Nina Kraft

Reinaldo Colucci e Nina Kraft vencem Internacional de Santos

Triathlon · 28 fev, 2010

O tempo nublado, com uma garoa fina que ia e voltava, marcou este domingo, 28, dia da 19ª edição do Triathlon Internacional de Santos, no litoral paulista. Apesar do ar ainda abafado, já fazia bem menos calor que nos dias anteriores e o sol nem ameaçou aparecer durante a prova. No masculino, a vitória apertada ficou com Reinaldo Colucci e, no feminino, com a alemã naturalizada americana, Nina Kraft, que venceu com facilidade.

Santos - Depois de uma virada no tempo que trouxe chuva e diminuiu o forte calor que atingia as praias santistas nos últimos tempos, atletas vindos de mais de dez estados brasileiros e de outros seis países encararam o Triathlon Internacional de Santos. A prova, que teve cerca de 1.300 inscritos, tem percurso de 1,5 quilômetro de natação, 40 de ciclismo e 10 de corrida.

A disputa foi bastante acirrada na competição entre os homens. Paulo Miyashiro, Reinaldo Colucci e Fábio Carvalho estiveram juntos praticamente por toda a extensão do triathlon. Miyashiro que tinha uma pequena vantagem na primeira e segunda transições, teve seu rendimento afetado pelo macaquinho que arrebentou, em um evento que quase causou sua desclassificação da prova, e acabou em terceiro lugar, com tempo de 1h45min34. Reinaldo Colucci foi o vencedor, cruzando a linha de chegada com tempo de 1h44min19, seguido de perto por Fábio Carvalho, 1h44min25.

Claramente satisfeito por vencer uma prova que foi tão competitiva, Colucci atribuiu sua vitória ao ataque certeiro na corrida. “Na natação, eu não peguei uma onda e infelizmente eu tive que ficar no segundo grupo na água, mas logo no início do ciclismo já consegui [recuperar], aí ficamos eu, Fábio e o Paulo Miyashiro até o fim do ciclismo. Eu sabia que ia ser difícil ainda, o Paulo e o Fabio saíram bastante fortes. Tentei me desgarrar do Fábio nos primeiros cinco quilômetros, mas não consegui, a partir dali eu passei a me defender porque ele passou a atacar mais vezes. Até os últimos 400 metros, quando eu consegui dar um contra-ataque, consegui passar ele faltando uns 200, 300 metros, e segurar até o final”. Com o título nesta edição de 2010, Colucci é agora bicampeão no Internacional de Santos.

Carvalho comentou a competição e elogiou o primeiro colocado. “[A disputa] foi bem acirrada, eu, o ‘Shiro’ e o Reinaldo brigando. A prova estava incerta até os últimos 100 metros da corrida, mas valeu, o Reinaldo é um guerreiro. Lógico que eu queria ter vencido, seria meu primeiro titulo, mas esse ano ainda tem muita disputa e até dezembro a gente está aí brigando”, diz.

Apesar da terceira colocação, o atleta olímpico, Paulo Miyashiro, mostrou-se positivo. “Primeira prova do ano, [o nível] foi muito forte e a corrida foi ali o que decidiu, eles conseguiram abrir uma vantagem ali no começo e, no final, quando eu comecei a recuperar já não dava mais. Mas gostei da prova, os dois aí de altíssimo nível, estão de parabéns!”, diz. Questionado sobre sua quase desclassificação, ele explicou o que chamou de um mal entendido. “Arrebentou uma parte do meu macaquinho, eu tive que abaixar o outro [lado] para poder amarrar, mas o que interessa é o peito e o peito estava coberto, mas foi só um detalhe, nada demais, ficou tudo certo”.

As mulheres - A atleta alemã naturalizada americana Nina Kraft foi a grande vitoriosa da prova feminina de triathlon, com tempo abaixo da marca de duas horas: 1h59min12. Após Carla Moreno, que seria sua principal concorrente na disputa, abandonar a competição, Nina disparou e venceu com quase 10 minutos de vantagem sobre a segunda colocada.

A atleta olímpica brasileira, Carla Moreno, teve diagnóstico de dengue confirmado na noite deste sábado, 27, e no entanto, fez questão de competir. Abatida por náuseas, febre e tontura, ela percorreu apenas os primeiros 750 metros de natação e retirou-se da prova.

Desde o começo, Nina abriu uma confortável distância, que só aumentou durante o percurso. Ela se surpreendeu de ter ido tão bem na prova, pois se sentia cansada da viagem para o Brasil e tinha receio de a troca rápida de temperatura (do frio da Flórida, nos EUA, para o calor santista) prejudicá-la. “Estou feliz por ter vindo, amo o Brasil e tive muita sorte hoje, o mar não estava tão agitado, eu me senti forte. Eu estava um pouco nervosa, sexta e sábado eu não pude treinar, porque é muito perigoso para mim treinar aqui [por causa da violência], mas no fim foi bom, fiquei mais descansada, quem sabe eu repito isso da próxima vez . Hoje eu fiz uma das melhores provas da minha vida, foi maravilhoso”, comemora a atleta.

Nina foi seguida pelas brasileiras, Carolina Furriela e Susana Festner, com tempos de 2h09min02 e 2h09min19 respectivamente. Carolina, que conquistou a segunda posição na corrida, ficou em êxtase com seu resultado. “Tive que buscar na corrida, eu estou muito muito feliz, não esperava este resultado, já tem dois anos que eu fico entre as cinco, mas esse ano alguma coisa me dizia que eu ia ficar entre as três, eu sonhava quase todo dia com isso e foi muito legal!”

Susana também se mostrou satisfeita com o seu desempenho. “Como eu saí um pouco atrás na água, eu fiz muita força no ciclismo e saí forte na corrida, mas a Carol corre muito forte. Eu vim pra brigar pelo pódio, minha meta era ficar entre as cinco, então eu estou bem contente com esse terceiro lugar”, diz sorrindo.


Reinaldo Colucci e Nina Kraft vencem Internacional de Santos

Triathlon · 28 fev, 2010

O tempo nublado, com uma garoa fina que ia e voltava, marcou este domingo, 28, dia da 19ª edição do Triathlon Internacional de Santos, no litoral paulista. Apesar do ar ainda abafado, já fazia bem menos calor que nos dias anteriores e o sol nem ameaçou aparecer durante a prova. No masculino, a vitória apertada ficou com Reinaldo Colucci e, no feminino, com a alemã naturalizada americana, Nina Kraft, que venceu com facilidade.

Santos - Depois de uma virada no tempo que trouxe chuva e diminuiu o forte calor que atingia as praias santistas nos últimos tempos, atletas vindos de mais de dez estados brasileiros e de outros seis países encararam o Triathlon Internacional de Santos. A prova, que teve cerca de 1.300 inscritos, tem percurso de 1,5 quilômetro de natação, 40 de ciclismo e 10 de corrida.

A disputa foi bastante acirrada na competição entre os homens. Paulo Miyashiro, Reinaldo Colucci e Fábio Carvalho estiveram juntos praticamente por toda a extensão do triathlon. Miyashiro que tinha uma pequena vantagem na primeira e segunda transições, teve seu rendimento afetado pelo macaquinho que arrebentou, em um evento que quase causou sua desclassificação da prova, e acabou em terceiro lugar, com tempo de 1h45min34. Reinaldo Colucci foi o vencedor, cruzando a linha de chegada com tempo de 1h44min19, seguido de perto por Fábio Carvalho, 1h44min25.

Claramente satisfeito por vencer uma prova que foi tão competitiva, Colucci atribuiu sua vitória ao ataque certeiro na corrida. “Na natação, eu não peguei uma onda e infelizmente eu tive que ficar no segundo grupo na água, mas logo no início do ciclismo já consegui [recuperar], aí ficamos eu, Fábio e o Paulo Miyashiro até o fim do ciclismo. Eu sabia que ia ser difícil ainda, o Paulo e o Fabio saíram bastante fortes. Tentei me desgarrar do Fábio nos primeiros cinco quilômetros, mas não consegui, a partir dali eu passei a me defender porque ele passou a atacar mais vezes. Até os últimos 400 metros, quando eu consegui dar um contra-ataque, consegui passar ele faltando uns 200, 300 metros, e segurar até o final”. Com o título nesta edição de 2010, Colucci é agora bicampeão no Internacional de Santos.

Carvalho comentou a competição e elogiou o primeiro colocado. “[A disputa] foi bem acirrada, eu, o ‘Shiro’ e o Reinaldo brigando. A prova estava incerta até os últimos 100 metros da corrida, mas valeu, o Reinaldo é um guerreiro. Lógico que eu queria ter vencido, seria meu primeiro titulo, mas esse ano ainda tem muita disputa e até dezembro a gente está aí brigando”, diz.

Apesar da terceira colocação, o atleta olímpico, Paulo Miyashiro, mostrou-se positivo. “Primeira prova do ano, [o nível] foi muito forte e a corrida foi ali o que decidiu, eles conseguiram abrir uma vantagem ali no começo e, no final, quando eu comecei a recuperar já não dava mais. Mas gostei da prova, os dois aí de altíssimo nível, estão de parabéns!”, diz. Questionado sobre sua quase desclassificação, ele explicou o que chamou de um mal entendido. “Arrebentou uma parte do meu macaquinho, eu tive que abaixar o outro [lado] para poder amarrar, mas o que interessa é o peito e o peito estava coberto, mas foi só um detalhe, nada demais, ficou tudo certo”.

As mulheres - A atleta alemã naturalizada americana Nina Kraft foi a grande vitoriosa da prova feminina de triathlon, com tempo abaixo da marca de duas horas: 1h59min12. Após Carla Moreno, que seria sua principal concorrente na disputa, abandonar a competição, Nina disparou e venceu com quase 10 minutos de vantagem sobre a segunda colocada.

A atleta olímpica brasileira, Carla Moreno, teve diagnóstico de dengue confirmado na noite deste sábado, 27, e no entanto, fez questão de competir. Abatida por náuseas, febre e tontura, ela percorreu apenas os primeiros 750 metros de natação e retirou-se da prova.

Desde o começo, Nina abriu uma confortável distância, que só aumentou durante o percurso. Ela se surpreendeu de ter ido tão bem na prova, pois se sentia cansada da viagem para o Brasil e tinha receio de a troca rápida de temperatura (do frio da Flórida, nos EUA, para o calor santista) prejudicá-la. “Estou feliz por ter vindo, amo o Brasil e tive muita sorte hoje, o mar não estava tão agitado, eu me senti forte. Eu estava um pouco nervosa, sexta e sábado eu não pude treinar, porque é muito perigoso para mim treinar aqui [por causa da violência], mas no fim foi bom, fiquei mais descansada, quem sabe eu repito isso da próxima vez . Hoje eu fiz uma das melhores provas da minha vida, foi maravilhoso”, comemora a atleta.

Nina foi seguida pelas brasileiras, Carolina Furriela e Susana Festner, com tempos de 2h09min02 e 2h09min19 respectivamente. Carolina, que conquistou a segunda posição na corrida, ficou em êxtase com seu resultado. “Tive que buscar na corrida, eu estou muito muito feliz, não esperava este resultado, já tem dois anos que eu fico entre as cinco, mas esse ano alguma coisa me dizia que eu ia ficar entre as três, eu sonhava quase todo dia com isso e foi muito legal!”

Susana também se mostrou satisfeita com o seu desempenho. “Como eu saí um pouco atrás na água, eu fiz muita força no ciclismo e saí forte na corrida, mas a Carol corre muito forte. Eu vim pra brigar pelo pódio, minha meta era ficar entre as cinco, então eu estou bem contente com esse terceiro lugar”, diz sorrindo.

Campeões do Ironman perdem vaga para o Havaí

Triathlon · 28 maio, 2007

Florianópolis - Oscar Galindez e Nina Kraft, vencedores do Ironman Brasil 2007, chegaram atrasados no local de inscrição para o Ironman do Havaí e perderam a vaga. De acordo com o regulamento, eles deveriam estar presentes no Clube Doze de Agosto às 9h de hoje (28) munidos do valor da inscrição em dólar americano em espécie.

A entrega das vagas começa com os atletas da categoria de elite e ambos chegaram após o anúncio de seus nomes. De acordo com Carlos Galvão, diretor do evento, a organização não vai voltar atrás e eles estão realmente desclassificados. “A regra da WTC (World Triathlon Corporation) diz que é obrigatório que eles estejam presentes no horário estipulado. Eles chegaram atrasados e rolamos as vagas para os atletas subseqüentes”.

Dessa forma, a americana Dede Griesbauer e a brasileira Fernanda Keller conquistaram a vaga para a competição em Kona entre as mulheres. Já entre os homens, o italiano Sebastian Pedraza (quarto colocado), o brasileiro Vinicius Dias Santana (oitavo) e o espanhol José Luis Villanueva (10° colocado) foram os contemplados.

Oscar Galindez preferiu não comentar o assunto até o momento e Nina Kraft não foi encontrada. Confira abaixo o trecho do regulamento sobre a inscrição do Havaí, extraído do site oficial da competição:

“Por determinação da WTC todo pré-qualificado para o Havaí 2007 terá direito à vaga se estiver presente dia 28/05/07, às 9:00 horas, no Clube Doze de Agosto - Jurerê, com o valor da inscrição em dólar americano em espécie. Caso não esteja presente ao ser chamado ou não tenha a quantia em dólar americano, perderá o direito a vaga e será chamado o atleta seguinte e assim sucessivamente”.


Campeões do Ironman perdem vaga para o Havaí

Triathlon · 28 maio, 2007

Florianópolis - Oscar Galindez e Nina Kraft, vencedores do Ironman Brasil 2007, chegaram atrasados no local de inscrição para o Ironman do Havaí e perderam a vaga. De acordo com o regulamento, eles deveriam estar presentes no Clube Doze de Agosto às 9h de hoje (28) munidos do valor da inscrição em dólar americano em espécie.

A entrega das vagas começa com os atletas da categoria de elite e ambos chegaram após o anúncio de seus nomes. De acordo com Carlos Galvão, diretor do evento, a organização não vai voltar atrás e eles estão realmente desclassificados. “A regra da WTC (World Triathlon Corporation) diz que é obrigatório que eles estejam presentes no horário estipulado. Eles chegaram atrasados e rolamos as vagas para os atletas subseqüentes”.

Dessa forma, a americana Dede Griesbauer e a brasileira Fernanda Keller conquistaram a vaga para a competição em Kona entre as mulheres. Já entre os homens, o italiano Sebastian Pedraza (quarto colocado), o brasileiro Vinicius Dias Santana (oitavo) e o espanhol José Luis Villanueva (10° colocado) foram os contemplados.

Oscar Galindez preferiu não comentar o assunto até o momento e Nina Kraft não foi encontrada. Confira abaixo o trecho do regulamento sobre a inscrição do Havaí, extraído do site oficial da competição:

“Por determinação da WTC todo pré-qualificado para o Havaí 2007 terá direito à vaga se estiver presente dia 28/05/07, às 9:00 horas, no Clube Doze de Agosto - Jurerê, com o valor da inscrição em dólar americano em espécie. Caso não esteja presente ao ser chamado ou não tenha a quantia em dólar americano, perderá o direito a vaga e será chamado o atleta seguinte e assim sucessivamente”.