Alexandre Ribeiro

Tetracampeão do Ultraman volta às competições no XTerra Regional

Triathlon · 05 maio, 2010

Alexandre Ribeiro é considerado um dos maiores triathletas de provas longas do mundo. Tetracampeão do Ultraman, o competidor tentará mais uma conquista para seu currículo no XTerra Regional/ Rota Imperial, que acontecerá nos dias 15 e 16 de maio, no distrito de Domingos Martins, no Espírito Santo. Para tanto, Ribeiro terá que se superar, já que a disputa de Duathlon Cross-country marcará sua volta às provas após um tempo parado.

“Venho de uma lesão e estou voltando aos treinamentos agora. Apesar disso, vou dar o máximo para conseguir uma boa colocação. Quero testar a minha condição para o XTerra Global Tour, que acontece em Angra dos Reis daqui há três meses”, relata.

Ao todo, Ribeiro terá pela frente 39 quilômetros de disputa, divididos em três quilômetros de corrida, 28 quilômetros de mountain bike e mais oito quilômetros de corrida. Além disso, competidores como Alexandre Manzan, campeão do circuito XTerra 2009, e Rodrigo Altafini já confirmaram presença na modalidade, aumentando ainda mais o desafio do tetracampeão.

Mais Provas - Além do Duathlon Cross-country, a competição de Domingos Martins contará com outras três modalidades: mountain bike com 51 quilômetros de trajeto, que já tem a participação garantida dos atletas Rubens Donizete e Daniel Carneiro; corrida noturna, com seis quilômetros em trilhas; e a kids running, corrida destinada aos jovens atletas de até 12 anos.


Tetracampeão do Ultraman volta às competições no XTerra Regional

Triathlon · 05 maio, 2010

Alexandre Ribeiro é considerado um dos maiores triathletas de provas longas do mundo. Tetracampeão do Ultraman, o competidor tentará mais uma conquista para seu currículo no XTerra Regional/ Rota Imperial, que acontecerá nos dias 15 e 16 de maio, no distrito de Domingos Martins, no Espírito Santo. Para tanto, Ribeiro terá que se superar, já que a disputa de Duathlon Cross-country marcará sua volta às provas após um tempo parado.

“Venho de uma lesão e estou voltando aos treinamentos agora. Apesar disso, vou dar o máximo para conseguir uma boa colocação. Quero testar a minha condição para o XTerra Global Tour, que acontece em Angra dos Reis daqui há três meses”, relata.

Ao todo, Ribeiro terá pela frente 39 quilômetros de disputa, divididos em três quilômetros de corrida, 28 quilômetros de mountain bike e mais oito quilômetros de corrida. Além disso, competidores como Alexandre Manzan, campeão do circuito XTerra 2009, e Rodrigo Altafini já confirmaram presença na modalidade, aumentando ainda mais o desafio do tetracampeão.

Mais Provas - Além do Duathlon Cross-country, a competição de Domingos Martins contará com outras três modalidades: mountain bike com 51 quilômetros de trajeto, que já tem a participação garantida dos atletas Rubens Donizete e Daniel Carneiro; corrida noturna, com seis quilômetros em trilhas; e a kids running, corrida destinada aos jovens atletas de até 12 anos.

Alexandre Ribeiro é vice no Mundial de Ultraman

Triathlon · 27 nov, 2007

O brasileiro Alexandre Ribeiro faturou o vice-campeonato do Mundial de Ultraman, competição de 10km de natação, 421 de ciclismo e 84 km de corrida, disputado nos últimos dias 23 a 25 em Big Island, Havaí. Ele fechou com o tempo total de 23h05min04, atrás do atleta da Suécia Jonas Colting, que completou em 21h59min44.

Alexandre foi campeão da prova nas últimas duas vezes que participou, em 2003 e 2005 e tem como melhor tempo 22h20min. Atrás do brasileiro chegaram Tim Sheeper, dos Estados Unidos (23h19min03); Peter Mueller, da Suíça (24h29min51) e Miro Kregar, da Eslovênia (24h45min26).

Desde o primeiro dia Ribeiro fez uma prova de recuperação, ao enfrentar um mar mexido e com fortes correntezas, condições que impossibilitaram os baixos tempos dos anos anteriores. Ele cumpriu a primeira etapa em 3h07min, na sétima posição, 39 minutos atrás do líder Jonas Colting, da Suécia.

Recuperação - Depois de terminar os 145 quilômetros de bike na segunda colocação, atrás apenas de Colting, ele fechou o dia de estréia na terceira colocação geral. No sábado ele pedalou os 276 quilômetros em terreno montanhoso durante um bom tempo junto aos líderes, mas errou o caminho em um trecho do percurso onde não era permitida a presença das equipes de apoio, o que o fez perder cerca de 50 minutos e cair para o terceiro posto geral.

No último dia de prova ele sabia da responsabilidade de realizar uma boa corrida, sua maior especialidade, para garantir uma boa posição entre os líderes. Na dupla maratona (84 quilômetros) assumiu a ponta logo no começo, mas foi ultrapassado pelo esloveno Miro Kregar, que fez a melhor parcial da modalidade (6h27min).

“Foi uma prova muito difícil e desgastante desde a primeira etapa, quando saí da água em sétimo e com fortes dores nas costas. Consegui me recuperar no ciclismo, que foi disputado sob muito calor e fortes ventos, mas infelizmente acabei errando em uma estrada em direção a Waimea e me distanciei dos primeiros colocados”, ressalta Alexandre.

De olho no Tri - Ele diz ainda que procurou não desanimar e focar esforços em fazer uma corrida de recuperação, de olho na segunda colocação. “Estou muito feliz com o resultado e disposto a voltar à ilha para continuar brigando pelo tri”, completa.

Entre as mulheres, a vitória ficou com a americana Shanna Armstrong, com o tempo de 26h43min e a única brasileira na disputa, Vanuza Maciel, de Florianópolis, fechou na quarta posição, em 29h44min. Dos 32 competidores que largaram, 27 completaram o percurso.


Alexandre Ribeiro é vice no Mundial de Ultraman

Triathlon · 27 nov, 2007

O brasileiro Alexandre Ribeiro faturou o vice-campeonato do Mundial de Ultraman, competição de 10km de natação, 421 de ciclismo e 84 km de corrida, disputado nos últimos dias 23 a 25 em Big Island, Havaí. Ele fechou com o tempo total de 23h05min04, atrás do atleta da Suécia Jonas Colting, que completou em 21h59min44.

Alexandre foi campeão da prova nas últimas duas vezes que participou, em 2003 e 2005 e tem como melhor tempo 22h20min. Atrás do brasileiro chegaram Tim Sheeper, dos Estados Unidos (23h19min03); Peter Mueller, da Suíça (24h29min51) e Miro Kregar, da Eslovênia (24h45min26).

Desde o primeiro dia Ribeiro fez uma prova de recuperação, ao enfrentar um mar mexido e com fortes correntezas, condições que impossibilitaram os baixos tempos dos anos anteriores. Ele cumpriu a primeira etapa em 3h07min, na sétima posição, 39 minutos atrás do líder Jonas Colting, da Suécia.

Recuperação - Depois de terminar os 145 quilômetros de bike na segunda colocação, atrás apenas de Colting, ele fechou o dia de estréia na terceira colocação geral. No sábado ele pedalou os 276 quilômetros em terreno montanhoso durante um bom tempo junto aos líderes, mas errou o caminho em um trecho do percurso onde não era permitida a presença das equipes de apoio, o que o fez perder cerca de 50 minutos e cair para o terceiro posto geral.

No último dia de prova ele sabia da responsabilidade de realizar uma boa corrida, sua maior especialidade, para garantir uma boa posição entre os líderes. Na dupla maratona (84 quilômetros) assumiu a ponta logo no começo, mas foi ultrapassado pelo esloveno Miro Kregar, que fez a melhor parcial da modalidade (6h27min).

“Foi uma prova muito difícil e desgastante desde a primeira etapa, quando saí da água em sétimo e com fortes dores nas costas. Consegui me recuperar no ciclismo, que foi disputado sob muito calor e fortes ventos, mas infelizmente acabei errando em uma estrada em direção a Waimea e me distanciei dos primeiros colocados”, ressalta Alexandre.

De olho no Tri - Ele diz ainda que procurou não desanimar e focar esforços em fazer uma corrida de recuperação, de olho na segunda colocação. “Estou muito feliz com o resultado e disposto a voltar à ilha para continuar brigando pelo tri”, completa.

Entre as mulheres, a vitória ficou com a americana Shanna Armstrong, com o tempo de 26h43min e a única brasileira na disputa, Vanuza Maciel, de Florianópolis, fechou na quarta posição, em 29h44min. Dos 32 competidores que largaram, 27 completaram o percurso.

Alexandre Ribeiro quer o tricampeonato no Mundial de Ultra

Triathlon · 15 nov, 2007

O triathleta Alexandre Ribeiro participa no próximo dia 23 de novembro do Campeonato Mundial de Ulrtraman. Essa é a terceira vez que o brasileiro faz a prova, realizada na ilha de Kona, no Havaí. Campeão das edições 2003 e 2005 do Mundial. Alexandre quer mais um título e garantir o tricampeonato da competição.

Todos os inscritos vão encarar um percurso de 515km sendo: 10km de natação, 145km de ciclismo e 84km de corrida. Mas cada modalidade é feita num dia, isso significa que a prova começa no dia 23/11 e termina no dia 25.

“Me sinto muito bem preparado psicológica e fisicamente e conheço o percurso e aquela ilha como a palma da minha mão. Pretendo melhorar o meu tempo e conquistar mais um título”, conta Alexandre que tem cerca de 30 ironmans no currículo.

O brasileiro irá encontrar 35 adversários na competição, número limite de participantes na prova, e todos foram convidados pela organização. O melhor tempo do Campeonato Mundial de Ultraman é do alemão Holger Spiegel, com 21h41min22, em 1998. O melhor tempo de Alexandre Ribeiro no desafio é 22h20min, obtido em 2003.

Para superar seus adversários, o brasileiro realizou em forte treino. Por semana seu volume de treino chega a 700km de ciclismo, 200km de corrida e 25km de natação. "Em um mesmo dia já cheguei a fazer treinos de mais de dez horas de ciclismo ou sete horas de corrida", revela.


Alexandre Ribeiro quer o tricampeonato no Mundial de Ultra

Triathlon · 15 nov, 2007

O triathleta Alexandre Ribeiro participa no próximo dia 23 de novembro do Campeonato Mundial de Ulrtraman. Essa é a terceira vez que o brasileiro faz a prova, realizada na ilha de Kona, no Havaí. Campeão das edições 2003 e 2005 do Mundial. Alexandre quer mais um título e garantir o tricampeonato da competição.

Todos os inscritos vão encarar um percurso de 515km sendo: 10km de natação, 145km de ciclismo e 84km de corrida. Mas cada modalidade é feita num dia, isso significa que a prova começa no dia 23/11 e termina no dia 25.

“Me sinto muito bem preparado psicológica e fisicamente e conheço o percurso e aquela ilha como a palma da minha mão. Pretendo melhorar o meu tempo e conquistar mais um título”, conta Alexandre que tem cerca de 30 ironmans no currículo.

O brasileiro irá encontrar 35 adversários na competição, número limite de participantes na prova, e todos foram convidados pela organização. O melhor tempo do Campeonato Mundial de Ultraman é do alemão Holger Spiegel, com 21h41min22, em 1998. O melhor tempo de Alexandre Ribeiro no desafio é 22h20min, obtido em 2003.

Para superar seus adversários, o brasileiro realizou em forte treino. Por semana seu volume de treino chega a 700km de ciclismo, 200km de corrida e 25km de natação. "Em um mesmo dia já cheguei a fazer treinos de mais de dez horas de ciclismo ou sete horas de corrida", revela.

Alexandre Ribeiro estará alinhado na largada domingo

Triathlon · 23 maio, 2005

A história do triathlon brasileiro confunde-se com a de Alexandre Ribeiro (Brasil Telecom / New Balance). Um dos primeiros atletas a adotar a modalidade no início da década de 80. Agora aos 39 anos, parte para mais um importante competição.

A prova escolhida é Ironman Brasil Telecom, que acontece no próximo dia 29 de maio, em Florianópolis (SC). Seria uma prova como tantas outras para o Campeão Mundial de Ultraman (em 2003), se não fosse um detalhe. Ribeiro ficou quatro semanas sem nadar, pedalar e correr em virtude de uma fratura na costela e distensões na duas virilhas. Apesar disto, estará alinhado domingo para enfrentar os 3,8Km de natação, 180Km de ciclismo e 42km de corrida.

“Infelizmente, tive muitos problemas físicos a seis semanas da prova e a minha preparação ficou muito comprometida. Por isso, não dá para fazer previsões. É uma prova muito difícil, de alto nível técnico e exige o máximo de preparação do atleta”, diz Ribeiro, que detém a melhor marca de um brasileiro no Ironman do Havaí (8h 49m 15s) e antes das contusões vinha treinando oito horas por dia, o que dava uma média de 500km de ciclismo, 100km de corrida e 15km de natação.

A organização distribuirá uma premiação total de 50 mil dólares e a largada está marcada para as 7h00, na Praia de Jurerê Internacional, com sede no Clube 12 de Agosto.


Alexandre Ribeiro estará alinhado na largada domingo

Triathlon · 23 maio, 2005

A história do triathlon brasileiro confunde-se com a de Alexandre Ribeiro (Brasil Telecom / New Balance). Um dos primeiros atletas a adotar a modalidade no início da década de 80. Agora aos 39 anos, parte para mais um importante competição.

A prova escolhida é Ironman Brasil Telecom, que acontece no próximo dia 29 de maio, em Florianópolis (SC). Seria uma prova como tantas outras para o Campeão Mundial de Ultraman (em 2003), se não fosse um detalhe. Ribeiro ficou quatro semanas sem nadar, pedalar e correr em virtude de uma fratura na costela e distensões na duas virilhas. Apesar disto, estará alinhado domingo para enfrentar os 3,8Km de natação, 180Km de ciclismo e 42km de corrida.

“Infelizmente, tive muitos problemas físicos a seis semanas da prova e a minha preparação ficou muito comprometida. Por isso, não dá para fazer previsões. É uma prova muito difícil, de alto nível técnico e exige o máximo de preparação do atleta”, diz Ribeiro, que detém a melhor marca de um brasileiro no Ironman do Havaí (8h 49m 15s) e antes das contusões vinha treinando oito horas por dia, o que dava uma média de 500km de ciclismo, 100km de corrida e 15km de natação.

A organização distribuirá uma premiação total de 50 mil dólares e a largada está marcada para as 7h00, na Praia de Jurerê Internacional, com sede no Clube 12 de Agosto.