Maratonista é tema de exposição sobre mulheres

Redação Webrun | Maratona · 08 mar, 2006

A maratonista Ana Luiza Garcez, conhecida por muitos como Animal, é uma das personagens da exposição fotográfica “Non Ducor Duco, Um dia na vida de mulheres paulistanas”. O projeto foi desenvolvido pelo grupo de estudantes do Imã e retratou o cotidiano de 14 mulheres que vivem em São Paulo.

Segundo o curador da exposição, João Bittar, o projeto busca enaltecer a personagem feminina. A exposição “Non Ducor Duco” (Não sou conduzido, conduzo) exibe fotos de mulheres com diferentes atividades: bailarina, freira, modelo, enfermeira, mãe de santo, pilota de Fórmula Truck, atriz, professora, empregada doméstica, jornalista, fotógrafa, maratonista e dona de casa.

A exposição começa hoje (8), dia da mulher, e vai até 31 de março na Imã Foto Galeria. Esta fica na rua Fradique Coutinho, 1239, a entrada é franca.

Ana Garcez – Ana é maratonista profissional e na sua categoria de idade, 40-45 anos, vence quase todas as provas. Mas ela já teve uma vida bem diferente da atual.

Até os 35 anos de idade, ela vivia perambulando pelas ruas de São Paulo. Como não tinha dinheiro para comer, usava drogas “para amenizar a fome”. Além disso, Ana já foi interna da Febem e conta que começou a correr nas ruas para fugir dos policiais. “Corria quando roubava e eu era a melhor”, revela.

Sem nenhum preparo físico e com calçados inadequados, Ana, resolveu correr pela primeira vez uma maratona (42,195 km) em São Paulo, cujo nome diz não se recordar. Mesmo com as dificuldades que encontrou durante a prova, como o cansaço, ela fez questão de completar a maratona e chegou em último lugar. Desde então ela não parou. Hoje ela ainda enfrenta dificuldades financeiras para treinar e competir, mas isso não é motivo de desânimo.

Este texto foi escrito por: Donata Lustosa

Redação Webrun

Ver todos os posts

Releases, matérias elaboradas em equipe e inspirações coletivas na produção de conteúdo!