Veja como foi a Corrida Centro Histórico em São Paulo

Redação Webrun | Corridas de Rua · 10 ago, 2008

Evelyn e Flávio aproveitaram para apreciar o percurso (foto: Alexandre Koda/ www.webrun.com.br)
Evelyn e Flávio aproveitaram para apreciar o percurso (foto: Alexandre Koda/ www.webrun.com.br)

Com um tempo nublado e frio, milhares de pessoas competiram os nove quilômetros da Corrida Centro Histórico, em São Paulo. A vitória ficou com Marildo José Barduco entre os homens e Tatiele Roberta de Carvalho entre as mulheres.

São Paulo –Depois de dois dias consecutivos de chuva praticamente intermitente, São Pedro fez a água cessar na manhã desse domingo na capital paulista, para que todos pudessem correr tranqüilos. A largada foi dada às 8h ao som da música “Candle in the Wind”, de Elton John.

A prova começou na Rua Líbero Badaró e passou por diversos pontos turísticos da cidade, como o Viaduto do Chá, Teatro Municipal, Praça da Sé, Praça João Mendes, Praça da República, Largo do Paissandu, entre outros. A segurança foi reforçada e em diversos pontos era possível observar policiais militares e guardas civis metropolitanos.

Entre os homens a disputa foi bem acirrada. Faltando 400 metros para a linha de chegada, Maríldo José Barduco, que estava na segunda colocação, acelerou o passo para alcançar Domingos Freitas e conquistar a vitória. “Eu gosto muito dessa prova, treinei bastante para obter um bom resultado”, afirma Barduco. “No final eu vi que meu adversário estava próximo, então consegui aumentar o ritmo”, completa o corredor que fechou com 28min06.

A segunda colocação ficou com Domingos Jesus Freitas, que marcou 28min21 e a terceira com Adriano Bastos, com 28min48. No início da prova pisaram no pé direito de Adriano e seu tênis ficou pelo caminho, obrigando-o a correr descalço durante todo o trajeto.

“Eu tentei voltar para buscar, mas tinha muita gente vindo no sentido contrário, então resolvi correr só de meia mesmo”, ressalta o atleta que fez uma prova de superação. Após cruzar a linha ele precisou ser atendido pela equipe médica da prova, pois a sola do seu pé ficou bastante machucada. “Eu imaginei que o único problema fosse a não absorção do impacto pela falta do tênis. Meu calcanhar ficou todo roxo”.

Mulheres –A prova feminina não foi tão disputada, já que Tatiele Roberta de Carvalho sobrou e venceu com 33min24, quase três minutos antes da segunda colocada Nilzete Martins, que fechou com 36min22. O terceiro posto foi para Maria Margarida Gomes, com 36min33.

“Eu comecei a liderar desde o primeiro quilômetro, então foi tudo tranqüilo”, ressalta a campeã. “Para mim é uma honra ficar em primeiro, porque eu vim imaginando chegar entre as 10 melhores. Agradeço muito a Deus e ao meu técnico”, completa. Já a vice-campeã se disse satisfeita com a colocação obtida. “Foi tranqüilo, o tempo ajudou e consegui um bom resultado”.

O dia dos pais começou bem cedo para todos os que participaram da 13ª edição da Corrida do Centro Histórico. Nelson e Renato Araújo dos Santos, respectivamente pai e filho, correram empurrando o carrinho do pequeno David, de 2,5 anos. “Corremos para comemorar o dia dos pais, tinham algumas ladeiras, mas nada muito difícil”, ressalta Nelson. “Essa foi a primeira corrida do David e até agora ele não largou a medalha”, conta Renato, pai do atleta mirim.

O evento contou também com muitos casais correndo juntos, como Rosineide Costa e Kelson Silva. “Só pelo fato de não estar chovendo já ajudou bastante para nós”, relata a atleta que afirma gostar de correr com o frio. “O percurso tem algumas subidas, mas mesmo assim consegui completar com um tempo bom”, completa.

Incentivado por Rosineide, Kelson sempre disputa provas em São Paulo e avalia como positiva a Centro Histórico. “Foi bem legal. O tempo ajudou e não choveu, então o piso não ficou escorregadio. Consegui melhorar quatro minutos nessa distância”.

Incentivo – Quem também correu junto foram os jornalistas Flávio Perez e Evelyn Mancini. “Fiz um tempo parecido com o dos 10 quilômetros, mas vou continuar treinando para melhorar. Aqui é um lugar que a gente sempre passa de carro ou ônibus e tem algumas subidinhas fortes”, comenta Evelyn.

Flávio participou para puxar a namorada, que costuma correr distâncias menores, e aproveitou para apreciar as paisagens do centro velho da cidade. “Gosto de correr por São Paulo, acho muito bonito. Fiquei observando as praças, cidades, viadutos, essa é uma das minhas provas preferidas e acho que de muitas pessoas também”.

Walter Feldman, Secretário de Esportes, Cultura e Lazer da cidade de São Paulo, esteve presente para acompanhar e correr a prova. “Quando a gente estimula a sociedade a praticar algum tipo de atividade física, não pode ser apenas um retórico, tem que mostrar que na prática sua vida se reflete no que você fala”, ressalta Feldman, que completou em 1h01min.

O próximo evento com organização da Corpore será no próximo domingo (17), na região do Ibirapuera, em São Paulo, na corrida 10 Km Unicsul Troféu Duque de Caxias. A competição terá distâncias de 10 e 4,3 quilômetros e ainda tem inscrições disponíveis no site da entidade, o www.corpore.org.br.

Este texto foi escrito por: Alexandre Koda

Redação Webrun

Ver todos os posts

Releases, matérias elaboradas em equipe e inspirações coletivas na produção de conteúdo!