Cobertura_Media_Maraton_Iguazu

Chuva, subidas e natureza preservada marcam Meia de Iguazu na Argentina

Meia Maratona · 22 out, 2012

A primeira edição da Meia Maratona de Iguazu, realizada na cidade de mesmo nome no último sábado (20/10), recebeu cerca de 200 corredores de diversos países, que encararam chuva, umidade e um percurso que passou por paisagens de natureza preservada. A vitória ficou com um atleta argentino entre os homens e uma americana entre as mulheres, que correram pelas rodovia do interior do Parque Nacional.

A largada aconteceu às 10h em frente ao portão principal do parque em direção ao centro da cidade. São Pedro, que mandou uma tempestade na madrugada anterior, foi generoso e aliviou a quantidade de água para o início da competição.

Logo de cara o argentino Alejo Baldino disparou na frente, tendo o brasileiro Osmar Leandro da Silva em seu encalço. O Hermano não aliviou o ritmo em nenhum momento, enquanto o brasileiro vinha em seu encalço mantendo alguns metros de distância, para evitar uma fuga. Após diversas subidas e descidas, os corredores entraram por uma bifurcação na Rodovia que leva ao aeroporto, momento em que a chuva passou a ser uma companheira fiel, aumentando de intensidade ao mesmo tempo em que eles diminuíam a distância rumo à linha de chegada.

Osmar ameaçou um ataque após o último retorno que os levaria novamente ao ponto de largada para completar os 21 quilômetros, mas Alejo conseguiu um fôlego extra para cruzar em primeiro com o tempo de 1h16min49, uma das melhores marcas de sua carreira. “Foi uma prova muito bonita, com ótimas paisagens e gostei bastante do clima também”, relata o campeão. “Tive uma disputa muito intensa com o brasileiro, que não me deixou escapar. Nos últimos três quilômetros precisei acelerar e não esperava fazer esse tempo”, completa o atleta que mora e treina na cidade de Quilmes, que dá nome a uma famosa cerveja argentina. “Esse é meu segredo para correr forte, uma cerveja por dia”, brinca o também triatleta que na verdade diz não gostar de bebidas alcoólicas.

A segunda posição ficou com o brasileiro, ao marcar 1h17min12. “Foi uma prova bonita, com organização impecável. Senti um pouco de cansaço, pois venho de uma maratona e ainda não estou muito rápido”. Segundo o catarinense de Chapecó, a largada tardia poderia ser um problema por conta do calor que faz nessa época do ano, mas o clima durante toda a prova foi perfeita. “Estava chuvoso e até um pouco frio, o que ajudou na performance de todos”.

O terceiro posto ficou com o representante de Bariloche (ARG) Sergio Calfin, com o tempo total de 1h21min04.

Mulheres - Na prova feminina as disputas não foram tão acirradas quanto na masculina, mas o que chamou a atenção foi o caráter internacional do pódio, com uma americana em primeiro, uma italiana em segundo e uma brasileira em terceiro. Denise Schmersal cruzou a meta em primeiro com o tempo de 1h45min30.

“Essa prova teve um percurso muito bonito, as pessoas todas foram muito simpáticas e sofri um pouco com as subidas”, conta a americana que mora no Paraguai, onde dá aulas de inglês. “Apesar de já correr há alguns anos, inclusive em maratonas, essa foi minha prova na Argentina”, completa.

A segunda colocação ficou para Adriana Nuñes, italiana residente no Paraguai, com o tempo de 1h51min33, enquanto a terceira foi a brasileira Karen Soto, com 1h51min33. “Foi uma prova muito legal. Saí devagar com medo das subidas, mas aos poucos fui aumentando o ritmo e consegui ser a terceira colocada”, relata a gaúcha de Porto Alegre. “Essa foi a primeira vez que tive a oportunidade de cruzar a faixa na linha de chegada”, comemora.

Atletas com deficiência - A Meia de Iguazu contou com a participação de dois atletas com deficiência, Sergio Vasquez e Eduardo Fraire. “Para mim foi uma prova tranquila, pois estou acostumado à Meia Maratona Llao Llao, em Bariloche (ARG), com muito mais subidas do que em Iguazu”, relata o competidor deficiente visual.

Já Eduardo, que tem mobilidade reduzida nas pernas, foi o último a completar o percurso, acompanhado dos guardaparques, funcionários do Parque Nacional e staffs da prova ao som de “We Are The Champion”, da banda Queen. Muito aplaudido pelos presentes, ele se emocionou e não conteve as lágrimas. “Esse percurso é muito rápido, a chuva me prejudicou um pouco e agradeço o apoio de todos. Nunca pensei em desistir, queria apenas cruzar a linha de chegada”, encerra.


Chuva, subidas e natureza preservada marcam Meia de Iguazu na Argentina

Meia Maratona · 22 out, 2012

A primeira edição da Meia Maratona de Iguazu, realizada na cidade de mesmo nome no último sábado (20/10), recebeu cerca de 200 corredores de diversos países, que encararam chuva, umidade e um percurso que passou por paisagens de natureza preservada. A vitória ficou com um atleta argentino entre os homens e uma americana entre as mulheres, que correram pelas rodovia do interior do Parque Nacional.

A largada aconteceu às 10h em frente ao portão principal do parque em direção ao centro da cidade. São Pedro, que mandou uma tempestade na madrugada anterior, foi generoso e aliviou a quantidade de água para o início da competição.

Logo de cara o argentino Alejo Baldino disparou na frente, tendo o brasileiro Osmar Leandro da Silva em seu encalço. O Hermano não aliviou o ritmo em nenhum momento, enquanto o brasileiro vinha em seu encalço mantendo alguns metros de distância, para evitar uma fuga. Após diversas subidas e descidas, os corredores entraram por uma bifurcação na Rodovia que leva ao aeroporto, momento em que a chuva passou a ser uma companheira fiel, aumentando de intensidade ao mesmo tempo em que eles diminuíam a distância rumo à linha de chegada.

Osmar ameaçou um ataque após o último retorno que os levaria novamente ao ponto de largada para completar os 21 quilômetros, mas Alejo conseguiu um fôlego extra para cruzar em primeiro com o tempo de 1h16min49, uma das melhores marcas de sua carreira. “Foi uma prova muito bonita, com ótimas paisagens e gostei bastante do clima também”, relata o campeão. “Tive uma disputa muito intensa com o brasileiro, que não me deixou escapar. Nos últimos três quilômetros precisei acelerar e não esperava fazer esse tempo”, completa o atleta que mora e treina na cidade de Quilmes, que dá nome a uma famosa cerveja argentina. “Esse é meu segredo para correr forte, uma cerveja por dia”, brinca o também triatleta que na verdade diz não gostar de bebidas alcoólicas.

A segunda posição ficou com o brasileiro, ao marcar 1h17min12. “Foi uma prova bonita, com organização impecável. Senti um pouco de cansaço, pois venho de uma maratona e ainda não estou muito rápido”. Segundo o catarinense de Chapecó, a largada tardia poderia ser um problema por conta do calor que faz nessa época do ano, mas o clima durante toda a prova foi perfeita. “Estava chuvoso e até um pouco frio, o que ajudou na performance de todos”.

O terceiro posto ficou com o representante de Bariloche (ARG) Sergio Calfin, com o tempo total de 1h21min04.

Mulheres - Na prova feminina as disputas não foram tão acirradas quanto na masculina, mas o que chamou a atenção foi o caráter internacional do pódio, com uma americana em primeiro, uma italiana em segundo e uma brasileira em terceiro. Denise Schmersal cruzou a meta em primeiro com o tempo de 1h45min30.

“Essa prova teve um percurso muito bonito, as pessoas todas foram muito simpáticas e sofri um pouco com as subidas”, conta a americana que mora no Paraguai, onde dá aulas de inglês. “Apesar de já correr há alguns anos, inclusive em maratonas, essa foi minha prova na Argentina”, completa.

A segunda colocação ficou para Adriana Nuñes, italiana residente no Paraguai, com o tempo de 1h51min33, enquanto a terceira foi a brasileira Karen Soto, com 1h51min33. “Foi uma prova muito legal. Saí devagar com medo das subidas, mas aos poucos fui aumentando o ritmo e consegui ser a terceira colocada”, relata a gaúcha de Porto Alegre. “Essa foi a primeira vez que tive a oportunidade de cruzar a faixa na linha de chegada”, comemora.

Atletas com deficiência - A Meia de Iguazu contou com a participação de dois atletas com deficiência, Sergio Vasquez e Eduardo Fraire. “Para mim foi uma prova tranquila, pois estou acostumado à Meia Maratona Llao Llao, em Bariloche (ARG), com muito mais subidas do que em Iguazu”, relata o competidor deficiente visual.

Já Eduardo, que tem mobilidade reduzida nas pernas, foi o último a completar o percurso, acompanhado dos guardaparques, funcionários do Parque Nacional e staffs da prova ao som de “We Are The Champion”, da banda Queen. Muito aplaudido pelos presentes, ele se emocionou e não conteve as lágrimas. “Esse percurso é muito rápido, a chuva me prejudicou um pouco e agradeço o apoio de todos. Nunca pensei em desistir, queria apenas cruzar a linha de chegada”, encerra.

Meia Maratona de Iguazu terá chegada no mesmo local da largada

Meia Maratona · 17 out, 2012

Os organizadores da Meia Maratona de Iguazu, a ser disputada neste sábado (21/10) na cidade argentina, avisaram que o local de chegada da competição foi alterado para o mesmo ponto de onde vão largar os atletas. Segundo eles, não haverá prejuízo na distância, que continua oficialmente medida como 21 quilômetros.

Anteriormente a dispersão seria nas proximidades do Hotel Sheraton, mas agora será no portal de entrada do Parque Nacional, onde estará montada a arena e a largada. Com essas modificações, os inscritos não precisarão mais pagar ingresso para acessar o Parque Nacional durante a corrida, apenas se decidirem acessar a área das passarelas e mirantes após a prova.

Após a saída pelo portal, os competidores dos 21 quilômetros se dirigirão ao cruzamento da estrada interna com a Rodovia Provincial 101, rumo ao centro de Puerto Iguazu. Haverá um retorno antes do cruzamento com a Rodovia Nacional nº12, em seguida os competidores seguirão rumo ao aeroporto e farão um novo retorno para voltar ao trajeto de ida e entrar novamente no Parque.

A largada está programada para as 10h e o tempo máximo de conclusão será de duas para a meia maratona e três horas para os dez quilômetros. Durante a entrega de kits na sexta-feira (19/10) ainda será possível realizar inscrições.


Meia Maratona de Iguazu terá chegada no mesmo local da largada

Meia Maratona · 17 out, 2012

Os organizadores da Meia Maratona de Iguazu, a ser disputada neste sábado (21/10) na cidade argentina, avisaram que o local de chegada da competição foi alterado para o mesmo ponto de onde vão largar os atletas. Segundo eles, não haverá prejuízo na distância, que continua oficialmente medida como 21 quilômetros.

Anteriormente a dispersão seria nas proximidades do Hotel Sheraton, mas agora será no portal de entrada do Parque Nacional, onde estará montada a arena e a largada. Com essas modificações, os inscritos não precisarão mais pagar ingresso para acessar o Parque Nacional durante a corrida, apenas se decidirem acessar a área das passarelas e mirantes após a prova.

Após a saída pelo portal, os competidores dos 21 quilômetros se dirigirão ao cruzamento da estrada interna com a Rodovia Provincial 101, rumo ao centro de Puerto Iguazu. Haverá um retorno antes do cruzamento com a Rodovia Nacional nº12, em seguida os competidores seguirão rumo ao aeroporto e farão um novo retorno para voltar ao trajeto de ida e entrar novamente no Parque.

A largada está programada para as 10h e o tempo máximo de conclusão será de duas para a meia maratona e três horas para os dez quilômetros. Durante a entrega de kits na sexta-feira (19/10) ainda será possível realizar inscrições.

Meia Maratona de Iguazú confirma participação de estrangeiros

Corridas de Rua · 22 ago, 2012

A Meia Maratona de Iguazú acontece do lado argentino da fronteira nas Cataratas do Iguaçu. Mas nem por isso os corredores se resumem aos nossos “hermanos”. A organização do evento já conta com as inscrições de atletas do Brasil, Paraguai, Colômbia, Venezuela, Uruguai e Chile entre os participantes.

Já internacional, a primeira edição do evento será no dia 20 de outubro e conta com percursos de 21 e dez quilômetros dentro do Parque Nacional Iguazú, na Argentina.

Os corredores poderão aproveitar o visual das famosas quedas d’água enquanto completam a meia maratona ou a corrida menor.

As inscrições estão abertas e podem ser feitas pelo site do evento (maratoniguazu.com) até o dia 19 de outubro, de acordo com a disponibilidade de vagas.


Meia Maratona de Iguazú confirma participação de estrangeiros

Corridas de Rua · 22 ago, 2012

A Meia Maratona de Iguazú acontece do lado argentino da fronteira nas Cataratas do Iguaçu. Mas nem por isso os corredores se resumem aos nossos “hermanos”. A organização do evento já conta com as inscrições de atletas do Brasil, Paraguai, Colômbia, Venezuela, Uruguai e Chile entre os participantes.

Já internacional, a primeira edição do evento será no dia 20 de outubro e conta com percursos de 21 e dez quilômetros dentro do Parque Nacional Iguazú, na Argentina.

Os corredores poderão aproveitar o visual das famosas quedas d’água enquanto completam a meia maratona ou a corrida menor.

As inscrições estão abertas e podem ser feitas pelo site do evento (maratoniguazu.com) até o dia 19 de outubro, de acordo com a disponibilidade de vagas.

Meia Maratona do Iguazú percorre lado argentino das cataratas

Corridas de Rua · 20 jul, 2012

Inspirados pela Meia Maratona das Cataratas, que acontece há seis anos em Foz do Iguaçu com o belíssimo visual das quedas d’água como pano de fundo, nossos vizinhos argentinos já programam a sua primeira competição nos mesmos padrões. A Meia Maratona do Iguazú acontece do lado de lá da fronteira no dia 20 de outubro.

A largada da prova acontece no Parque Nacional Iguazú, o parque nacional mais visitado da Argentina. O local, que envolve o Rio Iguaçu e as Cataratas, é considerado Patrimônio Natural da Humanidade pela Unesco e marca a divisão das fronteiras entre Brasil, Argentina e Paraguai.

No dia 20 de outubro, a largada está marcada para as 10h, no horário local, o que garante temperatura mais amena para os corredores, por volta de 20°C nessa época do ano, segundo a organização.

O percurso da competição passa por ruas asfaltadas, que cortam a floresta nativa do Parque, e não apresenta subidas ou descidas muito acentuadas. Para quem ainda não está preparado para os 21 quilômetros, o evento conta com uma corrida de dez quilômetros.

As inscrições podem ser feitas pelo site do evento: www.maratoniguazu.com. A inscrição antecipada, até o dia primeiro de outubro, sai por 330 pesos argentinos (cerca de R$146). Depois do prazo, até o dia 19, o preço sobe para 430 pesos (R$190). O ingresso para entrada no Parque não está incluído no valor da inscrição.


Meia Maratona do Iguazú percorre lado argentino das cataratas

Corridas de Rua · 20 jul, 2012

Inspirados pela Meia Maratona das Cataratas, que acontece há seis anos em Foz do Iguaçu com o belíssimo visual das quedas d’água como pano de fundo, nossos vizinhos argentinos já programam a sua primeira competição nos mesmos padrões. A Meia Maratona do Iguazú acontece do lado de lá da fronteira no dia 20 de outubro.

A largada da prova acontece no Parque Nacional Iguazú, o parque nacional mais visitado da Argentina. O local, que envolve o Rio Iguaçu e as Cataratas, é considerado Patrimônio Natural da Humanidade pela Unesco e marca a divisão das fronteiras entre Brasil, Argentina e Paraguai.

No dia 20 de outubro, a largada está marcada para as 10h, no horário local, o que garante temperatura mais amena para os corredores, por volta de 20°C nessa época do ano, segundo a organização.

O percurso da competição passa por ruas asfaltadas, que cortam a floresta nativa do Parque, e não apresenta subidas ou descidas muito acentuadas. Para quem ainda não está preparado para os 21 quilômetros, o evento conta com uma corrida de dez quilômetros.

As inscrições podem ser feitas pelo site do evento: www.maratoniguazu.com. A inscrição antecipada, até o dia primeiro de outubro, sai por 330 pesos argentinos (cerca de R$146). Depois do prazo, até o dia 19, o preço sobe para 430 pesos (R$190). O ingresso para entrada no Parque não está incluído no valor da inscrição.