Cobertura_Meia_Rio_08

Meia maratona do Rio reúne 15 mil pessoas

Meia Maratona · 12 out, 2008

Direto do Rio de Janeiro - 15 mil pessoas participaram da Meia Maratona do Rio de Janeiro realizada nesse domingo (12) na capital carioca. Em paralelo ao evento também aconteceu o Mundial de Meia Maratona da IAAF (Associação Internacional das Federações de Atletismo). Apesar de serem duas provas distintas, usando apenas o mesmo percurso, os brasileiros inscritos no mundial também podiam brigar pelo pódio da Meia do Rio.

A largada da prova foi dada na praia de São Conrado às 9h15. Já a chegada foi feita no Aterro do Flamengo. O primeiro atleta que completou a competição, foi Marílson Gomes dos Santos com o tempo de 1h03min14. Ele foi o oitavo colocado no Mundial, mas o primeiro brasileiro da prova, o que validou sua vitória.

“Foi uma prova forte. Mas fiquei feliz com minha colocação. No ano passado na meia eu estava muito bem preparado e fui o sétimo colocado com a quebra do recorde sul-americano da modalidade. Esse ano eu fiquei na oitava colocação e não estava tão bem preparado como no ano passado”, conta.

De acordo com o atleta, depois da maratona olímpica de Pequim, ele teve que parar com o ritmo forte de treinos para descansar. “Agora quero pensar nas próximas provas. Eu recebi o convite de Nova York novamente. Vamos ver se até lá eu consigo melhorar mais um pouco para brigar pelo título”, revela Marílson que já venceu a Maratona de Nova York em 2006.

Entre as mulheres Maria Zeferina Baldaia foi a melhor brasileira da prova. Assim como Marílson, ela também garantiu a vitória da Meia do Rio. Com o tempo de 1h13min42, a atleta ficou feliz com o resultado. “A prova foi ótima em todos os quesitos. Alto nível de atletas, clima maravilhoso, percurso muito bom”, conta.

De acordo com a maratonista, a presença de atletas de outros países aumentou a competitividade da prova. “Correr ao lado de excelentes atletas é ótimo. Isso porque, se a gente não ganha, pelo menos consegue abaixar o tempo, melhorar a marca e a colocação. E ter essa oportunidade em casa é melhor ainda.”

Amadores - Mas não foi só de estrelas que a Meia do Rio foi composta. Segundo os organizadores da prova, a competição contou com atletas de todos os estados brasileiros. E foram os amadores que transformaram o evento numa verdadeira festa esportiva.

Esse clima foi o responsável por incentivar atletas de primeira viagem, que nunca haviam participado da prova, a se arriscar. É o caso de Ilécio de Miranda Lima. Aos 46 anos ele encarou pela primeira vez 21 quilômetros.

“A prova é um espetáculo. Muito bonita. Ainda mais para mim que consegui completar todo percurso”, conta o esportista que corre a menos de dois anos. Porém, para ele o horário da largada deveria ser outro. “Eu e meus colegas achamos que o horário é muito avançado e acaba ficando muito quente na hora da prova. Poderia ser mais cedo”.

A carioca Elenice Ferreira também correu uma meia pela primeira vez e gostou. “Fiquei feliz por ter completado. O percurso da prova é muito lindo. O final da prova foi um pouco chato porque a gente passa do lado da chegada e ainda tem alguns quilômetros pela frente para depois voltar e completar a prova. Isso desanima um pouco. Mas a beleza do percurso compensa”.


Meia maratona do Rio reúne 15 mil pessoas

Meia Maratona · 12 out, 2008

Direto do Rio de Janeiro - 15 mil pessoas participaram da Meia Maratona do Rio de Janeiro realizada nesse domingo (12) na capital carioca. Em paralelo ao evento também aconteceu o Mundial de Meia Maratona da IAAF (Associação Internacional das Federações de Atletismo). Apesar de serem duas provas distintas, usando apenas o mesmo percurso, os brasileiros inscritos no mundial também podiam brigar pelo pódio da Meia do Rio.

A largada da prova foi dada na praia de São Conrado às 9h15. Já a chegada foi feita no Aterro do Flamengo. O primeiro atleta que completou a competição, foi Marílson Gomes dos Santos com o tempo de 1h03min14. Ele foi o oitavo colocado no Mundial, mas o primeiro brasileiro da prova, o que validou sua vitória.

“Foi uma prova forte. Mas fiquei feliz com minha colocação. No ano passado na meia eu estava muito bem preparado e fui o sétimo colocado com a quebra do recorde sul-americano da modalidade. Esse ano eu fiquei na oitava colocação e não estava tão bem preparado como no ano passado”, conta.

De acordo com o atleta, depois da maratona olímpica de Pequim, ele teve que parar com o ritmo forte de treinos para descansar. “Agora quero pensar nas próximas provas. Eu recebi o convite de Nova York novamente. Vamos ver se até lá eu consigo melhorar mais um pouco para brigar pelo título”, revela Marílson que já venceu a Maratona de Nova York em 2006.

Entre as mulheres Maria Zeferina Baldaia foi a melhor brasileira da prova. Assim como Marílson, ela também garantiu a vitória da Meia do Rio. Com o tempo de 1h13min42, a atleta ficou feliz com o resultado. “A prova foi ótima em todos os quesitos. Alto nível de atletas, clima maravilhoso, percurso muito bom”, conta.

De acordo com a maratonista, a presença de atletas de outros países aumentou a competitividade da prova. “Correr ao lado de excelentes atletas é ótimo. Isso porque, se a gente não ganha, pelo menos consegue abaixar o tempo, melhorar a marca e a colocação. E ter essa oportunidade em casa é melhor ainda.”

Amadores - Mas não foi só de estrelas que a Meia do Rio foi composta. Segundo os organizadores da prova, a competição contou com atletas de todos os estados brasileiros. E foram os amadores que transformaram o evento numa verdadeira festa esportiva.

Esse clima foi o responsável por incentivar atletas de primeira viagem, que nunca haviam participado da prova, a se arriscar. É o caso de Ilécio de Miranda Lima. Aos 46 anos ele encarou pela primeira vez 21 quilômetros.

“A prova é um espetáculo. Muito bonita. Ainda mais para mim que consegui completar todo percurso”, conta o esportista que corre a menos de dois anos. Porém, para ele o horário da largada deveria ser outro. “Eu e meus colegas achamos que o horário é muito avançado e acaba ficando muito quente na hora da prova. Poderia ser mais cedo”.

A carioca Elenice Ferreira também correu uma meia pela primeira vez e gostou. “Fiquei feliz por ter completado. O percurso da prova é muito lindo. O final da prova foi um pouco chato porque a gente passa do lado da chegada e ainda tem alguns quilômetros pela frente para depois voltar e completar a prova. Isso desanima um pouco. Mas a beleza do percurso compensa”.

Favoritos vencem Mundial de Meia no Rio e garantem o tricampeonato

Meia Maratona · 12 out, 2008

Direto do Rio de Janeiro - A capital carioca amanheceu animada para a Meia Maratona do Rio, que esse ano também contou com o Mundial da modalidade. Cerca de 15 mil pessoas largaram às 9h15 na praia de São Conrado rumo ao Aterro do Flamengo, 21 quilômetros depois. As mulheres, porém, começaram a correr antes, às 8h45. E foram elas as primeiras que cruzaram a linha de chegada.

A favorita Lornah Kiplagat, naturalizada holandesa, chegou tranqüila e com boa vantagem da segunda colocada. Ela cruzou a linha de chegada em 1h08min37. “Apesar do calor, achei o percurso bom e até que rápido”, conta a campeã. Com a vitória Lornah sagrou-se tricampeã do Mundial de Meia Maratona da IAAF (Associação Internacional das Federações de Atletismo).

Feliz com a vitória, a holandesa também se tornou a maior campeã feminina da prova. “Estou muito feliz com esse meu título. Gosto de corrida de rua essa é minha essência”, revela.

A segunda colocada foi a atleta etíope Aselefech Mergia no tempo de 1h09min57. A terceira posição foi para Pamela Chepchumba com 1h10min01. A primeira brasileira que completou a prova foi Maria Zefereina Baldaia, na décima sétima posição. “Foi muito bom competir com um atlo nível de atletas isso motiva a gente”, conta Baldaia.

Alguns minutos depois da chegada feminina, foi a vez dos homens cruzarem a linha de chegada. O favorito Zersenay Tadese, da Eritréia, liderou a prova, chegou com forte ritmo e completou os 21 quilômetros no tempo de 59min56, abaixo de uma hora. “Estava muito calor, mas isso não foi um problema grande”, diz o atleta, que chegou no Rio no sábado (11), após ter problemas com o visto de entrada no país.

O tempo de Tadese foi o suficiente para bater o recorde do percurso e garantir, assim como Lornah, o tricampeonato do Mundial da IAAF. A segunda posição foi para o queniano Patrick Musyoki em 1h01min54 seguido por Ahmad Abdullah, do Quatar (1h01min57).

Já o melhor brasileiro da prova foi Marílson Gomes dos Santos. Ele concluiu a prova em 1h03min14, na oitava colocação. “Os estrangeiros sentiram o calor. Nos últimos quatro quilômetros de prova eu ganhei umas cinco posições”, revela Marílson. “Mas o Tadese parece que não sentiu o calor não, ele disparou e conseguiu fazer a prova abaixo de uma hora”, acrescenta

Além da competição individual, o evento também teve uma disputa por equipes. O melhor time masculino foi o Quênia. A soma do tempo dos quatro atletas integrantes foi de 3h07min24.

A melhor equipe feminina foi a Etiópia com 3h30min59, também com quatro atletas. De acordo com a IAAF, a próxima etapa do Mundial da IAAF acontece em Birmingham, na Inglaterra.


Favoritos vencem Mundial de Meia no Rio e garantem o tricampeonato

Meia Maratona · 12 out, 2008

Direto do Rio de Janeiro - A capital carioca amanheceu animada para a Meia Maratona do Rio, que esse ano também contou com o Mundial da modalidade. Cerca de 15 mil pessoas largaram às 9h15 na praia de São Conrado rumo ao Aterro do Flamengo, 21 quilômetros depois. As mulheres, porém, começaram a correr antes, às 8h45. E foram elas as primeiras que cruzaram a linha de chegada.

A favorita Lornah Kiplagat, naturalizada holandesa, chegou tranqüila e com boa vantagem da segunda colocada. Ela cruzou a linha de chegada em 1h08min37. “Apesar do calor, achei o percurso bom e até que rápido”, conta a campeã. Com a vitória Lornah sagrou-se tricampeã do Mundial de Meia Maratona da IAAF (Associação Internacional das Federações de Atletismo).

Feliz com a vitória, a holandesa também se tornou a maior campeã feminina da prova. “Estou muito feliz com esse meu título. Gosto de corrida de rua essa é minha essência”, revela.

A segunda colocada foi a atleta etíope Aselefech Mergia no tempo de 1h09min57. A terceira posição foi para Pamela Chepchumba com 1h10min01. A primeira brasileira que completou a prova foi Maria Zefereina Baldaia, na décima sétima posição. “Foi muito bom competir com um atlo nível de atletas isso motiva a gente”, conta Baldaia.

Alguns minutos depois da chegada feminina, foi a vez dos homens cruzarem a linha de chegada. O favorito Zersenay Tadese, da Eritréia, liderou a prova, chegou com forte ritmo e completou os 21 quilômetros no tempo de 59min56, abaixo de uma hora. “Estava muito calor, mas isso não foi um problema grande”, diz o atleta, que chegou no Rio no sábado (11), após ter problemas com o visto de entrada no país.

O tempo de Tadese foi o suficiente para bater o recorde do percurso e garantir, assim como Lornah, o tricampeonato do Mundial da IAAF. A segunda posição foi para o queniano Patrick Musyoki em 1h01min54 seguido por Ahmad Abdullah, do Quatar (1h01min57).

Já o melhor brasileiro da prova foi Marílson Gomes dos Santos. Ele concluiu a prova em 1h03min14, na oitava colocação. “Os estrangeiros sentiram o calor. Nos últimos quatro quilômetros de prova eu ganhei umas cinco posições”, revela Marílson. “Mas o Tadese parece que não sentiu o calor não, ele disparou e conseguiu fazer a prova abaixo de uma hora”, acrescenta

Além da competição individual, o evento também teve uma disputa por equipes. O melhor time masculino foi o Quênia. A soma do tempo dos quatro atletas integrantes foi de 3h07min24.

A melhor equipe feminina foi a Etiópia com 3h30min59, também com quatro atletas. De acordo com a IAAF, a próxima etapa do Mundial da IAAF acontece em Birmingham, na Inglaterra.

Atletas estão prontos para a Meia Maratona do Rio

Meia Maratona · 11 out, 2008

Direto do Rio de Janeiro - O Mundial de Meia Maratona acontece nesse domingo (12) na capital carioca em paralelo com a meia da cidade. Ao todo os dois eventos devem reunir 15 mil pessoas de diversos países. Todos vão correr 21 quilômetros num belo percurso a beira mar. Os principais destaques da competição são os campeões do mundial Lornah Kiplagat e Zersenay Tadese.

Com bom humor e simpatia, Lornah chegou no Brasil na última segunda-feira e já se habituou com a cidade. Campeã da prova de 2006, quando esta teve 20 quilômetros e também de 2007, a atleta quer buscar mais um título e se tornar a maior vencedora feminina do mundial da IAAF.

“Espero que amanhã eu vença. Mas é um mundial e se qualquer atleta treinar forte, ele também terá chances de vencer”, diz. Esse ano Lornah, naturalizada holandesa, participou dos 10 mil metros de Pequim, mas não obteve o resultado esperado, ficou na oitava posição. Mesmo desapontada, Lornah revelou que prefere as provas de rua e que seu objetivo para 2009 são as maratonas.

Já o atleta da Eritéria, Tadase, não teve muita sorte para chegar no Rio. De acordo com ele, o seu visto foi negado de última hora e ele teve que parar na Alemanha para conseguir entrar no Brasil. “Cheguei no Rio hoje. Não tem embaixada brasileira no meu país. Falaram para eu tirar o visto na embaixada do Cairo. Mandei todos os documentos para lá, mas negaram o meu visto”, conta.

Mesmo com o contratempo, Tadese, afirmou que está pronto para encarar a prova. Mas antes disso, ele ainda pretende conhecer o percurso da prova.

Brasil - O destaque do Brasil na prova é Marílson Gomes do Santos. Campeão de Nova York 2006, o atleta fará sua segunda meia maratona do ano. “Treinei bem para a prova, mas é uma competição dura tenho que estar bem mentalmente amanhã para vencer, já que a prova será bem equilibrada”.

Indagado se o percurso, que possui algumas subidas, irá beneficia-lo, Marílson acredita que não. “Depois do resultado de Pequim, acredito que não existe mais esse tipo de vantagem”, conta.

Depois da Meia do Rio, o atleta irá participar pela terceira vez da Maratona de Nova York, que acontece no dia dois de novembro nos Estados Unidos.

Organizadores - Essa é a terceira vez que o Brasil sedia um mundial da IAAF (Associação Internacional das Federações de Atletismo). Segundo Roberto Gesta de Melo, presidente da Confederação Brasileira de Atletismo, a competição de amanhã será mais uma prova que o Rio de Janeiro tem condições de sediar os Jogos Olímpicos de 2016.

O Presidente da IAAF, Lamine Diack, também está no Rio de Janeiro para acompanhar de perto a competição. De acordo com ele, a IAAF está muito feliz de realizar um evento no Brasil exatamente 10 anos após o último campeonato da Associação, realizado em Manaus, no ano de 1998.


Atletas estão prontos para a Meia Maratona do Rio

Meia Maratona · 11 out, 2008

Direto do Rio de Janeiro - O Mundial de Meia Maratona acontece nesse domingo (12) na capital carioca em paralelo com a meia da cidade. Ao todo os dois eventos devem reunir 15 mil pessoas de diversos países. Todos vão correr 21 quilômetros num belo percurso a beira mar. Os principais destaques da competição são os campeões do mundial Lornah Kiplagat e Zersenay Tadese.

Com bom humor e simpatia, Lornah chegou no Brasil na última segunda-feira e já se habituou com a cidade. Campeã da prova de 2006, quando esta teve 20 quilômetros e também de 2007, a atleta quer buscar mais um título e se tornar a maior vencedora feminina do mundial da IAAF.

“Espero que amanhã eu vença. Mas é um mundial e se qualquer atleta treinar forte, ele também terá chances de vencer”, diz. Esse ano Lornah, naturalizada holandesa, participou dos 10 mil metros de Pequim, mas não obteve o resultado esperado, ficou na oitava posição. Mesmo desapontada, Lornah revelou que prefere as provas de rua e que seu objetivo para 2009 são as maratonas.

Já o atleta da Eritéria, Tadase, não teve muita sorte para chegar no Rio. De acordo com ele, o seu visto foi negado de última hora e ele teve que parar na Alemanha para conseguir entrar no Brasil. “Cheguei no Rio hoje. Não tem embaixada brasileira no meu país. Falaram para eu tirar o visto na embaixada do Cairo. Mandei todos os documentos para lá, mas negaram o meu visto”, conta.

Mesmo com o contratempo, Tadese, afirmou que está pronto para encarar a prova. Mas antes disso, ele ainda pretende conhecer o percurso da prova.

Brasil - O destaque do Brasil na prova é Marílson Gomes do Santos. Campeão de Nova York 2006, o atleta fará sua segunda meia maratona do ano. “Treinei bem para a prova, mas é uma competição dura tenho que estar bem mentalmente amanhã para vencer, já que a prova será bem equilibrada”.

Indagado se o percurso, que possui algumas subidas, irá beneficia-lo, Marílson acredita que não. “Depois do resultado de Pequim, acredito que não existe mais esse tipo de vantagem”, conta.

Depois da Meia do Rio, o atleta irá participar pela terceira vez da Maratona de Nova York, que acontece no dia dois de novembro nos Estados Unidos.

Organizadores - Essa é a terceira vez que o Brasil sedia um mundial da IAAF (Associação Internacional das Federações de Atletismo). Segundo Roberto Gesta de Melo, presidente da Confederação Brasileira de Atletismo, a competição de amanhã será mais uma prova que o Rio de Janeiro tem condições de sediar os Jogos Olímpicos de 2016.

O Presidente da IAAF, Lamine Diack, também está no Rio de Janeiro para acompanhar de perto a competição. De acordo com ele, a IAAF está muito feliz de realizar um evento no Brasil exatamente 10 anos após o último campeonato da Associação, realizado em Manaus, no ano de 1998.

Mundial de Meia no Rio terá forte briga pelo pódio

Meia Maratona · 10 out, 2008

O Mundial de Meia Maratona acontece nesse domingo (12) no Rio de Janeiro. A competição internacional irá contar com atletas de diversos países. E a elite masculina provavelmente travará forte briga pelo pódio. Entre os 108 atletas de elite, nove deles tem recorde pessoal abaixo de uma hora na meia maratona.

O melhor tempo pessoal em meia é do queniano Patrick Makau Musyoki, 58min56. Aos 23 anos, o fundista já conquistou esse ano a marca de 59min29 e com isso é um dos destaques da prova. Bem perto de Musyoki está o atleta da Eritréia, Zersenay Tadese. Seu melhor tempo na modalidade é de 58min59, ele também já venceu duas vezes o Mundial de Meia. Da lista de elite da Meia do Rio, somente os dois já completaram 21 quilômetros abaixo de 59 minutos.

Outros sete atletas ostentam tempos entre 59min e 1h. Um deles é o brasileiro Marílson Gomes dos Santos. Ele é o recordista sul-americano da modalidade com o tempo de 59min33. De acordo com o atleta, essa prova também servirá de termômetro para a Maratona de Nova York que acontece em novembro nos Estados Unidos.

Já no feminino a holandesa Lornah Kiplagat ostenta o melhor tempo em meia, 1h06min25. Suas adversárias mais fortes, presentes na competição, normalmente completam a prova em 1h08min. Na equipe brasileira Rosângela Faria tem a melhor marca da modalidade, 1h11min42.


Mundial de Meia no Rio terá forte briga pelo pódio

Meia Maratona · 10 out, 2008

O Mundial de Meia Maratona acontece nesse domingo (12) no Rio de Janeiro. A competição internacional irá contar com atletas de diversos países. E a elite masculina provavelmente travará forte briga pelo pódio. Entre os 108 atletas de elite, nove deles tem recorde pessoal abaixo de uma hora na meia maratona.

O melhor tempo pessoal em meia é do queniano Patrick Makau Musyoki, 58min56. Aos 23 anos, o fundista já conquistou esse ano a marca de 59min29 e com isso é um dos destaques da prova. Bem perto de Musyoki está o atleta da Eritréia, Zersenay Tadese. Seu melhor tempo na modalidade é de 58min59, ele também já venceu duas vezes o Mundial de Meia. Da lista de elite da Meia do Rio, somente os dois já completaram 21 quilômetros abaixo de 59 minutos.

Outros sete atletas ostentam tempos entre 59min e 1h. Um deles é o brasileiro Marílson Gomes dos Santos. Ele é o recordista sul-americano da modalidade com o tempo de 59min33. De acordo com o atleta, essa prova também servirá de termômetro para a Maratona de Nova York que acontece em novembro nos Estados Unidos.

Já no feminino a holandesa Lornah Kiplagat ostenta o melhor tempo em meia, 1h06min25. Suas adversárias mais fortes, presentes na competição, normalmente completam a prova em 1h08min. Na equipe brasileira Rosângela Faria tem a melhor marca da modalidade, 1h11min42.

José Teles confirma participação na Meia do Rio

Meia Maratona · 08 out, 2008

O piauiense José Teles disputará no próximo domingo (12) a edição 2008 da Meia Maratona do Rio de Janeiro, competição que terá largada em São Conrado e chegada no Aterro do Flamengo. Após três semanas de férias ele retomou os treinamentos com foco específico para a competição carioca e está confiante por um bom resultado. “Estou treinando bem, sem nenhuma contusão e quero correr muito bem a prova”, ressalta o atleta de 37 anos.

Cláudio Castilho, treinador de Teles, também acredita num bom resultado. “Ele voltou muito bem aos treinos e está fazendo a readaptação às provas mais curtas. Ele tem uma força de vontade incrível e muita disposição”. A Meia do Rio será disputada em paralelo com o mundial da categoria, mas vale lembrar que ele correrá apenas a prova nacional e não marcará pontos na disputa mundial.

Outros brasileiros que já confirmaram presença no evento são Claudir Rodrigues, campeão da Maratona de São Paulo de 2008; Luiz Paulo Antunes, campeão da Corrida Sargento Gonzaguinha; Anoé dos Santos Dias, brasileiro mais bem colocado na última São Silvestre (3º. lugar); e Paulo Roberto de Almeida Paula, vice-campeão da Volta da Pampulha. Os kits para os corredores da categoria geral deverão ser retirados até sexta-feira (10) das 14h às 19h no Monumento aos Pracinhas, localizado no Parque do Flamengo, ao lado do Museu de Arte Moderna (MAM).

Os atletas das categorias elite A e B deverão retirar o material na sexta e no sábado nos mesmos horários e local da categoria geral. Já os inscritos no pelotão C terão de retirar o kit e o chip no sábado, das 11 às 16 horas, na Loja da Adidas do Shopping Leblon (Avenida Afrânio de Melo Franco, 290 - 1º andar, Loja 109).


José Teles confirma participação na Meia do Rio

Meia Maratona · 08 out, 2008

O piauiense José Teles disputará no próximo domingo (12) a edição 2008 da Meia Maratona do Rio de Janeiro, competição que terá largada em São Conrado e chegada no Aterro do Flamengo. Após três semanas de férias ele retomou os treinamentos com foco específico para a competição carioca e está confiante por um bom resultado. “Estou treinando bem, sem nenhuma contusão e quero correr muito bem a prova”, ressalta o atleta de 37 anos.

Cláudio Castilho, treinador de Teles, também acredita num bom resultado. “Ele voltou muito bem aos treinos e está fazendo a readaptação às provas mais curtas. Ele tem uma força de vontade incrível e muita disposição”. A Meia do Rio será disputada em paralelo com o mundial da categoria, mas vale lembrar que ele correrá apenas a prova nacional e não marcará pontos na disputa mundial.

Outros brasileiros que já confirmaram presença no evento são Claudir Rodrigues, campeão da Maratona de São Paulo de 2008; Luiz Paulo Antunes, campeão da Corrida Sargento Gonzaguinha; Anoé dos Santos Dias, brasileiro mais bem colocado na última São Silvestre (3º. lugar); e Paulo Roberto de Almeida Paula, vice-campeão da Volta da Pampulha. Os kits para os corredores da categoria geral deverão ser retirados até sexta-feira (10) das 14h às 19h no Monumento aos Pracinhas, localizado no Parque do Flamengo, ao lado do Museu de Arte Moderna (MAM).

Os atletas das categorias elite A e B deverão retirar o material na sexta e no sábado nos mesmos horários e local da categoria geral. Já os inscritos no pelotão C terão de retirar o kit e o chip no sábado, das 11 às 16 horas, na Loja da Adidas do Shopping Leblon (Avenida Afrânio de Melo Franco, 290 - 1º andar, Loja 109).

Quenianos são favoritos no Mundial de Meia Maratona

Meia Maratona · 07 out, 2008

No próximo domingo (12) acontece no Rio de Janeiro a edição 2008 do Mundial de Meia Maratona, disputa que acontecerá junto com a Meia da cidade e contará com diversos nomes de prestígio internacional. Mais uma vez a equipe do Quênia entra como grande favorita tanto entre os homens, quanto entre as mulheres.

As equipes do país africano têm dominado as corridas de rua nos últimos anos e, com dois esquadrões fortes para a disputa da competição carioca, dificilmente alguém lhes tirará o título coletivo. Ao todo 51 federações membros da Iaaf se inscreveram para o evento.

Desde 2004 o Quênia não conquista um título individual no Mundial de Corridas de Rua e no Mundial de Meia, mas em compensação na disputa por equipes eles têm prevalecido. Enquanto no individual as últimas conquistas foram com Paul Kirui (2004) e Tegla Loroupe’s (1999), entre os times eles faturaram as duas últimas edições, tanto entre os homens, quanto entre as mulheres. Na história da competição, que começou em 1992, eles levaram oito títulos masculinos e quatro femininos.

Entre os principais concorrentes estão a Romênia (vencedora em 2005 entre as mulheres); Etiópia (título de 2005 masculino e 2004 feminino) e a Rússia (vitória em 2003 no feminino). Destes, apenas a Romênia não estará no Rio de Janeiro. Eritreia e Quatar também devem vir com times fortes, enquanto Japão, Espanha, Tanzânia Uganda e Brasil correm por fora.


Quenianos são favoritos no Mundial de Meia Maratona

Meia Maratona · 07 out, 2008

No próximo domingo (12) acontece no Rio de Janeiro a edição 2008 do Mundial de Meia Maratona, disputa que acontecerá junto com a Meia da cidade e contará com diversos nomes de prestígio internacional. Mais uma vez a equipe do Quênia entra como grande favorita tanto entre os homens, quanto entre as mulheres.

As equipes do país africano têm dominado as corridas de rua nos últimos anos e, com dois esquadrões fortes para a disputa da competição carioca, dificilmente alguém lhes tirará o título coletivo. Ao todo 51 federações membros da Iaaf se inscreveram para o evento.

Desde 2004 o Quênia não conquista um título individual no Mundial de Corridas de Rua e no Mundial de Meia, mas em compensação na disputa por equipes eles têm prevalecido. Enquanto no individual as últimas conquistas foram com Paul Kirui (2004) e Tegla Loroupe’s (1999), entre os times eles faturaram as duas últimas edições, tanto entre os homens, quanto entre as mulheres. Na história da competição, que começou em 1992, eles levaram oito títulos masculinos e quatro femininos.

Entre os principais concorrentes estão a Romênia (vencedora em 2005 entre as mulheres); Etiópia (título de 2005 masculino e 2004 feminino) e a Rússia (vitória em 2003 no feminino). Destes, apenas a Romênia não estará no Rio de Janeiro. Eritreia e Quatar também devem vir com times fortes, enquanto Japão, Espanha, Tanzânia Uganda e Brasil correm por fora.

Marílson e Franck lideram Brasil no Mundial de Meia

Meia Maratona · 01 out, 2008

Os brasileiros Franck Caldeira e Marílson Gomes serão os principais destaques do Brasil no Mundial de Meia Maratona que acontece junto com a Meia do Rio de Janeiro, no próximo dia 12. Marílson tem como destaque no currículo a vitória na Maratona de Nova York em 2006 e o recorde sul-americano de meias, enquanto Franck ostenta o título da Maratona Pan-americana ano passado.

Marílson também foi o sétimo colocado no Mundial de Meia em Údine 2007, com o tempo de 59min33, 13ª melhor marca da história e recorde pessoal. Entre os atletas ocidentais ele é o melhor do ranking.

O time masculino do Brasil também será composto por Giomar Pereira da Silva, campeão do Ranking Caixa/CBAt de Corredores de Rua 2006 e vice-líder do Ranking (parcial) deste ano; João Ferreira de Lima, o "João da Bota", campeão do Ranking 2007; e Ivanildo Pereira dos Anjos, vice-líder do Ranking 2008. Entre as mulheres, os destaques são Maria Zeferina Baldaia; Marizete Rezende; Marizete Moreira; Edielza Guimarães e Rosângela Farias.

Baldaia esse ano venceu a Meia Maratona de Stramilano, em Milão, na Itália, São Silvestre em 2001, a Maratona de São Paulo em 2002 e 2008 e tem como recorde pessoal na meia 1h12min45, obtido no Mundial de Meia Maratona em Bristol 2001. Já Marizete Rezende tem no currículo a Meia do Rio de 2006, a São Silvestre de 2002 e tem como recorde pessoal 1h12min19.

Marizete Moreira dos Santos foi vice-campeã no feminino do Ranking Caixa/CBAt 2006 e terceira colocada na Meia do Rio 2007, com 1h14min11, enquanto Edielza Guimarães ostenta 1h15min41 na meia maratona este ano. Rosângela Farias integrou a seleção nacional nos Mundiais de Maratona em Revezamento de Manaus 1998.


Marílson e Franck lideram Brasil no Mundial de Meia

Meia Maratona · 01 out, 2008

Os brasileiros Franck Caldeira e Marílson Gomes serão os principais destaques do Brasil no Mundial de Meia Maratona que acontece junto com a Meia do Rio de Janeiro, no próximo dia 12. Marílson tem como destaque no currículo a vitória na Maratona de Nova York em 2006 e o recorde sul-americano de meias, enquanto Franck ostenta o título da Maratona Pan-americana ano passado.

Marílson também foi o sétimo colocado no Mundial de Meia em Údine 2007, com o tempo de 59min33, 13ª melhor marca da história e recorde pessoal. Entre os atletas ocidentais ele é o melhor do ranking.

O time masculino do Brasil também será composto por Giomar Pereira da Silva, campeão do Ranking Caixa/CBAt de Corredores de Rua 2006 e vice-líder do Ranking (parcial) deste ano; João Ferreira de Lima, o "João da Bota", campeão do Ranking 2007; e Ivanildo Pereira dos Anjos, vice-líder do Ranking 2008. Entre as mulheres, os destaques são Maria Zeferina Baldaia; Marizete Rezende; Marizete Moreira; Edielza Guimarães e Rosângela Farias.

Baldaia esse ano venceu a Meia Maratona de Stramilano, em Milão, na Itália, São Silvestre em 2001, a Maratona de São Paulo em 2002 e 2008 e tem como recorde pessoal na meia 1h12min45, obtido no Mundial de Meia Maratona em Bristol 2001. Já Marizete Rezende tem no currículo a Meia do Rio de 2006, a São Silvestre de 2002 e tem como recorde pessoal 1h12min19.

Marizete Moreira dos Santos foi vice-campeã no feminino do Ranking Caixa/CBAt 2006 e terceira colocada na Meia do Rio 2007, com 1h14min11, enquanto Edielza Guimarães ostenta 1h15min41 na meia maratona este ano. Rosângela Farias integrou a seleção nacional nos Mundiais de Maratona em Revezamento de Manaus 1998.

Entrega de kits da Meia do Rio de Janeiro começa dia 8/10

Meia Maratona · 30 set, 2008

A entrega de kits da Meia Maratona do Rio de Janeiro desse ano, prova que acontece em 12 de outubro, começará no dia oito de outubro e terá dias e horários diferenciados para atender aos competidores das diversas categorias. “Pelo grande número de inscritos e pensando no conforto dos atletas, começaremos a distribuição dos kits mais cedo este ano. Pedimos para os corredores não deixarem a retirada para a última hora para evitar transtornos”, afirma Thadeus Kassabian, diretor de Operações da Yescom.

Para as equipes que tem mais de 100 competidores inscritos a recomendação é que retirem o material preferencialmente no dia oito, das 14 às 19 horas, no Monumento aos Mortos da 2ª Guerra Mundial (Monumento aos Pracinhas), no Parque do Flamengo, ao lado do Museu de Arte Moderna (MAM). A entrega prosseguirá nos dias nove e 10, das 8 às 18 horas, e no dia 11, das 9 às 16 horas, no mesmo local.

Os competidores que estão inscritos no pelotão de elite A e B deverão retirar exclusivamente nos dias 10 e 11 nos mesmos horários e local da categoria geral. Já aqueles que vão largar no Pelotão C deverão retirar o kit e o chip no dia 11 das 11 às 16h na Loja da Adidas do Shopping Leblon (Avenida Afrânio de Melo Franco, 290 - 1º andar, Loja 109).

Quem quiser participar do evento, ainda tem a oportunidade de se inscrever no site oficial da competição, o www.meiamaratonadoriodejaneiro.com.br, ou nos postos físicos listados também no site. Ano passado 14 mil pessoas correram e o domínio foi brasileiro, com vitória de Franck Caldeira (1h03min07) e Ednalva Laureano, a Pretinha (1h12min15).


Entrega de kits da Meia do Rio de Janeiro começa dia 8/10

Meia Maratona · 30 set, 2008

A entrega de kits da Meia Maratona do Rio de Janeiro desse ano, prova que acontece em 12 de outubro, começará no dia oito de outubro e terá dias e horários diferenciados para atender aos competidores das diversas categorias. “Pelo grande número de inscritos e pensando no conforto dos atletas, começaremos a distribuição dos kits mais cedo este ano. Pedimos para os corredores não deixarem a retirada para a última hora para evitar transtornos”, afirma Thadeus Kassabian, diretor de Operações da Yescom.

Para as equipes que tem mais de 100 competidores inscritos a recomendação é que retirem o material preferencialmente no dia oito, das 14 às 19 horas, no Monumento aos Mortos da 2ª Guerra Mundial (Monumento aos Pracinhas), no Parque do Flamengo, ao lado do Museu de Arte Moderna (MAM). A entrega prosseguirá nos dias nove e 10, das 8 às 18 horas, e no dia 11, das 9 às 16 horas, no mesmo local.

Os competidores que estão inscritos no pelotão de elite A e B deverão retirar exclusivamente nos dias 10 e 11 nos mesmos horários e local da categoria geral. Já aqueles que vão largar no Pelotão C deverão retirar o kit e o chip no dia 11 das 11 às 16h na Loja da Adidas do Shopping Leblon (Avenida Afrânio de Melo Franco, 290 - 1º andar, Loja 109).

Quem quiser participar do evento, ainda tem a oportunidade de se inscrever no site oficial da competição, o www.meiamaratonadoriodejaneiro.com.br, ou nos postos físicos listados também no site. Ano passado 14 mil pessoas correram e o domínio foi brasileiro, com vitória de Franck Caldeira (1h03min07) e Ednalva Laureano, a Pretinha (1h12min15).

Bicampeão de Meia Maratona disputa Mundial no Rio

Meia Maratona · 30 set, 2008

Depois da bicampeã de Meia Maratona Lornah Kiplagat, quem também confirmou presença no Mundial da categoria no Rio de Janeiro foi Zersenay Tadese, da Eritréia. O atleta venceu a competição em 2006, na cidade de Debrecen, na Hungria, ocasião em que foi disputada com distância de 20 quilômetros, e voltou a levar o ouro ano passado em Údine, na Itália, já na distância de meia. O Mundial será disputado no dia 12 de outubro junto com a Meia Maratona do Rio de Janeiro.

Aos 26 anos de idade, Zersenay é o principal corredor da Eritréia, país próximo à Etiópia e ao Quênia, países que tem tradição nas corridas de rua pelo mundo e também estarão representados na prova. O mundial de meia será o último grande evento fora de estádio do calendário da Iaaf (Associação Internacional das Federações de Atletismo), na temporada 2008.

Como melhores tempos ele ostenta 58min59 na meia de Údine ano passado, recorde da competição e quarto melhor tempo da história, além de 27min24 nos 10 quilômetros em Manchester ano passado. Durante a prova brasileira, ele terá adversários como Dickson Mkami (Tanzânia), 26 anos, top 10 em 2008, com 59min52, e Eshetu Wondimu, da mesma idade, e representante da Etiópia, que já marcou 1h nesta temporada.

A largada da competição será às 8h45 para as mulheres e às 9h15 para os homens em São Conrado, próximo à Pedra da Gávea, enquanto a chegada será no Aterro do Flamengo. O Mundial terá cerca de 60 países, que trarão diversos atletas de elite.


Bicampeão de Meia Maratona disputa Mundial no Rio

Meia Maratona · 30 set, 2008

Depois da bicampeã de Meia Maratona Lornah Kiplagat, quem também confirmou presença no Mundial da categoria no Rio de Janeiro foi Zersenay Tadese, da Eritréia. O atleta venceu a competição em 2006, na cidade de Debrecen, na Hungria, ocasião em que foi disputada com distância de 20 quilômetros, e voltou a levar o ouro ano passado em Údine, na Itália, já na distância de meia. O Mundial será disputado no dia 12 de outubro junto com a Meia Maratona do Rio de Janeiro.

Aos 26 anos de idade, Zersenay é o principal corredor da Eritréia, país próximo à Etiópia e ao Quênia, países que tem tradição nas corridas de rua pelo mundo e também estarão representados na prova. O mundial de meia será o último grande evento fora de estádio do calendário da Iaaf (Associação Internacional das Federações de Atletismo), na temporada 2008.

Como melhores tempos ele ostenta 58min59 na meia de Údine ano passado, recorde da competição e quarto melhor tempo da história, além de 27min24 nos 10 quilômetros em Manchester ano passado. Durante a prova brasileira, ele terá adversários como Dickson Mkami (Tanzânia), 26 anos, top 10 em 2008, com 59min52, e Eshetu Wondimu, da mesma idade, e representante da Etiópia, que já marcou 1h nesta temporada.

A largada da competição será às 8h45 para as mulheres e às 9h15 para os homens em São Conrado, próximo à Pedra da Gávea, enquanto a chegada será no Aterro do Flamengo. O Mundial terá cerca de 60 países, que trarão diversos atletas de elite.

Lornah Kiplagat confirma presença na Meia Maratona do Rio

Meia Maratona · 25 set, 2008

Lornah Kiplagat, um dos principais destaques da atualidade na distância de meia maratona, foi confirmada oficialmente no pelotão de elite da Meia Maratona do Rio de Janeiro, prova que acontece no dia 12 de outubro e será válida como mundial da distância. Nascida no Quênia em primeiro de maio de 1974, desde 2003 ela representa a Holanda.

Atual recordista da modalidade, ela ostenta 1h06min25, marca obtida em Udine, Itália em 14 de outubro do ano passado, ocasião em que ela faturou o bicampeonato mundial. O primeiro título ela conquistou em 2006 em Debrecen, na Hungria (na ocasião, a prova teve a distância de 20 quilômetros) e em 2005 ela ficou com a prata em Edmonton, no Canadá.

Lornah também foi campeã do Mundial de Cross Country (oito quilômetros) em Mombasa, no Quênia, em 2007, e vice-campeã em Fukuoka, no Japão, em 2006. Este ano ela venceu a Meia de Abu Dhabi, com 1h08min52, em 28 de fevereiro. Na Olimpíada de Pequim ela foi a oitava na final dos 10 mil metros, com 30min40seg27. Na maratona ela tem como recorde pessoal 2h22min22, obtidos em Osaka, no Japão, em 2003.

Tanzânia - Outro nome confirmado é o de Dickkson Marwa Mkami, da Tanzânia, atual top 10 da temporada masculina em meias, com 59min52. O país é um dos favoritos ao título individual e por equipes (soma dos três primeiros colocados de cada nação) entre os 245 atletas de 68 partes do mundo.

A primeira edição do Mundial aconteceu em Tyneside, na Grã-Bretanha, no ano de 1992, ocasião em que Benson Masya (Quênia) venceu entre os homens e Lyz McColgan (GBR), entre as mulheres. O Brasil foi representado por Artur de Freitas Castro, Ronaldo da Costa e Delmir Alves dos Santos e ficou com o bronze por equipes.

A largada será dada às 8h45 próximo à pedra da Gávea, em São Conrado, enquanto a chegada acontecerá no Aterro do Flamengo, um dos tradicionais pontos turísticos da cidade e reduto dos corredores cariocas. Os países têm até o próximo dia 29 para confirmar os competidores que participarão do evento.


Lornah Kiplagat confirma presença na Meia Maratona do Rio

Meia Maratona · 25 set, 2008

Lornah Kiplagat, um dos principais destaques da atualidade na distância de meia maratona, foi confirmada oficialmente no pelotão de elite da Meia Maratona do Rio de Janeiro, prova que acontece no dia 12 de outubro e será válida como mundial da distância. Nascida no Quênia em primeiro de maio de 1974, desde 2003 ela representa a Holanda.

Atual recordista da modalidade, ela ostenta 1h06min25, marca obtida em Udine, Itália em 14 de outubro do ano passado, ocasião em que ela faturou o bicampeonato mundial. O primeiro título ela conquistou em 2006 em Debrecen, na Hungria (na ocasião, a prova teve a distância de 20 quilômetros) e em 2005 ela ficou com a prata em Edmonton, no Canadá.

Lornah também foi campeã do Mundial de Cross Country (oito quilômetros) em Mombasa, no Quênia, em 2007, e vice-campeã em Fukuoka, no Japão, em 2006. Este ano ela venceu a Meia de Abu Dhabi, com 1h08min52, em 28 de fevereiro. Na Olimpíada de Pequim ela foi a oitava na final dos 10 mil metros, com 30min40seg27. Na maratona ela tem como recorde pessoal 2h22min22, obtidos em Osaka, no Japão, em 2003.

Tanzânia - Outro nome confirmado é o de Dickkson Marwa Mkami, da Tanzânia, atual top 10 da temporada masculina em meias, com 59min52. O país é um dos favoritos ao título individual e por equipes (soma dos três primeiros colocados de cada nação) entre os 245 atletas de 68 partes do mundo.

A primeira edição do Mundial aconteceu em Tyneside, na Grã-Bretanha, no ano de 1992, ocasião em que Benson Masya (Quênia) venceu entre os homens e Lyz McColgan (GBR), entre as mulheres. O Brasil foi representado por Artur de Freitas Castro, Ronaldo da Costa e Delmir Alves dos Santos e ficou com o bronze por equipes.

A largada será dada às 8h45 próximo à pedra da Gávea, em São Conrado, enquanto a chegada acontecerá no Aterro do Flamengo, um dos tradicionais pontos turísticos da cidade e reduto dos corredores cariocas. Os países têm até o próximo dia 29 para confirmar os competidores que participarão do evento.