mundialatletismo

Stefano Baldini defende a Itália no Mundial

Maratona · 05 ago, 2003

A Itália é famosa pela quantidade de provas da modalidade maratona disputadas anualmente no país. São inúmeras competições: Maratona de Roma, Milão, Torino, Veneza, Ferrari, Florença, Palermo, Giuseppe Verdi, entre tantas outras. Assim, a popularidade da modalidade, fez deste país um fértil berço de bons corredores de longa distância que se destacam em provas internacionais.

A Federação Italiana de Atletismo anunciou a equipe de maratonistas que vai defender o país no próximo Campeonato Mundial de Atletismo, de começa dia 23 de agosto, em Paris, na França. Serão 11 maratonistas. Cinco homens e seis mulheres (uma é delas - Simona Viola – é substituta). O time é formado pelos seguintes maratonistas: Stefano Baldini, Migidio Bourifa, Daniele Caimmi, Alberico Di Cecco, Ruggero Pertile, já o time feminino conta com Lucilla Andreucci, Maria Cocchetti, Rosalba Console, Gloria Marconim e Giovanna Volpato.

Estrela - A maior estrela da seleção italiana, certamente é Stefano Baldini, pelo seu excelente cartel de conquistas e performances. Seu recorde pessoal é de 2:07:29 conquistado em Londres, em 2002. Medalha de bronze da maratona no Mundial de Edmonton em 2001 e Campeão Europeu da modalidade em 1998. Antes de tornar-se maratonista, o atleta dedicava-se a media distâncias com bons retrospectos: como a marca de 13:34.81 (94) para os 5000m: ou 27:50.27 (95) para 10000m.


Stefano Baldini defende a Itália no Mundial

Maratona · 05 ago, 2003

A Itália é famosa pela quantidade de provas da modalidade maratona disputadas anualmente no país. São inúmeras competições: Maratona de Roma, Milão, Torino, Veneza, Ferrari, Florença, Palermo, Giuseppe Verdi, entre tantas outras. Assim, a popularidade da modalidade, fez deste país um fértil berço de bons corredores de longa distância que se destacam em provas internacionais.

A Federação Italiana de Atletismo anunciou a equipe de maratonistas que vai defender o país no próximo Campeonato Mundial de Atletismo, de começa dia 23 de agosto, em Paris, na França. Serão 11 maratonistas. Cinco homens e seis mulheres (uma é delas - Simona Viola – é substituta). O time é formado pelos seguintes maratonistas: Stefano Baldini, Migidio Bourifa, Daniele Caimmi, Alberico Di Cecco, Ruggero Pertile, já o time feminino conta com Lucilla Andreucci, Maria Cocchetti, Rosalba Console, Gloria Marconim e Giovanna Volpato.

Estrela - A maior estrela da seleção italiana, certamente é Stefano Baldini, pelo seu excelente cartel de conquistas e performances. Seu recorde pessoal é de 2:07:29 conquistado em Londres, em 2002. Medalha de bronze da maratona no Mundial de Edmonton em 2001 e Campeão Europeu da modalidade em 1998. Antes de tornar-se maratonista, o atleta dedicava-se a media distâncias com bons retrospectos: como a marca de 13:34.81 (94) para os 5000m: ou 27:50.27 (95) para 10000m.

Helsinqui é oficializada como sede do Mundial de 2005

Atletismo · 10 jun, 2003

Segundo, a Federação Internacional das Associações de Atletismo (IAAF), foi ratificado na última sexta-feira o contrato oficial entre a entidade e o governo finlândes, para a realização da 10ª edição do Campeonato Mundial de Atletismo, que acontecerá em 2005, em Helsinqui, capital da Finlândia.

A assinatura do contrato aconteceu na sede do parlamento finlandês e estiveram presentes dirigentes, políticos, atletas, entre outros, com destaque para o presidente da IAAF, Lamine Diack e Ilkka Kanerva, presidente da Federação de Atletismo da Finlândia, além, do Ministro da Cultura e Esportes, Tanja Karpela.


Helsinqui é oficializada como sede do Mundial de 2005

Atletismo · 10 jun, 2003

Segundo, a Federação Internacional das Associações de Atletismo (IAAF), foi ratificado na última sexta-feira o contrato oficial entre a entidade e o governo finlândes, para a realização da 10ª edição do Campeonato Mundial de Atletismo, que acontecerá em 2005, em Helsinqui, capital da Finlândia.

A assinatura do contrato aconteceu na sede do parlamento finlandês e estiveram presentes dirigentes, políticos, atletas, entre outros, com destaque para o presidente da IAAF, Lamine Diack e Ilkka Kanerva, presidente da Federação de Atletismo da Finlândia, além, do Ministro da Cultura e Esportes, Tanja Karpela.