marizete

Marizete corre por liderança do Circuito Caixa

Corridas de Rua · 05 ago, 2008

Marizete Moreira, campeã da Maratona do Rio de Janeiro esse ano, é um dos destaques da etapa de Fortaleza do Circuito de Corridas da Caixa, que acontece nesse domingo (10) com percursos de cinco e 10 quilômetros. O tiro de partida será dado às 8h na Avenida Presidente Castelo Branco.

“Estou muito motivada para esta competição. Depois de me dedicar às provas de longa distância, passei por um período de treinamentos específicos para velocidade, visando as etapas do Circuito Caixa”, conta a corredora. Atualmente na segunda posição do ranking, com 133 pontos, ela busca tirar a diferença de apenas um ponto para a líder Sueli Aparecida Vieira.

“É uma boa chance de pular para a ponta. Será muito difícil, pois a prova terá várias atletas de alto nível. Mas estou bem preparada e vou lutar por um bom resultado”, enfatiza Marizete. A capital cearense traz boas recordações a ela, já que ano passado ela foi vice-campeã da prova, atrás apenas de Marily dos Santos, única brasileira classificada para a Maratona olímpica.

“Eu gosto bastante de correr em Fortaleza. O percurso é muito bonito e agradável. Espero conseguir repetir neste ano o bom desempenho de 2007”, diz a corredora que não se preocupa com o calor, pois treina em Brasília (DF). “Além disso, a umidade em Fortaleza é bem alta, o que facilita”.


Marizete corre por liderança do Circuito Caixa

Corridas de Rua · 05 ago, 2008

Marizete Moreira, campeã da Maratona do Rio de Janeiro esse ano, é um dos destaques da etapa de Fortaleza do Circuito de Corridas da Caixa, que acontece nesse domingo (10) com percursos de cinco e 10 quilômetros. O tiro de partida será dado às 8h na Avenida Presidente Castelo Branco.

“Estou muito motivada para esta competição. Depois de me dedicar às provas de longa distância, passei por um período de treinamentos específicos para velocidade, visando as etapas do Circuito Caixa”, conta a corredora. Atualmente na segunda posição do ranking, com 133 pontos, ela busca tirar a diferença de apenas um ponto para a líder Sueli Aparecida Vieira.

“É uma boa chance de pular para a ponta. Será muito difícil, pois a prova terá várias atletas de alto nível. Mas estou bem preparada e vou lutar por um bom resultado”, enfatiza Marizete. A capital cearense traz boas recordações a ela, já que ano passado ela foi vice-campeã da prova, atrás apenas de Marily dos Santos, única brasileira classificada para a Maratona olímpica.

“Eu gosto bastante de correr em Fortaleza. O percurso é muito bonito e agradável. Espero conseguir repetir neste ano o bom desempenho de 2007”, diz a corredora que não se preocupa com o calor, pois treina em Brasília (DF). “Além disso, a umidade em Fortaleza é bem alta, o que facilita”.

Maratona de SP: Marizete e Baldaia querem título

Maratona · 28 maio, 2008

Duas corredoras de renome no atletismo brasileiro, Marizete Rezende e Maria Zeferina Baldaia, querem o título da Maratona de São Paulo neste domingo. Além de lutarem pelo bicampeonato da competição, ambas pretendem terminar com o jejum de títulos brasileiros, já que desde 2005 apenas estrangeiras tem vencido.

Campeã em 2001, Marizete disputará sua primeira competição do ano, já que sofreu uma fratura por estresse no quadril e passou os dois primeiros meses do ano em tratamento médico. “Foi a contusão mais complicada de minha carreira. Tenho uma perna menor do que a outra e estou me adaptando ao uso de uma palmilha especial para compensar o problema”, ressalta. Segundo ela, mesmo sem parâmetro ela pretende encaixar um bom tempo.

Já Baldaia, campeã da prova em 2002, também está entre as favoritas. Depois de não obter sucesso em conseguir o índice olímpico, a vencedora da Meia de Milão este ano (1h13min50) certamente será marcada pelas adversárias. “Meu sonho era ir para a Olimpíada e infelizmente não consegui a marca exigida na maratona por muito pouco. Estou me sentindo muito bem e por isso faço questão de correr em São Paulo”, a recordista da prova paulistana com 2h36min07.

Ela disputou a Maratona de Hamburgo em abril, onde marcou 2h38min37 e ficou a um minuto do Índice A exigido pela Confederação Brasileira de Atletismo. “Ela está muito confiante e tenho certeza que fará uma boa competição”, ressalta o treinador Cláudio Castilho, que diz ainda que Baldaia teve uma ótima recuperação da prova.

A largada da prova será na ponte Estaiada, novo cartão postal da capital paulista situada na Marginal Pinheiros, na região do Brooklin, a partir das 9h. Já a chegada será na região do Obelisco do Parque Ibirapuera. A entrega dos kits, juntamente com o chip de cronometragem, será feita na quinta e na sexta-feira das 13 às 21 horas e no sábado, das 8 às 16 horas, no Ginásio Poliesportivo do Ibirapuera (Abílio Soares, 1;300). Não serão entregues kits no dia da prova.


Maratona de SP: Marizete e Baldaia querem título

Maratona · 28 maio, 2008

Duas corredoras de renome no atletismo brasileiro, Marizete Rezende e Maria Zeferina Baldaia, querem o título da Maratona de São Paulo neste domingo. Além de lutarem pelo bicampeonato da competição, ambas pretendem terminar com o jejum de títulos brasileiros, já que desde 2005 apenas estrangeiras tem vencido.

Campeã em 2001, Marizete disputará sua primeira competição do ano, já que sofreu uma fratura por estresse no quadril e passou os dois primeiros meses do ano em tratamento médico. “Foi a contusão mais complicada de minha carreira. Tenho uma perna menor do que a outra e estou me adaptando ao uso de uma palmilha especial para compensar o problema”, ressalta. Segundo ela, mesmo sem parâmetro ela pretende encaixar um bom tempo.

Já Baldaia, campeã da prova em 2002, também está entre as favoritas. Depois de não obter sucesso em conseguir o índice olímpico, a vencedora da Meia de Milão este ano (1h13min50) certamente será marcada pelas adversárias. “Meu sonho era ir para a Olimpíada e infelizmente não consegui a marca exigida na maratona por muito pouco. Estou me sentindo muito bem e por isso faço questão de correr em São Paulo”, a recordista da prova paulistana com 2h36min07.

Ela disputou a Maratona de Hamburgo em abril, onde marcou 2h38min37 e ficou a um minuto do Índice A exigido pela Confederação Brasileira de Atletismo. “Ela está muito confiante e tenho certeza que fará uma boa competição”, ressalta o treinador Cláudio Castilho, que diz ainda que Baldaia teve uma ótima recuperação da prova.

A largada da prova será na ponte Estaiada, novo cartão postal da capital paulista situada na Marginal Pinheiros, na região do Brooklin, a partir das 9h. Já a chegada será na região do Obelisco do Parque Ibirapuera. A entrega dos kits, juntamente com o chip de cronometragem, será feita na quinta e na sexta-feira das 13 às 21 horas e no sábado, das 8 às 16 horas, no Ginásio Poliesportivo do Ibirapuera (Abílio Soares, 1;300). Não serão entregues kits no dia da prova.

Recuperada, Marizete quer vencer Maratona de SP

Maratona · 26 maio, 2008

A baiana Marizete Moreira dos Santos, vice-campeã da Maratona de São Paulo ano passado, será uma das atrações da competição do próximo dia primeiro de junho. Recuperada de uma lesão no tendão de Aquiles esquerdo, ela está pronta para obter a primeira vitória na disputa.

“É muito bom voltar a treinar e a competir normalmente depois de tanto tempo parada. A lesão me atrapalhou na tentativa de obter o índice para a Olimpíada de Pequim, mas estou voltando à melhor forma e animada para correr em São Paulo”, comenta a atleta radicada em Brasília. “Estou recuperando o ritmo de competição para poder brigar por um bom resultado”, completa.

Natural de Santa Maria da Vitória, ela começou no atletismo ainda quando trabalhava na roça. Aos 24 anos foi morar em Brasília, onde trabalhou em lanchonete e consultório dentário, antes de se dedicar totalmente ao esporte. Entre os principais resultados, ela ostenta o tetra na Meia do Distrito Federal e o terceiro posto na Maratona de São Paulo em 2006.

Nova largada - A competição vai largar este ano da nova ponte Estaiada, na região da Marginal Pinheiros, e Marizete está curiosa para conhecer. “Dizem que a nova ponta é muito bonita”. A chegada será nas proximidades do Obelisco do Ibirapuera.

Além da corrida dos 42.195 metros, que dá nome à competição, o evento também terá provas de cinco e 10 quilômetros e uma caminhada de cinco. Os 10 quilômetros também terá chegada no Ibirapuera. Já a corrida e a caminhada de começarão e terminarão na Avenida Jornalista Roberto Marinho.

Quem desejar participar da prova, ainda dá tempo de se inscrever pelo site www.maratonadesaopaulo.com.br, sob o valor de R$ 55 para a prova principal e R$ 40 para os demais eventos.


Recuperada, Marizete quer vencer Maratona de SP

Maratona · 26 maio, 2008

A baiana Marizete Moreira dos Santos, vice-campeã da Maratona de São Paulo ano passado, será uma das atrações da competição do próximo dia primeiro de junho. Recuperada de uma lesão no tendão de Aquiles esquerdo, ela está pronta para obter a primeira vitória na disputa.

“É muito bom voltar a treinar e a competir normalmente depois de tanto tempo parada. A lesão me atrapalhou na tentativa de obter o índice para a Olimpíada de Pequim, mas estou voltando à melhor forma e animada para correr em São Paulo”, comenta a atleta radicada em Brasília. “Estou recuperando o ritmo de competição para poder brigar por um bom resultado”, completa.

Natural de Santa Maria da Vitória, ela começou no atletismo ainda quando trabalhava na roça. Aos 24 anos foi morar em Brasília, onde trabalhou em lanchonete e consultório dentário, antes de se dedicar totalmente ao esporte. Entre os principais resultados, ela ostenta o tetra na Meia do Distrito Federal e o terceiro posto na Maratona de São Paulo em 2006.

Nova largada - A competição vai largar este ano da nova ponte Estaiada, na região da Marginal Pinheiros, e Marizete está curiosa para conhecer. “Dizem que a nova ponta é muito bonita”. A chegada será nas proximidades do Obelisco do Ibirapuera.

Além da corrida dos 42.195 metros, que dá nome à competição, o evento também terá provas de cinco e 10 quilômetros e uma caminhada de cinco. Os 10 quilômetros também terá chegada no Ibirapuera. Já a corrida e a caminhada de começarão e terminarão na Avenida Jornalista Roberto Marinho.

Quem desejar participar da prova, ainda dá tempo de se inscrever pelo site www.maratonadesaopaulo.com.br, sob o valor de R$ 55 para a prova principal e R$ 40 para os demais eventos.

Brasileiras buscam índice do Pan na Itália

Maratona · 18 abr, 2007

A goiana Marizete Rezende e a alagoana Marily dos Santos vão disputar a Maratona de Padova, na Itália no próximo domingo (22) como última oportunidade de obter índice para os Jogos Pan-americanos. Enquanto para Marizete a decisão de participar veio de última hora, Marily se planejou desde o início da temporada.

Marizete correu no último domingo (15) a Maratona de Turim, também na Itália, mas não conseguiu completar devido ao cansaço. “Fiquei sem dormir durante três dias, o cansaço bateu e parei no quilometro 15. Agora estou confiante e já me adaptei ao fuso horário. Não conheço o percurso, mas estou preparada”, comenta a vencedora da Maratona de São Paulo em 2001, da São Silvestre em 2002 e da Meia do Rio em 2006.

A sempre sorridente Marily ostenta o título de campeã do Circuito de Corridas da Caixa de 2006, quinto na São Silvestre do ano passado e é a atual líder do ranking nos 10.000 metros. “Todas as provas deste ano serviram como preparativo. Estávamos em dúvida se correríamos em Roterdã ou Padova. Tivemos a chance de ir para a Itália e vamos tentar”, declara o treinador e marido da atleta Gilmário Mendes.

Marizete possui como melhor marca 2h37min29 em 2001, em Porto Alegre (RS), enquanto Marily tem 2h48min como tempo mais baixo, obtido na Maratona de São Paulo. As atuais líderes do ranking são a catarinense Márcia Narloch, com 2h35min28 obtido em outubro na Maratona de Berlim e Sirlene Pinho, com 2h35min43 conquistado em outubro passado em Amsterdã, Holanda.

A Confederação Brasileira de Atletismo (CBAt) divulgará no próprio dia 22 a lista de atletas convocados para os Jogos Pan-americanos do Rio de Janeiro.


Brasileiras buscam índice do Pan na Itália

Maratona · 18 abr, 2007

A goiana Marizete Rezende e a alagoana Marily dos Santos vão disputar a Maratona de Padova, na Itália no próximo domingo (22) como última oportunidade de obter índice para os Jogos Pan-americanos. Enquanto para Marizete a decisão de participar veio de última hora, Marily se planejou desde o início da temporada.

Marizete correu no último domingo (15) a Maratona de Turim, também na Itália, mas não conseguiu completar devido ao cansaço. “Fiquei sem dormir durante três dias, o cansaço bateu e parei no quilometro 15. Agora estou confiante e já me adaptei ao fuso horário. Não conheço o percurso, mas estou preparada”, comenta a vencedora da Maratona de São Paulo em 2001, da São Silvestre em 2002 e da Meia do Rio em 2006.

A sempre sorridente Marily ostenta o título de campeã do Circuito de Corridas da Caixa de 2006, quinto na São Silvestre do ano passado e é a atual líder do ranking nos 10.000 metros. “Todas as provas deste ano serviram como preparativo. Estávamos em dúvida se correríamos em Roterdã ou Padova. Tivemos a chance de ir para a Itália e vamos tentar”, declara o treinador e marido da atleta Gilmário Mendes.

Marizete possui como melhor marca 2h37min29 em 2001, em Porto Alegre (RS), enquanto Marily tem 2h48min como tempo mais baixo, obtido na Maratona de São Paulo. As atuais líderes do ranking são a catarinense Márcia Narloch, com 2h35min28 obtido em outubro na Maratona de Berlim e Sirlene Pinho, com 2h35min43 conquistado em outubro passado em Amsterdã, Holanda.

A Confederação Brasileira de Atletismo (CBAt) divulgará no próprio dia 22 a lista de atletas convocados para os Jogos Pan-americanos do Rio de Janeiro.

Marizete é suspensa por dois anos

Meia Maratona · 31 mar, 2004

O Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) condenou no começo da semana a atleta Marizete de Paula por uso de substâncias proibidas no esporte. Desta forma a corredora, que já venceu a São Silvestre em 2002, estará suspensa da modalidade por dois anos.

No final do ano passado o exame antidoping de Marizete apresentou o uso de Eripropoietina (EPO), substância proibida pela Associação Internacional de Federações de Atletismo (IAAF). Isto porque o EPO, quando usado em grande quantidade, provoca o aumento da capacidade de oxigenação dos músculos e o resultado é uma melhor performance na corrida.

Agora para recorrer da sentença Marizete pode apelar para a Corte Arbitral do Esporte na Suíça. Ela alegou no começo do ano que o uso do EPO foi para combater uma forte anemia.


Marizete é suspensa por dois anos

Meia Maratona · 31 mar, 2004

O Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) condenou no começo da semana a atleta Marizete de Paula por uso de substâncias proibidas no esporte. Desta forma a corredora, que já venceu a São Silvestre em 2002, estará suspensa da modalidade por dois anos.

No final do ano passado o exame antidoping de Marizete apresentou o uso de Eripropoietina (EPO), substância proibida pela Associação Internacional de Federações de Atletismo (IAAF). Isto porque o EPO, quando usado em grande quantidade, provoca o aumento da capacidade de oxigenação dos músculos e o resultado é uma melhor performance na corrida.

Agora para recorrer da sentença Marizete pode apelar para a Corte Arbitral do Esporte na Suíça. Ela alegou no começo do ano que o uso do EPO foi para combater uma forte anemia.