Cobertura_Graac_2007

Veja as opiniões dos amadores na Corrida Graacc e conheça um pouco sobre a entidade

Caminhada · 29 abr, 2007

Entre os cinco mil corredores que estiveram presentes na manhã desse domingo em São Paulo na Corrida e Caminhada Graacc, a grande maioria era composta por atletas amadores, que participaram por lazer e para garantir a qualidade de vida. Confira alguns depoimentos e conheça um pouco mais sobre a entidade que ajuda crianças e adolescentes com câncer.

São Paulo - O domingo amanheceu encoberto, o sol ameaçou aparecer na hora da prova e a baixa temperatura (16ºC), não foi um empecilho para que os atletas acordassem cedo e se dirigissem à Assembléia Legislativa, próximo ao Parque do Ibirapuera. Para espantar a preguiça, a música era agitada e o locutor animava os presentes a todo o momento.

Graziele Grandi diz que adorou a prova, principalmente pelo clima. “Fora algumas subidinhas, o percurso foi ótimo e o clima estava melhor do que a outra prova que corri, a Meia Maratona, onde estava bem calor”. Já Bruna Toscano, que assim como Graziele correu os quatro quilômetros, apenas endossou as palavras da amiga. “Correr com frio é muito mais gostoso do que com calor forte”.

Outra atleta que participou da prova de quatro quilômetros foi Alice Raquel Machado, da equipe AR4 Projeto Brasil. “A prova hoje foi boa e estou em ritmo de treinamento para a Nike 10k. Tinha bastante gente, com um pessoal bem animado e apenas na largada estava um pouco congestionado, mas o resto foi tranqüilo”.

Já Daniela Mucciolo, que participou da prova de 10 quilômetros, estava meio desanimada para correr, mas ao sentir a energia positiva na prova, ficou empolgada. “Eu estava meio cansada, pois fiquei em casa com meus dois filhos ontem e não estava com muita vontade de correr. Mas ao ver esse pessoal todo, não tem como não entrar no clima”.

Essa foi a sétima edição da competição, que teve o objetivo de arrecadar fundos para o Graacc, Grupo de Apoio ao Adolescente e à Criança com Câncer, entidade que tem o intuito de mobilizar e conscientizar a sociedade sobre a importância do diagnóstico precoce e da necessidade do tratamento adequado para crianças e adolescentes com câncer. No evento diversas crianças atendidas pela entidade fizeram a festa durante a premiação, com as Meninas Super Poderosas, personagens de um desenho animado.

De acordo com o Dr. Sérgio Petrilli, superintendente geral da entidade, durante o ano são realizados diversos eventos para arrecadar fundos e cobrir o déficit mensal de R$ 800 mil, ocasionados pelo fato de 95% dos atendimentos serem de crianças do SUS (Sistema Único de Saúde). “Para equilibrar o orçamento temos diversas atividades durante o ano, além dos sócios que contribuem com doações mensais. Esse dinheiro é revertido em remédios, além de contribuir para que possamos oferecer um centro cirúrgico adequado e tratamentos de qualidade”, comenta.

Ainda de acordo com Sérgio, essa corrida ajuda a conscientizar as pessoas que 70% dos casos de câncer infantil podem ser curados, caso sejam diagnosticados de forma precoce. “Os sintomas iniciais são muito parecidos com as doenças infantis benignas, como a caxumba, por exemplo. Às vezes há uma demora muito grande para levar a criança no hospital e a doença chega muito avançada”. Segundo ele, esses eventos servem também para que as pessoas conheçam melhor o trabalho que eles realizam.

“Da mesma forma como acontece com a campanha do câncer de mama, as pessoas têm que se preocupar com os sintomas. Um caroço no pescoço, uma dor na perna ou uma barriga grande podem ser sinais do câncer e passar no médico pode ajudar na identificação precoce”, ressalta o superintendente e pediatra.

Serviço - Quem quiser saber mais sobre a organização, pode ligar para o telefone (11) 5080-8400, ou acessar o site www.graacc.org.br. Já quem desejar fazer uma doação, pode fazê-la sob qualquer quantia, no Banco Bradesco, agência 0548-7, Conta Corrente: 87087-0, CNPJ: 67 185 694/0001-50.


Veja as opiniões dos amadores na Corrida Graacc e conheça um pouco sobre a entidade

Caminhada · 29 abr, 2007

Entre os cinco mil corredores que estiveram presentes na manhã desse domingo em São Paulo na Corrida e Caminhada Graacc, a grande maioria era composta por atletas amadores, que participaram por lazer e para garantir a qualidade de vida. Confira alguns depoimentos e conheça um pouco mais sobre a entidade que ajuda crianças e adolescentes com câncer.

São Paulo - O domingo amanheceu encoberto, o sol ameaçou aparecer na hora da prova e a baixa temperatura (16ºC), não foi um empecilho para que os atletas acordassem cedo e se dirigissem à Assembléia Legislativa, próximo ao Parque do Ibirapuera. Para espantar a preguiça, a música era agitada e o locutor animava os presentes a todo o momento.

Graziele Grandi diz que adorou a prova, principalmente pelo clima. “Fora algumas subidinhas, o percurso foi ótimo e o clima estava melhor do que a outra prova que corri, a Meia Maratona, onde estava bem calor”. Já Bruna Toscano, que assim como Graziele correu os quatro quilômetros, apenas endossou as palavras da amiga. “Correr com frio é muito mais gostoso do que com calor forte”.

Outra atleta que participou da prova de quatro quilômetros foi Alice Raquel Machado, da equipe AR4 Projeto Brasil. “A prova hoje foi boa e estou em ritmo de treinamento para a Nike 10k. Tinha bastante gente, com um pessoal bem animado e apenas na largada estava um pouco congestionado, mas o resto foi tranqüilo”.

Já Daniela Mucciolo, que participou da prova de 10 quilômetros, estava meio desanimada para correr, mas ao sentir a energia positiva na prova, ficou empolgada. “Eu estava meio cansada, pois fiquei em casa com meus dois filhos ontem e não estava com muita vontade de correr. Mas ao ver esse pessoal todo, não tem como não entrar no clima”.

Essa foi a sétima edição da competição, que teve o objetivo de arrecadar fundos para o Graacc, Grupo de Apoio ao Adolescente e à Criança com Câncer, entidade que tem o intuito de mobilizar e conscientizar a sociedade sobre a importância do diagnóstico precoce e da necessidade do tratamento adequado para crianças e adolescentes com câncer. No evento diversas crianças atendidas pela entidade fizeram a festa durante a premiação, com as Meninas Super Poderosas, personagens de um desenho animado.

De acordo com o Dr. Sérgio Petrilli, superintendente geral da entidade, durante o ano são realizados diversos eventos para arrecadar fundos e cobrir o déficit mensal de R$ 800 mil, ocasionados pelo fato de 95% dos atendimentos serem de crianças do SUS (Sistema Único de Saúde). “Para equilibrar o orçamento temos diversas atividades durante o ano, além dos sócios que contribuem com doações mensais. Esse dinheiro é revertido em remédios, além de contribuir para que possamos oferecer um centro cirúrgico adequado e tratamentos de qualidade”, comenta.

Ainda de acordo com Sérgio, essa corrida ajuda a conscientizar as pessoas que 70% dos casos de câncer infantil podem ser curados, caso sejam diagnosticados de forma precoce. “Os sintomas iniciais são muito parecidos com as doenças infantis benignas, como a caxumba, por exemplo. Às vezes há uma demora muito grande para levar a criança no hospital e a doença chega muito avançada”. Segundo ele, esses eventos servem também para que as pessoas conheçam melhor o trabalho que eles realizam.

“Da mesma forma como acontece com a campanha do câncer de mama, as pessoas têm que se preocupar com os sintomas. Um caroço no pescoço, uma dor na perna ou uma barriga grande podem ser sinais do câncer e passar no médico pode ajudar na identificação precoce”, ressalta o superintendente e pediatra.

Serviço - Quem quiser saber mais sobre a organização, pode ligar para o telefone (11) 5080-8400, ou acessar o site www.graacc.org.br. Já quem desejar fazer uma doação, pode fazê-la sob qualquer quantia, no Banco Bradesco, agência 0548-7, Conta Corrente: 87087-0, CNPJ: 67 185 694/0001-50.

Clima ajuda e cinco mil vão à corrida Graacc

Caminhada · 29 abr, 2007

Na manhã desse domingo cerca de cinco mil pessoas se reuniram na Assembléia Legislativa de São Paulo para a disputa da Corrida e Caminhada Graacc, prova organizada pela Corpore e que teve vitória de Elizabeth de Souza e Célio Falcão. Confira como foi a competição, que contou com distâncias de quatro e 10 quilômetros.

São Paulo - O clima ameno ajudou os corredores que desde as primeiras horas da manhã já se concentravam na área da prova. Após uma semana de muito calor e um sábado com um frio típico de inverno, antes do evento os digitais marcavam 16ºC, temperatura considerada agradável pelos participantes. Mesmo assim, todos capricharam no aquecimento e alongamento, coordenado por professores de educação física e pelo personagem Johnny Bravo.

Antes da largada houve uma homenagem ao piloto Ayrton Senna, que faleceu em primeiro de maio de 1994, um trágico domingo em que seu carro se chocou contra a curva Tamburello do circuito de Ímola, na Itália. Às 7h55 foi autorizada a largada para os portadores de necessidades especiais e às 8h para os demais corredores, ambos sob o som do “Tema da Vitória” ao fundo.

Logo de cara o atleta número 284 tomou a ponta e abriu uma diferença grande para os demais competidores, mas pouco antes de chegar à marca de um quilômetro, na entrada da Avenida República do Líbano, foi alcançado pelo pelotão que vinha atrás. Enquanto isso, entre as mulheres Elizabeth de Souza já começava a desenhar sua vitória, com Simone Alves em segundo e Ana Luiza Garcez, a Animal, em terceiro.

Pelotão na liderança - Na saída da Avenida República do Líbano e entrada da Pedro Alvarez Cabral, Adriano Bastos, Urias Yostaque de Lima, Célio Falcão e mais dois atletas da equipe Acrimet lideravam juntos, mas na passagem do quilômetro cinco, Bastos e Falcão se desvencilharam do grupo e passaram a protagonizar uma disputa particular. A metade da prova foi alcançada com o tempo de 15min27 e os dois correram na mesma passada até o quilômetro nove.

No último quilômetro, Célio usou suas últimas energias para dar um sprint, abrir em relação ao tetracampeão da Maratona da Disney e cruzar a linha de chegada na primeira colocação, seguido por Adriano com 31min06 e Caetano Joaquim dos Santos com 31min30.

Enquanto isso, na disputa feminina, Elisabete continuava a aumentar a distância para a segunda colocada Simone Alves da Silva, mas Animal, que inicialmente aparecia em terceiro, abandonou com dores na perna. Assim, com 36min19, Elisabete fixou sua vitória, seguida por Simone com 37min22 e Flaviana Ferreira Chung, com 39min11.

Após uma semana de treinos fortes, Adriano comenta que se surpreendeu com a resistência que teve. “Eu me senti bem até demais, pois vim de uma semana puxada na preparação para a Maratona de São Paulo. Fiz um longão de 28 quilômetros ontem e mesmo sabendo que estava forte a prova, resolvi ir até onde desse”. A partir do quilômetro oito ele sugeriu ao adversário que os dois chegassem juntos, de mãos dadas, mas a força de Falcão falou mais alto. “No quilômetro nove o Célio sentiu que podia ir mais, apertou e levou com uma diferença pequena. Para mim foi um tempo bom, dentro do que é o meu normal quando estou descansado, então é sinal de que estou numa fase muito boa”, ressalta.

Célio Falcão, por sua vez, reconhece que teve que se esforçar para vencer. “Foi difícil, pois o Adriano é um adversário bem forte, mas no final eu consegui ser mais rápido que ele”. Sobre a proposta de uma chegada diferente, de mãos dadas, ele comenta: “Ele falou isso, mas eu me senti bem e resolvi sair para a vitória”. O atleta correrá a prova em comemoração ao Dia do Trabalho, nessa terça-feira (1), no Parque do Carmo.

Após receber o troféu de campeã, Elisabeth comenta que gostou da prova. “Foi bom de correr, pois o tempo ajudou e o percurso não foi difícil. Saí na liderança e segurei um pouco o ritmo, pois vou para a prova do Sindeepres na terça-feira, hoje foi mais um treino”.

Mais impressões - Já Simone correu machucada, mas se diz contente com o resultado final. “Foi uma prova boa, já saí atrás e fui para garantir um bom resultado. Corri com dor nas costas, até pensei em encostar, mas resolvi seguir e garantir o segundo lugar”.

Quem também gostou da competição foi o cadeirante Fernando Aranha Rocha. “Aproveitei para promover a qualidade de vida entre os deficientes, já que essa prova dá esse suporte para nós e que tenho o apoio da ADD (Associação Desportiva para Deficientes) e do professor Mário Mello. O tempo estava uma delícia e fiz um tempo muito bom, como preparação para o Troféu Brasil, dia seis de maio na USP”.


Clima ajuda e cinco mil vão à corrida Graacc

Caminhada · 29 abr, 2007

Na manhã desse domingo cerca de cinco mil pessoas se reuniram na Assembléia Legislativa de São Paulo para a disputa da Corrida e Caminhada Graacc, prova organizada pela Corpore e que teve vitória de Elizabeth de Souza e Célio Falcão. Confira como foi a competição, que contou com distâncias de quatro e 10 quilômetros.

São Paulo - O clima ameno ajudou os corredores que desde as primeiras horas da manhã já se concentravam na área da prova. Após uma semana de muito calor e um sábado com um frio típico de inverno, antes do evento os digitais marcavam 16ºC, temperatura considerada agradável pelos participantes. Mesmo assim, todos capricharam no aquecimento e alongamento, coordenado por professores de educação física e pelo personagem Johnny Bravo.

Antes da largada houve uma homenagem ao piloto Ayrton Senna, que faleceu em primeiro de maio de 1994, um trágico domingo em que seu carro se chocou contra a curva Tamburello do circuito de Ímola, na Itália. Às 7h55 foi autorizada a largada para os portadores de necessidades especiais e às 8h para os demais corredores, ambos sob o som do “Tema da Vitória” ao fundo.

Logo de cara o atleta número 284 tomou a ponta e abriu uma diferença grande para os demais competidores, mas pouco antes de chegar à marca de um quilômetro, na entrada da Avenida República do Líbano, foi alcançado pelo pelotão que vinha atrás. Enquanto isso, entre as mulheres Elizabeth de Souza já começava a desenhar sua vitória, com Simone Alves em segundo e Ana Luiza Garcez, a Animal, em terceiro.

Pelotão na liderança - Na saída da Avenida República do Líbano e entrada da Pedro Alvarez Cabral, Adriano Bastos, Urias Yostaque de Lima, Célio Falcão e mais dois atletas da equipe Acrimet lideravam juntos, mas na passagem do quilômetro cinco, Bastos e Falcão se desvencilharam do grupo e passaram a protagonizar uma disputa particular. A metade da prova foi alcançada com o tempo de 15min27 e os dois correram na mesma passada até o quilômetro nove.

No último quilômetro, Célio usou suas últimas energias para dar um sprint, abrir em relação ao tetracampeão da Maratona da Disney e cruzar a linha de chegada na primeira colocação, seguido por Adriano com 31min06 e Caetano Joaquim dos Santos com 31min30.

Enquanto isso, na disputa feminina, Elisabete continuava a aumentar a distância para a segunda colocada Simone Alves da Silva, mas Animal, que inicialmente aparecia em terceiro, abandonou com dores na perna. Assim, com 36min19, Elisabete fixou sua vitória, seguida por Simone com 37min22 e Flaviana Ferreira Chung, com 39min11.

Após uma semana de treinos fortes, Adriano comenta que se surpreendeu com a resistência que teve. “Eu me senti bem até demais, pois vim de uma semana puxada na preparação para a Maratona de São Paulo. Fiz um longão de 28 quilômetros ontem e mesmo sabendo que estava forte a prova, resolvi ir até onde desse”. A partir do quilômetro oito ele sugeriu ao adversário que os dois chegassem juntos, de mãos dadas, mas a força de Falcão falou mais alto. “No quilômetro nove o Célio sentiu que podia ir mais, apertou e levou com uma diferença pequena. Para mim foi um tempo bom, dentro do que é o meu normal quando estou descansado, então é sinal de que estou numa fase muito boa”, ressalta.

Célio Falcão, por sua vez, reconhece que teve que se esforçar para vencer. “Foi difícil, pois o Adriano é um adversário bem forte, mas no final eu consegui ser mais rápido que ele”. Sobre a proposta de uma chegada diferente, de mãos dadas, ele comenta: “Ele falou isso, mas eu me senti bem e resolvi sair para a vitória”. O atleta correrá a prova em comemoração ao Dia do Trabalho, nessa terça-feira (1), no Parque do Carmo.

Após receber o troféu de campeã, Elisabeth comenta que gostou da prova. “Foi bom de correr, pois o tempo ajudou e o percurso não foi difícil. Saí na liderança e segurei um pouco o ritmo, pois vou para a prova do Sindeepres na terça-feira, hoje foi mais um treino”.

Mais impressões - Já Simone correu machucada, mas se diz contente com o resultado final. “Foi uma prova boa, já saí atrás e fui para garantir um bom resultado. Corri com dor nas costas, até pensei em encostar, mas resolvi seguir e garantir o segundo lugar”.

Quem também gostou da competição foi o cadeirante Fernando Aranha Rocha. “Aproveitei para promover a qualidade de vida entre os deficientes, já que essa prova dá esse suporte para nós e que tenho o apoio da ADD (Associação Desportiva para Deficientes) e do professor Mário Mello. O tempo estava uma delícia e fiz um tempo muito bom, como preparação para o Troféu Brasil, dia seis de maio na USP”.

Confira a programação da Corrida Graacc

Corridas de Rua · 26 abr, 2007

No próximo domingo (29) acontece em São Paulo a Corrida e Caminhada Graacc Combatendo e Vencendo o Câncer Infantil, prova que terá organização da Corpore. Confira a seguir a programação do evento, que começa com a retirada de kits no próprio domingo.

  • 6h – Assembléia Legislativa - Retirada de kits pré-prova, contendo chip e número de peito

  • 7h40 – Área da Largada – Alongamento e aquecimento

  • 7h55 – Avenida Pedro Álvares Cabral – Largada dos cadeirantes

  • 8h – Avenida Pedro Álvares Cabral – Largada Geral

  • 9h30 – Cerimônia de Premiação

    A competição terá distâncias de cinco e 10 quilômetros e toda a renda obtida será revertida para o Grupo de Apoio ao Adolescente e à Criança com Câncer, que tem como objetivo mobilizar e conscientizar a sociedade sobre a importância do diagnóstico precoce e da necessidade do tratamento adequado para crianças e adolescentes com câncer.


  • Confira a programação da Corrida Graacc

    Corridas de Rua · 26 abr, 2007

    No próximo domingo (29) acontece em São Paulo a Corrida e Caminhada Graacc Combatendo e Vencendo o Câncer Infantil, prova que terá organização da Corpore. Confira a seguir a programação do evento, que começa com a retirada de kits no próprio domingo.

  • 6h – Assembléia Legislativa - Retirada de kits pré-prova, contendo chip e número de peito

  • 7h40 – Área da Largada – Alongamento e aquecimento

  • 7h55 – Avenida Pedro Álvares Cabral – Largada dos cadeirantes

  • 8h – Avenida Pedro Álvares Cabral – Largada Geral

  • 9h30 – Cerimônia de Premiação

    A competição terá distâncias de cinco e 10 quilômetros e toda a renda obtida será revertida para o Grupo de Apoio ao Adolescente e à Criança com Câncer, que tem como objetivo mobilizar e conscientizar a sociedade sobre a importância do diagnóstico precoce e da necessidade do tratamento adequado para crianças e adolescentes com câncer.

  • Últimos dias para inscrição Corrida GRAACC

    Caminhada · 17 abr, 2007

    As inscrições para a Corrida e Caminhada GRAACC estão no fim. A competição acontece no dia 29 de abril, em São Paulo, e os interessados na prova podem garantir uma vaga no máximo até 25 do mesmo mês. De acordo com os organizadores, o evento terá seu resultado revertido para o GRAACC (Grupo de Apoio ao Adolescente e à Criança com Câncer).

    A competição terá a distância de 10 quilômetros e caminhada com quatro. Todos os atleta que concluírem a prova ganharão camisetas, disponíveis em sete tamanhos, e medalha. Confira as datas para as inscrições que podem ser feitas no site da Corpore (www.corpore.org.br) ou nos postos, cada inscrição custa R$30 para associados Corpore e R$40 para não sócios:

  • Boleto Bancário - até dia 20/04 (sexta-feira) ou término
  • Cartão de crédito - até dia 24/04 (terça-feira) ou término
  • Postos de inscrição - até dia 25/04 (quarta-feira) ou término


  • Últimos dias para inscrição Corrida GRAACC

    Caminhada · 17 abr, 2007

    As inscrições para a Corrida e Caminhada GRAACC estão no fim. A competição acontece no dia 29 de abril, em São Paulo, e os interessados na prova podem garantir uma vaga no máximo até 25 do mesmo mês. De acordo com os organizadores, o evento terá seu resultado revertido para o GRAACC (Grupo de Apoio ao Adolescente e à Criança com Câncer).

    A competição terá a distância de 10 quilômetros e caminhada com quatro. Todos os atleta que concluírem a prova ganharão camisetas, disponíveis em sete tamanhos, e medalha. Confira as datas para as inscrições que podem ser feitas no site da Corpore (www.corpore.org.br) ou nos postos, cada inscrição custa R$30 para associados Corpore e R$40 para não sócios:

  • Boleto Bancário - até dia 20/04 (sexta-feira) ou término
  • Cartão de crédito - até dia 24/04 (terça-feira) ou término
  • Postos de inscrição - até dia 25/04 (quarta-feira) ou término

  • Inscrições abertas para Corrida do Graacc

    Corridas de Rua · 27 mar, 2007

    Já estão abertas as inscrições para a sétima edição da Corrida e Caminhada Graacc, Combatendo e Vencendo o Câncer Infantil, que acontece no dia 29 de abril. A novidade da prova esse ano é que ela será organizada pela Corpore, maior clube de corredores da América Latina e a expectativa é que cinco mil pessoas participem.

    A largada será em frente à Assembléia Legislativa, próximo ao Parque do Ibirapuera, e os participantes terão a opção de participar de uma corrida de 10 quilômetros, ou uma caminhada de quatro. O objetivo do evento é mobilizar e conscientizar a sociedade sobre a importância do diagnóstico precoce e da necessidade do tratamento adequado para crianças e adolescentes com câncer.

    As inscrições podem ser feitas no site da Corpore, www.corpore.org.br ao valor de R$ 40 para não associados do clube e R$ 30 para associados. Do montante arrecadado, 100% será revertido para o hospital do Graacc.

    Sobre a entidadeO Graac (www.graacc.org.br) é uma organização sem fins lucrativos criada com a missão de garantir às crianças e adolescentes com câncer o direito de alcançar todas as chances de cura, com qualidade de vida, dentro do mais avançado padrão científico.

    Mensalmente são realizados cerca de 1.550 consultas médicas, três mil procedimentos ambulatoriais e 100 procedimentos cirúrgicos. Além do diagnóstico e tratamento do câncer infantil, a instituição atua no desenvolvimento do ensino e pesquisa.


    Inscrições abertas para Corrida do Graacc

    Corridas de Rua · 27 mar, 2007

    Já estão abertas as inscrições para a sétima edição da Corrida e Caminhada Graacc, Combatendo e Vencendo o Câncer Infantil, que acontece no dia 29 de abril. A novidade da prova esse ano é que ela será organizada pela Corpore, maior clube de corredores da América Latina e a expectativa é que cinco mil pessoas participem.

    A largada será em frente à Assembléia Legislativa, próximo ao Parque do Ibirapuera, e os participantes terão a opção de participar de uma corrida de 10 quilômetros, ou uma caminhada de quatro. O objetivo do evento é mobilizar e conscientizar a sociedade sobre a importância do diagnóstico precoce e da necessidade do tratamento adequado para crianças e adolescentes com câncer.

    As inscrições podem ser feitas no site da Corpore, www.corpore.org.br ao valor de R$ 40 para não associados do clube e R$ 30 para associados. Do montante arrecadado, 100% será revertido para o hospital do Graacc.

    Sobre a entidadeO Graac (www.graacc.org.br) é uma organização sem fins lucrativos criada com a missão de garantir às crianças e adolescentes com câncer o direito de alcançar todas as chances de cura, com qualidade de vida, dentro do mais avançado padrão científico.

    Mensalmente são realizados cerca de 1.550 consultas médicas, três mil procedimentos ambulatoriais e 100 procedimentos cirúrgicos. Além do diagnóstico e tratamento do câncer infantil, a instituição atua no desenvolvimento do ensino e pesquisa.