Vila Velha

Corrida de Vila Velha: uma das mais bonitas do país, agitou o Paraná

Meia Maratona · 27 ago, 2019

A Corrida de Vila Velha, meia maratona que aconteceu no último domingo (18), no Parque Estadual Vila Velha, é uma das mais bonitas do calendário brasileiro. O evento foi realizado pela Associação dos Moradores de Vila Velha (AMORVIVE) e organizado […]


Corrida de Vila Velha: uma das mais bonitas do país, agitou o Paraná

Meia Maratona · 27 ago, 2019

A Corrida de Vila Velha, meia maratona que aconteceu no último domingo (18), no Parque Estadual Vila Velha, é uma das mais bonitas do calendário brasileiro. O evento foi realizado pela Associação dos Moradores de Vila Velha (AMORVIVE) e organizado […]

Fernando Aranha é campeão dos cadeirantes na Dez Milhas Garoto (07/08)

Corridas de Rua · 09 ago, 2011

A 22ª edição da Dez Milhas Garoto, que ocorreu no domingo, dia sete de agosto, teve como campeões da categoria cadeirantes Fernando Aranha e Gevelyn Cássia Almeida de Quadros. A competição, que teve largada na cidade de Vitória (ES) e chegada em frente a fábrica da Garoto, em Vila Velha (ES), teve 16,09 quilômetros de percurso.

Fernando Aranha, que também foi campeão da Maratona de São Paulo, que aconteceu em junho, venceu a competição de domingo com 46min09. “A corrida para mim foi fantástica. Tentei colocar um ritmo bom do começo ao fim. Tenho treinado bastante para provas mais longas, principalmente porque estou fazendo triathlon paraolímpico. Tive tempo até para olhar o visual, que é maravilhoso”, fala o campeão.

O segundo colocado foi Jaciel Antonio Paulino, com 52min02, e Carlos Neves de Souza ficou com a terceira colocação, com 55min41. “Sabia que os outros dois atletas correm muito bem em equipe, então a minha ideia era forçar o ritmo para tentar separar os dois. O resto foi manter um ritmo bom na subida e aproveitar a descida para espaçar dos outros competidores”, comenta Aranha sobre seus adversários.

Já no feminino, Gevelyn Cássia Almeida venceu ao marcar o tempo de 1h21min26. Angelina Nascimento da Silva ficou em segundo lugar, com 1h30min17, e Erinelda Rodrigues da Silva ficou em terceiro, com 2h04min39. “Esta prova é boa porque valoriza os cadeirantes”, comenta a vice Angelina, que também foi campeã da Maratona de São Paulo 2011.

A premiação da categoria cadeirante é feita em dinheiro para os três primeiros colocados do masculino e feminino. O primeiro lugar recebe três mil reais, o segundo recebe dois mil reais e o terceiro ganha mil reais.


Fernando Aranha é campeão dos cadeirantes na Dez Milhas Garoto (07/08)

Corridas de Rua · 09 ago, 2011

A 22ª edição da Dez Milhas Garoto, que ocorreu no domingo, dia sete de agosto, teve como campeões da categoria cadeirantes Fernando Aranha e Gevelyn Cássia Almeida de Quadros. A competição, que teve largada na cidade de Vitória (ES) e chegada em frente a fábrica da Garoto, em Vila Velha (ES), teve 16,09 quilômetros de percurso.

Fernando Aranha, que também foi campeão da Maratona de São Paulo, que aconteceu em junho, venceu a competição de domingo com 46min09. “A corrida para mim foi fantástica. Tentei colocar um ritmo bom do começo ao fim. Tenho treinado bastante para provas mais longas, principalmente porque estou fazendo triathlon paraolímpico. Tive tempo até para olhar o visual, que é maravilhoso”, fala o campeão.

O segundo colocado foi Jaciel Antonio Paulino, com 52min02, e Carlos Neves de Souza ficou com a terceira colocação, com 55min41. “Sabia que os outros dois atletas correm muito bem em equipe, então a minha ideia era forçar o ritmo para tentar separar os dois. O resto foi manter um ritmo bom na subida e aproveitar a descida para espaçar dos outros competidores”, comenta Aranha sobre seus adversários.

Já no feminino, Gevelyn Cássia Almeida venceu ao marcar o tempo de 1h21min26. Angelina Nascimento da Silva ficou em segundo lugar, com 1h30min17, e Erinelda Rodrigues da Silva ficou em terceiro, com 2h04min39. “Esta prova é boa porque valoriza os cadeirantes”, comenta a vice Angelina, que também foi campeã da Maratona de São Paulo 2011.

A premiação da categoria cadeirante é feita em dinheiro para os três primeiros colocados do masculino e feminino. O primeiro lugar recebe três mil reais, o segundo recebe dois mil reais e o terceiro ganha mil reais.

Quenianos são campeões da Dez Milhas Garoto neste domingo (07/08)

Corridas de Rua · 07 ago, 2011

A 22ª edição das Dez Milhas Garoto, que aconteceu neste domingo, dia sete de agosto, teve como campeões os quenianos Kimutai Kiplimo, no masculino, e Eunice Jepkirui Kirwa, no feminino. A largada dos 16,09 quilômetros foi dada com muito sol em Vitória (ES) e a chegada foi em frente à fábrica da Garoto em Vila Velha (ES).

Direto de Vila Velha (ES)- A largada da elite masculina e demais pelotões foi às nove horas e a partir do quilômetro sete os dois quenianos Kimutai Kiplimo e Joshua Kemei já se destacavam do resto do pelotão. Alguns quilômetros depois Kimutai aumentou o ritmo e abriu grande vantagem dos demais competidores. “Estou muito feliz com o resultado. Abri a liderança, mas não foi fácil porque os atletas brasileiros estão mais habituados com o clima”, comenta o campeão que marcou 48min05.

A segunda colocação ficou com Damião Ancelmo de Souza, da equipe Pé de Vento, com tempo de 48min43. “Percebi que os quenianos não queriam me acompanhar até a chegada e abriram vantagem. Mantive o ritmo porque sabia que podia alcançar eles e consegui a segunda colocação”, comenta o vice que tem como principal objetivo alcançar o índice para os Jogos Pan-Americanos de Guadalajara, no México.

Paulo Roberto de Almeida, do Cruzeiro Esporte Clube, marcou 48min51 e conquistou o terceiro lugar. “A corrida estava em um nível bom e o sol não foi um problema. Os atletas brasileiros são muito individualistas, deixamos os quenianos abrirem muita distância e ficou difícil de alcançar”, explica o atleta.

Giovani dos Santos (50min05), da equipe Pé de Vento, e o queniano Joshua Kemei (50min18), ficaram em quarto e quinto lugar respectivamente.

Feminino- A largada da elite feminina ocorreu às 8h45 e as atletas Simone Alves da Silva e Maria Zeferina Baldaia tentaram manter um bom ritmo e acompanhar as quenianas, mas não foi possível. A vitória ficou para Eunice Jepkirui, que marcou 55min43 e conquistou o bicampeonato. “Estou feliz por ter ganhado novamente, mas foi difícil por causa do sol e do calor”, fala a bicampeã.

A segunda colocada foi a brasileira Simone Alves da Silva, com tempo de 56min15. “Acompanhei a queniana até o quilômetro 13, mas comecei a sentir dor na panturrilha. Resolvi segurar o ritmo para não perder minha segunda colocação. Vim com o objetivo de ficar entre as cinco melhores e estou feliz”, diz a vice que na quarta-feira (03/08), bateu o recorde sul-americano dos 10.000 metros, e no sábado (06/08), bateu o recorde da competição nos 5.000 metros, no Troféu Brasil de Atletismo.

A queniana Rumokol Elizabeth Chepkanan (56min24) ficou em terceiro lugar e a tanzaniana Anastazia Msandai Mhomi (1h00min43) ficou com a quarta colocação. A segunda melhor brasileira foi Maria Zeferina Baldaia, que ficou na quinta colocação. “O percurso foi maravilhoso. Foi um ritmo muito bom, porque as africanas correm forte e nós acabamos melhorando nosso tempo. Estou muito feliz, já que meu objetivo era ficar entre as cinco primeiras”, fala a atleta que marcou 1h01min34.

A 22ª Dez Milhas Garoto contou com mais de seis mil participantes. Ocorreu também a décima Corrida Garotada, que reuniu cerca de 700 crianças. Os atletas da elite receberam premiação em dinheiro até o 15º colocado, no feminino e no masculino, e os primeiros brasileiros na prova (Damião Ancelmo e Simone Alves) foram premiados com um carro zero quilômetro.


Quenianos são campeões da Dez Milhas Garoto neste domingo (07/08)

Corridas de Rua · 07 ago, 2011

A 22ª edição das Dez Milhas Garoto, que aconteceu neste domingo, dia sete de agosto, teve como campeões os quenianos Kimutai Kiplimo, no masculino, e Eunice Jepkirui Kirwa, no feminino. A largada dos 16,09 quilômetros foi dada com muito sol em Vitória (ES) e a chegada foi em frente à fábrica da Garoto em Vila Velha (ES).

Direto de Vila Velha (ES)- A largada da elite masculina e demais pelotões foi às nove horas e a partir do quilômetro sete os dois quenianos Kimutai Kiplimo e Joshua Kemei já se destacavam do resto do pelotão. Alguns quilômetros depois Kimutai aumentou o ritmo e abriu grande vantagem dos demais competidores. “Estou muito feliz com o resultado. Abri a liderança, mas não foi fácil porque os atletas brasileiros estão mais habituados com o clima”, comenta o campeão que marcou 48min05.

A segunda colocação ficou com Damião Ancelmo de Souza, da equipe Pé de Vento, com tempo de 48min43. “Percebi que os quenianos não queriam me acompanhar até a chegada e abriram vantagem. Mantive o ritmo porque sabia que podia alcançar eles e consegui a segunda colocação”, comenta o vice que tem como principal objetivo alcançar o índice para os Jogos Pan-Americanos de Guadalajara, no México.

Paulo Roberto de Almeida, do Cruzeiro Esporte Clube, marcou 48min51 e conquistou o terceiro lugar. “A corrida estava em um nível bom e o sol não foi um problema. Os atletas brasileiros são muito individualistas, deixamos os quenianos abrirem muita distância e ficou difícil de alcançar”, explica o atleta.

Giovani dos Santos (50min05), da equipe Pé de Vento, e o queniano Joshua Kemei (50min18), ficaram em quarto e quinto lugar respectivamente.

Feminino- A largada da elite feminina ocorreu às 8h45 e as atletas Simone Alves da Silva e Maria Zeferina Baldaia tentaram manter um bom ritmo e acompanhar as quenianas, mas não foi possível. A vitória ficou para Eunice Jepkirui, que marcou 55min43 e conquistou o bicampeonato. “Estou feliz por ter ganhado novamente, mas foi difícil por causa do sol e do calor”, fala a bicampeã.

A segunda colocada foi a brasileira Simone Alves da Silva, com tempo de 56min15. “Acompanhei a queniana até o quilômetro 13, mas comecei a sentir dor na panturrilha. Resolvi segurar o ritmo para não perder minha segunda colocação. Vim com o objetivo de ficar entre as cinco melhores e estou feliz”, diz a vice que na quarta-feira (03/08), bateu o recorde sul-americano dos 10.000 metros, e no sábado (06/08), bateu o recorde da competição nos 5.000 metros, no Troféu Brasil de Atletismo.

A queniana Rumokol Elizabeth Chepkanan (56min24) ficou em terceiro lugar e a tanzaniana Anastazia Msandai Mhomi (1h00min43) ficou com a quarta colocação. A segunda melhor brasileira foi Maria Zeferina Baldaia, que ficou na quinta colocação. “O percurso foi maravilhoso. Foi um ritmo muito bom, porque as africanas correm forte e nós acabamos melhorando nosso tempo. Estou muito feliz, já que meu objetivo era ficar entre as cinco primeiras”, fala a atleta que marcou 1h01min34.

A 22ª Dez Milhas Garoto contou com mais de seis mil participantes. Ocorreu também a décima Corrida Garotada, que reuniu cerca de 700 crianças. Os atletas da elite receberam premiação em dinheiro até o 15º colocado, no feminino e no masculino, e os primeiros brasileiros na prova (Damião Ancelmo e Simone Alves) foram premiados com um carro zero quilômetro.