2.000m

Bekele pretende quebrar o recorde dos 2.000m na Inglaterra

Atletismo · 01 fev, 2007

No próximo dia 17 de fevereiro acontece o Grand Prix de Norwich Union, na cidade inglesa de Birmingham, prova que pode ter quebra de recorde nos dois mil metros. Isso porque, o etíope Kenenisa Bekele, atual campeão mundial nos cinco e 10 mil metros, vai disputar a competição com o objetivo de quebrar a marca de Haile Gebrselassie. Seu compatriota estabeleceu, em 1998, a tempo de 2min52seg86.

“Estou contente com minha forma no momento, 2007 começou bem para mim no cross-country e pretendo repetir esse sucesso nas provas indoor”, comenta o atleta de 24 anos.

Outros dois atletas que estarão na competição, são Francis Obikwelu, de Portugal, e Andrey Yepishin, da Rússia, dois velocistas que ostentam no currículo dos 100m uma medalha de prata olímpica e uma no mundial indoor, respectivamente. Eles terão como rivais os atletas da casa Mark Lewis-Francis e Jason Gardener.

“Será um grande teste para os europeus”, acredita Obikwelu. “Adoro correr na Inglaterra e o Grand Prix de Birmingham será a chance de competir em uma competição de alto nível”, completa.


Bekele pretende quebrar o recorde dos 2.000m na Inglaterra

Atletismo · 01 fev, 2007

No próximo dia 17 de fevereiro acontece o Grand Prix de Norwich Union, na cidade inglesa de Birmingham, prova que pode ter quebra de recorde nos dois mil metros. Isso porque, o etíope Kenenisa Bekele, atual campeão mundial nos cinco e 10 mil metros, vai disputar a competição com o objetivo de quebrar a marca de Haile Gebrselassie. Seu compatriota estabeleceu, em 1998, a tempo de 2min52seg86.

“Estou contente com minha forma no momento, 2007 começou bem para mim no cross-country e pretendo repetir esse sucesso nas provas indoor”, comenta o atleta de 24 anos.

Outros dois atletas que estarão na competição, são Francis Obikwelu, de Portugal, e Andrey Yepishin, da Rússia, dois velocistas que ostentam no currículo dos 100m uma medalha de prata olímpica e uma no mundial indoor, respectivamente. Eles terão como rivais os atletas da casa Mark Lewis-Francis e Jason Gardener.

“Será um grande teste para os europeus”, acredita Obikwelu. “Adoro correr na Inglaterra e o Grand Prix de Birmingham será a chance de competir em uma competição de alto nível”, completa.