Cobertura_meiacataratas_2012

Amadores enfrentam frio com alto astral na Meia das Cataratas

Meia Maratona · 10 jul, 2012

Direto de Foz do Iguaçu (PR) - Apesar do frio gelado de 4°C no último domingo (08/07), os amadores não desanimaram para percorrer 21 quilômetros logo pela manhã. A Meia Maratona das Cataratas reuniu cerca de 2.000 corredores para o percurso dentro do Parque Nacional do Iguaçu, em Foz do Iguaçu, no Paraná. No entanto, a névoa que cobria o parque impediu que a bela paisagem das Cataratas ficasse visível.

Com a temperatura fria, os atletas contornaram a situação e fizeram uma largada muito animada. Com acenos, gritos e até fantasias, eles estavam prontos para enfrentar o longo percurso.

Na chegada, poucos reclamaram do frio. “Depois do quilômetro cinco já esquentou bastante. A temperatura estava boa para correr”, garante Marcos Gomes, do Corpo de Bombeiros, grande homenageado da edição. Para ele, a distância da Meia é a ideal. “Nos dez quilômetros, quando você vê, já acabou. E a maratona cansa demais”, afirma.

Para Rudinei Nunes, é preciso “ter coragem” para enfrentar o frio. Ainda assim, o corredor diz que nem pensou em desistir, só queria terminar a competição e superar o seu tempo. “Eu estava tão focado que nem vi as cataratas”, conta.

Treinar em climas frios ajuda na hora de encarar uma competição como essas. É o que conta o argentino radicado no Paraguai, Claudio Del Pueche. “O clima aqui é como na Patagônia. Para mim, é perfeito”, avalia o corredor acostumado a participar do Ironman (triathlon de longas distâncias). Claudio aproveita para elogiar a organização: “Foi de primeiro nível. Não vi sujeira no percurso, estava tudo limpo”, admira.

O grande número de ocorrências no setor médico montado logo após o pórtico de chegada é explicado justamente pela baixa temperatura. O fisioterapeuta Altair Sebastião explica que no frio os músculos se contraem e, com os exercícios, pode haver um estiramento das fibras musculares. “Por isso que um bom aquecimento e alongamento antes e depois da prova são fundamentais”, esclarece.


Amadores enfrentam frio com alto astral na Meia das Cataratas

Meia Maratona · 10 jul, 2012

Direto de Foz do Iguaçu (PR) - Apesar do frio gelado de 4°C no último domingo (08/07), os amadores não desanimaram para percorrer 21 quilômetros logo pela manhã. A Meia Maratona das Cataratas reuniu cerca de 2.000 corredores para o percurso dentro do Parque Nacional do Iguaçu, em Foz do Iguaçu, no Paraná. No entanto, a névoa que cobria o parque impediu que a bela paisagem das Cataratas ficasse visível.

Com a temperatura fria, os atletas contornaram a situação e fizeram uma largada muito animada. Com acenos, gritos e até fantasias, eles estavam prontos para enfrentar o longo percurso.

Na chegada, poucos reclamaram do frio. “Depois do quilômetro cinco já esquentou bastante. A temperatura estava boa para correr”, garante Marcos Gomes, do Corpo de Bombeiros, grande homenageado da edição. Para ele, a distância da Meia é a ideal. “Nos dez quilômetros, quando você vê, já acabou. E a maratona cansa demais”, afirma.

Para Rudinei Nunes, é preciso “ter coragem” para enfrentar o frio. Ainda assim, o corredor diz que nem pensou em desistir, só queria terminar a competição e superar o seu tempo. “Eu estava tão focado que nem vi as cataratas”, conta.

Treinar em climas frios ajuda na hora de encarar uma competição como essas. É o que conta o argentino radicado no Paraguai, Claudio Del Pueche. “O clima aqui é como na Patagônia. Para mim, é perfeito”, avalia o corredor acostumado a participar do Ironman (triathlon de longas distâncias). Claudio aproveita para elogiar a organização: “Foi de primeiro nível. Não vi sujeira no percurso, estava tudo limpo”, admira.

O grande número de ocorrências no setor médico montado logo após o pórtico de chegada é explicado justamente pela baixa temperatura. O fisioterapeuta Altair Sebastião explica que no frio os músculos se contraem e, com os exercícios, pode haver um estiramento das fibras musculares. “Por isso que um bom aquecimento e alongamento antes e depois da prova são fundamentais”, esclarece.

Queniano vence, mas brasileiros completam pódio na Meia das Cataratas

Meia Maratona · 08 jul, 2012

Direto de Foz do Iguaçu (PR) - Amanheceu gelado este domingo (08/07) em Foz do Iguaçu, no Paraná. Com a temperatura por volta de 4°C, os atletas já se dirigiam ao Parque Nacional do Iguaçu. Giovani dos Santos enfrentou o frio para se aquecer ainda cercado pela névoa que cobria o Parque. Com ele, outros nomes do atletismo nacional, como Damião e Cosme Ancelmo, Gilmar Silvestre Lopes e Giomar Pereira da Silva, entre outros, também faziam seus exercícios durante as primeiras horas do dia.

A largada da Meia Maratona das Cataratas foi dada às 8h e, depois de percorrer os 21 quilômetros por dentro do Parque, o queniano Ben Mutai foi o primeiro a despontar na linha de chegada, já com os raios de sol esquentando o público presente. Mutai completou a prova com 1h02min03 e, em menos de dez segundos, com 1h02min12, chegou Giovani dos Santos.

“Apesar de o frio atrapalhar um pouco, a gente veio preparado para tudo. Esse foi meu melhor tempo em meia maratona e já estou classificado para o Mundial de Meia Maratona, que acontece na Bulgária, em setembro”, conta o vice-campeão e ainda promete voltar. “Ano que vem eu venho para ser campeão”.

O amigo Damião Ancelmo, vencedor da Meia em 2010, foi o terceiro colocado, com 1h02min24. “A parte mais difícil foi chegar. Eu consegui correr bem o tempo todo, com chances de vencer a prova, mas no final eu senti cãibra, a mesma coisa que aconteceu ano passado. Mas vamos tentar corrigir e voltar no próximo ano”, finaliza Damião, também classificado para o Mundial.

Outro brasileiro que também garantiu lugar no pódio foi José Marcio Leão da Silva, que chegou atrás do queniano Abraham Kiplagat.

Feminino - Se entre a elite masculina os brasileiros garantiram três das cinco melhores posições, entre as mulheres a história foi um pouco diferente. Roselaine de Souza Silva foi a única que levou a bandeira do País ao pódio, ficando em quarto lugar ao completar a Meia em 1h15min01.

A grande campeã em Foz do Iguaçu foi Paskalia Kipkoech, do Quênia, seguida por sua conterrânea Flomena Daniel, que marcou 1h10min01. O terceiro lugar ficou para Jéssica de Barros Augusto, natural de Portugal.
Jéssica, acostumada ao clima português, não sentiu muitas dificuldades com o frio encontrado na cidade paranaense. Já a campeã Paskalia conta que prefere um clima ameno para competir.

“A gente treina no calor, mas é bom correr em tempo mais frio para acostumar. A organização dessa prova é uma das melhores que eu já vi”, avalia a atleta.

De brincadeira - Solonei Rocha, que não participaria da prova por conta de uma inflamação, não resistiu e largou entre os colegas.

Correndo em um ritmo mais suave, o atleta, campeão da Maratona de São Paulo este ano, foi constantemente abordado por admiradores, até os estrangeiros!

“Eu corri com o Solonei, vim correndo com o campeão”, contou animado o argentino Gabriel Doval, que ficou conhecendo Solonei pela internet. “Do quilômetro 15 ao 21 eu corri com ele!”.

Confira os resultados da Meia Maratona das Cataratas 2012

Masculino

  • 1º Ben Kiplimo Mutai – 1h02min03
  • 2º Giovani dos Santos – 1h02min12
  • 3º Damião Ancelmo de Souza – 1h02min24
  • 4º Abraham Kiplagat – 1h02min26
  • 5º José Marcio Leão da Silva – 1h02min36
  • Feminino

  • 1ª Paskalia Chepkorir Kipkoech – 1h08min20
  • 2ª Flomena Chyech Daniel – 1h10min01
  • 3ª Jéssica de Barros Augusto – 1h14min28
  • 4ª Roselaine de Souza Silva – 1h15min01
  • 5ª Dorcas Jepchirchir Kiptarus – 1h15min12


  • Queniano vence, mas brasileiros completam pódio na Meia das Cataratas

    Meia Maratona · 08 jul, 2012

    Direto de Foz do Iguaçu (PR) - Amanheceu gelado este domingo (08/07) em Foz do Iguaçu, no Paraná. Com a temperatura por volta de 4°C, os atletas já se dirigiam ao Parque Nacional do Iguaçu. Giovani dos Santos enfrentou o frio para se aquecer ainda cercado pela névoa que cobria o Parque. Com ele, outros nomes do atletismo nacional, como Damião e Cosme Ancelmo, Gilmar Silvestre Lopes e Giomar Pereira da Silva, entre outros, também faziam seus exercícios durante as primeiras horas do dia.

    A largada da Meia Maratona das Cataratas foi dada às 8h e, depois de percorrer os 21 quilômetros por dentro do Parque, o queniano Ben Mutai foi o primeiro a despontar na linha de chegada, já com os raios de sol esquentando o público presente. Mutai completou a prova com 1h02min03 e, em menos de dez segundos, com 1h02min12, chegou Giovani dos Santos.

    “Apesar de o frio atrapalhar um pouco, a gente veio preparado para tudo. Esse foi meu melhor tempo em meia maratona e já estou classificado para o Mundial de Meia Maratona, que acontece na Bulgária, em setembro”, conta o vice-campeão e ainda promete voltar. “Ano que vem eu venho para ser campeão”.

    O amigo Damião Ancelmo, vencedor da Meia em 2010, foi o terceiro colocado, com 1h02min24. “A parte mais difícil foi chegar. Eu consegui correr bem o tempo todo, com chances de vencer a prova, mas no final eu senti cãibra, a mesma coisa que aconteceu ano passado. Mas vamos tentar corrigir e voltar no próximo ano”, finaliza Damião, também classificado para o Mundial.

    Outro brasileiro que também garantiu lugar no pódio foi José Marcio Leão da Silva, que chegou atrás do queniano Abraham Kiplagat.

    Feminino - Se entre a elite masculina os brasileiros garantiram três das cinco melhores posições, entre as mulheres a história foi um pouco diferente. Roselaine de Souza Silva foi a única que levou a bandeira do País ao pódio, ficando em quarto lugar ao completar a Meia em 1h15min01.

    A grande campeã em Foz do Iguaçu foi Paskalia Kipkoech, do Quênia, seguida por sua conterrânea Flomena Daniel, que marcou 1h10min01. O terceiro lugar ficou para Jéssica de Barros Augusto, natural de Portugal.
    Jéssica, acostumada ao clima português, não sentiu muitas dificuldades com o frio encontrado na cidade paranaense. Já a campeã Paskalia conta que prefere um clima ameno para competir.

    “A gente treina no calor, mas é bom correr em tempo mais frio para acostumar. A organização dessa prova é uma das melhores que eu já vi”, avalia a atleta.

    De brincadeira - Solonei Rocha, que não participaria da prova por conta de uma inflamação, não resistiu e largou entre os colegas.

    Correndo em um ritmo mais suave, o atleta, campeão da Maratona de São Paulo este ano, foi constantemente abordado por admiradores, até os estrangeiros!

    “Eu corri com o Solonei, vim correndo com o campeão”, contou animado o argentino Gabriel Doval, que ficou conhecendo Solonei pela internet. “Do quilômetro 15 ao 21 eu corri com ele!”.

    Confira os resultados da Meia Maratona das Cataratas 2012

    Masculino

  • 1º Ben Kiplimo Mutai – 1h02min03
  • 2º Giovani dos Santos – 1h02min12
  • 3º Damião Ancelmo de Souza – 1h02min24
  • 4º Abraham Kiplagat – 1h02min26
  • 5º José Marcio Leão da Silva – 1h02min36
  • Feminino

  • 1ª Paskalia Chepkorir Kipkoech – 1h08min20
  • 2ª Flomena Chyech Daniel – 1h10min01
  • 3ª Jéssica de Barros Augusto – 1h14min28
  • 4ª Roselaine de Souza Silva – 1h15min01
  • 5ª Dorcas Jepchirchir Kiptarus – 1h15min12

  • Solonei sofre lesão e não corre na Meia das Cataratas

    Meia Maratona · 07 jul, 2012

    Direto de Foz do Iguaçu (PR) O campeão da Maratona Internacional de São Paulo deste ano, Solonei Rocha, não poderá mais participar da Meia Maratona das Cataratas. O atleta sofreu uma lesão depois da prova na capital paulista e ficou sem treinar nas duas últimas semanas, o que impossibilita a sua participação nos 21 quilômetros em Foz do Iguaçu.

    “Eu fiquei com uma inflamação no tendão depois de São Paulo, onde o percurso me castigou muito”, conta Solonei.

    A decisão de não correr na Meia veio depois da constatação que não estaria 100% na disputa. “Eu acho que seria um desrespeito com a organização entrar na prova para depois não aguentar e precisar sair”, explica o atleta, que lamentou o caso, mas desejou uma boa prova para seus colegas, entre eles Marily dos Santos.

    “Eu estou treinada e pronta para a prova”, comenta. Sobre o tempo muito frio na cidade paranaense, a atleta completa: “A gente tem que acostumar com qualquer tipo de clima”.

    A madrinha da Meia das Cataratas, Rosa Mota, também desejou boa prova a todos e ressaltou a importância da organização do evento.

    “É fundamental que tenhamos bons organizadores de provas, porque as pessoas precisam e querem correr”, afirma.

    O percurso deste ano mudou um pouco em relação às outras edições do evento e agora é feito inteiramente dentro do Parque Nacional do Iguaçu. Algumas descidas acentuadas prometem uma prova rápida.

    Depois da entrevista coletiva, os atletas foram convidados a fazer um plantio de árvores no Parque.

    A largada da competição será dada amanhã, domingo (08/07), às 8h.


    Solonei sofre lesão e não corre na Meia das Cataratas

    Meia Maratona · 07 jul, 2012

    Direto de Foz do Iguaçu (PR) O campeão da Maratona Internacional de São Paulo deste ano, Solonei Rocha, não poderá mais participar da Meia Maratona das Cataratas. O atleta sofreu uma lesão depois da prova na capital paulista e ficou sem treinar nas duas últimas semanas, o que impossibilita a sua participação nos 21 quilômetros em Foz do Iguaçu.

    “Eu fiquei com uma inflamação no tendão depois de São Paulo, onde o percurso me castigou muito”, conta Solonei.

    A decisão de não correr na Meia veio depois da constatação que não estaria 100% na disputa. “Eu acho que seria um desrespeito com a organização entrar na prova para depois não aguentar e precisar sair”, explica o atleta, que lamentou o caso, mas desejou uma boa prova para seus colegas, entre eles Marily dos Santos.

    “Eu estou treinada e pronta para a prova”, comenta. Sobre o tempo muito frio na cidade paranaense, a atleta completa: “A gente tem que acostumar com qualquer tipo de clima”.

    A madrinha da Meia das Cataratas, Rosa Mota, também desejou boa prova a todos e ressaltou a importância da organização do evento.

    “É fundamental que tenhamos bons organizadores de provas, porque as pessoas precisam e querem correr”, afirma.

    O percurso deste ano mudou um pouco em relação às outras edições do evento e agora é feito inteiramente dentro do Parque Nacional do Iguaçu. Algumas descidas acentuadas prometem uma prova rápida.

    Depois da entrevista coletiva, os atletas foram convidados a fazer um plantio de árvores no Parque.

    A largada da competição será dada amanhã, domingo (08/07), às 8h.

    Meia das Cataratas: passeios urbanos e compras são opções em Foz

    Meia Maratona · 06 jul, 2012

    Depois de conhecer os Passeios Naturais disponíveis em Foz do Iguaçu (PR), os participantes da Meia Maratona das Cataratas podem ir às compras ou fazer passeios dentro da cidade. Com a proximidade da fronteira entre Paraguai e Argentina, o corredor tem a opção de fazer compras com valores mais baratos do que em terras nacionais. Além disso, city tours, jantar italiano e visita à Usina Itaipu Binacional também podem fazer parte do roteiro.

    Compras - Para quem deseja fazer compras uma das opções é o Duty Free Shop na Argentina, que pratica preços mais baratos do que os de algumas lojas brasileiras, pois se encontra numa zona de livre comércio. A loja é dividida em vários setores como perfumes, bebidas, eletrônicos, vestuário, num ambiente climatizado e seguro. O visitante deve se lembrar de levar passaporte ou carteira de identidade (RG) original para entrar na loja. A Carteira Nacional de Habilitação (CNH) não é válida.

    Os interessados em eletrônicos podem cruzar a Ponte da Amizade até Cidad Del Este e aproveitar os descontos das lojas de rua paraguaias. Há também o Shopping Del Este, num ambiente mais seguro do que as ruas da cidade e com garantia de procedência dos produtos.

    City Tour - Para conhecer alguns pontos de Foz do Iguaçu vale a pena fazer o City Tour, com duração aproximada de 2h30 com guias que falam português, inglês e espanhol. O início é na Avenida Brasil (principal via de Foz), passa pelo 34º Batalhão de Infantaria Motorizada, Praça Getúlio Vargas, Antigo Hotel Cassino, Colégio Bartolomeu Mitre, Mesquita Árabe, Grêmio Estudantil de Foz do Iguaçu, Cooperativa de Artesanato, Colégio Agrícola e Marco das Três Fronteiras, com retorno ao ponto de partida.

    Marco das Três Fronteiras - Fora da correria do City Tour vale uma passada no Marco das Três Fronteiras, obeliscos feitos de pedra pintados com as cores de cada uma nas nações que fazem parte da tríplice fronteira. Do lado tupiniquim o visitante tem a vista do Espaço das Américas, local onde acontecem as reuniões do Mercosul.

    Polo Astronômico - Neste local o visitante pode observar planetas, estrelas, galáxias e outros objetos. O passeio começa com um percurso de ônibus onde é possível avistar algumas capivaras, depois os turistas seguem para o topo do edifício, em seguida se deslocam para a observação de telescópios e, por fim, o planetário.

    Itaipu Binacional - A Usina Hidrelétrica é responsável pela geração de 16,4% da energia consumida no Brasil e 71,3% do Paraguai. Construída para represar as águas do Rio Paraná, a obra possui oito quilômetros de comprimento por 167 metros de altura e os turistas podem realizar diversos passeios.

    Os passeios diurnos são: visita panorâmica, com percurso de ônibus que realiza um tour pela represa e paradas para fotografias em locais estratégicos. O Circuito Especial é um tour mais completo com parada no mirante e no vertedouro (sistema hidráulico que escoa a água em excesso que chega ao reservatório durante o período de chuvas).

    Também há locais dentro da usina a serem visitados, entre eles o Ecomuseu, Canal da Piracema, Barragem, Museu da Terra Guarani, Refúgio Tatí Yupí, Saltos do Rio Monday, Monumento Bertoni, zoológico regional e viveiro florestal. Também há o Refúgio Bela Vista, local destinado a abrigar os animais desalojados pela usina, como o macaco prego e a onça pintada.

    Iluminação da Barragem - Esse é um passeio noturno a ser feito à parte. Os 500 refletores e luminárias promovem um show de luzes e projeções nos paredões, com uma trilha sonora impactante para acompanhar.

    Noite italiana - O Hotel Bella Italia abre ao público as portas do seu restaurante, o La Bella Tavola, para um jantar típico italiano com uma mesa de antepasto, pães especiais, risotos, uma mesa com diversos tipos de saladas e um rodízio com mais de 11 tipos de massas artesanais. Para acompanhar pode-se escolher entre os mais variados vinhos da carta.

    Serviço - Diversas empresas realizam passeios em Foz do Iguaçu, Cidad Del Leste e Puerto Iguzau. Uma das opções é a Loumar Turismo - www.loumarturismo.com.br - (45) 3521-4000

    Para tours na Itaipu Binacional existe a opção de contratar diretamente com o departamento de turismo da usina. www.turismoitaipu.com.br - (45) 3520-6676/ 0800-645-4645

    Noite Italiana no Restaurante La Bella Tavola, localizado no Hotel Bella Itália – quartas e sábados das 19h30 às 23h. www.hotelbellaitalia.com.br - (45) 3521-5000.


    Meia das Cataratas: passeios urbanos e compras são opções em Foz

    Meia Maratona · 06 jul, 2012

    Depois de conhecer os Passeios Naturais disponíveis em Foz do Iguaçu (PR), os participantes da Meia Maratona das Cataratas podem ir às compras ou fazer passeios dentro da cidade. Com a proximidade da fronteira entre Paraguai e Argentina, o corredor tem a opção de fazer compras com valores mais baratos do que em terras nacionais. Além disso, city tours, jantar italiano e visita à Usina Itaipu Binacional também podem fazer parte do roteiro.

    Compras - Para quem deseja fazer compras uma das opções é o Duty Free Shop na Argentina, que pratica preços mais baratos do que os de algumas lojas brasileiras, pois se encontra numa zona de livre comércio. A loja é dividida em vários setores como perfumes, bebidas, eletrônicos, vestuário, num ambiente climatizado e seguro. O visitante deve se lembrar de levar passaporte ou carteira de identidade (RG) original para entrar na loja. A Carteira Nacional de Habilitação (CNH) não é válida.

    Os interessados em eletrônicos podem cruzar a Ponte da Amizade até Cidad Del Este e aproveitar os descontos das lojas de rua paraguaias. Há também o Shopping Del Este, num ambiente mais seguro do que as ruas da cidade e com garantia de procedência dos produtos.

    City Tour - Para conhecer alguns pontos de Foz do Iguaçu vale a pena fazer o City Tour, com duração aproximada de 2h30 com guias que falam português, inglês e espanhol. O início é na Avenida Brasil (principal via de Foz), passa pelo 34º Batalhão de Infantaria Motorizada, Praça Getúlio Vargas, Antigo Hotel Cassino, Colégio Bartolomeu Mitre, Mesquita Árabe, Grêmio Estudantil de Foz do Iguaçu, Cooperativa de Artesanato, Colégio Agrícola e Marco das Três Fronteiras, com retorno ao ponto de partida.

    Marco das Três Fronteiras - Fora da correria do City Tour vale uma passada no Marco das Três Fronteiras, obeliscos feitos de pedra pintados com as cores de cada uma nas nações que fazem parte da tríplice fronteira. Do lado tupiniquim o visitante tem a vista do Espaço das Américas, local onde acontecem as reuniões do Mercosul.

    Polo Astronômico - Neste local o visitante pode observar planetas, estrelas, galáxias e outros objetos. O passeio começa com um percurso de ônibus onde é possível avistar algumas capivaras, depois os turistas seguem para o topo do edifício, em seguida se deslocam para a observação de telescópios e, por fim, o planetário.

    Itaipu Binacional - A Usina Hidrelétrica é responsável pela geração de 16,4% da energia consumida no Brasil e 71,3% do Paraguai. Construída para represar as águas do Rio Paraná, a obra possui oito quilômetros de comprimento por 167 metros de altura e os turistas podem realizar diversos passeios.

    Os passeios diurnos são: visita panorâmica, com percurso de ônibus que realiza um tour pela represa e paradas para fotografias em locais estratégicos. O Circuito Especial é um tour mais completo com parada no mirante e no vertedouro (sistema hidráulico que escoa a água em excesso que chega ao reservatório durante o período de chuvas).

    Também há locais dentro da usina a serem visitados, entre eles o Ecomuseu, Canal da Piracema, Barragem, Museu da Terra Guarani, Refúgio Tatí Yupí, Saltos do Rio Monday, Monumento Bertoni, zoológico regional e viveiro florestal. Também há o Refúgio Bela Vista, local destinado a abrigar os animais desalojados pela usina, como o macaco prego e a onça pintada.

    Iluminação da Barragem - Esse é um passeio noturno a ser feito à parte. Os 500 refletores e luminárias promovem um show de luzes e projeções nos paredões, com uma trilha sonora impactante para acompanhar.

    Noite italiana - O Hotel Bella Italia abre ao público as portas do seu restaurante, o La Bella Tavola, para um jantar típico italiano com uma mesa de antepasto, pães especiais, risotos, uma mesa com diversos tipos de saladas e um rodízio com mais de 11 tipos de massas artesanais. Para acompanhar pode-se escolher entre os mais variados vinhos da carta.

    Serviço - Diversas empresas realizam passeios em Foz do Iguaçu, Cidad Del Leste e Puerto Iguzau. Uma das opções é a Loumar Turismo - www.loumarturismo.com.br - (45) 3521-4000

    Para tours na Itaipu Binacional existe a opção de contratar diretamente com o departamento de turismo da usina. www.turismoitaipu.com.br - (45) 3520-6676/ 0800-645-4645

    Noite Italiana no Restaurante La Bella Tavola, localizado no Hotel Bella Itália – quartas e sábados das 19h30 às 23h. www.hotelbellaitalia.com.br - (45) 3521-5000.

    Meia das Cataratas: confira passeios de natureza para fazer em Foz

    Meia Maratona · 05 jul, 2012

    Muitas provas do calendário nacional deixaram de ser apenas competições e se tornaram ótimas opções para conhecer locais turísticos e aliar o esporte com viagens. A Meia Maratona das Cataratas, disputada em Foz do Iguaçu (PR), traz opções de convívio com a natureza, passeios urbanos e compras, principalmente pela proximidade com Cidad del Este (PAR) e Puerto Iguazu (ARG). Confira na primeira matéria sobre o assunto as atrações dos Parques Nacionais do Iguaçu e Iguazu.

    Parque brasileiro - Os corredores vão passar por dentro do Parque Nacional do Iguaçu, inclusive com vista para as famosas Cataratas, mas os 21 quilômetros do percurso não são suficientes para aproveitar tudo o que o local pode oferecer. Esportes de Aventura, passeio de barco, caminhadas e boa gastronomia estão entre as atividades.

    Os passeios podem começar no Parque das Aves, que abriga um dos maiores viveiros da América Latina. Localizado próximo à entrada do Parque Nacional, o visitante terá contato com flamingos, tucanos, araras, borboletas e outras espécies interagindo com as pessoas fora de gaiolas ou jaulas.

    Já dentro do Parque Nacional chega-se ao Centro de Visitantes, onde é possível pegar um ônibus que leva a diversos pontos, como a Trilha do Poço Preto, o Macuco Safari, a Trilha das Cataratas e o Porto Canoas. São 600 mil hectares de áreas protegidas e outros 400 mil em florestas de Mata Atlântica ainda primitivas, que abrigam diversas espécies da fauna e flora, como onça-pintada (Pantheraonca), puma (Puma concolor), jacaré-de-papo-amarelo (Caimanlatirostris), papagaio-de-peito-roxo (Amazona vinacea), gavião-real (Harpia harpyja), peroba-rosa (Aspidospermapolyneutron), ariticum (Rolliniasalicifolia) e araucária, algumas delas ameaçadas de extinção.

    Macuco Safari - Esse é o tradicional passeio de lancha que percorre o Rio Iguaçu e passa sob algumas das cataratas. O passeio começa com uma trilha de três quilômetros percorrida num veículo elétrico, onde é possível observar a flora local e, eventualmente, alguns animais como o Quati, mascote do Parque.

    Após mais 600m de caminhada chega-se ao cais para os visitantes embarcarem em lanchas bimotores que percorrem trechos do rio, inclusive nas proximidades da Garganta do Diabo, a principal queda d’água do Parque. O ponto culminante é o “batismo” dos turistas com um banho sob uma das corredeiras.

    Trilha das Cataratas - Essa é uma das opções para visualizar as Cataratas de perto. São 1.200m de extensão percorridos em terreno com piso de concreto e degraus, com corrimões para a segurança dos visitantes. Existem diversos mirantes, um deles bem próximo às quedas, onde é possível se refrescar durante o verão. No final da trilha existe um elevador que dá acesso a um mirante panorâmico com vista para as Cataratas. Por lá também há uma loja de souvenir.

    Porto Canoas - Neste ponto existe mais uma loja para comprar lembranças do parque. Também há uma lanchonete e o Restaurante Porto Canoas, onde o visitante pode almoçar num deque com vista para as quedas d’água.

    Esportes de Aventura - No Parque Nacional existe a opção de praticar arvorismo, escalada, rapel e rafting no Campo de Desafios, localizado próximo ao elevador da Trilha das Cataratas. Já na Trilha do Poço Preto, próximo à entrada do Parque, o visitante percorre nove quilômetros a pé, de bicicleta ou em carro elétrico apreciando a natureza até chegar ao Rio Iguaçu. Lá há navegação em um barco a motor pelo alto do Rio, passando pelo Arquipélago das Taquaras, com a opção de passeio em ducks e snorkeling para observação da vegetação aquática.

    Confira na página seguinte informações sobre o Parque Iguazu, na Argentina.

    O Parque Nacional Iguazu tem mais atrações do que o vizinho brasileiro e o ideal é separar dois dias para conhecê-lo. O visitante terá uma interação maior com a natureza logo no começo das atividades, já que no lugar dos ônibus motorizados brasileiros, os argentinos usam um trem elétrico para chegar à maioria dos locais.

    Entrada - Após a entrada do Parque existe um centro de interpretação com cartazes e maquetes que contam um pouco da história da região e onde é possível adquirir um mapa. Nas proximidades também estão o Anfiteatro, um centro comercial e o restaurante La Selva, ótima pedida para o almoço com os tradicionais cortes de carne argentinos.

    Para chegar às atrações existe a possibilidade de caminhar pelo Sendero Verde (Trilha Verde) ou pegar o Trem Ecológico de Selva na Estação Central. O visitante também tem a opção de fazer a trilha Sendero Macuco, que leva até o Salto Arechea, com alto nível de dificuldade.

    Estação Cataratas - Quem escolheu a Sendero Verde ou o Trem de Selva chega à primeira estação, a Cataratas, onde há uma lanchonete, banheiros e ponto de encontro. Deste local é possível acessar uma trilha que chega aos Circuitos Superior e Inferior, um conjunto de passarelas e degraus que levam o visitante às proximidades de diversas quedas d’água.

    Isla San Martin - Para aqueles que tiverem energia podem seguir até o fim do Circuito Inferior e atravessar de barco o Rio Iguazu até a Ilha San Martin. Por lá o visitante percorre mais algumas trilhas para chegar perto de alguns saltos exclusivos do lado argentino, como o Salto que leva o nome da ilha e o Salto Esondido.

    Garganta do Diabo - De volta ao Circuito Inferior pode-se retornar à Estação Cataratas e pegar o trem até a estação Garganta do Diabo, onde antes do início da trilha existe um local com lanchonete, banheiros e loja de souvenir. O turista caminha por passarelas suspensas até chegar à Garganta do Diabo, de onde se pode visualizar o Parque brasileiro do outro lado das Cataratas.

    Gran Aventura - Parecido com o Macuco Safari do lado brasileiro, este é um passeio de lancha pelo Rio com direito a passagem sob as cataratas. Existem três opções para chegar ao porto: do centro de visitantes e da estação central saem caminhões 4X4 com destino ao Porto Macuco, ou pode se pegar uma trilha que inicia na Estação Cataratas.

    Passeio Ecológico - Trata-se de um passeio em barcos infláveis percorrendo o Rio Iguazu da Garganta do Diabo até o Porto Três Marias. São 2,5 quilômetros num percurso tranquilo com a possibilidade de observar a fauna e flora locais. A chegada acontece no Porto Três Marias, de onde saem veículos elétricos para retornar à Estação Cataratas.

    Passeio da Lua Cheia - Em algumas noites de lua cheia o Parque oferece um passeio noturno pela trilha que leva à Garganta do Diabo. Existe a opção de contratar a atividade com ou sem jantar no Restaurante La Selva.

    Serviços - Existem diversas empresas que realizam os passeios, entre elas a Loumar Turismo - www.loumarturismo.com.br.

    Já os parques brasileiro e argentino possuem seus respectivos sites. www.cataratasdoiguacu.com.br e www.iguazuargentina.com.

    Acompanhe nos próximos dias reportagens especiais sobre turismo urbano, além dos passeios para compras no Paraguai e Argentina.


    Meia das Cataratas: confira passeios de natureza para fazer em Foz

    Meia Maratona · 05 jul, 2012

    Muitas provas do calendário nacional deixaram de ser apenas competições e se tornaram ótimas opções para conhecer locais turísticos e aliar o esporte com viagens. A Meia Maratona das Cataratas, disputada em Foz do Iguaçu (PR), traz opções de convívio com a natureza, passeios urbanos e compras, principalmente pela proximidade com Cidad del Este (PAR) e Puerto Iguazu (ARG). Confira na primeira matéria sobre o assunto as atrações dos Parques Nacionais do Iguaçu e Iguazu.

    Parque brasileiro - Os corredores vão passar por dentro do Parque Nacional do Iguaçu, inclusive com vista para as famosas Cataratas, mas os 21 quilômetros do percurso não são suficientes para aproveitar tudo o que o local pode oferecer. Esportes de Aventura, passeio de barco, caminhadas e boa gastronomia estão entre as atividades.

    Os passeios podem começar no Parque das Aves, que abriga um dos maiores viveiros da América Latina. Localizado próximo à entrada do Parque Nacional, o visitante terá contato com flamingos, tucanos, araras, borboletas e outras espécies interagindo com as pessoas fora de gaiolas ou jaulas.

    Já dentro do Parque Nacional chega-se ao Centro de Visitantes, onde é possível pegar um ônibus que leva a diversos pontos, como a Trilha do Poço Preto, o Macuco Safari, a Trilha das Cataratas e o Porto Canoas. São 600 mil hectares de áreas protegidas e outros 400 mil em florestas de Mata Atlântica ainda primitivas, que abrigam diversas espécies da fauna e flora, como onça-pintada (Pantheraonca), puma (Puma concolor), jacaré-de-papo-amarelo (Caimanlatirostris), papagaio-de-peito-roxo (Amazona vinacea), gavião-real (Harpia harpyja), peroba-rosa (Aspidospermapolyneutron), ariticum (Rolliniasalicifolia) e araucária, algumas delas ameaçadas de extinção.

    Macuco Safari - Esse é o tradicional passeio de lancha que percorre o Rio Iguaçu e passa sob algumas das cataratas. O passeio começa com uma trilha de três quilômetros percorrida num veículo elétrico, onde é possível observar a flora local e, eventualmente, alguns animais como o Quati, mascote do Parque.

    Após mais 600m de caminhada chega-se ao cais para os visitantes embarcarem em lanchas bimotores que percorrem trechos do rio, inclusive nas proximidades da Garganta do Diabo, a principal queda d’água do Parque. O ponto culminante é o “batismo” dos turistas com um banho sob uma das corredeiras.

    Trilha das Cataratas - Essa é uma das opções para visualizar as Cataratas de perto. São 1.200m de extensão percorridos em terreno com piso de concreto e degraus, com corrimões para a segurança dos visitantes. Existem diversos mirantes, um deles bem próximo às quedas, onde é possível se refrescar durante o verão. No final da trilha existe um elevador que dá acesso a um mirante panorâmico com vista para as Cataratas. Por lá também há uma loja de souvenir.

    Porto Canoas - Neste ponto existe mais uma loja para comprar lembranças do parque. Também há uma lanchonete e o Restaurante Porto Canoas, onde o visitante pode almoçar num deque com vista para as quedas d’água.

    Esportes de Aventura - No Parque Nacional existe a opção de praticar arvorismo, escalada, rapel e rafting no Campo de Desafios, localizado próximo ao elevador da Trilha das Cataratas. Já na Trilha do Poço Preto, próximo à entrada do Parque, o visitante percorre nove quilômetros a pé, de bicicleta ou em carro elétrico apreciando a natureza até chegar ao Rio Iguaçu. Lá há navegação em um barco a motor pelo alto do Rio, passando pelo Arquipélago das Taquaras, com a opção de passeio em ducks e snorkeling para observação da vegetação aquática.

    Confira na página seguinte informações sobre o Parque Iguazu, na Argentina.

    O Parque Nacional Iguazu tem mais atrações do que o vizinho brasileiro e o ideal é separar dois dias para conhecê-lo. O visitante terá uma interação maior com a natureza logo no começo das atividades, já que no lugar dos ônibus motorizados brasileiros, os argentinos usam um trem elétrico para chegar à maioria dos locais.

    Entrada - Após a entrada do Parque existe um centro de interpretação com cartazes e maquetes que contam um pouco da história da região e onde é possível adquirir um mapa. Nas proximidades também estão o Anfiteatro, um centro comercial e o restaurante La Selva, ótima pedida para o almoço com os tradicionais cortes de carne argentinos.

    Para chegar às atrações existe a possibilidade de caminhar pelo Sendero Verde (Trilha Verde) ou pegar o Trem Ecológico de Selva na Estação Central. O visitante também tem a opção de fazer a trilha Sendero Macuco, que leva até o Salto Arechea, com alto nível de dificuldade.

    Estação Cataratas - Quem escolheu a Sendero Verde ou o Trem de Selva chega à primeira estação, a Cataratas, onde há uma lanchonete, banheiros e ponto de encontro. Deste local é possível acessar uma trilha que chega aos Circuitos Superior e Inferior, um conjunto de passarelas e degraus que levam o visitante às proximidades de diversas quedas d’água.

    Isla San Martin - Para aqueles que tiverem energia podem seguir até o fim do Circuito Inferior e atravessar de barco o Rio Iguazu até a Ilha San Martin. Por lá o visitante percorre mais algumas trilhas para chegar perto de alguns saltos exclusivos do lado argentino, como o Salto que leva o nome da ilha e o Salto Esondido.

    Garganta do Diabo - De volta ao Circuito Inferior pode-se retornar à Estação Cataratas e pegar o trem até a estação Garganta do Diabo, onde antes do início da trilha existe um local com lanchonete, banheiros e loja de souvenir. O turista caminha por passarelas suspensas até chegar à Garganta do Diabo, de onde se pode visualizar o Parque brasileiro do outro lado das Cataratas.

    Gran Aventura - Parecido com o Macuco Safari do lado brasileiro, este é um passeio de lancha pelo Rio com direito a passagem sob as cataratas. Existem três opções para chegar ao porto: do centro de visitantes e da estação central saem caminhões 4X4 com destino ao Porto Macuco, ou pode se pegar uma trilha que inicia na Estação Cataratas.

    Passeio Ecológico - Trata-se de um passeio em barcos infláveis percorrendo o Rio Iguazu da Garganta do Diabo até o Porto Três Marias. São 2,5 quilômetros num percurso tranquilo com a possibilidade de observar a fauna e flora locais. A chegada acontece no Porto Três Marias, de onde saem veículos elétricos para retornar à Estação Cataratas.

    Passeio da Lua Cheia - Em algumas noites de lua cheia o Parque oferece um passeio noturno pela trilha que leva à Garganta do Diabo. Existe a opção de contratar a atividade com ou sem jantar no Restaurante La Selva.

    Serviços - Existem diversas empresas que realizam os passeios, entre elas a Loumar Turismo - www.loumarturismo.com.br.

    Já os parques brasileiro e argentino possuem seus respectivos sites. www.cataratasdoiguacu.com.br e www.iguazuargentina.com.

    Acompanhe nos próximos dias reportagens especiais sobre turismo urbano, além dos passeios para compras no Paraguai e Argentina.

    Conceição Oliveira corre Meia das Cataratas pelo Palmeiras

    Meia Maratona · 05 jul, 2012

    No próximo domingo (08/07), Conceição Oliveira, primeiro lugar no Ranking Caixa/CBAt de Corredores de Rua em 2011, irá correr vestindo uma nova camiseta. A atleta foi convidada a integrar a nova equipe de atletismo da Sociedade Esportiva Palmeiras, tradicional clube paulista. Ela fará sua estreia no “verdão” na Meia Maratona das Cataratas, em Foz do Iguaçu, no Paraná.

    O convite veio por uma parceria entre o clube e a assessoria esportiva da corredora que, portanto, continua sendo treinada por Luis Fernando Bernardi.

    Preparativos - A poucos dias da largada para os 21 quilômetros, Conceição Oliveira se diz motivada. A atleta participou do Troféu Brasil de Atletismo na última sexta-feira (29/06) e vem de duas maratonas só no mês de junho, em Porto Alegre (03/06) e São Paulo (19/06).

    “As expectativas são as melhores, ainda mais agora estreando com a camiseta do Palmeiras, onde eu vou defender 17 milhões de torcedores. Dá um ânimo a mais”, conta a corredora.

    Conceição também comenta sobre o novo percurso da disputa, que é todo marcado por dentro do Parque Nacional do Iguaçu, de onde é possível ver a bela paisagem das famosas quedas d’água. Por ali, a Meia promete ser mais rápida do que nos anos anteriores.

    “Eu espero manter o mesmo resultado das edições anteriores em Foz do Iguaçu, que é me manter entre as cinco primeiras colocadas”, afirma.

    Sobre a possível previsão de chuva para domingo, a atleta é bem humorada. “Como diz o ditado, se está na chuva, é para se molhar”, brinca e logo arremata: “Eu acho que de qualquer forma, chovendo ou não, a gente vai ter que estar na prova. Essas coisas climáticas não me atrapalham muito”.

    Conceição Oliveira promete descansar durante o mês de julho, depois da meia maratona. Sem treinos de intensidade, ela espera chegar mais forte em Agosto, quando participa dos Jogos Regionais, em Caraguatatuba.


    Conceição Oliveira corre Meia das Cataratas pelo Palmeiras

    Meia Maratona · 05 jul, 2012

    No próximo domingo (08/07), Conceição Oliveira, primeiro lugar no Ranking Caixa/CBAt de Corredores de Rua em 2011, irá correr vestindo uma nova camiseta. A atleta foi convidada a integrar a nova equipe de atletismo da Sociedade Esportiva Palmeiras, tradicional clube paulista. Ela fará sua estreia no “verdão” na Meia Maratona das Cataratas, em Foz do Iguaçu, no Paraná.

    O convite veio por uma parceria entre o clube e a assessoria esportiva da corredora que, portanto, continua sendo treinada por Luis Fernando Bernardi.

    Preparativos - A poucos dias da largada para os 21 quilômetros, Conceição Oliveira se diz motivada. A atleta participou do Troféu Brasil de Atletismo na última sexta-feira (29/06) e vem de duas maratonas só no mês de junho, em Porto Alegre (03/06) e São Paulo (19/06).

    “As expectativas são as melhores, ainda mais agora estreando com a camiseta do Palmeiras, onde eu vou defender 17 milhões de torcedores. Dá um ânimo a mais”, conta a corredora.

    Conceição também comenta sobre o novo percurso da disputa, que é todo marcado por dentro do Parque Nacional do Iguaçu, de onde é possível ver a bela paisagem das famosas quedas d’água. Por ali, a Meia promete ser mais rápida do que nos anos anteriores.

    “Eu espero manter o mesmo resultado das edições anteriores em Foz do Iguaçu, que é me manter entre as cinco primeiras colocadas”, afirma.

    Sobre a possível previsão de chuva para domingo, a atleta é bem humorada. “Como diz o ditado, se está na chuva, é para se molhar”, brinca e logo arremata: “Eu acho que de qualquer forma, chovendo ou não, a gente vai ter que estar na prova. Essas coisas climáticas não me atrapalham muito”.

    Conceição Oliveira promete descansar durante o mês de julho, depois da meia maratona. Sem treinos de intensidade, ela espera chegar mais forte em Agosto, quando participa dos Jogos Regionais, em Caraguatatuba.

    Field de africanos na Meia das Cataratas promete grande disputa

    Corridas de Rua · 04 jul, 2012

    A sexta Meia Maratona das Cataratas, que ocorre no domingo (08/07), em Foz do Iguaçu (PR), terá um forte field de atletas africanos. Ao todo, são sete atletas do continente confirmados na prova (três quenianos, dois etíopes e dois tanzanianos).

    Dorcas contra Paskalia- Na corrida feminina, a expectativa é de grande disputa entre as quenianas Dorca Kiptarus, atual bicampeã e recordista do percurso, e Paskalia Chepkorir, campeã da São Silvestre 2009 e da Meia Maratona de São Paulo deste ano.

    A etíope Shewaye Wode Woldemeskel, vencedora da Corrida Maria Zeferina Baldaia em Sertãozinho (SP) e dos dez quilômetros de Contagem (MG) também está na luta. A outra africana vem da Tanzânia, Zaituni Jumanne Nkoki.

    Equilíbrio masculino- Entre os homens, a presença de atletas de diferentes países com pouca rodagem no Brasil é o que chama a atenção. Abraham Kiplagat representa o Quênia e chega para a prova com resultados relevantes em competições de seu País.

    Da Etiópia, estará presente Shambel Tufa Jimma. E da Tanzânia, Nelson Priva Mbuya, que correu algumas provas no Brasil em 2011 e já venceu duas corridas neste ano no Paraná.


    Field de africanos na Meia das Cataratas promete grande disputa

    Corridas de Rua · 04 jul, 2012

    A sexta Meia Maratona das Cataratas, que ocorre no domingo (08/07), em Foz do Iguaçu (PR), terá um forte field de atletas africanos. Ao todo, são sete atletas do continente confirmados na prova (três quenianos, dois etíopes e dois tanzanianos).

    Dorcas contra Paskalia- Na corrida feminina, a expectativa é de grande disputa entre as quenianas Dorca Kiptarus, atual bicampeã e recordista do percurso, e Paskalia Chepkorir, campeã da São Silvestre 2009 e da Meia Maratona de São Paulo deste ano.

    A etíope Shewaye Wode Woldemeskel, vencedora da Corrida Maria Zeferina Baldaia em Sertãozinho (SP) e dos dez quilômetros de Contagem (MG) também está na luta. A outra africana vem da Tanzânia, Zaituni Jumanne Nkoki.

    Equilíbrio masculino- Entre os homens, a presença de atletas de diferentes países com pouca rodagem no Brasil é o que chama a atenção. Abraham Kiplagat representa o Quênia e chega para a prova com resultados relevantes em competições de seu País.

    Da Etiópia, estará presente Shambel Tufa Jimma. E da Tanzânia, Nelson Priva Mbuya, que correu algumas provas no Brasil em 2011 e já venceu duas corridas neste ano no Paraná.

    Solonei Rocha busca índice mundial na Meia das Cataratas

    Meia Maratona · 25 jun, 2012

    Depois de emocionar a plateia e vencer a Maratona de São Paulo, Solonei Rocha confirma sua participação na Meia Maratona das Cataratas, que acontece no dia oito de julho, em Foz do Iguaçu.

    A vitória sobre os africanos em São Paulo deu mais energia ao atleta paulista, que irá competir na cidade paranaense de olho no índice para o Mundial de Meia Maratona, que será disputado em outubro, na Bulgária. Para isso, Solonei deve ficar entre os cinco melhores tempos registrados no ano pela Confederação Brasileira de Atletismo (CBAt).

    “Acho que um tempo de 1h02min, por aí, deve me garantir a vaga”, prevê o corredor que marcou 1h04min48 na Meia Maratona de São Paulo, em março, e também venceu a maratona nos Jogos Pan-Americanos de Guadalajara, em 2011.

    A Meia Maratona das Cataratas acontece no dia oito de julho, em Foz do Iguaçu, dentro do Parque Nacional do Iguaçu, com vista privilegiada das famosas quedas d’água. Acompanhe a cobertura completa no Webrun.


    Solonei Rocha busca índice mundial na Meia das Cataratas

    Meia Maratona · 25 jun, 2012

    Depois de emocionar a plateia e vencer a Maratona de São Paulo, Solonei Rocha confirma sua participação na Meia Maratona das Cataratas, que acontece no dia oito de julho, em Foz do Iguaçu.

    A vitória sobre os africanos em São Paulo deu mais energia ao atleta paulista, que irá competir na cidade paranaense de olho no índice para o Mundial de Meia Maratona, que será disputado em outubro, na Bulgária. Para isso, Solonei deve ficar entre os cinco melhores tempos registrados no ano pela Confederação Brasileira de Atletismo (CBAt).

    “Acho que um tempo de 1h02min, por aí, deve me garantir a vaga”, prevê o corredor que marcou 1h04min48 na Meia Maratona de São Paulo, em março, e também venceu a maratona nos Jogos Pan-Americanos de Guadalajara, em 2011.

    A Meia Maratona das Cataratas acontece no dia oito de julho, em Foz do Iguaçu, dentro do Parque Nacional do Iguaçu, com vista privilegiada das famosas quedas d’água. Acompanhe a cobertura completa no Webrun.

    Meia das Cataratas marca recorde de inscritos na edição deste ano

    Meia Maratona · 13 jun, 2012

    Um fim de semana agitado teve a organização da Meia Maratona das Cataratas. O evento bateu número recorde de inscritos e ainda preparou um treino para cerca de 70 atletas da Associação dos Corredores de Rua de Foz do Iguaçu.

    Inscrições - Mais de 1.700 corredores confirmaram presença para correr no dia oito de julho a Meia das Cataratas, em Foz do Iguaçu, no Paraná. O número de inscritos até agora superou a marca da edição passada do evento e promete aumentar ainda mais.

    As inscrições estão abertas até o dia dois de julho pelo site oficial: www.meiamaratonadascataratas.com.br. Há opções de pacotes turísticos para a família durante a estadia na cidade que faz fronteira com a Argentina e Paraguai.

    Treino - Os corredores paranaenses tiveram a oportunidade de treinar no novo percurso da Meia, na manhã do último domingo (10/06). A grande novidade dos 21 quilômetros deste ano é o trajeto inteiro ser dentro do Parque Nacional do Iguaçu.

    O tempo chuvoso e a temperatura mais baixa, que marcava 17°C, foram ideais para que os atletas sentissem seu desempenho nas condições climáticas que poderão ser encontradas no dia da competição.

    “Esse treino é importante para que os corredores se familiarizem com o novo percurso e também para possíveis ajustes operacionais durante a prova”, explica o coordenador da Meia Maratona das Cataratas, Adélio Demeterko.

    A Meia Maratona das Cataratas acontece no dia oito de julho em Foz do Iguaçu, no Paraná. Acompanhe a cobertura do evento no Webrun.


    Meia das Cataratas marca recorde de inscritos na edição deste ano

    Meia Maratona · 13 jun, 2012

    Um fim de semana agitado teve a organização da Meia Maratona das Cataratas. O evento bateu número recorde de inscritos e ainda preparou um treino para cerca de 70 atletas da Associação dos Corredores de Rua de Foz do Iguaçu.

    Inscrições - Mais de 1.700 corredores confirmaram presença para correr no dia oito de julho a Meia das Cataratas, em Foz do Iguaçu, no Paraná. O número de inscritos até agora superou a marca da edição passada do evento e promete aumentar ainda mais.

    As inscrições estão abertas até o dia dois de julho pelo site oficial: www.meiamaratonadascataratas.com.br. Há opções de pacotes turísticos para a família durante a estadia na cidade que faz fronteira com a Argentina e Paraguai.

    Treino - Os corredores paranaenses tiveram a oportunidade de treinar no novo percurso da Meia, na manhã do último domingo (10/06). A grande novidade dos 21 quilômetros deste ano é o trajeto inteiro ser dentro do Parque Nacional do Iguaçu.

    O tempo chuvoso e a temperatura mais baixa, que marcava 17°C, foram ideais para que os atletas sentissem seu desempenho nas condições climáticas que poderão ser encontradas no dia da competição.

    “Esse treino é importante para que os corredores se familiarizem com o novo percurso e também para possíveis ajustes operacionais durante a prova”, explica o coordenador da Meia Maratona das Cataratas, Adélio Demeterko.

    A Meia Maratona das Cataratas acontece no dia oito de julho em Foz do Iguaçu, no Paraná. Acompanhe a cobertura do evento no Webrun.

    Ex-maratonista Rosa Mota confirma presença na Meia das Cataratas

    Atletismo · 30 maio, 2012

    Além de correr no Parque Nacional do Iguaçu, ao lado das cataratas mais belas do País, os participantes da Meia Maratona das Cataratas serão contemplados com a presença da ex-maratonista portuguesa Rosa Mota. Para ela, a competição é o “desafio mais fascinante”.

    Ano passado, Rosa participou do plantio de mudas no Parque Nacional na véspera da Meia Maratona. “Dessa forma, fazemos parte do parque, sendo um bom motivo para voltar”, declarou na ocasião. A portuguesa será a madrinha da edição deste ano.

    “O Brasil foi um dos primeiros países onde eu competi e onde nunca perdi nenhuma prova de estrada. É muito agradável, por causa das belezas naturais e das ligações afetivas com Portugal”, conta a ex-atleta, cinco vezes campeã da tradicional Corrida de São Silvestre, de 1981 a 1985.

    Trajetória - Fora do País, Rosa também se destacou em diversas outras competições e olimpíadas. Ela fez história no atletismo mundial ao vencer a primeira maratona feminina, realizada durante o Campeonato Europeu de Atletismo, em 1982, em Atenas.

    Anos mais tarde, a portuguesa foi medalha de ouro nos Jogos Olímpicos de Seul, em 1988, e de bronze em Los Angeles, em 1984. O título mundial veio em 1987, no campeonato em Roma, na Itália. Na Maratona do Campeonato Europeu de Atletismo, ela já faturou três vezes o título, em 1982, 86 e 90.

    A atleta, nascida no Porto, tem um currículo invejável em maratonas mundo afora. Ela venceu a Maratona de Roterdã, em 1983, a de Chicago, duas vezes, em 1983 e 84, Tóquio, em 1986, é tricampeã em Boston, em 1987, 88 e 90, Osaka, em 1990 e Londres, em 1991.

    Depois de tanto correr e colecionar vitórias, Rosa se afastou das pistas em 1992. A relevância no cenário de atletismo é tanta que, em 2004, ela foi convidada a carregar a tocha olímpica antes dos Jogos em Atenas.

    Meia das Cataratas - A Meia Maratona das Cataratas acontece no dia oito de julho no Parque Nacional do Iguaçu, em Foz do Iguaçu, no Paraná. As inscrições estão abertas e podem ser feitas pelo site do evento (www.meiamaratonadascataratas.com.br) até o dia dois de julho.

    A organização também disponibiliza pacotes turísticos para os corredores.


    Ex-maratonista Rosa Mota confirma presença na Meia das Cataratas

    Atletismo · 30 maio, 2012

    Além de correr no Parque Nacional do Iguaçu, ao lado das cataratas mais belas do País, os participantes da Meia Maratona das Cataratas serão contemplados com a presença da ex-maratonista portuguesa Rosa Mota. Para ela, a competição é o “desafio mais fascinante”.

    Ano passado, Rosa participou do plantio de mudas no Parque Nacional na véspera da Meia Maratona. “Dessa forma, fazemos parte do parque, sendo um bom motivo para voltar”, declarou na ocasião. A portuguesa será a madrinha da edição deste ano.

    “O Brasil foi um dos primeiros países onde eu competi e onde nunca perdi nenhuma prova de estrada. É muito agradável, por causa das belezas naturais e das ligações afetivas com Portugal”, conta a ex-atleta, cinco vezes campeã da tradicional Corrida de São Silvestre, de 1981 a 1985.

    Trajetória - Fora do País, Rosa também se destacou em diversas outras competições e olimpíadas. Ela fez história no atletismo mundial ao vencer a primeira maratona feminina, realizada durante o Campeonato Europeu de Atletismo, em 1982, em Atenas.

    Anos mais tarde, a portuguesa foi medalha de ouro nos Jogos Olímpicos de Seul, em 1988, e de bronze em Los Angeles, em 1984. O título mundial veio em 1987, no campeonato em Roma, na Itália. Na Maratona do Campeonato Europeu de Atletismo, ela já faturou três vezes o título, em 1982, 86 e 90.

    A atleta, nascida no Porto, tem um currículo invejável em maratonas mundo afora. Ela venceu a Maratona de Roterdã, em 1983, a de Chicago, duas vezes, em 1983 e 84, Tóquio, em 1986, é tricampeã em Boston, em 1987, 88 e 90, Osaka, em 1990 e Londres, em 1991.

    Depois de tanto correr e colecionar vitórias, Rosa se afastou das pistas em 1992. A relevância no cenário de atletismo é tanta que, em 2004, ela foi convidada a carregar a tocha olímpica antes dos Jogos em Atenas.

    Meia das Cataratas - A Meia Maratona das Cataratas acontece no dia oito de julho no Parque Nacional do Iguaçu, em Foz do Iguaçu, no Paraná. As inscrições estão abertas e podem ser feitas pelo site do evento (www.meiamaratonadascataratas.com.br) até o dia dois de julho.

    A organização também disponibiliza pacotes turísticos para os corredores.