Adauto Domingues

Adauto Domingues comenta vitória de Marílson

Atletismo · 26 jun, 2008

Na noite da última quarta-feira (25) Marílson Gomes dos Santos venceu os 10 mil metros do Troféu Brasil de Atletismo na pista do Constâncio Vaz Guimarães, na região do Ibirapuera, em São Paulo. Seu treinador Adauto Domingues comenta a estratégia utilizada. Vale lembrar que ele é um dos três brasileiros classificados para a Maratona dos Jogos Olímpicos de Pequim.

São Paulo - Treinador do maratonista Marílson Gomes dos Santos, Adauto Domingues lembrou desde o começo da competição dos 10 mil metros, que essa não era a prova ideal para seu pupilo fazer uma boa marca. E ele acertou.

Para Adauto, a falta de um pelotão forte e temperatura muito baixa da capital paulista, cerca de 13ºC, dificilmente possibilitaria bons tempos. “O objetivo maior aqui era vencer a competição e, por ele não ser um atelta rápido, precisava abrir do grupo em determinado momento e certamente alguém iria seguí-lo”.

As previsões novamente foram acertadas, já que na volta 10 o brasiliense deixou o pelotão para trás e trouxe em seu encalço Ubiratan José dos Santos, que em diversos momentos atacou o líder e pareceu ter forças para ultrapassar. “Deu tudo certo e o Marílson venceu, mas poderia ter acontecido o contrário”, ressalta o treinador.

Nesse domingo acontece a prova dos cinco mil metros do Troféu Brasil, na qual ele também está inscrito, mas segundo Adauto, há grandes chances de Marílson não participar. “Eu diria que há de 60 a 70% de chances dele não correr, até porque temos um treino longo programado para domingo, vai depender de algumas circustâncias”.

O foco principal do atleta é a preparação para a maratona olímpica e, segundo o treinador, mesmo que haja necessidade de correr domingo, de qualquer forma enfrentará o treino longo. “Para ele chegar bem em Pequim, ele precisa fazer esse volume de treinos, não tem jeito”, conta.

O Troféu Brasil de Atletismo vai até o próximo domingo (29) e, quem quiser acompanhar as provas, pode se dirigir à pista de atletismo do Ibirapuera, já que a entrada é franca. O endereço é Rua Manoel da Nóbrega, 1361.


Adauto Domingues comenta vitória de Marílson

Atletismo · 26 jun, 2008

Na noite da última quarta-feira (25) Marílson Gomes dos Santos venceu os 10 mil metros do Troféu Brasil de Atletismo na pista do Constâncio Vaz Guimarães, na região do Ibirapuera, em São Paulo. Seu treinador Adauto Domingues comenta a estratégia utilizada. Vale lembrar que ele é um dos três brasileiros classificados para a Maratona dos Jogos Olímpicos de Pequim.

São Paulo - Treinador do maratonista Marílson Gomes dos Santos, Adauto Domingues lembrou desde o começo da competição dos 10 mil metros, que essa não era a prova ideal para seu pupilo fazer uma boa marca. E ele acertou.

Para Adauto, a falta de um pelotão forte e temperatura muito baixa da capital paulista, cerca de 13ºC, dificilmente possibilitaria bons tempos. “O objetivo maior aqui era vencer a competição e, por ele não ser um atelta rápido, precisava abrir do grupo em determinado momento e certamente alguém iria seguí-lo”.

As previsões novamente foram acertadas, já que na volta 10 o brasiliense deixou o pelotão para trás e trouxe em seu encalço Ubiratan José dos Santos, que em diversos momentos atacou o líder e pareceu ter forças para ultrapassar. “Deu tudo certo e o Marílson venceu, mas poderia ter acontecido o contrário”, ressalta o treinador.

Nesse domingo acontece a prova dos cinco mil metros do Troféu Brasil, na qual ele também está inscrito, mas segundo Adauto, há grandes chances de Marílson não participar. “Eu diria que há de 60 a 70% de chances dele não correr, até porque temos um treino longo programado para domingo, vai depender de algumas circustâncias”.

O foco principal do atleta é a preparação para a maratona olímpica e, segundo o treinador, mesmo que haja necessidade de correr domingo, de qualquer forma enfrentará o treino longo. “Para ele chegar bem em Pequim, ele precisa fazer esse volume de treinos, não tem jeito”, conta.

O Troféu Brasil de Atletismo vai até o próximo domingo (29) e, quem quiser acompanhar as provas, pode se dirigir à pista de atletismo do Ibirapuera, já que a entrada é franca. O endereço é Rua Manoel da Nóbrega, 1361.

Marílson treina para provas curtas do Pan 2007

Corridas de Rua · 07 jul, 2006

O atleta Marílson Gomes não tem participado com freqüência de competições e uma de suas últimas provas foi o Meeting de Kassel (Alemanha), no início do mês de junho. Isso se deve ao fato de estar treinando regularmente com seu treinador, Adauto Domingues, que explica a atual situação do corredor.

“O Marílson está bem, fez um trabalho para o começo do ano pra melhorar os resultados de pista, que foram alcançados com êxito”, conta. “Aí ele tinha um planejamento de uns dias de descanso, pois ficou num estresse grande para conseguir resultados, mas já está voltando”.

Atualmente Marílson é o melhor brasileiro no ranking da IAAF (Federação Internacional de Atletismo) na categoria Maratonas, com o tempo de 2h08min48. Adauto comenta que essa marca praticamente garante a participação de seu pupilo no Pan 2007 e, por isso, o objetivo principal agora é participar de corridas mais curtas.

“O Pan na verdade não é índice, vão os dois primeiros de cada categoria. Então, é só ele se manter entre os dois primeiros, que não vai ter problemas”, comentou o técnico. “O objetivo é colocá-lo em provas de cinco e 10 mil metros”.

Para manter o ritmo e avaliar o progresso dos treinamentos, Marílson deve disputar uma maratona internacional no segundo semestre. “Ele vai fazer uma maratona rápida, Nova York, Chicago ou Berlim”, comentou Adauto.

Quanto à provas de curta distância no Brasil, ele ainda vai definir junto com o atleta, quais vai competir. “Ele vai treinar mais umas duas ou três semanas e, dependendo de como ele reagir, é que a gente estabelece as provas intermediárias”.


Marílson treina para provas curtas do Pan 2007

Corridas de Rua · 07 jul, 2006

O atleta Marílson Gomes não tem participado com freqüência de competições e uma de suas últimas provas foi o Meeting de Kassel (Alemanha), no início do mês de junho. Isso se deve ao fato de estar treinando regularmente com seu treinador, Adauto Domingues, que explica a atual situação do corredor.

“O Marílson está bem, fez um trabalho para o começo do ano pra melhorar os resultados de pista, que foram alcançados com êxito”, conta. “Aí ele tinha um planejamento de uns dias de descanso, pois ficou num estresse grande para conseguir resultados, mas já está voltando”.

Atualmente Marílson é o melhor brasileiro no ranking da IAAF (Federação Internacional de Atletismo) na categoria Maratonas, com o tempo de 2h08min48. Adauto comenta que essa marca praticamente garante a participação de seu pupilo no Pan 2007 e, por isso, o objetivo principal agora é participar de corridas mais curtas.

“O Pan na verdade não é índice, vão os dois primeiros de cada categoria. Então, é só ele se manter entre os dois primeiros, que não vai ter problemas”, comentou o técnico. “O objetivo é colocá-lo em provas de cinco e 10 mil metros”.

Para manter o ritmo e avaliar o progresso dos treinamentos, Marílson deve disputar uma maratona internacional no segundo semestre. “Ele vai fazer uma maratona rápida, Nova York, Chicago ou Berlim”, comentou Adauto.

Quanto à provas de curta distância no Brasil, ele ainda vai definir junto com o atleta, quais vai competir. “Ele vai treinar mais umas duas ou três semanas e, dependendo de como ele reagir, é que a gente estabelece as provas intermediárias”.