trofeuatletismo

Troféu Brasil Caixa de Atletismo será em São Paulo

Atletismo · 07 nov, 2003

O 23º Troféu Brasil Caixa de Atletismo será disputado em São Paulo, de 3 a 6 de junho de 2004, na moderna pista do Estádio Ícaro Castro de Melo, no Ibirapuera.

O anúncio foi feito nesta sexta-feira, 7 de novembro, pela Confederação Brasileira de Atletismo (CBAt) e pela Federação Paulista de Atletismo, depois de conversações das entidades com o secretário da Juventude, Esporte e Lazer do Estado de São Paulo, Lars Grael.

O Troféu Brasil Caixa de Atletismo será a principal competição do calendário nacional em 2004 e terá importância fundamental na definição da equipe que irá representar o Brasil nos Jogos Olímpicos de Atenas.

A competição, por sinal, foi criada em 1945 pelo Governo paulista. Em 2003, o torneio foi disputado novamente na cidade, depois de 11 anos, e marcou a inauguração da nova pista do estádio, reformada pelo Governo estadual em parceria com a BM&F.


Troféu Brasil Caixa de Atletismo será em São Paulo

Atletismo · 07 nov, 2003

O 23º Troféu Brasil Caixa de Atletismo será disputado em São Paulo, de 3 a 6 de junho de 2004, na moderna pista do Estádio Ícaro Castro de Melo, no Ibirapuera.

O anúncio foi feito nesta sexta-feira, 7 de novembro, pela Confederação Brasileira de Atletismo (CBAt) e pela Federação Paulista de Atletismo, depois de conversações das entidades com o secretário da Juventude, Esporte e Lazer do Estado de São Paulo, Lars Grael.

O Troféu Brasil Caixa de Atletismo será a principal competição do calendário nacional em 2004 e terá importância fundamental na definição da equipe que irá representar o Brasil nos Jogos Olímpicos de Atenas.

A competição, por sinal, foi criada em 1945 pelo Governo paulista. Em 2003, o torneio foi disputado novamente na cidade, depois de 11 anos, e marcou a inauguração da nova pista do estádio, reformada pelo Governo estadual em parceria com a BM&F.

Troféu Brasil de Atletismo: confira o dia final

Atletismo · 16 jun, 2003

Três índices, dois para os Jogos Pan-Americanos, sendo um deles também para o Campeonato Mundial, um recorde brasileiro igualado e dois da competição quebrados. Esse foi o saldo deste domingo, o último dia do Troféu Brasil Caixa de Atletismo, que teve o encerramento no Estádio Ícaro de Castro Mello, no Ibirapuera. Os maiores destaques foram os velocistas Edson Luciano, medalha de prata olímpica no revezamento 4 x 100 metros, e Jarbas Mascarenhas Júnior. Os dois marcaram, respectivamente, 10s20 e 10s21 nos 100 m rasos.

“Tudo ficou ainda mais difícil, pois acabei queimando a primeira largada e larguei muito mal na que valeu. Tive muita fé em Deus e acreditei que superaria todas as dificuldades”, disse Edson que, além dos adversários, teve de superar forte gripe.

Com 22 anos, Jarbas Mascarenhas Júnior, revelado no projeto olímpico da Mangueira, no Rio de Janeiro, representará o Brasil nos Jogos Pan-Americanos, que serão disputados no próximo mês de agosto na República Dominicana.

“Há três anos, minha melhor marca era 10seg40. Mudei para São Paulo em fevereiro deste ano e, desde então, tenho melhorado a cada dia”. Jarbas jogava futebol em um time do bairro de Jacarepaguá e começou no atletismo aos nove anos.

No salto em altura masculino, Jessé Farias de Lima e Fabrício Romero terminaram empatados com a mesma marca (2m27), mas a vitória ficou com Jessé que obteve o resultado numa tentativa anterior. O recorde brasileiro que continua a ser 2m27, já pertencia aos dois primeiros colocados.

“Não sabia que estava tão bem, pois venho de uma lesão no tendão. Salto em altura é assim mesmo, de repente a gente encaixa um bom salto e consegue boa marca mesmo sem esperar. Até o Pan posso melhorar este recorde brasileiro ainda nesta temporada”, disse Jessé.

Elisângela Adriano venceu pela 13ª vez consecutiva o arremesso do peso. A diferença para a segunda colocada (18m56 contra 15m71) comprova a vantagem de Elisângela na prova. No sábado ela também venceu o lançamento de disco.

Eronildes Araújo foi outro a ganhar pela 13a vez um título no Troféu Brasil: ele fez 49s40 nos 400m com barreiras, alcançou o índice B para o Mundial e agora tem grandes esperanças de chegar a 49s20 e ir também ao Pan.

Resultados do último dia do Troféu Brasil Caixa de Atletismo:

400m com barreiras Feminino 1) Lucimar Teodoro (Unoeste/BR Telecom), 56s28; 2) Raquel Martins da Costa (Arpoador), 57s83 e 3) Isabel Rocha Silva (BM&F Atletismo), 57s88.

Salto em altura Masculino Jessé Farias de Lima (BM&F Atletismo), 2m27; 2) Fabrício Azevedo Romero (Sogipa), 2m27 e 3) Fábio Resende Baptista (BM&F Atletismo), 2m14.

Lançamento do dardo Masculino 1) Luiz Fernando da Silva (BM&F Atletismo), 77m16; 2) Júlio César de Oliveira, (BM&F Atletismo), 72m52 e 3) Volmir Casagrande Zilli (Concórdia), 68m.

400m com barreiras Masculino 1)Eronildes Nunes de Araújo (Unoeste/BR Telecom), 49s40; 2) Cleverson Oliveira da Silva (BM&F Atletismo), 49s90 e 3) Tiago Florêncio Bueno (BM&F Atletismo), 50s04.

800m rasos Feminino 1) Luciana de Paula Mendes (BM&F Atletismo), 2m03s31; 2) Christiane Ritz dos Santos (SC Ulbra), 2m03s71 e 3) Juliana Paula de Azevedo (BM&F Atletismo), 2m03s96.

Salto em distância Feminino 1) Maurren Maggi (BM&F Atletismo), 6m75; 2) Keila da Silva Costa (S.Dumont), 6m52 e 3) Luciana Alves dos Santos (ASA), 6m34.

800m rasos Masculino 1) Osmar Barbosa dos Santos (Pará Clube), 1m45s94; 2) Fabiano Peçanha (Unisc), 1m46s20 e 3) Márcio Wandré de Oliveira (ABC), 1m47s80.

100m rasos Feminino 1) Lucimar Aparecida de Moura (BM&F Atletismo), 11m57; 2) Renata Vilela Sampaio (Unoeste/BR Telecom), 11m66 e 3) Thatiana Regina Ignácio (BM&F Atletismo), 11m71.

Arremesso do peso Feminino 1) Elisângela Maria Adriano (BM&F Atletismo), 18m56; 2) Andréa Maria Pereira (Unoeste/BR Telecom), 15m71 e 3) Juliana Aparecida Pedroso (AA Guaru), 14m36.

100m rasos Masculino 1) Edson Luciano Ribeiro (Unoeste/BR Telecom), 10s20; 2) Jarbas Mascarenhas Júnior (BM&F Atletismo), 10s21 e 3) Vicente Lenílson de Lima (Unoeste/BR Telecom), 10s28.

Revezamento 4x400m rasos Feminino 1) Aretusa Moreira/Lucimar Teodoro/Josiane Tito/Luciana Franca (Unoeste/BR Telecom),
3m31s37; 2) Rosemar Coelho Neto/Luciana Mendes/Maria Almirão/Isabel Silva (BM&F Atletismo), 3m33s02 e 3) Lorena de Oliveira/Amanda Dias/ Raquel da Costa/Ana Paula Pereira (Arpoador), 3m35s77.

Revezamento 4x400m rasos Masculino 1) Anderson Santos/Eronildes Araújo/João dos Santos/Claudinei Quirino (Unoeste/BR Telecom), 3m05s45; 2) Wagner Souza/Thiago Chyaromont/Flávio Godoy/Sanderson Santos (Arpoador), 3m05s53 e 3) Luiz Elói/Valdinei da Silva/Kedson Procópio/ Luciano de Melo (BM&F Atletismo), 3m09s51.

Troféu Brasil Caixa de Atletismo é uma realização da CBAt e da Federação aulista de Atletismo, com patrocínio da Caixa Econômica Federal e apoio do Governo do Etado de São Paulo.


Troféu Brasil de Atletismo: confira o dia final

Atletismo · 16 jun, 2003

Três índices, dois para os Jogos Pan-Americanos, sendo um deles também para o Campeonato Mundial, um recorde brasileiro igualado e dois da competição quebrados. Esse foi o saldo deste domingo, o último dia do Troféu Brasil Caixa de Atletismo, que teve o encerramento no Estádio Ícaro de Castro Mello, no Ibirapuera. Os maiores destaques foram os velocistas Edson Luciano, medalha de prata olímpica no revezamento 4 x 100 metros, e Jarbas Mascarenhas Júnior. Os dois marcaram, respectivamente, 10s20 e 10s21 nos 100 m rasos.

“Tudo ficou ainda mais difícil, pois acabei queimando a primeira largada e larguei muito mal na que valeu. Tive muita fé em Deus e acreditei que superaria todas as dificuldades”, disse Edson que, além dos adversários, teve de superar forte gripe.

Com 22 anos, Jarbas Mascarenhas Júnior, revelado no projeto olímpico da Mangueira, no Rio de Janeiro, representará o Brasil nos Jogos Pan-Americanos, que serão disputados no próximo mês de agosto na República Dominicana.

“Há três anos, minha melhor marca era 10seg40. Mudei para São Paulo em fevereiro deste ano e, desde então, tenho melhorado a cada dia”. Jarbas jogava futebol em um time do bairro de Jacarepaguá e começou no atletismo aos nove anos.

No salto em altura masculino, Jessé Farias de Lima e Fabrício Romero terminaram empatados com a mesma marca (2m27), mas a vitória ficou com Jessé que obteve o resultado numa tentativa anterior. O recorde brasileiro que continua a ser 2m27, já pertencia aos dois primeiros colocados.

“Não sabia que estava tão bem, pois venho de uma lesão no tendão. Salto em altura é assim mesmo, de repente a gente encaixa um bom salto e consegue boa marca mesmo sem esperar. Até o Pan posso melhorar este recorde brasileiro ainda nesta temporada”, disse Jessé.

Elisângela Adriano venceu pela 13ª vez consecutiva o arremesso do peso. A diferença para a segunda colocada (18m56 contra 15m71) comprova a vantagem de Elisângela na prova. No sábado ela também venceu o lançamento de disco.

Eronildes Araújo foi outro a ganhar pela 13a vez um título no Troféu Brasil: ele fez 49s40 nos 400m com barreiras, alcançou o índice B para o Mundial e agora tem grandes esperanças de chegar a 49s20 e ir também ao Pan.

Resultados do último dia do Troféu Brasil Caixa de Atletismo:

400m com barreiras Feminino 1) Lucimar Teodoro (Unoeste/BR Telecom), 56s28; 2) Raquel Martins da Costa (Arpoador), 57s83 e 3) Isabel Rocha Silva (BM&F Atletismo), 57s88.

Salto em altura Masculino Jessé Farias de Lima (BM&F Atletismo), 2m27; 2) Fabrício Azevedo Romero (Sogipa), 2m27 e 3) Fábio Resende Baptista (BM&F Atletismo), 2m14.

Lançamento do dardo Masculino 1) Luiz Fernando da Silva (BM&F Atletismo), 77m16; 2) Júlio César de Oliveira, (BM&F Atletismo), 72m52 e 3) Volmir Casagrande Zilli (Concórdia), 68m.

400m com barreiras Masculino 1)Eronildes Nunes de Araújo (Unoeste/BR Telecom), 49s40; 2) Cleverson Oliveira da Silva (BM&F Atletismo), 49s90 e 3) Tiago Florêncio Bueno (BM&F Atletismo), 50s04.

800m rasos Feminino 1) Luciana de Paula Mendes (BM&F Atletismo), 2m03s31; 2) Christiane Ritz dos Santos (SC Ulbra), 2m03s71 e 3) Juliana Paula de Azevedo (BM&F Atletismo), 2m03s96.

Salto em distância Feminino 1) Maurren Maggi (BM&F Atletismo), 6m75; 2) Keila da Silva Costa (S.Dumont), 6m52 e 3) Luciana Alves dos Santos (ASA), 6m34.

800m rasos Masculino 1) Osmar Barbosa dos Santos (Pará Clube), 1m45s94; 2) Fabiano Peçanha (Unisc), 1m46s20 e 3) Márcio Wandré de Oliveira (ABC), 1m47s80.

100m rasos Feminino 1) Lucimar Aparecida de Moura (BM&F Atletismo), 11m57; 2) Renata Vilela Sampaio (Unoeste/BR Telecom), 11m66 e 3) Thatiana Regina Ignácio (BM&F Atletismo), 11m71.

Arremesso do peso Feminino 1) Elisângela Maria Adriano (BM&F Atletismo), 18m56; 2) Andréa Maria Pereira (Unoeste/BR Telecom), 15m71 e 3) Juliana Aparecida Pedroso (AA Guaru), 14m36.

100m rasos Masculino 1) Edson Luciano Ribeiro (Unoeste/BR Telecom), 10s20; 2) Jarbas Mascarenhas Júnior (BM&F Atletismo), 10s21 e 3) Vicente Lenílson de Lima (Unoeste/BR Telecom), 10s28.

Revezamento 4x400m rasos Feminino 1) Aretusa Moreira/Lucimar Teodoro/Josiane Tito/Luciana Franca (Unoeste/BR Telecom),
3m31s37; 2) Rosemar Coelho Neto/Luciana Mendes/Maria Almirão/Isabel Silva (BM&F Atletismo), 3m33s02 e 3) Lorena de Oliveira/Amanda Dias/ Raquel da Costa/Ana Paula Pereira (Arpoador), 3m35s77.

Revezamento 4x400m rasos Masculino 1) Anderson Santos/Eronildes Araújo/João dos Santos/Claudinei Quirino (Unoeste/BR Telecom), 3m05s45; 2) Wagner Souza/Thiago Chyaromont/Flávio Godoy/Sanderson Santos (Arpoador), 3m05s53 e 3) Luiz Elói/Valdinei da Silva/Kedson Procópio/ Luciano de Melo (BM&F Atletismo), 3m09s51.

Troféu Brasil Caixa de Atletismo é uma realização da CBAt e da Federação aulista de Atletismo, com patrocínio da Caixa Econômica Federal e apoio do Governo do Etado de São Paulo.

Troféu Brasil de Atletismo: confira o 3° dia

Atletismo · 15 jun, 2003

O meio-fundista Osmar Barbosa dos Santos obteve índice para o Mundial de Atletismo em Paris e para os Jogos Pan-Americanos de Santo Domingo. Na tarde deste sábado, no Troféu Brasil Caixa de Atletismo, o atleta do Pará Clube fez a prova em 1m45s35 e garantiu vaga nas duas importantes competições. O tempo estabelecido pela Confederação Brasileira de Atletismo (CBAt) era de 1m45s50.

“Estava pronto para fazer o índice”, disse Osmar. “Já havia vencido três provas na Europa e o melhor resultado tinha sido na Alemanha, com 1m45s51. Quero correr forte de novo amanhã (domingo) e no Pan fazer abaixo de 1m45s00”, explicou o corredor, que mora em Marília, no interior de São Paulo, e já foi bóia-fria. Aos 34 anos, Osmar diz estar no melhor momento da carreira.

“Já estava bem em 2000, quando fiz meu melhor tempo pessoal (1m44s85, no Rio de Janeiro). Agora, acho que posso conseguir novamente e quem sabe subir no pódio no Pan”, disse o atleta.

Osmar treina em pista de terra, em Marília, e garante que isto não o prejudica.

“Quando tomo um tempo de um treinamento lá, sei que posso fazer melhor depois, numa pista como esta, do Ibirapuera”, afirmou. Ele lembrou que ficou três anos nos Estados Unidos, até 1999, e não conseguiu, à época, melhorar seus resultados.

“Tinha as melhores pistas e um bom treinador, mas só consegui baixar de 1m45s00 quando voltei para Marília. Isto depende de cada atleta. Prefiro morar lá, com minha família”, disse.

No salto em altura feminino a vitória ficou com Luciane Dambacher, com 1m81, que veio participar do Troféu Brasil já com o índice para os Jogos Pan-Americanos.

“O Troféu Brasil é a competição mais importante do país, vim tranqüila, pois já tenho o índice para o Pan. Participar de competições assim é fundamental, pois servem como treinamento para o Pan de Santo Domingo”.

Em 1999, nos Jogos Pan-Americanos de Winnipeg, Luciane conquistou a medalhe de bronze, mas como a segunda colocada foi pega no exame antidoping, a brasileira ficou com a prata.

“Meu objetivo neste ano é defender minha medalha. Vou saltar pelo ouro, quero conseguir saltar entre 1m90 e 1m92, acredito que com estas marcas posso ganhar”, disse a vencedora do salto em altura do Troféu Brasil.

Elisângela Adriano conseguiu a marca de 58m97 e venceu o lançamento do disco. Neste domingo ela participa do arremesso do peso em busca da 13ª vitória no Troféu Brasil.

“Poderia ter ido bem melhor no disco, mas perdi os três primeiros lançamentos. Foram simplesmente horrorosos. Depois, ainda consegui me recuperar, mas na minha cabeça queria lançar 61 metros”.

No salto triplo masculino, Jadel Gregório confirmou favoritismo e venceu com salto de 17m05.

“Poderia ter sido melhor, pois ainda estou um pouco cansado da viagem que fiz da Europa para o Brasil e também por ter disputado o salto em distância. No Sul-Americano da Venezuela só vou no triplo, pois neste ano quero chegar à meta de 17m50.

Resultados deste sábado:

Lançamento do disco feminino Elisângela Adriano (BM&F Atletismo), 58m97; 2) Renata de Figueiredo (BM&F Atletismo), 48m60 e 3) Juliana Pedroso (AA Guaru), 48m38.

Salto em altura feminino: 1) Luciane Dambacher (Sogipa), 1m81; 2) Mônica de Freitas (Adeblu), 1m79 e 3) Eliana da Silva (BM&F Atletismo), 1m76.

Arremesso de peso masculino: 1) Daniel Freire (BM&F Atletismo), 17m35; 2) Mateus Monari (BM&F Atletismo), 16m96 e 3) Marcelo Moreira (Brasil FC), 16m71.

Salto triplo masculino: 1) Jadel Gregório (BM&F Atletismo), 17m05; 2)
Anisio Souza Silva, 17m00 e 3) Leonardo Elisiário dos Santos (Ulbra), 16m58.

5.000 metros rasos masculino: 1) Marilson dos Santos (BM&F Atletismo), 13m48s52; 2) Elenilson dos Santos (Maringá), 14m00s59 e 3) Daniel Ferreira (CBAt), 14m05s76.

5.000 metros rasos feminino: 1) Maria Cristina Rodrigues (BM&F Atletismo),16m13s85; 2) Ednalva Lauriano (Greco-PB), 16m17s95 e 3) Lucélia de Oliveira (CBAt), 16m33s88.

O Troféu Brasil CAIXA de Atletismo é uma realização da CBAt e da Federação Paulista de Atletismo, com patrocínio da Caixa Econômica Federal e apoio do Governo do Estado de São Paulo.


Troféu Brasil de Atletismo: confira o 3° dia

Atletismo · 15 jun, 2003

O meio-fundista Osmar Barbosa dos Santos obteve índice para o Mundial de Atletismo em Paris e para os Jogos Pan-Americanos de Santo Domingo. Na tarde deste sábado, no Troféu Brasil Caixa de Atletismo, o atleta do Pará Clube fez a prova em 1m45s35 e garantiu vaga nas duas importantes competições. O tempo estabelecido pela Confederação Brasileira de Atletismo (CBAt) era de 1m45s50.

“Estava pronto para fazer o índice”, disse Osmar. “Já havia vencido três provas na Europa e o melhor resultado tinha sido na Alemanha, com 1m45s51. Quero correr forte de novo amanhã (domingo) e no Pan fazer abaixo de 1m45s00”, explicou o corredor, que mora em Marília, no interior de São Paulo, e já foi bóia-fria. Aos 34 anos, Osmar diz estar no melhor momento da carreira.

“Já estava bem em 2000, quando fiz meu melhor tempo pessoal (1m44s85, no Rio de Janeiro). Agora, acho que posso conseguir novamente e quem sabe subir no pódio no Pan”, disse o atleta.

Osmar treina em pista de terra, em Marília, e garante que isto não o prejudica.

“Quando tomo um tempo de um treinamento lá, sei que posso fazer melhor depois, numa pista como esta, do Ibirapuera”, afirmou. Ele lembrou que ficou três anos nos Estados Unidos, até 1999, e não conseguiu, à época, melhorar seus resultados.

“Tinha as melhores pistas e um bom treinador, mas só consegui baixar de 1m45s00 quando voltei para Marília. Isto depende de cada atleta. Prefiro morar lá, com minha família”, disse.

No salto em altura feminino a vitória ficou com Luciane Dambacher, com 1m81, que veio participar do Troféu Brasil já com o índice para os Jogos Pan-Americanos.

“O Troféu Brasil é a competição mais importante do país, vim tranqüila, pois já tenho o índice para o Pan. Participar de competições assim é fundamental, pois servem como treinamento para o Pan de Santo Domingo”.

Em 1999, nos Jogos Pan-Americanos de Winnipeg, Luciane conquistou a medalhe de bronze, mas como a segunda colocada foi pega no exame antidoping, a brasileira ficou com a prata.

“Meu objetivo neste ano é defender minha medalha. Vou saltar pelo ouro, quero conseguir saltar entre 1m90 e 1m92, acredito que com estas marcas posso ganhar”, disse a vencedora do salto em altura do Troféu Brasil.

Elisângela Adriano conseguiu a marca de 58m97 e venceu o lançamento do disco. Neste domingo ela participa do arremesso do peso em busca da 13ª vitória no Troféu Brasil.

“Poderia ter ido bem melhor no disco, mas perdi os três primeiros lançamentos. Foram simplesmente horrorosos. Depois, ainda consegui me recuperar, mas na minha cabeça queria lançar 61 metros”.

No salto triplo masculino, Jadel Gregório confirmou favoritismo e venceu com salto de 17m05.

“Poderia ter sido melhor, pois ainda estou um pouco cansado da viagem que fiz da Europa para o Brasil e também por ter disputado o salto em distância. No Sul-Americano da Venezuela só vou no triplo, pois neste ano quero chegar à meta de 17m50.

Resultados deste sábado:

Lançamento do disco feminino Elisângela Adriano (BM&F Atletismo), 58m97; 2) Renata de Figueiredo (BM&F Atletismo), 48m60 e 3) Juliana Pedroso (AA Guaru), 48m38.

Salto em altura feminino: 1) Luciane Dambacher (Sogipa), 1m81; 2) Mônica de Freitas (Adeblu), 1m79 e 3) Eliana da Silva (BM&F Atletismo), 1m76.

Arremesso de peso masculino: 1) Daniel Freire (BM&F Atletismo), 17m35; 2) Mateus Monari (BM&F Atletismo), 16m96 e 3) Marcelo Moreira (Brasil FC), 16m71.

Salto triplo masculino: 1) Jadel Gregório (BM&F Atletismo), 17m05; 2)
Anisio Souza Silva, 17m00 e 3) Leonardo Elisiário dos Santos (Ulbra), 16m58.

5.000 metros rasos masculino: 1) Marilson dos Santos (BM&F Atletismo), 13m48s52; 2) Elenilson dos Santos (Maringá), 14m00s59 e 3) Daniel Ferreira (CBAt), 14m05s76.

5.000 metros rasos feminino: 1) Maria Cristina Rodrigues (BM&F Atletismo),16m13s85; 2) Ednalva Lauriano (Greco-PB), 16m17s95 e 3) Lucélia de Oliveira (CBAt), 16m33s88.

O Troféu Brasil CAIXA de Atletismo é uma realização da CBAt e da Federação Paulista de Atletismo, com patrocínio da Caixa Econômica Federal e apoio do Governo do Estado de São Paulo.

Troféu Brasil de Atletismo: confira o 2° dia

Atletismo · 14 jun, 2003

A BM&F Atletismo ampliou a vantagem na liderança na classificação geral do Troféu Brasil Caixa de Atletismo, após o segundo dia de disputas da competição, no Conjunto Desportivo do Ibirapuera, em São Paulo. A equipe paulista, atual campeã, soma agora 399 pontos, 220 a mais do que a Unoeste/Brasil Telecom, segunda colocada.

“Tivemos alguns problemas, como a desqualificação da equipe masculina no revezamento 4 x 100 metros rasos, mas compensamos com bons resultados em outras provas”, comenta o dirigente da equipe, Sérgio Coutinho Nogueira, ex-presidente da Federação Paulista de Atletismo. “Conseguimos várias dobradinhas e o recorde do troféu no revezamento 4 x 100 metros feminino.”

Resultados do segundo dia de competições do Troféu Brasil:

20 km em marcha atlética: 1) Sergio Galdino (BM&F Atletismo), 1h23min51s56; 2) José Alessandro Bagio (Timbó), 1h25min04s36; 3) Rafael dos Anjos Duarte (Caso),1h27min58s86.

400 metros rasos masculino: 1) Anderson dos Santos (Unoeste/BR Telecom), 45s69; 2) Luís Eduardo Ambrosio (Assem), 46s02 e 3) Flávio de Oliveira Godoy (Arpoador), 46s03.

400 metros rasos feminino: 1) Geisa Coutinho (Vasco da Gama), 51s55; 2) Lucimar Teodoro (Unoeste/BR Telecom), 52s07 e 3) Josiane Tito (Unoeste/BR Telecom), 52s30.

1.500 metros rasos masculino: 1) Fabiano Peçanha (Unisc), 3m40s29; 2) Hudson de Souza (Unoeste/BR Telecom), 3m42s18 e 3) Cleyton Aguiar (AABB Londrina), 3m50s80.

1.500 metros rasos feminino: 1) Juliana de Azevedo (BM&F Atletismo) 4m19s16; 2) Luciana de Paula (CBAt), 4m20s81 e 3) Ana Cláudia Brito (BM&F Atletismo), 4m20s82.

Salto triplo feminino: 1) Keila Costa (S. Dumont), 13m68; 2) Luciana Alves (Asa), 13m45 e 3) Maria Aparecida Barbosa (BM&F Atletismo), 13m06.

Lançamento de dardo feminino: 1) Alessandra Nobre (BM&F Atletismo), 53m06; 2) Carla Maria Bispo (BM&F Atletismo), 52m86 e 3)Silvia Aparecida de Oliveira (AA Guaru), 50m18.

Salto com vara masculino: 1) Gustavo Redher (BM&F Atletismo), 5m20; 2) Fábio Gomes da Silva (BM&F Atletismo), 5m10 e 3) Henrique Camargo Martins (EC Pinheiros), 5m10.

Revezamento 4 x 100m masculino: 1) André Domingos, Claudinei Quirino, Edson Luciano e Fábio Gonçalves (Unoeste/BR Telecom), 38s77 (recorde do Troféu Brasil); 2) Nilson de Oliveira, Marcelo Brivilati, Wagner dos Santos e Walmes Rangel (Arpoador), 40s00 e 3) Jair da Costa, Victor Fernandes, Rodrigo Palladino e Geraldo Maranhão (AA Guaru), 40s72.


Troféu Brasil de Atletismo: confira o 2° dia

Atletismo · 14 jun, 2003

A BM&F Atletismo ampliou a vantagem na liderança na classificação geral do Troféu Brasil Caixa de Atletismo, após o segundo dia de disputas da competição, no Conjunto Desportivo do Ibirapuera, em São Paulo. A equipe paulista, atual campeã, soma agora 399 pontos, 220 a mais do que a Unoeste/Brasil Telecom, segunda colocada.

“Tivemos alguns problemas, como a desqualificação da equipe masculina no revezamento 4 x 100 metros rasos, mas compensamos com bons resultados em outras provas”, comenta o dirigente da equipe, Sérgio Coutinho Nogueira, ex-presidente da Federação Paulista de Atletismo. “Conseguimos várias dobradinhas e o recorde do troféu no revezamento 4 x 100 metros feminino.”

Resultados do segundo dia de competições do Troféu Brasil:

20 km em marcha atlética: 1) Sergio Galdino (BM&F Atletismo), 1h23min51s56; 2) José Alessandro Bagio (Timbó), 1h25min04s36; 3) Rafael dos Anjos Duarte (Caso),1h27min58s86.

400 metros rasos masculino: 1) Anderson dos Santos (Unoeste/BR Telecom), 45s69; 2) Luís Eduardo Ambrosio (Assem), 46s02 e 3) Flávio de Oliveira Godoy (Arpoador), 46s03.

400 metros rasos feminino: 1) Geisa Coutinho (Vasco da Gama), 51s55; 2) Lucimar Teodoro (Unoeste/BR Telecom), 52s07 e 3) Josiane Tito (Unoeste/BR Telecom), 52s30.

1.500 metros rasos masculino: 1) Fabiano Peçanha (Unisc), 3m40s29; 2) Hudson de Souza (Unoeste/BR Telecom), 3m42s18 e 3) Cleyton Aguiar (AABB Londrina), 3m50s80.

1.500 metros rasos feminino: 1) Juliana de Azevedo (BM&F Atletismo) 4m19s16; 2) Luciana de Paula (CBAt), 4m20s81 e 3) Ana Cláudia Brito (BM&F Atletismo), 4m20s82.

Salto triplo feminino: 1) Keila Costa (S. Dumont), 13m68; 2) Luciana Alves (Asa), 13m45 e 3) Maria Aparecida Barbosa (BM&F Atletismo), 13m06.

Lançamento de dardo feminino: 1) Alessandra Nobre (BM&F Atletismo), 53m06; 2) Carla Maria Bispo (BM&F Atletismo), 52m86 e 3)Silvia Aparecida de Oliveira (AA Guaru), 50m18.

Salto com vara masculino: 1) Gustavo Redher (BM&F Atletismo), 5m20; 2) Fábio Gomes da Silva (BM&F Atletismo), 5m10 e 3) Henrique Camargo Martins (EC Pinheiros), 5m10.

Revezamento 4 x 100m masculino: 1) André Domingos, Claudinei Quirino, Edson Luciano e Fábio Gonçalves (Unoeste/BR Telecom), 38s77 (recorde do Troféu Brasil); 2) Nilson de Oliveira, Marcelo Brivilati, Wagner dos Santos e Walmes Rangel (Arpoador), 40s00 e 3) Jair da Costa, Victor Fernandes, Rodrigo Palladino e Geraldo Maranhão (AA Guaru), 40s72.

Ednalva vence os 10.000m do Troféu Brasil

Atletismo · 13 jun, 2003

No encerramento do primeiro dia do Troféu Brasil CAIXA de Atletismo, a fundista Ednalva Laureano da Silva venceu os 10 mil metros rasos. Pretinha, como é conhecida, completou a prova em 33s58s91. No salto em distância, vitória do australiano John Thornell, que fez 7m99. Como ele disputou a competição como convidado, os pontos pelo primeiro lugar ficaram para Thiago Carahyba, que com um salto de 7m90 terminou em segundo lugar.

“Esta foi a primeira vez que disputei o Troféu Brasil e estou muito feliz com a vitória. A primeira vez a gente nunca esquece e, de verdade, me sinto muito importante por ter conquistado a medalha de ouro no Troféu Brasil”, disse Ednalva, que nasceu e treina em Campina Grande, na Paraíba.

No encerramento do primeiro dia do Troféu Brasil CAIXA de Atletismo, a fundista Ednalva Laureano da Silva venceu os 10 mil metros rasos. Pretinha, como é conhecida, completou a prova em 33s58s91. No salto em distância, vitória do australiano John Thornell, que fez 7m99. Como ele disputou a competição como convidado, os pontos pelo primeiro lugar ficaram para Thiago Carahyba, que com um salto de 7m90 terminou em segundo lugar.

“Esta foi a primeira vez que disputei o Troféu Brasil e estou muito feliz com a vitória. A primeira vez a gente nunca esquece e, de verdade, me sinto muito importante por ter conquistado a medalha de ouro no Troféu Brasil”, disse Ednalva, que nasceu e treina em Campina Grande, na Paraíba.


Ednalva vence os 10.000m do Troféu Brasil

Atletismo · 13 jun, 2003

No encerramento do primeiro dia do Troféu Brasil CAIXA de Atletismo, a fundista Ednalva Laureano da Silva venceu os 10 mil metros rasos. Pretinha, como é conhecida, completou a prova em 33s58s91. No salto em distância, vitória do australiano John Thornell, que fez 7m99. Como ele disputou a competição como convidado, os pontos pelo primeiro lugar ficaram para Thiago Carahyba, que com um salto de 7m90 terminou em segundo lugar.

“Esta foi a primeira vez que disputei o Troféu Brasil e estou muito feliz com a vitória. A primeira vez a gente nunca esquece e, de verdade, me sinto muito importante por ter conquistado a medalha de ouro no Troféu Brasil”, disse Ednalva, que nasceu e treina em Campina Grande, na Paraíba.

No encerramento do primeiro dia do Troféu Brasil CAIXA de Atletismo, a fundista Ednalva Laureano da Silva venceu os 10 mil metros rasos. Pretinha, como é conhecida, completou a prova em 33s58s91. No salto em distância, vitória do australiano John Thornell, que fez 7m99. Como ele disputou a competição como convidado, os pontos pelo primeiro lugar ficaram para Thiago Carahyba, que com um salto de 7m90 terminou em segundo lugar.

“Esta foi a primeira vez que disputei o Troféu Brasil e estou muito feliz com a vitória. A primeira vez a gente nunca esquece e, de verdade, me sinto muito importante por ter conquistado a medalha de ouro no Troféu Brasil”, disse Ednalva, que nasceu e treina em Campina Grande, na Paraíba.

Nova pista de atletismo é entregue no Ibirapuera

Atletismo · 11 jun, 2003

A Bolsa de Mercadorias e Futuros (BM&F) entregou nesta quarta-feira a nova pista de atletismo do Estádio Ícaro de Castro Mello, no Conjunto Desportivo Constâncio Vaz Guimarães, no Ibirapuera. A pista é a primeira da América do Sul certificada como classe 1 pela Associação Internacional das Federações de Atletismo (IAAF). Ela será inaugurada com a disputa do Troféu Brasil Caixa de Atletismo, que volta a São Paulo depois de 11 anos de ausência. A competição será realizada de quinta-feira a domingo.

O certificado classe 1 impõe uma série de padrões de qualidade e é uma exigência da IAAF para o país organizar competições internacionais de alto nível. Existem apenas outras 17 pistas iguais a essa no mundo, duas nas Américas (uma em Edmonton, no Canadá, e outra em Kingston, na Jamaica).

"A reforma da pista é uma conseqüência de nosso projeto esportivo, da formação de nosso clube. Fizemos uma consulta aos atletas e técnicos da equipe e eles quiseram uma pista para treinar em São Paulo", explica o presidente da BM&F, Manoel Felix Cintra Neto. "E agora estamos devolvendo a pista para São Paulo, totalmente reformada."

O secretário da Juventude, Esportes e Lazer do Estado de São Paulo, Lars Grael, agradeceu o apoio da BM&F na reforma da pista. "Sou um velejador, mas tenho consciência de que o espírito olímpico nasce no atletismo. Tenho muito orgulho de ter ajudado a trazer o Troféu Brasil de volta para São Paulo. E para isso a nova pista foi fundamental."

O patrono da BM&F Atletismo, o campeão olímpico Joaquim Cruz, viu um sonho eealizado. "Os brasileiros terão finalmente uma pista excelente, de primeiro mundo", comenta o ganhador da medalha de ouro nos 800 metros rasos dos Jogos de Los Angeles, em 1984. "Era uma carência de nosso esporte."

O produto usado na reforma (Sportflex super x performance) é o mesmo que foi utilizado nas pistas dos estádios olímpicos de Barcelona, Atlanta e Sydney. São mantas pré-fabricadas de borracha natural que proporcionam resistência e durabilidade.

Por decisão da Secretaria Estadual da Juventude, Esportes e Lazer, a qual o Conjunto Desportivo do Ibirapuera está subordinado, as novas instalações serão utilizadas como um Centro de Excelência de Atletismo. O estádio não será mais utilizado para jogos de futebol ou palco de espetáculos artísticos.


Nova pista de atletismo é entregue no Ibirapuera

Atletismo · 11 jun, 2003

A Bolsa de Mercadorias e Futuros (BM&F) entregou nesta quarta-feira a nova pista de atletismo do Estádio Ícaro de Castro Mello, no Conjunto Desportivo Constâncio Vaz Guimarães, no Ibirapuera. A pista é a primeira da América do Sul certificada como classe 1 pela Associação Internacional das Federações de Atletismo (IAAF). Ela será inaugurada com a disputa do Troféu Brasil Caixa de Atletismo, que volta a São Paulo depois de 11 anos de ausência. A competição será realizada de quinta-feira a domingo.

O certificado classe 1 impõe uma série de padrões de qualidade e é uma exigência da IAAF para o país organizar competições internacionais de alto nível. Existem apenas outras 17 pistas iguais a essa no mundo, duas nas Américas (uma em Edmonton, no Canadá, e outra em Kingston, na Jamaica).

"A reforma da pista é uma conseqüência de nosso projeto esportivo, da formação de nosso clube. Fizemos uma consulta aos atletas e técnicos da equipe e eles quiseram uma pista para treinar em São Paulo", explica o presidente da BM&F, Manoel Felix Cintra Neto. "E agora estamos devolvendo a pista para São Paulo, totalmente reformada."

O secretário da Juventude, Esportes e Lazer do Estado de São Paulo, Lars Grael, agradeceu o apoio da BM&F na reforma da pista. "Sou um velejador, mas tenho consciência de que o espírito olímpico nasce no atletismo. Tenho muito orgulho de ter ajudado a trazer o Troféu Brasil de volta para São Paulo. E para isso a nova pista foi fundamental."

O patrono da BM&F Atletismo, o campeão olímpico Joaquim Cruz, viu um sonho eealizado. "Os brasileiros terão finalmente uma pista excelente, de primeiro mundo", comenta o ganhador da medalha de ouro nos 800 metros rasos dos Jogos de Los Angeles, em 1984. "Era uma carência de nosso esporte."

O produto usado na reforma (Sportflex super x performance) é o mesmo que foi utilizado nas pistas dos estádios olímpicos de Barcelona, Atlanta e Sydney. São mantas pré-fabricadas de borracha natural que proporcionam resistência e durabilidade.

Por decisão da Secretaria Estadual da Juventude, Esportes e Lazer, a qual o Conjunto Desportivo do Ibirapuera está subordinado, as novas instalações serão utilizadas como um Centro de Excelência de Atletismo. O estádio não será mais utilizado para jogos de futebol ou palco de espetáculos artísticos.

Solenidade marca a abertura do Troféu Brasil Caixa de Atletismo

Atletismo · 10 jun, 2003

Com a presença de dirigentes, patrocinadores, ex-atletas e políticos, aconteceu hoje pela manhã em São Paulo (SP), o lançamento oficial da 22ª edição do Troféu Brasil Caixa de Atletismo que terá suas provas realizadas entre os dias 12 e 15 de junho.

Na ocasião, discursaram o presidente da Confederação Brasileira de Atletismo (CBAt), Roberto Gesta de Melo, o secretário estadual de esportes, Lars Grael e o superintendente da Caixa Econômica Federal em São Paulo, Augusto Bandeira Vargas.

"Vamos fazer o Brasil ser o país do atletismo até 2007", disse o presidente da CBAt, Roberto Gesta de Melo. "Queremos abrigar outras competições além dos Jogos Pan-Americanos em 2007. Um grande passo foi dado com a reforma da pista do Ibirapuera, que recebeu o certificado número 1 de qualidade da federação Internacional de Atletismo (IAAF)", disse Gesta.

Bandeira Vargas, salientou que o contrato recém assinado entre a Caixa e a CBAt, que vigora até o ano de 2007, tem suma importância para a instituição. “Esse patrocínio se enquadra na missão social que a Caixa possui, pois é um instrumento de inclusão social para pessoas menos favorecidas.”

O evento contou também com a presença de ex-atletas como o velocista Robson Caetano e triplista Nelson Prudêncio.


Solenidade marca a abertura do Troféu Brasil Caixa de Atletismo

Atletismo · 10 jun, 2003

Com a presença de dirigentes, patrocinadores, ex-atletas e políticos, aconteceu hoje pela manhã em São Paulo (SP), o lançamento oficial da 22ª edição do Troféu Brasil Caixa de Atletismo que terá suas provas realizadas entre os dias 12 e 15 de junho.

Na ocasião, discursaram o presidente da Confederação Brasileira de Atletismo (CBAt), Roberto Gesta de Melo, o secretário estadual de esportes, Lars Grael e o superintendente da Caixa Econômica Federal em São Paulo, Augusto Bandeira Vargas.

"Vamos fazer o Brasil ser o país do atletismo até 2007", disse o presidente da CBAt, Roberto Gesta de Melo. "Queremos abrigar outras competições além dos Jogos Pan-Americanos em 2007. Um grande passo foi dado com a reforma da pista do Ibirapuera, que recebeu o certificado número 1 de qualidade da federação Internacional de Atletismo (IAAF)", disse Gesta.

Bandeira Vargas, salientou que o contrato recém assinado entre a Caixa e a CBAt, que vigora até o ano de 2007, tem suma importância para a instituição. “Esse patrocínio se enquadra na missão social que a Caixa possui, pois é um instrumento de inclusão social para pessoas menos favorecidas.”

O evento contou também com a presença de ex-atletas como o velocista Robson Caetano e triplista Nelson Prudêncio.

Troféu Brasil: confira a programação

Atletismo · 10 jun, 2003

O Troféu Brasil de Atletismo, maior evento do calendário do atletismo nacional, retorna este ano para São Paulo, onde foi instituído em 1945 pelo Governo do Estado. A competição será realizada entre os próximos dias 12 e 15 deste mês no estádio Ícaro de Castro Melo, no Ibirapuera.

A importância da competição pode ser avaliada pelo grande número de atletas, cerca de 700, representando 88 clubes de 16 estados e do Distrito Federal. Muitos deles lutarão pelos índices para os Jogos Pan-Americanos de Santo Domingo ou para o Mundial de Paris, ambos em agosto.

Dos 88 clubes inscritos, 36 representam o estado de São Paulo. Os demais são do Rio de Janeiro, Paraná, Santa Catarina, Rio Grande do Sul, Minas Gerais, Mato Grosso do Sul, Mato Grosso, Goiás, Bahia, Pernambuco, Paraíba, Rio Grande do Norte, Ceará, Pará e Amazonas, além do Distrito Federal.

O clube com maior número de atletas é a BM&F, de São Paulo, com 111 inscritos. Do total de atletas, 394 são homens e 267 mulheres, ainda sem contar os convidados da CBAt. Os clubes serão dirigidos, no total, por 104 treinadores.

Na competição, marcam pontos para as equipes todos os atletas classificados nos oito primeiros lugares de cada prova, nesta ordem: 1º colocado, 13 pontos; 2º, 8; 3º, 6; 4º, 5; 5º, 4; 6º, 3; 7º, 2; e 8º,1. Os revezamentos 4 x 100 e 4 x 400m, assim como o decatlo e o heptatlo, somam pontos em dobro para as equipes.

Veja a nova programação do XXII Troféu Brasil CAIXA de Atletismo:

Congresso Técnico:

11 de junho de 2003 16 horas
Local: Auditório do Ginásio Poliesportivo Lauro Pinheiro (Ibirapuera)
Entrada pela Rua Abílio Soares, 1300

1ª Etapa 12 de junho de 2003 5ª feira - manhã:

10h00100 metros com barreiras Feminino Heptatlo
10h20200 metros rasos Masculino Eliminatórias
10h30Salto em Altura Feminino Heptatlo
10h50200 metros rasos Feminino Eliminatórias
11h10400 metros rasos Masculino Eliminatórias
11h40400 metros rasos Feminino Eliminatórias
12h10200 metros rasos Masculino Semifinal
12h30200 metros rasos Feminino Semifinal

2ª Etapa 12 de junho de 2003 5ª feira tarde:

13h45Aertura Oficial
14h00100 metros com barreiras Feminino Semifinal
Arremesso do Peso Feminino Heptatlo
Lançamento do Disco Masculino Final
Salto com Vara Feminino Final
14h20110 metros com barreiras Masculino Semifinal
14h30Salto em Distância Masculino Final
14h40200 metros rasos Feminino Final
14h55200 metros rasos Masculino Final
15h101.500 metros rasos Masculino Semifinal
15h301.500 metros rasos Feminino Semifinal
15h50400 metros rasos Masculino Semifinal
16h00Lançamento do Martelo Feminino Final
16h10400 metros rasos Feminino Semifinal
16h30100 metros com barreiras Feminino Final
16h45110 metros com barreiras Masculino Final
17h00200 metros rasos Feminino Heptatlo
17h1510.000 metros rasos Masculino Final
18.0010.000 metros rasos Feminino Final

3ª Etapa - 13 de junho de 2003 6ª feira tarde:

13h30100 metros rasos Masculino Decatlo
14h00400 metros rasos Masculino Final
Lançamento do Dardo Feminino Final
Salto com Vara Masculino Final
Salto em Distância Masculino Decatlo
14h20400 metros rasos Feminino Final
14h401.500 metros rasos Masculino Final
15h001.500 metros rasos Feminino Final
Arremesso do Peso Masculino Decatlo
Salto em Distância Feminino Heptatlo
15h20Revezamento 4x100 metros Feminino Final por tempo
Lançamento do Dardo Feminino Heptatlo
15h50Revezamento 4x100 metros Masculino Final por tempo
16h00Salto em Altura Masculino Decatlo
Salto Triplo Feminino Final
16h20800 metros rasos Feminino Heptatlo
Lançamento do Martelo Masculino Final
16h403.000 metros com obstáculos Feminino Final
17h003.000 metros com obstáculos Masculino Final
17h20400 metros rasosMasculino Decatlo
17h4020000 metros Marcha Atlética Masculino Final

4ª Etapa - 14 de junho de 2003 Sábado manhã:

9h00110 metros com barreiras Masculino Decatlo
9h30Lançamento do Disco Masculino Decatlo
10h00100 metros rasos Masculino Eliminatórias
10h30100 metros rasos Feminino Eliminatórias
10h30Salto com Vara Masculino Decatlo

5ª Etapa 14 de junho de 2003 Sábado tarde:

14h00400 metros com barreiras Masculino Semifinal
Lançamento do Disco Feminino Final
Salto em Altura Feminino Final
14h20400 metros com barreiras Feminino Semifinal
14h30Salto Triplo Masculino Final
Arremesso do Peso Masculino Final
14h40100 metros rasos Masculino Semifinal
15h00100 metros rasos Feminino Semifinal
15h20800 metros rasos Masculino Semifinal
15h30Lançamento do Dardo Masculino Decatlo
15h40800 metros rasos Feminino Semifinal
16h005.000 metros rasos Masculino Final
16h205.000 metros rasos Feminino Final
16h401.500 metros rasos Masculino Decatlo
17h0020.000 metros marcha atlética Feminino Final

6ª Etapa 15 de junho de 2003 Domingo manhã:

9h00 400 metros com barreiras Feminino Final
Salto em Altura Masculino Final
Lançamento do Dardo Masculino Final
9h15 400 metros com barreiras Masculino Final
9h30 800 metros rasos Feminino Final
Salto em Distância Feminino Final
9h50800 metros rasos Masculino Final
10h10 100 metros rasos Feminino Final
Arremesso do Peso Feminino Final
10h30 100 metros rasos Masculino Final
11h00 Revezamento 4x400 metros Feminino Final por tempo
11h20 Revezamento 4x400 metros Masculino Final por tempo

11h40 Encerramento.


Troféu Brasil: confira a programação

Atletismo · 10 jun, 2003

O Troféu Brasil de Atletismo, maior evento do calendário do atletismo nacional, retorna este ano para São Paulo, onde foi instituído em 1945 pelo Governo do Estado. A competição será realizada entre os próximos dias 12 e 15 deste mês no estádio Ícaro de Castro Melo, no Ibirapuera.

A importância da competição pode ser avaliada pelo grande número de atletas, cerca de 700, representando 88 clubes de 16 estados e do Distrito Federal. Muitos deles lutarão pelos índices para os Jogos Pan-Americanos de Santo Domingo ou para o Mundial de Paris, ambos em agosto.

Dos 88 clubes inscritos, 36 representam o estado de São Paulo. Os demais são do Rio de Janeiro, Paraná, Santa Catarina, Rio Grande do Sul, Minas Gerais, Mato Grosso do Sul, Mato Grosso, Goiás, Bahia, Pernambuco, Paraíba, Rio Grande do Norte, Ceará, Pará e Amazonas, além do Distrito Federal.

O clube com maior número de atletas é a BM&F, de São Paulo, com 111 inscritos. Do total de atletas, 394 são homens e 267 mulheres, ainda sem contar os convidados da CBAt. Os clubes serão dirigidos, no total, por 104 treinadores.

Na competição, marcam pontos para as equipes todos os atletas classificados nos oito primeiros lugares de cada prova, nesta ordem: 1º colocado, 13 pontos; 2º, 8; 3º, 6; 4º, 5; 5º, 4; 6º, 3; 7º, 2; e 8º,1. Os revezamentos 4 x 100 e 4 x 400m, assim como o decatlo e o heptatlo, somam pontos em dobro para as equipes.

Veja a nova programação do XXII Troféu Brasil CAIXA de Atletismo:

Congresso Técnico:

11 de junho de 2003 16 horas
Local: Auditório do Ginásio Poliesportivo Lauro Pinheiro (Ibirapuera)
Entrada pela Rua Abílio Soares, 1300

1ª Etapa 12 de junho de 2003 5ª feira - manhã:

10h00100 metros com barreiras Feminino Heptatlo
10h20200 metros rasos Masculino Eliminatórias
10h30Salto em Altura Feminino Heptatlo
10h50200 metros rasos Feminino Eliminatórias
11h10400 metros rasos Masculino Eliminatórias
11h40400 metros rasos Feminino Eliminatórias
12h10200 metros rasos Masculino Semifinal
12h30200 metros rasos Feminino Semifinal

2ª Etapa 12 de junho de 2003 5ª feira tarde:

13h45Aertura Oficial
14h00100 metros com barreiras Feminino Semifinal
Arremesso do Peso Feminino Heptatlo
Lançamento do Disco Masculino Final
Salto com Vara Feminino Final
14h20110 metros com barreiras Masculino Semifinal
14h30Salto em Distância Masculino Final
14h40200 metros rasos Feminino Final
14h55200 metros rasos Masculino Final
15h101.500 metros rasos Masculino Semifinal
15h301.500 metros rasos Feminino Semifinal
15h50400 metros rasos Masculino Semifinal
16h00Lançamento do Martelo Feminino Final
16h10400 metros rasos Feminino Semifinal
16h30100 metros com barreiras Feminino Final
16h45110 metros com barreiras Masculino Final
17h00200 metros rasos Feminino Heptatlo
17h1510.000 metros rasos Masculino Final
18.0010.000 metros rasos Feminino Final

3ª Etapa - 13 de junho de 2003 6ª feira tarde:

13h30100 metros rasos Masculino Decatlo
14h00400 metros rasos Masculino Final
Lançamento do Dardo Feminino Final
Salto com Vara Masculino Final
Salto em Distância Masculino Decatlo
14h20400 metros rasos Feminino Final
14h401.500 metros rasos Masculino Final
15h001.500 metros rasos Feminino Final
Arremesso do Peso Masculino Decatlo
Salto em Distância Feminino Heptatlo
15h20Revezamento 4x100 metros Feminino Final por tempo
Lançamento do Dardo Feminino Heptatlo
15h50Revezamento 4x100 metros Masculino Final por tempo
16h00Salto em Altura Masculino Decatlo
Salto Triplo Feminino Final
16h20800 metros rasos Feminino Heptatlo
Lançamento do Martelo Masculino Final
16h403.000 metros com obstáculos Feminino Final
17h003.000 metros com obstáculos Masculino Final
17h20400 metros rasosMasculino Decatlo
17h4020000 metros Marcha Atlética Masculino Final

4ª Etapa - 14 de junho de 2003 Sábado manhã:

9h00110 metros com barreiras Masculino Decatlo
9h30Lançamento do Disco Masculino Decatlo
10h00100 metros rasos Masculino Eliminatórias
10h30100 metros rasos Feminino Eliminatórias
10h30Salto com Vara Masculino Decatlo

5ª Etapa 14 de junho de 2003 Sábado tarde:

14h00400 metros com barreiras Masculino Semifinal
Lançamento do Disco Feminino Final
Salto em Altura Feminino Final
14h20400 metros com barreiras Feminino Semifinal
14h30Salto Triplo Masculino Final
Arremesso do Peso Masculino Final
14h40100 metros rasos Masculino Semifinal
15h00100 metros rasos Feminino Semifinal
15h20800 metros rasos Masculino Semifinal
15h30Lançamento do Dardo Masculino Decatlo
15h40800 metros rasos Feminino Semifinal
16h005.000 metros rasos Masculino Final
16h205.000 metros rasos Feminino Final
16h401.500 metros rasos Masculino Decatlo
17h0020.000 metros marcha atlética Feminino Final

6ª Etapa 15 de junho de 2003 Domingo manhã:

9h00 400 metros com barreiras Feminino Final
Salto em Altura Masculino Final
Lançamento do Dardo Masculino Final
9h15 400 metros com barreiras Masculino Final
9h30 800 metros rasos Feminino Final
Salto em Distância Feminino Final
9h50800 metros rasos Masculino Final
10h10 100 metros rasos Feminino Final
Arremesso do Peso Feminino Final
10h30 100 metros rasos Masculino Final
11h00 Revezamento 4x400 metros Feminino Final por tempo
11h20 Revezamento 4x400 metros Masculino Final por tempo

11h40 Encerramento.

Troféu Brasil distribuirá 102 mil em prêmios

Atletismo · 09 jun, 2003

A Confederação Brasileira de Atletismo (CBAt) anunciou os valores da premiação que serão distribuídas no Troféu Brasil Caixa de Atletismo 2003, a mais importante prova do atletismo nacional e que é organizada pela entidade com patrocínio da Caixa Economica Federal.

A competição acontece entre os dias 12 e 15 deste mês na nova pista do estádio Ícaro de Castro Melo, no Ibirapuera, vai distribuir R$ 102 mil em prêmios. Isso certamente vai motivar os quase 700 atletas de 88 clubes inscritos, representando 16 estados e o Distrito Federal.

A premiação é dividida em dois níveis. Do total, 45 mil são para os oito melhores clubes na classificação geral com o objetivo de ajudar nos custos do evento, cabendo R$ 12 mil para o clube campeão do Troféu Brasil Caixa de Atletismo,, enquanto o vice recebe R$ 10 mil, o terceiro R$ 8 mil, o quarto R$ 5 mil, o quinto R$ 4 mil, o sexto R$ 3 mil, o sétimo R$ 2 mil e o oitavo R$ 1 mil. O restante, ou seja, R$ 57 mil, vai para os três melhores atletas de cada prova: R$ 500,00 para o campeão, R$ 400,00 para o vice e R$ 200,00 para o terceiro colocado. Vale lembrar que os revezamentos, 4x100 metros e 4x400 metros, os prêmios são dobrados.

Na competição, marcam pontos para as equipes todos os atletas classificados nos oito primeiros lugares de cada prova, nesta ordem: 1º colocado, 13 pontos; 2º, 8; 3º, 6; 4º, 5; 5º, 4; 6º, 3; 7º, 2; e 8º, 1. Os revezamentos, 4x100 metros e 4x400 metros, assim como decatlo e o heptatlo, somam pontos em dobro para as equipes.

Também há bonificações para os atletas que igualarem ou superarem os recordes, sendo 10 pontos para recordes sul-americanos adultos, 7 para brasileiros adultos e cinco para os do Troféu Brasil.


Troféu Brasil distribuirá 102 mil em prêmios

Atletismo · 09 jun, 2003

A Confederação Brasileira de Atletismo (CBAt) anunciou os valores da premiação que serão distribuídas no Troféu Brasil Caixa de Atletismo 2003, a mais importante prova do atletismo nacional e que é organizada pela entidade com patrocínio da Caixa Economica Federal.

A competição acontece entre os dias 12 e 15 deste mês na nova pista do estádio Ícaro de Castro Melo, no Ibirapuera, vai distribuir R$ 102 mil em prêmios. Isso certamente vai motivar os quase 700 atletas de 88 clubes inscritos, representando 16 estados e o Distrito Federal.

A premiação é dividida em dois níveis. Do total, 45 mil são para os oito melhores clubes na classificação geral com o objetivo de ajudar nos custos do evento, cabendo R$ 12 mil para o clube campeão do Troféu Brasil Caixa de Atletismo,, enquanto o vice recebe R$ 10 mil, o terceiro R$ 8 mil, o quarto R$ 5 mil, o quinto R$ 4 mil, o sexto R$ 3 mil, o sétimo R$ 2 mil e o oitavo R$ 1 mil. O restante, ou seja, R$ 57 mil, vai para os três melhores atletas de cada prova: R$ 500,00 para o campeão, R$ 400,00 para o vice e R$ 200,00 para o terceiro colocado. Vale lembrar que os revezamentos, 4x100 metros e 4x400 metros, os prêmios são dobrados.

Na competição, marcam pontos para as equipes todos os atletas classificados nos oito primeiros lugares de cada prova, nesta ordem: 1º colocado, 13 pontos; 2º, 8; 3º, 6; 4º, 5; 5º, 4; 6º, 3; 7º, 2; e 8º, 1. Os revezamentos, 4x100 metros e 4x400 metros, assim como decatlo e o heptatlo, somam pontos em dobro para as equipes.

Também há bonificações para os atletas que igualarem ou superarem os recordes, sendo 10 pontos para recordes sul-americanos adultos, 7 para brasileiros adultos e cinco para os do Troféu Brasil.

Atletas buscam índices no Troféu Brasil Caixa de Atletismo

Atletismo · 05 jun, 2003

O principal evento do atletismo brasileiro o Troféu Brasil Caixa de Atletismo que será disputado entre os dias 12 e 15 de junho, em São Paulo (SP), servirá como palco de grandes disputas, uma vez, que na competição muitos atletas tentam alcancar os índices técnicos para Jogos Pan-Americanos de Santo Domingo, na República Dominicana, e o Mundial de Atletismo, em Paris, ambos em agosto.

O Troféu Brasil Caixa de Atletismo não é a ultima chance de obtenção das marcas, pois o prazo-limite é 29 de junho, mas, a competição pode ser decisiva na escolha dos atletas. É que cada país pode inscrever apenas dois representantes por prova no Pan, e nas disputas em que houver mais de dois qualificados a convocação será feita com base na classificação do Troféu Brasil, dando maior importância a uma boa performance no evento. Esse é o caso, por exemplo, dos 110 metros com barreiras, que tem três atletas já com índice.

"Todos estes atletas também podem conseguir os índices", diz o diretor-técnico da CBAt, João Paulo Alves da Cunha. "Porém, o mais importante é que nós sabemos que todos eles ­ tanto os já qualificados como os que estão para conseguir os índices ­ têm condições de fazer um bom resultado em Santo Domingo e, quem sabe, até superar nossa performance de Winnipeg, que já foi fantástica", completa João Paulo. No Canadá, em 99, o Brasil ganhou sete medalhas de ouro, cinco de prata e quatro de bronze.

A relação de atletas qualificados confirmados no Troféu Brasil Caixa de Atletismo é a seguinte:

Masculino:
André Domingos da Silva (Unoeste Brasil Telecom), 200m
Cláudio Roberto Souza (BM&F), 200m
Claudinei Quirino da Silva (Unoeste Brasil Telecom), 200m
Hudson Santos de Souza (Unoeste Brasil Telecom), 1.500m
Marilson Gomes dos Santos (BM&F), 10.000m
Márcio Simão de Souza (Unoeste Brasil Telecom), 110m com barreiras
Mateus Inocêncio (APA), 110m com barreiras
Redelen Melo dos Santos (BM&F), 110m com barreiras
Fabrício Romero (Sogipa), salto em altura
Jessé Farias de Lima (BM&F), salto em altura
Jadel Gregório (BM&F), salto triplo
Luiz Fernando da Silva (BM&F), lançamento do dardo
Vanderlei Cordeiro de Lima (BM&F Pão de Açúcar), maratona
Genilson Júnio da Silva (Cruzeiro), maratona
José Alessandro Bernardo Bagio (Timbó), 20.000m marcha
Sérgio Galdino (BM&F), marcha 50 km
Mário José dos Santos Júnior (BM&F), marcha 50 km

Feminino:
Luciana de Paula Mendes (BM&F), 1.500m
Maíla Machado (BM&F), 100m com barreiras
Perla Regina dos Santos (BM&F), 400m com barreiras
Lucimar Teodoro (Unoeste Brasil Telecom), 400m com barreiras
Luciane Dambacher (Sogipa), salto em altura
Maurren Maggi (BM&F), salto em distância e salto triplo
Elisângela Adriano (BM&F), arremesso do peso
Márcia Narloch, maratona
Maria do Carmo Arruda (Cruzeiro), maratona


Atletas buscam índices no Troféu Brasil Caixa de Atletismo

Atletismo · 05 jun, 2003

O principal evento do atletismo brasileiro o Troféu Brasil Caixa de Atletismo que será disputado entre os dias 12 e 15 de junho, em São Paulo (SP), servirá como palco de grandes disputas, uma vez, que na competição muitos atletas tentam alcancar os índices técnicos para Jogos Pan-Americanos de Santo Domingo, na República Dominicana, e o Mundial de Atletismo, em Paris, ambos em agosto.

O Troféu Brasil Caixa de Atletismo não é a ultima chance de obtenção das marcas, pois o prazo-limite é 29 de junho, mas, a competição pode ser decisiva na escolha dos atletas. É que cada país pode inscrever apenas dois representantes por prova no Pan, e nas disputas em que houver mais de dois qualificados a convocação será feita com base na classificação do Troféu Brasil, dando maior importância a uma boa performance no evento. Esse é o caso, por exemplo, dos 110 metros com barreiras, que tem três atletas já com índice.

"Todos estes atletas também podem conseguir os índices", diz o diretor-técnico da CBAt, João Paulo Alves da Cunha. "Porém, o mais importante é que nós sabemos que todos eles ­ tanto os já qualificados como os que estão para conseguir os índices ­ têm condições de fazer um bom resultado em Santo Domingo e, quem sabe, até superar nossa performance de Winnipeg, que já foi fantástica", completa João Paulo. No Canadá, em 99, o Brasil ganhou sete medalhas de ouro, cinco de prata e quatro de bronze.

A relação de atletas qualificados confirmados no Troféu Brasil Caixa de Atletismo é a seguinte:

Masculino:
André Domingos da Silva (Unoeste Brasil Telecom), 200m
Cláudio Roberto Souza (BM&F), 200m
Claudinei Quirino da Silva (Unoeste Brasil Telecom), 200m
Hudson Santos de Souza (Unoeste Brasil Telecom), 1.500m
Marilson Gomes dos Santos (BM&F), 10.000m
Márcio Simão de Souza (Unoeste Brasil Telecom), 110m com barreiras
Mateus Inocêncio (APA), 110m com barreiras
Redelen Melo dos Santos (BM&F), 110m com barreiras
Fabrício Romero (Sogipa), salto em altura
Jessé Farias de Lima (BM&F), salto em altura
Jadel Gregório (BM&F), salto triplo
Luiz Fernando da Silva (BM&F), lançamento do dardo
Vanderlei Cordeiro de Lima (BM&F Pão de Açúcar), maratona
Genilson Júnio da Silva (Cruzeiro), maratona
José Alessandro Bernardo Bagio (Timbó), 20.000m marcha
Sérgio Galdino (BM&F), marcha 50 km
Mário José dos Santos Júnior (BM&F), marcha 50 km

Feminino:
Luciana de Paula Mendes (BM&F), 1.500m
Maíla Machado (BM&F), 100m com barreiras
Perla Regina dos Santos (BM&F), 400m com barreiras
Lucimar Teodoro (Unoeste Brasil Telecom), 400m com barreiras
Luciane Dambacher (Sogipa), salto em altura
Maurren Maggi (BM&F), salto em distância e salto triplo
Elisângela Adriano (BM&F), arremesso do peso
Márcia Narloch, maratona
Maria do Carmo Arruda (Cruzeiro), maratona