traiathlon internacional

Verde-amarelo é maioria no Internacional de Santos

Triathlon · 04 fev, 2007

Santos - Nunca o pódio do Triathlon Internacional de Santos foi ocupado por tantos brasileiros. A 16ª edição da prova aconteceu nesse domingo (4) na praia do Boqueirão, em Santos, litoral paulista, e foi marcada pela superação de marcas históricas.

Na categoria profissional masculino, a grande surpresa foi a vitória de Paulo Henrique Miyashiro. O triathleta santista completou a prova com 1h47min40 e quebrou o gelo de 10 anos sem brasileiros ocupando o lugar mais alto do pódio.

Miyashiro foi o segundo a sair da água após nadar 1,5 km, ficando atrás apenas um segundo do francês Benjamin Sanson. Mas o atraso no mar foi compensado na transição para a bike. E aí não teve pra ninguém. Com o apoio da torcida santista e da família sempre presente, Miyashiro liderou as etapas de ciclismo e corrida até o final da prova.

A vitória marcou o retorno do triathleta à competição. Afastado em 2006 devido a algumas contusões decorrentes do treino para o Internacional, no ano passado Miyashiro participou de cinco provas e obteve apenas um terceiro lugar. “Quero esquecer 2006. Depois de três meses parado, chegar em primeiro lugar na primeira prova do ano, foi um sonho realizado”, declara Miyashiro que entra em 2007 com o pé direito.

A vitória do brasileiro foi uma surpresa maior para quem esperava uma dobradinha de Oscar Galindez. O heptacampeão argentino, radicado no Brasil, começou mal saindo do mar na vigésima colocação.

Segundo Galindez, a vitória no Triathlon Internacional não estava nos planos desse ano e a prova serviria apenas como treino para as próximas competições. Mesmo assim, ele recuperou 14 posições na bicicleta e completou a prova em sétimo lugar.

O segundo lugar ficou com Reinaldo Colucci e o terceiro com Fábio Carvalho, vice-campeão de 2006.

A pretensão de Nina Kraft de quebrar a seqüência de vitórias brasileiras na categoria feminina do Triathlon Internacional de Santos foi confirmada nesse domingo. A alemã saiu da água colada com a santista Fernanda Garcia, mas recuperou com folga nas outras etapas e terminou a prova com 2h03min17. 11 minutos à frente de Fernanda que ficou com o segundo lugar, seguida por Vanessa Gianinni, triathleta de Campinas.

Aos 38 anos, Nina é especialista em provas de longa distância. Em 2006, ela ficou com o segundo lugar do Internacional. A vitória desse ano foi resultado do bom desempenho na bicicleta. “Me surpreendi na prova de ciclismo e usei toda força na corrida, que é minha característica”.

E finalizou elogiando a cidade: “correr em Santos é sempre muito especial, tem uma espécie de magia no ar. Ano que vem voltarei para tentar o bicampeonato”.

Já a campeã de 2006, Carla Moreno, este ano fez parte do público. A triathleta não participou da prova porque se recupera de uma cirurgia no apêndice realizada na semana passada.


Verde-amarelo é maioria no Internacional de Santos

Triathlon · 04 fev, 2007

Santos - Nunca o pódio do Triathlon Internacional de Santos foi ocupado por tantos brasileiros. A 16ª edição da prova aconteceu nesse domingo (4) na praia do Boqueirão, em Santos, litoral paulista, e foi marcada pela superação de marcas históricas.

Na categoria profissional masculino, a grande surpresa foi a vitória de Paulo Henrique Miyashiro. O triathleta santista completou a prova com 1h47min40 e quebrou o gelo de 10 anos sem brasileiros ocupando o lugar mais alto do pódio.

Miyashiro foi o segundo a sair da água após nadar 1,5 km, ficando atrás apenas um segundo do francês Benjamin Sanson. Mas o atraso no mar foi compensado na transição para a bike. E aí não teve pra ninguém. Com o apoio da torcida santista e da família sempre presente, Miyashiro liderou as etapas de ciclismo e corrida até o final da prova.

A vitória marcou o retorno do triathleta à competição. Afastado em 2006 devido a algumas contusões decorrentes do treino para o Internacional, no ano passado Miyashiro participou de cinco provas e obteve apenas um terceiro lugar. “Quero esquecer 2006. Depois de três meses parado, chegar em primeiro lugar na primeira prova do ano, foi um sonho realizado”, declara Miyashiro que entra em 2007 com o pé direito.

A vitória do brasileiro foi uma surpresa maior para quem esperava uma dobradinha de Oscar Galindez. O heptacampeão argentino, radicado no Brasil, começou mal saindo do mar na vigésima colocação.

Segundo Galindez, a vitória no Triathlon Internacional não estava nos planos desse ano e a prova serviria apenas como treino para as próximas competições. Mesmo assim, ele recuperou 14 posições na bicicleta e completou a prova em sétimo lugar.

O segundo lugar ficou com Reinaldo Colucci e o terceiro com Fábio Carvalho, vice-campeão de 2006.

A pretensão de Nina Kraft de quebrar a seqüência de vitórias brasileiras na categoria feminina do Triathlon Internacional de Santos foi confirmada nesse domingo. A alemã saiu da água colada com a santista Fernanda Garcia, mas recuperou com folga nas outras etapas e terminou a prova com 2h03min17. 11 minutos à frente de Fernanda que ficou com o segundo lugar, seguida por Vanessa Gianinni, triathleta de Campinas.

Aos 38 anos, Nina é especialista em provas de longa distância. Em 2006, ela ficou com o segundo lugar do Internacional. A vitória desse ano foi resultado do bom desempenho na bicicleta. “Me surpreendi na prova de ciclismo e usei toda força na corrida, que é minha característica”.

E finalizou elogiando a cidade: “correr em Santos é sempre muito especial, tem uma espécie de magia no ar. Ano que vem voltarei para tentar o bicampeonato”.

Já a campeã de 2006, Carla Moreno, este ano fez parte do público. A triathleta não participou da prova porque se recupera de uma cirurgia no apêndice realizada na semana passada.