Dirigente da CBAt fala sobre o clima na Alemanha após casos de doping

Redação Webrun | Atletismo · 10 ago, 2009

Basílio Júnior Vicente Lenílson e Sandro Viana integram o revezamento brasileiro (foto: Alexandre Koda/ www.webrun.com.br)
Basílio Júnior Vicente Lenílson e Sandro Viana integram o revezamento brasileiro (foto: Alexandre Koda/ www.webrun.com.br)

A delegação brasileira que se prepara para a disputa do Campeonato Mundial de Atletismo em Berlim sofreu um duro golpe semana passada, com a divulgação de cinco atletas flagrados nos exames antidoping. De acordo com Martinho Nobre dos Santos, superintendente da Confederação Brasileira de Atletismo que acompanha os atletas na Alemanha, alguns competidores ficaram abalados com a situação.

“O ambiente já está bom, embora alguns, mais ligados aos atletas atingidos ainda sintam isso. Mas temos certeza que eles vão superar tudo e competir bem no Mundial”, informa Martinho. Nesta terça-feira (11) eles já deixarão o camping onde realizavam os treinos e seguirão para os locais de competição, o que deve melhorar o astral do grupo.

Ainda segundo ele, as expectativas quanto a resultados são para que os brasileiros façam o maior número de finais possível. “Falar em medalhas é complicado. Esperamos uma grande atuação de nossos atletas, mesmo eles tendo enfrentado uma situação extremamente desagradável aqui”, comenta Martinho.

O dirigente é um dos responsáveis pelas investigações do caso de doping e explica quais ações foram tomadas na Alemanha para agilizar o processo. “Foram ouvidos os atletas que realizaram exames em Presidente Prudente no dia 15 de junho e mais os que integram a equipe da Rede Atletismo e eram treinados pelo Professor Jayme Netto”.

Lamine Diack, presidente da Iaaf (Associação Internacional das Federações de Atletismo), enviou um comunicado oficial a CBAt, no qual elogia as ações rápidas e precisas da entidade que culminaram na suspensão de cinco atletas por dois anos. “A decisão de realizar os testes fora de competição foi uma iniciativa da própria Federação Brasileira e os procedimentos foram exemplares. Desde o início as regras e diretrizes da Iaaf foram seguidas à risca e os direitos dos atletas foram respeitados”. O comunicado da entidade máxima do atletismo mundial diz ainda que as 213 federações membros deveriam seguir o exemplo da CBAt no combate contra as fraudes no esporte.

No último sábado (08) alguns atletas participaram do Meeting de Cottbus como forma de preparação para o mundial e os melhores resultados foram de Sandro Viana, que venceu os 200m com 20seg79 e Lucimar Moura, ganhadora dos 100 m feminino com 11seg57. O revezamento 4x100m masculino de Vicente Lenilson, Sandro Viana, Basílio de Moraes Jr. e José Carlos Moreira marcou 38seg91, atrás apenas dos Estados Unidos, enquanto no feminino Rosemar Coelho Neto, Lucimar Moura, Thaíssa Presti e Vanda Gomes ficaram em quarto, ao marcar 41seg58. O início das provas em Berlim está marcado para este sábado (15) a partir das 10h05 (hora local) e o encerramento no dia 23 (domingo) às 18h15.

Este texto foi escrito por: Alexandre Koda

Redação Webrun

Ver todos os posts

Releases, matérias elaboradas em equipe e inspirações coletivas na produção de conteúdo!