Carla Moreno e Miyashiro vencem Troféu Brasil de Triathlon em São Paulo

Redação Webrun | Triathlon · 19 ago, 2007

Fernanda não deixou que as outras competidoras a ameaçasem (foto: Alexandre Koda/ www.webrun.com.br)
Fernanda não deixou que as outras competidoras a ameaçasem (foto: Alexandre Koda/ www.webrun.com.br)

A cidade Universitária (USP), em São Paulo, recebeu na manhã desse domingo a quarta etapa do Troféu Brasil de Triathlon, competição que teve vitória de Carla Moreno entre as mulheres e de Paulo Miyashiro entre os homens. Confira como foi a prova, que teve largada na Raia Olímpica.

São Paulo – Às 8h foi dada a largada para os atletas amadores, sob uma temperatura de 19º C, tempo encoberto e um vento gelado. A elite saiu às 9h20, hora em que o sol começou a brilhar timidamente no céu da capital paulista. Por causa da temperatura da água baixa, os organizadores liberaram os atletas para usarem roupa de borracha.

Logo após o tiro, os triathletas saíram rumo aos 1,5 quilômetros de natação, etapa muito disputada entre as mulheres, com Carla Moreno, Ana Bocanera e Fernanda Garcia. Já entre os homens, Paulo Miyashiro saiu forte desde o início e conseguiu colocar uma boa vantagem sobre os adversários.

Na transição da natação para os 40 km de bike, Miyashiro chegou com uma boa diferença para Bruno Matheus e Marcus Fernadnes, que brigavam a todo o momento pela segunda posição. Entre as mulheres, Carla Moreno saiu da água pouco à frente de Fernanda Garcia, que por sua vez tinha Ana Bocanera em seu encalço.

Bocanera iniciou a perna de bike, mas teve que abandonar devido à uma hipotermia. “Eu saí da água dura, ainda tentei pedalar um pouco, mas não deu. Resolvi parar, pois comecei a sentir um pouco de tontura”, comenta a triathleta que disputará o Meio Ironman de Brasília daqui há um mês.

Corrida – Na transição da bike para os 10 km de corrida, Miyashiro apenas manteve a liderança e uma distância segura para o segundo colocado Guto Antunes, que tentava a todo o momento manter o segundo posto contra Fábio Carvalho e Fred Monteiro. No feminino, Carla Moreno também aumentou sua vantagem para Fernanda, que já havia deixado para atrás Vanessa Gianini e Soledad Omar.

Na linha de chegada nenhuma surpresa, Miyashiro venceu de ponta a ponta com 2h00min51, seguido por Fábio Carvalho e Guto Antunes, que se emocionou muito ao cruzar a linha. Entre as triathletas também não houve zebras e Carla confirmou o favoritismo ao cruzar em 2h18min11, seguida por Fernanda Garcia e Fernanda Bau.

“Desde a água fiz um ritmo legal, consegui manter a diferença e até abrir um pouco mais. Fazia tempo que eu não competia na USP e graças a Deus deu tudo certinho hoje”, explica o campeão. “Agora vou para Chicago e depois Los Angeles, antes de competir a última etapa do Troféu”.

Fabinho elogia o companheiro e diz que os outros não tiveram chances de alcançar o líder. “Foi uma prova legal, o clima estava ameno e para quem corre em Santos isso aqui foi tranqüilo. O Shiro disparou e a gente ficou brigando pelo segundo lugar”. Os próximos desafios dele são nos Estados Unidos, onde fará três provas e, logo depois, voltará para a última etapa do Troféu.

Já Guto, tem um motivo muito forte para comemorar o terceiro lugar como se fosse uma vitória. Em Janeiro ele sofreu um acidente que o deixou com lesão em uma das vértebras. Durante um treino na USP, um carro colidiu com sua bike, ele caiu e foi atendido por um companheiro que o levou ao hospital. Após dois meses parado ele competiu a etapa de Goiânia do Troféu, onde chegou em 14º e ainda com dores.

“Cheguei muito emocionado pelo acidente que tive em janeiro, pela dificuldade da prova e a que todos os triatlhetas têm em São Paulo para se deslocar até a USP e pelos assaltos. Todos são muito guerreiros”, comenta.

Guto teve um problema na natação e saiu da água com um corte na cabeça, fato que ele só foi perceber quando estava na transição e por alerta de sua mãe. “Na transição passei a mão na cabeça e senti sangue. O médico me parou uns 30 segundos, disse que eu tinha que abandonar, mas eu pedi para ele avaliar melhor e eu fui liberado. Rezei para não desmaiar pois estava perdendo sangue, mas foi tudo bem”.

Feminino – A campeã, e atual líder do ranking Carla Moreno, disse que não amolece em nenhuma prova. “Entro para ganhar em todas, quero sempre fazer o meu melhor e hoje fiz tudo certinho dentro da minha programação”. Segundo ela, agora vai se dedicar ao circuito Mundial e tentar uma vaga para Pequim.

Fernanda, que conseguiu alcançar Carla apenas durante a primeira transição, sabia que a briga seria pelo segundo posto. “Hoje deu tudo certo para mim. Na corrida eu sabia que não dava para pegar a Carla, mas as meninas estavam vindo forte atrás e resolvi acelerar”, diz a triathleta que agradece à organização por terem liberado a roupa de borracha. “Ainda bem que liberaram, pois quando saímos da água dá aquele friozinho”.

A próxima etapa do Troféu Brasil de Triathlon acontece em 23 de setembro, na cidade de Santos.

Este texto foi escrito por: Alexandre Koda

Redação Webrun

Ver todos os posts

Releases, matérias elaboradas em equipe e inspirações coletivas na produção de conteúdo!