Premiação

New Balance 42K Porto Alegre reunirá corredores da elite nacional em busca de recorde e premiação

Eventos · 05 abr, 2024

A contagem regressiva já começou para a New Balance 42K Porto Alegre, que acaba de receber o selo da World Athletics, autoridade máxima do atletismo mundial. Com largada no dia 28 de abril, a prova vai reunir grandes atletas da elite […]


New Balance 42K Porto Alegre reunirá corredores da elite nacional em busca de recorde e premiação

Eventos · 05 abr, 2024

A contagem regressiva já começou para a New Balance 42K Porto Alegre, que acaba de receber o selo da World Athletics, autoridade máxima do atletismo mundial. Com largada no dia 28 de abril, a prova vai reunir grandes atletas da elite […]

Caio Bonfim e Viviane Lyra são os melhores atletas do Brasil de 2023

Atletismo · 25 mar, 2024

A marcha atlética está em festa no Brasil. Afinal dois marchadores – o brasiliense Caio Bonfim e a carioca Viviane Lyra – foram eleitos os melhores atletas brasileiros de 2023 durante a cerimônia do Prêmio Melhores do Ano Loterias Caixa, […]


Caio Bonfim e Viviane Lyra são os melhores atletas do Brasil de 2023

Atletismo · 25 mar, 2024

A marcha atlética está em festa no Brasil. Afinal dois marchadores – o brasiliense Caio Bonfim e a carioca Viviane Lyra – foram eleitos os melhores atletas brasileiros de 2023 durante a cerimônia do Prêmio Melhores do Ano Loterias Caixa, […]

Maratona de Sorocaba terá a maior premiação do Brasil para quem bater o recorde brasileiro

Eventos · 14 fev, 2024

A organização da Maratona de Sorocaba Novembro Azul, vai pagar o maior prêmio do Brasil para um Maratonista Brasileiro que conseguir bater o recorde de 2h11m19s, tempo conquistado pelo Vanderlei Cordeiro de Lima, na Maratona de São Paulo de 2002. […]


Maratona de Sorocaba terá a maior premiação do Brasil para quem bater o recorde brasileiro

Eventos · 14 fev, 2024

A organização da Maratona de Sorocaba Novembro Azul, vai pagar o maior prêmio do Brasil para um Maratonista Brasileiro que conseguir bater o recorde de 2h11m19s, tempo conquistado pelo Vanderlei Cordeiro de Lima, na Maratona de São Paulo de 2002. […]

Maratona do Rio 2023 distribuirá 310 mil reais em premiação

Maratona · 17 mar, 2023

A preparação para a maior Maratona do Rio da história já começou! Para coroar a edição de 2023 do maior festival de corridas de rua da América Latina, a organização anunciou a nova premiação para os cinco primeiros colocados nas […]


Maratona do Rio 2023 distribuirá 310 mil reais em premiação

Maratona · 17 mar, 2023

A preparação para a maior Maratona do Rio da história já começou! Para coroar a edição de 2023 do maior festival de corridas de rua da América Latina, a organização anunciou a nova premiação para os cinco primeiros colocados nas […]

Premiação em dinheiro no Desafio do Guerreiro 2023

Desafio · 29 set, 2022

Premiação em dinheiro no Desafio do Guerreiro 2023! Se o nível técnico era alto, imagine só agora que as disputas dos 19 km do Desafio do Guerreiro contarão com premiação em dinheiro para os cinco primeiros colocados na classificação geral. […]


Premiação em dinheiro no Desafio do Guerreiro 2023

Desafio · 29 set, 2022

Premiação em dinheiro no Desafio do Guerreiro 2023! Se o nível técnico era alto, imagine só agora que as disputas dos 19 km do Desafio do Guerreiro contarão com premiação em dinheiro para os cinco primeiros colocados na classificação geral. […]

Maratona de Manaus terá R$ 210 mil em premiação, a maior do Brasil em 2022

42km · 28 jun, 2022

Confirmada para os dias 22 e 23 de outubro, a Maratona de Manaus terá a maior premiação em maratona do Brasil em 2022. Ao todo, o evento esportivo vai distribuir R$ 210 mil para os melhores atletas. Além dos 42 km, a capital amazonense sedia também […]


Maratona de Manaus terá R$ 210 mil em premiação, a maior do Brasil em 2022

42km · 28 jun, 2022

Confirmada para os dias 22 e 23 de outubro, a Maratona de Manaus terá a maior premiação em maratona do Brasil em 2022. Ao todo, o evento esportivo vai distribuir R$ 210 mil para os melhores atletas. Além dos 42 km, a capital amazonense sedia também […]

Atletas com menor tempo no Ironman BR e XTerra Amazônia tem benefícios

Triathlon · 26 maio, 2010

Neste domingo (30/05) acontece a edição 2010 do Ironman Brasil, prova em que os triatletas terão que enfrentar 3,8 quilômetros de natação, 180 de ciclismo e 42 de corrida. Já no dia cinco de junho haverá a primeira edição do XTerra Amazônia, com 1,5 quilômetro de natação, 30 de mountain bike e nove de corrida em trilhas na maior floresta tropical do mundo. Qual o ponto em comum dos dois eventos?

Em princípio, a única similaridade é ambos fazerem parte da categoria triathlon, mas os organizadores do Circuito XTerra resolveram aproximar as competições. Isso porque os atletas amadores com o menor tempo na soma dos resultados da prova catarinense e da amazônica serão contemplados com descontos e inscrições.

Batizado de XTerra Double Survivor, o homem e a mulher com o menor tempo nas duas provas receberão um ano de inscrições gratuitas no Circuito XTerra do ano que vem. Já os segundos melhores ganham vaga no Xterra Global Tour (Angra dos Reis - RJ) e no Xterra Regional Ilhabela. Os terceiros melhores ficam com a inscrição para a etapa de Ilhabela.

“Eu já estava inscrito nas duas provas antes mesmo de saber da premiação. Quando soube, fiquei mais motivado”, comenta o triatleta Lucas Leite. “Sei que é uma prova dura e estarei cansado do Ironman, mas estou treinando bastante para que isto não me atrapalhe”, completa.

Experiência - Quem também fará a dobradinha será a experiente Cris Carvalho, que esse ano venceu as provas de Mountain Bike e Triathlon do XTerra São Lourenço. Apesar de não brigar pela premiação Double Survivor, ela promete fazer bonito. “Não consegui ficar de fora dessa etapa do XTerra, pois é uma competição que fará bem para a alma. É uma prova nova que dá mais vontade de participar, ainda mais por ser no meio da selva. Eu sei que vou estar bem desgastada por conta do Ironman, mas espero fazer uma boa prova”.

O XTerra Regional Amazônia contará, além da batalha entre os 200 triatletas, uma disputa de cinco e 10 quilômetros noturna na Praia de Ponta Negra. Em 2010, o Circuito XTerra é composto por 10 etapas este ano, sendo uma (o Global Tour em Angra dos Reis), válida pelo Circuito Mundial e classificando os vencedores para a grande final no Havaí. Ao fim da temporada, os mais bem colocados do ranking nacional receberão premiação em dinheiro.


Atletas com menor tempo no Ironman BR e XTerra Amazônia tem benefícios

Triathlon · 26 maio, 2010

Neste domingo (30/05) acontece a edição 2010 do Ironman Brasil, prova em que os triatletas terão que enfrentar 3,8 quilômetros de natação, 180 de ciclismo e 42 de corrida. Já no dia cinco de junho haverá a primeira edição do XTerra Amazônia, com 1,5 quilômetro de natação, 30 de mountain bike e nove de corrida em trilhas na maior floresta tropical do mundo. Qual o ponto em comum dos dois eventos?

Em princípio, a única similaridade é ambos fazerem parte da categoria triathlon, mas os organizadores do Circuito XTerra resolveram aproximar as competições. Isso porque os atletas amadores com o menor tempo na soma dos resultados da prova catarinense e da amazônica serão contemplados com descontos e inscrições.

Batizado de XTerra Double Survivor, o homem e a mulher com o menor tempo nas duas provas receberão um ano de inscrições gratuitas no Circuito XTerra do ano que vem. Já os segundos melhores ganham vaga no Xterra Global Tour (Angra dos Reis - RJ) e no Xterra Regional Ilhabela. Os terceiros melhores ficam com a inscrição para a etapa de Ilhabela.

“Eu já estava inscrito nas duas provas antes mesmo de saber da premiação. Quando soube, fiquei mais motivado”, comenta o triatleta Lucas Leite. “Sei que é uma prova dura e estarei cansado do Ironman, mas estou treinando bastante para que isto não me atrapalhe”, completa.

Experiência - Quem também fará a dobradinha será a experiente Cris Carvalho, que esse ano venceu as provas de Mountain Bike e Triathlon do XTerra São Lourenço. Apesar de não brigar pela premiação Double Survivor, ela promete fazer bonito. “Não consegui ficar de fora dessa etapa do XTerra, pois é uma competição que fará bem para a alma. É uma prova nova que dá mais vontade de participar, ainda mais por ser no meio da selva. Eu sei que vou estar bem desgastada por conta do Ironman, mas espero fazer uma boa prova”.

O XTerra Regional Amazônia contará, além da batalha entre os 200 triatletas, uma disputa de cinco e 10 quilômetros noturna na Praia de Ponta Negra. Em 2010, o Circuito XTerra é composto por 10 etapas este ano, sendo uma (o Global Tour em Angra dos Reis), válida pelo Circuito Mundial e classificando os vencedores para a grande final no Havaí. Ao fim da temporada, os mais bem colocados do ranking nacional receberão premiação em dinheiro.

Xterra Amazônia dobra premiação e oferecerá um total de 8 mil dólares

Corridas de Rua · 30 abr, 2010

No dia cinco de junho, data em que se comemora o Dia Mundial do Meio Ambiente e da Ecologia, a região da Floresta Amazônica receberá o XTerra Regional Amazon, competição a ser disputada no coração da maior floresta tropical do mundo. A organização informa que aumentou a premiação para os campeões, antes de oito mil reais e agora em oito mil dólares.

Serão contemplados com o montante, os cinco melhores homens e as cinco melhores mulheres após percorrerem 1,5 quilômetro de natação, 30 de mountain bike e nove de corrida. O tiro de partida será dado às 9h no Centro de Instrução de Guerra na Selva do Exército Brasileiro, o CIGS.

Além do triathlon, haverá ainda uma corrida noturna em trilha, a Night Trail Run, a ser disputada às 19h do dia cinco na Praia de Ponta Negra, em Manaus, com distâncias de cinco e 10 quilômetros. Todos os inscritos na categoria triathlon automaticamente ganham vaga para essa disputa.

Outra competição que faz parte do evento é a Kids Running, corrida com distâncias que variam conforme a idade da criança. Todos os atletas mirins ganham medalha de participação, modelo Survivor, e sobem ao pódio para a foto oficial.

As inscrições para o Xterra Regional Amazon ainda seguem abertas, mas os interessados em participar devem se apressar, pois as vagas são limitadas a 50 estrangeiros, 50 militares e 200 brasileiros, nas categorias amador, profissional ou revezamento. Para garantir um lugar na etapa mais esperada do ano, basta acessar www.xterrabrasil.com.br.

Confira a seguir o reconhecimento do percurso feito pelo organizador, Bernardo Fonseca, junto com os militares.


Xterra Amazônia dobra premiação e oferecerá um total de 8 mil dólares

Corridas de Rua · 30 abr, 2010

No dia cinco de junho, data em que se comemora o Dia Mundial do Meio Ambiente e da Ecologia, a região da Floresta Amazônica receberá o XTerra Regional Amazon, competição a ser disputada no coração da maior floresta tropical do mundo. A organização informa que aumentou a premiação para os campeões, antes de oito mil reais e agora em oito mil dólares.

Serão contemplados com o montante, os cinco melhores homens e as cinco melhores mulheres após percorrerem 1,5 quilômetro de natação, 30 de mountain bike e nove de corrida. O tiro de partida será dado às 9h no Centro de Instrução de Guerra na Selva do Exército Brasileiro, o CIGS.

Além do triathlon, haverá ainda uma corrida noturna em trilha, a Night Trail Run, a ser disputada às 19h do dia cinco na Praia de Ponta Negra, em Manaus, com distâncias de cinco e 10 quilômetros. Todos os inscritos na categoria triathlon automaticamente ganham vaga para essa disputa.

Outra competição que faz parte do evento é a Kids Running, corrida com distâncias que variam conforme a idade da criança. Todos os atletas mirins ganham medalha de participação, modelo Survivor, e sobem ao pódio para a foto oficial.

As inscrições para o Xterra Regional Amazon ainda seguem abertas, mas os interessados em participar devem se apressar, pois as vagas são limitadas a 50 estrangeiros, 50 militares e 200 brasileiros, nas categorias amador, profissional ou revezamento. Para garantir um lugar na etapa mais esperada do ano, basta acessar www.xterrabrasil.com.br.

Confira a seguir o reconhecimento do percurso feito pelo organizador, Bernardo Fonseca, junto com os militares.

Meia Maratona de Florianópolis terá premiação em dinheiro

Marcha Atlética · 03 mar, 2010

Atualizada em 04/03/2010 às 12h45

No próximo dia 21 de março a cidade de Florianópolis, em Santa Catarina, receberá a primeira edição da Meia Maratona Internacional de Florianópolis, competição que deve reunir dois mil atletas. Haverá premiação em dinheiro para a prova principal e também para a rústica de 10 quilômetros.

Nos 21 quilômetros serão contemplados com premiação em dinheiro os cinco primeiros colocados da elite, entre os homens e entre as mulheres. Os campeões levam R$ 1.500, os segundos colocados mil reais, os terceiros R$ 800, os quartos R$ 700 e os quintos R$ 500.

Nas faixas etárias, serão bonificados os três melhores masculino e feminino, sendo R$ 100 para os primeiros colocados, R$ 75 para os segundos e R$ 50 para os terceiros. As categorias variam de juvenil a veteranos, de acordo com a idade, e a regulamentação completa está disponível no site da prova.

Já na prova de 10 quilômetros, serão premiados os cinco melhores, sendo R$ 500 para os campeões, R$ 400 para os vices, R$ 300 para os terceiros colocados, R$ 200 para os quartos e R$ 100 para os quintos. Além dos prêmios em dinheiro, todos os atletas que completarem a prova receberão medalhas de participação.

As inscrições seguem abertas sob o valor de R$ 60 e podem ser feitas nos postos listados nos site oficial, o www.meiamaratonafloripa.com.br. A primeira largada será às 8h na Avenida Beiramar Norte, em frente à Estação de Tratamento da Casan.


Meia Maratona de Florianópolis terá premiação em dinheiro

Marcha Atlética · 03 mar, 2010

Atualizada em 04/03/2010 às 12h45

No próximo dia 21 de março a cidade de Florianópolis, em Santa Catarina, receberá a primeira edição da Meia Maratona Internacional de Florianópolis, competição que deve reunir dois mil atletas. Haverá premiação em dinheiro para a prova principal e também para a rústica de 10 quilômetros.

Nos 21 quilômetros serão contemplados com premiação em dinheiro os cinco primeiros colocados da elite, entre os homens e entre as mulheres. Os campeões levam R$ 1.500, os segundos colocados mil reais, os terceiros R$ 800, os quartos R$ 700 e os quintos R$ 500.

Nas faixas etárias, serão bonificados os três melhores masculino e feminino, sendo R$ 100 para os primeiros colocados, R$ 75 para os segundos e R$ 50 para os terceiros. As categorias variam de juvenil a veteranos, de acordo com a idade, e a regulamentação completa está disponível no site da prova.

Já na prova de 10 quilômetros, serão premiados os cinco melhores, sendo R$ 500 para os campeões, R$ 400 para os vices, R$ 300 para os terceiros colocados, R$ 200 para os quartos e R$ 100 para os quintos. Além dos prêmios em dinheiro, todos os atletas que completarem a prova receberão medalhas de participação.

As inscrições seguem abertas sob o valor de R$ 60 e podem ser feitas nos postos listados nos site oficial, o www.meiamaratonafloripa.com.br. A primeira largada será às 8h na Avenida Beiramar Norte, em frente à Estação de Tratamento da Casan.

Volta à Ilha: confira o relato de alguns premiados nas categorias

Ultra Maratona · 26 abr, 2009

Além da grande campeã dos 150 quilômetros da Volta à Ilha, a Paquetá Esportes, também foram premiadas com troféus as três melhores equipes de cada categoria. Confira alguns relatos, assim como a avaliação final da prova por parte dos organizadores.

Florianópolis - Aconteceu na ensolarada manhã deste domingo a premiação para os atletas das melhores equipes da edição 2009 do Revezamento Volta à Ilha, que durante todo o sábado literalmente molharam a camisa para obter um bom resultado. Equipes masculinas, femininas e mistas com corredores de diferentes idades deram uma verdadeira lição de superação.

Luiza Tobar, quarta colocada nas duplas mistas, fez parceria com seu namorado Bruno Hunger, estreante na disputa, e faturou o troféu pelo segundo ano consecutivo. “Dessa vez fui melhor do que o ano passado, não só por ter baixado o tempo, mas também fisiologicamente eu estava muito melhor”. Ela conta ainda que o pior trecho foi da Joaquina para o Campeche, devido à maré alta. “Peguei o mar até o peito e tive que tirar o tênis e correr de meia, estava desesperador”.

Heloy Andrade, campeão em sua equipe de veteranos, acima de 50 anos, enfrentou o Morro do Sertão e avaliou como positiva sua participação na prova. “Tinha muito barro e precisei segurar um pouco o ritmo para não cair, mas a prova foi boa Graças a Deus”. Ano passado ele foi campeão dos 50 quilômetros do Desafrio Urubici e no último dia 19 competiu a Maratona de Santa Catarina com um tempo sub três horas.

Já Michele Morais, da equipe feminina campeã da prova, a Clube Endorfina, competiu pela terceira vez a Volta à Ilha e segundo ela, este foi o ano mais difícil e interessante. Desta vez a organização inovou e substituiu o tradicional bastão que os atletas levavam durante o seu trecho em disputa, por um chaveiro, mudança que inicialmente parecer estranha para Michele. “Achei meio esquisito aquilo, mas depois percebi que era bem prático, está aprovado”, relata.

Organização - Assim como os corredores, os organizadores da competição se dizem satisfeitos com o resultado final da competição, mesmo após alguns percalços encontrados devido à força da natureza. Para Maria de Fátima Duarte, vice-diretora da prova, a competição foi muito boa.

“A gente sempre espera que as condições climáticas ajudem, mas ontem a chuva torrencial prejudicou um pouco o andamento, assim como a ressaca de maré. Mas eu acredito que depois que a chuva passou a prova correu bem e foi um sucesso, esperamos melhorar ainda mais ano que vem”. Em 2009 a competição atingiu o recorde de 3.500 atletas divididos em 380 equipes, provavelmente o limite máximo de participantes, segundo a vice-diretora.

Carlos Roberto Duarte, idealizador e Diretor Geral da prova, se diz feliz por ter dado tudo certo durante as disputas. “A chuva é uma dificuldade a mais para os atletas e para a organização, mas por outro lado percebemos que é possível superar as adversidades. A Volta à Ilha é feita de grandes desafios”.

A organização nesses 14 anos fica a cargo da EcoFloripa Eventos Esportivos, que em 2009 promoverá mais três competições. No dia 27 de junho acontecerá o DesaFRIO Urubici, uma corrida de 50 quilômetros em montanha, o Revezamento Volta de São Francisco do Sul, onde serão percorridos 90 quilômetros no dia 27 de junho e o Desafio Praias e Trilhas, de 84 quilômetros. Para mais informações basta acessar o site www.ecofloripa.com.


Volta à Ilha: confira o relato de alguns premiados nas categorias

Ultra Maratona · 26 abr, 2009

Além da grande campeã dos 150 quilômetros da Volta à Ilha, a Paquetá Esportes, também foram premiadas com troféus as três melhores equipes de cada categoria. Confira alguns relatos, assim como a avaliação final da prova por parte dos organizadores.

Florianópolis - Aconteceu na ensolarada manhã deste domingo a premiação para os atletas das melhores equipes da edição 2009 do Revezamento Volta à Ilha, que durante todo o sábado literalmente molharam a camisa para obter um bom resultado. Equipes masculinas, femininas e mistas com corredores de diferentes idades deram uma verdadeira lição de superação.

Luiza Tobar, quarta colocada nas duplas mistas, fez parceria com seu namorado Bruno Hunger, estreante na disputa, e faturou o troféu pelo segundo ano consecutivo. “Dessa vez fui melhor do que o ano passado, não só por ter baixado o tempo, mas também fisiologicamente eu estava muito melhor”. Ela conta ainda que o pior trecho foi da Joaquina para o Campeche, devido à maré alta. “Peguei o mar até o peito e tive que tirar o tênis e correr de meia, estava desesperador”.

Heloy Andrade, campeão em sua equipe de veteranos, acima de 50 anos, enfrentou o Morro do Sertão e avaliou como positiva sua participação na prova. “Tinha muito barro e precisei segurar um pouco o ritmo para não cair, mas a prova foi boa Graças a Deus”. Ano passado ele foi campeão dos 50 quilômetros do Desafrio Urubici e no último dia 19 competiu a Maratona de Santa Catarina com um tempo sub três horas.

Já Michele Morais, da equipe feminina campeã da prova, a Clube Endorfina, competiu pela terceira vez a Volta à Ilha e segundo ela, este foi o ano mais difícil e interessante. Desta vez a organização inovou e substituiu o tradicional bastão que os atletas levavam durante o seu trecho em disputa, por um chaveiro, mudança que inicialmente parecer estranha para Michele. “Achei meio esquisito aquilo, mas depois percebi que era bem prático, está aprovado”, relata.

Organização - Assim como os corredores, os organizadores da competição se dizem satisfeitos com o resultado final da competição, mesmo após alguns percalços encontrados devido à força da natureza. Para Maria de Fátima Duarte, vice-diretora da prova, a competição foi muito boa.

“A gente sempre espera que as condições climáticas ajudem, mas ontem a chuva torrencial prejudicou um pouco o andamento, assim como a ressaca de maré. Mas eu acredito que depois que a chuva passou a prova correu bem e foi um sucesso, esperamos melhorar ainda mais ano que vem”. Em 2009 a competição atingiu o recorde de 3.500 atletas divididos em 380 equipes, provavelmente o limite máximo de participantes, segundo a vice-diretora.

Carlos Roberto Duarte, idealizador e Diretor Geral da prova, se diz feliz por ter dado tudo certo durante as disputas. “A chuva é uma dificuldade a mais para os atletas e para a organização, mas por outro lado percebemos que é possível superar as adversidades. A Volta à Ilha é feita de grandes desafios”.

A organização nesses 14 anos fica a cargo da EcoFloripa Eventos Esportivos, que em 2009 promoverá mais três competições. No dia 27 de junho acontecerá o DesaFRIO Urubici, uma corrida de 50 quilômetros em montanha, o Revezamento Volta de São Francisco do Sul, onde serão percorridos 90 quilômetros no dia 27 de junho e o Desafio Praias e Trilhas, de 84 quilômetros. Para mais informações basta acessar o site www.ecofloripa.com.