Dez Milhas

Quenianos são campeões da Dez Milhas Garoto neste domingo (07/08)

Corridas de Rua · 07 ago, 2011

A 22ª edição das Dez Milhas Garoto, que aconteceu neste domingo, dia sete de agosto, teve como campeões os quenianos Kimutai Kiplimo, no masculino, e Eunice Jepkirui Kirwa, no feminino. A largada dos 16,09 quilômetros foi dada com muito sol em Vitória (ES) e a chegada foi em frente à fábrica da Garoto em Vila Velha (ES).

Direto de Vila Velha (ES)- A largada da elite masculina e demais pelotões foi às nove horas e a partir do quilômetro sete os dois quenianos Kimutai Kiplimo e Joshua Kemei já se destacavam do resto do pelotão. Alguns quilômetros depois Kimutai aumentou o ritmo e abriu grande vantagem dos demais competidores. “Estou muito feliz com o resultado. Abri a liderança, mas não foi fácil porque os atletas brasileiros estão mais habituados com o clima”, comenta o campeão que marcou 48min05.

A segunda colocação ficou com Damião Ancelmo de Souza, da equipe Pé de Vento, com tempo de 48min43. “Percebi que os quenianos não queriam me acompanhar até a chegada e abriram vantagem. Mantive o ritmo porque sabia que podia alcançar eles e consegui a segunda colocação”, comenta o vice que tem como principal objetivo alcançar o índice para os Jogos Pan-Americanos de Guadalajara, no México.

Paulo Roberto de Almeida, do Cruzeiro Esporte Clube, marcou 48min51 e conquistou o terceiro lugar. “A corrida estava em um nível bom e o sol não foi um problema. Os atletas brasileiros são muito individualistas, deixamos os quenianos abrirem muita distância e ficou difícil de alcançar”, explica o atleta.

Giovani dos Santos (50min05), da equipe Pé de Vento, e o queniano Joshua Kemei (50min18), ficaram em quarto e quinto lugar respectivamente.

Feminino- A largada da elite feminina ocorreu às 8h45 e as atletas Simone Alves da Silva e Maria Zeferina Baldaia tentaram manter um bom ritmo e acompanhar as quenianas, mas não foi possível. A vitória ficou para Eunice Jepkirui, que marcou 55min43 e conquistou o bicampeonato. “Estou feliz por ter ganhado novamente, mas foi difícil por causa do sol e do calor”, fala a bicampeã.

A segunda colocada foi a brasileira Simone Alves da Silva, com tempo de 56min15. “Acompanhei a queniana até o quilômetro 13, mas comecei a sentir dor na panturrilha. Resolvi segurar o ritmo para não perder minha segunda colocação. Vim com o objetivo de ficar entre as cinco melhores e estou feliz”, diz a vice que na quarta-feira (03/08), bateu o recorde sul-americano dos 10.000 metros, e no sábado (06/08), bateu o recorde da competição nos 5.000 metros, no Troféu Brasil de Atletismo.

A queniana Rumokol Elizabeth Chepkanan (56min24) ficou em terceiro lugar e a tanzaniana Anastazia Msandai Mhomi (1h00min43) ficou com a quarta colocação. A segunda melhor brasileira foi Maria Zeferina Baldaia, que ficou na quinta colocação. “O percurso foi maravilhoso. Foi um ritmo muito bom, porque as africanas correm forte e nós acabamos melhorando nosso tempo. Estou muito feliz, já que meu objetivo era ficar entre as cinco primeiras”, fala a atleta que marcou 1h01min34.

A 22ª Dez Milhas Garoto contou com mais de seis mil participantes. Ocorreu também a décima Corrida Garotada, que reuniu cerca de 700 crianças. Os atletas da elite receberam premiação em dinheiro até o 15º colocado, no feminino e no masculino, e os primeiros brasileiros na prova (Damião Ancelmo e Simone Alves) foram premiados com um carro zero quilômetro.


Quenianos são campeões da Dez Milhas Garoto neste domingo (07/08)

Corridas de Rua · 07 ago, 2011

A 22ª edição das Dez Milhas Garoto, que aconteceu neste domingo, dia sete de agosto, teve como campeões os quenianos Kimutai Kiplimo, no masculino, e Eunice Jepkirui Kirwa, no feminino. A largada dos 16,09 quilômetros foi dada com muito sol em Vitória (ES) e a chegada foi em frente à fábrica da Garoto em Vila Velha (ES).

Direto de Vila Velha (ES)- A largada da elite masculina e demais pelotões foi às nove horas e a partir do quilômetro sete os dois quenianos Kimutai Kiplimo e Joshua Kemei já se destacavam do resto do pelotão. Alguns quilômetros depois Kimutai aumentou o ritmo e abriu grande vantagem dos demais competidores. “Estou muito feliz com o resultado. Abri a liderança, mas não foi fácil porque os atletas brasileiros estão mais habituados com o clima”, comenta o campeão que marcou 48min05.

A segunda colocação ficou com Damião Ancelmo de Souza, da equipe Pé de Vento, com tempo de 48min43. “Percebi que os quenianos não queriam me acompanhar até a chegada e abriram vantagem. Mantive o ritmo porque sabia que podia alcançar eles e consegui a segunda colocação”, comenta o vice que tem como principal objetivo alcançar o índice para os Jogos Pan-Americanos de Guadalajara, no México.

Paulo Roberto de Almeida, do Cruzeiro Esporte Clube, marcou 48min51 e conquistou o terceiro lugar. “A corrida estava em um nível bom e o sol não foi um problema. Os atletas brasileiros são muito individualistas, deixamos os quenianos abrirem muita distância e ficou difícil de alcançar”, explica o atleta.

Giovani dos Santos (50min05), da equipe Pé de Vento, e o queniano Joshua Kemei (50min18), ficaram em quarto e quinto lugar respectivamente.

Feminino- A largada da elite feminina ocorreu às 8h45 e as atletas Simone Alves da Silva e Maria Zeferina Baldaia tentaram manter um bom ritmo e acompanhar as quenianas, mas não foi possível. A vitória ficou para Eunice Jepkirui, que marcou 55min43 e conquistou o bicampeonato. “Estou feliz por ter ganhado novamente, mas foi difícil por causa do sol e do calor”, fala a bicampeã.

A segunda colocada foi a brasileira Simone Alves da Silva, com tempo de 56min15. “Acompanhei a queniana até o quilômetro 13, mas comecei a sentir dor na panturrilha. Resolvi segurar o ritmo para não perder minha segunda colocação. Vim com o objetivo de ficar entre as cinco melhores e estou feliz”, diz a vice que na quarta-feira (03/08), bateu o recorde sul-americano dos 10.000 metros, e no sábado (06/08), bateu o recorde da competição nos 5.000 metros, no Troféu Brasil de Atletismo.

A queniana Rumokol Elizabeth Chepkanan (56min24) ficou em terceiro lugar e a tanzaniana Anastazia Msandai Mhomi (1h00min43) ficou com a quarta colocação. A segunda melhor brasileira foi Maria Zeferina Baldaia, que ficou na quinta colocação. “O percurso foi maravilhoso. Foi um ritmo muito bom, porque as africanas correm forte e nós acabamos melhorando nosso tempo. Estou muito feliz, já que meu objetivo era ficar entre as cinco primeiras”, fala a atleta que marcou 1h01min34.

A 22ª Dez Milhas Garoto contou com mais de seis mil participantes. Ocorreu também a décima Corrida Garotada, que reuniu cerca de 700 crianças. Os atletas da elite receberam premiação em dinheiro até o 15º colocado, no feminino e no masculino, e os primeiros brasileiros na prova (Damião Ancelmo e Simone Alves) foram premiados com um carro zero quilômetro.

Inscritos correm pelo chocolate nas Dez Milhas Garoto

Corridas de Rua · 26 jul, 2011

No dia sete de agosto os mais de seis mil corredores capixabas e de outras regiões que se inscreveram na Dez Milhas Garoto terão um motivo a mais para cruzar a linha de chegada em Vila Velha (ES): o chocolate. Isso porque a prova larga na cidade de Vitória e chega em Vila Velha em frente à fábrica da Chocolates Garoto.

O número oficial de inscritos divulgado pela organização é de 6.600 corredores, incluindo a prova principal e a disputa infantil, batizada de Corrida Garotada. Ao todo, 4.600 homens e 1.400 mulheres participam dos 16,090 quilômetros, entre eles 4.800 capixabas, 1.184 atletas de outros estados e 16 estrangeiros. Na disputa infantil estão inscritas mais de 700 crianças.

Essa é uma prova que conta com o apoio do público em diversos pontos do percurso e principalmente na chegada, onde são montadas arquibancadas móveis. Para auxiliar corredores e público, a estrutura de apoio foi reforçada e estarão à disposição dos corredores 600 staffs voluntários, sete ambulâncias, 15 brigadistas, viaturas e motos com profissionais da saúde, posto médico na chegada, lancha do Corpo de Bombeiros, além da cavalaria da Polícia Militar (no percurso da prova e nas ruas adjacentes), com cerca de 550 homens.


Inscritos correm pelo chocolate nas Dez Milhas Garoto

Corridas de Rua · 26 jul, 2011

No dia sete de agosto os mais de seis mil corredores capixabas e de outras regiões que se inscreveram na Dez Milhas Garoto terão um motivo a mais para cruzar a linha de chegada em Vila Velha (ES): o chocolate. Isso porque a prova larga na cidade de Vitória e chega em Vila Velha em frente à fábrica da Chocolates Garoto.

O número oficial de inscritos divulgado pela organização é de 6.600 corredores, incluindo a prova principal e a disputa infantil, batizada de Corrida Garotada. Ao todo, 4.600 homens e 1.400 mulheres participam dos 16,090 quilômetros, entre eles 4.800 capixabas, 1.184 atletas de outros estados e 16 estrangeiros. Na disputa infantil estão inscritas mais de 700 crianças.

Essa é uma prova que conta com o apoio do público em diversos pontos do percurso e principalmente na chegada, onde são montadas arquibancadas móveis. Para auxiliar corredores e público, a estrutura de apoio foi reforçada e estarão à disposição dos corredores 600 staffs voluntários, sete ambulâncias, 15 brigadistas, viaturas e motos com profissionais da saúde, posto médico na chegada, lancha do Corpo de Bombeiros, além da cavalaria da Polícia Militar (no percurso da prova e nas ruas adjacentes), com cerca de 550 homens.