Saiba como o shiatsu pode ajudar a melhorar sua performance

A fisioterapeuta Ana Leticia Schio explica quais os benefícios dessa prática e como ela pode ser feita

Gabriel Gameiro | Bem Estar · 16 mar, 2017

O shiatsu é uma técnica originada no Japão, que significa pressão com os dedos ” shi- pressão + atsu- dedos”. Porém o terapeuta aplica pressão com as mãos, cotovelos e joelhos no paciente. Muitos dizem que é quase uma acupuntura, pois a sequência segue a direção dos meridianos de energia, que estão ligados aos nossos órgãos e emoções. Na maioria das vezes a consequência de alguma doença interna vem mascarada de dor, incômodo, gastrite, dor de cabeça, insônia, irritabilidade, entre outras. O shiatsu cuida também da causa, investigando e tratando de onde veio e o que está congestionado dentro do nosso corpo e sistema energético.

A fisioterapeuta Ana Leticia Schio conversou com o Webrun e explicou quais são os benefícios da técnica e como praticá-la. Veja:

Fotolia

Fotolia

Como fazer?

É fácil aprender, não se usa óleo ou creme e pode ser feita com roupa num ambiente tranquilo. É importante seguir a sequência, que começa pelas costas, vai até o pé, vira dos dois lados, e termina dos pés à cabeça.

Benefícios

Os benefícios são incríveis: ativa a respiração, estimula a energia, acalma a mente, relaxa os músculos, protege seu corpo nas linhas de defesa e auxilia no equilíbrio emocional. Como trata-se de pressão do toque, é um grande estímulo na circulação profunda, linfática e auxilia na eliminação do ácido lático nos músculos dos corredores. O atleta sentirá um grande alivio , alongamento e melhora da performance no próximo treino, pois ativa bastante a função muscular. Limpando os meridianos e organizando o fluxo energético, não só das pernas, como do corpo todo.

 

Participe da 7ª Meia Maratona Pague Menos Campinas!

 

Recomendação

Uma vez por semana é um bom tratamento, porém pode-se fazer todos os dias. Quando houver uma prova ou treino intensivo um ou dois dias antes e no dia após prova para recuperação muscular. Contra indicação: pessoas que tem pressão alta, tumor maligno, fraturas, crianças muito pequenas e gestantes. Para o último grupo, deve-se pular alguns pontos.

Gabriel Gameiro

Ver todos os posts

Estudante de jornalismo, que caiu no mundo dos esportes por acidente e com o tempo aprendeu a amar. Gosta do que faz e apesar de ainda não ser um corredor ama fazer spinning e cobrir corridas.

Outras deste autor