Paula Radcliffe

Perfil: conheça Paula Radcliffe, a inglesa que inspira corredoras até hoje

Mulheres · 15 jan, 2018

Paula Jane Radcliffe nasceu dia 17 de dezembro de 1973 e é mais conhecida como uma corredora de longa distância inglesa. Ela venceu as maratonas de Londres (2002, 2003, 2005) e Nova York (2004, 2007, 2008), além de ter conquistado […]


Perfil: conheça Paula Radcliffe, a inglesa que inspira corredoras até hoje

Mulheres · 15 jan, 2018

Paula Jane Radcliffe nasceu dia 17 de dezembro de 1973 e é mais conhecida como uma corredora de longa distância inglesa. Ela venceu as maratonas de Londres (2002, 2003, 2005) e Nova York (2004, 2007, 2008), além de ter conquistado […]

Cruz Nonata não consegue índice para Maratona Olímpica e busca 10.000m

Maratona · 16 abr, 2012

A piauiense Cruz Nonata falhou na tentativa de se classificar para a Maratona dos Jogos Olímpicos. No domingo (15/04), a brasileira correu a Maratona de Viena e chegou na sétima colocação, com 2h32min46 – para ir aos Jogos, Cruz teria que correr abaixo de 2h30.

A aposta da fundista agora é uma classificação para a prova dos dez mil metros, em que foi medalha de prata nos Jogos Pan-Americanos de Guadalajara, em 2011. “Temos tempo de buscar o índice de 31min41 até o dia primeiro de julho”, comenta o treinador da atleta, José Alessandro da Silva.

A prova- O evento na capital austríaca teve como grande atrativo um jogo de pega-pega entre os dois maiores nomes do esporte em atividade, a britânica Paula Radcliffe e o etíope Haile Gebrselassie, que saiu vencedor – Paula largou com vantagem.

“Eu gritei para ela se apressar”, conta o africano, que acenou para a britânica ao ultrapassá-la. Ele venceu a prova com 1h00min52, enquanto a inglesa venceu a prova feminina com 1h12min03. Ela se desculpou por não ter sido competitiva o suficiente no desafio.

Na Maratona, a vitória ficou com o queniano Henry Sugut, com 2h06min58, recorde do percurso. Na prova feminina, a etíope Fate Tola venceu, com 2h26min39.

Vaga olímpica- A única brasileira classificada no momento para a Maratona dos Jogos Olímpicos de Londres 2012 é Adriana Aparecida da Silva. A corredora conquistou a vaga na Maratona de Tóquio.


Cruz Nonata não consegue índice para Maratona Olímpica e busca 10.000m

Maratona · 16 abr, 2012

A piauiense Cruz Nonata falhou na tentativa de se classificar para a Maratona dos Jogos Olímpicos. No domingo (15/04), a brasileira correu a Maratona de Viena e chegou na sétima colocação, com 2h32min46 – para ir aos Jogos, Cruz teria que correr abaixo de 2h30.

A aposta da fundista agora é uma classificação para a prova dos dez mil metros, em que foi medalha de prata nos Jogos Pan-Americanos de Guadalajara, em 2011. “Temos tempo de buscar o índice de 31min41 até o dia primeiro de julho”, comenta o treinador da atleta, José Alessandro da Silva.

A prova- O evento na capital austríaca teve como grande atrativo um jogo de pega-pega entre os dois maiores nomes do esporte em atividade, a britânica Paula Radcliffe e o etíope Haile Gebrselassie, que saiu vencedor – Paula largou com vantagem.

“Eu gritei para ela se apressar”, conta o africano, que acenou para a britânica ao ultrapassá-la. Ele venceu a prova com 1h00min52, enquanto a inglesa venceu a prova feminina com 1h12min03. Ela se desculpou por não ter sido competitiva o suficiente no desafio.

Na Maratona, a vitória ficou com o queniano Henry Sugut, com 2h06min58, recorde do percurso. Na prova feminina, a etíope Fate Tola venceu, com 2h26min39.

Vaga olímpica- A única brasileira classificada no momento para a Maratona dos Jogos Olímpicos de Londres 2012 é Adriana Aparecida da Silva. A corredora conquistou a vaga na Maratona de Tóquio.

Em Berlim, britânica Paula Radcliffe contesta decisão da Iaaf

Maratona · 22 set, 2011

Paula Radcliffe, detentora do recorde mundial de maratonas, está na capital alemã para a disputa da Maratona de Berlim, no domingo (25/09). A britânica comentou em coletiva de imprensa nesta quinta-feira (22/09) sobre a polêmica alteração promovida pela Iaaf – Associação Internacional das Federações de Atletismo – que não considera mais os tempos estabelecidos em provas mistas como recordes mundiais.

A justificativa da Iaaf é que o pelotão de frente masculino serviria como marcador de ritmo para as mulheres, o que propiciaria uma melhor marca do que em provas exclusivamente femininas. Com a decisão – aprovada no Congresso da Iaaf no Campeonato Mundial de Atletismo 2011 em Daegu, na Coreia do Sul – o tempo de 2h15min25 feito por Radcliffe na Maratona de Londres em 2003 não é mais considerado um recorde mundial.

A nomenclatura para as melhores marcas em competições mistas passa a ser “melhor do mundo”. Ainda assim, a britânica permanece como detentora do recorde mundial por sua marca de 2h17min42 na Maratona de Londres em 2005, quando correu apenas entre as mulheres.

“Eu sinceramente não acho que correr com homens faça alguma diferença”, diz Radcliffe. “Eu teria feito aquele tempo de qualquer forma”. A maratonista Irina Mikitenko foi mais severa. “Quando ouvi isso, pensei que fosse uma piada. Como você pode conseguir algo e então isso é tirado de você quatro anos depois?”, protestou a cazaque naturalizada alemã.

No domingo, ambas se enfrentarão em uma das provas pertencentes ao circuito das maiores maratonas do mundo (World Major Marathons – WMM). Estreante apesar de sua experiência, Radcliffe disse que já assistiu a prova pela TV e que correu um pouco em Berlim no passado. “Estou ansiosa por essa experiência”, diz a fundista.

Mikitenko, bicampeã da Maratona de Londres e vencedora da Maratona de Berlim em 2008, demonstrou empolgação com a participação da recordista mundial. “Sempre quis correr contra Paula em uma maratona. Tê-la no domingo dará a todo o evento uma atmosfera diferente”.

Confira a matéria sobre a mudança no padrão de reconhecimento de recordes para as mulheres.


Em Berlim, britânica Paula Radcliffe contesta decisão da Iaaf

Maratona · 22 set, 2011

Paula Radcliffe, detentora do recorde mundial de maratonas, está na capital alemã para a disputa da Maratona de Berlim, no domingo (25/09). A britânica comentou em coletiva de imprensa nesta quinta-feira (22/09) sobre a polêmica alteração promovida pela Iaaf – Associação Internacional das Federações de Atletismo – que não considera mais os tempos estabelecidos em provas mistas como recordes mundiais.

A justificativa da Iaaf é que o pelotão de frente masculino serviria como marcador de ritmo para as mulheres, o que propiciaria uma melhor marca do que em provas exclusivamente femininas. Com a decisão – aprovada no Congresso da Iaaf no Campeonato Mundial de Atletismo 2011 em Daegu, na Coreia do Sul – o tempo de 2h15min25 feito por Radcliffe na Maratona de Londres em 2003 não é mais considerado um recorde mundial.

A nomenclatura para as melhores marcas em competições mistas passa a ser “melhor do mundo”. Ainda assim, a britânica permanece como detentora do recorde mundial por sua marca de 2h17min42 na Maratona de Londres em 2005, quando correu apenas entre as mulheres.

“Eu sinceramente não acho que correr com homens faça alguma diferença”, diz Radcliffe. “Eu teria feito aquele tempo de qualquer forma”. A maratonista Irina Mikitenko foi mais severa. “Quando ouvi isso, pensei que fosse uma piada. Como você pode conseguir algo e então isso é tirado de você quatro anos depois?”, protestou a cazaque naturalizada alemã.

No domingo, ambas se enfrentarão em uma das provas pertencentes ao circuito das maiores maratonas do mundo (World Major Marathons – WMM). Estreante apesar de sua experiência, Radcliffe disse que já assistiu a prova pela TV e que correu um pouco em Berlim no passado. “Estou ansiosa por essa experiência”, diz a fundista.

Mikitenko, bicampeã da Maratona de Londres e vencedora da Maratona de Berlim em 2008, demonstrou empolgação com a participação da recordista mundial. “Sempre quis correr contra Paula em uma maratona. Tê-la no domingo dará a todo o evento uma atmosfera diferente”.

Confira a matéria sobre a mudança no padrão de reconhecimento de recordes para as mulheres.

Paula Radcliffe defende título da Maratona de Nova York

Maratona · 06 out, 2009

A tricampeã da Maratona de Nova York e atual recordista dos 42,195 quilômetros, Paula Radcliffe, estará no field deste ano para defender o título no próximo dia primeiro de novembro. A informação foi confirmada pelo presidente e CEO do New York Road Runners, Mary Wittenberg.

“Estou muito empolgada em voltar a Nova York este ano para a maratona”, relata Paula, “Por ser a 40ª edição, acredito que a atmosfera e a qualidade da competição serão ainda melhores e espero correr e me divertir. Nova York possui muitas memórias inspiradoras para mim e pretendo continuar com elas por muitos anos”, completa.

A fundista sofreu com uma lesão no pé no começo do ano e não pôde disputar a maratona do Campeonato Mundial realizado em agosto último em Berlim, Alemanha, pois não se condicionou a tempo. Após passar por uma cirurgia em março, ela voltou às pistas durante a Meia Maratona de Nova York, em agosto, ocasião em que faturou a vitória.

“Nova York não possui um tetracampeão desde que a Grete Waitz (norueguesa nove vezes campeã em NY) venceu pela quarta vez em 1982”, lembra Mary Wittenberg. “Paula é uma figura importante da história de nossa competição e certamente alinhará no field como uma das favoritas ao título”, completa.

A atleta de 35 anos é a segunda mulher a vencer a maratona americana três vezes, sendo seu último triunfo ano passado com 2h23min56. Ela obteve o primeiro caneco dourado em 2004, numa prova dramática em que duelou com a queniana Susan Chepkemei e venceu por três segundos, a chegada mais acirrada da história.

Seu atual recorde da modalidade, de 2h15min25, foi obtido durante a Maratona de Londres em 2003 e ela, até hoje, já marcou quatro dos cinco tempos mais rápidos na história. A premiação total do evento este ano será de 800 mil dólares e haverá ainda um bônus de 70 mil para qualquer campeão prévio que vencer esta edição.


Paula Radcliffe defende título da Maratona de Nova York

Maratona · 06 out, 2009

A tricampeã da Maratona de Nova York e atual recordista dos 42,195 quilômetros, Paula Radcliffe, estará no field deste ano para defender o título no próximo dia primeiro de novembro. A informação foi confirmada pelo presidente e CEO do New York Road Runners, Mary Wittenberg.

“Estou muito empolgada em voltar a Nova York este ano para a maratona”, relata Paula, “Por ser a 40ª edição, acredito que a atmosfera e a qualidade da competição serão ainda melhores e espero correr e me divertir. Nova York possui muitas memórias inspiradoras para mim e pretendo continuar com elas por muitos anos”, completa.

A fundista sofreu com uma lesão no pé no começo do ano e não pôde disputar a maratona do Campeonato Mundial realizado em agosto último em Berlim, Alemanha, pois não se condicionou a tempo. Após passar por uma cirurgia em março, ela voltou às pistas durante a Meia Maratona de Nova York, em agosto, ocasião em que faturou a vitória.

“Nova York não possui um tetracampeão desde que a Grete Waitz (norueguesa nove vezes campeã em NY) venceu pela quarta vez em 1982”, lembra Mary Wittenberg. “Paula é uma figura importante da história de nossa competição e certamente alinhará no field como uma das favoritas ao título”, completa.

A atleta de 35 anos é a segunda mulher a vencer a maratona americana três vezes, sendo seu último triunfo ano passado com 2h23min56. Ela obteve o primeiro caneco dourado em 2004, numa prova dramática em que duelou com a queniana Susan Chepkemei e venceu por três segundos, a chegada mais acirrada da história.

Seu atual recorde da modalidade, de 2h15min25, foi obtido durante a Maratona de Londres em 2003 e ela, até hoje, já marcou quatro dos cinco tempos mais rápidos na história. A premiação total do evento este ano será de 800 mil dólares e haverá ainda um bônus de 70 mil para qualquer campeão prévio que vencer esta edição.

Paula Radcliffe mostra que está pronta para Nova York

Maratona · 28 out, 2008

A Maratona de Nova York acontece no próximo domingo e as atletas de elite estão prontas para a competição. Umas das favoritas ao titulo, a britânica Paula Radcliffe, mostrou no último domingo (26) que está em ótima forma para a maratona.

Ela participou da corrida inglesa Bupa Great South Run e venceu a prova de 10 milhas em 51min11seg. De acordo com a atleta, ela não sentiu dores no quadril, local que havia lesionado e que a impediu de lutar pelo primeiro lugar da maratona olímpica de Pequim.

“Eu me senti bem durante a prova. Quando terminei minhas pernas estavam Ok e eu não quis dar o meu máximo aqui”, conta sobre a prova Greta South Run.

Pelas condições atuais da atleta, tudo indica que Radcliffe está pronta para defender o seu título de Nova York, já que venceu a prova no ano passado. Porém, uma de suas adversárias, Gete Wami, também mostrou no início de outubro que está pronta para Nova York .

A etíope correu a Bupa Great North Run, também na Inglaterra, e venceu. Com um pouco mais de 13 milhas, ditsância maior que a prova de Readcliffe, Gete Wami terminou o percurso em 1h08min51.

A disputa pelo pódio da Maratona de Nova York acontece no domingo (2) com largada em Staten Island e chegada no Central Park, em Nova York. O Brasil será representado pelo maratonista Marílson Gomes dos Santos, que venceu a prova em 2006.


Paula Radcliffe mostra que está pronta para Nova York

Maratona · 28 out, 2008

A Maratona de Nova York acontece no próximo domingo e as atletas de elite estão prontas para a competição. Umas das favoritas ao titulo, a britânica Paula Radcliffe, mostrou no último domingo (26) que está em ótima forma para a maratona.

Ela participou da corrida inglesa Bupa Great South Run e venceu a prova de 10 milhas em 51min11seg. De acordo com a atleta, ela não sentiu dores no quadril, local que havia lesionado e que a impediu de lutar pelo primeiro lugar da maratona olímpica de Pequim.

“Eu me senti bem durante a prova. Quando terminei minhas pernas estavam Ok e eu não quis dar o meu máximo aqui”, conta sobre a prova Greta South Run.

Pelas condições atuais da atleta, tudo indica que Radcliffe está pronta para defender o seu título de Nova York, já que venceu a prova no ano passado. Porém, uma de suas adversárias, Gete Wami, também mostrou no início de outubro que está pronta para Nova York .

A etíope correu a Bupa Great North Run, também na Inglaterra, e venceu. Com um pouco mais de 13 milhas, ditsância maior que a prova de Readcliffe, Gete Wami terminou o percurso em 1h08min51.

A disputa pelo pódio da Maratona de Nova York acontece no domingo (2) com largada em Staten Island e chegada no Central Park, em Nova York. O Brasil será representado pelo maratonista Marílson Gomes dos Santos, que venceu a prova em 2006.

Radcliffe defenderá título da Maratona de Nova York

Maratona · 01 out, 2008

Paula Radcliffe anunciou que disputará a Maratona de Nova York no dia dois de novembro, com o intuito de defender o título da competição e assegurar a terceira vitória. Aos 34 anos de idade, ela faturou a competição ano passado e em 2004 e agora espera ter a oportunidade de deixar para trás a decepção de cruzar a maratona olímpica na 23ª posição.

“Estou muito ansiosa pelo retorno a Nova York, que tem sido muito especial a cada ano”, afirma a inglesa. Antes da disputa chinesa ela sofreu uma fratura por stress no fêmur esquerdo e, além da dificuldade na recuperação, teve problemas com a umidade e o calor da capital chinesa.

Antes, porém, ela pretende competir uma prova como teste para a Maratona, que seria sua primeira competição após o retorno do oriente. Perguntada se ela irá para a Terra do Tio Sam para vencer, ela é enfática ao responder: “definitivamente esse é o motivo de minha ida”. Segundo ela, vencer Nova York três vezes seria uma grande conquista.

Ela tem planos mais ambiciosos e acredita que ainda tem chances de faturar um ouro olímpico e vai se preparar para tal, já que a próxima edição dos Jogos acontecerá em sua terra natal. Em 2012 ela estará com 38 anos, mesma idade da romena Constantina Tomescu-Dita, que venceu a competição deste ano.

“Não acredito que minha carreira olímpica esteja acabada. Sei que provavelmente os melhores anos para tentar o feito se passaram, mas tudo pode acontecer”, ressalta Radcliffe. “Constantina teve sorte, além de ter corrido muito bem. Ela batalhou e mereceu muito a vitória”, completa.

Ela diz ainda que ainda não alcançou o que é capaz numa disputa olímpica. Vale lembrar que ano passado muitas pessoas não acreditavam na vitória da inglesa, principalmente pelo fato de ela ter dado à luz à sua primeira filha, o que poderia prejudicar sua performance por ter ficado muito tempo parada.


Radcliffe defenderá título da Maratona de Nova York

Maratona · 01 out, 2008

Paula Radcliffe anunciou que disputará a Maratona de Nova York no dia dois de novembro, com o intuito de defender o título da competição e assegurar a terceira vitória. Aos 34 anos de idade, ela faturou a competição ano passado e em 2004 e agora espera ter a oportunidade de deixar para trás a decepção de cruzar a maratona olímpica na 23ª posição.

“Estou muito ansiosa pelo retorno a Nova York, que tem sido muito especial a cada ano”, afirma a inglesa. Antes da disputa chinesa ela sofreu uma fratura por stress no fêmur esquerdo e, além da dificuldade na recuperação, teve problemas com a umidade e o calor da capital chinesa.

Antes, porém, ela pretende competir uma prova como teste para a Maratona, que seria sua primeira competição após o retorno do oriente. Perguntada se ela irá para a Terra do Tio Sam para vencer, ela é enfática ao responder: “definitivamente esse é o motivo de minha ida”. Segundo ela, vencer Nova York três vezes seria uma grande conquista.

Ela tem planos mais ambiciosos e acredita que ainda tem chances de faturar um ouro olímpico e vai se preparar para tal, já que a próxima edição dos Jogos acontecerá em sua terra natal. Em 2012 ela estará com 38 anos, mesma idade da romena Constantina Tomescu-Dita, que venceu a competição deste ano.

“Não acredito que minha carreira olímpica esteja acabada. Sei que provavelmente os melhores anos para tentar o feito se passaram, mas tudo pode acontecer”, ressalta Radcliffe. “Constantina teve sorte, além de ter corrido muito bem. Ela batalhou e mereceu muito a vitória”, completa.

Ela diz ainda que ainda não alcançou o que é capaz numa disputa olímpica. Vale lembrar que ano passado muitas pessoas não acreditavam na vitória da inglesa, principalmente pelo fato de ela ter dado à luz à sua primeira filha, o que poderia prejudicar sua performance por ter ficado muito tempo parada.

Radcliffe confirma participação em Pequim

Maratona · 04 ago, 2008

Depois de ser dúvida para a Maratona Olímpica de Pequim, a britânica Paula Radcliffe confirmou presença na competição. De acordo com a atleta, que já está na cidade de Macau, China, ela está recuperada da fratura por estresse adquirida no mês de maio.

Em entrevista às agências internacionais, a maratonista disse que agora só fica de fora se quebrar as pernas. Ela também disse que a cada dia está mais forte e confiante para a competição.

Agora Radcliffe treina com a equipe inglesa de atletismo na Cidade de Macau. A prova feminina de maratona está marcada para o dia 17 de agosto em Pequim.


Radcliffe confirma participação em Pequim

Maratona · 04 ago, 2008

Depois de ser dúvida para a Maratona Olímpica de Pequim, a britânica Paula Radcliffe confirmou presença na competição. De acordo com a atleta, que já está na cidade de Macau, China, ela está recuperada da fratura por estresse adquirida no mês de maio.

Em entrevista às agências internacionais, a maratonista disse que agora só fica de fora se quebrar as pernas. Ela também disse que a cada dia está mais forte e confiante para a competição.

Agora Radcliffe treina com a equipe inglesa de atletismo na Cidade de Macau. A prova feminina de maratona está marcada para o dia 17 de agosto em Pequim.

Paula Radcliffe ainda é dúvida para Pequim

Maratona · 15 jul, 2008

A equipe britânica do atletismo para Pequim será anunciada no próximo dia 19 de julho. Alguns nomes já foram confirmados, porém, a grande dúvida do time ainda é a maratonista Paula Radcliffe, atual vencedora da maratona de Nova York.

A atleta se lesionou em maio e ainda está em recuperação. Recordista mundial da modalidade, Paula é uma das favoritas à medalha de ouro. De acordo com o seu agente, Sian Masterton, em entrevista a TV britânica, Paula está treinando forte e com foco em Pequim.

Para o agente, Radcliffe só fica fora dos Jogos Olímpicos se ela achar que não está em plena forma. Além disso, a maratonista revelou que só vai anunciar sua ida perto do início dos Jogos. Mas, de acordo com a Associação Internacional das Federações de Atletismo (IAAF), o anuncio de toda equipe britânica terá que ser feito no dia 19 de julho.

A Olimpíada de Pequim começa no dia oito de agosto na China. A maratona feminina está marcada para o dia 17 de agosto também em Pequim com chegada no Estádio Nacional.


Paula Radcliffe ainda é dúvida para Pequim

Maratona · 15 jul, 2008

A equipe britânica do atletismo para Pequim será anunciada no próximo dia 19 de julho. Alguns nomes já foram confirmados, porém, a grande dúvida do time ainda é a maratonista Paula Radcliffe, atual vencedora da maratona de Nova York.

A atleta se lesionou em maio e ainda está em recuperação. Recordista mundial da modalidade, Paula é uma das favoritas à medalha de ouro. De acordo com o seu agente, Sian Masterton, em entrevista a TV britânica, Paula está treinando forte e com foco em Pequim.

Para o agente, Radcliffe só fica fora dos Jogos Olímpicos se ela achar que não está em plena forma. Além disso, a maratonista revelou que só vai anunciar sua ida perto do início dos Jogos. Mas, de acordo com a Associação Internacional das Federações de Atletismo (IAAF), o anuncio de toda equipe britânica terá que ser feito no dia 19 de julho.

A Olimpíada de Pequim começa no dia oito de agosto na China. A maratona feminina está marcada para o dia 17 de agosto também em Pequim com chegada no Estádio Nacional.

Paula Radcliffe está fora da Maratona de Londres

Maratona · 06 mar, 2008

A maratonista Paula Radcliffe não vai participar da Maratona de Londres, que acontece em abril na Inglaterra. De acordo com a organização da prova, Paula está com uma lesão no tendão do dedo que surgiu durante os treinos em altitude, na cidade de Albuquerque, Novo México.

Cinco meses antes das Olimpíadas de Pequim, a maratonista disse que ficou desapontada com seu afastamento. “Eu amo correr Londres e essa corrida seria o teste perfeito antes dos Jogos Olímpicos”, conta a tricampeã da prova (2002, 2003 e 2005).

Essa será a terceira vez consecutiva que Paula não participa da maratona britânica. Em 2006 ela ficou de fora porque também estava lesionada e em 2007 a atleta se recuperava do nascimento de sua filha.

Os Jogos Olímpicos de Pequim começam no dia 17 de agosto, na China, e até lá Paula acredita que estará 100% recuperada. “Agora vou me concentrar no início das minhas preparações para Pequim”.


Paula Radcliffe está fora da Maratona de Londres

Maratona · 06 mar, 2008

A maratonista Paula Radcliffe não vai participar da Maratona de Londres, que acontece em abril na Inglaterra. De acordo com a organização da prova, Paula está com uma lesão no tendão do dedo que surgiu durante os treinos em altitude, na cidade de Albuquerque, Novo México.

Cinco meses antes das Olimpíadas de Pequim, a maratonista disse que ficou desapontada com seu afastamento. “Eu amo correr Londres e essa corrida seria o teste perfeito antes dos Jogos Olímpicos”, conta a tricampeã da prova (2002, 2003 e 2005).

Essa será a terceira vez consecutiva que Paula não participa da maratona britânica. Em 2006 ela ficou de fora porque também estava lesionada e em 2007 a atleta se recuperava do nascimento de sua filha.

Os Jogos Olímpicos de Pequim começam no dia 17 de agosto, na China, e até lá Paula acredita que estará 100% recuperada. “Agora vou me concentrar no início das minhas preparações para Pequim”.

Radcliffe ganha prêmio pelo seu retorno às ruas em 2007

Maratona · 19 fev, 2008

A maratonista Paula Radcliffe foi homenageada nessa última segunda-feira (18) na Rússia. A atleta recebeu o prêmio do Laureus World Sports Awards, evento que homenageia os melhores atletas do ano.

Radcliffe ficou com o prêmio da categoria “retorno do ano”, isso porque, em novembro de 2007, a inglesa participou da Maratona de Nova York e venceu a competição depois de quase dois anos parada.

Ela ficou afastada dos esportes por causa de lesão e gravidez. Sua filha, Isla, nasceu em janeiro de 2007 e em menos de um ano Radcliffe conseguiu uma vitória importante.

Já a categoria mais esperada da noite, “melhores atletas do ano”, não foi para o atletismo. Os melhores atletas de 2007 foram os tenistas Roger Federer e Justine Henin.


Radcliffe ganha prêmio pelo seu retorno às ruas em 2007

Maratona · 19 fev, 2008

A maratonista Paula Radcliffe foi homenageada nessa última segunda-feira (18) na Rússia. A atleta recebeu o prêmio do Laureus World Sports Awards, evento que homenageia os melhores atletas do ano.

Radcliffe ficou com o prêmio da categoria “retorno do ano”, isso porque, em novembro de 2007, a inglesa participou da Maratona de Nova York e venceu a competição depois de quase dois anos parada.

Ela ficou afastada dos esportes por causa de lesão e gravidez. Sua filha, Isla, nasceu em janeiro de 2007 e em menos de um ano Radcliffe conseguiu uma vitória importante.

Já a categoria mais esperada da noite, “melhores atletas do ano”, não foi para o atletismo. Os melhores atletas de 2007 foram os tenistas Roger Federer e Justine Henin.