Emmanuel Mutai

Emmanuel Mutai e Liliya Shobukhova vencem circuito WMM 2010-2011

Maratona · 08 nov, 2011

O circuito das cinco maiores maratonas do mundo – WMM, World Marathon Majors – terminou com a Maratona de Nova York, no domingo (06/11) e com isso encerrou a disputa pelo topo do Ranking WMM 2010-2011. Entre os homens, o vencedor foi o queniano Emmanuel Mutai, enquanto a russa Liliya Shobukhova conquistou o topo entre as mulheres.

O ranking existe desde 2007 e leva em conta as maratonas de Boston, Londres, Berlim, Chicago e Nova York realizadas no ano corrente e anterior. A iniciativa de considerar as provas do ano anterior foi tomada por conta da proximidade das datas das corridas, visto que os atletas que quiserem participar de todas as provas teriam curto tempo de recuperação entre elas.

Londres e Boston são realizadas em abril; Berlim em agosto, Chicago em setembro e Nova York em outubro. Além das cinco tradicionais maratonas, a prova do Mundial de Atletismo também é considerada nos anos em que ocorre, assim como a Maratona dos Jogos Olímpicos.

Emmanuel Mutai conquistou a honraria – além do troféu, foi premiado com meio milhão de dólares – correndo quatro provas, duas vezes a de Londres e duas a de Nova York. O queniano de 27 anos venceu na capital inglesa neste ano e foi o segundo nas três demais.

Seu título, no entanto, só foi decidido nos quilômetros finais da Maratona de Nova York de domingo. Não fosse seu sprint para conquistar a segunda colocação, o título ficaria com o vencedor da prova, Geoffrey Mutai. Foi a primeira vez que o título masculino foi decidido na última etapa do ano, com os candidatos Tsegaye Kebede e Gebre Gebremarian, etíopes, também correndo a maratona final.

Shobukhova por sua vez garantiu seu troféu e premiação – assim como a de Mutai, de meio milhão de dólares – de forma antecipada, após a vitória na Maratona de Chicago (09/10). A russa também correu quatro provas, vencendo três (duas em Chicago e Londres 2010) e conquistando o segundo lugar em Londres 2011.

Os dois atletas fizeram neste ano as melhores marcas de suas carreiras. Mutai se tornou o sexto maratonista mais rápido da história ao correr em Londres no tempo de 2h04min40. Shobukhova fez 2h18min20 em Chicago e se tornou a segunda maratonista mais rápida de todos os tempos, atrás apenas da veterana britânica Paula Radcliffe. Os vencedores foram premiados nessa segunda-feira, sete de novembro, em cerimônia no Central Park de Nova York.


Emmanuel Mutai e Liliya Shobukhova vencem circuito WMM 2010-2011

Maratona · 08 nov, 2011

O circuito das cinco maiores maratonas do mundo – WMM, World Marathon Majors – terminou com a Maratona de Nova York, no domingo (06/11) e com isso encerrou a disputa pelo topo do Ranking WMM 2010-2011. Entre os homens, o vencedor foi o queniano Emmanuel Mutai, enquanto a russa Liliya Shobukhova conquistou o topo entre as mulheres.

O ranking existe desde 2007 e leva em conta as maratonas de Boston, Londres, Berlim, Chicago e Nova York realizadas no ano corrente e anterior. A iniciativa de considerar as provas do ano anterior foi tomada por conta da proximidade das datas das corridas, visto que os atletas que quiserem participar de todas as provas teriam curto tempo de recuperação entre elas.

Londres e Boston são realizadas em abril; Berlim em agosto, Chicago em setembro e Nova York em outubro. Além das cinco tradicionais maratonas, a prova do Mundial de Atletismo também é considerada nos anos em que ocorre, assim como a Maratona dos Jogos Olímpicos.

Emmanuel Mutai conquistou a honraria – além do troféu, foi premiado com meio milhão de dólares – correndo quatro provas, duas vezes a de Londres e duas a de Nova York. O queniano de 27 anos venceu na capital inglesa neste ano e foi o segundo nas três demais.

Seu título, no entanto, só foi decidido nos quilômetros finais da Maratona de Nova York de domingo. Não fosse seu sprint para conquistar a segunda colocação, o título ficaria com o vencedor da prova, Geoffrey Mutai. Foi a primeira vez que o título masculino foi decidido na última etapa do ano, com os candidatos Tsegaye Kebede e Gebre Gebremarian, etíopes, também correndo a maratona final.

Shobukhova por sua vez garantiu seu troféu e premiação – assim como a de Mutai, de meio milhão de dólares – de forma antecipada, após a vitória na Maratona de Chicago (09/10). A russa também correu quatro provas, vencendo três (duas em Chicago e Londres 2010) e conquistando o segundo lugar em Londres 2011.

Os dois atletas fizeram neste ano as melhores marcas de suas carreiras. Mutai se tornou o sexto maratonista mais rápido da história ao correr em Londres no tempo de 2h04min40. Shobukhova fez 2h18min20 em Chicago e se tornou a segunda maratonista mais rápida de todos os tempos, atrás apenas da veterana britânica Paula Radcliffe. Os vencedores foram premiados nessa segunda-feira, sete de novembro, em cerimônia no Central Park de Nova York.