Treinador Gilmário Mendes

Saiba como melhorar a performance para a Maratona de Recife

Corridas de Rua · 11 nov, 2010

Os atletas que já se inscreveram para a 1ª Maratona Internacional Maurício de Nassau, em Recife, e não estão acostumados a correr numa região com altas temperaturas, agora podem seguir as orientações de Gilmário Mendes, treinador da corredora Marily do Santos, uma das principais fundistas do país. Segundo ele, os cuidados para disputa do próximo dia 15 são simples, mas fazem uma grande diferença no desempenho do participante.

“As pessoas que já nasceram num lugar quente e úmido já sabem o que fazer, elas bebem bastante água de coco e líquidos em geral. Já as que vivem em locais mais frios se esquecem o quanto isto é importante”, diz o treinador, nascido na cidade de Salvador, na Bahia. “Aqui a perda de sódio é bem grande, assim como de outros sais minerais”, acrescenta.

Ainda de acordo com o baiano, a própria alimentação precisa ser leve e o atleta deve fugir do sol. “Nem pensar em treinamento, porque já está bem perto da competição. Às vezes a pessoa fala que vai treinar nesses dois dias que antecedem a prova para se acostumar com o calor, mas isto é a pior coisa que alguém pode fazer”. Gilmário também recomenda a utilização de roupas claras e com tecidos antitranspirantes.

“Óculos de sol, protetor solar e boné são obrigatórios, até porque o sol já é extremamente forte às 9h30 da manhã”, completa o treinador. A disputa que distribuirá R$ 150 mil em prêmios, mais do que a renomada Corrida de São Silvestre, começa às 7h, no Marco Zero do Recife Antigo. Além disso, a maratona será a maior corrida de rua já realizada na cidade nordestina e receberá os principais maratonistas do país e do exterior, como os quenianos Jacob Kendagor, Nicholas Kibor Sabulei e Jacquiline Chebor.

Os interessados em participar da disputa em Recife ainda podem se inscrever nas lojas Nagem ou na própria Faculdade Maurício de Nassau. O valor da inscrição é de R$ 40 e também pode ser feita no site www.maratonamauriciodenassau.com.br.


Saiba como melhorar a performance para a Maratona de Recife

Corridas de Rua · 11 nov, 2010

Os atletas que já se inscreveram para a 1ª Maratona Internacional Maurício de Nassau, em Recife, e não estão acostumados a correr numa região com altas temperaturas, agora podem seguir as orientações de Gilmário Mendes, treinador da corredora Marily do Santos, uma das principais fundistas do país. Segundo ele, os cuidados para disputa do próximo dia 15 são simples, mas fazem uma grande diferença no desempenho do participante.

“As pessoas que já nasceram num lugar quente e úmido já sabem o que fazer, elas bebem bastante água de coco e líquidos em geral. Já as que vivem em locais mais frios se esquecem o quanto isto é importante”, diz o treinador, nascido na cidade de Salvador, na Bahia. “Aqui a perda de sódio é bem grande, assim como de outros sais minerais”, acrescenta.

Ainda de acordo com o baiano, a própria alimentação precisa ser leve e o atleta deve fugir do sol. “Nem pensar em treinamento, porque já está bem perto da competição. Às vezes a pessoa fala que vai treinar nesses dois dias que antecedem a prova para se acostumar com o calor, mas isto é a pior coisa que alguém pode fazer”. Gilmário também recomenda a utilização de roupas claras e com tecidos antitranspirantes.

“Óculos de sol, protetor solar e boné são obrigatórios, até porque o sol já é extremamente forte às 9h30 da manhã”, completa o treinador. A disputa que distribuirá R$ 150 mil em prêmios, mais do que a renomada Corrida de São Silvestre, começa às 7h, no Marco Zero do Recife Antigo. Além disso, a maratona será a maior corrida de rua já realizada na cidade nordestina e receberá os principais maratonistas do país e do exterior, como os quenianos Jacob Kendagor, Nicholas Kibor Sabulei e Jacquiline Chebor.

Os interessados em participar da disputa em Recife ainda podem se inscrever nas lojas Nagem ou na própria Faculdade Maurício de Nassau. O valor da inscrição é de R$ 40 e também pode ser feita no site www.maratonamauriciodenassau.com.br.