Padrão

Disputas marcam Corrida Universitária Padrão

Corridas de Rua · 20 mar, 2007

Goiânia recebeu no último domingo (18) a Corrida Universitária Padrão, prova que teve fortes disputas pelo pódio masculino e muita garra e esforço entre as mulheres. Apesar da chuva que caiu no dia anterior, o domingo amanheceu com o sol entre as nuvens e um mormaço que permaneceu até o fim da prova para os cerca de 400 corredores.

O primeiro a cruzar a linha de chegada após os 10 quilômetros foi Raimundo Nonato, com o tempo de 30min07, seguido de perto por seu chará, Raimundo Deuzimar da Cruz, um segundo atrás. Ambos são da mesma equipe, a Uni-DF, de Brasília, que também esteve representada por Mauro Teixeira e David de Mesquita, respectivamente quarto e quinto colocados. Nonato disputou essa prova com o intuito de treinar para a prova de 10 mil metros do Pan.

A terceira posição ficou com Claudenir Cardoso, que resolveu participar dessa prova de última hora. Ele iria correr 20 quilômetros em Santa Cantarina, mas descobriu a corrida de Goiânia na quinta-feira e mudou os planos. "Vim porque queria testar meu desempenho em um trajeto pequeno. Saio satisfeito com o resultado e mais confiante no índice para o Pan-americano”, comenta.

Mulheres e outras categorias - Já entre as mulheres Wanda Chagas obteve o primeiro posto após muita superação, pois há dois anos está com uma contusão. Por falta de condições financeiras, ela parou um tratamento que vinha realizando no joelho, mas a motivação fez com que ela retomasse os treinamentos duas semanas antes da prova. Ela cruzou com o tempo de 34min39 e disse que esperava um bom resultado, mas a vitória foi uma surpresa.

Já Francisco Lima de Souza, que beira os cinqüenta anos de idade, competiu na categoria para portadores de necessidades especiais, já que um incidente há cerca de quatro anos fez com que ele perdesse a visão do olho esquerdo e quase a totalidade do direito. Apesar de ter chegado na primeira colocação na categoria, ele diz ter achado o percurso difícil, devido à grande quantidade de buracos na pista.

A alegria dos corredores era tanta que teve até quem se fantasiasse para participar da prova. Foi o caso de Fernando Gomes, que se inspirou na lenda espanhola do Zorro e se vestiu com capa e roupa preta para duelar com os 10 quilômetros do percurso.


Disputas marcam Corrida Universitária Padrão

Corridas de Rua · 20 mar, 2007

Goiânia recebeu no último domingo (18) a Corrida Universitária Padrão, prova que teve fortes disputas pelo pódio masculino e muita garra e esforço entre as mulheres. Apesar da chuva que caiu no dia anterior, o domingo amanheceu com o sol entre as nuvens e um mormaço que permaneceu até o fim da prova para os cerca de 400 corredores.

O primeiro a cruzar a linha de chegada após os 10 quilômetros foi Raimundo Nonato, com o tempo de 30min07, seguido de perto por seu chará, Raimundo Deuzimar da Cruz, um segundo atrás. Ambos são da mesma equipe, a Uni-DF, de Brasília, que também esteve representada por Mauro Teixeira e David de Mesquita, respectivamente quarto e quinto colocados. Nonato disputou essa prova com o intuito de treinar para a prova de 10 mil metros do Pan.

A terceira posição ficou com Claudenir Cardoso, que resolveu participar dessa prova de última hora. Ele iria correr 20 quilômetros em Santa Cantarina, mas descobriu a corrida de Goiânia na quinta-feira e mudou os planos. "Vim porque queria testar meu desempenho em um trajeto pequeno. Saio satisfeito com o resultado e mais confiante no índice para o Pan-americano”, comenta.

Mulheres e outras categorias - Já entre as mulheres Wanda Chagas obteve o primeiro posto após muita superação, pois há dois anos está com uma contusão. Por falta de condições financeiras, ela parou um tratamento que vinha realizando no joelho, mas a motivação fez com que ela retomasse os treinamentos duas semanas antes da prova. Ela cruzou com o tempo de 34min39 e disse que esperava um bom resultado, mas a vitória foi uma surpresa.

Já Francisco Lima de Souza, que beira os cinqüenta anos de idade, competiu na categoria para portadores de necessidades especiais, já que um incidente há cerca de quatro anos fez com que ele perdesse a visão do olho esquerdo e quase a totalidade do direito. Apesar de ter chegado na primeira colocação na categoria, ele diz ter achado o percurso difícil, devido à grande quantidade de buracos na pista.

A alegria dos corredores era tanta que teve até quem se fantasiasse para participar da prova. Foi o caso de Fernando Gomes, que se inspirou na lenda espanhola do Zorro e se vestiu com capa e roupa preta para duelar com os 10 quilômetros do percurso.