Bucha

Equipe Bucha assume liderança do Ultradesafio no Desafio SP Rio

Ultra Maratona · 21 out, 2011

Direto de Paraty (RJ) - O dia ainda não havia amanhecido quando os corredores se alinharam na Praça de Eventos de Caraguatatuba para a largada do segundo dia de competições do Desafio Nike SP Rio. Ainda fadigados do dia anterior, os corredores tentavam se animar para encarar o trecho mais longo, que cruzou a linha imaginária entre os Estados de São Paulo e Rio de Janeiro.

A equipe Bucha apertou o ritmo logo de cara para cruzar em primeiro e deixar para trás a campeã do primeiro dia, Nike + Ultra. Eles cruzaram a linha de chegada às 18h09, 11 minutos antes do time da casa. O dia teve clima variado, que começou com frio logo cedo, que deu lugar ao calor ao longo do dia.

Para amenizar o cansaço e o forte calor, somente as belas paisagens que os corredores encontraram pelo caminho. Assim que cruzavam a divisa entre São Paulo e Rio de Janeiro todos puderam passar pelo tapete de “curtir” do facebook, uma novidade implementada esse ano em diversos pontos da prova.

“Queria parabenizar toda a equipe por esse resultado conquistado”, relata Miguel Mine Neto, da Bucha, que foi acompanhado por Franck Caldeira no final. “Fizemos uma estratégia diferente, com entrada das meninas, que fizeram muita diferença. Todos andaram muito”, completa.

O representante da Nike+, João Rodrigues, sentiu o peso de ter ficado para trás e promete revanche. “Essa prova vai começar amanhã. Quem realmente tiver resistência vai vencer e não quem forçou muito no primeiro e segundo dia”. Ele diz ainda que tem uma carta guardada na manga. “Vamos usar essa técnica para fazer a diferença”.

A terceira equipe a chegarr foi a 4any1/ Run&Fun, que cruzou a linha de chegada às 18h48. “O primeiro dia sofremos muito, mas agora demos um gás para tentar chegar entre quarto ou quinto e chegamos em terceiro. Todos deram um pouco a mais em cada trecho”, relata Dunga. “Dentre todos os percursos, o mais difícil foi o da Serra de Maresias ontem”, completa.

Organização - Paulo Carelli, responsável pela organização da prova, afirma que o segundo dia manteve as características de ser rápido e que nenhuma equipe ficou parada no corte de percurso. “O único problema foram as obras na Rodovia, que nos obrigou a tomar uma decisão de última hora e cancelar o trecho. Mas não houve prejuízo para a prova”.

Já na parte médica também não houve relatos de ocorrências graves, apenas enjoos, câimbras e fadigas musculares, decorrentes do cansaço físico acumulado. O terceiro e decisivo dia de competições começará neste sábado (21/10), com largada a partir das 6h do Hotel Meliá e chegada na Praia de Ipanema, no Rio de Janeiro, para definir o grande campeão.


Equipe Bucha assume liderança do Ultradesafio no Desafio SP Rio

Ultra Maratona · 21 out, 2011

Direto de Paraty (RJ) - O dia ainda não havia amanhecido quando os corredores se alinharam na Praça de Eventos de Caraguatatuba para a largada do segundo dia de competições do Desafio Nike SP Rio. Ainda fadigados do dia anterior, os corredores tentavam se animar para encarar o trecho mais longo, que cruzou a linha imaginária entre os Estados de São Paulo e Rio de Janeiro.

A equipe Bucha apertou o ritmo logo de cara para cruzar em primeiro e deixar para trás a campeã do primeiro dia, Nike + Ultra. Eles cruzaram a linha de chegada às 18h09, 11 minutos antes do time da casa. O dia teve clima variado, que começou com frio logo cedo, que deu lugar ao calor ao longo do dia.

Para amenizar o cansaço e o forte calor, somente as belas paisagens que os corredores encontraram pelo caminho. Assim que cruzavam a divisa entre São Paulo e Rio de Janeiro todos puderam passar pelo tapete de “curtir” do facebook, uma novidade implementada esse ano em diversos pontos da prova.

“Queria parabenizar toda a equipe por esse resultado conquistado”, relata Miguel Mine Neto, da Bucha, que foi acompanhado por Franck Caldeira no final. “Fizemos uma estratégia diferente, com entrada das meninas, que fizeram muita diferença. Todos andaram muito”, completa.

O representante da Nike+, João Rodrigues, sentiu o peso de ter ficado para trás e promete revanche. “Essa prova vai começar amanhã. Quem realmente tiver resistência vai vencer e não quem forçou muito no primeiro e segundo dia”. Ele diz ainda que tem uma carta guardada na manga. “Vamos usar essa técnica para fazer a diferença”.

A terceira equipe a chegarr foi a 4any1/ Run&Fun, que cruzou a linha de chegada às 18h48. “O primeiro dia sofremos muito, mas agora demos um gás para tentar chegar entre quarto ou quinto e chegamos em terceiro. Todos deram um pouco a mais em cada trecho”, relata Dunga. “Dentre todos os percursos, o mais difícil foi o da Serra de Maresias ontem”, completa.

Organização - Paulo Carelli, responsável pela organização da prova, afirma que o segundo dia manteve as características de ser rápido e que nenhuma equipe ficou parada no corte de percurso. “O único problema foram as obras na Rodovia, que nos obrigou a tomar uma decisão de última hora e cancelar o trecho. Mas não houve prejuízo para a prova”.

Já na parte médica também não houve relatos de ocorrências graves, apenas enjoos, câimbras e fadigas musculares, decorrentes do cansaço físico acumulado. O terceiro e decisivo dia de competições começará neste sábado (21/10), com largada a partir das 6h do Hotel Meliá e chegada na Praia de Ipanema, no Rio de Janeiro, para definir o grande campeão.