Mountain Do Lagoa da Conceição

Mountain Do abre circuito 2011 no dia 23 de abril, em Florianópolis

Corrida de Montanha · 15 fev, 2011

No dia 22 de abril acontece em Florianópolis a primeira prova do ano, num total de quatro, com o selo Mountain Do. Trata-se do Mountain Do Costão do Santinho, competição que desde 2008 reúne diversas equipes para um revezamento pelas principais praias, trilhas e bosques da região da Ilha da Magia.

“Desde a primeira edição até hoje, fizemos diversas inovações e melhorias na prova, incluindo a arena, conforto para os atletas e também a parte técnica”, conta Euclides Neto, o Kiko, responsável pela organização. Ao todo serão mais de 65 quilômetros para equipes de dois, quatro ou oito integrantes. “O diferencial desta corrida é que usamos poucos trechos em asfalto e privilegiamos a natureza”, completa o organizador.

A largada acontecerá às 8h20 na arena montada no Costão do Santinho, um dos resorts mais luxuosos da Ilha da Magia. “Oferecemos a todos um kit com camiseta tecnológica, boné, toalha e mochila, além do medalhão de survivor ao final”, lembra Kiko.

Para o catarinense, a prova é uma ótima oportunidade para a família passar um final de semana diferente e esquecer um pouco do estresse do dia a dia. “Na véspera do Mountain Do acontece um coquetel durante o simpósio técnico, depois de cruzar a linha de chegada os corredores têm à disposição uma mesa de frutas e no domingo há um almoço reforçado”.

As equipes levam para casa um DVD com as principais imagens colhidas durante os percursos, além de um CD com fotos. As inscrições são limitadas e já estão abertas no site oficial do evento, o www.mountaindo.com.br.

Além da disputa no Costão, haverá ainda provas solo na Praia do Rosa (SC) e em Campos do Jordão, além de mais um revezamento, na Lagoa da Conceição.


Mountain Do abre circuito 2011 no dia 23 de abril, em Florianópolis

Corrida de Montanha · 15 fev, 2011

No dia 22 de abril acontece em Florianópolis a primeira prova do ano, num total de quatro, com o selo Mountain Do. Trata-se do Mountain Do Costão do Santinho, competição que desde 2008 reúne diversas equipes para um revezamento pelas principais praias, trilhas e bosques da região da Ilha da Magia.

“Desde a primeira edição até hoje, fizemos diversas inovações e melhorias na prova, incluindo a arena, conforto para os atletas e também a parte técnica”, conta Euclides Neto, o Kiko, responsável pela organização. Ao todo serão mais de 65 quilômetros para equipes de dois, quatro ou oito integrantes. “O diferencial desta corrida é que usamos poucos trechos em asfalto e privilegiamos a natureza”, completa o organizador.

A largada acontecerá às 8h20 na arena montada no Costão do Santinho, um dos resorts mais luxuosos da Ilha da Magia. “Oferecemos a todos um kit com camiseta tecnológica, boné, toalha e mochila, além do medalhão de survivor ao final”, lembra Kiko.

Para o catarinense, a prova é uma ótima oportunidade para a família passar um final de semana diferente e esquecer um pouco do estresse do dia a dia. “Na véspera do Mountain Do acontece um coquetel durante o simpósio técnico, depois de cruzar a linha de chegada os corredores têm à disposição uma mesa de frutas e no domingo há um almoço reforçado”.

As equipes levam para casa um DVD com as principais imagens colhidas durante os percursos, além de um CD com fotos. As inscrições são limitadas e já estão abertas no site oficial do evento, o www.mountaindo.com.br.

Além da disputa no Costão, haverá ainda provas solo na Praia do Rosa (SC) e em Campos do Jordão, além de mais um revezamento, na Lagoa da Conceição.

Giliard Pinheiro usa Mountain Do como treino do K42 Villa La Angostura

Maratona · 20 out, 2010

O maratonista catarinense Giliar Pinheiro, vencedor das duas edições da Vila do Farol K42 Bombinhas (2009 e 2010), participou no último sábado (16/10) do Mountain Do Lagoa da Conceição, em Florianópolis num octeto masculino. O objetivo foi se preparar para a final do circuito K42, em Villa La Angostura, na Argentina, no dia 13 de novembro.

Junto com a equipe Educative Runners 2, ele completou mais um desafio na carreira, dessa vez com 12,4 de quilômetros de extensão, no oitavo trecho da prova. Ele teve que encarar trilhas e bosques em terreno irregular, com pequenas elevações e completou com o tempo de 1h14min09.

“Tinha muita pedra, córregos, paralelepípedo e ainda bem que não choveu e consegui fazer uma boa corrida”, comenta Giliard. “O trecho é muito parecido com o percurso de Villa La Angostura, com bastante subidas e descidas”, completa.

Em 2009 ele liderava a prova, mas na altura do quilômetro 15 torceu o pé e foi obrigado a abandonar, deixando caminho livre para a vitória do argentino Mohamed Karin. “Esse ano vou tomar cuidado. Vou passar um reforço no pé para evitar outra torção”, garante o atleta.

Ainda em ritmo de preparação para a prova da Patagônia, ele disputou no último dia 10 o Ibero Americano de Maratona, em Buenos Aires, onde alcançou a sétima colocação geral. “Consegui melhorar minha marca (2h22min10) e, se não tivesse sentido um incômodo no abdome, poderia ter feito 2h20”, lembra Gili que busca uma marca olímpica para garantir vaga nos jogos de Londres 2012.

Após essa sequência de provas, ele voltará à sua cidade natal, Bombinhas (SC), onde fará apenas rodagens leves, de cerca de 40 minutos diários, para manter o condicionamento e chegar com todas as forças na Argentina. “Vou passar uma semana por lá para fazer uma aclimatação”, finaliza.


Giliard Pinheiro usa Mountain Do como treino do K42 Villa La Angostura

Maratona · 20 out, 2010

O maratonista catarinense Giliar Pinheiro, vencedor das duas edições da Vila do Farol K42 Bombinhas (2009 e 2010), participou no último sábado (16/10) do Mountain Do Lagoa da Conceição, em Florianópolis num octeto masculino. O objetivo foi se preparar para a final do circuito K42, em Villa La Angostura, na Argentina, no dia 13 de novembro.

Junto com a equipe Educative Runners 2, ele completou mais um desafio na carreira, dessa vez com 12,4 de quilômetros de extensão, no oitavo trecho da prova. Ele teve que encarar trilhas e bosques em terreno irregular, com pequenas elevações e completou com o tempo de 1h14min09.

“Tinha muita pedra, córregos, paralelepípedo e ainda bem que não choveu e consegui fazer uma boa corrida”, comenta Giliard. “O trecho é muito parecido com o percurso de Villa La Angostura, com bastante subidas e descidas”, completa.

Em 2009 ele liderava a prova, mas na altura do quilômetro 15 torceu o pé e foi obrigado a abandonar, deixando caminho livre para a vitória do argentino Mohamed Karin. “Esse ano vou tomar cuidado. Vou passar um reforço no pé para evitar outra torção”, garante o atleta.

Ainda em ritmo de preparação para a prova da Patagônia, ele disputou no último dia 10 o Ibero Americano de Maratona, em Buenos Aires, onde alcançou a sétima colocação geral. “Consegui melhorar minha marca (2h22min10) e, se não tivesse sentido um incômodo no abdome, poderia ter feito 2h20”, lembra Gili que busca uma marca olímpica para garantir vaga nos jogos de Londres 2012.

Após essa sequência de provas, ele voltará à sua cidade natal, Bombinhas (SC), onde fará apenas rodagens leves, de cerca de 40 minutos diários, para manter o condicionamento e chegar com todas as forças na Argentina. “Vou passar uma semana por lá para fazer uma aclimatação”, finaliza.

Atletas falam sobre as dificuldades em completar o Mountain Do Lagoa

Ultra Maratona · 19 out, 2010

No último sábado (16/10), pela primeira vez em sete anos de história, o Mountain Do Lagoa da Conceição foi disputado sem chuva. Isso não quer dizer que as dificuldades foram menores, já que o sol forte e a alta umidade aumentaram o desgaste dos competidores.

Direto de Florianópolis - A partir das 8h foi dada a largada para as equipes iniciantes, que saíram do estacionamento do Lagoa Iate Clube, ao contrário dos anos passados, em que o tiro inicial acontecia no Hotel Engenho Eco Park. Já as equipes de elite, que disputariam um lugar ao pódio, foram autorizadas a sair às 9h.

O primeiro trecho foi uma descida pelo asfalto, onde o cuidado com os veículos que trafegavam em alta velocidade foi o maior desafio encontrado. Logo depois os participantes tiveram que atravessar o mangue numa verdadeira obra de engenharia moderna: tábuas de madeira dispostas sobre a vegetação.

Até este momento o percurso ainda não estava tão desafiador, mas logo em seguida apareceu uma trilha íngreme na areia fofa e dunas altas, onde era necessário escalaminhar para alcançar o topo. Alguns atletas exclamavam palavrões ao encontrar o obstáculo, outros pediam uma corda ou mesmo a presença de um guindaste para transpor as dunas.

A prova seguiu adiante e a animação corria solta nos postos de troca, onde a expectativa de quem iria correr era grande, enquanto aqueles que chegavam nitidamente só pensavam em descansar. Alguns corredores, porém, se decepcionavam ao chegar à tenda e não encontrar o parceiro que cumpriria a próxima etapa.

Fato esse que aconteceu com uma das integrantes do octeto misto Leões da Montanha, de Curitiba (PR). Ao chegar ao Campo do Lili, Heloise Kulig procurou por todos os lados o seu colega de equipe e, ao constatar que ele ainda não estava pronto, sentou no chão desolada. Cerca de cinco minutos depois ele apareceu e saiu para correr sob uma tremenda vaia do público local.

Após oito percursos, muito esforço e superação, todas as equipes cruzaram a linha de chegada em segurança. “A trilha do último percurso estava muito complicada, pois tu não consegues ter ritmo, tem muitos obstáculos”, relata Roberta de Castro, da equipe Lagoa Teen. “Esse é meu quinto Mountain Do e achei bem melhor a largada no LIC”, completa ainda ofegante.

Já Elisa Beck, da Floripa Runners, se emocionou ao cruzar a linha de chegada e não resistiu às lágrimas. “Foi uma superação pessoal e uma conquista. A gente não pensa na colocação, apenas em chegar bem. Essa foi a distância mais longa que eu corri até hoje e adorei, com certeza voltarei”, comenta a corredora que enfrentou 12,4 quilômetros com trilhas entre bosques em terreno irregular e pequenas elevações.

Se o lema é superação pessoal, Flávio Souza correu boa parte do percurso contundido. “Corri com o tornozelo torcido, depois torci de novo e vim mancando até a chegada. No final ainda tive câimbras e não conseguia colocar o pé no chão”, ressalta. Segundo ele, o espírito de equipe prevaleceu para ele cruzar a linha de chegada. “Como tem uma equipe envolvida, a motivação é maior para terminar. Se eu estivesse correndo sozinho, certamente abandonaria”.

A última equipe a cruzar a linha de chegada foi a dupla Corja/ Solsports, com Elke Noda Bernadino, que correu durante quase cinco horas. “É uma prova muito dura. Infelizmente a minha parceira não conseguiu correr os trechos dela e eu tentei cobrir”, lembra a competidora segurando as lágrimas. “Infelizmente devido ao tempo eu não consegui fazer o último percurso inteiro, pois por questão de segurança a organização não permitiu”, completa.

Com o cair da noite a trilha já se mostrava ainda mais perigosa do que com a luz do dia, então ela foi obrigada a cortar caminho. “Eu queria chegar correndo, então eles me permitiram correr do Canto do Araçá até a chegada”, finaliza. Após cruzar a linha, ela deu um forte abraço na colega de equipe, Heloisa Junkes, no organizador da prova, Kiko, e no motoqueiro que fez a escolta nos trechos finais.

Foram mais de 70 quilômetros de aventuras pela Ilha da Magia, cerca de 1.200 atletas e mais uma edição do Mountain Do, uma das provas de revezamento mais tradicionais da região sul do país. Para aqueles que ficaram com gostinho de quero mais, ou quem pretende ingressar nesta modalidade, ano que vem já estão confirmadas as etapas do Costão do Santinho e Lagoa da Conceição. Em breve as informações sobre inscrição estarão disponíveis no site oficial, o www.mountaindo.com.br.


Atletas falam sobre as dificuldades em completar o Mountain Do Lagoa

Ultra Maratona · 19 out, 2010

No último sábado (16/10), pela primeira vez em sete anos de história, o Mountain Do Lagoa da Conceição foi disputado sem chuva. Isso não quer dizer que as dificuldades foram menores, já que o sol forte e a alta umidade aumentaram o desgaste dos competidores.

Direto de Florianópolis - A partir das 8h foi dada a largada para as equipes iniciantes, que saíram do estacionamento do Lagoa Iate Clube, ao contrário dos anos passados, em que o tiro inicial acontecia no Hotel Engenho Eco Park. Já as equipes de elite, que disputariam um lugar ao pódio, foram autorizadas a sair às 9h.

O primeiro trecho foi uma descida pelo asfalto, onde o cuidado com os veículos que trafegavam em alta velocidade foi o maior desafio encontrado. Logo depois os participantes tiveram que atravessar o mangue numa verdadeira obra de engenharia moderna: tábuas de madeira dispostas sobre a vegetação.

Até este momento o percurso ainda não estava tão desafiador, mas logo em seguida apareceu uma trilha íngreme na areia fofa e dunas altas, onde era necessário escalaminhar para alcançar o topo. Alguns atletas exclamavam palavrões ao encontrar o obstáculo, outros pediam uma corda ou mesmo a presença de um guindaste para transpor as dunas.

A prova seguiu adiante e a animação corria solta nos postos de troca, onde a expectativa de quem iria correr era grande, enquanto aqueles que chegavam nitidamente só pensavam em descansar. Alguns corredores, porém, se decepcionavam ao chegar à tenda e não encontrar o parceiro que cumpriria a próxima etapa.

Fato esse que aconteceu com uma das integrantes do octeto misto Leões da Montanha, de Curitiba (PR). Ao chegar ao Campo do Lili, Heloise Kulig procurou por todos os lados o seu colega de equipe e, ao constatar que ele ainda não estava pronto, sentou no chão desolada. Cerca de cinco minutos depois ele apareceu e saiu para correr sob uma tremenda vaia do público local.

Após oito percursos, muito esforço e superação, todas as equipes cruzaram a linha de chegada em segurança. “A trilha do último percurso estava muito complicada, pois tu não consegues ter ritmo, tem muitos obstáculos”, relata Roberta de Castro, da equipe Lagoa Teen. “Esse é meu quinto Mountain Do e achei bem melhor a largada no LIC”, completa ainda ofegante.

Já Elisa Beck, da Floripa Runners, se emocionou ao cruzar a linha de chegada e não resistiu às lágrimas. “Foi uma superação pessoal e uma conquista. A gente não pensa na colocação, apenas em chegar bem. Essa foi a distância mais longa que eu corri até hoje e adorei, com certeza voltarei”, comenta a corredora que enfrentou 12,4 quilômetros com trilhas entre bosques em terreno irregular e pequenas elevações.

Se o lema é superação pessoal, Flávio Souza correu boa parte do percurso contundido. “Corri com o tornozelo torcido, depois torci de novo e vim mancando até a chegada. No final ainda tive câimbras e não conseguia colocar o pé no chão”, ressalta. Segundo ele, o espírito de equipe prevaleceu para ele cruzar a linha de chegada. “Como tem uma equipe envolvida, a motivação é maior para terminar. Se eu estivesse correndo sozinho, certamente abandonaria”.

A última equipe a cruzar a linha de chegada foi a dupla Corja/ Solsports, com Elke Noda Bernadino, que correu durante quase cinco horas. “É uma prova muito dura. Infelizmente a minha parceira não conseguiu correr os trechos dela e eu tentei cobrir”, lembra a competidora segurando as lágrimas. “Infelizmente devido ao tempo eu não consegui fazer o último percurso inteiro, pois por questão de segurança a organização não permitiu”, completa.

Com o cair da noite a trilha já se mostrava ainda mais perigosa do que com a luz do dia, então ela foi obrigada a cortar caminho. “Eu queria chegar correndo, então eles me permitiram correr do Canto do Araçá até a chegada”, finaliza. Após cruzar a linha, ela deu um forte abraço na colega de equipe, Heloisa Junkes, no organizador da prova, Kiko, e no motoqueiro que fez a escolta nos trechos finais.

Foram mais de 70 quilômetros de aventuras pela Ilha da Magia, cerca de 1.200 atletas e mais uma edição do Mountain Do, uma das provas de revezamento mais tradicionais da região sul do país. Para aqueles que ficaram com gostinho de quero mais, ou quem pretende ingressar nesta modalidade, ano que vem já estão confirmadas as etapas do Costão do Santinho e Lagoa da Conceição. Em breve as informações sobre inscrição estarão disponíveis no site oficial, o www.mountaindo.com.br.

Saiba quais equipes venceram o Mountain Do Lagoa nas categorias

Ultra Maratona · 18 out, 2010

Atualizada em 19/10 às 12h31

Florianópolis - Foram mais de 70 quilômetros de percurso por asfalto, praia, trilhas, bosques, pasto e outros terrenos durante a edição 2010 do Mountain Do Lagoa da Conceição, em Florianópolis (SC) no último sábado (16/10). Entre os desafios do percurso estavam dunas, pedras, mata fechada e até uma aranha caranguejeira.

Durante o trajeto e nos postos de troca, a animação e o cansaço se misturavam, mas o prazer de cruzar a linha de chegada era comum a todos os competidores. Saiba quem foram os vencedores entre as duplas, quartetos e octetos, que receberam troféus de bonificação durante o almoço festivo no domingo (17/10).

A campeã geral da disputa foi a Companhia da Corrida, que conquistou o heptacampeonato com os oito atletas coordenados pelo treinador Ivan Razeira. A dupla campeã, Petiskeira Fun Runners/ SNC foi a primeira a cruzar a linha de chegada, mas no tempo corrigido ficou apenas com o título da categoria. Eles marcaram 6h17min19 e foram seguidos pela Koru Corrida de Aventura (7h19min09) e pela Konsolle Running (7h22min31).

Entre os quartetos masculinos, o topo do pódio ficou com a florianopolitana Tribo do Esporte/ Os Meninos, com o tempo de 5h50min22. “Estamos felizes por termos melhorado o nosso tempo na corrida e estamos preparados para fazer ainda mais bonito ano que vem”, comenta Jasiel Neves, que teve ainda a companhia de Ramiro Isotton; Rafael Maioral e Gilberto Cordeiro, com coordenação de Andrea Teixeria. A segunda colocação ficou com a Sprint Assessoria Esportiva 5, também de Floripa (6h24min23) e a terceira com a Sprint Assessoria Esportiva 2 (6h46min31).

Na categoria quatro atletas misto, quem se deu melhor foi a Rastro Joinville, com 6h13min45, seguida pela Portonave, de Navegantes (SC) com 6h14min40 e a Corre-Bloc Fazenda, de São José (SC), com 6h28min39. “A equipe é realmente muito forte e graças a Deus eles conseguiram uma boa colocação. A equipe já foi montada com o objetivo de vencer”, relata Cristiano Berezoski, que representou no pódio os colegas Juliano da Silva, Andreia Nazaré de Jesus, Eduardo Bertolotti e Gerson Leal.

Já nos quartetos femininos, as meninas da Phisic Running/ Adidas/ Marcelo Sports, de Balneário Camburiu, fizeram bonito ao marcar 8h09min27 para garantir a vitória. “Foi uma prova muito legal, um verdadeiro desafio”, conta Adriana Rauber. “Sempre viemos com octeto, mas dessa vez resolvemos encarar em quarteto. Foi difícil, mas a emoção é maior”, completa a atleta que estuda a possibilidade de competir em duplas ano que vem. O time era composto ainda por Farid Raimundo Beraldo; Ludmilla Malta e Nádia Guerra e foi sucedido pela Sprint Assessoria Esportiva 1 (8h35min30) e Os Pernas Girls (9h53min14).

Octetos - Entre os octetos masculinos a Runners Team Ricardo Sardá, de São José (SC) fechou em primeiro com 6h19min49, seguida pelas equipes da casa Marinha do Brasil II (6h22min47) e Vidativa Floripa Formacco (6h38min32). “O Mountain Do é show de bola! É um evento muito bem organizado e alucinante”, avalia Vanderlei Lopes. “Foi difícil, mas conquistamos o objetivo de forma perfeita”, finaliza o competidor que teve a companhia de Ricardo e Renato da Silva Sardá, Rodrigo Paz da Silva Ribeiro, Eduardo Cardoso, Kassiano Machado, Luiz Carlos dos Santos e Fábio Junior Medeiros.

Na categoria oito atletas misto a Phisic Running/ Adidas/ Marcelo Sports 1, de Balneário Camboriú, chegou ao topo do pódio com o tempo de 6h35min, em disputa acirrada com a Polícia Militar de Santa Catarina (6h50min10). “Todos os trechos foram muito difíceis, mas o sol ajudou e no final deu tudo certo”, conta Gisele Silverio, que correu o percurso do Hotel Engenho Eco Park ao Rio Vermelho, com paralelepípedo, asfalto e estrada de chão. “A parte mais complicada foi a subida de quase um quilômetro”, completa. A terceira colocação foi para a Phisic Running/ Adidas/ Marcelo Sports 3, com o tempo de 7h48min34.

Por fim, nos octetos femininos as meninas de Balneário Camboirú da Corredores do Terral disputaram trecho a trecho a vitória com a Vidativa Floripa/ formacco 2, de Floripa, e a Ironmind II, também da Ilha da Magia. As representantes de Balneário foram melhores em quase todos os trechos até completarem em primeiro com o tempo de 7h37min22. “Foi uma prova com muitos desafios, cansaço e superação e até umas vacas no caminho que atrapalharam um pouco”, relata Andresa Bruse. “A trilha também estava um pouco molhada e escorregadia”, finaliza a atleta que correu o trecho entre a Praia da Joaquina e a Praia Mole.

A Vidativa foi mais rápida nos trechos dois, três, seis e sete, mas ficou com a segunda colocação ao marcar o tempo de 7h49min41. A Ironmind II teve um desempenho superior no percurso seis e no sete em relação à campeã, no oito em relação à vice, mas acabou em terceiro com 8h18min12.

A competição esse ano teve largada no Lagoa Iate Clube (LIC), diferente dos anos anteriores, em que a saída e a chegada eram no Hotel Engenho Eco Park. São Pedro resolveu acompanhar a mudança e não mandou a tradicional chuva que sempre dava as caras, desde a primeira edição.

“A prova foi um sucesso”, avalia Euclides S. Cunha, o Kiko, responsável pela organização. “São sete edições da competição na Lagoa da Conceição, tivemos alguns percalços e incidentes, mas no geral consolidamos o evento. Foram 1.200 atletas, sendo 40% de participação feminina na prova mais charmosa do Brasil”, completa.

Ainda segundo Kiko, apesar da competição que há entre as equipes, o Mountain Do é uma grande confraternização entre amigos. “A competição fica em segundo plano, pois há um espírito de amizade e companheirismo em meio à natureza”. Sobre a nova largada, assim como os atletas, ele também aprovou a mudança. “Temos que fazer alguns ajustes, mas a largada certamente será sempre aqui. É uma obra de Oscar Niemayer e um verdadeiro cartão postal da Lagoa da Conceição”, finaliza.

A próxima competição com organização da Sports Do Marketing Esportivo será o Beto Carrero Mountain Bike, a ser realizado no dia 21 de novembro. As inscrições já estão abertas e podem ser feitas no site oficial, o www.betocarreromountainbike.com.br.


Saiba quais equipes venceram o Mountain Do Lagoa nas categorias

Ultra Maratona · 18 out, 2010

Atualizada em 19/10 às 12h31

Florianópolis - Foram mais de 70 quilômetros de percurso por asfalto, praia, trilhas, bosques, pasto e outros terrenos durante a edição 2010 do Mountain Do Lagoa da Conceição, em Florianópolis (SC) no último sábado (16/10). Entre os desafios do percurso estavam dunas, pedras, mata fechada e até uma aranha caranguejeira.

Durante o trajeto e nos postos de troca, a animação e o cansaço se misturavam, mas o prazer de cruzar a linha de chegada era comum a todos os competidores. Saiba quem foram os vencedores entre as duplas, quartetos e octetos, que receberam troféus de bonificação durante o almoço festivo no domingo (17/10).

A campeã geral da disputa foi a Companhia da Corrida, que conquistou o heptacampeonato com os oito atletas coordenados pelo treinador Ivan Razeira. A dupla campeã, Petiskeira Fun Runners/ SNC foi a primeira a cruzar a linha de chegada, mas no tempo corrigido ficou apenas com o título da categoria. Eles marcaram 6h17min19 e foram seguidos pela Koru Corrida de Aventura (7h19min09) e pela Konsolle Running (7h22min31).

Entre os quartetos masculinos, o topo do pódio ficou com a florianopolitana Tribo do Esporte/ Os Meninos, com o tempo de 5h50min22. “Estamos felizes por termos melhorado o nosso tempo na corrida e estamos preparados para fazer ainda mais bonito ano que vem”, comenta Jasiel Neves, que teve ainda a companhia de Ramiro Isotton; Rafael Maioral e Gilberto Cordeiro, com coordenação de Andrea Teixeria. A segunda colocação ficou com a Sprint Assessoria Esportiva 5, também de Floripa (6h24min23) e a terceira com a Sprint Assessoria Esportiva 2 (6h46min31).

Na categoria quatro atletas misto, quem se deu melhor foi a Rastro Joinville, com 6h13min45, seguida pela Portonave, de Navegantes (SC) com 6h14min40 e a Corre-Bloc Fazenda, de São José (SC), com 6h28min39. “A equipe é realmente muito forte e graças a Deus eles conseguiram uma boa colocação. A equipe já foi montada com o objetivo de vencer”, relata Cristiano Berezoski, que representou no pódio os colegas Juliano da Silva, Andreia Nazaré de Jesus, Eduardo Bertolotti e Gerson Leal.

Já nos quartetos femininos, as meninas da Phisic Running/ Adidas/ Marcelo Sports, de Balneário Camburiu, fizeram bonito ao marcar 8h09min27 para garantir a vitória. “Foi uma prova muito legal, um verdadeiro desafio”, conta Adriana Rauber. “Sempre viemos com octeto, mas dessa vez resolvemos encarar em quarteto. Foi difícil, mas a emoção é maior”, completa a atleta que estuda a possibilidade de competir em duplas ano que vem. O time era composto ainda por Farid Raimundo Beraldo; Ludmilla Malta e Nádia Guerra e foi sucedido pela Sprint Assessoria Esportiva 1 (8h35min30) e Os Pernas Girls (9h53min14).

Octetos - Entre os octetos masculinos a Runners Team Ricardo Sardá, de São José (SC) fechou em primeiro com 6h19min49, seguida pelas equipes da casa Marinha do Brasil II (6h22min47) e Vidativa Floripa Formacco (6h38min32). “O Mountain Do é show de bola! É um evento muito bem organizado e alucinante”, avalia Vanderlei Lopes. “Foi difícil, mas conquistamos o objetivo de forma perfeita”, finaliza o competidor que teve a companhia de Ricardo e Renato da Silva Sardá, Rodrigo Paz da Silva Ribeiro, Eduardo Cardoso, Kassiano Machado, Luiz Carlos dos Santos e Fábio Junior Medeiros.

Na categoria oito atletas misto a Phisic Running/ Adidas/ Marcelo Sports 1, de Balneário Camboriú, chegou ao topo do pódio com o tempo de 6h35min, em disputa acirrada com a Polícia Militar de Santa Catarina (6h50min10). “Todos os trechos foram muito difíceis, mas o sol ajudou e no final deu tudo certo”, conta Gisele Silverio, que correu o percurso do Hotel Engenho Eco Park ao Rio Vermelho, com paralelepípedo, asfalto e estrada de chão. “A parte mais complicada foi a subida de quase um quilômetro”, completa. A terceira colocação foi para a Phisic Running/ Adidas/ Marcelo Sports 3, com o tempo de 7h48min34.

Por fim, nos octetos femininos as meninas de Balneário Camboirú da Corredores do Terral disputaram trecho a trecho a vitória com a Vidativa Floripa/ formacco 2, de Floripa, e a Ironmind II, também da Ilha da Magia. As representantes de Balneário foram melhores em quase todos os trechos até completarem em primeiro com o tempo de 7h37min22. “Foi uma prova com muitos desafios, cansaço e superação e até umas vacas no caminho que atrapalharam um pouco”, relata Andresa Bruse. “A trilha também estava um pouco molhada e escorregadia”, finaliza a atleta que correu o trecho entre a Praia da Joaquina e a Praia Mole.

A Vidativa foi mais rápida nos trechos dois, três, seis e sete, mas ficou com a segunda colocação ao marcar o tempo de 7h49min41. A Ironmind II teve um desempenho superior no percurso seis e no sete em relação à campeã, no oito em relação à vice, mas acabou em terceiro com 8h18min12.

A competição esse ano teve largada no Lagoa Iate Clube (LIC), diferente dos anos anteriores, em que a saída e a chegada eram no Hotel Engenho Eco Park. São Pedro resolveu acompanhar a mudança e não mandou a tradicional chuva que sempre dava as caras, desde a primeira edição.

“A prova foi um sucesso”, avalia Euclides S. Cunha, o Kiko, responsável pela organização. “São sete edições da competição na Lagoa da Conceição, tivemos alguns percalços e incidentes, mas no geral consolidamos o evento. Foram 1.200 atletas, sendo 40% de participação feminina na prova mais charmosa do Brasil”, completa.

Ainda segundo Kiko, apesar da competição que há entre as equipes, o Mountain Do é uma grande confraternização entre amigos. “A competição fica em segundo plano, pois há um espírito de amizade e companheirismo em meio à natureza”. Sobre a nova largada, assim como os atletas, ele também aprovou a mudança. “Temos que fazer alguns ajustes, mas a largada certamente será sempre aqui. É uma obra de Oscar Niemayer e um verdadeiro cartão postal da Lagoa da Conceição”, finaliza.

A próxima competição com organização da Sports Do Marketing Esportivo será o Beto Carrero Mountain Bike, a ser realizado no dia 21 de novembro. As inscrições já estão abertas e podem ser feitas no site oficial, o www.betocarreromountainbike.com.br.

Companhia da Corrida fatura o hepta do Mountain Do Lagoa

Ultra Maratona · 17 out, 2010

Direto de Florianópolis - Pela sétima vez seguida a equipe Companhia da Corrida faturou o Mountain Do Lagoa da Conceição, competição com mais de 70 quilômetros de percurso pela Ilha da Magia. O octeto de Joinville precisou de 5h09min22 para cruzar a linha de chegada.

A primeira equipe a efetivamente completar a prova foi a dupla Petiskeira Fun Runners/ SNC, de Porto Alegre, mas no tempo corrigido a Cia da Corrida foi declarada oficialmente campeã da edição 2010. Os gaúchos fecharam com o tempo de 6h17min19 e garantiram o troféu de campeões na categoria.

A largada aconteceu no Lagoa Iate Clube (LIC) e durante o trajeto os atletas tiveram muitos desafios pela frente, ao encarar praias, dunas, trilhas, bosques e outras peculiaridades da capital catarinense. Pela primeira vez em sete anos a chuva não caiu e o sol deu as caras, acompanhado de uma alta umidade relativa do ar.

“Foi uma prova muito difícil, com terrenos complicados, mas conseguimos nos superar para chegar à vitória”, relata Edmilson Cardoso, um dos representantes da equipe campeã, que fala sobre a briga com a Petiskeira. “Eles largaram uma hora antes e chegaram dois minutos na nossa frente”.

Segundo o coordenador da equipe, Ivan Razeira, a cada ano o grupo é modificado, pois nem sempre é possível contar com os mesmos atletas. “Muitos deles não tem como faltar no trabalho, ou têm outros compromissos na época da prova”. Segundo Ivan, a ideia de se montar uma equipe competitiva veio há alguns anos como forma de divulgar o nome da assessoria esportiva.

“Foi uma estratégia de marketing que deu certo, pois o nome da equipe começou a aparecer na mídia e as pessoas passaram a nos conhecer”, relata Ivan. Ele conta ainda que costuma arcar com os custos do grupo durante o final de semana do Mountain Do. “Muitos deles não tem condições de pagar uma inscrição, passagem e hospedagem, então nós pagamos e eles dão o sangue na hora de competir”.

Disputas para o próximo ano - O domínio da Companhia da Corrida no Mountain Do pode estar com os dias contados, já que a Petiskeira promete montar um octeto forte para alcançar o primeiro lugar. “Desde 2008 nosso objetivo era chegar na frente deles”, conta Rodrigo Tomazetti. “Suamos muito, conseguimos e ano que vem pretendemos trazer um octeto muito forte para tirar essa hegemonia”, finaliza.


Companhia da Corrida fatura o hepta do Mountain Do Lagoa

Ultra Maratona · 17 out, 2010

Direto de Florianópolis - Pela sétima vez seguida a equipe Companhia da Corrida faturou o Mountain Do Lagoa da Conceição, competição com mais de 70 quilômetros de percurso pela Ilha da Magia. O octeto de Joinville precisou de 5h09min22 para cruzar a linha de chegada.

A primeira equipe a efetivamente completar a prova foi a dupla Petiskeira Fun Runners/ SNC, de Porto Alegre, mas no tempo corrigido a Cia da Corrida foi declarada oficialmente campeã da edição 2010. Os gaúchos fecharam com o tempo de 6h17min19 e garantiram o troféu de campeões na categoria.

A largada aconteceu no Lagoa Iate Clube (LIC) e durante o trajeto os atletas tiveram muitos desafios pela frente, ao encarar praias, dunas, trilhas, bosques e outras peculiaridades da capital catarinense. Pela primeira vez em sete anos a chuva não caiu e o sol deu as caras, acompanhado de uma alta umidade relativa do ar.

“Foi uma prova muito difícil, com terrenos complicados, mas conseguimos nos superar para chegar à vitória”, relata Edmilson Cardoso, um dos representantes da equipe campeã, que fala sobre a briga com a Petiskeira. “Eles largaram uma hora antes e chegaram dois minutos na nossa frente”.

Segundo o coordenador da equipe, Ivan Razeira, a cada ano o grupo é modificado, pois nem sempre é possível contar com os mesmos atletas. “Muitos deles não tem como faltar no trabalho, ou têm outros compromissos na época da prova”. Segundo Ivan, a ideia de se montar uma equipe competitiva veio há alguns anos como forma de divulgar o nome da assessoria esportiva.

“Foi uma estratégia de marketing que deu certo, pois o nome da equipe começou a aparecer na mídia e as pessoas passaram a nos conhecer”, relata Ivan. Ele conta ainda que costuma arcar com os custos do grupo durante o final de semana do Mountain Do. “Muitos deles não tem condições de pagar uma inscrição, passagem e hospedagem, então nós pagamos e eles dão o sangue na hora de competir”.

Disputas para o próximo ano - O domínio da Companhia da Corrida no Mountain Do pode estar com os dias contados, já que a Petiskeira promete montar um octeto forte para alcançar o primeiro lugar. “Desde 2008 nosso objetivo era chegar na frente deles”, conta Rodrigo Tomazetti. “Suamos muito, conseguimos e ano que vem pretendemos trazer um octeto muito forte para tirar essa hegemonia”, finaliza.

Primeiras equipes finalizam o Mountain Do Lagoa da Conceição

Ultra Maratona · 16 out, 2010

Direto de Florianópolis - As primeiras equipes já completaram a edição 2010 do Mountain Do Lagoa da Conceição, prova de revezamento que passa por diversos atrativos naturais da Ilha da Magia. Após mais de 70 quilômetros, a primeira equipe a cruzar foi a dupla Petiskeira Fun Runners/SNC, seguida pela Companhia da Corrida, de Joinville.

“Havia uma dupla muito forte de Curitiba e o nosso objetivo era chegar à frente dela. Mas nas dunas meu colega se perdeu e fomos ultrapassados, então tive que correr forte e consegui buscá-los no alto do morro depois da Praia Mole”, conta Rodrigo Tomazelli. “No trecho sete eu cheguei bem, mas o oitavo estava muito complicado e levei muitos tombos. Ao final eu já estava precisando de glicose, quase desmaiando, mas o Ivan Razeiro, da Cia da Corrida, me deu uma coca cola”, completa.

Após receber a “poção mágica” das mãos do treinador da equipe adversária, Rodrigo conseguiu ultrapassar o último atleta concorrente e cruzou a linha de chegada dois minutos à frente. “Ainda conseguimos baixar o recorde das duplas, que já era nosso, de 6h39 para 6h16”, comemora o representante da equipe gaúcha.

Já para Gilialdo Koball, da Cia da Corrida, o calor e a umidade prejudicaram um pouco a performance da equipe. “O clima e o percurso foram muito pesados”, ressalta o atleta ainda ofegante. “Tive que encarar uma trilha complicada, com muitas pedras, mas valeu a pena com certeza”, completa.

Entre os quartetos, o primeiro time a cruzar a linha de chegada foi a Sprint Assessoria Esportiva, de Florianópolis. “Essa é a melhor prova de revezamento na região, pois os organizadores te dão todo suporte de abastecimento, ao contrário de outros eventos”, conta Cassiano Faria, que fechou a prova. “Eu já corri esse percurso com chuva, o que dificulta ainda mais, mas se fosse fácil não teria graça”, enfatiza.

Os resultados prévios são extra oficiais e podem ser modificados posteriormente após a computação dos tempos e penalidades de cada equipe. O resultado oficial do Mountain Do Lagoa da Conceição 2010 será divulgado neste domingo (17/10) durante a cerimônia de premiação.


Primeiras equipes finalizam o Mountain Do Lagoa da Conceição

Ultra Maratona · 16 out, 2010

Direto de Florianópolis - As primeiras equipes já completaram a edição 2010 do Mountain Do Lagoa da Conceição, prova de revezamento que passa por diversos atrativos naturais da Ilha da Magia. Após mais de 70 quilômetros, a primeira equipe a cruzar foi a dupla Petiskeira Fun Runners/SNC, seguida pela Companhia da Corrida, de Joinville.

“Havia uma dupla muito forte de Curitiba e o nosso objetivo era chegar à frente dela. Mas nas dunas meu colega se perdeu e fomos ultrapassados, então tive que correr forte e consegui buscá-los no alto do morro depois da Praia Mole”, conta Rodrigo Tomazelli. “No trecho sete eu cheguei bem, mas o oitavo estava muito complicado e levei muitos tombos. Ao final eu já estava precisando de glicose, quase desmaiando, mas o Ivan Razeiro, da Cia da Corrida, me deu uma coca cola”, completa.

Após receber a “poção mágica” das mãos do treinador da equipe adversária, Rodrigo conseguiu ultrapassar o último atleta concorrente e cruzou a linha de chegada dois minutos à frente. “Ainda conseguimos baixar o recorde das duplas, que já era nosso, de 6h39 para 6h16”, comemora o representante da equipe gaúcha.

Já para Gilialdo Koball, da Cia da Corrida, o calor e a umidade prejudicaram um pouco a performance da equipe. “O clima e o percurso foram muito pesados”, ressalta o atleta ainda ofegante. “Tive que encarar uma trilha complicada, com muitas pedras, mas valeu a pena com certeza”, completa.

Entre os quartetos, o primeiro time a cruzar a linha de chegada foi a Sprint Assessoria Esportiva, de Florianópolis. “Essa é a melhor prova de revezamento na região, pois os organizadores te dão todo suporte de abastecimento, ao contrário de outros eventos”, conta Cassiano Faria, que fechou a prova. “Eu já corri esse percurso com chuva, o que dificulta ainda mais, mas se fosse fácil não teria graça”, enfatiza.

Os resultados prévios são extra oficiais e podem ser modificados posteriormente após a computação dos tempos e penalidades de cada equipe. O resultado oficial do Mountain Do Lagoa da Conceição 2010 será divulgado neste domingo (17/10) durante a cerimônia de premiação.

Mountain Do Lagoa começa com sol e calor em Florianópolis

Ultra Maratona · 16 out, 2010

Direto de Florianópolis - A edição 2010 do Mountain Do Lagoa da Conceição começou com sol e calor na cidade de Florianópolis (SC). Às 8h foi dada a largada para as equipes iniciantes, enquanto às 9h saíram os grupos de elite, nas imediações do Lagoa Iate Clube.

Pela primeira vez em sete anos de realização da prova, São Pedro foi generoso e resolveu não enviar chuva para os atletas. Ao todo os quase 1.200 participantes terão que encarar praias, bosques e trilhas da Ilha da Magia.

Enquanto uns se concentram e esperam a vez de correr, outros dão tudo de si e se superaram para fazer bonito, como é o caso de Carmem Bernardes, da equipe Corredores do Terral, que correu o trecho da Praia da Joaquina. “Foi um trecho muito difícil, pois não tinha hidratação, a areia estava muito fofa, mas o que vale é o espírito de equipe”, relata a corredora de Balneário Comburiu (SC).

Já para o representante da Companhia da Corrida Praia Mole, Ricardo de Carvalho, o sol é um obstáculo a mais. “Eu prefiro um tempo mais nublado, mas de qualquer maneira é muito legal correr o Mountain Do”, enfatiza o atleta que aguardava sua vez de correr.


Mountain Do Lagoa começa com sol e calor em Florianópolis

Ultra Maratona · 16 out, 2010

Direto de Florianópolis - A edição 2010 do Mountain Do Lagoa da Conceição começou com sol e calor na cidade de Florianópolis (SC). Às 8h foi dada a largada para as equipes iniciantes, enquanto às 9h saíram os grupos de elite, nas imediações do Lagoa Iate Clube.

Pela primeira vez em sete anos de realização da prova, São Pedro foi generoso e resolveu não enviar chuva para os atletas. Ao todo os quase 1.200 participantes terão que encarar praias, bosques e trilhas da Ilha da Magia.

Enquanto uns se concentram e esperam a vez de correr, outros dão tudo de si e se superaram para fazer bonito, como é o caso de Carmem Bernardes, da equipe Corredores do Terral, que correu o trecho da Praia da Joaquina. “Foi um trecho muito difícil, pois não tinha hidratação, a areia estava muito fofa, mas o que vale é o espírito de equipe”, relata a corredora de Balneário Comburiu (SC).

Já para o representante da Companhia da Corrida Praia Mole, Ricardo de Carvalho, o sol é um obstáculo a mais. “Eu prefiro um tempo mais nublado, mas de qualquer maneira é muito legal correr o Mountain Do”, enfatiza o atleta que aguardava sua vez de correr.

Mountain Do Lagoa da Conceição vai animar o fim de semana catarinense

Ultra Maratona · 14 out, 2010

A edição 2010 do Mountain Do Lagoa da Conceição, que acontecerá no próximo sábado (16/10), em Florianópolis, pretende repetir o mesmo sucesso das demais provas realizadas pelo país; os preparativos para a disputa começam oficialmente nesta sexta-feira (15/10) com a entrega de kits aos participantes.

As equipes, formadas por dois, quatro e oito atletas, sairão do Lagoa Iate Clube, lugar que também receberá o Simpósio e o almoço de premiação no domingo, às 11h30 e 12h30, respectivamente. Ano passado o tiro de partida aconteceu no Hotel Engenho Eco Park.

"A novidade para esse ano é que a largada e chegada acontecerão no LIC (Lagoa Iate Clube), complexo e obra de Oscar Niemeyer, onde há muito mais estrutura e apoio com banheiro e chuveiros do que o Engenho Eco Park", comenta Euclides S. da Cunha, o Kiko, organizador do Mountain Do.

Quem se inscreveu para a disputa deverá retirar o kit do atleta nesta sexta-feira, das 14h às 19h (no LIC). Assim que o material for entregue começará um simpósio festivo, no mesmo local. Todos os participantes desfrutarão, no sábado, de uma corrida realizada entre bosques, lagoas, montanhas, muitas trilhas e paisagens de tirar o fôlego.


Mountain Do Lagoa da Conceição vai animar o fim de semana catarinense

Ultra Maratona · 14 out, 2010

A edição 2010 do Mountain Do Lagoa da Conceição, que acontecerá no próximo sábado (16/10), em Florianópolis, pretende repetir o mesmo sucesso das demais provas realizadas pelo país; os preparativos para a disputa começam oficialmente nesta sexta-feira (15/10) com a entrega de kits aos participantes.

As equipes, formadas por dois, quatro e oito atletas, sairão do Lagoa Iate Clube, lugar que também receberá o Simpósio e o almoço de premiação no domingo, às 11h30 e 12h30, respectivamente. Ano passado o tiro de partida aconteceu no Hotel Engenho Eco Park.

"A novidade para esse ano é que a largada e chegada acontecerão no LIC (Lagoa Iate Clube), complexo e obra de Oscar Niemeyer, onde há muito mais estrutura e apoio com banheiro e chuveiros do que o Engenho Eco Park", comenta Euclides S. da Cunha, o Kiko, organizador do Mountain Do.

Quem se inscreveu para a disputa deverá retirar o kit do atleta nesta sexta-feira, das 14h às 19h (no LIC). Assim que o material for entregue começará um simpósio festivo, no mesmo local. Todos os participantes desfrutarão, no sábado, de uma corrida realizada entre bosques, lagoas, montanhas, muitas trilhas e paisagens de tirar o fôlego.

Mountain Do divulga alterações para a prova da Lagoa da Conceição

Ultra Maratona · 07 out, 2010

Depois de sair do trajeto de charme, em Campos de Jordão, o circuito Mountain Do passará por Lagoa da Conceição, em Santa Catarina, com algumas alterações em relação à prova do ano passado. As mudanças impactam na logística das equipes, já que os atletas não serão obrigados a duplicar os seus trechos.

A atenção deve ser redobrada somente nos trechos finais (sete e oito), pois caso a equipe optar em não repetir parte do trajeto, o integrante do percurso oito não precisará ficar no terminal lacustre, no caminho para o Hotel Engenho (posto de troca cinco).

Na situação de um atleta correr o trecho sete e o outro parceiro optar pelo oito, eles farão a última parte da corrida sozinhos, ou seja, deverão ser deixados pela equipe e a organização fará o transporte de barco até o posto de troca 7 (Costa da Lagoa).

Já a largada da prova será realizada no mesmo local do ano passado, na Lagoa Iate Clube, lugar que também receberá o Simpósio e o almoço de premiação; deste ponto, as equipes irão em direção ao Novo Campeche. Os postos de troca e o sentido da prova não serão alterados.


Mountain Do divulga alterações para a prova da Lagoa da Conceição

Ultra Maratona · 07 out, 2010

Depois de sair do trajeto de charme, em Campos de Jordão, o circuito Mountain Do passará por Lagoa da Conceição, em Santa Catarina, com algumas alterações em relação à prova do ano passado. As mudanças impactam na logística das equipes, já que os atletas não serão obrigados a duplicar os seus trechos.

A atenção deve ser redobrada somente nos trechos finais (sete e oito), pois caso a equipe optar em não repetir parte do trajeto, o integrante do percurso oito não precisará ficar no terminal lacustre, no caminho para o Hotel Engenho (posto de troca cinco).

Na situação de um atleta correr o trecho sete e o outro parceiro optar pelo oito, eles farão a última parte da corrida sozinhos, ou seja, deverão ser deixados pela equipe e a organização fará o transporte de barco até o posto de troca 7 (Costa da Lagoa).

Já a largada da prova será realizada no mesmo local do ano passado, na Lagoa Iate Clube, lugar que também receberá o Simpósio e o almoço de premiação; deste ponto, as equipes irão em direção ao Novo Campeche. Os postos de troca e o sentido da prova não serão alterados.