carla moreno

Favoritos, Moreno e Manssur vencem SP Open de Biathlon

Triathlon · 16 jun, 2008

Carla Moreno e Alexandre Manssur confirmaram o favoritismo e venceram a terceira etapa do SP Open de Biathlon, competição realizada no último sábado (14) na Ponta da Praia, em Santos. Os dois experientes triathletas se juntaram aos competidores da nova geração, num total de 301 participantes, que disputaram 500 metros de natação e três quilômetros de corrida.

Após um período de descanso, pós Ironman Brasil, Carla usou o evento como um complemento dos treinos de velocidade e cruzou em primeiro com 18min24. “Essa é uma disputa curta, rápida, ideal para treinar explosão. Para mim isso é importante para a seqüência do ano, quando terei vários desafios nas distâncias olímpicas do triathlon”, ressalta Carla.

Em seguida cruzaram a linha de chegada as jovens promessas Gabriela Iacomini (23min49), Larissa Lazzarini (24min05) e Isabella Cardoso (25min11). A performance de Carla foi tão boa, que se estivesse atuando com os homens chegaria na terceira posição. “Quero dois troféus”, brinca a atleta que terá pela frente a terceira etapa do Troféu Brasil de Triathlon, em Goiânia, no dia 29.

Homens - Já Manssur começou um pouco atrás, já que saiu da água na terceira posição, mas impôs um ritmo forte na corrida e assumiu a liderança para não ser mais ameaçado e finalizar com 17min06. Atualmente em fase de preparação para o Mundial de Aquathlon, no próximo dia 29, no México, ele se diz mais do que satisfeito com o desempenho. “Tive uma recuperação muito boa após a natação e no confronto com meus rivais acabei levando vantagem na corrida. Vencer aqui sempre é muito bom”.

A segunda posição foi para Ademir Paulino (18min12), seguido de Luizinho Avelino (18min49) e Arthur Marcondes (19m06s). Além da felicidade pela vitória, Manssur tinha mais um motivo para esbanjar um sorriso de orelha a orelha, já que acompanhou a estréia de seu filho de nove anos, Antônio Manssur Neto, em eventos oficiais.

“É uma emoção muito grande ver o início de carreira dele. Dá uma satisfação imensa. Estou muito contente”, comemora o pai coruja. E, como diz o velho ditado, “filho de peixe, peixinho é”, o jovem Manssur já obteve de cara um terceiro lugar na categoria infantil. “Foi muito legal e vou tentar acompanhar meu pai a partir de agora”.

Superbi - O evento contou também com a categoria Superbi, na qual os atletas disputaram o dobro das distâncias da outra categoria, ou seja, um quilômetro de natação e seis de corrida. A vitória ficou com Rafael Cruz, o Palito, que agora dá um passo maior em busca do tricampeonato da competição. A próxima etapa do SP Open está agendada para 30 de agosto e a disputa final ocorrerá em 22 de novembro.


Favoritos, Moreno e Manssur vencem SP Open de Biathlon

Triathlon · 16 jun, 2008

Carla Moreno e Alexandre Manssur confirmaram o favoritismo e venceram a terceira etapa do SP Open de Biathlon, competição realizada no último sábado (14) na Ponta da Praia, em Santos. Os dois experientes triathletas se juntaram aos competidores da nova geração, num total de 301 participantes, que disputaram 500 metros de natação e três quilômetros de corrida.

Após um período de descanso, pós Ironman Brasil, Carla usou o evento como um complemento dos treinos de velocidade e cruzou em primeiro com 18min24. “Essa é uma disputa curta, rápida, ideal para treinar explosão. Para mim isso é importante para a seqüência do ano, quando terei vários desafios nas distâncias olímpicas do triathlon”, ressalta Carla.

Em seguida cruzaram a linha de chegada as jovens promessas Gabriela Iacomini (23min49), Larissa Lazzarini (24min05) e Isabella Cardoso (25min11). A performance de Carla foi tão boa, que se estivesse atuando com os homens chegaria na terceira posição. “Quero dois troféus”, brinca a atleta que terá pela frente a terceira etapa do Troféu Brasil de Triathlon, em Goiânia, no dia 29.

Homens - Já Manssur começou um pouco atrás, já que saiu da água na terceira posição, mas impôs um ritmo forte na corrida e assumiu a liderança para não ser mais ameaçado e finalizar com 17min06. Atualmente em fase de preparação para o Mundial de Aquathlon, no próximo dia 29, no México, ele se diz mais do que satisfeito com o desempenho. “Tive uma recuperação muito boa após a natação e no confronto com meus rivais acabei levando vantagem na corrida. Vencer aqui sempre é muito bom”.

A segunda posição foi para Ademir Paulino (18min12), seguido de Luizinho Avelino (18min49) e Arthur Marcondes (19m06s). Além da felicidade pela vitória, Manssur tinha mais um motivo para esbanjar um sorriso de orelha a orelha, já que acompanhou a estréia de seu filho de nove anos, Antônio Manssur Neto, em eventos oficiais.

“É uma emoção muito grande ver o início de carreira dele. Dá uma satisfação imensa. Estou muito contente”, comemora o pai coruja. E, como diz o velho ditado, “filho de peixe, peixinho é”, o jovem Manssur já obteve de cara um terceiro lugar na categoria infantil. “Foi muito legal e vou tentar acompanhar meu pai a partir de agora”.

Superbi - O evento contou também com a categoria Superbi, na qual os atletas disputaram o dobro das distâncias da outra categoria, ou seja, um quilômetro de natação e seis de corrida. A vitória ficou com Rafael Cruz, o Palito, que agora dá um passo maior em busca do tricampeonato da competição. A próxima etapa do SP Open está agendada para 30 de agosto e a disputa final ocorrerá em 22 de novembro.

Carla Moreno é destaque no SP Open de Biathlon

Triathlon · 13 jun, 2008

Neste sábado (14) acontece na Ponta da Praia, em Santos, a terceira etapa do SP Open de Biathlon, prova que contará com a participação especial de Carla Moreno, um dos principais nomes do triathlon brasileiro na atualidade. Depois de um período de descanso pós Ironman Brasil, a atleta que mora na região quer aproveitar o fato de a prova ser curta, para treinar “explosão”.

“Estarei em casa. Moro em frente à competição e gosto de prestigiar os eventos em Santos, cidade que me acolheu tão bem”, ressalta Carla, que disputará 500 metros de natação e três de corrida, com largada a partir das 9h em frente ao Aquário Municipal. “Treinos de explosão são sempre bons para manter a velocidade para a distância olímpica. As férias foram boas para recarregar as minhas energias e já estou pronta para voltar com tudo”, completa.

Após o SP Open, ela terá pela frente a terceira etapa do Troféu Brasil de Triathlon, no dia 29 em Goiânia, em busca o heptacampeonato. “Gosto de provas diferentes e em Goiânia o circuito é bastante técnico e o local muito bonito”, destaca a triathleta que venceu as duas etapas iniciais com folga sob as adversárias.

Segundo Núbio de Almeida, organizador da prova deste sábado, a presença de Carla pode certamente ser um incentivo para aqueles que estão começando no esporte. “A Carla participou de duas olimpíadas e os atletas podem aprender muito com ela, pois o fato dela estar atuando ao lado deles será uma motivação a mais”.

A primeira largada será às 9 horas, com os atletas da infantil (8 a 11 anos), nadando 300 metros e correndo 1,5 km. Na seqüência, largam os atletas da individual, com os 500 metros de natação e 3 km de corrida e depois a superbi, com o dobro das distâncias. O campeonato terá ainda mais duas etapas, todas com a mesma distância e no mesmo local.


Carla Moreno é destaque no SP Open de Biathlon

Triathlon · 13 jun, 2008

Neste sábado (14) acontece na Ponta da Praia, em Santos, a terceira etapa do SP Open de Biathlon, prova que contará com a participação especial de Carla Moreno, um dos principais nomes do triathlon brasileiro na atualidade. Depois de um período de descanso pós Ironman Brasil, a atleta que mora na região quer aproveitar o fato de a prova ser curta, para treinar “explosão”.

“Estarei em casa. Moro em frente à competição e gosto de prestigiar os eventos em Santos, cidade que me acolheu tão bem”, ressalta Carla, que disputará 500 metros de natação e três de corrida, com largada a partir das 9h em frente ao Aquário Municipal. “Treinos de explosão são sempre bons para manter a velocidade para a distância olímpica. As férias foram boas para recarregar as minhas energias e já estou pronta para voltar com tudo”, completa.

Após o SP Open, ela terá pela frente a terceira etapa do Troféu Brasil de Triathlon, no dia 29 em Goiânia, em busca o heptacampeonato. “Gosto de provas diferentes e em Goiânia o circuito é bastante técnico e o local muito bonito”, destaca a triathleta que venceu as duas etapas iniciais com folga sob as adversárias.

Segundo Núbio de Almeida, organizador da prova deste sábado, a presença de Carla pode certamente ser um incentivo para aqueles que estão começando no esporte. “A Carla participou de duas olimpíadas e os atletas podem aprender muito com ela, pois o fato dela estar atuando ao lado deles será uma motivação a mais”.

A primeira largada será às 9 horas, com os atletas da infantil (8 a 11 anos), nadando 300 metros e correndo 1,5 km. Na seqüência, largam os atletas da individual, com os 500 metros de natação e 3 km de corrida e depois a superbi, com o dobro das distâncias. O campeonato terá ainda mais duas etapas, todas com a mesma distância e no mesmo local.

Fábio Carvalho e Carla Moreno vencem abertura do Troféu Brasil

Triathlon · 16 mar, 2008

Santos - A primeira etapa do Troféu Brasil de Triathlon aconteceu nesse domingo (16) na praia do Gonzaga, litoral paulista. Mesmo com chuva e tempo nublado, cerca de 800 pessoas participaram da competição que contou com duas distâncias, short distance e olímpica. E foi na olímpica que os principais triathletas da modalidade brigaram pelo pódio.

Quem levou a melhor posição na abertura de 2008 foi Fábio Carvalho. Ele foi o primeiro atleta que completou 1,5 quilômetros de natação, 40 quilômetros de bike e 10 quilômetros de corrida em 1h48min. “A etapa de abertura sempre é mais tranqüila, mas esse ano a briga pelo Troféu Brasil será acirrada porque o nível dos atletas está bem forte”, conta o campeão.

Fábio Carvalho quer participar de outras etapas da competição para buscar o bicampeonato do Troféu Brasil, porém, seu principal objetivo do ano é ficar entre os três primeiros do Ironman Brasil. “Minha prioridade agora é o Ironman. Tudo que vou fazer será voltado para essa prova”, revela. Em 2006 Fábio foi o melhor brasileiro do Ironman com a sexta colocação.

A segunda posição da prova ficou com Paulo Miyashiro. Recém-casado, ele também irá participar das outras etapas do circuito. Indagado sobre a busca por vagas das Olimpíadas de Pequim, Miyashiro disse que não tem planos olímpicos. “Vou fazer mais provas no Brasil mesmo. Para lutar por vagas teria que fazer etapas do circuito internacional”, conta. O terceiro lugar ficou com Fred Monteiro.

Carla Moreno - A hexacampeã do Troféu Brasil de Triathlon, Carla Moreno, mostrou novamente seu favoritismo numa prova onde não teve fortes adversárias. A santista completou a competição em 2h01min, quatro minutos abaixo que o seu tempo do ano passado.

“Estou treinando bem forte para me adaptar às provas longas. E a bike hoje fez muita diferença. Consegui diminuir meu tempo de bike e isso fez a diferença no meu tempo final”, revela. Segundo Carla, para provas mais longas é necessário ter um bom pedal.

Sua meta para 2008 é o Meio Ironman do Brasil, prova na qual Carla quer buscar uma vaga para o mundial da modalidade. Já o Ironman deve ficar para o próximo ano.

O primeiro colocado dos amadores, que percorreram 750 metros de natação, 20 quilômetros de ciclismo e cinco quilômetros de corrida, foi o estudante de engenharia Eric Barreira. Feliz com a conquista, o triathleta revelou que compete apenas por prazer, mas com muito profissionalismo.

“Tenho que encarar a prova como um profissional. Gasto tempo e dinheiro para praticar esse esporte e quando venho aqui só penso em abaixar o meu tempo” revela. Mas o estudante não pretende competir como profissional, o triathlon para ele é um hobby.

No meio dos amadores completou a prova uma triathleta que chamou atenção pelos seus cuidados. Luciana Cerqueira Barbosa, 43 anos, não deixou de ser feminina mesmo numa prova de triathlon. Antes da competição ela passou batom, hidratante para os cabelos e protetor solar no rosto. “A gente tem que se cuidar. Prático triathlon há dois anos e não fico sem passar batom e hidrante”, revela.

Maratonista, ela migrou para o triathlon quando começou a lesionar com freqüência o seu joelho. “Fiz muito tempo maratona, mas estava me machucando muito. Optei pelo triathlon que é mais diversificado”, conta.

A próxima etapa do Troféu Brasil de Triathlon será no dia quatro de maio em São Paulo.


Fábio Carvalho e Carla Moreno vencem abertura do Troféu Brasil

Triathlon · 16 mar, 2008

Santos - A primeira etapa do Troféu Brasil de Triathlon aconteceu nesse domingo (16) na praia do Gonzaga, litoral paulista. Mesmo com chuva e tempo nublado, cerca de 800 pessoas participaram da competição que contou com duas distâncias, short distance e olímpica. E foi na olímpica que os principais triathletas da modalidade brigaram pelo pódio.

Quem levou a melhor posição na abertura de 2008 foi Fábio Carvalho. Ele foi o primeiro atleta que completou 1,5 quilômetros de natação, 40 quilômetros de bike e 10 quilômetros de corrida em 1h48min. “A etapa de abertura sempre é mais tranqüila, mas esse ano a briga pelo Troféu Brasil será acirrada porque o nível dos atletas está bem forte”, conta o campeão.

Fábio Carvalho quer participar de outras etapas da competição para buscar o bicampeonato do Troféu Brasil, porém, seu principal objetivo do ano é ficar entre os três primeiros do Ironman Brasil. “Minha prioridade agora é o Ironman. Tudo que vou fazer será voltado para essa prova”, revela. Em 2006 Fábio foi o melhor brasileiro do Ironman com a sexta colocação.

A segunda posição da prova ficou com Paulo Miyashiro. Recém-casado, ele também irá participar das outras etapas do circuito. Indagado sobre a busca por vagas das Olimpíadas de Pequim, Miyashiro disse que não tem planos olímpicos. “Vou fazer mais provas no Brasil mesmo. Para lutar por vagas teria que fazer etapas do circuito internacional”, conta. O terceiro lugar ficou com Fred Monteiro.

Carla Moreno - A hexacampeã do Troféu Brasil de Triathlon, Carla Moreno, mostrou novamente seu favoritismo numa prova onde não teve fortes adversárias. A santista completou a competição em 2h01min, quatro minutos abaixo que o seu tempo do ano passado.

“Estou treinando bem forte para me adaptar às provas longas. E a bike hoje fez muita diferença. Consegui diminuir meu tempo de bike e isso fez a diferença no meu tempo final”, revela. Segundo Carla, para provas mais longas é necessário ter um bom pedal.

Sua meta para 2008 é o Meio Ironman do Brasil, prova na qual Carla quer buscar uma vaga para o mundial da modalidade. Já o Ironman deve ficar para o próximo ano.

O primeiro colocado dos amadores, que percorreram 750 metros de natação, 20 quilômetros de ciclismo e cinco quilômetros de corrida, foi o estudante de engenharia Eric Barreira. Feliz com a conquista, o triathleta revelou que compete apenas por prazer, mas com muito profissionalismo.

“Tenho que encarar a prova como um profissional. Gasto tempo e dinheiro para praticar esse esporte e quando venho aqui só penso em abaixar o meu tempo” revela. Mas o estudante não pretende competir como profissional, o triathlon para ele é um hobby.

No meio dos amadores completou a prova uma triathleta que chamou atenção pelos seus cuidados. Luciana Cerqueira Barbosa, 43 anos, não deixou de ser feminina mesmo numa prova de triathlon. Antes da competição ela passou batom, hidratante para os cabelos e protetor solar no rosto. “A gente tem que se cuidar. Prático triathlon há dois anos e não fico sem passar batom e hidrante”, revela.

Maratonista, ela migrou para o triathlon quando começou a lesionar com freqüência o seu joelho. “Fiz muito tempo maratona, mas estava me machucando muito. Optei pelo triathlon que é mais diversificado”, conta.

A próxima etapa do Troféu Brasil de Triathlon será no dia quatro de maio em São Paulo.

Carla Moreno desiste de disputar a olimpíada

Triathlon · 11 mar, 2008

A triathleta brasileira Carla Moreno, representante brasileira nos Jogos Olímpicos de Sidney e Atenas, confirmou o que já havia adiantado para o Webrun, durante o Triathlon Internacional de Santos, mês passado, sobre não ter interesse em disputar os jogos de Pequim. Para este ano seus objetivos são as provas de Meio Ironman, além do recorde de títulos do Troféu Brasil de Triathlon, competição que começa neste domingo (16), em Santos.

“Estou vivendo uma nova fase da minha carreira e quero fazer as provas de Ironman 70.3, para no futuro competir em Ironman. Estou confiante com os meus treinamentos e com a minha adaptação ao novo objetivo”, ressalta Carla. Ano passado ela venceu as seis etapas que disputou e igualou a marca de Fernanda Keller, ao acumular seis títulos do campeonato.

“O Troféu Brasil é uma das minhas prioridades, uma forma de me manter veloz. É o campeonato mais forte que temos no País e a maioria das etapas acontece em Santos, cidade que adotei para viver e agora para defende”, lembra a triathleta que este ano pode se igualar ao argentino Oscar Galindez e se tornar heptacampeã.

Desvalorização - De acordo com a competidora, a mudança de foco se baseia no baixo investimento da Confederação Brasileira de Triathlon (CBTri) na busca por uma vaga nos jogos. “Acho que o investimento que o meu País e a minha Confederação me oferecem é pequeno para tanta dedicação. Isso é realmente uma opção minha. A verba do COB e da CBTri está lá. Foi oferecida, mas eu tenho livre escolha do que quero para a minha carreira”, ressalta.

Sem a pressão por uma vaga olímpica, Carla Moreno deve repetir a boa atuação do ano passado e já deu o primeiro passo, após faturar o título do Internacional de Santos com mais de seis minutos para a campineira Vanessa Gianinni.

“Não mudei nada na minha preparação em relação ao Internacional e quero fazer uma prova melhor ainda. A idéia é sempre evoluir”, destaca a triathleta de 31 anos de idade, que nasceu em São Carlos, mas vive em Santos desde 2004. “É uma cidade maravilhosa para morar. Saio de casa e já estou na praia, para treinar. A cidade vive o esporte”, completa a medalhista de prata no Pan de Winnipeg/Canadá, em 1999.


Carla Moreno desiste de disputar a olimpíada

Triathlon · 11 mar, 2008

A triathleta brasileira Carla Moreno, representante brasileira nos Jogos Olímpicos de Sidney e Atenas, confirmou o que já havia adiantado para o Webrun, durante o Triathlon Internacional de Santos, mês passado, sobre não ter interesse em disputar os jogos de Pequim. Para este ano seus objetivos são as provas de Meio Ironman, além do recorde de títulos do Troféu Brasil de Triathlon, competição que começa neste domingo (16), em Santos.

“Estou vivendo uma nova fase da minha carreira e quero fazer as provas de Ironman 70.3, para no futuro competir em Ironman. Estou confiante com os meus treinamentos e com a minha adaptação ao novo objetivo”, ressalta Carla. Ano passado ela venceu as seis etapas que disputou e igualou a marca de Fernanda Keller, ao acumular seis títulos do campeonato.

“O Troféu Brasil é uma das minhas prioridades, uma forma de me manter veloz. É o campeonato mais forte que temos no País e a maioria das etapas acontece em Santos, cidade que adotei para viver e agora para defende”, lembra a triathleta que este ano pode se igualar ao argentino Oscar Galindez e se tornar heptacampeã.

Desvalorização - De acordo com a competidora, a mudança de foco se baseia no baixo investimento da Confederação Brasileira de Triathlon (CBTri) na busca por uma vaga nos jogos. “Acho que o investimento que o meu País e a minha Confederação me oferecem é pequeno para tanta dedicação. Isso é realmente uma opção minha. A verba do COB e da CBTri está lá. Foi oferecida, mas eu tenho livre escolha do que quero para a minha carreira”, ressalta.

Sem a pressão por uma vaga olímpica, Carla Moreno deve repetir a boa atuação do ano passado e já deu o primeiro passo, após faturar o título do Internacional de Santos com mais de seis minutos para a campineira Vanessa Gianinni.

“Não mudei nada na minha preparação em relação ao Internacional e quero fazer uma prova melhor ainda. A idéia é sempre evoluir”, destaca a triathleta de 31 anos de idade, que nasceu em São Carlos, mas vive em Santos desde 2004. “É uma cidade maravilhosa para morar. Saio de casa e já estou na praia, para treinar. A cidade vive o esporte”, completa a medalhista de prata no Pan de Winnipeg/Canadá, em 1999.

Brasil faz dobradinha inédita no Internacional

Triathlon · 24 fev, 2008

Na manhã deste domingo (24) a cidade de Santos recebeu a 17ª edição do Triathlon Internacional, prova disputada em formato olímpico, com 1,5 quilômetros de natação; 40 de bike e 10 de corrida. A vitória entre os homens ficou com Paulo Miyashiro e entre as mulheres com Carla Moreno, numa inédita dobradinha brasileira.

Santos - A largada aconteceu às 8h na Praia do Boqueirão, com um tempo nublado, mas abafado e a todo o momento o fiscal alertava os atletas para que eles não ultrapassassem a faixa amarela que delimitava o local onde deveriam ficar. Apesar da forte chuva que castigou a cidade no sábado à noite, o mar estava calmo e com temperatura amena.

No primeiro trecho de natação Miyashiro já liderava, seguido de perto por Reinaldo Colucci e Fábio Carvalho. Na transição para o ciclismo, Shiro manteve a ponta com mais de um minuto de diferença para os adversários.

No momento da passagem para a corrida o atleta radicado em Santos permaneceu na ponta, seguido por Oscar Galindez, que tem ótimo retrospecto no ciclismo, e um grande pelotão de atletas.

Apoio - Durante todas as vezes que os competidores passavam na frente do público, sempre recebiam mensagens de incentivo, ouviam seus nomes e eram aplaudidos veementemente. Miyashiro apenas administrou durante a corrida para garantir o bicampeonato, seguido de perto por Fábio Carvalho e Reinaldo Colucci.

“Fui o primeiro homem a vencer duas vezes seguidas e isso é maravilhoso, ainda mais por ser no quintal de casa”, comenta o campeão. “Hoje o dia foi perfeito, a temperatura da água estava agradável, estreei uma bike nova da Sundow e na corrida o Fabinho veio chegando, mas não podia entregar depois de tanta raça”, completa o triathleta que adiou a lua-de-mel para participar da prova.

Fabinho por sua vez afirma que a vitória foi de uma equipe. “Hoje todos nós vencemos, colocamos três atletas no pódio e estou muito feliz pela vitória do Shiro”. Ele diz ainda que tentou a vitória, mas não conseguiu alcançar o companheiro, que fez “uma ótima prova”.

Entre as mulheres a primeira a sair da água foi Pamela Nascimento, seguida por Carla Moreno e Sandra Soldan. Mas na corrida Carla apareceu na ponta e tomou a liderança, seguida por Sandra Soldan, com mais de três minutos de diferença.

Como de costume Carla Moreno sobrou mais uma vez e demonstrou sua excelente forma ao cruzar a faixa de campeã com uma grande diferença para Vanessa Gianini e Fernanda Baú. Assim como Shiro, Carla recebeu uma bandeira do Brasil para comemorar com público.

“É tudo de bom vencer esta prova em casa, hoje deu tudo certo”, ressalta a sorridente Carla, que defende as cores da bandeira de Santos. “Hoje foi perfeito, um mar calmo, sem muitas ondas e o asfalto estava recapeado. Adoro esta prova, pois vai até a estrada e volta, não é circuito”. Este ano ela vai focar provas de meio ironman, para entrar definitivamente no Ironman a partir de 2009 e ressalta que não tem interesse de ir às olimpíadas.

Vanessa comemorou muito a segunda colocação e foi recebida por amigos e parentes na chegada. Esta foi sua terceira participação como profissional e diz que o segredo para um bom resultado é estar adaptada ao calor principalmente no trecho de corrida.

A surpresa ficou por conta da terceira colocada, Fernanda Baú, que mesmo após um grande esforço na prova, teve fôlego para corrigir o locutor na chegada, que anunciou seu nome errado. “Eu não esperava este resultado, estou muito feliz, ainda mais porque consegui me sair bem na natação, que é onde sofro mais”.


Brasil faz dobradinha inédita no Internacional

Triathlon · 24 fev, 2008

Na manhã deste domingo (24) a cidade de Santos recebeu a 17ª edição do Triathlon Internacional, prova disputada em formato olímpico, com 1,5 quilômetros de natação; 40 de bike e 10 de corrida. A vitória entre os homens ficou com Paulo Miyashiro e entre as mulheres com Carla Moreno, numa inédita dobradinha brasileira.

Santos - A largada aconteceu às 8h na Praia do Boqueirão, com um tempo nublado, mas abafado e a todo o momento o fiscal alertava os atletas para que eles não ultrapassassem a faixa amarela que delimitava o local onde deveriam ficar. Apesar da forte chuva que castigou a cidade no sábado à noite, o mar estava calmo e com temperatura amena.

No primeiro trecho de natação Miyashiro já liderava, seguido de perto por Reinaldo Colucci e Fábio Carvalho. Na transição para o ciclismo, Shiro manteve a ponta com mais de um minuto de diferença para os adversários.

No momento da passagem para a corrida o atleta radicado em Santos permaneceu na ponta, seguido por Oscar Galindez, que tem ótimo retrospecto no ciclismo, e um grande pelotão de atletas.

Apoio - Durante todas as vezes que os competidores passavam na frente do público, sempre recebiam mensagens de incentivo, ouviam seus nomes e eram aplaudidos veementemente. Miyashiro apenas administrou durante a corrida para garantir o bicampeonato, seguido de perto por Fábio Carvalho e Reinaldo Colucci.

“Fui o primeiro homem a vencer duas vezes seguidas e isso é maravilhoso, ainda mais por ser no quintal de casa”, comenta o campeão. “Hoje o dia foi perfeito, a temperatura da água estava agradável, estreei uma bike nova da Sundow e na corrida o Fabinho veio chegando, mas não podia entregar depois de tanta raça”, completa o triathleta que adiou a lua-de-mel para participar da prova.

Fabinho por sua vez afirma que a vitória foi de uma equipe. “Hoje todos nós vencemos, colocamos três atletas no pódio e estou muito feliz pela vitória do Shiro”. Ele diz ainda que tentou a vitória, mas não conseguiu alcançar o companheiro, que fez “uma ótima prova”.

Entre as mulheres a primeira a sair da água foi Pamela Nascimento, seguida por Carla Moreno e Sandra Soldan. Mas na corrida Carla apareceu na ponta e tomou a liderança, seguida por Sandra Soldan, com mais de três minutos de diferença.

Como de costume Carla Moreno sobrou mais uma vez e demonstrou sua excelente forma ao cruzar a faixa de campeã com uma grande diferença para Vanessa Gianini e Fernanda Baú. Assim como Shiro, Carla recebeu uma bandeira do Brasil para comemorar com público.

“É tudo de bom vencer esta prova em casa, hoje deu tudo certo”, ressalta a sorridente Carla, que defende as cores da bandeira de Santos. “Hoje foi perfeito, um mar calmo, sem muitas ondas e o asfalto estava recapeado. Adoro esta prova, pois vai até a estrada e volta, não é circuito”. Este ano ela vai focar provas de meio ironman, para entrar definitivamente no Ironman a partir de 2009 e ressalta que não tem interesse de ir às olimpíadas.

Vanessa comemorou muito a segunda colocação e foi recebida por amigos e parentes na chegada. Esta foi sua terceira participação como profissional e diz que o segredo para um bom resultado é estar adaptada ao calor principalmente no trecho de corrida.

A surpresa ficou por conta da terceira colocada, Fernanda Baú, que mesmo após um grande esforço na prova, teve fôlego para corrigir o locutor na chegada, que anunciou seu nome errado. “Eu não esperava este resultado, estou muito feliz, ainda mais porque consegui me sair bem na natação, que é onde sofro mais”.

Carla Moreno quer tricampeonato de Santos

Triathlon · 21 fev, 2008

A triathleta Carla Moreno será um dos destaques do Internacional de Santos que acontece no próximo domingo (24) no litoral paulista. Única atleta brasileira bicampeã da competição, Carla irá buscar o tricampeonato. O curioso é que no dia da prova ela completa 12 anos de história no triathlon.

“Essa foi a minha primeira prova de triathlon da carreira e todos os anos comemoro o aniversário da minha trajetória. Desta vez serão 12 anos e espero festejar os 30, 40, 50”, brinca a triathleta de 31 anos, que também mora em Santos.

Experiente na competição Carla dá as dicas para uma boa prova: “muito treino, descanso, boa alimentação, junto com raça, determinação e um pouco de sorte para aquele dia”. Seguindo esses passos, no último domingo a atleta conquistou o pentacampeonato do Sesc Triathlon Caiobá, no Paraná.

“Buscar um lugar no pódio é o sonho e objetivo de todos que largam. Tenho me empenhado ao máximo nos treinos e espero conseguir realizar na competição tudo aquilo que venho me dedicando. O pódio é conseqüência de uma excelente prova. Darei o meu máximo, para estar na briga”, conta.

O triathlon Internacional de Santos acontece no dia 24, próximo domingo, com largada às 8h na praia do Boqueirão, litoral paulista.


Carla Moreno quer tricampeonato de Santos

Triathlon · 21 fev, 2008

A triathleta Carla Moreno será um dos destaques do Internacional de Santos que acontece no próximo domingo (24) no litoral paulista. Única atleta brasileira bicampeã da competição, Carla irá buscar o tricampeonato. O curioso é que no dia da prova ela completa 12 anos de história no triathlon.

“Essa foi a minha primeira prova de triathlon da carreira e todos os anos comemoro o aniversário da minha trajetória. Desta vez serão 12 anos e espero festejar os 30, 40, 50”, brinca a triathleta de 31 anos, que também mora em Santos.

Experiente na competição Carla dá as dicas para uma boa prova: “muito treino, descanso, boa alimentação, junto com raça, determinação e um pouco de sorte para aquele dia”. Seguindo esses passos, no último domingo a atleta conquistou o pentacampeonato do Sesc Triathlon Caiobá, no Paraná.

“Buscar um lugar no pódio é o sonho e objetivo de todos que largam. Tenho me empenhado ao máximo nos treinos e espero conseguir realizar na competição tudo aquilo que venho me dedicando. O pódio é conseqüência de uma excelente prova. Darei o meu máximo, para estar na briga”, conta.

O triathlon Internacional de Santos acontece no dia 24, próximo domingo, com largada às 8h na praia do Boqueirão, litoral paulista.

Juraci e Carla Moreno são penta em Caiobá

Triathlon · 19 fev, 2008

No último domingo Carla Moreno e Juraci Moreira venceram pela quinta vez o Sesc Triathlon Circuito Nacional – Etapa Caiobá (Paraná), competição que este ano chegou à 20ª edição e reuniu 650 atletas profissionais e amadores. O percurso contou com 1,5 quilômetros de natação, 40 de ciclismo e 10 de corrida (para os profissionais) e 750m de natação, 20 quilômetros de ciclismo e cinco de corrida (para os amadores).

Juraci fechou o trajeto com o tempo de 1h47min44, seguido por Reinaldo Colucci (1h48min11) e Diogo Sclebin Costa Martins (1h49min25s). “Comecei a treinar triathlon depois de assistir à prova de Caiobá. Para mim, essa é a melhor prova do mundo, pois estou praticamente em casa, com a família e amigos próximos torcendo por mim”, ressalta o curitibano, que participou pela 12ª vez.

Já Carla Moreno precisou de 2h01min43 para faturar o primeiro posto e se tornar a atleta com mais vitórias na competição. “Desde que comecei a treinar triathlon, há 12 anos, procuro participar dessa prova, que é muito bem organizada e tem um público fantástico, que nos incentiva em todo o percurso. Estou muito feliz em ser pentacampeã aqui”, comenta.

Pódio - O segundo lugar ficou com a brasiliense Mariana Ohata (2h04min01) e o terceiro com Vanessa Gianinni, ao marcar 2h09min09. Na categoria amadora masculina os primeiros colocados foram Renato Dantas de Lucas, Felipe de Oliveira Manente e Diogo Pereira Molina, enquanto na feminina subiram ao pódio Bruna Villarim, Marcia Dias Willy e Luca Barcik Glaser.

O evento tem como objetivo promover o esporte e ainda movimentar a economia local com o comércio, rede hoteleira, bares e restaurantes. “O Sesc está fazendo sua parte para engrandecer o nosso litoral. Mesmo fora da alta temporada, o triathlon trouxe cerca de 30 mil pessoas para Caiobá, que vieram para prestigiar os seus parentes, filhos e netos”, ressalta Darci Piana, presidente do Sistema Fecomércio Sesc Senac PR.

As próximas etapas do Sesc Triathlon Circuito Nacional acontecem no Distrito Federal (em maio), Pará (em junho), Bahia (em setembro), Rio Grande do Sul (em novembro) e Rio de Janeiro (em dezembro).


Juraci e Carla Moreno são penta em Caiobá

Triathlon · 19 fev, 2008

No último domingo Carla Moreno e Juraci Moreira venceram pela quinta vez o Sesc Triathlon Circuito Nacional – Etapa Caiobá (Paraná), competição que este ano chegou à 20ª edição e reuniu 650 atletas profissionais e amadores. O percurso contou com 1,5 quilômetros de natação, 40 de ciclismo e 10 de corrida (para os profissionais) e 750m de natação, 20 quilômetros de ciclismo e cinco de corrida (para os amadores).

Juraci fechou o trajeto com o tempo de 1h47min44, seguido por Reinaldo Colucci (1h48min11) e Diogo Sclebin Costa Martins (1h49min25s). “Comecei a treinar triathlon depois de assistir à prova de Caiobá. Para mim, essa é a melhor prova do mundo, pois estou praticamente em casa, com a família e amigos próximos torcendo por mim”, ressalta o curitibano, que participou pela 12ª vez.

Já Carla Moreno precisou de 2h01min43 para faturar o primeiro posto e se tornar a atleta com mais vitórias na competição. “Desde que comecei a treinar triathlon, há 12 anos, procuro participar dessa prova, que é muito bem organizada e tem um público fantástico, que nos incentiva em todo o percurso. Estou muito feliz em ser pentacampeã aqui”, comenta.

Pódio - O segundo lugar ficou com a brasiliense Mariana Ohata (2h04min01) e o terceiro com Vanessa Gianinni, ao marcar 2h09min09. Na categoria amadora masculina os primeiros colocados foram Renato Dantas de Lucas, Felipe de Oliveira Manente e Diogo Pereira Molina, enquanto na feminina subiram ao pódio Bruna Villarim, Marcia Dias Willy e Luca Barcik Glaser.

O evento tem como objetivo promover o esporte e ainda movimentar a economia local com o comércio, rede hoteleira, bares e restaurantes. “O Sesc está fazendo sua parte para engrandecer o nosso litoral. Mesmo fora da alta temporada, o triathlon trouxe cerca de 30 mil pessoas para Caiobá, que vieram para prestigiar os seus parentes, filhos e netos”, ressalta Darci Piana, presidente do Sistema Fecomércio Sesc Senac PR.

As próximas etapas do Sesc Triathlon Circuito Nacional acontecem no Distrito Federal (em maio), Pará (em junho), Bahia (em setembro), Rio Grande do Sul (em novembro) e Rio de Janeiro (em dezembro).

Carla Moreno conquista hexa do Troféu Brasil por antecipação

Triathlon · 24 set, 2007

A triathleta Carla Moreno conquistou a quinta etapa do Troféu Brasil que aconteceu no último domingo (23), em Santos, e também garantiu por antecipação o hexacampeonato do circuito. Ela cruzou a linha de chegada com o tempo de 2h09min55, cerca de três minutos antes que a segunda colocada, Vanessa Gianini (2h13min24).

De acordo com os organizadores, com o resultado, ela garantiu o título com 100% de aproveitamento, igualando-se a fluminense Fernanda Keller, campeã de 1991 a 96 (época que o circuito era disputado com metade das distâncias atuais). “Foi tudo de bom conquistar esse hexa, ainda mais porque foi a primeira vez que conquistei com duas etapas de antecedência. Nos outros anos nada foi fácil, não que tenha sido fácil agora, mas ganhar por antecipação é mais tranqüilo”, conta Carla.

Agora a triathleta que mora em Santos disse que pretende igualar o número de títulos do Troféu Brasil com Oscar Galindez, sete vezes campeão. “Já falei para o Oscar que no ano que vem serei igual a ele. Daí terei alcançado os dois ícones do triathlon aqui no Brasil”, revela.

Homens - Já no masculino a briga pela a 17ª edição do Troféu Brasil promete ser acirrada e só será definida na sétima e última etapa. Mas dessa vez quem venceu a etapa foi Fábio Carvalho. O goiano Santiago Ascenço ficou com o segundo lugar enquanto o santista Fred Monteiro em terceiro.

“A próxima etapa será bacana, mas o título, com certeza, será definido na última. Quero vencer a sexta etapa para chegar na decisão mais tranqüilo”, revela o campeão. A próxima etapa do Troféu Brasil de Triathlon será disputada no dia 21 de outubro também em Santos.

Resultados
Masculino
1º Fábio Carvalho - 1h53min39
2º Santiago Ascenço - 1h54min46
3º Fred Monteiro - 1h56min15
4º Ezequiel Morales - 1h57min19
5º Bruno Khouri - 1h58min01

Feminino
1ª Carla Moreno - 2h09min55
2ª Vanessa Gianinni - 2h13min24
3ª Maria Soledad Omar - 2h16min06
4ª Fernanda Garcia - 2h18min54
5ª Carolina Mattos - 2h22min10


Carla Moreno conquista hexa do Troféu Brasil por antecipação

Triathlon · 24 set, 2007

A triathleta Carla Moreno conquistou a quinta etapa do Troféu Brasil que aconteceu no último domingo (23), em Santos, e também garantiu por antecipação o hexacampeonato do circuito. Ela cruzou a linha de chegada com o tempo de 2h09min55, cerca de três minutos antes que a segunda colocada, Vanessa Gianini (2h13min24).

De acordo com os organizadores, com o resultado, ela garantiu o título com 100% de aproveitamento, igualando-se a fluminense Fernanda Keller, campeã de 1991 a 96 (época que o circuito era disputado com metade das distâncias atuais). “Foi tudo de bom conquistar esse hexa, ainda mais porque foi a primeira vez que conquistei com duas etapas de antecedência. Nos outros anos nada foi fácil, não que tenha sido fácil agora, mas ganhar por antecipação é mais tranqüilo”, conta Carla.

Agora a triathleta que mora em Santos disse que pretende igualar o número de títulos do Troféu Brasil com Oscar Galindez, sete vezes campeão. “Já falei para o Oscar que no ano que vem serei igual a ele. Daí terei alcançado os dois ícones do triathlon aqui no Brasil”, revela.

Homens - Já no masculino a briga pela a 17ª edição do Troféu Brasil promete ser acirrada e só será definida na sétima e última etapa. Mas dessa vez quem venceu a etapa foi Fábio Carvalho. O goiano Santiago Ascenço ficou com o segundo lugar enquanto o santista Fred Monteiro em terceiro.

“A próxima etapa será bacana, mas o título, com certeza, será definido na última. Quero vencer a sexta etapa para chegar na decisão mais tranqüilo”, revela o campeão. A próxima etapa do Troféu Brasil de Triathlon será disputada no dia 21 de outubro também em Santos.

Resultados
Masculino
1º Fábio Carvalho - 1h53min39
2º Santiago Ascenço - 1h54min46
3º Fred Monteiro - 1h56min15
4º Ezequiel Morales - 1h57min19
5º Bruno Khouri - 1h58min01

Feminino
1ª Carla Moreno - 2h09min55
2ª Vanessa Gianinni - 2h13min24
3ª Maria Soledad Omar - 2h16min06
4ª Fernanda Garcia - 2h18min54
5ª Carolina Mattos - 2h22min10

Carla Moreno está perto do Hexa do Troféu Brasil

Triathlon · 21 set, 2007

A triathleta brasileira Carla Moreno está perto de conquistar antecipadamente o hexacampeonato do Troféu Brasil de Triathlon. No próximo domingo (23) acontece, em Santos, a quinta etapa do circuito. Se Carla vencer e suas duas adversárias, Fernanda Garcia e a argentina Maria Soled Omar, não chegarem na segunda posição, o título será da brasileira.

Apesar dessa possibilidade, Carla ainda não vai focar o título. “Vou fazer o meu máximo. Não penso no título, agora, quero fazer a prova, dar o máximo e o resultado aparecerá”, conta. “O campeonato, para mim, só termina na última etapa. Até lá, muito treino”, acrescenta.

Além disso, a triathleta que mora em Santos, contará com a força da torcida. Após disputa do Troféu Brasil, Carla também disse que irá voltar para as competições que somam pontos para uma vaga nas Olimpíadas de Pequim.

A quinta etapa do 17º Troféu Brasil de Triathlon terá largadas, transições das modalidades e chegadas na Praia do Gonzaga. Os amadores competem primeiro, a partir das oito horas, na distância short (750 metros de natação, 20 km de ciclismo e 5 km de corrida). Os profissionais largam às 9h20, na distância olímpica (1,5 km de natação, 40 km de bike e 10 de corrida).


Carla Moreno está perto do Hexa do Troféu Brasil

Triathlon · 21 set, 2007

A triathleta brasileira Carla Moreno está perto de conquistar antecipadamente o hexacampeonato do Troféu Brasil de Triathlon. No próximo domingo (23) acontece, em Santos, a quinta etapa do circuito. Se Carla vencer e suas duas adversárias, Fernanda Garcia e a argentina Maria Soled Omar, não chegarem na segunda posição, o título será da brasileira.

Apesar dessa possibilidade, Carla ainda não vai focar o título. “Vou fazer o meu máximo. Não penso no título, agora, quero fazer a prova, dar o máximo e o resultado aparecerá”, conta. “O campeonato, para mim, só termina na última etapa. Até lá, muito treino”, acrescenta.

Além disso, a triathleta que mora em Santos, contará com a força da torcida. Após disputa do Troféu Brasil, Carla também disse que irá voltar para as competições que somam pontos para uma vaga nas Olimpíadas de Pequim.

A quinta etapa do 17º Troféu Brasil de Triathlon terá largadas, transições das modalidades e chegadas na Praia do Gonzaga. Os amadores competem primeiro, a partir das oito horas, na distância short (750 metros de natação, 20 km de ciclismo e 5 km de corrida). Os profissionais largam às 9h20, na distância olímpica (1,5 km de natação, 40 km de bike e 10 de corrida).

Ascenço quer vencer o Troféu Brasil, rumo ao tri

Triathlon · 14 ago, 2007

Depois de ser surpreendido por Bruno Matheus em casa na última etapa, o goiano Santiago Ascenço quer subir no degrau mais alto do pódio na etapa paulista do Troféu Brasil de Triathlon, que acontece nesse domingo (19) na USP. “Queria muito ganhar em casa, mas o Troféu é um campeonato longo e o importante é a constância”, declarou na ocasião.

Com 11 anos de experiência entre os profissionais, ele está com uma grande vontade de vencer e garantir o título, mas para isso será preciso regularidade e paciência. “Geralmente, o ranking é definido mesmo na etapa final, que tem peso 1,5 na pontuação, porém uma vitória garante estímulo e ajuda a chegar à decisão mais tranqüilo”, ressalta.

Além do Troféu, ele vem se focando para as provas de Ironman 70.3 e vai aproveitar a preparação para a etapa da Bélgica, no dia 5/09 para obter um bom resultado em São Paulo. “Estou treinando muito e a idéia é fazer uma prova forte, já que normalmente é no segundo semestre que eu tenho andado melhor nos últimos anos”, explica. Ele também visa o Mundial de 70.3, na Flórida (EUA), em novembro.

Rumo ao tri - Na segunda etapa, disputada também na capital paulista, ele foi o terceiro colocado, após uma boa recuperação na perna de corrida. “Estarei um pouco mais veloz, pois os meus treinos estão mais intensos do que naquela etapa. Com isso, espero poder fazer as três modalidades melhor do que naquela vez”.

Com mais três etapas marcadas para Santos, berço da competição e considerada a capital brasileira do Triathlon, ele acredita que competir em outro município o ajudará a marcar mais pontos. “A idéia é aproveitar esta etapa fora de Santos, para tentar uma vitória, pois sei que lá na Baixada Santista será mais difícil”.

Entre as mulheres, o favoritismo mais uma vez será de Carla Moreno, que até após três etapas está com 100% de aproveitamento rumo ao hexacampeonato. Quem quiser assistir a competição, poderá acompanhar toda a movimentação próxima à área de transição, mesmo local da premiação.

Os amadores competem primeiro, a partir das 8 horas na raia olímpica, na distância short, com 750 metros de natação, 20 km de ciclismo e cinco de corrida e os profissionais largam às 9h20, na distância olímpica, nadando 1,5 km, pedalando 40 km e correndo outros 10. O circuito terá sete etapas, valendo os cinco melhores resultados de cada atleta e a cada prova os profissionais dividem uma premiação de R$ 15 mil e os melhores do ranking ainda têm mais R$ 20 mil.


Ascenço quer vencer o Troféu Brasil, rumo ao tri

Triathlon · 14 ago, 2007

Depois de ser surpreendido por Bruno Matheus em casa na última etapa, o goiano Santiago Ascenço quer subir no degrau mais alto do pódio na etapa paulista do Troféu Brasil de Triathlon, que acontece nesse domingo (19) na USP. “Queria muito ganhar em casa, mas o Troféu é um campeonato longo e o importante é a constância”, declarou na ocasião.

Com 11 anos de experiência entre os profissionais, ele está com uma grande vontade de vencer e garantir o título, mas para isso será preciso regularidade e paciência. “Geralmente, o ranking é definido mesmo na etapa final, que tem peso 1,5 na pontuação, porém uma vitória garante estímulo e ajuda a chegar à decisão mais tranqüilo”, ressalta.

Além do Troféu, ele vem se focando para as provas de Ironman 70.3 e vai aproveitar a preparação para a etapa da Bélgica, no dia 5/09 para obter um bom resultado em São Paulo. “Estou treinando muito e a idéia é fazer uma prova forte, já que normalmente é no segundo semestre que eu tenho andado melhor nos últimos anos”, explica. Ele também visa o Mundial de 70.3, na Flórida (EUA), em novembro.

Rumo ao tri - Na segunda etapa, disputada também na capital paulista, ele foi o terceiro colocado, após uma boa recuperação na perna de corrida. “Estarei um pouco mais veloz, pois os meus treinos estão mais intensos do que naquela etapa. Com isso, espero poder fazer as três modalidades melhor do que naquela vez”.

Com mais três etapas marcadas para Santos, berço da competição e considerada a capital brasileira do Triathlon, ele acredita que competir em outro município o ajudará a marcar mais pontos. “A idéia é aproveitar esta etapa fora de Santos, para tentar uma vitória, pois sei que lá na Baixada Santista será mais difícil”.

Entre as mulheres, o favoritismo mais uma vez será de Carla Moreno, que até após três etapas está com 100% de aproveitamento rumo ao hexacampeonato. Quem quiser assistir a competição, poderá acompanhar toda a movimentação próxima à área de transição, mesmo local da premiação.

Os amadores competem primeiro, a partir das 8 horas na raia olímpica, na distância short, com 750 metros de natação, 20 km de ciclismo e cinco de corrida e os profissionais largam às 9h20, na distância olímpica, nadando 1,5 km, pedalando 40 km e correndo outros 10. O circuito terá sete etapas, valendo os cinco melhores resultados de cada atleta e a cada prova os profissionais dividem uma premiação de R$ 15 mil e os melhores do ranking ainda têm mais R$ 20 mil.