Cobertura_SaoSilvestre06_Curio

Saiba quem são os campeões da São Silvestre

Corridas de Rua · 25 dez, 2006

A Corrida Internacional de São Silvestre está em sua 82ª edição e até hoje foram 27 vitórias de brasileiros. Entre as mulheres, a prova começou a ser disputada em 1975 e o Brasil já conquistou quatro títulos.

Os destaques ficam por conta de Paul Tergat (Quênia), com cinco títulos alternados e Rolando Vera (Equador) com quatro títulos consecutivos. Porém, o grande nome da prova é a portuguesa Rosa Mota, que obteve seis títulos consecutivos, de 1981 a 1986.

Campeões

  • 1925 - Alfredo Gomes - Brasil

  • 1926 - Jorge Mancebo - Brasil

  • 1927 - Heitor Blasi - Itália

  • 1928 - Salim Maluf - Brasil

  • 1929 - Heitor Blasi - Itália

  • 1930 - Murilo de Araújo - Brasil

  • 1931 - José Agnello - Brasil

  • 1932 - Nestor Gomes - Brasil

  • 1933 - Nestor Gomes - Brasil

  • 1934 - Alfredo Carletti - Brasil

  • 1935 - Nestor Gomes - Brasil

  • 1936 - Mario de Oliveira - Brasil

  • 1937 - Mario de Oliveira - Brasil

  • 1938 - Armando Martins - Brasil

  • 1939 - Luiz Del Greco - Brasil

  • 1940 - Antônio Alves - Brasil

  • 1941 - José Tibúrcio dos Santos - Brasil

  • 1942 - Joaquim Gonçalves da Silva - Brasil

  • 1943 - Joaquim Gonçalves da Silva - Brasil

  • 1944 - Joaquim Gonçalves da Silva - Brasil

  • 1945 (primeira edição internacional) - Sebastião Alves Monteiro - Brasil

  • 1946 - Sebastião Alves Monteiro - Brasil

  • 1947 - Oscar Moreira - Uruguai

  • 1948 - Raul Inostroza - Chile

  • 1949 - Viljo Heino - Finlândia

  • 1950 - Lucien Theys - Bélgica

  • 1951 - Erik Krucziky - Alemanha

  • 1952 - Franjo Mihalic - Iugoslávia

  • 1953 - Emil Zatopek - Eslováquia

  • 1954 - Franjo Mihalic - Iugoslávia

  • 1955 - Kenneth Norris - Inglaterra

  • 1956 - Manoel Faria - Portugal

  • 1957 - Manoel Faria - Portugal

  • 1958 - Osvaldo Suarez - Argentina

  • 1959 - Osvaldo Suarez - Argentina

  • 1960 - Osvaldo Suarez - Argentina

  • 1961 - Martin Hyman - Inglaterra

  • 1962 - Hamoud Ameur - França

  • 1963 - Henry Clerckx - Bélgica

  • 1964 - Gaston Roelants - Bélgica

  • 1965 - Gaston Roelants - Bélgica

  • 1966 - Alvaro Mejia Flores - Colômbia

  • 1967 - Gaston Roelants - Bélgica

  • 1968 - Gaston Roelants - Bélgica

  • 1969 - Juan Martinez - México

  • 1970 - Frank Shorter - Estados Unidos

  • 1971 - Rafael Tadeo Palomares - México

  • 1972 - Victor Mora - Colômbia

  • 1973 - Victor Mora - Colômbia

  • 1974 - Rafael Angel Perez - Costa Rica

  • 1975 - Victor Mora - Colômbia

  • 1976 - Edmundo Warnke - Chile

  • 1977 - Domingo Tibaduiza - Colômbia

  • 1978 - Radhouane Bouster - França

  • 1979 - Herb Lindasy - Estados Unidos

  • 1980 - José João da Silva - Brasil

  • 1981 - Victor Mora - Colômbia

  • 1982 - Carlos Lopes - Portugal

  • 1983 - João da Mata - Brasil

  • 1984 - Carlos Lopes - Portugal

  • 1985 - José João da Silva - Brasil

  • 1986 - Rolando Vera - Equador

  • 1987 - Rolando Vera - Equador

  • 1988 - Rolando Vera - Equador

  • 1989 (primeira edição com largada às 17h) - Rolando Vera - Equador

  • 1990 - Arturo Barrios - México

  • 1991 - Arturo Barrios - México

  • 1992 - Simon Chemwoyo - Quênia

  • 1993 - Simon Chemwoyo - Quênia

  • 1994 - Ronaldo Costa - Brasil

  • 1995 - Paul Tergat - Quênia

  • 1996 - Paul Tergat - Quênia

  • 1997 - Émerson Iser Bem - Brasil

  • 1998 - Paul Tergat - Quênia

  • 1999 - Paul Tergat - Quênia

  • 2000 - Paul Tergat - Quênia

  • 2001 - Tesfaye Jifar - Etiópia

  • 2002 - Robert Cheruiyot - Quênia

  • 2003 - Marílson Gomes dos Santos - Brasil

  • 2004 - Robert Cheruiyot - Quênia

  • 2005 - Marilson Gomes dos Santos - Brasil

  • 2005 - Olivera Jevtic - Iugoslávia

  • 2004 - Lydia Cheromei - Quênia

  • 2003 - Margaret Okayo - Quênia

  • 2002 - Marizete de Paula Rezende - Brasil

  • 2001 - Maria Zeferina Baldaia - Brasil

  • 2000 - Lydia Cheromei - Quênia

  • 1999 - Lydia Cheromei - Quênia

  • 1998 - Olivera Jevtic - Iugoslávia

  • 1997 - Martha Thenório - Equador

  • 1996 - Roseli Machado - Brasil

  • 1995 - Carmem Oliveira - Brasil

  • 1994 - Derartu Tulu - Etiópia

  • 1993 - Hellen Kimayio - Quênia

  • 1992 - Maria Del Carmen Diaz - México

  • 1991 - Maria Luisa Servin - México

  • 1990 - Maria Del Carmen Diaz - México

  • 1989 - Maria Del Carmen Diaz - México

  • 1988 - Aurora Cunha - Portugal

  • 1987 - Martha Thenório - Equador

  • 1986 - Rosa Mota - Portugal

  • 1985 - Rosa Mota - Portugal

  • 1984 - Rosa Mota - Portugal

  • 1983 - Rosa Mota - Portugal

  • 1982 - Rosa Mota - Portugal

  • 1981 - Rosa Mota - Portugal

  • 1980 - Heide Hutterer - Alemanha

  • 1979 - Dana Slater - Estados Unidos

  • 1978 - Dana Slater - Estados Unidos

  • 1977 - Loa Olafsson - Dinamarca

  • 1976 - Christa Valensieck - Alemanha


  • Saiba quem são os campeões da São Silvestre

    Corridas de Rua · 25 dez, 2006

    A Corrida Internacional de São Silvestre está em sua 82ª edição e até hoje foram 27 vitórias de brasileiros. Entre as mulheres, a prova começou a ser disputada em 1975 e o Brasil já conquistou quatro títulos.

    Os destaques ficam por conta de Paul Tergat (Quênia), com cinco títulos alternados e Rolando Vera (Equador) com quatro títulos consecutivos. Porém, o grande nome da prova é a portuguesa Rosa Mota, que obteve seis títulos consecutivos, de 1981 a 1986.

    Campeões

  • 1925 - Alfredo Gomes - Brasil

  • 1926 - Jorge Mancebo - Brasil

  • 1927 - Heitor Blasi - Itália

  • 1928 - Salim Maluf - Brasil

  • 1929 - Heitor Blasi - Itália

  • 1930 - Murilo de Araújo - Brasil

  • 1931 - José Agnello - Brasil

  • 1932 - Nestor Gomes - Brasil

  • 1933 - Nestor Gomes - Brasil

  • 1934 - Alfredo Carletti - Brasil

  • 1935 - Nestor Gomes - Brasil

  • 1936 - Mario de Oliveira - Brasil

  • 1937 - Mario de Oliveira - Brasil

  • 1938 - Armando Martins - Brasil

  • 1939 - Luiz Del Greco - Brasil

  • 1940 - Antônio Alves - Brasil

  • 1941 - José Tibúrcio dos Santos - Brasil

  • 1942 - Joaquim Gonçalves da Silva - Brasil

  • 1943 - Joaquim Gonçalves da Silva - Brasil

  • 1944 - Joaquim Gonçalves da Silva - Brasil

  • 1945 (primeira edição internacional) - Sebastião Alves Monteiro - Brasil

  • 1946 - Sebastião Alves Monteiro - Brasil

  • 1947 - Oscar Moreira - Uruguai

  • 1948 - Raul Inostroza - Chile

  • 1949 - Viljo Heino - Finlândia

  • 1950 - Lucien Theys - Bélgica

  • 1951 - Erik Krucziky - Alemanha

  • 1952 - Franjo Mihalic - Iugoslávia

  • 1953 - Emil Zatopek - Eslováquia

  • 1954 - Franjo Mihalic - Iugoslávia

  • 1955 - Kenneth Norris - Inglaterra

  • 1956 - Manoel Faria - Portugal

  • 1957 - Manoel Faria - Portugal

  • 1958 - Osvaldo Suarez - Argentina

  • 1959 - Osvaldo Suarez - Argentina

  • 1960 - Osvaldo Suarez - Argentina

  • 1961 - Martin Hyman - Inglaterra

  • 1962 - Hamoud Ameur - França

  • 1963 - Henry Clerckx - Bélgica

  • 1964 - Gaston Roelants - Bélgica

  • 1965 - Gaston Roelants - Bélgica

  • 1966 - Alvaro Mejia Flores - Colômbia

  • 1967 - Gaston Roelants - Bélgica

  • 1968 - Gaston Roelants - Bélgica

  • 1969 - Juan Martinez - México

  • 1970 - Frank Shorter - Estados Unidos

  • 1971 - Rafael Tadeo Palomares - México

  • 1972 - Victor Mora - Colômbia

  • 1973 - Victor Mora - Colômbia

  • 1974 - Rafael Angel Perez - Costa Rica

  • 1975 - Victor Mora - Colômbia

  • 1976 - Edmundo Warnke - Chile

  • 1977 - Domingo Tibaduiza - Colômbia

  • 1978 - Radhouane Bouster - França

  • 1979 - Herb Lindasy - Estados Unidos

  • 1980 - José João da Silva - Brasil

  • 1981 - Victor Mora - Colômbia

  • 1982 - Carlos Lopes - Portugal

  • 1983 - João da Mata - Brasil

  • 1984 - Carlos Lopes - Portugal

  • 1985 - José João da Silva - Brasil

  • 1986 - Rolando Vera - Equador

  • 1987 - Rolando Vera - Equador

  • 1988 - Rolando Vera - Equador

  • 1989 (primeira edição com largada às 17h) - Rolando Vera - Equador

  • 1990 - Arturo Barrios - México

  • 1991 - Arturo Barrios - México

  • 1992 - Simon Chemwoyo - Quênia

  • 1993 - Simon Chemwoyo - Quênia

  • 1994 - Ronaldo Costa - Brasil

  • 1995 - Paul Tergat - Quênia

  • 1996 - Paul Tergat - Quênia

  • 1997 - Émerson Iser Bem - Brasil

  • 1998 - Paul Tergat - Quênia

  • 1999 - Paul Tergat - Quênia

  • 2000 - Paul Tergat - Quênia

  • 2001 - Tesfaye Jifar - Etiópia

  • 2002 - Robert Cheruiyot - Quênia

  • 2003 - Marílson Gomes dos Santos - Brasil

  • 2004 - Robert Cheruiyot - Quênia

  • 2005 - Marilson Gomes dos Santos - Brasil

  • 2005 - Olivera Jevtic - Iugoslávia

  • 2004 - Lydia Cheromei - Quênia

  • 2003 - Margaret Okayo - Quênia

  • 2002 - Marizete de Paula Rezende - Brasil

  • 2001 - Maria Zeferina Baldaia - Brasil

  • 2000 - Lydia Cheromei - Quênia

  • 1999 - Lydia Cheromei - Quênia

  • 1998 - Olivera Jevtic - Iugoslávia

  • 1997 - Martha Thenório - Equador

  • 1996 - Roseli Machado - Brasil

  • 1995 - Carmem Oliveira - Brasil

  • 1994 - Derartu Tulu - Etiópia

  • 1993 - Hellen Kimayio - Quênia

  • 1992 - Maria Del Carmen Diaz - México

  • 1991 - Maria Luisa Servin - México

  • 1990 - Maria Del Carmen Diaz - México

  • 1989 - Maria Del Carmen Diaz - México

  • 1988 - Aurora Cunha - Portugal

  • 1987 - Martha Thenório - Equador

  • 1986 - Rosa Mota - Portugal

  • 1985 - Rosa Mota - Portugal

  • 1984 - Rosa Mota - Portugal

  • 1983 - Rosa Mota - Portugal

  • 1982 - Rosa Mota - Portugal

  • 1981 - Rosa Mota - Portugal

  • 1980 - Heide Hutterer - Alemanha

  • 1979 - Dana Slater - Estados Unidos

  • 1978 - Dana Slater - Estados Unidos

  • 1977 - Loa Olafsson - Dinamarca

  • 1976 - Christa Valensieck - Alemanha

  • Crianças também podem correr a São Silvestre

    Corridas de Rua · 18 dez, 2006

    No ano de 1993 os organizadores da São Silvestre criaram uma corrida infanto-juvenil a São Silvestrinha. A prova acontece alguns dias antes da competição dos adultos e as distâncias são menores.

    Podem participar da São Silvestrinha crianças e adolescentes entre seis e 15 anos. Os mais novos percorrem a distância de 50 metros. Já os mais velhos devem correr 600 metros.

    Esse ano a prova será novamente no Complexo Constância Vaz Guimarães, em São Paulo. De acordo com os organizadores, cerca de duas mil crianças participarão da competição. Quem sabe o futuro do atletismo brasileiro não está lá?


    Crianças também podem correr a São Silvestre

    Corridas de Rua · 18 dez, 2006

    No ano de 1993 os organizadores da São Silvestre criaram uma corrida infanto-juvenil a São Silvestrinha. A prova acontece alguns dias antes da competição dos adultos e as distâncias são menores.

    Podem participar da São Silvestrinha crianças e adolescentes entre seis e 15 anos. Os mais novos percorrem a distância de 50 metros. Já os mais velhos devem correr 600 metros.

    Esse ano a prova será novamente no Complexo Constância Vaz Guimarães, em São Paulo. De acordo com os organizadores, cerca de duas mil crianças participarão da competição. Quem sabe o futuro do atletismo brasileiro não está lá?

    Você sabe quem foi o último brasileiro campeão da São Silvestre?

    Corridas de Rua · 15 dez, 2006

    Marílson Gomes dos Santos. Esse é o nome do último campeão brasileiro da São Silvestre. Atualmente com 29 anos, Marílson sagrou-se campeão da corrida paulista no ano passado com 44min22.

    Mas ele já tinha provado o gostinho da vitória paulista em 2003. Ano que teve melhor desempenho na São Silvestre com o tempo de 43min50.

    Hoje Marílson é o atual campeão da Maratona de Nova York, umas das mais famosas competições mundiais.


    Você sabe quem foi o último brasileiro campeão da São Silvestre?

    Corridas de Rua · 15 dez, 2006

    Marílson Gomes dos Santos. Esse é o nome do último campeão brasileiro da São Silvestre. Atualmente com 29 anos, Marílson sagrou-se campeão da corrida paulista no ano passado com 44min22.

    Mas ele já tinha provado o gostinho da vitória paulista em 2003. Ano que teve melhor desempenho na São Silvestre com o tempo de 43min50.

    Hoje Marílson é o atual campeão da Maratona de Nova York, umas das mais famosas competições mundiais.

    Você sabe quem é o recordista da São Silvestre?

    Corridas de Rua · 13 dez, 2006

    O recordista da São Silvestre é o famoso queniano Paul Tergat. Cinco vezes campeão da prova (1995, 1996, 1998, 1999 e 2000), ele marcou o tempo de 43min12s na sua primeira vitória da competição.

    A São Silvestre é mais do que uma simples prova para Tergat. Foi nas ruas de São Paulo que o queniano ficou famoso no mundo inteiro. Hoje ele também é o atual recordista da modalidade maratona com 2h04min55.

    Paul Tergat é atualmente a segunda figura africana mais conhecida. Ele só fica atrás de Nelson Mandela.


    Você sabe quem é o recordista da São Silvestre?

    Corridas de Rua · 13 dez, 2006

    O recordista da São Silvestre é o famoso queniano Paul Tergat. Cinco vezes campeão da prova (1995, 1996, 1998, 1999 e 2000), ele marcou o tempo de 43min12s na sua primeira vitória da competição.

    A São Silvestre é mais do que uma simples prova para Tergat. Foi nas ruas de São Paulo que o queniano ficou famoso no mundo inteiro. Hoje ele também é o atual recordista da modalidade maratona com 2h04min55.

    Paul Tergat é atualmente a segunda figura africana mais conhecida. Ele só fica atrás de Nelson Mandela.

    Você sabia que a São Silvestre já foi uma prova nacional?

    Corridas de Rua · 11 dez, 2006

    Até 1944 a Corrida de São Silvestre era exclusivamente brasileira. Isso significa que estrangeiros não podiam participar. O curioso é que nos primeiros anos da competição, as restrições eram maiores. Só participavam da São Silvestre os paulistas.

    O primeiro estrangeiro que venceu a corrida, depois que essa passou a se chamar Corrida Internacional de São Silvestre, foi Oscar Moreira do Uruguai, em 1947. Hoje a briga entre estrangeiros e brasileiros apimentam um pouco mais a competição.

    Os duelos mais acirrados normalmente acontecem entre os brasileiros e os “temíveis” quenianos. De 1945, início da fase internacional, até hoje o Brasil venceu nove vezes assim como o Quênia.


    Você sabia que a São Silvestre já foi uma prova nacional?

    Corridas de Rua · 11 dez, 2006

    Até 1944 a Corrida de São Silvestre era exclusivamente brasileira. Isso significa que estrangeiros não podiam participar. O curioso é que nos primeiros anos da competição, as restrições eram maiores. Só participavam da São Silvestre os paulistas.

    O primeiro estrangeiro que venceu a corrida, depois que essa passou a se chamar Corrida Internacional de São Silvestre, foi Oscar Moreira do Uruguai, em 1947. Hoje a briga entre estrangeiros e brasileiros apimentam um pouco mais a competição.

    Os duelos mais acirrados normalmente acontecem entre os brasileiros e os “temíveis” quenianos. De 1945, início da fase internacional, até hoje o Brasil venceu nove vezes assim como o Quênia.

    Curiosidade: mulheres na São Silvestre

    Corridas de Rua · 08 dez, 2006

    As mulheres só começaram a correr a São Silvestre no ano de 1975. Até então a prova era proibida para o sexo feminino. A entrada delas na competição aconteceu porque naquele ano as Nações Unidas declaram 1975 como “Ano Internacional das Mulheres”.

    A primeira campeã feminina foi a alemã Christa Valensieck no tempo de 28min39. Nesse ano o percurso tinha 8,9 km. O Brasil só conquistou o pódio em 1995 com Carmem Oliveira. Ela marcou o tempo de 50min53 nos atuais 15 quilômetros.

    Além de Carmem, mais três brasileiras já venceram a competição. Roseli Machado (1996), Maria Zeferina Baldaia (2001) e Marizete de Paula Resende (2002).


    Curiosidade: mulheres na São Silvestre

    Corridas de Rua · 08 dez, 2006

    As mulheres só começaram a correr a São Silvestre no ano de 1975. Até então a prova era proibida para o sexo feminino. A entrada delas na competição aconteceu porque naquele ano as Nações Unidas declaram 1975 como “Ano Internacional das Mulheres”.

    A primeira campeã feminina foi a alemã Christa Valensieck no tempo de 28min39. Nesse ano o percurso tinha 8,9 km. O Brasil só conquistou o pódio em 1995 com Carmem Oliveira. Ela marcou o tempo de 50min53 nos atuais 15 quilômetros.

    Além de Carmem, mais três brasileiras já venceram a competição. Roseli Machado (1996), Maria Zeferina Baldaia (2001) e Marizete de Paula Resende (2002).

    São Silvestre já teve diversas quilometragens

    Corridas de Rua · 06 dez, 2006

    A primeira São Silvestre, em 1924, não tinha 15 quilômetros. Essa distância se tornou oficial somente em 1991. A competição começou com percurso de 8,8 quilômetros.

    A menor distância foi feita no ano de 1942. Na época os participantes percorreram 5,5 quilômetros. Nos anos 80 as provas variavam entre 12 e 13 quilômetros.

    Muitas pessoas acham que a Corrida de São Silvestre é uma maratona. Enganam-se. A São Silvestre é uma corrida de rua. Só pode ser considerada uma maratona a prova que tiver exatamente 42,194 quilômetros.


    São Silvestre já teve diversas quilometragens

    Corridas de Rua · 06 dez, 2006

    A primeira São Silvestre, em 1924, não tinha 15 quilômetros. Essa distância se tornou oficial somente em 1991. A competição começou com percurso de 8,8 quilômetros.

    A menor distância foi feita no ano de 1942. Na época os participantes percorreram 5,5 quilômetros. Nos anos 80 as provas variavam entre 12 e 13 quilômetros.

    Muitas pessoas acham que a Corrida de São Silvestre é uma maratona. Enganam-se. A São Silvestre é uma corrida de rua. Só pode ser considerada uma maratona a prova que tiver exatamente 42,194 quilômetros.

    Você sabe quem foi São Silvestre?

    Corridas de Rua · 04 dez, 2006

    O nome São Silvestre foi dado para a tradicional corrida brasileira porque 31 de dezembro é o dia do santo São Silvestre. Antes de ser canonizado, Silvestre I foi Papa entre 314 d.c a 355 d.c.

    Natural de Roma, Silvestre I morreu exatamente no dia 31 de dezembro, por isso esta foi a data escolhida para ser o seu dia. Em seu pontificado ele e o imperador romano Constantino instauraram o cristianismo como religião do Estado.

    O Papa Silvestre I também construiu os primeiros monumentos cristãos como as basílicas de Roma e o Santo Sepulcro em Jerusalém.


    Você sabe quem foi São Silvestre?

    Corridas de Rua · 04 dez, 2006

    O nome São Silvestre foi dado para a tradicional corrida brasileira porque 31 de dezembro é o dia do santo São Silvestre. Antes de ser canonizado, Silvestre I foi Papa entre 314 d.c a 355 d.c.

    Natural de Roma, Silvestre I morreu exatamente no dia 31 de dezembro, por isso esta foi a data escolhida para ser o seu dia. Em seu pontificado ele e o imperador romano Constantino instauraram o cristianismo como religião do Estado.

    O Papa Silvestre I também construiu os primeiros monumentos cristãos como as basílicas de Roma e o Santo Sepulcro em Jerusalém.

    Você sabe como começou a São Silvestre?

    Corridas de Rua · 01 dez, 2006

    A primeira edição da Corrida de São Silvestre foi realizada no ano de 1924, em São Paulo, e até hoje nunca foi interrompida. O idealizador da competição foi o jornalista Cásper Líbero, que se inspirou numa corrida francesa noturna, e trouxe a idéia para o Brasil.

    O curioso é que no início, a competição acontecia na noite do último dia do ano, 31 de dezembro. Assim os participantes passavam a virada do ano correndo. Em 1989 a prova passou a ser realizada às 17h e até hoje é assim.

    Atualmente o número limite de participantes é de 15 mil pessoas. Registros mostram que somente 33 pessoas concluíram a primeira edição da prova.


    Você sabe como começou a São Silvestre?

    Corridas de Rua · 01 dez, 2006

    A primeira edição da Corrida de São Silvestre foi realizada no ano de 1924, em São Paulo, e até hoje nunca foi interrompida. O idealizador da competição foi o jornalista Cásper Líbero, que se inspirou numa corrida francesa noturna, e trouxe a idéia para o Brasil.

    O curioso é que no início, a competição acontecia na noite do último dia do ano, 31 de dezembro. Assim os participantes passavam a virada do ano correndo. Em 1989 a prova passou a ser realizada às 17h e até hoje é assim.

    Atualmente o número limite de participantes é de 15 mil pessoas. Registros mostram que somente 33 pessoas concluíram a primeira edição da prova.