2h01min09s: Eliud Kipchoge bate recorde mundial na 48ª Maratona de Berlim

Carolina Abrantes | Recorde · 25 set, 2022

Eliud Kipchoge coroou a 48ª edição da Maratona de Berlim com um recorde mundial de 2h01min09s. O queniano de 37 anos melhorou assim seu próprio melhor tempo, que havia feito em Berlim 2018, em exatamente meio minuto.

Derante a prova Kipchoge completou os primeiros trechos qem tempo que indicavam até a possibilidade de completar a prova com menos de 2h, mas ele não conseguiu manter esse ritmo tão forte. “Estou muito feliz por ter batido o recorde mundial em Berlim. Queria correr a primeira parte o mais rápido”, disse Eliud Kipchoge.

Esta quarta vitória de Kipchoge na Maratona de Berlim deixou o queniano empatado com o etíope Haile Gebrselassie como o maior vencedor da história. Haile dominou a prova entre 2006 e 2009.

O primeiros lugares do pódio da Maratona de Berlim foi completado com o também queniano Mark Korir em segundo lugar com 2h05m58s e com Tadu Abate da Etiópia em terceiro com 2h06m28s. A 11ª ficou com Haftom Weldaj, que melhorou seu tempo para 2h09min06s, para se tornar o sexto corredor alemão mais rápido de todos os tempos. Ele também estabeleceu um melhor tempo alemão para o ano.

Eliud Kipchoge bate recorde mundial na 48ª Maratona de Berlim

Foto: Reprodução Maratona de Berlim/ SCC EVENTS_ camera4/ Tilo Wiedensohler

+ Siga o Webrun no Instagram!
+ Baixe agora o APP Ticket Sports e tenha um calendário de eventos esportivos na palma da sua mão!

Prova feminina

Um registro sensacional de percurso foi realizado pela Tigist Assefa. Mirando bater seu recorde pessoal anterior de 2h34min01s, a etíope fez a corrida de sua vida em excelentes condições climáticas e venceu a Maratona de Berlim com 2h15min37s. Assefa, de 26 anos, conseguiu assim o terceiro tempo mais rápido da prova e o melhor tempo do mundo neste ano. O recorde anterior do percurso havia sido estabelecido pela queniana Gladys Cherono em 2018 com 2h18:11.

Em relação aos tempos combinados de 4h16min46s, somando o tempo dos vencedores da prova feminina e masculina, a 48ª Maratona de Berlim foi a mais rápida até hoje.

Carolina Abrantes

Ver todos os posts

Estudante de jornalismo, já metida a repórter. Encantada pelo mundo dos esportes e pela forma como eles podem mudar a vida das pessoas.

Outras deste autor