Paraatleta

Rivaldo Martins conquista o vice no Ironman 70.3

Esporte Adaptado · 22 ago, 2006

Rivaldo Martins, atleta paraolímpico, participou do Ironman Brasil 70.3, em Brasília no último domingo (20) e conquistou um bom resultado. Ele obteve o segundo lugar na categoria 45-49 anos.

Rivaldo é amputado da perna esquerda, utiliza uma prótese para correr e disputou posições com competidores sem nenhuma deficiência. Após os 1,9 km de natação, 90km de ciclismo e 21,1 km de corrida com 5h06min55. O vencedor da categoria foi Giancarlo Nicola, com o tempo de 4h57min58.

Aos 45 anos de idade, ele mora e treina na cidade de Santos, litoral paulista. "A prova foi extremamente desgastante, pois o clima seco e quente apareceram como grandes obstáculos a serem superados. Por causa disso, sofri bastante na corrida”. Apesar das dificuldades, o resultado obtido é digno de muita comemoração.

Com essa marca, o paraatleta obteve uma vaga no Mundial de Ironman 70.3, que será disputado na Flórida (Estados Unidos), no dia 11 de novembro. “Eram cinco vagas na categoria em que estava e fiquei bastante satisfeito por ter assegurado a minha. Agora é treinar bastante para este compromisso internacional”.

Na carreira Rivaldo já obteve importantes resultados, na categoria Physically Challenged - que reúne deficientes físicos, menos cadeirantes. Em distâncias olímpicas do triatlon ele é tetracampeão mundial, é bicampeão do Ironman do Havaí e é recordista na modalidade. Ele obteve o melhor tempo na Alemanha, em 2005, com o tempo de 9h57min48.


Rivaldo Martins conquista o vice no Ironman 70.3

Esporte Adaptado · 22 ago, 2006

Rivaldo Martins, atleta paraolímpico, participou do Ironman Brasil 70.3, em Brasília no último domingo (20) e conquistou um bom resultado. Ele obteve o segundo lugar na categoria 45-49 anos.

Rivaldo é amputado da perna esquerda, utiliza uma prótese para correr e disputou posições com competidores sem nenhuma deficiência. Após os 1,9 km de natação, 90km de ciclismo e 21,1 km de corrida com 5h06min55. O vencedor da categoria foi Giancarlo Nicola, com o tempo de 4h57min58.

Aos 45 anos de idade, ele mora e treina na cidade de Santos, litoral paulista. "A prova foi extremamente desgastante, pois o clima seco e quente apareceram como grandes obstáculos a serem superados. Por causa disso, sofri bastante na corrida”. Apesar das dificuldades, o resultado obtido é digno de muita comemoração.

Com essa marca, o paraatleta obteve uma vaga no Mundial de Ironman 70.3, que será disputado na Flórida (Estados Unidos), no dia 11 de novembro. “Eram cinco vagas na categoria em que estava e fiquei bastante satisfeito por ter assegurado a minha. Agora é treinar bastante para este compromisso internacional”.

Na carreira Rivaldo já obteve importantes resultados, na categoria Physically Challenged - que reúne deficientes físicos, menos cadeirantes. Em distâncias olímpicas do triatlon ele é tetracampeão mundial, é bicampeão do Ironman do Havaí e é recordista na modalidade. Ele obteve o melhor tempo na Alemanha, em 2005, com o tempo de 9h57min48.