20 de setembro, terá a presença do recordista mundial de maratona, Haile Gebrselassie e também do queniano mais rápido do ano, Duncan Kibet.

O etíope Haile tem como melhor marca nos 42 quilômetros 2h03min59, feito realizado na Maratona de Berlim 2008. O tempo lhe garantiu o recorde mundial da modalidade, que anteriormente também era de Haile, 2h04min26 na Maratona de Berlim 2007.

Já o seu mais novo adversário, Duncan Kibet, marcou esse ano o tempo 2h04min27 na Maratona de Roterdã. Por enquanto, Kibet é o maratonista mais rápido de 2009. O mais curioso é que a estréia do queniano na modalidade maratona foi no início do ano passado. Isso significa que Kibet, 31 anos, ainda pode surpreender.

Os organizadores do evento, assim como os espectadores, esperam uma boa briga pelo primeiro lugar da maratona. Além disso, também será possível aguardar por um novo recorde da modalidade. Os dois revelaram que almejam uma nova marca na maratona.

A Maratona de Berlim é considerada um dos percursos mais rápidos do mundo. De acordo com os organizadores do evento, de 1998 até agora já foram conquistados seis recordes mundiais em Berlim.

Para Haile, Usain Bolt é “abençoado com talento”

Corridas de Rua · 16 out, 2008

Numa entrevista para a imprensa alemã, o etíope Haile Gebrselassie ratificou sua intenção de disputar o Mundial de Maratona em Berlim ano que vem, e ainda comentou sobre a atual fase de Usain Bolt, o descrevendo como “um atleta abençoado com talento”. Haile quebrou o recorde mundial de Maratona esse ano na competição germânica.

Enquanto Bolt se concentrou nas disputas olímpicas e quebrou o recorde mundial dos 100; 200 e revezamento 4x100m, Haile correu apenas os 10 mil metros em Pequim (foi sexto colocado) e guardou forças para quebrar o recorde em Berlim, onde marcou 2h03min59. Entrevistado pelo jornal Frankfurter Allgemeine Sonntagszeitung, o etíope diz que não assistiu ao vivo as performances do jamaicano.

“Fiquei lá apenas durante quatro dias, mas obviamente assisti a algumas competições pela televisão. As pessoas na Etiópia não se interessam muito por provas de velocidade, mas todos, incluindo eu, queriam ver Usain Bolt competindo, principalmente após a vitória nos 100 metros”, afirma Gebrselassie. “Ele estava voando! Três medalhas de ouro e três recordes mundiais, isso é inacreditável”, enfatiza.

Ao ser perguntado se achava as comemorações do velocista arrogantes após as vitórias e sobre as especulações de doping, o maratonista se mostra crente no esporte sem trapaças. “É importante que o atletismo seja um esporte limpo, é injusto criticar alguém por correr muito rápido. Para mim Bolt é abençoado com talento. Obviamente ele fez um show (após as vitórias), mas não acho que seja ruim, já que essa alegria veio do coração dele”.

Passado e futuro - Passadas as competições olímpicas e a Maratona de Berlim, ele ressalta mais uma vez que não se arrepende de ter ficado de fora dos 42,195 quilômetros em Pequim, mas confessa ter usado uma estratégia errada nos 10 mil metros. “Eu deveria ter atacado faltando dois quilômetros para o final, não sei porque não fiz isso”. Tricampeão em Berlim (o único com títulos consecutivos) Gebrselassie confirmou o interesse em participar do Mundial de Maratona ano que vem na cidade alemã. “É minha cidade da sorte”.

Segundo o atleta, o apoio da torcida é um dos fatores que o leva a voltar a essa disputa. “Mesmo que complete em 10º ano que vem, haverá pessoas gritando ‘Haile, Haile’”. Já sobre os planos de disputar a Olimpíada de 2012, ele afirma que é uma meta distante.


Para Haile, Usain Bolt é “abençoado com talento”

Corridas de Rua · 16 out, 2008

Numa entrevista para a imprensa alemã, o etíope Haile Gebrselassie ratificou sua intenção de disputar o Mundial de Maratona em Berlim ano que vem, e ainda comentou sobre a atual fase de Usain Bolt, o descrevendo como “um atleta abençoado com talento”. Haile quebrou o recorde mundial de Maratona esse ano na competição germânica.

Enquanto Bolt se concentrou nas disputas olímpicas e quebrou o recorde mundial dos 100; 200 e revezamento 4x100m, Haile correu apenas os 10 mil metros em Pequim (foi sexto colocado) e guardou forças para quebrar o recorde em Berlim, onde marcou 2h03min59. Entrevistado pelo jornal Frankfurter Allgemeine Sonntagszeitung, o etíope diz que não assistiu ao vivo as performances do jamaicano.

“Fiquei lá apenas durante quatro dias, mas obviamente assisti a algumas competições pela televisão. As pessoas na Etiópia não se interessam muito por provas de velocidade, mas todos, incluindo eu, queriam ver Usain Bolt competindo, principalmente após a vitória nos 100 metros”, afirma Gebrselassie. “Ele estava voando! Três medalhas de ouro e três recordes mundiais, isso é inacreditável”, enfatiza.

Ao ser perguntado se achava as comemorações do velocista arrogantes após as vitórias e sobre as especulações de doping, o maratonista se mostra crente no esporte sem trapaças. “É importante que o atletismo seja um esporte limpo, é injusto criticar alguém por correr muito rápido. Para mim Bolt é abençoado com talento. Obviamente ele fez um show (após as vitórias), mas não acho que seja ruim, já que essa alegria veio do coração dele”.

Passado e futuro - Passadas as competições olímpicas e a Maratona de Berlim, ele ressalta mais uma vez que não se arrepende de ter ficado de fora dos 42,195 quilômetros em Pequim, mas confessa ter usado uma estratégia errada nos 10 mil metros. “Eu deveria ter atacado faltando dois quilômetros para o final, não sei porque não fiz isso”. Tricampeão em Berlim (o único com títulos consecutivos) Gebrselassie confirmou o interesse em participar do Mundial de Maratona ano que vem na cidade alemã. “É minha cidade da sorte”.

Segundo o atleta, o apoio da torcida é um dos fatores que o leva a voltar a essa disputa. “Mesmo que complete em 10º ano que vem, haverá pessoas gritando ‘Haile, Haile’”. Já sobre os planos de disputar a Olimpíada de 2012, ele afirma que é uma meta distante.

Haile quebra recorde mundial em Berlim: 2h03min59

Maratona · 28 set, 2008

O etíope Haile Gebrselassie venceu e bateu o novo recorde mundial na Maratona de Berlim nesse domingo (28) na Alemanha. Ele completou os 42 quilômetros de prova em 2h03min59. O antigo recorde já era do próprio atleta conquistado no ano passado também em Berlim, 2h04min26.

Depois de ficar fora das Olimpíadas de Pequim, para focar a Maratona de Berlim, Haile colheu os frutos da sua decisão. “Berlim é minha cidade de sorte. Às vezes no esporte temos a felicidade de encontrar um lugar que sempre nos saímos bem”, conta o recordista.

Na coletiva de imprensa antes da prova, Haile já anunciou a possibilidade de quebra de recorde, porém, não havia falado em tempo. Ainda assim ele quer mais. “Eu sei que posso correr abaixo de 2h03min, mas não sei dizer quando”, revela.

A prova, que contou com mais de 40 mil atletas de 107 países, teve vitória feminina de Irina Miktenko. Ela cruzou a linha de chegada em 2h19min18, tempo para garantir o recorde alemão da modalidade e sua melhor marca na distância. Somente três mulheres na história da maratona correram abaixo de 2h20.

O segundo lugar masculino ficou com o queniano James Kwambai, 2h05min36 seguido por seu compatriota Charles Kamathi, 2h07min48. O pódio feminino foi completado pela etíope Askale Magarsa (2h21min31) e a queniana Helena Kirop, 2h25mi01.


Haile quebra recorde mundial em Berlim: 2h03min59

Maratona · 28 set, 2008

O etíope Haile Gebrselassie venceu e bateu o novo recorde mundial na Maratona de Berlim nesse domingo (28) na Alemanha. Ele completou os 42 quilômetros de prova em 2h03min59. O antigo recorde já era do próprio atleta conquistado no ano passado também em Berlim, 2h04min26.

Depois de ficar fora das Olimpíadas de Pequim, para focar a Maratona de Berlim, Haile colheu os frutos da sua decisão. “Berlim é minha cidade de sorte. Às vezes no esporte temos a felicidade de encontrar um lugar que sempre nos saímos bem”, conta o recordista.

Na coletiva de imprensa antes da prova, Haile já anunciou a possibilidade de quebra de recorde, porém, não havia falado em tempo. Ainda assim ele quer mais. “Eu sei que posso correr abaixo de 2h03min, mas não sei dizer quando”, revela.

A prova, que contou com mais de 40 mil atletas de 107 países, teve vitória feminina de Irina Miktenko. Ela cruzou a linha de chegada em 2h19min18, tempo para garantir o recorde alemão da modalidade e sua melhor marca na distância. Somente três mulheres na história da maratona correram abaixo de 2h20.

O segundo lugar masculino ficou com o queniano James Kwambai, 2h05min36 seguido por seu compatriota Charles Kamathi, 2h07min48. O pódio feminino foi completado pela etíope Askale Magarsa (2h21min31) e a queniana Helena Kirop, 2h25mi01.

Haile é destaque da Maratona de Berlim e pode quebrar recorde

Maratona · 25 set, 2008

A Maratona de Berlim acontece no próximo domingo (28) na Alemanha. A prova, considerada pelos atletas um dos percursos mais rápidos do mundo, pode ter novamente uma quebra de recorde mundial. O etíope Haile Gebrselassie participa da competição pela segunda vez consecutiva e de acordo com o atleta, ele quer buscar novo recorde da modalidade.

Hoje, Haile é o atual recordista da maratona. Ele conquistou a marca no último ano na Maratona de Berlim. O etíope cravou 2h04min26, tempo suficiente para deter o recorde dos 42 quilômetros, que até então era do queniano Paul Tergat (2h04min55).

A organização de Berlim divulgou nessa semana a lista de atletas de elite da prova. Depois de Haile, o atleta mais rápido da competição é o queniano Charles Kamathi. O melhor tempo dele em maratona é de 2h07min33, marca feita na Maratona de Roterdã em 2008. Com isso, Haile tem grandes chances de vencer a prova e correr rápido.

De calções preto e regata amarela, Haile será o destaque da prova que terá largada às 9h, horário local. Entre as mulheres a atleta de maior destaque é a queniana Askale Magarsa Tafa, que tem 2h23min23 na Maratona de Dubai em 2008.


Haile é destaque da Maratona de Berlim e pode quebrar recorde

Maratona · 25 set, 2008

A Maratona de Berlim acontece no próximo domingo (28) na Alemanha. A prova, considerada pelos atletas um dos percursos mais rápidos do mundo, pode ter novamente uma quebra de recorde mundial. O etíope Haile Gebrselassie participa da competição pela segunda vez consecutiva e de acordo com o atleta, ele quer buscar novo recorde da modalidade.

Hoje, Haile é o atual recordista da maratona. Ele conquistou a marca no último ano na Maratona de Berlim. O etíope cravou 2h04min26, tempo suficiente para deter o recorde dos 42 quilômetros, que até então era do queniano Paul Tergat (2h04min55).

A organização de Berlim divulgou nessa semana a lista de atletas de elite da prova. Depois de Haile, o atleta mais rápido da competição é o queniano Charles Kamathi. O melhor tempo dele em maratona é de 2h07min33, marca feita na Maratona de Roterdã em 2008. Com isso, Haile tem grandes chances de vencer a prova e correr rápido.

De calções preto e regata amarela, Haile será o destaque da prova que terá largada às 9h, horário local. Entre as mulheres a atleta de maior destaque é a queniana Askale Magarsa Tafa, que tem 2h23min23 na Maratona de Dubai em 2008.

Gebrselassie participa da Maratona de Berlim

Maratona · 23 jul, 2008

O etíope Haile Gebrselassie anunciou nessa última terça-feira (22) que participará da Maratona de Berlim no mês de setembro. Foi nessa prova, em 2007, que o maratonista bateu o recorde da modalidade com o tempo de 2h04min26. O antigo recorde pertencia ao queniano Paul Tergat (2h04min55).

Haile decidiu ficar fora da maratona olímpica de Pequim, por causa da poluição da cidade. Em contrapartida ele irá correr Berlim e apenas os 10 mil metros da Olimpíada chinesa.

De acordo com o atleta, ele irá correr Berlim melhor que no ano passado. Para Haile a combinação do percurso, clima e torcida é perfeita. Além de Berlim, o atleta já pensa no futuro, ele pretende estar nos Jogos de Londres em 2012.


Gebrselassie participa da Maratona de Berlim

Maratona · 23 jul, 2008

O etíope Haile Gebrselassie anunciou nessa última terça-feira (22) que participará da Maratona de Berlim no mês de setembro. Foi nessa prova, em 2007, que o maratonista bateu o recorde da modalidade com o tempo de 2h04min26. O antigo recorde pertencia ao queniano Paul Tergat (2h04min55).

Haile decidiu ficar fora da maratona olímpica de Pequim, por causa da poluição da cidade. Em contrapartida ele irá correr Berlim e apenas os 10 mil metros da Olimpíada chinesa.

De acordo com o atleta, ele irá correr Berlim melhor que no ano passado. Para Haile a combinação do percurso, clima e torcida é perfeita. Além de Berlim, o atleta já pensa no futuro, ele pretende estar nos Jogos de Londres em 2012.

Haile ainda pensa em correr a maratona em Pequim

Maratona · 16 abr, 2008

O atual recordista de maratonas, Haile Gebrselassie, pode mudar de idéia e correr os 42,195 metros dos Jogos Olímpicos de Pequim este ano. O etíope havia dito que não participaria do evento, pois a poluição da cidade poderia prejudicá-lo, já que sofre de asma, mas segundo seu empresário Jos Hermens, ele tem consultado especialistas sobre as conseqüências do clima para sua saúde.

Gebrselassie revelou mês passado que pretende competir nos 10 mil metros em vez da maratona, motivo pelo qual disputará uma prova em Hengelo (Holanda) no fim de maio, na qual avaliará sua performance. “Quem sabe”, comenta Hermens. “Se ele não se classificar para os 10 mil, talvez vocês o vejam na maratona, ele quer muito competir nas Olimpíadas”, completa o manager.

Apesar de todas as incertezas que envolvem a participação dele, alguns acontecimentos tem influenciado o atleta de 35 anos a considerar seriamente a idéia de alinhar para o field da maratona olímpica. Ele assistiu pela televisão a vitória de Martin Lel na Maratona de Londres no último domingo, onde ele estabeleceu o novo recorde do percurso, com 2h05min15. “Ele quer baixar mais o recorde da distância e tem visto os adversários chegarem perto”, ressalta Hermens.

Lel venceu a Maratona de Londres três vezes nos últimos quatro anos, mas nunca disputou um campeonato de maratona e adoraria competir contra Gebrselassie em Pequim. “Gostaria de vê-lo na prova para ter a chance de competir contra ele”, comenta Lel. “As condições não importam, pois serão as mesmas para todo mundo”.


Haile ainda pensa em correr a maratona em Pequim

Maratona · 16 abr, 2008

O atual recordista de maratonas, Haile Gebrselassie, pode mudar de idéia e correr os 42,195 metros dos Jogos Olímpicos de Pequim este ano. O etíope havia dito que não participaria do evento, pois a poluição da cidade poderia prejudicá-lo, já que sofre de asma, mas segundo seu empresário Jos Hermens, ele tem consultado especialistas sobre as conseqüências do clima para sua saúde.

Gebrselassie revelou mês passado que pretende competir nos 10 mil metros em vez da maratona, motivo pelo qual disputará uma prova em Hengelo (Holanda) no fim de maio, na qual avaliará sua performance. “Quem sabe”, comenta Hermens. “Se ele não se classificar para os 10 mil, talvez vocês o vejam na maratona, ele quer muito competir nas Olimpíadas”, completa o manager.

Apesar de todas as incertezas que envolvem a participação dele, alguns acontecimentos tem influenciado o atleta de 35 anos a considerar seriamente a idéia de alinhar para o field da maratona olímpica. Ele assistiu pela televisão a vitória de Martin Lel na Maratona de Londres no último domingo, onde ele estabeleceu o novo recorde do percurso, com 2h05min15. “Ele quer baixar mais o recorde da distância e tem visto os adversários chegarem perto”, ressalta Hermens.

Lel venceu a Maratona de Londres três vezes nos últimos quatro anos, mas nunca disputou um campeonato de maratona e adoraria competir contra Gebrselassie em Pequim. “Gostaria de vê-lo na prova para ter a chance de competir contra ele”, comenta Lel. “As condições não importam, pois serão as mesmas para todo mundo”.

Gebrselassie vence Meia de Lisboa, mas diz que poderia correr mais

Meia Maratona · 17 mar, 2008

O etíope Haile Gebrselassie dominou e venceu a Meia Maratona de Lisboa que aconteceu nesse Domingo em Portugal. Com o tempo de 59min15, o maratonista, atual recordista mundial da modalidade, correu sozinho do quilômetro dez em diante.

Mesmo com o bom resultado, Haile afirmou que correu no seu limite e por isso não poderia ter feito melhor. Para ele o calor também atrapalhou um pouco. “Eu estou me sentindo bem, mas não consegui alcançar meu objetivo. Isso não é uma desculpa, mas estou um pouco preocupado com a saúde do meu pai. Estou em boa forma e não sei dizer porque não consegui correr mais rápido”, conta o atleta que pretendia bater o recorde da modalidade.

Atrás de Haile, estava o queniano Charles Kamathi que completou a prova em 1h45seg. Já a terceira posição ficou para o outro queniano Robert Cheruiyot em 1h50seg.

Entre as mulheres a disputa pelo pódio foi acirrada até os metros finais, A vitória ficou com a queniana Salina Kosgei, que cruzou a linha de chegada em 1h09min57, seguida por sua compatriota Pamela Chepchumba (1h09min59) e pela argentina Souad Aït Salem (1h09min59).


Gebrselassie vence Meia de Lisboa, mas diz que poderia correr mais

Meia Maratona · 17 mar, 2008

O etíope Haile Gebrselassie dominou e venceu a Meia Maratona de Lisboa que aconteceu nesse Domingo em Portugal. Com o tempo de 59min15, o maratonista, atual recordista mundial da modalidade, correu sozinho do quilômetro dez em diante.

Mesmo com o bom resultado, Haile afirmou que correu no seu limite e por isso não poderia ter feito melhor. Para ele o calor também atrapalhou um pouco. “Eu estou me sentindo bem, mas não consegui alcançar meu objetivo. Isso não é uma desculpa, mas estou um pouco preocupado com a saúde do meu pai. Estou em boa forma e não sei dizer porque não consegui correr mais rápido”, conta o atleta que pretendia bater o recorde da modalidade.

Atrás de Haile, estava o queniano Charles Kamathi que completou a prova em 1h45seg. Já a terceira posição ficou para o outro queniano Robert Cheruiyot em 1h50seg.

Entre as mulheres a disputa pelo pódio foi acirrada até os metros finais, A vitória ficou com a queniana Salina Kosgei, que cruzou a linha de chegada em 1h09min57, seguida por sua compatriota Pamela Chepchumba (1h09min59) e pela argentina Souad Aït Salem (1h09min59).

Haile Gebrselassie não compete maratona olímpica

Maratona · 10 mar, 2008

O recordista mundial de maratonas, Haile Gebrselassie, afirmou às agências internacionais que não deve disputar a maratona dos jogos olímpicos de Pequim este ano, já que sofre de asma. “A poluição na China é uma ameaça à minha saúde e ficaria difícil competir nestas condições”, ressalta o etíope.

Porém, o atleta de 34 anos não pretende perder um grande evento como a olimpíada. “Não vou ficar de fora dos jogos, pretendo me qualificar para a prova de 10 mil metros”. De acordo com seu agente, Jos Hermens, a decisão final vai ficar após o meeting de Hengelo, em 24 de maio na Holanda, ocasião em que saberá se vai ou não obter o índice para os 10 mil metros.

“Haile quer fazer o máximo possível por seu país”, comenta Hermens. “Com três etíopes, eles poderiam ser ouro, prata e bronze na competição”, completa. O Comitê Olímpico Internacional já se mostrou preocupado com a situação do ar na cidade e, caso as medidas tomadas não surtam o efeito desejado, as provas de resistência podem ser atrasadas ou adiadas para outro dia.

Quem também deve sofrer muito com a situação é a britânica Paula Radcliffe, que ano passado chegou a contratar especialistas para ajudá-la na preparação da maratona olímpica. De acordo com o marido da atleta, Gary Lough, ela talvez tenha que adaptar a medicação para a disputa. “Não dá para afirmarmos nada de concreto, pois a poluição não é algo que se possa controlar”, afirma Lough. A maratona dos jogos de Pequim está programada para os dias 23 (feminina) e 24 (masculina) de agosto.


Haile Gebrselassie não compete maratona olímpica

Maratona · 10 mar, 2008

O recordista mundial de maratonas, Haile Gebrselassie, afirmou às agências internacionais que não deve disputar a maratona dos jogos olímpicos de Pequim este ano, já que sofre de asma. “A poluição na China é uma ameaça à minha saúde e ficaria difícil competir nestas condições”, ressalta o etíope.

Porém, o atleta de 34 anos não pretende perder um grande evento como a olimpíada. “Não vou ficar de fora dos jogos, pretendo me qualificar para a prova de 10 mil metros”. De acordo com seu agente, Jos Hermens, a decisão final vai ficar após o meeting de Hengelo, em 24 de maio na Holanda, ocasião em que saberá se vai ou não obter o índice para os 10 mil metros.

“Haile quer fazer o máximo possível por seu país”, comenta Hermens. “Com três etíopes, eles poderiam ser ouro, prata e bronze na competição”, completa. O Comitê Olímpico Internacional já se mostrou preocupado com a situação do ar na cidade e, caso as medidas tomadas não surtam o efeito desejado, as provas de resistência podem ser atrasadas ou adiadas para outro dia.

Quem também deve sofrer muito com a situação é a britânica Paula Radcliffe, que ano passado chegou a contratar especialistas para ajudá-la na preparação da maratona olímpica. De acordo com o marido da atleta, Gary Lough, ela talvez tenha que adaptar a medicação para a disputa. “Não dá para afirmarmos nada de concreto, pois a poluição não é algo que se possa controlar”, afirma Lough. A maratona dos jogos de Pequim está programada para os dias 23 (feminina) e 24 (masculina) de agosto.

Haile Gebrselassie visita Pequim para decidir sobre maratona

Maratona · 30 jan, 2008

Após anunciar dúvida na maratona olímpica de Pequim, o etíope Haile Gebrselassie revelou que irá visitar a cidade chinesa antes de tomar qualquer decisão sobre sua participação na prova. Um dos impedimentos do atleta de correr a maratona seria as condições climáticas de Pequim, que no mês de agosto contará com calor, além da poluição local, característica da cidade.

Segundo Haile, ele tem problemas respiratórios e a poluição pode prejudicar seu desempenho. Por isso antes das Olimpíadas, ele deve ir à Pequim para conhecer o percurso da prova e sentir o clima local.

“Eu quero tomar uma decisão certa após minha visita”, conta Haile. “Atualmente estou fazendo meu plano para a prova, mas terei uma decisão concreta apenas depois da visita”, acrescenta.

Haile Gebrselassie é o atual recordista de maratona. Ele conquistou a marca em Berlim no ano passado com 2h04min26.


Haile Gebrselassie visita Pequim para decidir sobre maratona

Maratona · 30 jan, 2008

Após anunciar dúvida na maratona olímpica de Pequim, o etíope Haile Gebrselassie revelou que irá visitar a cidade chinesa antes de tomar qualquer decisão sobre sua participação na prova. Um dos impedimentos do atleta de correr a maratona seria as condições climáticas de Pequim, que no mês de agosto contará com calor, além da poluição local, característica da cidade.

Segundo Haile, ele tem problemas respiratórios e a poluição pode prejudicar seu desempenho. Por isso antes das Olimpíadas, ele deve ir à Pequim para conhecer o percurso da prova e sentir o clima local.

“Eu quero tomar uma decisão certa após minha visita”, conta Haile. “Atualmente estou fazendo meu plano para a prova, mas terei uma decisão concreta apenas depois da visita”, acrescenta.

Haile Gebrselassie é o atual recordista de maratona. Ele conquistou a marca em Berlim no ano passado com 2h04min26.

Haile participa da Meia Maratona de Lisboa

Meia Maratona · 29 jan, 2008

O etíope Haile Gebrselassie irá participar da Meia Maratona de Lisboa no dia 16 de março em Portugal. Este ano o percurso será aferido pela Associação Internacional das Federações de Atletismo (IAAF), isso significa que se Haile quebrar algum recorde, este será homologado.

De acordo com o atleta, a organização da competição revelou ainda que mudou alguns trechos do percurso para condizer com sua ambição na prova. Apesar disso, Haile deixou claro que não vai buscar apenas o recorde. “Em Lisboa eu vou tentar correr o mais rápido que consigo. Mas não quero dizer que irei quebrar o recorde”, conta.

O atleta está em boa forma e mostrou na última semana que pode sim quebrar o recorde da meia maratona. Ele participou da maratona de Dubai, no último dia 18, e passou na marca dos 21 quilômetros em 58min55. O atual recordista da distância é Sammy Wanjiru com 58min33.

Hoje, além de inúmeros títulos e marcas, Haile ostenta a mais importante de todas. Ele detém o recorde mundial de maratona, conquistado em 2007 na cidade de Berlim.


Haile participa da Meia Maratona de Lisboa

Meia Maratona · 29 jan, 2008

O etíope Haile Gebrselassie irá participar da Meia Maratona de Lisboa no dia 16 de março em Portugal. Este ano o percurso será aferido pela Associação Internacional das Federações de Atletismo (IAAF), isso significa que se Haile quebrar algum recorde, este será homologado.

De acordo com o atleta, a organização da competição revelou ainda que mudou alguns trechos do percurso para condizer com sua ambição na prova. Apesar disso, Haile deixou claro que não vai buscar apenas o recorde. “Em Lisboa eu vou tentar correr o mais rápido que consigo. Mas não quero dizer que irei quebrar o recorde”, conta.

O atleta está em boa forma e mostrou na última semana que pode sim quebrar o recorde da meia maratona. Ele participou da maratona de Dubai, no último dia 18, e passou na marca dos 21 quilômetros em 58min55. O atual recordista da distância é Sammy Wanjiru com 58min33.

Hoje, além de inúmeros títulos e marcas, Haile ostenta a mais importante de todas. Ele detém o recorde mundial de maratona, conquistado em 2007 na cidade de Berlim.