Troféu Brasil de Atletismo

Troféu Brasil de Atletismo será de 10 a 13 de junho, em São Paulo

Atletismo · 14 maio, 2021

A Confederação Brasileira de Atletismo (CBAt) anunciou nesta quinta-feira (13/5) a mudança de data do Troféu Brasil de Atletismo, a mais importante competição interclubes da América Latina, para o período de 10 a 13 de junho. A entidade confirmou que […]


Troféu Brasil de Atletismo será de 10 a 13 de junho, em São Paulo

Atletismo · 14 maio, 2021

A Confederação Brasileira de Atletismo (CBAt) anunciou nesta quinta-feira (13/5) a mudança de data do Troféu Brasil de Atletismo, a mais importante competição interclubes da América Latina, para o período de 10 a 13 de junho. A entidade confirmou que […]

Geração sub-20 brilha no último dia do Troféu Brasil Caixa de Atletismo

Atletismo · 02 set, 2019

A nova geração do atletismo brasileiro marcou presença no pódio do último dia de competições do Troféu Brasil Caixa de Atletismo, neste domingo (1). As competições aconteceram no Centro Nacional de Desenvolvimento do Atletismo (CNDA), em Bragança Paulista. Alison Brendon […]


Geração sub-20 brilha no último dia do Troféu Brasil Caixa de Atletismo

Atletismo · 02 set, 2019

A nova geração do atletismo brasileiro marcou presença no pódio do último dia de competições do Troféu Brasil Caixa de Atletismo, neste domingo (1). As competições aconteceram no Centro Nacional de Desenvolvimento do Atletismo (CNDA), em Bragança Paulista. Alison Brendon […]

Temperatura e cansaço afetam atletas dos 200m do Troféu Brasil

Atletismo · 20 set, 2010

Com temperatura de 19 graus foi realizada a disputa masculina dos 200m do Troféu Brasil, no Centro Olímpico de São Paulo. O primeiro lugar na prova ficou para o atleta Jefferson Lucindo, da Silveira Sampaio, com a marca de 20seg75. Logo depois de Lucindo chegaram os atletas Sandro Viana e Nilson André, ambos da BM&F Bovespa, com os tempos de 20seg78 e 21seg, respectivamente.

Para o ganhador da disputa, o aquecimento foi prejudicado por conta do clima deste último domingo (19/09). “Começamos aquecer aí esfria e isso dá uma travada no psicológico do atleta, porque no frio o músculo contraí e a gente fica com medo de lesionar e não ter um bom desempenho.

O vice-campeão, Sandro Viana, de Manaus, também sentiu dificuldade para correr com o tempo de São Paulo. “Eu não estou acostumado com o tempo mais frio. Tentei me adaptar e inclusive achei que tinha vencido a prova, mas fui superado em cima da linha de chegado”, diz Sandro, medalhista de bronze nos 100m e no revezamento 4x100.

Já terceiro colocado afirma ter feito o possível para ganhar a competição. “Esperava o primeiro lugar, já que estava liderando o ranking, mas neste Troféu aconteceram coisas negativas. Cai no chão na disputa de 100m e hoje bateu um cansaço. Então a vitória depende muito do momento, nenhuma prova é igual”, comenta o carioca.


Temperatura e cansaço afetam atletas dos 200m do Troféu Brasil

Atletismo · 20 set, 2010

Com temperatura de 19 graus foi realizada a disputa masculina dos 200m do Troféu Brasil, no Centro Olímpico de São Paulo. O primeiro lugar na prova ficou para o atleta Jefferson Lucindo, da Silveira Sampaio, com a marca de 20seg75. Logo depois de Lucindo chegaram os atletas Sandro Viana e Nilson André, ambos da BM&F Bovespa, com os tempos de 20seg78 e 21seg, respectivamente.

Para o ganhador da disputa, o aquecimento foi prejudicado por conta do clima deste último domingo (19/09). “Começamos aquecer aí esfria e isso dá uma travada no psicológico do atleta, porque no frio o músculo contraí e a gente fica com medo de lesionar e não ter um bom desempenho.

O vice-campeão, Sandro Viana, de Manaus, também sentiu dificuldade para correr com o tempo de São Paulo. “Eu não estou acostumado com o tempo mais frio. Tentei me adaptar e inclusive achei que tinha vencido a prova, mas fui superado em cima da linha de chegado”, diz Sandro, medalhista de bronze nos 100m e no revezamento 4x100.

Já terceiro colocado afirma ter feito o possível para ganhar a competição. “Esperava o primeiro lugar, já que estava liderando o ranking, mas neste Troféu aconteceram coisas negativas. Cai no chão na disputa de 100m e hoje bateu um cansaço. Então a vitória depende muito do momento, nenhuma prova é igual”, comenta o carioca.

Equipe Pinheiros domina o pódio dos 800m no Troféu Brasil de Atletismo

Atletismo · 19 set, 2010

O pódio dos 800m rasos, umas das provas disputadas na manhã do último domingo (19/09), no Centro Olímpico de São Paulo, foi dominado pela equipe Esporte Clube Pinheiros/ ASIC. Os três vencedores da equipe Pinheiros foram Kleberson Davide, com a marca de 1min46seg45, Fabiano Peçanha, vice-campeão em 1min47seg09, e Lutimar Paes, terceiro lugar com o tempo de 1min47seg20.

Kleber se manteve mais atrás durante a maior parte da prova, mas aumentou a passada nos 300 metros finais e mostrou que é um dos grandes destaques do Troféu Brasil. “Desde 2007 eu não perco um troféu Brasil. A gente treina o ano inteiro e fazemos o melhor. Então graças a Deus consegui duas medalhas de ouro, uma na prova de hoje e outra no revezamento, além da medalha de prata nos 400m”, diz o campeão.

Já o segundo colocado afirma que é um grande orgulho a equipe chegar ao Pódio. “Estamos muito felizes. Eu e o Kleberson estamos em um grande momento, com boas marcas. Só não fui ainda melhor porque tive uma lesão há três meses”, conta o gaúcho Fabiano Peçanha.


Equipe Pinheiros domina o pódio dos 800m no Troféu Brasil de Atletismo

Atletismo · 19 set, 2010

O pódio dos 800m rasos, umas das provas disputadas na manhã do último domingo (19/09), no Centro Olímpico de São Paulo, foi dominado pela equipe Esporte Clube Pinheiros/ ASIC. Os três vencedores da equipe Pinheiros foram Kleberson Davide, com a marca de 1min46seg45, Fabiano Peçanha, vice-campeão em 1min47seg09, e Lutimar Paes, terceiro lugar com o tempo de 1min47seg20.

Kleber se manteve mais atrás durante a maior parte da prova, mas aumentou a passada nos 300 metros finais e mostrou que é um dos grandes destaques do Troféu Brasil. “Desde 2007 eu não perco um troféu Brasil. A gente treina o ano inteiro e fazemos o melhor. Então graças a Deus consegui duas medalhas de ouro, uma na prova de hoje e outra no revezamento, além da medalha de prata nos 400m”, diz o campeão.

Já o segundo colocado afirma que é um grande orgulho a equipe chegar ao Pódio. “Estamos muito felizes. Eu e o Kleberson estamos em um grande momento, com boas marcas. Só não fui ainda melhor porque tive uma lesão há três meses”, conta o gaúcho Fabiano Peçanha.

Ana Cláudia Lemos sai do Troféu Brasil com três medalhas de ouro

Atletismo · 19 set, 2010

Neste domingo (19/09) a velocista Ana Cláudia Lemos, da BM&F Bovespa, sai como campeã pela terceira vez no Troféu Brasil, ao completar o percurso de 200m em 23seg21. A catarinense foi seguida pela atleta Vanda Ferreira, vice-campeã aos 23seg49, e por Barbara Leôncio, que chegou em 23seg78m.

Após as vitórias nos 100m, na quinta-feira (16/09), e no revezamento 4x100m na sexta (17/09), no Centro Olímpico de São Paulo, a velocista Ana Cláudia já começa a pensar no Pan 2011. ”Agora preciso descansar e depois me preparar para o Pan, pois quero ser a segunda velocista brasileira a chegar a esse pódio”, diz a atleta, que é recordista sul-americana nos 100m rasos.

Ainda segundo a atleta, o Troféu Brasil foi excelente, mas desgastante. “Para mim foi ótimo esse Troféu Brasil. Eu não esperava todo esse resultado porque a gente nunca sabe o que vai acontecer. Mas também foi bastante cansativo já que a gente teve muitos tiros para poder participar dos 200m, que foi hoje”.

A segunda colocada na disputa, Vanda Gomes, da equipe Conv, também conquistou medalha de bronze nos 100m do Troféu e garante que cada vitória é uma emoção diferente. “Ser vice-campeã também nos 200m foi muito bom. Estou contente porque este ano foi muito difícil para mim. Estou sem equipe desde o ano passado, quando fui envolvida em um caso de doping”, diz a paranaense de 21 anos.

Já a Carioca Barbara Leôncio, da Silveira Sampaio, que sofreu uma lesão este ano, se surpreendeu ao chegar no pódio. “A prova foi muito forte, com boas competidoras. A gente percebe que o atletismo no Brasil está evoluindo e com certeza até 2012 as provas de pista ficarão ainda mais difíceis”, acredita a representante da Silveira Sampaio.


Ana Cláudia Lemos sai do Troféu Brasil com três medalhas de ouro

Atletismo · 19 set, 2010

Neste domingo (19/09) a velocista Ana Cláudia Lemos, da BM&F Bovespa, sai como campeã pela terceira vez no Troféu Brasil, ao completar o percurso de 200m em 23seg21. A catarinense foi seguida pela atleta Vanda Ferreira, vice-campeã aos 23seg49, e por Barbara Leôncio, que chegou em 23seg78m.

Após as vitórias nos 100m, na quinta-feira (16/09), e no revezamento 4x100m na sexta (17/09), no Centro Olímpico de São Paulo, a velocista Ana Cláudia já começa a pensar no Pan 2011. ”Agora preciso descansar e depois me preparar para o Pan, pois quero ser a segunda velocista brasileira a chegar a esse pódio”, diz a atleta, que é recordista sul-americana nos 100m rasos.

Ainda segundo a atleta, o Troféu Brasil foi excelente, mas desgastante. “Para mim foi ótimo esse Troféu Brasil. Eu não esperava todo esse resultado porque a gente nunca sabe o que vai acontecer. Mas também foi bastante cansativo já que a gente teve muitos tiros para poder participar dos 200m, que foi hoje”.

A segunda colocada na disputa, Vanda Gomes, da equipe Conv, também conquistou medalha de bronze nos 100m do Troféu e garante que cada vitória é uma emoção diferente. “Ser vice-campeã também nos 200m foi muito bom. Estou contente porque este ano foi muito difícil para mim. Estou sem equipe desde o ano passado, quando fui envolvida em um caso de doping”, diz a paranaense de 21 anos.

Já a Carioca Barbara Leôncio, da Silveira Sampaio, que sofreu uma lesão este ano, se surpreendeu ao chegar no pódio. “A prova foi muito forte, com boas competidoras. A gente percebe que o atletismo no Brasil está evoluindo e com certeza até 2012 as provas de pista ficarão ainda mais difíceis”, acredita a representante da Silveira Sampaio.

Leandro Oliveira ganha nos 5.000m do Centro Olímpico de SP

Atletismo · 19 set, 2010

Às 9h40, com os termômetros na marca do 17°, foi dada a largada para o cinco mil metros masculino do Troféu Brasil de Atletismo, no Centro Olímpico de São Paulo. A prova teve como ganhadores os atletas Leandro Oliveira, da Symap, com a marca de 14min12, Robson de Lima, vice-campeão aos 14min13, e Marcelo Cabrini, terceiro colocado em 14min18.

“A minha preparação foi em cima dos 1.500m, que participei na quinta-feira, mas acabei indo tão bem na prova aquele dia que meu treinador falou que deveria competir também nos cinco mil metros”, diz o atleta da Symap. “Aqui é uma prova tática e como tenho velocidade nas últimas quatro voltas eu apertei o passo. Essa foi a estratégia”, conta o baiano.

O outro competidor, o paulista Robson de Lima, se preparou durante 50 dias para a prova e saiu com medalha de prata. “Chegar pódio pela primeira vez no Troféu Brasil, aos 22 anos, já me dá muitas expectativas”, diz o atleta do Brasil Futebol Clube, que também considerou a prova mais fácil graças a ausência de Marilson. “Ele é um dos melhores atletas da América Latina e se estivesse aqui hoje o nível da prova seria muito mais difícil”, acrescenta o atleta.

Para Marcelo Cabrini, sem a presença do Marilson, a prova também ficou uma incógnita. “A gente não sabia quem ia ganhar. Mas ainda assim a disputa foi complicada, difícil em estratégia, com muita troca de ritmo”, conta Cabrini, de 25 anos, da Afe Fundesport, que tentou imprimir um ritmo forte desde o início, mas na metade da prova não manteve a liderança e ficou como terceiro colocado.


Leandro Oliveira ganha nos 5.000m do Centro Olímpico de SP

Atletismo · 19 set, 2010

Às 9h40, com os termômetros na marca do 17°, foi dada a largada para o cinco mil metros masculino do Troféu Brasil de Atletismo, no Centro Olímpico de São Paulo. A prova teve como ganhadores os atletas Leandro Oliveira, da Symap, com a marca de 14min12, Robson de Lima, vice-campeão aos 14min13, e Marcelo Cabrini, terceiro colocado em 14min18.

“A minha preparação foi em cima dos 1.500m, que participei na quinta-feira, mas acabei indo tão bem na prova aquele dia que meu treinador falou que deveria competir também nos cinco mil metros”, diz o atleta da Symap. “Aqui é uma prova tática e como tenho velocidade nas últimas quatro voltas eu apertei o passo. Essa foi a estratégia”, conta o baiano.

O outro competidor, o paulista Robson de Lima, se preparou durante 50 dias para a prova e saiu com medalha de prata. “Chegar pódio pela primeira vez no Troféu Brasil, aos 22 anos, já me dá muitas expectativas”, diz o atleta do Brasil Futebol Clube, que também considerou a prova mais fácil graças a ausência de Marilson. “Ele é um dos melhores atletas da América Latina e se estivesse aqui hoje o nível da prova seria muito mais difícil”, acrescenta o atleta.

Para Marcelo Cabrini, sem a presença do Marilson, a prova também ficou uma incógnita. “A gente não sabia quem ia ganhar. Mas ainda assim a disputa foi complicada, difícil em estratégia, com muita troca de ritmo”, conta Cabrini, de 25 anos, da Afe Fundesport, que tentou imprimir um ritmo forte desde o início, mas na metade da prova não manteve a liderança e ficou como terceiro colocado.

BM&F e Pinheiros vencem no 4x400m, na última prova do Troféu Brasil

Atletismo · 19 set, 2010

Direto do Troféu Brasil A última disputa do Troféu Brasil de Atletismo, o revezamento 4x400m, que aconteceu neste domingo, no Centro Olímpico de São Paulo, exigiu mais força dos atletas que quiseram voltar para casa com mais medalhas. A equipe campeã na disputa feminina foi a BM&F Bovespa, que venceu com a marca de 3min37. Já o segundo e o terceiro lugar ficaram para o Esporte Clube Pinheiros e para a Orcampi Unimed, que finalizaram a prova com os tempos de 3min45 e 3min49, respectivamente.

“O 4x4 é muita superação porque a gente já vem cansada de outras competições anteriores. Além disso, estamos em um grupo, se a gente não faz o máximo a companheira tem que compensar para equilibrar”, diz Perla dos Santos, da BM&F Bovespa. “Também ficamos muito confiantes que vamos repetir o resultado no PAM do ano que vem”, acrescenta.

A outra atleta que subiu ao pódio, Christiane dos Santos, da Pinheiros, acredita que a disputa exige muita responsabilidade. “Em uma prova como essa a gente tem um compromisso maior. Se eu erro na prova individual assumo sozinha a falha, mas no revezamento a equipe inteira pode ser prejudicada”, conta a corredora.

Já para a integrante da Orcampi Unimed, Joelma Souza, faltaram mais competidoras de 400m na equipe, pois essa modalidade oferece mais resistência. “Nós fomos para cima e tentamos um segundo lugar. Mas estamos satisfeitas com a terceira colocação. Só acho que se existisse mais competidoras de 400m nós nos sairíamos melhor”.

Masculino - Entre os homens, as equipes ganhadoras no revezamento 4x400m foram o Esporte Clube Pinheiros, que chegou em 3min08, a BM&F Bovespa, campeã com a marca de 3min09seg36, e a Orcampi Unimed, terceiro lugar aos 3min09seg37.

“Eu me dediquei muito nos 800m, então vim mais tranqüilo para o revezamento. A gente também treinou o ano inteiro e quando os quatro integrantes fazem um trabalho legal o resultado só pode ser bom”, diz Kleberson Davide, medalhista nos 400 e 800m, do Pinheiros.

Já Diomar de Souza, da BM&F, afirma que Kleberson e Fabiano Peçanha ajudaram muito a equipe adversária a chegar em primeiro lugar. “A prova foi boa para eles porque a equipe tem mais corredores de resistência, a nossa tinha mais velocistas e o cansaço prejudicou bastante”.

Assim como a maioria dos demais atletas que participaram da disputa 4x400, o atleta Sidnei Mendonça, integrante da Orcampi Unimed, não achou a prova fácil. “É uma prova dolorida, que exige muito esforço. Mas a equipe toda estava bem preparada e entrou na pista com o objetivo de ficar em primeiro. Infelizmente teve alguns erros e estamos motivados a melhorar na próxima”, reflete.

Equipe líder – A BM&F Bovespa foi a equipe que obteve maior pontuação durante o Troféu Brasil de atletismo, com a soma de 359 pontos. Em segundo e terceiro lugar vieram o Esporte Clube Pinheiros, que ficou com 135, e aOrcampi Unimed, terceira posição com 97 pontos, respectivamente.


BM&F e Pinheiros vencem no 4x400m, na última prova do Troféu Brasil

Atletismo · 19 set, 2010

Direto do Troféu Brasil A última disputa do Troféu Brasil de Atletismo, o revezamento 4x400m, que aconteceu neste domingo, no Centro Olímpico de São Paulo, exigiu mais força dos atletas que quiseram voltar para casa com mais medalhas. A equipe campeã na disputa feminina foi a BM&F Bovespa, que venceu com a marca de 3min37. Já o segundo e o terceiro lugar ficaram para o Esporte Clube Pinheiros e para a Orcampi Unimed, que finalizaram a prova com os tempos de 3min45 e 3min49, respectivamente.

“O 4x4 é muita superação porque a gente já vem cansada de outras competições anteriores. Além disso, estamos em um grupo, se a gente não faz o máximo a companheira tem que compensar para equilibrar”, diz Perla dos Santos, da BM&F Bovespa. “Também ficamos muito confiantes que vamos repetir o resultado no PAM do ano que vem”, acrescenta.

A outra atleta que subiu ao pódio, Christiane dos Santos, da Pinheiros, acredita que a disputa exige muita responsabilidade. “Em uma prova como essa a gente tem um compromisso maior. Se eu erro na prova individual assumo sozinha a falha, mas no revezamento a equipe inteira pode ser prejudicada”, conta a corredora.

Já para a integrante da Orcampi Unimed, Joelma Souza, faltaram mais competidoras de 400m na equipe, pois essa modalidade oferece mais resistência. “Nós fomos para cima e tentamos um segundo lugar. Mas estamos satisfeitas com a terceira colocação. Só acho que se existisse mais competidoras de 400m nós nos sairíamos melhor”.

Masculino - Entre os homens, as equipes ganhadoras no revezamento 4x400m foram o Esporte Clube Pinheiros, que chegou em 3min08, a BM&F Bovespa, campeã com a marca de 3min09seg36, e a Orcampi Unimed, terceiro lugar aos 3min09seg37.

“Eu me dediquei muito nos 800m, então vim mais tranqüilo para o revezamento. A gente também treinou o ano inteiro e quando os quatro integrantes fazem um trabalho legal o resultado só pode ser bom”, diz Kleberson Davide, medalhista nos 400 e 800m, do Pinheiros.

Já Diomar de Souza, da BM&F, afirma que Kleberson e Fabiano Peçanha ajudaram muito a equipe adversária a chegar em primeiro lugar. “A prova foi boa para eles porque a equipe tem mais corredores de resistência, a nossa tinha mais velocistas e o cansaço prejudicou bastante”.

Assim como a maioria dos demais atletas que participaram da disputa 4x400, o atleta Sidnei Mendonça, integrante da Orcampi Unimed, não achou a prova fácil. “É uma prova dolorida, que exige muito esforço. Mas a equipe toda estava bem preparada e entrou na pista com o objetivo de ficar em primeiro. Infelizmente teve alguns erros e estamos motivados a melhorar na próxima”, reflete.

Equipe líder – A BM&F Bovespa foi a equipe que obteve maior pontuação durante o Troféu Brasil de atletismo, com a soma de 359 pontos. Em segundo e terceiro lugar vieram o Esporte Clube Pinheiros, que ficou com 135, e aOrcampi Unimed, terceira posição com 97 pontos, respectivamente.

Fabiana Cristine vence mais uma prova no Troféu BR: os 5.000m

Atletismo · 18 set, 2010

Direto do Troféu Brasil - Na tarde desse sábado (18/09) aconteceu no Centro Olímpico de São Paulo a prova de cinco mil metros feminino do Troféu Brasil de Atletismo. O resultado foi o mesmo da prova de 10 mil metros com dobradinha da BMF&Bovespa: Fabiana Cristine em primeiro (16min06seg41) e Cruz Nonata em segundo (16min08min59).

O dia nublado e a garoa fina que atingiram a capital paulista nesse sábado foram uma preocupação a mais para as atletas, que tiveram que dedicar um tempo maior ao aquecimento. Assim que o árbitro autorizou a saída na pista Adhemar Ferreira da Silva, Rosângela Faria (Esporte Clube Pinheiros/ Asics) assumiu a ponta e se manteve assim até a passagem dos mil metros.

Na marca dos dois mil metros, a liderança era de Adriana Aparecida da Silva, também do Pinheiros, que se desgarrou do pelotão e passou a correr com a sombra de Fabiana e Cruz. Ela se manteve por algumas voltas à frente, mas não resistiu por muito tempo e foi ultrapassada pelas meninas da equipe azul em seguida.

Adriana ainda tentou um último suspiro ao acelerar à frente, mas não conseguiu forças para se manter e ficou para trás até cruzar a linha de chegada com o tempo de 16min30seg27. Além do clima frio, outro agravante para as competidoras foi a alta umidade relativa do ar, em 82%.

“A prova novamente foi bem disputada e o clima frio e o vento não ajudaram muito. Mas graças a Deus saí do Troféu Brasil como ganhadora nos cinco e dez mil, representando bem a minha equipe”, conta a campeã. “A minha tática é ter uma virada boa, independente se o percurso é pista ou rua”, completa Fabiana que avalia a diferença das duas provas que participou. “Os 10 mil é mais tranqüilo, mas no cinco a gente tem que sair mais rápido e esse vento contra atrapalhou”. A representante da equipe BM&F sentiu um desconforto na coxa, mas nada que a impedisse de dar o máximo de si.

Mais declarações - Já a vice-campeã, que ano passado venceu os cinco e dez mil, se disse muito realizada com o resultado. “Eu me preparei para ser campeã, mas estou com a consciência limpa de ter feito o que pude e estou feliz. Agora vou descansar porque o corpo pede”.

Quem também se disse contente com o a colocação foi Adriana. “Consegui acompanhar o ritmo das meninas e essa foi a minha melhor marca pessoal nos dez mil. Consegui baixar o tempo de 16min44 para 16min29 e é a primeira vez que chego a dois pódios no Troféu, a felicidade é em dobro”.

O Troféu Brasil de Atletismo segue até esse domingo (19/09) com a final de diversas provas, incluindo os cinco mil metros masculino. Quem quiser acompanhar as disputas, pode comparecer ao Centro Olímpico, já que a entrada é gratuita.


Fabiana Cristine vence mais uma prova no Troféu BR: os 5.000m

Atletismo · 18 set, 2010

Direto do Troféu Brasil - Na tarde desse sábado (18/09) aconteceu no Centro Olímpico de São Paulo a prova de cinco mil metros feminino do Troféu Brasil de Atletismo. O resultado foi o mesmo da prova de 10 mil metros com dobradinha da BMF&Bovespa: Fabiana Cristine em primeiro (16min06seg41) e Cruz Nonata em segundo (16min08min59).

O dia nublado e a garoa fina que atingiram a capital paulista nesse sábado foram uma preocupação a mais para as atletas, que tiveram que dedicar um tempo maior ao aquecimento. Assim que o árbitro autorizou a saída na pista Adhemar Ferreira da Silva, Rosângela Faria (Esporte Clube Pinheiros/ Asics) assumiu a ponta e se manteve assim até a passagem dos mil metros.

Na marca dos dois mil metros, a liderança era de Adriana Aparecida da Silva, também do Pinheiros, que se desgarrou do pelotão e passou a correr com a sombra de Fabiana e Cruz. Ela se manteve por algumas voltas à frente, mas não resistiu por muito tempo e foi ultrapassada pelas meninas da equipe azul em seguida.

Adriana ainda tentou um último suspiro ao acelerar à frente, mas não conseguiu forças para se manter e ficou para trás até cruzar a linha de chegada com o tempo de 16min30seg27. Além do clima frio, outro agravante para as competidoras foi a alta umidade relativa do ar, em 82%.

“A prova novamente foi bem disputada e o clima frio e o vento não ajudaram muito. Mas graças a Deus saí do Troféu Brasil como ganhadora nos cinco e dez mil, representando bem a minha equipe”, conta a campeã. “A minha tática é ter uma virada boa, independente se o percurso é pista ou rua”, completa Fabiana que avalia a diferença das duas provas que participou. “Os 10 mil é mais tranqüilo, mas no cinco a gente tem que sair mais rápido e esse vento contra atrapalhou”. A representante da equipe BM&F sentiu um desconforto na coxa, mas nada que a impedisse de dar o máximo de si.

Mais declarações - Já a vice-campeã, que ano passado venceu os cinco e dez mil, se disse muito realizada com o resultado. “Eu me preparei para ser campeã, mas estou com a consciência limpa de ter feito o que pude e estou feliz. Agora vou descansar porque o corpo pede”.

Quem também se disse contente com o a colocação foi Adriana. “Consegui acompanhar o ritmo das meninas e essa foi a minha melhor marca pessoal nos dez mil. Consegui baixar o tempo de 16min44 para 16min29 e é a primeira vez que chego a dois pódios no Troféu, a felicidade é em dobro”.

O Troféu Brasil de Atletismo segue até esse domingo (19/09) com a final de diversas provas, incluindo os cinco mil metros masculino. Quem quiser acompanhar as disputas, pode comparecer ao Centro Olímpico, já que a entrada é gratuita.

BM&F e Brasil Futebol Clube vencem 4x100m do Troféu Brasil

Atletismo · 17 set, 2010

Direto do Troféu Brasil - A prova dos 4x100m, realizada no final da tarde desta sexta-feira (17/09) foi uma das disputas mais emocionantes do Troféu Brasil de Atletismo, que acontece no Centro Olímpico de São Paulo, na região do Ibirapuera. As competidoras pela BM&F Bovespa novamente fizeram bonito na pista e ganharam a disputa com o tempo de 43seg88, enquanto no masculino a equipe vencedora foi a Brasil Futebol Clube/ Fupes, que cruzou a linha de chegada em 40seg22.

“A gente foi bem, mas acho que se cada competidora melhorar o desempenho individualmente, o resultado seria muito melhor”, diz Ana Cláudia Lemos, recordista sul-americana nos 100m. Já a outra integrante da equipe ganhadora, Thaissa Barbosa Presti, diz ser uma honra fazer parte de um grupo de vencedoras. “É muito bom treinar ao lado de boas atletas como Ana Cláudia. Agora a gente espera quebrar o recorde sul americano em revezamento também”.

Logo após as meninas da BM&F Bovespa, chegaram as integrantes da equipe Orcampi Unimed, em 45seg72, e as representantes do Esporte Clube Pinheiros/ Asics, com o tempo de 46seg08. “Esperava um resultado melhor, mas o revezamento é uma prova coletiva e a gente nunca pode se iludir”, comenta Marli Pereira, do Pinheiros. “Nós treinamos muito para fazer uma boa atuação, mas o inevitável aconteceu, teve erro na passagem de bastão, algo que prejudicou bastante a nossa colocação”, acrescenta.

Masculino - Entre os homens, a disputa foi tão acirrada que a organização não divulgou o resultado oficial imediatamente. A confusão foi gerada porque havia suspeita de que a equipe campeã teria queimado uma das passagens do bastão. A dúvida foi esclarecida depois que o treinador da Brasil Futebol Clube, Nélio Moura, levou aos árbitros uma imagem que descartava qualquer irregularidade.

“Temos o hábito de filmar para depois fazer uma análise técnica. A imagem mostra que a passagem foi feita no final da zona, mas dentro da área limite, e os árbitros prontamente corrigiram”, explica Nélio. “Seria uma judiação eles não serem campeões brasileiros, pois fizeram tudo direitinho”, completa o treinador.

“A gente estava ali para brigar pelo pódio e para sair em primeiro teríamos que acertar todas as passagens, já que a gente não teve tempo para treinar. O treinamento foi a própria competição. Então estamos muito felizes”, diz Fabiano da Silva. “Temos dois saltadores e dois velocistas, com certeza isso ajudou muito”, afirma o outro atleta da equipe, Caio dos Santos.

O grupo vice-campeão, Londrina/ Caixa, cruzou a linha de chegada com a marca de 40seg61, seguido pela equipe BM&F Bovespa, aos 40seg65. O atleta Ailson Feitosa sentiu uma lesão quando passou o bastão para o companheiro, mas a adversidade não impediu que eles chegassem ao pódio. “O problema foi bem no final da minha corrida e se fosse um pouquinho antes eu não teria concluído”, conta o atleta de 22 anos. “Infelizmente deu um problema na última passagem e não conseguimos a meta de recorde na competição”.

Após a quinta etapa do Troféu Brasil de Atletismo, a BM&F Bovespa lidera com 437 pontos, seguida pelas equipes Esporte Clube Pinheiros/ Asics, que soma 127 pontos e por Orcampi Unimed, com 87.


BM&F e Brasil Futebol Clube vencem 4x100m do Troféu Brasil

Atletismo · 17 set, 2010

Direto do Troféu Brasil - A prova dos 4x100m, realizada no final da tarde desta sexta-feira (17/09) foi uma das disputas mais emocionantes do Troféu Brasil de Atletismo, que acontece no Centro Olímpico de São Paulo, na região do Ibirapuera. As competidoras pela BM&F Bovespa novamente fizeram bonito na pista e ganharam a disputa com o tempo de 43seg88, enquanto no masculino a equipe vencedora foi a Brasil Futebol Clube/ Fupes, que cruzou a linha de chegada em 40seg22.

“A gente foi bem, mas acho que se cada competidora melhorar o desempenho individualmente, o resultado seria muito melhor”, diz Ana Cláudia Lemos, recordista sul-americana nos 100m. Já a outra integrante da equipe ganhadora, Thaissa Barbosa Presti, diz ser uma honra fazer parte de um grupo de vencedoras. “É muito bom treinar ao lado de boas atletas como Ana Cláudia. Agora a gente espera quebrar o recorde sul americano em revezamento também”.

Logo após as meninas da BM&F Bovespa, chegaram as integrantes da equipe Orcampi Unimed, em 45seg72, e as representantes do Esporte Clube Pinheiros/ Asics, com o tempo de 46seg08. “Esperava um resultado melhor, mas o revezamento é uma prova coletiva e a gente nunca pode se iludir”, comenta Marli Pereira, do Pinheiros. “Nós treinamos muito para fazer uma boa atuação, mas o inevitável aconteceu, teve erro na passagem de bastão, algo que prejudicou bastante a nossa colocação”, acrescenta.

Masculino - Entre os homens, a disputa foi tão acirrada que a organização não divulgou o resultado oficial imediatamente. A confusão foi gerada porque havia suspeita de que a equipe campeã teria queimado uma das passagens do bastão. A dúvida foi esclarecida depois que o treinador da Brasil Futebol Clube, Nélio Moura, levou aos árbitros uma imagem que descartava qualquer irregularidade.

“Temos o hábito de filmar para depois fazer uma análise técnica. A imagem mostra que a passagem foi feita no final da zona, mas dentro da área limite, e os árbitros prontamente corrigiram”, explica Nélio. “Seria uma judiação eles não serem campeões brasileiros, pois fizeram tudo direitinho”, completa o treinador.

“A gente estava ali para brigar pelo pódio e para sair em primeiro teríamos que acertar todas as passagens, já que a gente não teve tempo para treinar. O treinamento foi a própria competição. Então estamos muito felizes”, diz Fabiano da Silva. “Temos dois saltadores e dois velocistas, com certeza isso ajudou muito”, afirma o outro atleta da equipe, Caio dos Santos.

O grupo vice-campeão, Londrina/ Caixa, cruzou a linha de chegada com a marca de 40seg61, seguido pela equipe BM&F Bovespa, aos 40seg65. O atleta Ailson Feitosa sentiu uma lesão quando passou o bastão para o companheiro, mas a adversidade não impediu que eles chegassem ao pódio. “O problema foi bem no final da minha corrida e se fosse um pouquinho antes eu não teria concluído”, conta o atleta de 22 anos. “Infelizmente deu um problema na última passagem e não conseguimos a meta de recorde na competição”.

Após a quinta etapa do Troféu Brasil de Atletismo, a BM&F Bovespa lidera com 437 pontos, seguida pelas equipes Esporte Clube Pinheiros/ Asics, que soma 127 pontos e por Orcampi Unimed, com 87.

Jéssica dos Santos fatura 800m no Troféu Brasil e vibra muito

Atletismo · 17 set, 2010

Direto do Troféu Brasil - A disputa dos 800m feminino do Troféu Brasil de Atletismo agitou o Centro Olímpico de São Paulo na tarde desta quinta-feira (17/09). A vitória ficou com a representante da equipe Asa Sertãozinho, Jéssica dos Santos, que vibrou muito ao cruzar a linha de chegada com 2min06seg79.

“Não esperava esse resultado. Imaginei que fosse pegar um terceiro ou quarto lugar”, conta a atleta de 19 anos. “Agradeço muito ao meu treinador Leandro por esse resultado. Eu corri sempre atrás das outras meninas e, como tenho bastante velocidade final, acelerei e deu certo”, completa.

A segunda colocada foi Christiane Ritz dos Santos, do Esporte Clube Pinheiros/ Asics, ao marcar 2min07seg07. “Eu entendo o grito da Jéssica, pois a emoção de uma vitória é muito grande”, ressalta a competidora que é bicampeã do torneio. “Cada resultado tem o seu gosto e só nós sabemos o que temos que passar para chegar até aqui”, completa.

Já a terceira colocada, conta que corria atrás de uma medalha na modalidade há algum tempo. “Hoje Deus me deu uma grande vitória e no sábado quero fazer bonito nos 200m com barreira”, conta a representante da BM&F Bovespa, que marcou 2min07seg58.

O Troféu Brasil de Atletismo segue até esse domingo (19/09) e o público que quiser torcer pelos atletas pode comparecer, já que a entrada é gratuita.


Jéssica dos Santos fatura 800m no Troféu Brasil e vibra muito

Atletismo · 17 set, 2010

Direto do Troféu Brasil - A disputa dos 800m feminino do Troféu Brasil de Atletismo agitou o Centro Olímpico de São Paulo na tarde desta quinta-feira (17/09). A vitória ficou com a representante da equipe Asa Sertãozinho, Jéssica dos Santos, que vibrou muito ao cruzar a linha de chegada com 2min06seg79.

“Não esperava esse resultado. Imaginei que fosse pegar um terceiro ou quarto lugar”, conta a atleta de 19 anos. “Agradeço muito ao meu treinador Leandro por esse resultado. Eu corri sempre atrás das outras meninas e, como tenho bastante velocidade final, acelerei e deu certo”, completa.

A segunda colocada foi Christiane Ritz dos Santos, do Esporte Clube Pinheiros/ Asics, ao marcar 2min07seg07. “Eu entendo o grito da Jéssica, pois a emoção de uma vitória é muito grande”, ressalta a competidora que é bicampeã do torneio. “Cada resultado tem o seu gosto e só nós sabemos o que temos que passar para chegar até aqui”, completa.

Já a terceira colocada, conta que corria atrás de uma medalha na modalidade há algum tempo. “Hoje Deus me deu uma grande vitória e no sábado quero fazer bonito nos 200m com barreira”, conta a representante da BM&F Bovespa, que marcou 2min07seg58.

O Troféu Brasil de Atletismo segue até esse domingo (19/09) e o público que quiser torcer pelos atletas pode comparecer, já que a entrada é gratuita.