Ariane Monticeli

Ariane Monticeli muda treinos e estilo de vida para o Ironman Brasil

Triathlon · 21 maio, 2012

Ariane Monticeli não consegue esconder a animação para o Ironman Brasil deste ano. Muitas mudanças aconteceram na vida da atleta, que conseguiu se preparar melhor para a competição que acontece neste sábado (27/05) em Florianópolis, Santa Catarina.

Ariane Monticeli é comissária de bordo e está em vias de se aposentar para dedicar 100% de seu tempo ao triathlon. Profissional desde 2008 no esporte, a triatleta tinha muita dificuldade em conciliar os voos com as demandas de treinamento, principalmente para provas de longas distâncias, como o Ironman.

Desde março deste ano, Ariane tirou uma licença de três meses para intensificar os treinos na reta final para o Ironman Brasil, que acontece no próximo domingo (27/05) em Florianópolis.

Os treinos em si não mudaram muito, mas o novo estilo de vida da triatleta faz toda a diferença para os resultados. “Hoje eu faço um treino de 180 quilômetros e vou para casa descansar. Antes eu fazia o treino e ia voar a noite inteira, ficava sem dormir, de pé, comendo a comida do avião”, conta.

Desde que parou de voar, Ariane tem se sentido melhor, se alimentado melhor e está totalmente concentrada para a disputa de 3,8 quilômetros de natação, 180 de ciclismo e mais 42 de corrida. Ela se divide entre os treinos no Clube Pinheiros, de São Paulo, onde faz corridas em pista e natação todos os dias, e também com o triatleta Santiago Ascenço, responsável pela preparação na bike.

“O Santiago tem uns treinos muito elaborados de pedal em cima de potência, que é um diferencial muito grande para você não forçar além da sua potência para não sair cansado para correr”, avalia.

Entusiasmo - A triatleta está muito animada para o Ironman Brasil, no dia 27 deste mês. Ariane é responsável pelo atual recorde sul-americano da competição, tendo completado a prova em 9h19 ano passado.

“Eu sei que tenho uma grande responsabilidade por ter sido a melhor brasileira ano passado e eu sei que tem uma torcida grande para mim”, enfatiza.

As mudanças desde que começou a se dedicar integralmente ao triathlon são claramente visíveis, tanto no físico como na postura diante do desafio. “Eu estou muito bem treinada, descansada, com a alimentação em dia, com o peso que eu queria estar e estou bem na minha vida pessoal, feliz e vou me casar”, conta entusiasmada Ariane, que vai se mudar para Florianópolis. “Tem tanta coisa que influencia na vida de um atleta”, comenta.

Como o Ironman Brasil acontece “em casa”, Ariane garante que não irá decepcionar a sua grande torcida na capital catarinense. “Eu estou com a expectativa de fazer uma grande prova, sem dúvida. Apesar de tanta coisa poder acontecer no dia, eu acho que vou fazer uma super prova”, conta.

Mais um motivo para a ansiedade da atleta é o equipamento novo que vai receber para a competição. “Vou pegar uma bike nova, muito boa”, alegra-se.

No entanto, para ela, a maratona é a melhor parte da prova, já que Ariane corre desde os 13 anos de idade. “Eu me concentro e consigo desenvolver bem a corrida”, analisa.

Sobre o Ironman Brasil reunir os melhores atletas do esporte. Ariane não se abala, pelo contrário. “O fato de estar num nível alto só enaltece e engrandece o resultado”, garante.


Ariane Monticeli muda treinos e estilo de vida para o Ironman Brasil

Triathlon · 21 maio, 2012

Ariane Monticeli não consegue esconder a animação para o Ironman Brasil deste ano. Muitas mudanças aconteceram na vida da atleta, que conseguiu se preparar melhor para a competição que acontece neste sábado (27/05) em Florianópolis, Santa Catarina.

Ariane Monticeli é comissária de bordo e está em vias de se aposentar para dedicar 100% de seu tempo ao triathlon. Profissional desde 2008 no esporte, a triatleta tinha muita dificuldade em conciliar os voos com as demandas de treinamento, principalmente para provas de longas distâncias, como o Ironman.

Desde março deste ano, Ariane tirou uma licença de três meses para intensificar os treinos na reta final para o Ironman Brasil, que acontece no próximo domingo (27/05) em Florianópolis.

Os treinos em si não mudaram muito, mas o novo estilo de vida da triatleta faz toda a diferença para os resultados. “Hoje eu faço um treino de 180 quilômetros e vou para casa descansar. Antes eu fazia o treino e ia voar a noite inteira, ficava sem dormir, de pé, comendo a comida do avião”, conta.

Desde que parou de voar, Ariane tem se sentido melhor, se alimentado melhor e está totalmente concentrada para a disputa de 3,8 quilômetros de natação, 180 de ciclismo e mais 42 de corrida. Ela se divide entre os treinos no Clube Pinheiros, de São Paulo, onde faz corridas em pista e natação todos os dias, e também com o triatleta Santiago Ascenço, responsável pela preparação na bike.

“O Santiago tem uns treinos muito elaborados de pedal em cima de potência, que é um diferencial muito grande para você não forçar além da sua potência para não sair cansado para correr”, avalia.

Entusiasmo - A triatleta está muito animada para o Ironman Brasil, no dia 27 deste mês. Ariane é responsável pelo atual recorde sul-americano da competição, tendo completado a prova em 9h19 ano passado.

“Eu sei que tenho uma grande responsabilidade por ter sido a melhor brasileira ano passado e eu sei que tem uma torcida grande para mim”, enfatiza.

As mudanças desde que começou a se dedicar integralmente ao triathlon são claramente visíveis, tanto no físico como na postura diante do desafio. “Eu estou muito bem treinada, descansada, com a alimentação em dia, com o peso que eu queria estar e estou bem na minha vida pessoal, feliz e vou me casar”, conta entusiasmada Ariane, que vai se mudar para Florianópolis. “Tem tanta coisa que influencia na vida de um atleta”, comenta.

Como o Ironman Brasil acontece “em casa”, Ariane garante que não irá decepcionar a sua grande torcida na capital catarinense. “Eu estou com a expectativa de fazer uma grande prova, sem dúvida. Apesar de tanta coisa poder acontecer no dia, eu acho que vou fazer uma super prova”, conta.

Mais um motivo para a ansiedade da atleta é o equipamento novo que vai receber para a competição. “Vou pegar uma bike nova, muito boa”, alegra-se.

No entanto, para ela, a maratona é a melhor parte da prova, já que Ariane corre desde os 13 anos de idade. “Eu me concentro e consigo desenvolver bem a corrida”, analisa.

Sobre o Ironman Brasil reunir os melhores atletas do esporte. Ariane não se abala, pelo contrário. “O fato de estar num nível alto só enaltece e engrandece o resultado”, garante.

Ariane Monticeli e Mariana Borges partem para o Ironman 70.3 Brasil

Triathlon · 25 ago, 2011

A triatleta Ariane Monticeli está pronta para enfrentar mais um desafio em sua carreira. Ela irá competir, neste sábado, dia 27 de agosto, o Ironman 70.3 Brasil, que será realizado em Penha, em Santa Catarina. Os atletas da elite das categorias feminino e masculino têm chance de se classificar para o Mundial de Ironman 70.3, que será em Las Vegas, Nevada (EUA), em 2012, por meio do ranking de pontuação estabelecido pela World Triathlon Corporation (WTC) em 2011.

Ariane Monticeli chega ao Meio Ironman Brasil, que terá 1,9 quilômetro de natação, 90 de ciclismo e 21 de corrida, com bons resultados no ano de 2011. A triatleta foi campeã GP Extreme de Triathlon, terceira colocada no Ironman Brasil 2011 e melhor brasileira da prova, além de ter ficado em 15º lugar no Ironman 70.3 do Texas, nos Estados Unidos, e em décimo no Ironman 70.3 de San Juan, em Porto Rico.

“Após o Ironman de Resenburg na Alemanha, disputado dia 7 de agosto, apenas cuidei da alimentação e fiz exercícios mais leves. O pequeno período de recuperação faz com que eu use base de treinos que fiz anteriormente”, comenta Ariane. Vale lembrar que os atletas das outras categorias podem se classificar pela distribuição de vagas, que será feita proporcionalmente ao número de atletas inscrito em cada grupo etário.

Já Mariana Borges de Andrade, que também irá disputar a prova neste sábado, busca melhorar sua colocação, visto que em 2010 foi a quarta colocada entre as mulheres. A atleta foi a sexta colocada da elite feminina no Ironman Brasil 2011 e após o Meio Ironman em Penha (SC), parte para o Canadá e México, onde competirá na mesma distância nos dias 11 e 18 de setembro.

As atividades começarão cedo no sábado, dia 27 de agosto, e a área de transição e pintura do número no corpo dos atletas vai das 7h30 às 9h10. A largada acontece logo em seguida, às 9h30, na Praia da Armação. A premiação da elite ocorre no próprio sábado, às 15 horas, e a premiação dos amadores e distribuição das vagas por faixa etária para o Mundial será às nove horas e às 10h30, respectivamente.


Ariane Monticeli e Mariana Borges partem para o Ironman 70.3 Brasil

Triathlon · 25 ago, 2011

A triatleta Ariane Monticeli está pronta para enfrentar mais um desafio em sua carreira. Ela irá competir, neste sábado, dia 27 de agosto, o Ironman 70.3 Brasil, que será realizado em Penha, em Santa Catarina. Os atletas da elite das categorias feminino e masculino têm chance de se classificar para o Mundial de Ironman 70.3, que será em Las Vegas, Nevada (EUA), em 2012, por meio do ranking de pontuação estabelecido pela World Triathlon Corporation (WTC) em 2011.

Ariane Monticeli chega ao Meio Ironman Brasil, que terá 1,9 quilômetro de natação, 90 de ciclismo e 21 de corrida, com bons resultados no ano de 2011. A triatleta foi campeã GP Extreme de Triathlon, terceira colocada no Ironman Brasil 2011 e melhor brasileira da prova, além de ter ficado em 15º lugar no Ironman 70.3 do Texas, nos Estados Unidos, e em décimo no Ironman 70.3 de San Juan, em Porto Rico.

“Após o Ironman de Resenburg na Alemanha, disputado dia 7 de agosto, apenas cuidei da alimentação e fiz exercícios mais leves. O pequeno período de recuperação faz com que eu use base de treinos que fiz anteriormente”, comenta Ariane. Vale lembrar que os atletas das outras categorias podem se classificar pela distribuição de vagas, que será feita proporcionalmente ao número de atletas inscrito em cada grupo etário.

Já Mariana Borges de Andrade, que também irá disputar a prova neste sábado, busca melhorar sua colocação, visto que em 2010 foi a quarta colocada entre as mulheres. A atleta foi a sexta colocada da elite feminina no Ironman Brasil 2011 e após o Meio Ironman em Penha (SC), parte para o Canadá e México, onde competirá na mesma distância nos dias 11 e 18 de setembro.

As atividades começarão cedo no sábado, dia 27 de agosto, e a área de transição e pintura do número no corpo dos atletas vai das 7h30 às 9h10. A largada acontece logo em seguida, às 9h30, na Praia da Armação. A premiação da elite ocorre no próprio sábado, às 15 horas, e a premiação dos amadores e distribuição das vagas por faixa etária para o Mundial será às nove horas e às 10h30, respectivamente.