Deriba Merga e Feyisa Lilesa

Deriba Merga e Feyisa Lilesa participam da maratona de Chicago

Esporte Adaptado · 30 set, 2010

A maratona de Chicago anunciou nesta quarta-feira a partipação de mais de 45 mil atletas para a disputa que ocorrerá no próximo dia 10, nos Estados Unidos. A confirmação dos etíopes Deriba Merga, campeão da Maratona de Boston ano passado e Lilesa Feyisa, atleta que tem a marca pessoal de 2h05min23, deixam a disputa ainda mais emocionante.

A presença de Merga gera expectativas para a prova, porque ele está como terceiro colocado no ranking do Circuito das Maiores Maratonas do Mundo (WMM 2009-2010). O corredor é o único que poderá alcançar o queniano Sammy Wanjiru e o etíope Tesegaye Kebede, líderes do circuito, com 15 pontos à frente.

Já Lilesa é um dos atletas mais jovens em longas-distâncias e detentor do recorde de 2h05min23 na Maratona de Roterdan, em Abril. Ele é um dos corredores mais novos a quebrar a antiga marca de 2h06 no país europeu. Todos esses nomes já mencionados se somam a outros destaques que participarão da competição masculina: Shadrack Biwott e Wesley Korir, do Quênia, Terfa Negari, da Etiopia, e o americano Nick Arciniaga.

Já na categoria feminina, as favoritas Liliya Shobukhova, Irina Mikitenko e Magdalena Lewy Boulet, competirão ao lado das atletas Astede Baysa, campeã na Maratona de Paris, Askale Tafa Magarsa, segundo lugar em Berlim há dois anos e Daksa Mamitu, vitoriosa na maratona de Dubai.

"A participação de atletas que fizeram parte da história da maratona de Chicago deixa a prova deste ano ainda melhor", diz Carey Pinkowski, diretor executivo da corrida. "Estes corredores estão ansiosos para competir um contra o outro nesta disputa que atinge um alto nível. A maratona tem o palco pronto para mais uma corrida histórica”, acrescenta Carey.

Na competição de cadeirantes, a campeã da maratona do ano passado, Tatyana McFadden, dos Estados Unidos, competirá no feminino outra vez. Em 2009, a corredora era estreante em Chicago, mas mesmo assim surpreendeu as competidoras mais experientes ao acelerar os passos e travar uma disputa acirrada com as outras duas primeiras colocadas, que subiram ao pódio com diferença de apenas três segundos.

McFadden, nesta próxima prova, desafiará a própria companheira de equipe, a esportista Amanda McGrory, campeã da Maratona de Chicago em 2007 e 2008. Entre os homens, Van Dyk, da África do Sul, tem buscado vitórias pelo mundo todo e fará a primeira aparição na cidade de Chicago, depois de passar por Nova York, Paris, Boston e Los Angeles, e acumular mais de nove títulos. O suíço Heinz Frei entra como outro favorito na categoria deficiente, após ganhar três vezes em Londres e alcançar um dos tempos mais rápidos num percurso plano de maratona (1h20min14).

A Maratona de Chicago faz parte do Circuito das Maiores Maratonas do Mundo (World Majors Marathon - WMM) e chega à 33ª edição. A melhor marca masculina registrada até hoje é do queniano Sammy Wanjiru, em 2h05min41. Já no feminino, a atleta Paula Radcliffe conquistou um novo recorde para a maratona em 2002, ao finalizar o trajeto com o tempo de 2h17min18.


Deriba Merga e Feyisa Lilesa participam da maratona de Chicago

Esporte Adaptado · 30 set, 2010

A maratona de Chicago anunciou nesta quarta-feira a partipação de mais de 45 mil atletas para a disputa que ocorrerá no próximo dia 10, nos Estados Unidos. A confirmação dos etíopes Deriba Merga, campeão da Maratona de Boston ano passado e Lilesa Feyisa, atleta que tem a marca pessoal de 2h05min23, deixam a disputa ainda mais emocionante.

A presença de Merga gera expectativas para a prova, porque ele está como terceiro colocado no ranking do Circuito das Maiores Maratonas do Mundo (WMM 2009-2010). O corredor é o único que poderá alcançar o queniano Sammy Wanjiru e o etíope Tesegaye Kebede, líderes do circuito, com 15 pontos à frente.

Já Lilesa é um dos atletas mais jovens em longas-distâncias e detentor do recorde de 2h05min23 na Maratona de Roterdan, em Abril. Ele é um dos corredores mais novos a quebrar a antiga marca de 2h06 no país europeu. Todos esses nomes já mencionados se somam a outros destaques que participarão da competição masculina: Shadrack Biwott e Wesley Korir, do Quênia, Terfa Negari, da Etiopia, e o americano Nick Arciniaga.

Já na categoria feminina, as favoritas Liliya Shobukhova, Irina Mikitenko e Magdalena Lewy Boulet, competirão ao lado das atletas Astede Baysa, campeã na Maratona de Paris, Askale Tafa Magarsa, segundo lugar em Berlim há dois anos e Daksa Mamitu, vitoriosa na maratona de Dubai.

"A participação de atletas que fizeram parte da história da maratona de Chicago deixa a prova deste ano ainda melhor", diz Carey Pinkowski, diretor executivo da corrida. "Estes corredores estão ansiosos para competir um contra o outro nesta disputa que atinge um alto nível. A maratona tem o palco pronto para mais uma corrida histórica”, acrescenta Carey.

Na competição de cadeirantes, a campeã da maratona do ano passado, Tatyana McFadden, dos Estados Unidos, competirá no feminino outra vez. Em 2009, a corredora era estreante em Chicago, mas mesmo assim surpreendeu as competidoras mais experientes ao acelerar os passos e travar uma disputa acirrada com as outras duas primeiras colocadas, que subiram ao pódio com diferença de apenas três segundos.

McFadden, nesta próxima prova, desafiará a própria companheira de equipe, a esportista Amanda McGrory, campeã da Maratona de Chicago em 2007 e 2008. Entre os homens, Van Dyk, da África do Sul, tem buscado vitórias pelo mundo todo e fará a primeira aparição na cidade de Chicago, depois de passar por Nova York, Paris, Boston e Los Angeles, e acumular mais de nove títulos. O suíço Heinz Frei entra como outro favorito na categoria deficiente, após ganhar três vezes em Londres e alcançar um dos tempos mais rápidos num percurso plano de maratona (1h20min14).

A Maratona de Chicago faz parte do Circuito das Maiores Maratonas do Mundo (World Majors Marathon - WMM) e chega à 33ª edição. A melhor marca masculina registrada até hoje é do queniano Sammy Wanjiru, em 2h05min41. Já no feminino, a atleta Paula Radcliffe conquistou um novo recorde para a maratona em 2002, ao finalizar o trajeto com o tempo de 2h17min18.