Entenda por que a fome aumenta no frio

Redação Webrun | Alimentação · 19 jul, 2023

Durante os períodos de clima frio, o organismo gasta mais energia para produzir calor e manter o corpo aquecido. Isso ocorre porque ele precisa sustentar o funcionamento regular em uma temperatura abaixo do normal para a sobrevivência, uma vez que é necessário intensificar o trabalho para manter a temperatura na faixa da normalidade, entre 35 e 37 graus, o que aumenta a sensação de fome, principalmente pelos alimentos que promovem energia de rápida absorção, como os carboidratos.

Entenda por que a fome aumenta no frio

Foto: Freepik

A nutricionista do Emagrecentro, Fernanda Lopes, esclarece alguns aspectos importantes para a fome aumentar nessa época do ano e como driblá-la. Confira a seguir:

O que acontece, de fato, com o metabolismo nesse período?

“Devido ao aumento de energia, o metabolismo acelera para suprir as necessidades do organismo em se manter aquecido. A fim de gerar esse calor adicional, o corpo eleva a taxa metabólica basal, que representa a quantidade de calorias que o organismo queima em estado de repouso para manter as suas funções vitais”, afirma Fernanda.


Mas, como equilibrar a alimentação com a mudança de temperatura?

“A aceleração do metabolismo no frio não é capaz de compensar uma alimentação desequilibrada ou excessiva. Por isso, é essencial manter as refeições principais com uma dieta equilibrada para garantir um peso saudável. Se sentir fome entre elas, o ideal é inserir os lanches intermediários em horários regulares ao invés de ficar beliscando. Para auxiliar nesse objetivo, deve-se consumir alimentos mais quentes com boa qualidade nutricional, pois vão auxiliar na sensação de saciedade e ajudar o metabolismo”, explica a nutricionista do Emagrecentro.

Quais os alimentos mais indicados para saciar o apetite?

“Na época de frio, o ideal é incluir na alimentação fibras, cereais e grãos integrais, proteínas e gorduras saudáveis, como sopa de legumes e proteína com grãos e cereais integrais, caldos de vegetais folhosos, mingau de aveia e tortas integrais de frutas, são algumas opções de alimentos que combinadas em receitas quentes para saciar a fome. Além disso, têm também os alimentos termogênicos que ajudam a acelerar o metabolismo, proporcionam saciedade prolongada e até geram uma leve sensação de aquecimento no corpo após o consumo. Alguns exemplos incluem canela, gengibre e pimenta”, esclarece Lopes.

+ Siga o Webrun no Instagram!
+ Baixe agora o APP Ticket Sports e tenha um calendário de eventos esportivos na palma da sua mão!

O que evitar?

“Durante o inverno, já sabemos que o corpo precisa de mais calorias para se manter aquecido, além dos carboidratos, as gorduras também podem fornecer uma fonte de energia de longa duração. No entanto, é importante analisar as opções de fonte de gorduras e calorias disponíveis, levando em consideração a tendência fisiológica das pessoas em buscar praticidade. Muitas vezes, as opções mais acessíveis são os fast-foods (como frituras, pizzas e hambúrgueres) e alimentos processados e ultraprocessados (como lasanhas e tortas congeladas, salgadinhos e biscoitos recheados). É importante ter em mente que o consumo frequente desses alimentos pode ser prejudicial à saúde, especialmente devido ao seu teor elevado de gorduras saturadas, sódio e aditivos artificiais. Portanto, é recomendado evitar o consumo regular de fast-food e optar por alternativas mais saudáveis”, finaliza a nutricionista.

Leia também: Nutrólogo destaca os benefícios que o chocolate traz à saúde

Redação Webrun

Ver todos os posts

Releases, matérias elaboradas em equipe e inspirações coletivas na produção de conteúdo!