Paratleta

Paratleta cearense supera depressão, corre amparado por muletas e sonha com Paralimpíada

Esporte Adaptado · 05 out, 2018

Acidentes de trânsito matam mais de 40 mil pessoas e deixam outras 400 mil com alguma sequela por ano no Brasil, segundo dados do Sistema de Informações de Mortalidade do Ministério da Saúde e DPVAT (seguro obrigatório de automóveis). Os […]


Paratleta cearense supera depressão, corre amparado por muletas e sonha com Paralimpíada

Esporte Adaptado · 05 out, 2018

Acidentes de trânsito matam mais de 40 mil pessoas e deixam outras 400 mil com alguma sequela por ano no Brasil, segundo dados do Sistema de Informações de Mortalidade do Ministério da Saúde e DPVAT (seguro obrigatório de automóveis). Os […]

Edson Dantas quer tricampeonato da Maratona de Nova York

Esporte Adaptado · 28 out, 2010

O centro financeiro dos Estados Unidos terá 100 mil pessoas reunidas no dia sete de novembro para 41ª edição da Maratona de Nova York e um dos participantes da prova é o brasileiro Edson Dantas, amputado de membro inferior. Ele buscará o tricampeonato na categoria e terá a companhia de mais oito paraatletas para representar o Brasil no percurso de 42 quilômetros.

Aos 44 anos, o maratonista brasileiro corre com uma prótese, que tem lâmina especial de corrida. O material veio da Alemanha, é feito de fibra de carbono e é integrado a um sistema leve de impulsão, superior aos equipamentos convencionais. Isso tem proporcionado um desempenho e condicionamento físico ainda melhores ao paraatleta.

Edson já conquistou a corrida de São Silvestre por quatro anos consecutivos e a Maratona de Nova York em 2008 e 2009. Este ano o paraatleta também recebeu o troféu do Prêmio Sentidos, o Oscar da luta pelos direitos das pessoas com deficiência no Brasil. “Enquanto Deus me der vida e saúde, estarei sempre correndo. Correndo pela vida”, diz Edson, considerado um dos melhores atletas brasileiros com amputação de membro inferior, nas distâncias de 5.000 e 10.000 metros.

Em 1992, durante um “arrastão”, Dantas foi empurrado do trem que viajava e este acidente lhe custou a amputação da perna direita. Depois disso, ele encontrou no esporte o caminho para superação e conquistou outros três recordes, na maratona de Porto Alegre e na Meia Maratona da Corpore de São Paulo, ambas em 2007.


Edson Dantas quer tricampeonato da Maratona de Nova York

Esporte Adaptado · 28 out, 2010

O centro financeiro dos Estados Unidos terá 100 mil pessoas reunidas no dia sete de novembro para 41ª edição da Maratona de Nova York e um dos participantes da prova é o brasileiro Edson Dantas, amputado de membro inferior. Ele buscará o tricampeonato na categoria e terá a companhia de mais oito paraatletas para representar o Brasil no percurso de 42 quilômetros.

Aos 44 anos, o maratonista brasileiro corre com uma prótese, que tem lâmina especial de corrida. O material veio da Alemanha, é feito de fibra de carbono e é integrado a um sistema leve de impulsão, superior aos equipamentos convencionais. Isso tem proporcionado um desempenho e condicionamento físico ainda melhores ao paraatleta.

Edson já conquistou a corrida de São Silvestre por quatro anos consecutivos e a Maratona de Nova York em 2008 e 2009. Este ano o paraatleta também recebeu o troféu do Prêmio Sentidos, o Oscar da luta pelos direitos das pessoas com deficiência no Brasil. “Enquanto Deus me der vida e saúde, estarei sempre correndo. Correndo pela vida”, diz Edson, considerado um dos melhores atletas brasileiros com amputação de membro inferior, nas distâncias de 5.000 e 10.000 metros.

Em 1992, durante um “arrastão”, Dantas foi empurrado do trem que viajava e este acidente lhe custou a amputação da perna direita. Depois disso, ele encontrou no esporte o caminho para superação e conquistou outros três recordes, na maratona de Porto Alegre e na Meia Maratona da Corpore de São Paulo, ambas em 2007.