Conheça as 7 doenças mais comuns na tireoide.

Redação Webrun | Saúde · 27 set, 2023

A tireoide é uma pequena glândula em forma de borboleta localizada na parte frontal do pescoço. Ela é responsável por produzir hormônios que desempenham um papel crucial na regulação do metabolismo e no funcionamento adequado de vários sistemas do corpo. “No entanto, como qualquer parte do corpo humano, a tireoide está sujeita a uma série de problemas e distúrbios que podem afetar significativamente a saúde e o bem-estar de uma pessoa”, comenta a endocrinologista Dra. Lorena Lima Amato.

Conheça as 7 doenças mais comuns na tireoide.

Foto: Adobe Stock

Abaixo, a especialista aponta os principais problemas da tireoide:

Bócio: O bócio é o aumento anormal da tireoide e pode ser causado por deficiência de iodo, distúrbios autoimunes, hipotireoidismo não tratado e câncer de tireoide.

Câncer de tireoide: Os carcinomas papilífero e folicular são os mais comuns. Geralmente, o câncer de tireoide tem um bom prognóstico quando detectado e tratado precocemente.

Doenças autoimunes: A tireoide também pode ser afetada por doenças autoimunes, como a doença de Hashimoto e a doença de Graves. Na doença de Hashimoto, o sistema imunológico ataca a tireoide, levando ao hipotireoidismo. Já na doença de Graves, o sistema imunológico estimula em excesso a produção de hormônios tireoidianos, causando hipertireoidismo.

Hipertireoidismo: O hipertireoidismo é o oposto do hipotireoidismo e ocorre quando a tireoide produz hormônios em excesso. Isso pode levar a um aumento do metabolismo, causando sintomas como perda de peso rápida, aumento da frequência cardíaca, ansiedade, tremores, sudorese excessiva e problemas oculares, como olhos saltados (exoftalmia, doença ocular de Graves).

Hipotireoidismo: O hipotireoidismo ocorre quando a tireoide não produz hormônios tireoidianos em quantidade suficiente. Isso pode resultar em uma diminuição do metabolismo, levando a sintomas como fadiga, ganho de peso, pele seca, sensação de frio constante, constipação e depressão.

Nódulos tireoidianos: Os nódulos na tireoide são crescimentos anormais de tecido na glândula. A maioria dos nódulos tireoidianos é benigna, mas em alguns casos, pode ser cancerígena. A avaliação médica é necessária para determinar a natureza dos nódulos e se será preciso realizar  exames adicionais ou tratamento.

Tireoidite: A tireoidite é uma inflamação da tireoide, que pode ser causada por infecções virais ou bacterianas e doenças autoimunes. Dependendo do tipo de tireoidite, os sintomas podem variar e incluem dor no pescoço, febre, aumento da glândula e flutuações nos níveis hormonais.

Hipotireoidismo na infância: A disfunção pode aparecer nessa faixa etária e as causas principais são o hipotireoidismo congênito, quando a criança nasce sem a glândula tireoidiana, e a tireoidite de Hashimoto, a mais comum na fase adulta e chamada tireoidite autoimune.

+ Siga o Webrun no Instagram!
+ Baixe agora o APP Ticket Sports e tenha um calendário de eventos esportivos na palma da sua mão!

“Alguns dos sintomas que a criança pode apresentar são déficit de crescimento, sonolência e até puberdade precoce. Em bebês, o hipotireoidismo pode levar a sequelas cognitivas no sistema nervoso central que podem ser permanentes”, alerta Dra. Lorena Amato.

Segundo a endocrinologista, a identificação precoce da doença na criança é fundamental para um desenvolvimento saudável. Em bebês, o diagnóstico é feito pelo Teste do Pezinho, que deve ser realizado entre o 3º e 5º dia após o nascimento para detectar o hipotireoidismo congênito.

Leia também:

 Dicas para escolher o tênis ideal para a sua corrida 
– Fortaleça a lombar e melhore a sua performance

Redação Webrun

Ver todos os posts

Releases, matérias elaboradas em equipe e inspirações coletivas na produção de conteúdo!