10k rio

Brasileiros vencem os 10k Rio, último teste para a São Silvestre

Corridas de Rua · 23 dez, 2007

Os corredores brasileiros esbanjaram forma física ao vencer a 10k Rio, competição disputada na manhã deste domingo no Aterro do Flamengo (RJ), último teste para a São silvestre. O pódio masculino foi verde amarelo e teve apenas um queniano, que ficou com o terceiro lugar, enquanto entre as mulheres três quenianas e duas brasileiras chegaram nos primeiros lugares. Gladson Silva Barbosa completou os 10k em 29min50, enquanto Chemtai Rionotukei precisou de 34min35 para se sagrar campeã.

No começo da prova masculina o favorito Kiprono Mutai, da Athletic Sports/Luasa, disparou na frente dando a falsa impressão que dominaria a corrida, mas desistiu um pouco depois, dando espaço para a liderança do pelotão de seis corredores que vinha atrás. Francisco Barbosa dos Santos, do Cruzeiro, imprimiu um ritmo mais forte na metade do percurso e, em seguida, deixou a ponta para Raimundo Nonato Aguiar, da equipe Pé de Vento.

No último quilômetro, Gladson Silva Barbosa, do Pinheiros, assumiu a ponta e não foi mais alcançado até cruzar a linha de chegada na primeira colocação, seu principal resultado na carreira de corredor de rua, já que é especialista em corridas de obstáculos em pista. Ele foi seguido por Giomar Pereira da Silva, da Caixa, do queniano Gatheru Daniel Ndiritu, da Fila, e João Ferreira de Lima, o João da Boa, do Cruzeiro.

Bom resultado - “Estou treinando em Campos do Jordão e fiz o ritmo determinado pelo meu técnico, Cláudio Castilho, que era de 2min50 por quilômetro. Sabia que a prova começaria muito rápida e depois o ritmo seria um pouco mais baixo. A estratégia deu certo e forcei bastante no final para dominar o pelotão”, explica emocionado o atleta de 28 anos, que é bicampeão brasileiro nos três mil metros com obstáculos.

Mineiro de Montes Claros, ele se mudou bem pequeno para a região de Ribeirão Preto, no interior do Estado de São Paulo, onde vive até hoje e começou a correr com 15 anos após assistir uma edição da São Silvestre. “Naquele dia decidi ser corredor e me especializei na pista. Encerro minha temporada de rua na São Silvestre e depois me dedicarei aos três mil metros, competindo nos primeiros seis meses do ano na Europa, com o objetivo de obter o índice olímpico para Pequim”, ressalta.

Na disputa feminina as africanas mostraram a habitual força e resistência e, logo no início, saíram à frente tendo como líder a alagoana Marily dos Santos. Na metade do percurso as quenianas apertaram o passo e Chemtai Rionotukei, da Athletic Sports/Luasa, assumiu a liderança para cruzar em primeiro com 13 segundos de diferença para Maria Zeferina Baldaia, do Pinheiros.

“O clima estava excelente e o percurso plano ajudou bastante. Procurei ficar no pelotão dianteiro e forcei no final. Agora vou para a São Silvestre bastante otimista”, afirma Chemtai, de 21 anos, que conquistou três excelentes resultados nos últimos dois meses no Brasil. Ela ganhou duas provas de 10 quilômetros em novembro – a primeira também no Aterro do Flamengo, e a segunda em Curitiba, na última etapa do Circuito da Caixa. Em dezembro venceu corrida de oito quilômetros no Guarujá só para mulheres.

Zeferina, campeã da São Silvestre em 2001, também estava muito feliz. “A prova foi bem forte e fiquei o tempo todo no pelotão da frente para lutar pela vitória. O segundo lugar foi ótimo e agora quero conquistar o pódio na São Silvestre”. Eunice Jeptoo, da Fila, ficou em terceiro, depois de ganhar a Gonzaguinha no domingo passado.

Marily - Quem também teve motivos para comemorar foi Marily dos Santos, que chegou em quarto lugar, mas garantiu o título de campeã do Ranking Caixa/ CBAt de Corredores de Rua 2007. Marily somou 234 pontos e tem vantagem de 55 sobre Conceição de Maria Carvalho, décima na 10K Rio e não pode ser mais alcançada, já que há somente mais uma prova. “Dei duro este ano para conseguir este título que confirmei aqui no Rio. Agora quero ficar entre as 10 melhores na São Silvestre”, enfatiza.

No masculino, a definição do Ranking ficou para a prova do próximo dia 31, já que João da Bota manteve a liderança, com 268 pontos, mas tem apenas 11 de vantagem para Giomar Pereira da Silva. A terceira edição da 10K Rio reuniu cerca de quatro mil corredores e o tempo nublado e o clima ameno, com temperatura em torno de 22 graus, favoreceu o índice técnico da prova e não castigou os milhares de amadores.


Brasileiros vencem os 10k Rio, último teste para a São Silvestre

Corridas de Rua · 23 dez, 2007

Os corredores brasileiros esbanjaram forma física ao vencer a 10k Rio, competição disputada na manhã deste domingo no Aterro do Flamengo (RJ), último teste para a São silvestre. O pódio masculino foi verde amarelo e teve apenas um queniano, que ficou com o terceiro lugar, enquanto entre as mulheres três quenianas e duas brasileiras chegaram nos primeiros lugares. Gladson Silva Barbosa completou os 10k em 29min50, enquanto Chemtai Rionotukei precisou de 34min35 para se sagrar campeã.

No começo da prova masculina o favorito Kiprono Mutai, da Athletic Sports/Luasa, disparou na frente dando a falsa impressão que dominaria a corrida, mas desistiu um pouco depois, dando espaço para a liderança do pelotão de seis corredores que vinha atrás. Francisco Barbosa dos Santos, do Cruzeiro, imprimiu um ritmo mais forte na metade do percurso e, em seguida, deixou a ponta para Raimundo Nonato Aguiar, da equipe Pé de Vento.

No último quilômetro, Gladson Silva Barbosa, do Pinheiros, assumiu a ponta e não foi mais alcançado até cruzar a linha de chegada na primeira colocação, seu principal resultado na carreira de corredor de rua, já que é especialista em corridas de obstáculos em pista. Ele foi seguido por Giomar Pereira da Silva, da Caixa, do queniano Gatheru Daniel Ndiritu, da Fila, e João Ferreira de Lima, o João da Boa, do Cruzeiro.

Bom resultado - “Estou treinando em Campos do Jordão e fiz o ritmo determinado pelo meu técnico, Cláudio Castilho, que era de 2min50 por quilômetro. Sabia que a prova começaria muito rápida e depois o ritmo seria um pouco mais baixo. A estratégia deu certo e forcei bastante no final para dominar o pelotão”, explica emocionado o atleta de 28 anos, que é bicampeão brasileiro nos três mil metros com obstáculos.

Mineiro de Montes Claros, ele se mudou bem pequeno para a região de Ribeirão Preto, no interior do Estado de São Paulo, onde vive até hoje e começou a correr com 15 anos após assistir uma edição da São Silvestre. “Naquele dia decidi ser corredor e me especializei na pista. Encerro minha temporada de rua na São Silvestre e depois me dedicarei aos três mil metros, competindo nos primeiros seis meses do ano na Europa, com o objetivo de obter o índice olímpico para Pequim”, ressalta.

Na disputa feminina as africanas mostraram a habitual força e resistência e, logo no início, saíram à frente tendo como líder a alagoana Marily dos Santos. Na metade do percurso as quenianas apertaram o passo e Chemtai Rionotukei, da Athletic Sports/Luasa, assumiu a liderança para cruzar em primeiro com 13 segundos de diferença para Maria Zeferina Baldaia, do Pinheiros.

“O clima estava excelente e o percurso plano ajudou bastante. Procurei ficar no pelotão dianteiro e forcei no final. Agora vou para a São Silvestre bastante otimista”, afirma Chemtai, de 21 anos, que conquistou três excelentes resultados nos últimos dois meses no Brasil. Ela ganhou duas provas de 10 quilômetros em novembro – a primeira também no Aterro do Flamengo, e a segunda em Curitiba, na última etapa do Circuito da Caixa. Em dezembro venceu corrida de oito quilômetros no Guarujá só para mulheres.

Zeferina, campeã da São Silvestre em 2001, também estava muito feliz. “A prova foi bem forte e fiquei o tempo todo no pelotão da frente para lutar pela vitória. O segundo lugar foi ótimo e agora quero conquistar o pódio na São Silvestre”. Eunice Jeptoo, da Fila, ficou em terceiro, depois de ganhar a Gonzaguinha no domingo passado.

Marily - Quem também teve motivos para comemorar foi Marily dos Santos, que chegou em quarto lugar, mas garantiu o título de campeã do Ranking Caixa/ CBAt de Corredores de Rua 2007. Marily somou 234 pontos e tem vantagem de 55 sobre Conceição de Maria Carvalho, décima na 10K Rio e não pode ser mais alcançada, já que há somente mais uma prova. “Dei duro este ano para conseguir este título que confirmei aqui no Rio. Agora quero ficar entre as 10 melhores na São Silvestre”, enfatiza.

No masculino, a definição do Ranking ficou para a prova do próximo dia 31, já que João da Bota manteve a liderança, com 268 pontos, mas tem apenas 11 de vantagem para Giomar Pereira da Silva. A terceira edição da 10K Rio reuniu cerca de quatro mil corredores e o tempo nublado e o clima ameno, com temperatura em torno de 22 graus, favoreceu o índice técnico da prova e não castigou os milhares de amadores.

Quenianos participam da corrida 10K Rio

Corridas de Rua · 19 dez, 2007

Seis quenianos confirmaram presença ba corrida 10K Rio que acontece no próximo domingo (23) na capital carioca. De acordo com os organizadores, o destaque dos estrangeiros fica com Eunice Jeptoo, vencedora da última Sargente Gonzaguinha realizada em São Paulo.

A queniana terá a companhia de Pauline Chepchumba, segunda colocada na seletiva para a São Silvestre, e Chemtai Rionotukei, quinta colocada Mundial de Cross da Bélgica em 2005 e vencedora da última etapa do Circuito de Corridas da Caixa de 2007, em novembro, em Curitiba.

Já no masculino os atletas que participarão da prova são: James Rotich, Mutai Kipkemei e Amos Maidini. A prova terá 10 quilômetros com largada em frente ao Monumento das Pracinhas, no Aterro do Flamengo.

As inscrições para a prova ainda estão abertas e podem ser feitas no site do evento: www.10krio.com.br. Cada inscrição custa R$40.


Quenianos participam da corrida 10K Rio

Corridas de Rua · 19 dez, 2007

Seis quenianos confirmaram presença ba corrida 10K Rio que acontece no próximo domingo (23) na capital carioca. De acordo com os organizadores, o destaque dos estrangeiros fica com Eunice Jeptoo, vencedora da última Sargente Gonzaguinha realizada em São Paulo.

A queniana terá a companhia de Pauline Chepchumba, segunda colocada na seletiva para a São Silvestre, e Chemtai Rionotukei, quinta colocada Mundial de Cross da Bélgica em 2005 e vencedora da última etapa do Circuito de Corridas da Caixa de 2007, em novembro, em Curitiba.

Já no masculino os atletas que participarão da prova são: James Rotich, Mutai Kipkemei e Amos Maidini. A prova terá 10 quilômetros com largada em frente ao Monumento das Pracinhas, no Aterro do Flamengo.

As inscrições para a prova ainda estão abertas e podem ser feitas no site do evento: www.10krio.com.br. Cada inscrição custa R$40.

Cinco mil pessoas participam dos 10k Rio Corrida Pan-Americana

Corridas de Rua · 17 dez, 2006

Rio de Janeiro – A última corrida carioca oficial antes dos Jogos Pan-Americanos de 2007 aconteceu neste domingo, no Aterro do Flamengo, e reuniu cerca de cinco mil pessoas. Uma surpresa foi o aumento da participação feminina. Segundo os organizadores, cerca de 27% das inscritas eram mulheres.

E foram elas que largaram primeiro, pontualmente às 7h50. A primeira a cruzar a linha de chegada foi Márcia Narloch. A atleta, que completou a prova como tempo de 35min43, reclamou que o calor foi o seu maior desafio e lembrou que no Pan-Americano o sol, coincidentemente o mascote dos jogos, vai fazer a diferença.

Márcia liderou toda a prova, porém só percebeu que iria vencer quando estava perto da linha de chegada. “Eu estava morta por causa do calor e acabei notando que ia ganhar bem no final”, afirma a atleta que está acostumada com o frio de sua cidade natal Joinvile (SC). Ela acrescenta que está pensando na São Silvestre. “Já estou preparada para correr a a prova paulista”, conta.

O segundo lugar ficou com Marizete Moreira dos Santos, em 35min53, seguida por Edileuza Alves dos Santos (36min52).

Homens - Os homens largaram às 8h junto com o pelotão geral. O mineiro Frank Caldeira liderou a prova acompanhado pelo queniano Cosmers Kibet Kemboi. Após o quilometro oito, Frank aumentou a dianteira. Ele venceu com o tempo de 30min10. “Fiz uma boa marca, especialmente pelo calor”, afirma.

O mineiro considerou a prova tranqüila. “Hoje era o meu dia, como tem sido nas últimas provas. Não é por acaso, tenho trabalhado muito para isto”, conta o maratonista que no início do mês venceu a Volta da Pampulha em Minas Gerais. Agora o campeão retorna para Campos do Jordão (SP) onde treina em altitude para a São Silvestre. “Vou sem expectativas, vou fazer o que eu puder na São Silvestre”.

Frank também comentou sobre a competição com os atletas quenianos. “O Brasil está mostrando que pode brigar com os quenianos. Foi o Marílson (Gomes dos Santos) em Nova York e estamos ganhando competições importantes”, diz.

O queniano Cosmers Kibet, segundo colocado com um tempo de 30min27, não reagiu bem ao calor e caiu no chão poucos metros após a linha de chegada. Ele foi levado de maca para o posto médico e não se recuperou a tempo de subir ao pódio para pegar o seu troféu.

Segundo os médicos, ele teve hipertemia, aquecimento anormal da temperatura corporal, o atleta chegou aos 39ºC de temperatura interna. “Hipertemia ocorre quando o atleta não consegue trocar calor com o meio ambiente. O principal problema que a hipertemia causa é a desorientação e pode até levar a parada cardíaca”, informa Solange Campos, enfermeira que estava de plantão para o atendimento dos atletas.

O terceiro lugar ficou com Luis Paulo da Silva Antunes, que cruzou a linha de chegada em 30min37 com a bandeira do Cruzeiro nas mãos.

Todos os amadores que completaram a prova ganharam uma medalha por sua participação. Também foi feito um ranking por faixas etárias, porém sem prêmios ou medalhas. Mas a maioria, das quase cinco mil pessoas que participaram da corrida, não estava interessada em prêmios. “Meu objetivo é chegar inteira”, conta Jeronima Santos, 46 anos, que já participa deste tipo de evento há oito anos.

A corredora Maria de Lourdes, 64 anos, conhecida também como vovó tricolor, chamou a atenção por ir vestida de mamãe noel e com um galo que tinha o escudo do fluminense. “O galo participa comigo das corridas, o nome dele é Paquito Petkovic”, brinca a torcedora apaixonada do Fluminense.

Outro que aproveitou a corrida para brincar foi Arlindo Ribeiro, 68 anos, que correu fantasiado de Papa. Ele estava com uma bandeira do Brasil formando uma batina e um chapéu papal na cabeça. “É a minha forma de homenagear o papa, porque estou muito feliz que ele vem ao Brasil. Já faço isto a dez corridas”, conta o corredor católico.

Para os participantes amadores, assim como para os profissionais, o maior obstáculo foi o calor, por isso o posto médico fez cerca de 180 atendimentos. “São pessoas que se esforçam mais do que o seu limite e acabam vindo parar aqui”, explica a enfermeira Solange Campos.


Cinco mil pessoas participam dos 10k Rio Corrida Pan-Americana

Corridas de Rua · 17 dez, 2006

Rio de Janeiro – A última corrida carioca oficial antes dos Jogos Pan-Americanos de 2007 aconteceu neste domingo, no Aterro do Flamengo, e reuniu cerca de cinco mil pessoas. Uma surpresa foi o aumento da participação feminina. Segundo os organizadores, cerca de 27% das inscritas eram mulheres.

E foram elas que largaram primeiro, pontualmente às 7h50. A primeira a cruzar a linha de chegada foi Márcia Narloch. A atleta, que completou a prova como tempo de 35min43, reclamou que o calor foi o seu maior desafio e lembrou que no Pan-Americano o sol, coincidentemente o mascote dos jogos, vai fazer a diferença.

Márcia liderou toda a prova, porém só percebeu que iria vencer quando estava perto da linha de chegada. “Eu estava morta por causa do calor e acabei notando que ia ganhar bem no final”, afirma a atleta que está acostumada com o frio de sua cidade natal Joinvile (SC). Ela acrescenta que está pensando na São Silvestre. “Já estou preparada para correr a a prova paulista”, conta.

O segundo lugar ficou com Marizete Moreira dos Santos, em 35min53, seguida por Edileuza Alves dos Santos (36min52).

Homens - Os homens largaram às 8h junto com o pelotão geral. O mineiro Frank Caldeira liderou a prova acompanhado pelo queniano Cosmers Kibet Kemboi. Após o quilometro oito, Frank aumentou a dianteira. Ele venceu com o tempo de 30min10. “Fiz uma boa marca, especialmente pelo calor”, afirma.

O mineiro considerou a prova tranqüila. “Hoje era o meu dia, como tem sido nas últimas provas. Não é por acaso, tenho trabalhado muito para isto”, conta o maratonista que no início do mês venceu a Volta da Pampulha em Minas Gerais. Agora o campeão retorna para Campos do Jordão (SP) onde treina em altitude para a São Silvestre. “Vou sem expectativas, vou fazer o que eu puder na São Silvestre”.

Frank também comentou sobre a competição com os atletas quenianos. “O Brasil está mostrando que pode brigar com os quenianos. Foi o Marílson (Gomes dos Santos) em Nova York e estamos ganhando competições importantes”, diz.

O queniano Cosmers Kibet, segundo colocado com um tempo de 30min27, não reagiu bem ao calor e caiu no chão poucos metros após a linha de chegada. Ele foi levado de maca para o posto médico e não se recuperou a tempo de subir ao pódio para pegar o seu troféu.

Segundo os médicos, ele teve hipertemia, aquecimento anormal da temperatura corporal, o atleta chegou aos 39ºC de temperatura interna. “Hipertemia ocorre quando o atleta não consegue trocar calor com o meio ambiente. O principal problema que a hipertemia causa é a desorientação e pode até levar a parada cardíaca”, informa Solange Campos, enfermeira que estava de plantão para o atendimento dos atletas.

O terceiro lugar ficou com Luis Paulo da Silva Antunes, que cruzou a linha de chegada em 30min37 com a bandeira do Cruzeiro nas mãos.

Todos os amadores que completaram a prova ganharam uma medalha por sua participação. Também foi feito um ranking por faixas etárias, porém sem prêmios ou medalhas. Mas a maioria, das quase cinco mil pessoas que participaram da corrida, não estava interessada em prêmios. “Meu objetivo é chegar inteira”, conta Jeronima Santos, 46 anos, que já participa deste tipo de evento há oito anos.

A corredora Maria de Lourdes, 64 anos, conhecida também como vovó tricolor, chamou a atenção por ir vestida de mamãe noel e com um galo que tinha o escudo do fluminense. “O galo participa comigo das corridas, o nome dele é Paquito Petkovic”, brinca a torcedora apaixonada do Fluminense.

Outro que aproveitou a corrida para brincar foi Arlindo Ribeiro, 68 anos, que correu fantasiado de Papa. Ele estava com uma bandeira do Brasil formando uma batina e um chapéu papal na cabeça. “É a minha forma de homenagear o papa, porque estou muito feliz que ele vem ao Brasil. Já faço isto a dez corridas”, conta o corredor católico.

Para os participantes amadores, assim como para os profissionais, o maior obstáculo foi o calor, por isso o posto médico fez cerca de 180 atendimentos. “São pessoas que se esforçam mais do que o seu limite e acabam vindo parar aqui”, explica a enfermeira Solange Campos.

Quenianos e brasileiros se enfrentam nos 10K Rio

Corridas de Rua · 15 dez, 2006

A corrida 10k Rio, que acontece no domingo na capital carioca, terá disputa entre brasileiros e quenianos pelo pódio. De acordo com os organizadores, os quenianos Kosgei Kenneth Kiplimo e Cosmers Kibet Kemboi vão tentar impedir uma festa brasileira na prova.

Kiplimo, 21 anos, e Kemboi, 20, estão desde o final de setembro no Brasil. Eles fazem parte de um grupo de atletas treinados por Moacir Marconi, o Coquinho, na cidade de Nova Santa Bárbara, no Paraná. “São dois corredores jovens, de grande potencial, que sempre vão brigar pelos primeiros lugares”, comenta o técnico, ex-atleta de fundo.

Mas o brasileiro Franck Caldeira é um forte candidato ao pódio. O mineiro venceu no início do mês a corrida Volta da Pampulha e no mês de setembro a Meia Maratona do Rio de Janeiro.

“Vai ser uma prova dura e vou entrar para fazer o melhor possível”, diz Franck, de apenas 23 anos, que treina em Campos do Jordão (SP) e visa a São Silvestre. “Nunca é fácil enfrentar atletas do Quênia”.

A largada da prova, com 10 quilômetros, acontece às 8h no Aterro do Flamengo. A entrega do kit do atleta será feita nesta sexta-feira das 13h às 19h e no sábado das 9h às 16h, na Federação de Atletismo do Rio de Janeiro (Farj), que fica na rua Professor Eurico Rabelo, Portão 17, no Estádio do Maracanã.


Quenianos e brasileiros se enfrentam nos 10K Rio

Corridas de Rua · 15 dez, 2006

A corrida 10k Rio, que acontece no domingo na capital carioca, terá disputa entre brasileiros e quenianos pelo pódio. De acordo com os organizadores, os quenianos Kosgei Kenneth Kiplimo e Cosmers Kibet Kemboi vão tentar impedir uma festa brasileira na prova.

Kiplimo, 21 anos, e Kemboi, 20, estão desde o final de setembro no Brasil. Eles fazem parte de um grupo de atletas treinados por Moacir Marconi, o Coquinho, na cidade de Nova Santa Bárbara, no Paraná. “São dois corredores jovens, de grande potencial, que sempre vão brigar pelos primeiros lugares”, comenta o técnico, ex-atleta de fundo.

Mas o brasileiro Franck Caldeira é um forte candidato ao pódio. O mineiro venceu no início do mês a corrida Volta da Pampulha e no mês de setembro a Meia Maratona do Rio de Janeiro.

“Vai ser uma prova dura e vou entrar para fazer o melhor possível”, diz Franck, de apenas 23 anos, que treina em Campos do Jordão (SP) e visa a São Silvestre. “Nunca é fácil enfrentar atletas do Quênia”.

A largada da prova, com 10 quilômetros, acontece às 8h no Aterro do Flamengo. A entrega do kit do atleta será feita nesta sexta-feira das 13h às 19h e no sábado das 9h às 16h, na Federação de Atletismo do Rio de Janeiro (Farj), que fica na rua Professor Eurico Rabelo, Portão 17, no Estádio do Maracanã.

Veja onde retirar o kit da 10K Rio Pan-Americana

Corridas de Rua · 14 dez, 2006

No próximo domingo (17) acontece no Rio de Janeiro a 10K Rio Corrida Pan-Americana, prova que terá largada e chegada no tradicional Aterro do Flamengo. A retirada de kits acontece na Rua Professor Eurico Rabelo, portão 17, estádio do Maracanã. Confira os horários.

  • Sexta-feira (15) – das 13h às 19h

  • Sábado (16) – das 9h às 16h

    Segundo a organização, para retirar os kits é necessário apresentar documento de identidade e comprovante de pagamento ou boleto bancário original e, segundo eles, não haverá retirada no dia da prova. Já a retirada do chip deve ser feita no dia do evento, das 6h30 às 7h30, mediante apresentação do número de peito recebido junto com o kit.

    Uma das atrações da prova será o atleta mineiro Franck Caldeira, campeão da Volta da Pampulha de 2006 e que busca um índice para os Jogos Pan-Americanos de 2007, no Rio de Janeiro. A largada está prevista para as 8h, mas pode sofrer alterações.


  • Veja onde retirar o kit da 10K Rio Pan-Americana

    Corridas de Rua · 14 dez, 2006

    No próximo domingo (17) acontece no Rio de Janeiro a 10K Rio Corrida Pan-Americana, prova que terá largada e chegada no tradicional Aterro do Flamengo. A retirada de kits acontece na Rua Professor Eurico Rabelo, portão 17, estádio do Maracanã. Confira os horários.

  • Sexta-feira (15) – das 13h às 19h

  • Sábado (16) – das 9h às 16h

    Segundo a organização, para retirar os kits é necessário apresentar documento de identidade e comprovante de pagamento ou boleto bancário original e, segundo eles, não haverá retirada no dia da prova. Já a retirada do chip deve ser feita no dia do evento, das 6h30 às 7h30, mediante apresentação do número de peito recebido junto com o kit.

    Uma das atrações da prova será o atleta mineiro Franck Caldeira, campeão da Volta da Pampulha de 2006 e que busca um índice para os Jogos Pan-Americanos de 2007, no Rio de Janeiro. A largada está prevista para as 8h, mas pode sofrer alterações.

  • Franck Caldeira participa dos 10k Rio

    Corridas de Rua · 12 dez, 2006

    O mineiro Franck Caldeira participa do próximo domingo do 10k Rio - Corrida Pan-Americana. A prova acontece no Aterro do Flamengo, capital carioca, e como o próprio nome diz terá 10 quilômetros.

    Campeão da Meia Maratona do Rio e também da Volta da Pampulha, Franck está confiante. A 10k Rio servirá como treinamento para a São Silvestre, que será realizada em São Paulo no dia 31 de dezembro. “Minha temporada foi realmente boa. Meu objetivo é fazer uma grande prova na São Silvestre”, conta o corredor.

    Sua melhor marca nos 10 quilômetros é de 28min42. Além disso, o mineiro já está pré-classificado para a Maratona dos Jogos Pan-americanos.

    Inscrições - De acordo com os organizadores, as inscrições para a 10k Rio ainda estão abertas. Estas custam R$50 e podem ser feitas no site oficial da prova (www.yescom.com.br/10krio/2006).


    Franck Caldeira participa dos 10k Rio

    Corridas de Rua · 12 dez, 2006

    O mineiro Franck Caldeira participa do próximo domingo do 10k Rio - Corrida Pan-Americana. A prova acontece no Aterro do Flamengo, capital carioca, e como o próprio nome diz terá 10 quilômetros.

    Campeão da Meia Maratona do Rio e também da Volta da Pampulha, Franck está confiante. A 10k Rio servirá como treinamento para a São Silvestre, que será realizada em São Paulo no dia 31 de dezembro. “Minha temporada foi realmente boa. Meu objetivo é fazer uma grande prova na São Silvestre”, conta o corredor.

    Sua melhor marca nos 10 quilômetros é de 28min42. Além disso, o mineiro já está pré-classificado para a Maratona dos Jogos Pan-americanos.

    Inscrições - De acordo com os organizadores, as inscrições para a 10k Rio ainda estão abertas. Estas custam R$50 e podem ser feitas no site oficial da prova (www.yescom.com.br/10krio/2006).

    Inscrições abertas para corrida 10k Rio

    Corridas de Rua · 23 nov, 2006

    As inscrições para a corrida 10K Rio que antecipa os Jogos Pan-Americanos de 2007 já estão abertas. A competição acontece no dia 17 de dezembro no Aterro do Flamengo (RJ) e deve reunir sete mil atletas. Os competidores terão que enfrentar 10 quilômetros de percurso.

    As inscrições podem ser feitas até o dia 12 de dezembro ou até o limite de sete mil participantes. Quem se inscrever de 20 de novembro a cinco de dezembro, a taxa é de R$ 40 e na última semana de inscrição, o valor será de R$50.

    As inscrições podem ser feitas no site do evento: www.10krio.com.br. Os interessados também podem comparecer à Federação de Atletismo do Rio de Janeiro ou às lojas da Sport Society da Barra, Leblon, Ipanema, Gávea e centro. Todos são pontos autorizados de inscrição.


    Inscrições abertas para corrida 10k Rio

    Corridas de Rua · 23 nov, 2006

    As inscrições para a corrida 10K Rio que antecipa os Jogos Pan-Americanos de 2007 já estão abertas. A competição acontece no dia 17 de dezembro no Aterro do Flamengo (RJ) e deve reunir sete mil atletas. Os competidores terão que enfrentar 10 quilômetros de percurso.

    As inscrições podem ser feitas até o dia 12 de dezembro ou até o limite de sete mil participantes. Quem se inscrever de 20 de novembro a cinco de dezembro, a taxa é de R$ 40 e na última semana de inscrição, o valor será de R$50.

    As inscrições podem ser feitas no site do evento: www.10krio.com.br. Os interessados também podem comparecer à Federação de Atletismo do Rio de Janeiro ou às lojas da Sport Society da Barra, Leblon, Ipanema, Gávea e centro. Todos são pontos autorizados de inscrição.

    Quenianos vencem os 10k Rio

    Corridas de Rua · 18 dez, 2005

    O Rio de Janeiro reuniu na manhã desse domingo cerca de cinco mil atletas para percorrem os 10k da capital carioca. A largada foi dada às 8h no Aterro do Flamengo em frente ao monumento dos Pracinhas. O sol estava encoberto, mas os termômetros marcaram 27ºc.

    Muitos atletas de elite usaram os 10k do Rio como treino para a corrida Internacional de São Silvestre. Essa foi a primeira edição da competição carioca que serviu também como aquecimento para os Jogos Pan-americanos de 2006 no Rio de Janeiro.

    A disputa pelo primeiro lugar no masculino foi acirrada. O queniano Lawrence Kipotich liderou a prova com o brasileiro Franck Caldeira na sua cola. Eles passaram a marca dos seis quilômetros em 17min22s.

    Para confirmar a posição, o atleta Lawrence Kipotich foi o primiro a cruzar a linha de chegada no tempo de 28min55seg. A segunda posição foi para o brasileiro Franck Caldeira (29min) seguido por Leonardo Guedes (29min34s).

    A chegada feminina foi mais acirrada. A corredora de Burundi, Anesie Kwizera, liderou a prova, mas perdeu a sua colocação nos últimos metros da competição para a atleta queniana Margareth Karie. A campeã, Margareth, completou a prova em 34min15, enquanto Anesie fez em 34min15s, apenas um segundo de diferença. A terceira colocação ficou com a brasileira Sirlene Pinho no tempo de 34min20s.


    Quenianos vencem os 10k Rio

    Corridas de Rua · 18 dez, 2005

    O Rio de Janeiro reuniu na manhã desse domingo cerca de cinco mil atletas para percorrem os 10k da capital carioca. A largada foi dada às 8h no Aterro do Flamengo em frente ao monumento dos Pracinhas. O sol estava encoberto, mas os termômetros marcaram 27ºc.

    Muitos atletas de elite usaram os 10k do Rio como treino para a corrida Internacional de São Silvestre. Essa foi a primeira edição da competição carioca que serviu também como aquecimento para os Jogos Pan-americanos de 2006 no Rio de Janeiro.

    A disputa pelo primeiro lugar no masculino foi acirrada. O queniano Lawrence Kipotich liderou a prova com o brasileiro Franck Caldeira na sua cola. Eles passaram a marca dos seis quilômetros em 17min22s.

    Para confirmar a posição, o atleta Lawrence Kipotich foi o primiro a cruzar a linha de chegada no tempo de 28min55seg. A segunda posição foi para o brasileiro Franck Caldeira (29min) seguido por Leonardo Guedes (29min34s).

    A chegada feminina foi mais acirrada. A corredora de Burundi, Anesie Kwizera, liderou a prova, mas perdeu a sua colocação nos últimos metros da competição para a atleta queniana Margareth Karie. A campeã, Margareth, completou a prova em 34min15, enquanto Anesie fez em 34min15s, apenas um segundo de diferença. A terceira colocação ficou com a brasileira Sirlene Pinho no tempo de 34min20s.

    Geovane de Jesus vem forte para os 10k do Rio

    Atletismo · 16 dez, 2005

    O atleta santista Geovane de Jesus corre a prova do próximo domingo, no Rio de Janeiro, que será um aperitivo para a São Silvestre e quer o primeiro lugar.

    Esse ano foi campeão da Maratona de Buenos Aires e da 2ª Meia Maratona A Tribuna Praia Grande, quando utilizou uma estratégia vencedora em cima do queniano Charles Korir. . “Vou para cima. Treinei muito bem e a expectativa é grande.”

    O técnico Valmir Nunes, um dos maiores nomes do Mundo em corridas de longa distância de todos os tempos, vem treinando Geovane na cidade de Águas de Lindóia. “O treinamento foi realizado para a São Silvestre, que exige muita força. Esta prova de domingo é plana e muito rápida, bem diferente”, ressaltou Valmir.

    A prova de 10 km vale para o ranking nacional, faz parte da programação de divulgação dos Jogos Pan-Americanos de 2007 na capital fluminense e será transmitida no Programa Esporte Espetacular.


    Geovane de Jesus vem forte para os 10k do Rio

    Atletismo · 16 dez, 2005

    O atleta santista Geovane de Jesus corre a prova do próximo domingo, no Rio de Janeiro, que será um aperitivo para a São Silvestre e quer o primeiro lugar.

    Esse ano foi campeão da Maratona de Buenos Aires e da 2ª Meia Maratona A Tribuna Praia Grande, quando utilizou uma estratégia vencedora em cima do queniano Charles Korir. . “Vou para cima. Treinei muito bem e a expectativa é grande.”

    O técnico Valmir Nunes, um dos maiores nomes do Mundo em corridas de longa distância de todos os tempos, vem treinando Geovane na cidade de Águas de Lindóia. “O treinamento foi realizado para a São Silvestre, que exige muita força. Esta prova de domingo é plana e muito rápida, bem diferente”, ressaltou Valmir.

    A prova de 10 km vale para o ranking nacional, faz parte da programação de divulgação dos Jogos Pan-Americanos de 2007 na capital fluminense e será transmitida no Programa Esporte Espetacular.

    10k Rio vale pontos para a São Silvestre

    Corridas de Rua · 15 dez, 2005

    A corrida 10k Rio, que acontece no próximo domingo na capital carioca, irá garantir convite para a São Silvestre. Os dez primeiros colocados dos 10k Rio irão receber pontos que variam de 1 a 10. Assim os 10 melhores “rankiados” poderão participar da prova paulista como convidados. Este dá direito a transporte, hospedagem e inscrição na São Silvestre.

    “É uma ajuda bastante interessante, independente do nível do atleta. Além disso, trata-se de uma recompensa aos melhores pela busca de bons resultados, contribuindo para o nível técnico de cada competição”, destaca Thadeus Kassabian, diretor de operações da Yescom, organizadora da prova.

    As provas que fazem parte do ranking são: Corrida Internacional de São Silvestre, Maratona Internacional de São Paulo, Meia Maratona Internacional do Rio de Janeiro, Volta Internacional da Pampulha. O primeiro colocado do ranking é o atleta Paulo Alves dos Santos, com 47 pontos. No feminino a primeira posição está com Sirlene Souza de Pinho, 57 pontos.

    A largada dos 10k Rio será no próximo domingo às 8h com transmissão ao vivo pela Rede Globo.


    10k Rio vale pontos para a São Silvestre

    Corridas de Rua · 15 dez, 2005

    A corrida 10k Rio, que acontece no próximo domingo na capital carioca, irá garantir convite para a São Silvestre. Os dez primeiros colocados dos 10k Rio irão receber pontos que variam de 1 a 10. Assim os 10 melhores “rankiados” poderão participar da prova paulista como convidados. Este dá direito a transporte, hospedagem e inscrição na São Silvestre.

    “É uma ajuda bastante interessante, independente do nível do atleta. Além disso, trata-se de uma recompensa aos melhores pela busca de bons resultados, contribuindo para o nível técnico de cada competição”, destaca Thadeus Kassabian, diretor de operações da Yescom, organizadora da prova.

    As provas que fazem parte do ranking são: Corrida Internacional de São Silvestre, Maratona Internacional de São Paulo, Meia Maratona Internacional do Rio de Janeiro, Volta Internacional da Pampulha. O primeiro colocado do ranking é o atleta Paulo Alves dos Santos, com 47 pontos. No feminino a primeira posição está com Sirlene Souza de Pinho, 57 pontos.

    A largada dos 10k Rio será no próximo domingo às 8h com transmissão ao vivo pela Rede Globo.