Estrangeiros vencem a 23ª. Volta Internacional da Pampulha

Redação Webrun | Corrida · 12 dez, 2022

Os estrangeiros dominaram a 23ª. edição da Volta Internacional do Pampulha, realizada na manhã deste domingo (11) em Belo Horizonte. Após os 18 km em torno de um dos principais pontos turísticos da capital mineira, o ugandense Moses Kibet ficou com o primeiro lugar no masculino, como tempo de 54 min53. Já no feminino, a queniana Vivian Kiplagati garantiu o bicampeonato da prova com a marca de 1h06min48.

O Brasil ficou com o segundo lugar nas duas disputas e graças a dois representantes mineiros. Sávio Silva, terceiro no ano passado, melhorou o desempenho e garantiu o segundo lugar, com o tempo de 57min01.  Entre as mulheres, Amanda de Oliveira, fez o mesmo, melhorando uma posição em relação ao ano passado e completando a prova em 1h07min40. Ao todo, cerca de 17 mil atletas confirmaram a prova como uma dos mais importantes do calendário nacional.

Estrangeiros vencem a 23ª. Volta Internacional da Pampulha

Foto: Foco Radical

Moses Kibet não deu chance aos adversários neste domingo na Pampulha. Bastante focado, o atleta imprimiu um ritmo forte desde o começo e, aos poucos, foi abrindo vantagem em relação aos demais até cruzar a linha com mais de dois minutos sobre o brasileiro Sávio.

“A prova foi muito boa, com um percurso bastante plano e me agradou muito. Mesmo com uma umidade alta, consegui um bom resultado”, destacou o campeão, que no currículo tem um sexto lugar no Meia Maratona de Praga em 2019 e o segundo lugar na Meia de Uganda em 2020. Moses ainda melhorou o tempo em relação ao vencedor do ano passado, Bernard Chumba (QUE) em quatro minutos.

+ Siga o Webrun no Instagram!
+ Baixe agora o APP Ticket Sports e tenha um calendário de eventos esportivos na palma da sua mão!

Savio, por sua vez, destacou que fez uma prova tática. “Eu vi que tinha gente forte, mas acreditei desde o começo. No km 6, senti que estava bem e tentei buscar o primeiro colocado, mas a vantagem dele era muito grande. Feliz pelo resultado e por melhorar minha colocação do ano passado”, destacou o atleta da cidade de Bom Repouso, no sul de Minas Gerais.

Feminino

A queniana Vivian mostrou, mais uma vez, que o percurso da Volta Internacional da Pampulha lhe favorece muito. Ela fez uma corrida bem tranquila e também dominou o tempo todo, mas não conseguiu abrir muito de Amanda. Mas, no final, valeu o bom momento e a experiência para que ela garantisse o segundo topo do pódio consecutivo na corrida mineira. Apesar de não baixar o tempo do ano passado por dez segundos, seu ritmo acabou puxando as atletas nacionais, muito mais rápidas este ano

“Foi uma prova fantástica. Eu esperava ir forte e deu tudo certo. Em relação ao ano passado, estava menos úmido e isso me favoreceu. Mas, por outro lado, tinha muito mais gente no percurso e isso acaba exigindo uma forma diferente de correr”, explicou a atleta, que este ano ainda foi terceira colocada na Maratona Internacional de São Paulo.

Amanda comemorou bastante o vice-campeonato. “É muita emoção porque a gente sabe como é duro estar aqui. Precisamos de muito treino e abdicar de muita coisa. Por isso é muito significativo ser a melhor brasileira na Pampulha, praticamente a minha casa”, destacou. Questionada sobre a forma de competir com as atletas africanas, ela deu um caminho. “Com relação às estrangeiras, precisamos de mais treino na altitude para conseguir brigar com mais força. Mas já estou planejando isso para o ano que vem”, finalizou.

A Cosan apresenta a 23ª Volta INTL da Pampulha que tem organização da Yescom e promoção da Globo. O patrocínio Master é de Cosan, 3 Corações, Assaí, Drogaria Pacheco, SmartFit e Copasa. O patrocínio especial é de Unimed, com patrocínio de Centerminas Powershopping, Montevérgine, Dois Cunhados, Movida, Itambé, Mantiqueira Brasil, wemobi e Shell Box. O apoio especial é da Prefeitura de Belo Horizonte, com supervisão da Federação Mineira de Atletismo (FMA) e Confederação Brasileira de Atletismo. CBAt.

Estrangeiros vencem a 23ª. Volta Internacional da Pampulha

Foto: Divulgação

Resultados da 23ª Volta Internacional da Pampulha

 

Masculino

1) Moses Kibet (Uganda), 54min53seg

2) Savio de Paula Silva (Brasil), 57min01seg

3) Vestus Cheboi (Quênia), 58min52

4) Ederson Pereira (Brasil), 59min46seg

5) Giovani dos Santos (Brasil), 1h00min13seg

 

Feminino

1) Viviam Kiplagati (Quênia), 1h06min48s

2) Amanda de Oliveira (Brasil), 1h07min40seg

3) Larissa Quintão (Brasil), 1h08min02seg

4) Marlei Willers (Brasil), 1h09min29seg

5) Viviane Amorim (Brasil), 1h13min51seg

 

Campeões da Volta da Pampulha

 

2022 – Moses Kibet (UGA), 54min53/Vivian Kiplagati (QUE), 1h06min48

2021 – Bernard Chumba (QUE), 59min01seg/Vivian Kiplagati (QUE), 1h06min38seg

2019 – Ederson Vilela Pereira (BRA), 56min19s/Janet Masai (QUE), 1h05min10s

2018 – Nicolas Kosgei (QUE), 55min08seg/Sharon Arusho (QUE), 1h05min11seg

2017 – Giovani dos Santos (BRA), 54min55seg/Leah Jerotich (QUE), 1h02min42seg

2016 – Giovani dos Santos (BRA), 52min55seg/ Angelina Tsere/(TAN), 1h02min04seg

2015 – Giovani dos Santos (BRA), 52min32seg/Natalia Sulle (TZA), 1h03min55seg

2014 – Giovani dos Santos (BRA), 53min51seg/Joziane Cardoso (BRA), 1h02min42seg

2013 – Giovani dos Santos (BRA), 53min15seg/Maurine Kipchumba (QUE),1h01min27seg

2012 – Giovani dos Santos (BRA), 57min04s/Maurine Kipchumba (QUE), 1h07min08s

2011 – Barnabas Kiplagat(QUE), 53m09s /Nancy Kipron(QUE), 1h02m41seg

2010 – Barnabas Kiplagat(QUE), 54min08s/ Bornes Kitur(QUE), 1h05min12seg

2009 – Nicholas Koech(QUE), 52min48s/Paskalia Chepkorir (QUE), 1h00min39s (recorde)

2008 – Nicholas Koech (QUE), 53min05s/ Nancy Kipron (QUE), 1h02min23s

2007 – Franck Caldeira (BRA), 53min13s/ Nancy Kipron (QUE), 1h02min41s

2006 – Franck Caldeira (BRA), 53min52/Lucélia Peres (BRA), 1h02min14

2005 – Lawrence Kiprotich (QUE), 52min23s (recorde)/ Lucélia Peres (BRA), 1h00min57s

2004 – Lawrence Kiprotich (QUE), 53min53s/ Lucélia Peres (BRA), 1h03min14s

2003 – Franck Caldeira (BRA), 52min49s/ Salina Kosgei (QUE), 1h02min20s

2002 – Vanderlei Cordeiro (BRA), 53min10s/ Márcia Narloch (BRA), 1h02min28s

2001 – David Cheruyiot (QUE), 53min07s/ Zeferina Baldaia (BRA), 1h02min12s

2000 – David Cheruyiot (QUE), 53min13s/ Cleuza Maria Irineu (BRA), 1h01min48s

1999 – Vanderlei Cordeiro (BRA), 52min30s/ Cleuza Maria Irineu (BRA), 1h02min05s

 

Mais informações no site www.voltadapampulha.com.br

Redação Webrun

Ver todos os posts

Releases, matérias elaboradas em equipe e inspirações coletivas na produção de conteúdo!