Evaldo Souza fatura a Night Trail Run em Angra dos Reis

Redação Webrun | Corridas de Rua · 30 ago, 2009

Evaldo comemorou muito mais uma vitória (foto: Alexandre Koda/ www.webrun.com.br)
Evaldo comemorou muito mais uma vitória (foto: Alexandre Koda/ www.webrun.com.br)

Na noite do último sábado (29) aconteceu na região da Costa Verde, entre Angra dos Reis e Mangaratiba (RJ) a edição 2009 da Night Trail Run, competição de nove quilômetros por trilhas, que fez parte das atividades do XTerra Brasil. A vitória ficou com Evaldo de Jesus Souza entre os homens e Daiane Barros entre as mulheres.

Angra dos Reis – A noite estava agradável e com temperatura na marca dos 19ºC às 20h, momento em que foi dada a largada para a competição no interior do Hotel Porto Bello. Os atletas se concentraram no pórtico já com seus headlamps (lanternas de cabeça) acesos para encarar os desafios impostos pela organização.

Assim que a buzina de largada soou, Evaldo disparou na frente e abriu uma boa diferença para o segundo e terceiro colocado. Nem mesmo a fina garoa que começou a cair no início da corrida desanimou o atleta, que imprimia um ritmo de aproximadamente quatro minutos por quilômetro.

Os corredores passaram ao lado do curral, enfrentaram travessias de rios, lama, cascalho, grama e tinham que olhar para baixo a todo o momento para não tropeçar em pedras soltas ou escorregar nos barrancos. Todo o trajeto estava sinalizado com cones, fitas e staffs orientavam o caminho a ser seguido nas bifurcações.

Para aumentar a segurança, nos trechos de rios a iluminação era garantida por geradores e em pontos estratégicos foram postadas ambulâncias e médicos, que felizmente não tiveram que atender ocorrências graves. Com o forte ritmo de Evaldo, sobrou para os atletas do segundo pelotão a briga pelos degraus mais baixos do pódio.

O campeão cruzou a linha de chegada com 32min23 e comemorou muito enrolado na bandeira do Brasil. Ele foi seguido por Marco Antônio Quintanilha com 33min03 e Iazaldir Santana com 33min11.

“Já disputei cinco provas da Trail Run e consegui quatro vitórias e um terceiro lugar. Agradeço ao Bernardo e ao público pela recepção no evento”, conta o campeão que mora e treina em Ilhabela (SP). “Eu não tenho técnico, pois não tenho condição de pagar, então se alguém estiver interessado em me treinar, agradeço”, completa.

Se no masculino a vitória de Evaldo foi tranqüila, no feminino Daine Barros teve que travar fortes disputas na parte inicial do percurso. Ela completou com o tempo de 37min42 e foi seguida por Luzia Mesquita com 40min50 e Camille Alves com 41min44.

“Ano passado eu vim, me encantei com a prova e quis correr de novo”, conta a campeã que espera um dia poder correr o XTerra. Segundo a campeã, ela e mais três atletas largaram forte. “Depois do primeiro quilômetro eu imprimi um ritmo forte e elas não vieram. Esse ano eu consegui correr num grupo de homens e eles me ajudaram a iluminar melhor o caminho, porque é complicado não saber direito onde pisa”.

Amadores – Esse ano a Night Trail Run contou com a presença de mil pessoas, 300 a mais do que o ano passado e a fila de atletas com seus headlamps se assemelhava a um grande grupo de vaga-lumes iluminando a escuridão da noite. A fina garoa que começou a cair no início da prova apertou no final, mas não atrapalhou o desempenho no final.

Na chegada todos comemoraram muito. Uns sorriam, outros pulavam e alguns também inclinavam o corpo como se estivessem com um arco e flecha em mãos, imitando o gesto que o astro jamaicano Usain Bolt costuma fazer ao vencer uma disputa. O catarinense Maurício Pamplona afirma que a corrida fez valer a viagem do sul do país para Angra. “A pista é bastante seletiva e um pouco difícil, embora seja plana. Foi minha primeira vez aqui e gostei muito”.

Outra debutante, Soraia Pinheiro, adorou a competição. “Já fiz várias outras provas, mas igual a essa foi a primeira vez. Achei muito divertido, porque o percurso é bem diferente e passa rapidinho”, relata a atleta que trajava meias grossas na altura da canela e calças compridas. “A gente passa por rios e entra no meio do mato, então tem que se proteger bem”.

Este texto foi escrito por: Alexandre Koda

Redação Webrun

Ver todos os posts

Releases, matérias elaboradas em equipe e inspirações coletivas na produção de conteúdo!