Desafio 600K: médico avalia os quatro dias de corrida

Redação Webrun | Ultra Maratona · 26 out, 2009

Atletas sentiram o calor do terceiro dia (foto: Ricardo Correa/ Nike)
Atletas sentiram o calor do terceiro dia (foto: Ricardo Correa/ Nike)

O Desafio 600K terminou no último domingo na capital carioca. Ao todo 21 equipes percorreram 600 quilômetros entre São Paulo e Rio de Janeiro em quatro dias consecutivos. Mesmo em revezamento, já que cada equipe era composta por 10 atletas e dois reservas, após quatro dias de prova o corpo ficou debilitado.

Mas o médico responsável pela competição, Dr. Paulo Zogaib, revelou que durante o evento não aconteceu nada de grave com os atletas. Os atendimentos que sua equipe realizou estavam dentro do previsto.

“Os dois primeiros dias foi relativamente tranqüilo. Apesar de estar chovendo no início, a temperatura estava mais baixa. Isso ajudou”, conta. Porém, no terceiro dia da prova os atletas enfrentaram calor e termômetros acima de 30ºc. “Estava muito quente próximo do meio dia do sábado e vários atletas acabaram sentindo, mas nada muito sério. Eles sentiram um pouco de tontura, muitas cãibras e dores. A fadiga foi intensa”, revela.

Para o médico, fora esse problemas já esperados, a turma agüentou bem o Desafio. Além do atendimento médico, todos os dias os atletas tinham a disposição massagistas e tinas de gelo para a crioterapia. Essa estrutura também foi responsável por proporcionar uma melhor recuperação dos atletas.

A equipe médica também colheu, durante os quatro dias, dados clínicos dos atletas para uma avaliação fisiológica mais completa. “Nessas avaliações, o que a gente esperava que fosse acontecer, aconteceu. Foi uma progressão da fadiga a medida que os dias foram se sucedendo. Mas ainda dentro de padrões aceitáveis. Não teve nenhum parâmetro que pudesse determinar a eliminação de algum atleta, ou um cuidado maior”.

Calorias queimadas – Com as avaliações médicas diárias foi possível calcular a quantidade de calorias que cada equipe perdeu ao longo dos quatro dias. Para isso foi levada em consideração a média de peso de cada equipe.

A equipe de Belo Horizonte, campeã da competição, por exemplo, perdeu 39.565 calorias. Já a última equipe da prova, o time Imprensa, foi o grupo que mais perdeu peso. No total eles eliminaram 45.761 calorias.

Este texto foi escrito por: Donata Lustosa

Redação Webrun

Ver todos os posts

Releases, matérias elaboradas em equipe e inspirações coletivas na produção de conteúdo!