itu world

Pódio estrangeiro na etapa carioca de triathlon

Triathlon · 08 nov, 2004

Se no ano passado o Brasil ocupou o lugar mais alto do pódio na etapa do Rio de Janeiro da Copa do Mundo da União Internacional de Triatlo (ITU), o mesmo não aconteceu desta vez. Neste domingo de chuva na praia de Copacabana, os estrangeiros fizeram a festa na última prova da temporada. No feminino, a portuguesa Vanessa Fernandes foi a primeira a completar o percurso de 1,5 km de natação, 40 km de ciclismo e 10 km de corrida, em 1h59min26seg. Entre os homens, a vitória ficou com o francês Cedric Deanaz, com 1h49min37seg.

Na prova masculina, o brasileiro mais bem colocado foi o cearense Antônio Marcos Silva, na terceira colocação, mesmo resultado que ele obteve no ano passado. Entre os triatletas olímpicos, o melhor foi o paranaense Juraci Moreira (Pão de Açúcar/Brasil Telecom), em nono. Reserva nos Jogos de Atenas, o carioca Virgílio de Castilho (Pão de Açúcar/ Brasil Telecom) foi 15º, enquanto o santista Paulo Miyasiro (Pão de Açúcar/Unimonte) chegou em 21º. Da equipe olímpica feminina, apenas a brasiliense Mariana Ohata (Pão de Açúcar/Brasil Telecom) cruzou a linha de chegada, na 11ª posição.

“Quando vi as meninas parando, senti uma grande responsabilidade e me esforcei ainda mais”, disse Mariana Ohata, melhor sul-americana nos Jogos de Atenas, na 37ª posição. “Não esperava ficar entre as 15 primeiras. Foi uma boa surpresa”, completou.

As demais brasileiras não tiveram sorte. Campeã no ano passado, Carla Moreno (Pão de Açúcar/Nike/Unimonte) teve problemas com o câmbio de sua bicicleta e abandonou ainda na terceira volta do ciclismo, enquanto Sandra Soldan (Pão de Açúcar/Brasil Telecom/Reebok) voltou a sentir a contusão no glúteo que a tirou da Olimpíada e parou na primeira volta da corrida.

A etapa do Rio de Janeiro da Copa do Mundo, que encerrou a temporada 2004 da ITU, foi disputada sob uma temperatura de 25ºC e distribuiu 65 mil dólares entre os dez primeiros colocados no masculino e no feminino. A prova também contou pontos para o ranking mundial.

Classificação da prova feminina:

1º) Vanessa Fernandes (POR): 1h59min26seg
2º) Liz Blatchford (GBR): 1h59min47seg
3º) Jill Savege (CAN): 2h00min00seg
11º) Mariana Ohata (BRA): 2h02min57seg

Classificação da prova masculina:

1º) Cedric Deanaz (FRA): 1h49min37seg
2º) Mark Albert (EST): 1h49min44seg
3º) Antônio Marcos Silva (BRA): 1h49min59seg
9º) Juraci Moreira (BRA): 1h50min34seg
15º) Virgílio de Castilho (BRA): 1h51min51seg
21º) Paulo Miyasiro (BRA): 1h52min48seg


Pódio estrangeiro na etapa carioca de triathlon

Triathlon · 08 nov, 2004

Se no ano passado o Brasil ocupou o lugar mais alto do pódio na etapa do Rio de Janeiro da Copa do Mundo da União Internacional de Triatlo (ITU), o mesmo não aconteceu desta vez. Neste domingo de chuva na praia de Copacabana, os estrangeiros fizeram a festa na última prova da temporada. No feminino, a portuguesa Vanessa Fernandes foi a primeira a completar o percurso de 1,5 km de natação, 40 km de ciclismo e 10 km de corrida, em 1h59min26seg. Entre os homens, a vitória ficou com o francês Cedric Deanaz, com 1h49min37seg.

Na prova masculina, o brasileiro mais bem colocado foi o cearense Antônio Marcos Silva, na terceira colocação, mesmo resultado que ele obteve no ano passado. Entre os triatletas olímpicos, o melhor foi o paranaense Juraci Moreira (Pão de Açúcar/Brasil Telecom), em nono. Reserva nos Jogos de Atenas, o carioca Virgílio de Castilho (Pão de Açúcar/ Brasil Telecom) foi 15º, enquanto o santista Paulo Miyasiro (Pão de Açúcar/Unimonte) chegou em 21º. Da equipe olímpica feminina, apenas a brasiliense Mariana Ohata (Pão de Açúcar/Brasil Telecom) cruzou a linha de chegada, na 11ª posição.

“Quando vi as meninas parando, senti uma grande responsabilidade e me esforcei ainda mais”, disse Mariana Ohata, melhor sul-americana nos Jogos de Atenas, na 37ª posição. “Não esperava ficar entre as 15 primeiras. Foi uma boa surpresa”, completou.

As demais brasileiras não tiveram sorte. Campeã no ano passado, Carla Moreno (Pão de Açúcar/Nike/Unimonte) teve problemas com o câmbio de sua bicicleta e abandonou ainda na terceira volta do ciclismo, enquanto Sandra Soldan (Pão de Açúcar/Brasil Telecom/Reebok) voltou a sentir a contusão no glúteo que a tirou da Olimpíada e parou na primeira volta da corrida.

A etapa do Rio de Janeiro da Copa do Mundo, que encerrou a temporada 2004 da ITU, foi disputada sob uma temperatura de 25ºC e distribuiu 65 mil dólares entre os dez primeiros colocados no masculino e no feminino. A prova também contou pontos para o ranking mundial.

Classificação da prova feminina:

1º) Vanessa Fernandes (POR): 1h59min26seg
2º) Liz Blatchford (GBR): 1h59min47seg
3º) Jill Savege (CAN): 2h00min00seg
11º) Mariana Ohata (BRA): 2h02min57seg

Classificação da prova masculina:

1º) Cedric Deanaz (FRA): 1h49min37seg
2º) Mark Albert (EST): 1h49min44seg
3º) Antônio Marcos Silva (BRA): 1h49min59seg
9º) Juraci Moreira (BRA): 1h50min34seg
15º) Virgílio de Castilho (BRA): 1h51min51seg
21º) Paulo Miyasiro (BRA): 1h52min48seg

Miyasiro irá participar da etapa carioca do ITU World Cup

Triathlon · 27 out, 2004

O triathleta Paulo Miyasiro já confirmou presença no ITU World Cup Rio de Janeiro 2004, etapa carioca da copa mundial de triathlon. Aos 28 anos, o santista quer lutar pelo Brasil na competição. Mesmo machucado, com lesão na canela, Miyasiro revelou para a Cbtri que vai competir com garra e vontade.

A prova acontece e no dia sete de novembro com largada na praia de Copacabana, Rio de Janeiro. Outra brasileira que também já confirmou presença foi Marina Ohata.


Miyasiro irá participar da etapa carioca do ITU World Cup

Triathlon · 27 out, 2004

O triathleta Paulo Miyasiro já confirmou presença no ITU World Cup Rio de Janeiro 2004, etapa carioca da copa mundial de triathlon. Aos 28 anos, o santista quer lutar pelo Brasil na competição. Mesmo machucado, com lesão na canela, Miyasiro revelou para a Cbtri que vai competir com garra e vontade.

A prova acontece e no dia sete de novembro com largada na praia de Copacabana, Rio de Janeiro. Outra brasileira que também já confirmou presença foi Marina Ohata.

Mariana Ohata quer o pódio do ITU Rio de Janeiro

Triathlon · 22 out, 2004

Após ser a melhor sul-americana e única brasileira a completar a prova de triathlon dos Jogos Olímpicos de Atenas, a brasiliense Mariana Ohata (Pão de Açúcar / Brasil Telecom), 25 anos, já confirmou sua participação na ITU World Cup Rio de Janeiro 2004, etapa carioca da Copa do Mundo de Triathlon. Organizada pela Confederação Brasileira de Triathlon e pela International Triathlon Union (ITU), a competição está marcada para o dia 7 de novembro, no Posto Seis, Praia de Copacabana. A prova será disputada na distância olímpica: 1,5km de natação, 40km de ciclismo e 10km de corrida, contando pontos para o ranking mundial.

Mariana está animada com a prova, realizada em um dos circuitos mais concorridos do calendário anual da ITU, por se tratar de um percurso rápido (plano), num belo cenário e com ótimo clima. "Adoro competir no Brasil, a torcida me emociona e me traz energia para correr mais forte. Mesmo sabendo que estamos ainda num processo de recuperação do desgaste de Atenas, a vontade de correr com a torcida a meu favor é muito grande. Com certeza tentarei buscar o pódio para o Brasil", diz Mariana, que em 2003 ficou com a quarta colocação na prova, que foi vencida pela paulista Carla Moreno.

Depois de um período de treinos bastante intenso e desgastante, Mariana voltou das Olimpíadas com um ritmo mais moderado. Por semana, ela vem treinando cerca de 20km de natação, 250km de ciclismo e 60km de corrida, o que dá uma média de três horas diárias. "Mas a tendência daqui pra frente é aumentar o ritmo e o volume de treinos visando exclusivamente à etapa carioca da World Cup", afirma a atleta.


Mariana Ohata quer o pódio do ITU Rio de Janeiro

Triathlon · 22 out, 2004

Após ser a melhor sul-americana e única brasileira a completar a prova de triathlon dos Jogos Olímpicos de Atenas, a brasiliense Mariana Ohata (Pão de Açúcar / Brasil Telecom), 25 anos, já confirmou sua participação na ITU World Cup Rio de Janeiro 2004, etapa carioca da Copa do Mundo de Triathlon. Organizada pela Confederação Brasileira de Triathlon e pela International Triathlon Union (ITU), a competição está marcada para o dia 7 de novembro, no Posto Seis, Praia de Copacabana. A prova será disputada na distância olímpica: 1,5km de natação, 40km de ciclismo e 10km de corrida, contando pontos para o ranking mundial.

Mariana está animada com a prova, realizada em um dos circuitos mais concorridos do calendário anual da ITU, por se tratar de um percurso rápido (plano), num belo cenário e com ótimo clima. "Adoro competir no Brasil, a torcida me emociona e me traz energia para correr mais forte. Mesmo sabendo que estamos ainda num processo de recuperação do desgaste de Atenas, a vontade de correr com a torcida a meu favor é muito grande. Com certeza tentarei buscar o pódio para o Brasil", diz Mariana, que em 2003 ficou com a quarta colocação na prova, que foi vencida pela paulista Carla Moreno.

Depois de um período de treinos bastante intenso e desgastante, Mariana voltou das Olimpíadas com um ritmo mais moderado. Por semana, ela vem treinando cerca de 20km de natação, 250km de ciclismo e 60km de corrida, o que dá uma média de três horas diárias. "Mas a tendência daqui pra frente é aumentar o ritmo e o volume de treinos visando exclusivamente à etapa carioca da World Cup", afirma a atleta.