Sirlene fatura o Sul-americano e o bi na Maratona de Buenos Aires

Redação Webrun | Maratona · 13 out, 2009

Sirlene ficou com o bi na terra dos hermanos (foto: Divulgação/ CBAt)
Sirlene ficou com o bi na terra dos hermanos (foto: Divulgação/ CBAt)

A brasileira Sirlene Pinho ficou com o bicampeonato da Maratona Internacional de Buenos Aires, competição que este ano foi válida como Campeonato Sul-americano da modalidade. Entre os homens, o tanzaniano Mohamed Ikoki faturou a disputa, enquanto o brasileiro Marco Antônio Pereira faturou o título sul-americano.

Na disputa masculina, Ikoki, de 23 anos e campeão da Maratona de Luxemburgo ano passado, começou a despontar em relação aos adversários a partir do quilômetro 26, junto com o queniano de 26 anos David Kiptanui. Nas proximidades do Estádio Monumental, já no fim da prova, o tanzaniano acelerou para cruzar em primeiro com 2h13min55, novo recorde da competição.

Ele ainda levou para casa um bônus de mil dólares por ter quebrado a marca anterior de 2h14min02, que durava 15 anos e pertencia ao brasileiro Clair Wathier. O segundo colocado foi Kiptanui com 2h14min14 e o terceiro Marco Antônio Pereira com 2h17min56.

Já no feminino Sirlene teve mais tranquilidade para ficar com o título. Ela passou a meia maratona com 1h19min01, poucos momentos antes de liderar sozinha, visto que a queniana Jacqueline Jerotich foi a última a ficar para trás, por não agüentar o ritmo. A medalhista de bronze no Pan 2007 passou pelo quilômetro 30 com 1h51min56 e apenas manteve a passada para cruzar em primeiro.

Sirlene fechou com 2h38min08, sua melhor marca na temporada e ficou à frente da chilena Nataly Romero (2h44min31) e da argentina Andrea Graciano (2h46min).

Este texto foi escrito por: Webrun

Redação Webrun

Ver todos os posts

Releases, matérias elaboradas em equipe e inspirações coletivas na produção de conteúdo!