Ibirapuera

Corrida e Caminhada do Graacc espera receber 10 mil pessoas domingo

Caminhada · 06 maio, 2010

A décima edição da Corrida e Caminhada do Graacc acontece neste domingo (09/04), com a expectativa da presença de aproximadamente 10 mil participantes, número recorde para o evento. A concentração dos corredores acontece a partir das 6h no estacionamento da Assembléia Legislativa, bairro do Ibirapuera (SP).

A prova de dez quilômetros (corrida) e 4,3 quilômetros (corrida ou caminhada) está marcada para as 7h. Nos dez anos do evento, o objetivo segue em conscientizar a sociedade sobre a importância do diagnóstico precoce e tratamento de crianças e adolescentes com câncer.

As inscrições para a prova podem ser feitas no site do Graacc, o www.graacc.org.br e custam R$ 65. Para sócios da entidade e da Corpore, organizadora da prova, o valor fica em R$ 50. Todo o valor arrecadado será revertido para o hospital da instituição.


Corrida e Caminhada do Graacc espera receber 10 mil pessoas domingo

Caminhada · 06 maio, 2010

A décima edição da Corrida e Caminhada do Graacc acontece neste domingo (09/04), com a expectativa da presença de aproximadamente 10 mil participantes, número recorde para o evento. A concentração dos corredores acontece a partir das 6h no estacionamento da Assembléia Legislativa, bairro do Ibirapuera (SP).

A prova de dez quilômetros (corrida) e 4,3 quilômetros (corrida ou caminhada) está marcada para as 7h. Nos dez anos do evento, o objetivo segue em conscientizar a sociedade sobre a importância do diagnóstico precoce e tratamento de crianças e adolescentes com câncer.

As inscrições para a prova podem ser feitas no site do Graacc, o www.graacc.org.br e custam R$ 65. Para sócios da entidade e da Corpore, organizadora da prova, o valor fica em R$ 50. Todo o valor arrecadado será revertido para o hospital da instituição.

Pista do Ibirapuera recebe meeting internacional

Atletismo · 26 mar, 2008

A pista de atletismo do Estádio Ícaro de Castro Melo, no Ibirapuera, em São Paulo, será a sede de um meeting internacional após 13 anos. A pista foi palco durante 11 anos do Grande Prêmio Brasil e este ano receberá o Grande Prêmio São Paulo de Atletismo, no dia quatro de maio, com a disputa de 15 provas do programa olímpico e presença de 150 competidores do Brasil e do exterior.

Entre os destaques nacionais, certamente estarão os campeões pan-americanos dos 1.500 nos Jogos Pan-americanos, Juliana Santos e Hudson de Souza, além da equipe masculina do revezamento 4x100m, composta por Vicente Lenilson, Rafael Ribeiro, Basílio Moraes e Sandro Viana. As provas de pista a serem disputadas são os 100, 400 e 1.500 metros, além do revezamento 4x100m.

A última vez que São Paulo sediou um meeting internacional foi em 1995, com a participação do ucraniano Sergei Bubka, hoje vice-presidente da Iaaf (Associação Internacional das Federações de Atletismo).


Pista do Ibirapuera recebe meeting internacional

Atletismo · 26 mar, 2008

A pista de atletismo do Estádio Ícaro de Castro Melo, no Ibirapuera, em São Paulo, será a sede de um meeting internacional após 13 anos. A pista foi palco durante 11 anos do Grande Prêmio Brasil e este ano receberá o Grande Prêmio São Paulo de Atletismo, no dia quatro de maio, com a disputa de 15 provas do programa olímpico e presença de 150 competidores do Brasil e do exterior.

Entre os destaques nacionais, certamente estarão os campeões pan-americanos dos 1.500 nos Jogos Pan-americanos, Juliana Santos e Hudson de Souza, além da equipe masculina do revezamento 4x100m, composta por Vicente Lenilson, Rafael Ribeiro, Basílio Moraes e Sandro Viana. As provas de pista a serem disputadas são os 100, 400 e 1.500 metros, além do revezamento 4x100m.

A última vez que São Paulo sediou um meeting internacional foi em 1995, com a participação do ucraniano Sergei Bubka, hoje vice-presidente da Iaaf (Associação Internacional das Federações de Atletismo).

Running Show reúne triathletas patrocinados

Triathlon · 26 ago, 2007

Direto da Running Show - A Doox, fechou patrocínio com 15 triathletas ontem (25) durante a Running Show, em São Paulo. A marca que é nova no mercado esportivo desenvolveu uma roupa especial para o Triathlon e convidou alguns atletas para representarem essa novidade. São 15 triathletas que treinam na assessoria RM Consultoria Esportiva, que tem como treinadora a ex-atleta Rosana Melo.

Silvia Helena Fusco é uma das atletas da equipe. Atleta profissional desde 2005, ela ficou três anos sem patrocínio. Desde o ano passado ela vem recebendo ajuda da Doox. “Hoje estamos assinando o contrato, mas eles me deram muita força no ano passado quando passei uma temporada na Europa”, fala a medalha de prata do Pan-americano de Triathlon, em 2003.

Outro triathleta, William Barbosa se prepara para estrear profissionalmente no ano que vem e diz que esse patrocínio veio em boa hora. “É muito bom ter o patrocínio de uniformes de treino e competição. Antes eu só ganhava algumas inscrições”. William é campeão do Brasileiro de Triathlon na categoria de 20 a 24 anos. Seu próximo desafio é no próximo dia dois, no Campeonato Mundial de Triathlon, em Hamburgo, na Alemanha.


Running Show reúne triathletas patrocinados

Triathlon · 26 ago, 2007

Direto da Running Show - A Doox, fechou patrocínio com 15 triathletas ontem (25) durante a Running Show, em São Paulo. A marca que é nova no mercado esportivo desenvolveu uma roupa especial para o Triathlon e convidou alguns atletas para representarem essa novidade. São 15 triathletas que treinam na assessoria RM Consultoria Esportiva, que tem como treinadora a ex-atleta Rosana Melo.

Silvia Helena Fusco é uma das atletas da equipe. Atleta profissional desde 2005, ela ficou três anos sem patrocínio. Desde o ano passado ela vem recebendo ajuda da Doox. “Hoje estamos assinando o contrato, mas eles me deram muita força no ano passado quando passei uma temporada na Europa”, fala a medalha de prata do Pan-americano de Triathlon, em 2003.

Outro triathleta, William Barbosa se prepara para estrear profissionalmente no ano que vem e diz que esse patrocínio veio em boa hora. “É muito bom ter o patrocínio de uniformes de treino e competição. Antes eu só ganhava algumas inscrições”. William é campeão do Brasileiro de Triathlon na categoria de 20 a 24 anos. Seu próximo desafio é no próximo dia dois, no Campeonato Mundial de Triathlon, em Hamburgo, na Alemanha.

Running Show: palestra discute sobre quantidades de provas

Atletismo · 26 ago, 2007

Direto da Running Show - A quantidade de provas que se pode correr durante uma temporada foi o tema de um dos debates da maior feira de corrida da América Latina, a Running Show, que acontece até hoje na Bienal do Ibirapuera, em São Paulo. Na mesa, para discutir o assunto, estavam os doutores José Fellipe Alloza e Giovani Delo Russo Neto, os treinadores Miguel Sarkis e Diego Lopaz, o diretor da Corpore, Mário Rollo e o atleta Paulo de Almeida.

Mas afinal quantas provas se pode correr? Com certeza você já deve ter perguntado isso e talvez não tenha chegado a um número exato de competições. Essa é realmente uma resposta difícil de ser respondida porque não pode – e nem deve, ser generalizada. Cada pessoa tem um metabolismo e esse é o ponto de partida para se adequar à quantidade de provas.

O treinador e técnico de natação do Clube Pinheiros, Diego Lopaz, indica passar por uma avaliação médica antes de começar a correr e enfatiza a importância do treinador na decisão da quantidade de provas a serem competidas durante uma temporada. “O treinador é fundamental nessa decisão. Ele deve conversar muito com seu atleta e saber até onde o mesmo pode ir. É isso que fará com que ele tenha um bom rendimento”, explica Diego.

Segundo o biomédico e fisiologista Giovani Delo Russo Neto, as pessoas ainda utilizam pouco os exames e diagnósticos para otimizar o rendimento na atividade física. “A avaliação clinica é fundamental. É ela que vai ajudar o treinador e o atleta a tomar decisões”, diz o biomédico que indica uma avaliação prática na rua para somar. O diretor da Corpore, Mário Rollo acredita que quando se fala em provas, chega uma hora em que é preciso fazer escolhas. “É como um rio que chega num delta e tem que escolher que caminho seguir a partir daquele ponto”, explica.

Maratona - Outra questão bastante discutida durante o debate foi a maratona. Hoje em dia se fala em competir uma maratona com muita facilidade, o que assusta alguns profissionais e pode ser arriscado para atletas novatos. Para o mestre em ortopedia e traumatologia, Dr. José Fellipe Alloza, o fato da corrida de rua estar crescendo, é positivo quando se pensa em um aumento na qualidade de vida. “Porém, é preocupante quando esses atletas com pouco tempo de treino e competições já querem participar de uma prova desse nível porque poucos têm condições de se tratar”, diz.

O treinador Miguel Sarkis orienta seus alunos treinar mais do que competir quando a prova for longa. O atleta Paulo de Almeida frisa a importância de se preparar bem para essas competições que exigem mais não só fisicamente, mas psicologicamente também. “Dormir oito horas por noite e descansar antes e depois das competições é fundamental”.

Para encerrar o debate, foi levantada a questão se a culpa dos atletas participarem de muitas provas era das organizadoras que promovem em média mais de uma competição por final de semana. A conclusão que se chegou foi que isso não pode ser um problema, e que o atleta e o treinador é quem devem conversar e chegar ao número exato de provas que se deve correr.


Running Show: palestra discute sobre quantidades de provas

Atletismo · 26 ago, 2007

Direto da Running Show - A quantidade de provas que se pode correr durante uma temporada foi o tema de um dos debates da maior feira de corrida da América Latina, a Running Show, que acontece até hoje na Bienal do Ibirapuera, em São Paulo. Na mesa, para discutir o assunto, estavam os doutores José Fellipe Alloza e Giovani Delo Russo Neto, os treinadores Miguel Sarkis e Diego Lopaz, o diretor da Corpore, Mário Rollo e o atleta Paulo de Almeida.

Mas afinal quantas provas se pode correr? Com certeza você já deve ter perguntado isso e talvez não tenha chegado a um número exato de competições. Essa é realmente uma resposta difícil de ser respondida porque não pode – e nem deve, ser generalizada. Cada pessoa tem um metabolismo e esse é o ponto de partida para se adequar à quantidade de provas.

O treinador e técnico de natação do Clube Pinheiros, Diego Lopaz, indica passar por uma avaliação médica antes de começar a correr e enfatiza a importância do treinador na decisão da quantidade de provas a serem competidas durante uma temporada. “O treinador é fundamental nessa decisão. Ele deve conversar muito com seu atleta e saber até onde o mesmo pode ir. É isso que fará com que ele tenha um bom rendimento”, explica Diego.

Segundo o biomédico e fisiologista Giovani Delo Russo Neto, as pessoas ainda utilizam pouco os exames e diagnósticos para otimizar o rendimento na atividade física. “A avaliação clinica é fundamental. É ela que vai ajudar o treinador e o atleta a tomar decisões”, diz o biomédico que indica uma avaliação prática na rua para somar. O diretor da Corpore, Mário Rollo acredita que quando se fala em provas, chega uma hora em que é preciso fazer escolhas. “É como um rio que chega num delta e tem que escolher que caminho seguir a partir daquele ponto”, explica.

Maratona - Outra questão bastante discutida durante o debate foi a maratona. Hoje em dia se fala em competir uma maratona com muita facilidade, o que assusta alguns profissionais e pode ser arriscado para atletas novatos. Para o mestre em ortopedia e traumatologia, Dr. José Fellipe Alloza, o fato da corrida de rua estar crescendo, é positivo quando se pensa em um aumento na qualidade de vida. “Porém, é preocupante quando esses atletas com pouco tempo de treino e competições já querem participar de uma prova desse nível porque poucos têm condições de se tratar”, diz.

O treinador Miguel Sarkis orienta seus alunos treinar mais do que competir quando a prova for longa. O atleta Paulo de Almeida frisa a importância de se preparar bem para essas competições que exigem mais não só fisicamente, mas psicologicamente também. “Dormir oito horas por noite e descansar antes e depois das competições é fundamental”.

Para encerrar o debate, foi levantada a questão se a culpa dos atletas participarem de muitas provas era das organizadoras que promovem em média mais de uma competição por final de semana. A conclusão que se chegou foi que isso não pode ser um problema, e que o atleta e o treinador é quem devem conversar e chegar ao número exato de provas que se deve correr.

Bastos distribui autógrafos na Running Show

Caminhada · 25 ago, 2007

Direto da Running Show - Adriano Bastos, tetracampeão da Maratona da Disney, esteve nessa última quinta-feira na Running Show, feira de corridas de rua que acontece até o próximo domingo (26) na Bienal do Ibirapuera, em São Paulo. Além de conferir as novidades dos expositores, ele distribuiu alguns autógrafos para o público, em evento promovido pela New Balance, uma das empresas que o patrocina.

A “noite de autógrafos com o tetracampeão da Disney” aconteceu das 19h às 21h, onde o atleta assinou o verso de fotografias que retratam uma de suas chegadas na Maratona. Mesmo com os cabelos curtos e sem as tranças características das três primeiras conquistas na terra da fantasia, Adriano ainda conserva as tatuagens com as orelhas do Mickey em suas panturrilhas.

Após várias conversas, fotos, autógrafos e sorrisos, Adriano foi ao estande do Webrun para registrar sua chegada virtual e cruzar a faixa de campeão. “Vim dar uma passada rápida, para prestigiar”, conta. Sua esposa, Renata Bastos, brincou: “nessa corrida eu consigo chegar na frente dele”.


Bastos distribui autógrafos na Running Show

Caminhada · 25 ago, 2007

Direto da Running Show - Adriano Bastos, tetracampeão da Maratona da Disney, esteve nessa última quinta-feira na Running Show, feira de corridas de rua que acontece até o próximo domingo (26) na Bienal do Ibirapuera, em São Paulo. Além de conferir as novidades dos expositores, ele distribuiu alguns autógrafos para o público, em evento promovido pela New Balance, uma das empresas que o patrocina.

A “noite de autógrafos com o tetracampeão da Disney” aconteceu das 19h às 21h, onde o atleta assinou o verso de fotografias que retratam uma de suas chegadas na Maratona. Mesmo com os cabelos curtos e sem as tranças características das três primeiras conquistas na terra da fantasia, Adriano ainda conserva as tatuagens com as orelhas do Mickey em suas panturrilhas.

Após várias conversas, fotos, autógrafos e sorrisos, Adriano foi ao estande do Webrun para registrar sua chegada virtual e cruzar a faixa de campeão. “Vim dar uma passada rápida, para prestigiar”, conta. Sua esposa, Renata Bastos, brincou: “nessa corrida eu consigo chegar na frente dele”.

Confira os destaques de calçados na Running Show

Caminhada · 24 ago, 2007

A edição 2007 da Running Show conta com a presença de diversas marcas esportivas, que expõem seus lançamentos na linha de calçados. Confira alguns destaques, como a da recém chegada ao Brasil Brooks, ou ainda da já tradicional Mizuno.

Direto da Running Show - A Adidas iniciou esse ano uma forte campanha na linha running, com o intuito de conquistar os clientes desse crescente mercado e trouxe algumas novidades tecnológicas para a feira. Entre elas está o formotion, tecnologia que adapta o impacto no solo e dá mais estabilidade, com absorção horizontal e vertical. Dessa forma o impacto no joelho e tornozelo é menor.

A marca também trouxe uma prévia dos calçados que estarão no mercado a partir do ano que vem, como o Boston 2008, que serve tanto para uso nos treinos, como nas provas. Ele possui um tipo de tecido aberto para facilitar a respiração tanto na parte de cima, quanto no solado.

A Mizuno traz como novidade a mais nova geração de tênis, o Creation 8, que une ao mesmo tempo amortecimento e estabilidade. De acordo com os representantes da marca, muitos calçados se focam em uma das duas funções, mas esquecem que o corredor precisa de um bom amortecimento unido a uma boa impulsão.

A empresa garante que o tênis não sofrerá deformações até o limite de 500 quilômetros rodados, comprovando a estabilidade prometida. Entre os modelos de destaque estão o Wave Universe, que pesa 99g, o tênis de competição mais leve do mundo. Também se destacam o Wave Nirvana 3, o Inspire 3, o Elisar 2 e o Alchemy 6, este último para pés com muita pronação.

Quem também se faz presente é a New Balance, que se destaca no amortecimento, com uma sola que dura duas vezes mais do que as concorrentes, segundo os representantes. O cadarço também é confeccionado de forma a deixar o pé e o tênis sem fricção e evitar bolhas e assaduras. Também foi aplicado no calçado o sistema de ventilação Air Mash, que tira a umidade do interior do tênis.

Já na Asics o destaque fica por conta do gel, presente em diversas áreas do calçado, como no calcanhar e na lateral, com o intuito de amortecer o impacto na hora da corrida. Na parte traseira há colunas que proporcionam flexibilidade no amortecimento e na lateral há uma rigidez maior para uma melhor estabilidade.

No cabedal há uma inovação, pois a parte dianteira foi aumentada para deixar o pé do corredor mais confortável. Foi aplicada também uma tecnologia em áreas que há maior atrito, como a parte medial interna. O modelo de destaque é o Gel Stratus.

A novata no mercado brasileiro, Brooks, lança sua nova coleção na Running Show, com destaque para o Trance 7, indicado para pronadores e moderados, com uma entresoola que proporciona amortecimento, conforto e estabilidade. O sistema PDRB garante correção da pisada de pronadores leves a moderados, o que ajuda a prevenir lesões.

O cabedal é conectado à entressola para suavizar as passadas, há telas de revestimento mais abertas para facilitar a ventilação e a regulação de calor e umidade. A palmilha é feita de espuma e se adapta ao formato do pé, para proporcionar amortecimento e retorno.

Debutante - Outra novata em terras tupiniquins é a AVIA, que trouxe uma linha de tênis e chinelos para expor. Todos os que adquirirem os calçados levam de brinde uma camiseta tecnológica da empresa.

A Diadora também tem um estande na feira e apresenta novos modelos de tênis para running com uma tecnologia que proporciona maior aceleração, estabilidade e torção gradual na parte frontal do pé. O destaque fica por conta do Mythos Star, que será lançado em novembro e que promove a sintonia entre amortecimento e impulsão. Há uma linha de titânio no calcanhar e uma borracha no amortecimento que evita o desgaste do calçado.

Outro destaque é o TI, que já está nas lojas e oferece 20% a mais de performance e impulsiona cerca de dois centímetros a mais cada passada do corredor, se comparado a outro tênis.

Por fim, na Reebok a grande novidade é um tênis que se ajusta ao pé de cada corredor, de forma personalizada. Trata-se do Pump Paris, com um sistema que infla o interior do calçado para permitir o ajuste correto. A regulagem se dá através de um sistema manual para encher ou esvaziar a bolha de ar.

Compras - Para adquirir os tênis das marcas esportivas os visitantes devem se dirigir ao estande da Fast Runner, onde é possível encontrar alguns descontos. A AVIA oferece 15% sobre o preço de tabela, a New Balance vende o NB 1061 de R$ 499 por R$ 449. A Mizuno oferece algumas promoções e a Adidas baixou entre 10 e 50 % alguns modelos.


Confira os destaques de calçados na Running Show

Caminhada · 24 ago, 2007

A edição 2007 da Running Show conta com a presença de diversas marcas esportivas, que expõem seus lançamentos na linha de calçados. Confira alguns destaques, como a da recém chegada ao Brasil Brooks, ou ainda da já tradicional Mizuno.

Direto da Running Show - A Adidas iniciou esse ano uma forte campanha na linha running, com o intuito de conquistar os clientes desse crescente mercado e trouxe algumas novidades tecnológicas para a feira. Entre elas está o formotion, tecnologia que adapta o impacto no solo e dá mais estabilidade, com absorção horizontal e vertical. Dessa forma o impacto no joelho e tornozelo é menor.

A marca também trouxe uma prévia dos calçados que estarão no mercado a partir do ano que vem, como o Boston 2008, que serve tanto para uso nos treinos, como nas provas. Ele possui um tipo de tecido aberto para facilitar a respiração tanto na parte de cima, quanto no solado.

A Mizuno traz como novidade a mais nova geração de tênis, o Creation 8, que une ao mesmo tempo amortecimento e estabilidade. De acordo com os representantes da marca, muitos calçados se focam em uma das duas funções, mas esquecem que o corredor precisa de um bom amortecimento unido a uma boa impulsão.

A empresa garante que o tênis não sofrerá deformações até o limite de 500 quilômetros rodados, comprovando a estabilidade prometida. Entre os modelos de destaque estão o Wave Universe, que pesa 99g, o tênis de competição mais leve do mundo. Também se destacam o Wave Nirvana 3, o Inspire 3, o Elisar 2 e o Alchemy 6, este último para pés com muita pronação.

Quem também se faz presente é a New Balance, que se destaca no amortecimento, com uma sola que dura duas vezes mais do que as concorrentes, segundo os representantes. O cadarço também é confeccionado de forma a deixar o pé e o tênis sem fricção e evitar bolhas e assaduras. Também foi aplicado no calçado o sistema de ventilação Air Mash, que tira a umidade do interior do tênis.

Já na Asics o destaque fica por conta do gel, presente em diversas áreas do calçado, como no calcanhar e na lateral, com o intuito de amortecer o impacto na hora da corrida. Na parte traseira há colunas que proporcionam flexibilidade no amortecimento e na lateral há uma rigidez maior para uma melhor estabilidade.

No cabedal há uma inovação, pois a parte dianteira foi aumentada para deixar o pé do corredor mais confortável. Foi aplicada também uma tecnologia em áreas que há maior atrito, como a parte medial interna. O modelo de destaque é o Gel Stratus.

A novata no mercado brasileiro, Brooks, lança sua nova coleção na Running Show, com destaque para o Trance 7, indicado para pronadores e moderados, com uma entresoola que proporciona amortecimento, conforto e estabilidade. O sistema PDRB garante correção da pisada de pronadores leves a moderados, o que ajuda a prevenir lesões.

O cabedal é conectado à entressola para suavizar as passadas, há telas de revestimento mais abertas para facilitar a ventilação e a regulação de calor e umidade. A palmilha é feita de espuma e se adapta ao formato do pé, para proporcionar amortecimento e retorno.

Debutante - Outra novata em terras tupiniquins é a AVIA, que trouxe uma linha de tênis e chinelos para expor. Todos os que adquirirem os calçados levam de brinde uma camiseta tecnológica da empresa.

A Diadora também tem um estande na feira e apresenta novos modelos de tênis para running com uma tecnologia que proporciona maior aceleração, estabilidade e torção gradual na parte frontal do pé. O destaque fica por conta do Mythos Star, que será lançado em novembro e que promove a sintonia entre amortecimento e impulsão. Há uma linha de titânio no calcanhar e uma borracha no amortecimento que evita o desgaste do calçado.

Outro destaque é o TI, que já está nas lojas e oferece 20% a mais de performance e impulsiona cerca de dois centímetros a mais cada passada do corredor, se comparado a outro tênis.

Por fim, na Reebok a grande novidade é um tênis que se ajusta ao pé de cada corredor, de forma personalizada. Trata-se do Pump Paris, com um sistema que infla o interior do calçado para permitir o ajuste correto. A regulagem se dá através de um sistema manual para encher ou esvaziar a bolha de ar.

Compras - Para adquirir os tênis das marcas esportivas os visitantes devem se dirigir ao estande da Fast Runner, onde é possível encontrar alguns descontos. A AVIA oferece 15% sobre o preço de tabela, a New Balance vende o NB 1061 de R$ 499 por R$ 449. A Mizuno oferece algumas promoções e a Adidas baixou entre 10 e 50 % alguns modelos.

Treinadores enfrentam “blitz” em São Paulo

Caminhada · 23 jan, 2007

O Conselho Regional de Educação Física (CREF) resolveu atuar em alguns parques da capital paulista. Desde o mês de dezembro, seis agentes aparecem de surpresa nos locais de treino de São Paulo, para fiscalizar a atuação das pessoas que prestam serviços de orientação em atividade física, principalmente para corredores.

De acordo com o CREF, a primeira atuação aconteceu no Parque do Ibirapuera. Dos 33 profissionais registrados no parque, apenas 18 possuíam em mãos a cédula de identidade profissional. Além disso, três profissionais estavam em situação totalmente irregular.

Mas segundo o técnico Nelson Evêncio, muitos treinadores não portavam a carteirinha do CREF por falta de costume. “A turma até tem o CREF, mas como não tinha fiscalização, eles só usavam quando solicitado em algum concurso, inscrição ou alguma coisa parecida”, conta. Apesar disso, o treinador afirma que é obrigatório estar sempre com a carterinha em maõs.

Agora o CREF pretende atuar em outros parques e locais de treino da capital. O chamado “blitz” também pode voltar a acontecer no Ibirapuera. Vale lembrar que esse tipo de atuação também é realizada nas academias.


Treinadores enfrentam “blitz” em São Paulo

Caminhada · 23 jan, 2007

O Conselho Regional de Educação Física (CREF) resolveu atuar em alguns parques da capital paulista. Desde o mês de dezembro, seis agentes aparecem de surpresa nos locais de treino de São Paulo, para fiscalizar a atuação das pessoas que prestam serviços de orientação em atividade física, principalmente para corredores.

De acordo com o CREF, a primeira atuação aconteceu no Parque do Ibirapuera. Dos 33 profissionais registrados no parque, apenas 18 possuíam em mãos a cédula de identidade profissional. Além disso, três profissionais estavam em situação totalmente irregular.

Mas segundo o técnico Nelson Evêncio, muitos treinadores não portavam a carteirinha do CREF por falta de costume. “A turma até tem o CREF, mas como não tinha fiscalização, eles só usavam quando solicitado em algum concurso, inscrição ou alguma coisa parecida”, conta. Apesar disso, o treinador afirma que é obrigatório estar sempre com a carterinha em maõs.

Agora o CREF pretende atuar em outros parques e locais de treino da capital. O chamado “blitz” também pode voltar a acontecer no Ibirapuera. Vale lembrar que esse tipo de atuação também é realizada nas academias.

Conheça as regras para se treinar no Ibirapuera em SP

Caminhada · 05 jul, 2006

O Parque do Ibirapuera é um dos locais de treino mais populares da cidade de São Paulo. Por lá milhares de pessoas passam todos os dias para praticar corrida, andar de bicicleta, caminhar, entre outras atividades.

Para que todos os freqüentadores tenham um convívio harmonioso, a Associação dos Treinadores de Corrida de São Paulo (ATC) elaborou em conjunto com a Administração do Parque Ibirapuera algumas medidas para que haja um convívio harmonioso entre usuários, corredores e assessorias esportivas.

  • Todos devem recolher o lixo e zelar pelo espaço que utilizam.
  • Os Treinadores de Corrida devem orientar seus alunos para a utilização de percursos alternativos pata trotes e treinos de baixa intensidade.
  • A grama não pode ser usada para corridas (exceção feita à volta da grade) e nem para a instalação de colchonetes, plásticos, lonas etc.
  • As concentrações de corredores devem ser feitas fora da via de circulação, nas corridas.
  • Paradas para beber água e conversar também devem ser feitas fora da pista de corrida e caminhada.
  • Caminhadas e corridas em grupo não devem impedir a passagem dos outros usuários do Parque. Os grupos devem ser pequenos.
  • Os Treinadores de Corrida devem orientar seus alunos para que evitem choques, confrontos e qualquer ato de desrespeito aos demais usuários do Parque.
  • As estruturas montadas devem ser parcimoniosas, limitadas ao estritamente necessário.

    Se essas regras forem seguidas o treino certamente acontecerá de forma tranqüila e, seja verificada alguma irregularidade, a ATC disponibiliza o email [email protected]. Bons treinos.


  • Conheça as regras para se treinar no Ibirapuera em SP

    Caminhada · 05 jul, 2006

    O Parque do Ibirapuera é um dos locais de treino mais populares da cidade de São Paulo. Por lá milhares de pessoas passam todos os dias para praticar corrida, andar de bicicleta, caminhar, entre outras atividades.

    Para que todos os freqüentadores tenham um convívio harmonioso, a Associação dos Treinadores de Corrida de São Paulo (ATC) elaborou em conjunto com a Administração do Parque Ibirapuera algumas medidas para que haja um convívio harmonioso entre usuários, corredores e assessorias esportivas.

  • Todos devem recolher o lixo e zelar pelo espaço que utilizam.
  • Os Treinadores de Corrida devem orientar seus alunos para a utilização de percursos alternativos pata trotes e treinos de baixa intensidade.
  • A grama não pode ser usada para corridas (exceção feita à volta da grade) e nem para a instalação de colchonetes, plásticos, lonas etc.
  • As concentrações de corredores devem ser feitas fora da via de circulação, nas corridas.
  • Paradas para beber água e conversar também devem ser feitas fora da pista de corrida e caminhada.
  • Caminhadas e corridas em grupo não devem impedir a passagem dos outros usuários do Parque. Os grupos devem ser pequenos.
  • Os Treinadores de Corrida devem orientar seus alunos para que evitem choques, confrontos e qualquer ato de desrespeito aos demais usuários do Parque.
  • As estruturas montadas devem ser parcimoniosas, limitadas ao estritamente necessário.

    Se essas regras forem seguidas o treino certamente acontecerá de forma tranqüila e, seja verificada alguma irregularidade, a ATC disponibiliza o email [email protected]. Bons treinos.

  • Hoje no Ibirapuera

    Caminhada · 12 fev, 2004

    EXCLUSIVO- Para muitas pessoas o dia de hoje, em São Paulo, é apenas mais uma quinta-feira nublada. Mas isso não é motivo de desanimo para os atletas que freqüentam o Parque do Ibirapuera.

    Hoje por volta das oito horas da manhã o parque estava cheio. Provavelmente todos, que ali freqüentavam, estavam procurando manter a forma e a saúde. E para conseguir atingir esse objetivo vale tudo: treinar em grupo, caminhar com o cachorro, fazer alongamento entre outros.

    Confira a Galeria de Fotos do WebRun e veja mais imagens do que estava acontecendo hoje de manhã no Parque.


    Hoje no Ibirapuera

    Caminhada · 12 fev, 2004

    EXCLUSIVO- Para muitas pessoas o dia de hoje, em São Paulo, é apenas mais uma quinta-feira nublada. Mas isso não é motivo de desanimo para os atletas que freqüentam o Parque do Ibirapuera.

    Hoje por volta das oito horas da manhã o parque estava cheio. Provavelmente todos, que ali freqüentavam, estavam procurando manter a forma e a saúde. E para conseguir atingir esse objetivo vale tudo: treinar em grupo, caminhar com o cachorro, fazer alongamento entre outros.

    Confira a Galeria de Fotos do WebRun e veja mais imagens do que estava acontecendo hoje de manhã no Parque.

    Treino de corrida e caminhada no Ibirapuera

    Caminhada · 10 fev, 2004

    Os paulistanos que gostam de corrida e caminhada, mas não têm um acompanhamento de um treinador, poderão ir na próxima terça- feira, dia 17, ao Parque do Ibirapuera para participarem do Special Runnig de Verão. Este será um treino de caminhada e corrida organizado pela assessoria de esporte 4any1 para pessoas amadoras nesse esporte.

    O evento começa às sete horas da noite e deve seguir até 8h30. Para participar os interessados deverão entrar em contato com Maria Helena pelo telefone (11)3885-8069, ou então por e-mail [email protected]. A inscrição é gratuita.


    Treino de corrida e caminhada no Ibirapuera

    Caminhada · 10 fev, 2004

    Os paulistanos que gostam de corrida e caminhada, mas não têm um acompanhamento de um treinador, poderão ir na próxima terça- feira, dia 17, ao Parque do Ibirapuera para participarem do Special Runnig de Verão. Este será um treino de caminhada e corrida organizado pela assessoria de esporte 4any1 para pessoas amadoras nesse esporte.

    O evento começa às sete horas da noite e deve seguir até 8h30. Para participar os interessados deverão entrar em contato com Maria Helena pelo telefone (11)3885-8069, ou então por e-mail [email protected]. A inscrição é gratuita.