fred

Fred Monteiro é vice no Triathlon de Lisboa

Triathlon · 28 abr, 2008

O brasileiro Fred Monteiro faturou o vice na disputa do Lisboa Internacional Triathlon, competição disputada no último sábado (26) na capital portuguesa em formato de Meio Ironman (1,9 km de natação, 90 km de ciclismo e 21,1 km de corrida). O evento fez parte do Circuito Europeu de longa distância.

O triathleta de 32 anos foi superado apenas pelo britânico Paul Amey, campeão mundial de duathlon, e terminou à frente de importantes nomes da categoria, o dinamarquês Jimmy Johnsen, vencedor de 2007 e o belga Marino Vanhoenacker, top cinco do Ironman do Havaí 2007. Fred saiu da água na terceira colocação, ostentou o vice durante um bom tempo na bike, mas chegou à corrida na sexta colocação.

No fim da disputa ele apertou o passo, encostou em Paul Amey e depois ultrapassou Jimmy Johnsen. “Nos últimos 10 quilômetros eu dei uma quebrada, pelo forte nível, mas mantive o segundo lugar. Foi sensacional, estou muito feliz”, festeja o santista. A cidade do litoral paulista teve ainda a presença de três competidores na categoria amadora, Luiz Stockler, o Pinduca, Luiz Lopes Júnior e Lúcio dos Santos.

A disputa desta prova serviu como preparação para o Ironman Brasil, a ser realizado no dia 25 de maio em Florianópolis (SC). “Ganhei muita motivação com este resultado. Vi que estou no caminho certo da minha preparação e estou animado para garantir o meu melhor resultado até hoje”, ressalta o competidor que ostenta um nono lugar como melhor resultado, obtido em 2005.

Além da prova catarinense, outra prioridade de Fredinho é a disputa do Troféu Brasil de Triathlon, competição que ele terminou na terceira colocação ano passado. “Depois do Ironman, volto com tudo para o Troféu Brasil”, avisa animado.


Fred Monteiro é vice no Triathlon de Lisboa

Triathlon · 28 abr, 2008

O brasileiro Fred Monteiro faturou o vice na disputa do Lisboa Internacional Triathlon, competição disputada no último sábado (26) na capital portuguesa em formato de Meio Ironman (1,9 km de natação, 90 km de ciclismo e 21,1 km de corrida). O evento fez parte do Circuito Europeu de longa distância.

O triathleta de 32 anos foi superado apenas pelo britânico Paul Amey, campeão mundial de duathlon, e terminou à frente de importantes nomes da categoria, o dinamarquês Jimmy Johnsen, vencedor de 2007 e o belga Marino Vanhoenacker, top cinco do Ironman do Havaí 2007. Fred saiu da água na terceira colocação, ostentou o vice durante um bom tempo na bike, mas chegou à corrida na sexta colocação.

No fim da disputa ele apertou o passo, encostou em Paul Amey e depois ultrapassou Jimmy Johnsen. “Nos últimos 10 quilômetros eu dei uma quebrada, pelo forte nível, mas mantive o segundo lugar. Foi sensacional, estou muito feliz”, festeja o santista. A cidade do litoral paulista teve ainda a presença de três competidores na categoria amadora, Luiz Stockler, o Pinduca, Luiz Lopes Júnior e Lúcio dos Santos.

A disputa desta prova serviu como preparação para o Ironman Brasil, a ser realizado no dia 25 de maio em Florianópolis (SC). “Ganhei muita motivação com este resultado. Vi que estou no caminho certo da minha preparação e estou animado para garantir o meu melhor resultado até hoje”, ressalta o competidor que ostenta um nono lugar como melhor resultado, obtido em 2005.

Além da prova catarinense, outra prioridade de Fredinho é a disputa do Troféu Brasil de Triathlon, competição que ele terminou na terceira colocação ano passado. “Depois do Ironman, volto com tudo para o Troféu Brasil”, avisa animado.

Fred Monteito prevê dificuldades no Trofeu Brasil de Triathlon

Triathlon · 16 jul, 2003

Frederico Monteiro, o Fred, 5° colocado na classificação do 13º Gatorade Troféu Brasil de Triathlon, que será disputado no dia 10 de agosto em Nova Lima em Minas Gerais, acredita que terá uma das mais difíceis da temporada. A prova, válida pela terceira etapa do Troféu Brasil de Triathlon, terá as distâncias olímpicas de 1,5 quilômetro de natação, 40 mil metros de ciclismo e 10 km de corrida.

"Os adversários são fortes, mesmo sem a presença de alguns atletas que estarão nos Jogos Pan-Americanos. O relevo da prova também é um obstáculo, pois as subidas que fazem parte do percurso da corrida são íngremes", disse Fred.

Ao contrário das etapas de Santos e Niterói, quando a natação foi disputadano mar, a prova de Belo Horizonte será realizada em uma lagoa. O motivo de os triatletas nadarem em água doce é por Minas Gerais não ter costa marítima.

"Prefiro nadar no mar, pois já estou acostumado com a maré e a correnteza. Acho que vai estar frio e vou ter que usar roupa de borracha. O problema é que o equipamento faz o atleta perder a mobilidade", disse o quinto colocado no campeonato com 203,25 pontos.

Frederico treina em Santos cerca de quatro horas por dia e agora iniciou o trabalho de base para o segundo semestre.

"Faço em média 20km de natação, 70 mil metros de corrida e 300 km de ciclismo por semana. Na alimentação, evito doces e frituras, mas não tenho problema para engordar", brincou.


Fred Monteito prevê dificuldades no Trofeu Brasil de Triathlon

Triathlon · 16 jul, 2003

Frederico Monteiro, o Fred, 5° colocado na classificação do 13º Gatorade Troféu Brasil de Triathlon, que será disputado no dia 10 de agosto em Nova Lima em Minas Gerais, acredita que terá uma das mais difíceis da temporada. A prova, válida pela terceira etapa do Troféu Brasil de Triathlon, terá as distâncias olímpicas de 1,5 quilômetro de natação, 40 mil metros de ciclismo e 10 km de corrida.

"Os adversários são fortes, mesmo sem a presença de alguns atletas que estarão nos Jogos Pan-Americanos. O relevo da prova também é um obstáculo, pois as subidas que fazem parte do percurso da corrida são íngremes", disse Fred.

Ao contrário das etapas de Santos e Niterói, quando a natação foi disputadano mar, a prova de Belo Horizonte será realizada em uma lagoa. O motivo de os triatletas nadarem em água doce é por Minas Gerais não ter costa marítima.

"Prefiro nadar no mar, pois já estou acostumado com a maré e a correnteza. Acho que vai estar frio e vou ter que usar roupa de borracha. O problema é que o equipamento faz o atleta perder a mobilidade", disse o quinto colocado no campeonato com 203,25 pontos.

Frederico treina em Santos cerca de quatro horas por dia e agora iniciou o trabalho de base para o segundo semestre.

"Faço em média 20km de natação, 70 mil metros de corrida e 300 km de ciclismo por semana. Na alimentação, evito doces e frituras, mas não tenho problema para engordar", brincou.