Cobertura_Corpore2010

Corrida Corpore Bombeiros 10K homenageia Estação da Luz na camiseta da prova

Corridas de Rua · 22 jun, 2010

A corrida organizada pela Corpore homenageando o Dia dos Bombeiros, comemorado no dia dois de julho, trará na camiseta dos atletas uma ilustração da Estação da Luz, célebre atração turística de São Paulo. A celebração foi escolha dos corredores, que percorrem dez quilômetros no próximo dia quatro de julho.

A Estação da Luz foi o principal palco de entrada de imigrantes e empresários com destino a cidade de São Paulo. Por lá também escoava a produção de café a ser exportado no porto de Santos. Após a Segunda Guerra Mundial, e a substituição do transporte ferroviário pelo aéreo e rodoviário, o fluxo da estação diminuiu. Em 1946, um incêndio quase destruiu a construção. Nas comemorações dos 450 anos de São Paulo as fachadas interna e externa passaram por restaurações.

Como tradição, a prova arrecada doações para a Cruz Verde, entidade que assiste crianças com paralisia cerebral. Com as doações da última edição foi possível construir uma brinquedoteca móvel para as crianças.

A Corrida Corpore Bombeiros 10K acontece no dia quatro de julho, com percurso de dez quilômetros. A largada será na região do Parque da Independência, no bairro do Ipiranga. As inscrições podem ser feitas pelo site www.corpore.org.br.


Corrida Corpore Bombeiros 10K homenageia Estação da Luz na camiseta da prova

Corridas de Rua · 22 jun, 2010

A corrida organizada pela Corpore homenageando o Dia dos Bombeiros, comemorado no dia dois de julho, trará na camiseta dos atletas uma ilustração da Estação da Luz, célebre atração turística de São Paulo. A celebração foi escolha dos corredores, que percorrem dez quilômetros no próximo dia quatro de julho.

A Estação da Luz foi o principal palco de entrada de imigrantes e empresários com destino a cidade de São Paulo. Por lá também escoava a produção de café a ser exportado no porto de Santos. Após a Segunda Guerra Mundial, e a substituição do transporte ferroviário pelo aéreo e rodoviário, o fluxo da estação diminuiu. Em 1946, um incêndio quase destruiu a construção. Nas comemorações dos 450 anos de São Paulo as fachadas interna e externa passaram por restaurações.

Como tradição, a prova arrecada doações para a Cruz Verde, entidade que assiste crianças com paralisia cerebral. Com as doações da última edição foi possível construir uma brinquedoteca móvel para as crianças.

A Corrida Corpore Bombeiros 10K acontece no dia quatro de julho, com percurso de dez quilômetros. A largada será na região do Parque da Independência, no bairro do Ipiranga. As inscrições podem ser feitas pelo site www.corpore.org.br.

Prova da Corpore 25K no Joquey Clube tem clima frio, tempo fresco e percursos planos

Corridas de Rua · 30 maio, 2010

Tradicional prova do circuito organizado pela Corpore aconteceu no último domingo no Joquey Clube de São Paulo. A largada aconteceu na Av. Lineu de Paula Machado, e os corredores percorreram ruas e avenidas do bairro Butantã, em clima frio do começo da manhã

O clima neste domingo (30/05) estava propício para correr. Tempo fresco e levemente frio, com o sol aparecendo somente depois das oito horas. Essa foi a opinião de todos os corredores que participaram da Corpore 25K, no Joquey Clube.

A largada do percurso estava planejada para as sete horas da manhã, mas o trânsito na região e as filas na arena fizeram com que a organização adiasse em dez minutos o início da prova.

Maria Bernadete Cabral, primeira colocada da prova, também é recém-chegada em São Paulo e participou da sua primeira prova organizada pela Corpore. "Ainda estou me adaptando aqui, mas a prova foi muito rápida. Corri bem e consegui correr num ritmo mais forte quando faltavam seis quilômetros para o fim", conta a pernambucana de Garanhuns que terminou a prova com o tempo de 1h41min25. Os melhores tempos femininos ainda foram Paloma Vasconcelos, com 1h48min38, Animal com 1h50min46, Nilzete Martins com 1h51min29 e Francisca Milda, com 1h52min44.

"Eu achei a prova ótima. Ontem treinei e corri 30 quilômetros, mas adoro correr essa prova. Senti no final, cheguei bem cansada, mas gostei mesmo assim", conta Ana Luiza dos Anjos, a Animal. Ela foi a terceira colocada entre as mulheres, com o tempo de 1h50min46seg.

Prova Masculina - O também pernambucano Marcos Antonio Pereira está em São Paulo há poucos dias. Assim como para Bernardete (sua companheira de equipe), a prova foi novidade, que pretende passar uma temporada aqui. Atleta de maratonas, Pereira se diz satisfeito com o resultado. "Já ganhei várias provas com esse tempo, mas sei que se tivesse quem puxasse mais o ritmo, eu faria um tempo mais baixo. Como sou adaptado em provas longas, corri praticamente sozinho os 25 quilômetros", conta o atleta que terminou a prova com mais de um minuto de vantagem.

No pódio masculino estavam Marcos Antonio Pereira, com a marca de 1h19min35, seguido por Silvaldo Viana (1h20min56), Naval Freitas (1h22min39), Waldecir dos Santos (1h24min29) e Fábio dos Santos (1h26min55).


Prova da Corpore 25K no Joquey Clube tem clima frio, tempo fresco e percursos planos

Corridas de Rua · 30 maio, 2010

Tradicional prova do circuito organizado pela Corpore aconteceu no último domingo no Joquey Clube de São Paulo. A largada aconteceu na Av. Lineu de Paula Machado, e os corredores percorreram ruas e avenidas do bairro Butantã, em clima frio do começo da manhã

O clima neste domingo (30/05) estava propício para correr. Tempo fresco e levemente frio, com o sol aparecendo somente depois das oito horas. Essa foi a opinião de todos os corredores que participaram da Corpore 25K, no Joquey Clube.

A largada do percurso estava planejada para as sete horas da manhã, mas o trânsito na região e as filas na arena fizeram com que a organização adiasse em dez minutos o início da prova.

Maria Bernadete Cabral, primeira colocada da prova, também é recém-chegada em São Paulo e participou da sua primeira prova organizada pela Corpore. "Ainda estou me adaptando aqui, mas a prova foi muito rápida. Corri bem e consegui correr num ritmo mais forte quando faltavam seis quilômetros para o fim", conta a pernambucana de Garanhuns que terminou a prova com o tempo de 1h41min25. Os melhores tempos femininos ainda foram Paloma Vasconcelos, com 1h48min38, Animal com 1h50min46, Nilzete Martins com 1h51min29 e Francisca Milda, com 1h52min44.

"Eu achei a prova ótima. Ontem treinei e corri 30 quilômetros, mas adoro correr essa prova. Senti no final, cheguei bem cansada, mas gostei mesmo assim", conta Ana Luiza dos Anjos, a Animal. Ela foi a terceira colocada entre as mulheres, com o tempo de 1h50min46seg.

Prova Masculina - O também pernambucano Marcos Antonio Pereira está em São Paulo há poucos dias. Assim como para Bernardete (sua companheira de equipe), a prova foi novidade, que pretende passar uma temporada aqui. Atleta de maratonas, Pereira se diz satisfeito com o resultado. "Já ganhei várias provas com esse tempo, mas sei que se tivesse quem puxasse mais o ritmo, eu faria um tempo mais baixo. Como sou adaptado em provas longas, corri praticamente sozinho os 25 quilômetros", conta o atleta que terminou a prova com mais de um minuto de vantagem.

No pódio masculino estavam Marcos Antonio Pereira, com a marca de 1h19min35, seguido por Silvaldo Viana (1h20min56), Naval Freitas (1h22min39), Waldecir dos Santos (1h24min29) e Fábio dos Santos (1h26min55).

Exército e Corpore homenageiam patrono da Infantaria na prova dos 12,5 quilômetros

Corridas de Rua · 30 maio, 2010

Prova do circuito Corpore de corridas aconteceu pela primeira vez no Joquey Clube de São Paulo. Largada às sete horas, passou pelo bairro do Butantã e teve um percurso agradável para a manhã do domingo.

Neste domingo (30/05), Domingos Jesus Freitas e Jaciane Araújo receberam de militares do exército uma lembrança das comemorações do Exército ao Bicentenário do Brigadeiro Sampaio, patrono da Força de Infantaria, aquela que está à frente na linha de combate. "O preparo físico, a coragem e a determinação são as virtudes do soldado de Infantaria e são também qualidades de um atleta, um maratonista", explica o também atleta general Lima Verde, que entregou o troféu aos campeões da prova ocorrida no Joquey Clube de São Paulo.

"O percurso estava muito bom. O frio dificultou um pouco, mas depois esquentou não deu mais problemas. Estou muito feliz com o meu tempo, pretendo participar de mais provas aqui", conta Jaciane, que terminou a prova em 47min32seg59, seguida por Breatriz Nascimento e Flaviana Chung, com tempos de 49min09seg21 e 51min37seg62 respectivamente.

Jaciane liderou a prova durante todo o percurso, que passou por duas pontes da Marginal Pinheiros, além de outras avenidas da Zona Oeste de São Paulo e cartões postais da cidade. Com muitas partes do trajeto em áreas planas, os corredores vislumbraram o sol saindo detrás das nuvens na Marginal, além de aproveitar a área arborizada da região do parque Villa Lobos. O sol saiu quando a prova já acontecia, e o clima frio durou até depois que os corredores de 12,5 quilômetros cruzaram a linha de chegada.

Entre os homens, Domingos e Marildo Barduco terminaram a prova com tempos de 39min15seg71 e 39min28seg83, mostrando o alto nível dos competidores. Além deles, Fábio do Nascimento - esposo da segunda colocada da prova dos 12,5 km - fez um dos melhores tempos, com 39min35seg91.

Enquanto Jaciane já tinha garantido o título no início, Domingos e Marildo se revezaram na liderança, mas o cansaço de Marildo, em virtude de uma viagem de última hora, acabou fazendo a diferença no momento da decisão. "A tática é se manter no primeiro pelotão e decidir tudo no final", explica Marildo.


Exército e Corpore homenageiam patrono da Infantaria na prova dos 12,5 quilômetros

Corridas de Rua · 30 maio, 2010

Prova do circuito Corpore de corridas aconteceu pela primeira vez no Joquey Clube de São Paulo. Largada às sete horas, passou pelo bairro do Butantã e teve um percurso agradável para a manhã do domingo.

Neste domingo (30/05), Domingos Jesus Freitas e Jaciane Araújo receberam de militares do exército uma lembrança das comemorações do Exército ao Bicentenário do Brigadeiro Sampaio, patrono da Força de Infantaria, aquela que está à frente na linha de combate. "O preparo físico, a coragem e a determinação são as virtudes do soldado de Infantaria e são também qualidades de um atleta, um maratonista", explica o também atleta general Lima Verde, que entregou o troféu aos campeões da prova ocorrida no Joquey Clube de São Paulo.

"O percurso estava muito bom. O frio dificultou um pouco, mas depois esquentou não deu mais problemas. Estou muito feliz com o meu tempo, pretendo participar de mais provas aqui", conta Jaciane, que terminou a prova em 47min32seg59, seguida por Breatriz Nascimento e Flaviana Chung, com tempos de 49min09seg21 e 51min37seg62 respectivamente.

Jaciane liderou a prova durante todo o percurso, que passou por duas pontes da Marginal Pinheiros, além de outras avenidas da Zona Oeste de São Paulo e cartões postais da cidade. Com muitas partes do trajeto em áreas planas, os corredores vislumbraram o sol saindo detrás das nuvens na Marginal, além de aproveitar a área arborizada da região do parque Villa Lobos. O sol saiu quando a prova já acontecia, e o clima frio durou até depois que os corredores de 12,5 quilômetros cruzaram a linha de chegada.

Entre os homens, Domingos e Marildo Barduco terminaram a prova com tempos de 39min15seg71 e 39min28seg83, mostrando o alto nível dos competidores. Além deles, Fábio do Nascimento - esposo da segunda colocada da prova dos 12,5 km - fez um dos melhores tempos, com 39min35seg91.

Enquanto Jaciane já tinha garantido o título no início, Domingos e Marildo se revezaram na liderança, mas o cansaço de Marildo, em virtude de uma viagem de última hora, acabou fazendo a diferença no momento da decisão. "A tática é se manter no primeiro pelotão e decidir tudo no final", explica Marildo.

23ª Corrida dos Fuzileiros Navais acontece no Rio de Janeiro

Corridas de Rua · 25 maio, 2010

Atualizada em 26/05/2010 às 12h

Aconteceu no Aterro do Flamengo, no último domingo (23/05), a 23ª Corrida dos Fuzileiros Navais. A largada aconteceu às 8 horas, sendo simultânea para a Corrida dos Fuzileiros Navais e para a disputa dos Pelotões da Marinha.

Os corredores ganharam kit diferenciado para a prova que percorreram. Os atletas de cinco quilômetros usaram camisetas amarelas; os de dez quilômetros, azuis; e os de vinte, verdes.

Jeferson Vieira foi o primeiro a cruzar a linha de chegada, pouco mais de 15 minutos após a largada, sendo o melhor colocado na prova de cinco quilômetros. “Pelo que eu tenho treinado esperava um tempo melhor, mas acabei relaxando no percurso e vou continuar trabalhando para fazer tempos melhores”, afirma. Membro da Marinha, Vieira explicou que todos treinam juntos e buscam sempre melhorar desempenhos com treinos específicos. Ele conquistou a marca de 15min26, seguido por Guilherme de Oliveira Junior e Thiago de Almeida Hupset, com tempos de 15min39 e 15min58, respectivamente.

Denise Lucas foi a vencedora da prova de 20 quilômetros, e observa que colhe os resultados de um trabalho duro. “Estava bem preparada, graças a Deus, e estou indo muito bem nessas provas da Marinha com a Corpore, que são muito organizadas e ajudam a conseguir um bom tempo”, comenta a atleta, que terminou a prova em 1h17min33. Junto à ela, estiveram no pódio Denise Alves da Costa Pires, com a marca de 1h38min12, e Maria de Fátima Pessoa de Souza, com 1h40min35.

Denise e Alex Barbosa, primeiro colocado na categoria masculina – 20 quilômetros, receberam premiações especiais. Eles foram os primeiros a cruzarem a marca de 18,08 quilômetros, numa referência ao ano de criação do Corpo de Fuzileiros Navais.

O pódio masculino dos 20 quilômetros foi composto por Alex Barbosa, com a marca de 1h9min32, José Hilton Cavalcanti dos Santos, 1h14min58, e Iazaldir Feitosa Santana, 1h16min33.

Resultados

20 km – Masculino
1º Alex Passos Barbosa – 1h09min32
2º José Hilton Cavalcanti dos Santos – 1h14min58
3º Iazaldir Feitosa Santana – 1h16min33
4º Pedro Antonio Madalena – 1h16min54
5º José Miranda Silva – 1h18min15

20 km – Feminio
1ª Denise Paiva Lucas Campos – 1h17min33
2ª Denise Alves da Costa Pires – 1h38min12
3ª Maria de Fátima Pessoa de Souza - 1h40min35
4ª Marina Vieira Carneiro – 1h42min34
5ª Gloria Maria Castor W Azevedo – 1h43min03

10 km – Masculino
1º Leandro Melo de Souza – 31min57
2º Marcelo José Alves – 32min36
3º Leandro Castagna – 34min09
4º Aldir Silva Guerra - 37min02
5º Yannick Andre Araujo Silva – 38min18

10 km – Feminino
1ª Bianca Pereira Wedario – 37min10
2ª Viviane Amorim Figueiredo – 37min12
3ª Ana Cristina da Silva Pimenta – 39min58
4ª Arlete Soares da Silva – 41min40
5ª Mariley Alves da Silva – 43min14

5 km – Masculino
1º Jeferson dos Santos Vieira – 15min26
2º Guilherme de Oliveira Junior – 15min39
3º Thiago de Almeida Hupset – 15min58
4º Marcio Andre Ascensão – 17min04
5º Ben Ysaac Cohen da Silva – 17min34

5 km – Feminino
1ª Fernanda da Nobrega dos Santos - 19min55
2ª Ana Beatriz de Medeiros Carvalho – 20min14
3ª Regina Wajcman Lisbôa – 21min22
4ª Roberta Miranda – 21min33
5ª Karina Chamma Di Piero – 21min38


23ª Corrida dos Fuzileiros Navais acontece no Rio de Janeiro

Corridas de Rua · 25 maio, 2010

Atualizada em 26/05/2010 às 12h

Aconteceu no Aterro do Flamengo, no último domingo (23/05), a 23ª Corrida dos Fuzileiros Navais. A largada aconteceu às 8 horas, sendo simultânea para a Corrida dos Fuzileiros Navais e para a disputa dos Pelotões da Marinha.

Os corredores ganharam kit diferenciado para a prova que percorreram. Os atletas de cinco quilômetros usaram camisetas amarelas; os de dez quilômetros, azuis; e os de vinte, verdes.

Jeferson Vieira foi o primeiro a cruzar a linha de chegada, pouco mais de 15 minutos após a largada, sendo o melhor colocado na prova de cinco quilômetros. “Pelo que eu tenho treinado esperava um tempo melhor, mas acabei relaxando no percurso e vou continuar trabalhando para fazer tempos melhores”, afirma. Membro da Marinha, Vieira explicou que todos treinam juntos e buscam sempre melhorar desempenhos com treinos específicos. Ele conquistou a marca de 15min26, seguido por Guilherme de Oliveira Junior e Thiago de Almeida Hupset, com tempos de 15min39 e 15min58, respectivamente.

Denise Lucas foi a vencedora da prova de 20 quilômetros, e observa que colhe os resultados de um trabalho duro. “Estava bem preparada, graças a Deus, e estou indo muito bem nessas provas da Marinha com a Corpore, que são muito organizadas e ajudam a conseguir um bom tempo”, comenta a atleta, que terminou a prova em 1h17min33. Junto à ela, estiveram no pódio Denise Alves da Costa Pires, com a marca de 1h38min12, e Maria de Fátima Pessoa de Souza, com 1h40min35.

Denise e Alex Barbosa, primeiro colocado na categoria masculina – 20 quilômetros, receberam premiações especiais. Eles foram os primeiros a cruzarem a marca de 18,08 quilômetros, numa referência ao ano de criação do Corpo de Fuzileiros Navais.

O pódio masculino dos 20 quilômetros foi composto por Alex Barbosa, com a marca de 1h9min32, José Hilton Cavalcanti dos Santos, 1h14min58, e Iazaldir Feitosa Santana, 1h16min33.

Resultados

20 km – Masculino
1º Alex Passos Barbosa – 1h09min32
2º José Hilton Cavalcanti dos Santos – 1h14min58
3º Iazaldir Feitosa Santana – 1h16min33
4º Pedro Antonio Madalena – 1h16min54
5º José Miranda Silva – 1h18min15

20 km – Feminio
1ª Denise Paiva Lucas Campos – 1h17min33
2ª Denise Alves da Costa Pires – 1h38min12
3ª Maria de Fátima Pessoa de Souza - 1h40min35
4ª Marina Vieira Carneiro – 1h42min34
5ª Gloria Maria Castor W Azevedo – 1h43min03

10 km – Masculino
1º Leandro Melo de Souza – 31min57
2º Marcelo José Alves – 32min36
3º Leandro Castagna – 34min09
4º Aldir Silva Guerra - 37min02
5º Yannick Andre Araujo Silva – 38min18

10 km – Feminino
1ª Bianca Pereira Wedario – 37min10
2ª Viviane Amorim Figueiredo – 37min12
3ª Ana Cristina da Silva Pimenta – 39min58
4ª Arlete Soares da Silva – 41min40
5ª Mariley Alves da Silva – 43min14

5 km – Masculino
1º Jeferson dos Santos Vieira – 15min26
2º Guilherme de Oliveira Junior – 15min39
3º Thiago de Almeida Hupset – 15min58
4º Marcio Andre Ascensão – 17min04
5º Ben Ysaac Cohen da Silva – 17min34

5 km – Feminino
1ª Fernanda da Nobrega dos Santos - 19min55
2ª Ana Beatriz de Medeiros Carvalho – 20min14
3ª Regina Wajcman Lisbôa – 21min22
4ª Roberta Miranda – 21min33
5ª Karina Chamma Di Piero – 21min38

Desafio Corpore Ilhabela sofre mudanças este ano

Ultra Maratona · 12 maio, 2010

A Corpore promove no próximo sábado (15/05), o já tradicional Desafio Corpore Ilhabela 100Km – 10 anos de aventura. Para este ano diversas mudanças foram feitas: a prova será exclusivamente de corrida (nas edições anteriores havia natação) e dá a possibilidade ao participante de não precisar formar equipe para competir.

A organização alega, no entanto, que a reformulação do evento irá oferecer um “novo produto”, mas com as mesmas emoções, disputas e belezas que a prova oferece. Serão quatro categorias distintas em disputa.

Desafio Norte: Categoria em que dois atletas titulares e um sobressalente podem se revezar durante os seis trechos existentes. A distância total é de 27,2 quilômetros.

Desafio Sul Já nesta categoria, três titulares, além de um reserva (opcional), percorrerão 48,8 quilômetros em sete trechos.

Desafio Leste Proporciona ao desafiante inscrever-se individualmente, independente de ter uma equipe. Neste caso, o atleta terá que percorrer 24 quilômetros.

E para aqueles que estão acostumados com o antigo sistema de disputa, a organização preparou o Desafio Total. A equipe deve inscrever os atletas nas três competições de forma independente e o resultado final será a soma das performances.

Mudanças - A organização do evento alega que as mudanças trarão maior flexibilidade no revezamento e montagem das equipes. Além disso, com a criação de provas independentes dentro do mesmo evento e com três corridas distintas, atletas amadores e profissionais terão a oportunidade de participar. No site da Corpore (www.corpore.org.br), é possível encontrar detalhes técnicos da prova.

A inscrição para os associados é de R$ 100, enquanto os não-sócios pagam R$130. O atleta que associar-se à Corpore no ato da inscrição pagará o valor de associado.

Nesta quarta-feira (11/05), a entidade realizará congresso técnico para subsidiar os atletas com informações mais detalhadas da competição. O evento acontece às 19h30 na sede da Corpore (Rua Bento de Andrade, 436, Jardim Paulista).


Desafio Corpore Ilhabela sofre mudanças este ano

Ultra Maratona · 12 maio, 2010

A Corpore promove no próximo sábado (15/05), o já tradicional Desafio Corpore Ilhabela 100Km – 10 anos de aventura. Para este ano diversas mudanças foram feitas: a prova será exclusivamente de corrida (nas edições anteriores havia natação) e dá a possibilidade ao participante de não precisar formar equipe para competir.

A organização alega, no entanto, que a reformulação do evento irá oferecer um “novo produto”, mas com as mesmas emoções, disputas e belezas que a prova oferece. Serão quatro categorias distintas em disputa.

Desafio Norte: Categoria em que dois atletas titulares e um sobressalente podem se revezar durante os seis trechos existentes. A distância total é de 27,2 quilômetros.

Desafio Sul Já nesta categoria, três titulares, além de um reserva (opcional), percorrerão 48,8 quilômetros em sete trechos.

Desafio Leste Proporciona ao desafiante inscrever-se individualmente, independente de ter uma equipe. Neste caso, o atleta terá que percorrer 24 quilômetros.

E para aqueles que estão acostumados com o antigo sistema de disputa, a organização preparou o Desafio Total. A equipe deve inscrever os atletas nas três competições de forma independente e o resultado final será a soma das performances.

Mudanças - A organização do evento alega que as mudanças trarão maior flexibilidade no revezamento e montagem das equipes. Além disso, com a criação de provas independentes dentro do mesmo evento e com três corridas distintas, atletas amadores e profissionais terão a oportunidade de participar. No site da Corpore (www.corpore.org.br), é possível encontrar detalhes técnicos da prova.

A inscrição para os associados é de R$ 100, enquanto os não-sócios pagam R$130. O atleta que associar-se à Corpore no ato da inscrição pagará o valor de associado.

Nesta quarta-feira (11/05), a entidade realizará congresso técnico para subsidiar os atletas com informações mais detalhadas da competição. O evento acontece às 19h30 na sede da Corpore (Rua Bento de Andrade, 436, Jardim Paulista).

Domingos Freitas e Bia Nascimento superam frio e vencem Graacc

Corridas de Rua · 10 maio, 2010

Os participantes da 10ª Corrida e Caminhada Graacc promoveram um belo presente de dia das mães na manhã do último domingo (09/05) no pátio da Assembléia Legislativa, em São Paulo. Com muita descontração e atos de solidariedade, mesmo sob o frio de 15ºC na largada, milhares de corredores amadores e profissionais fizeram os percursos de 4,3 e 10 quilômetros.

São Paulo - A prova principal foi marcada por uma forte disputa entre os homens. Até o quilômetro quatro, a liderança foi alternada entre vários competidores, até que Domingos Jesus Freitas despontou para não perder mais com o tempo de 31min36. “O vento atrapalhou um pouco no começo, mas consegui imprimir meu ritmo e sair vitorioso”, comemora.

Fabio Nascimento cruzou em segundo lugar, ao marcar 32min17, seguido de Hamilton Charles Ferreira Santos, em terceiro com 32min37.

Já na disputa feminina, Beatriz Nascimento sagrou-se vitoriosa com o tempo de 38min04s, seguida de Flaviania Ferreira Chung (39min19) e Vilma da Silva (39min58), respectivamente. Ana Luiza dos Anjos Garcez, a Animal, conhecida por sua irreverência, chegou em quinto lugar e doou seu troféu a uma criança atendida pelo Graacc. Segunda colocada na Fila Night Run no último sábado, ela cumpriu a promessa de ficar entre as cinco melhores e marcou 40min32.

As cinco primeiras mães que cruzaram a linha de chegada também foram homenageadas com premiação especial. Ao final do evento, ao som da bateria mirim da Escola de Samba Rosas de Ouro, a organização sorteou dez pares de ingressos para o show do cantor Nando Reis.

Celebridades - O evento, que tem toda sua renda revertida para as ações do Graacc no tratamento de adolescentes e crianças com câncer, contou com a participação do apresentador Rodrigo Faro e Solange Frazão, padrinhos da corrida.

“Quem participou deste evento, hoje, não só colaborou com o Graacc, mas homenageou também as mães das crianças e adolescentes que estão na batalha diária conosco”, comenta Sérgio Petrilli, superintendente da entidade. “Essas mães são as grandes homenageadas de hoje”, completa.

Para o engenheiro Claudio Domienikan, 46 anos, a iniciativa promove o estímulo à vida saudável, além de reforçar atitudes solidárias por parte da população. “A prática esportiva contribui para um estilo de vida focado na saúde e, em consequência, na socialização de vivências”.

A próxima prova do Circuito Corpore será a RJ Classic - 23ª Corrida dos Fuzileiros Navais, no dia 23 de maio. As inscrições já estão abertas e podem ser feitas no site oficial, o www.corpore.org.br.


Domingos Freitas e Bia Nascimento superam frio e vencem Graacc

Corridas de Rua · 10 maio, 2010

Os participantes da 10ª Corrida e Caminhada Graacc promoveram um belo presente de dia das mães na manhã do último domingo (09/05) no pátio da Assembléia Legislativa, em São Paulo. Com muita descontração e atos de solidariedade, mesmo sob o frio de 15ºC na largada, milhares de corredores amadores e profissionais fizeram os percursos de 4,3 e 10 quilômetros.

São Paulo - A prova principal foi marcada por uma forte disputa entre os homens. Até o quilômetro quatro, a liderança foi alternada entre vários competidores, até que Domingos Jesus Freitas despontou para não perder mais com o tempo de 31min36. “O vento atrapalhou um pouco no começo, mas consegui imprimir meu ritmo e sair vitorioso”, comemora.

Fabio Nascimento cruzou em segundo lugar, ao marcar 32min17, seguido de Hamilton Charles Ferreira Santos, em terceiro com 32min37.

Já na disputa feminina, Beatriz Nascimento sagrou-se vitoriosa com o tempo de 38min04s, seguida de Flaviania Ferreira Chung (39min19) e Vilma da Silva (39min58), respectivamente. Ana Luiza dos Anjos Garcez, a Animal, conhecida por sua irreverência, chegou em quinto lugar e doou seu troféu a uma criança atendida pelo Graacc. Segunda colocada na Fila Night Run no último sábado, ela cumpriu a promessa de ficar entre as cinco melhores e marcou 40min32.

As cinco primeiras mães que cruzaram a linha de chegada também foram homenageadas com premiação especial. Ao final do evento, ao som da bateria mirim da Escola de Samba Rosas de Ouro, a organização sorteou dez pares de ingressos para o show do cantor Nando Reis.

Celebridades - O evento, que tem toda sua renda revertida para as ações do Graacc no tratamento de adolescentes e crianças com câncer, contou com a participação do apresentador Rodrigo Faro e Solange Frazão, padrinhos da corrida.

“Quem participou deste evento, hoje, não só colaborou com o Graacc, mas homenageou também as mães das crianças e adolescentes que estão na batalha diária conosco”, comenta Sérgio Petrilli, superintendente da entidade. “Essas mães são as grandes homenageadas de hoje”, completa.

Para o engenheiro Claudio Domienikan, 46 anos, a iniciativa promove o estímulo à vida saudável, além de reforçar atitudes solidárias por parte da população. “A prática esportiva contribui para um estilo de vida focado na saúde e, em consequência, na socialização de vivências”.

A próxima prova do Circuito Corpore será a RJ Classic - 23ª Corrida dos Fuzileiros Navais, no dia 23 de maio. As inscrições já estão abertas e podem ser feitas no site oficial, o www.corpore.org.br.

Corrida e Caminhada do Graacc espera receber 10 mil pessoas domingo

Caminhada · 06 maio, 2010

A décima edição da Corrida e Caminhada do Graacc acontece neste domingo (09/04), com a expectativa da presença de aproximadamente 10 mil participantes, número recorde para o evento. A concentração dos corredores acontece a partir das 6h no estacionamento da Assembléia Legislativa, bairro do Ibirapuera (SP).

A prova de dez quilômetros (corrida) e 4,3 quilômetros (corrida ou caminhada) está marcada para as 7h. Nos dez anos do evento, o objetivo segue em conscientizar a sociedade sobre a importância do diagnóstico precoce e tratamento de crianças e adolescentes com câncer.

As inscrições para a prova podem ser feitas no site do Graacc, o www.graacc.org.br e custam R$ 65. Para sócios da entidade e da Corpore, organizadora da prova, o valor fica em R$ 50. Todo o valor arrecadado será revertido para o hospital da instituição.


Corrida e Caminhada do Graacc espera receber 10 mil pessoas domingo

Caminhada · 06 maio, 2010

A décima edição da Corrida e Caminhada do Graacc acontece neste domingo (09/04), com a expectativa da presença de aproximadamente 10 mil participantes, número recorde para o evento. A concentração dos corredores acontece a partir das 6h no estacionamento da Assembléia Legislativa, bairro do Ibirapuera (SP).

A prova de dez quilômetros (corrida) e 4,3 quilômetros (corrida ou caminhada) está marcada para as 7h. Nos dez anos do evento, o objetivo segue em conscientizar a sociedade sobre a importância do diagnóstico precoce e tratamento de crianças e adolescentes com câncer.

As inscrições para a prova podem ser feitas no site do Graacc, o www.graacc.org.br e custam R$ 65. Para sócios da entidade e da Corpore, organizadora da prova, o valor fica em R$ 50. Todo o valor arrecadado será revertido para o hospital da instituição.

Marcos Alexandre Elias vence promoção da Asics na Meia de SP

Corridas de Rua · 12 abr, 2010

No último domingo (11/04) o atleta Marcos Alexandre Elias foi o quarto colocado na Meia Maratona Corpore de São Paulo e teve um motivo a mais para festejar. Além de ter subido ao pódio, ele foi contemplado com passagem aérea e inscrição para a Maratona de Nova York, oferecidos pela marca esportiva Asics.

Marcos foi o primeiro corredor da competição a cruzar a linha de chegada usando um Asics e recebeu o prêmio. “Eu fiquei sabendo da promoção na véspera da corrida, no hotel”, conta o representante da equipe do Cruzeiro. “Um amigo meu arrumou um tênis emprestado e eu tive a felicidade de ganhar”, completa.

A principal prova da temporada para Marcos é a Maratona de São Paulo, no dia dois de maio, mas agora ele terá que rever os treinamentos para a disputa do dia sete de novembro. “Vou manter meus treinamentos para chegar bem em Nova York. Terei bastante volume de rodagem, com mais ou menos 240 quilômetros por semana, e alguns tiros rápidos também”.

Essa será sua primeira participação na competição americana, mas ele não parece preocupado com o fato de nunca ter corrido no percurso. “Eu já venho acompanhando a Maratona por vídeo, então não será um problema”, finaliza.

“Esta é uma iniciativa muito importante para a nossa marca. É a maneira que encontramos de ficar ainda mais próximos dos corredores paulistanos, com o diferencial de uma premiação inédita no Brasil”, relata Andrea Longhi, gerente de marketing da Asics. Vale lembrar que todos os custos com passaporte, visto, hospedagem e despesas pessoais são por conta do atleta.


Marcos Alexandre Elias vence promoção da Asics na Meia de SP

Corridas de Rua · 12 abr, 2010

No último domingo (11/04) o atleta Marcos Alexandre Elias foi o quarto colocado na Meia Maratona Corpore de São Paulo e teve um motivo a mais para festejar. Além de ter subido ao pódio, ele foi contemplado com passagem aérea e inscrição para a Maratona de Nova York, oferecidos pela marca esportiva Asics.

Marcos foi o primeiro corredor da competição a cruzar a linha de chegada usando um Asics e recebeu o prêmio. “Eu fiquei sabendo da promoção na véspera da corrida, no hotel”, conta o representante da equipe do Cruzeiro. “Um amigo meu arrumou um tênis emprestado e eu tive a felicidade de ganhar”, completa.

A principal prova da temporada para Marcos é a Maratona de São Paulo, no dia dois de maio, mas agora ele terá que rever os treinamentos para a disputa do dia sete de novembro. “Vou manter meus treinamentos para chegar bem em Nova York. Terei bastante volume de rodagem, com mais ou menos 240 quilômetros por semana, e alguns tiros rápidos também”.

Essa será sua primeira participação na competição americana, mas ele não parece preocupado com o fato de nunca ter corrido no percurso. “Eu já venho acompanhando a Maratona por vídeo, então não será um problema”, finaliza.

“Esta é uma iniciativa muito importante para a nossa marca. É a maneira que encontramos de ficar ainda mais próximos dos corredores paulistanos, com o diferencial de uma premiação inédita no Brasil”, relata Andrea Longhi, gerente de marketing da Asics. Vale lembrar que todos os custos com passaporte, visto, hospedagem e despesas pessoais são por conta do atleta.

Descontração entre amigos é destaque na Meia Maratona da Corpore

Meia Maratona · 12 abr, 2010

Nem a temperatura amena do início do outono afugentou no último domingo (11/04) os quase sete mil corredores da 11ª edição da Meia Maratona da Corpore. Espalhados pela avenida da raia desde as 5h30 estavam pessoas de diferentes idades e profissões, mas todos em busca de diversão e de um “descanso” da rotina de trabalho. As amigas Miriam dos Santos, Dijosilene Pereira e Adriana Cavalcanti são exemplos disso.

As três disputaram os 21 quilômetros e estavam felizes com os tempos realizados, todas cumpriram o percurso em menos de 1h40. Sentadas na pista do Cepeusp, elas descansavam depois do esforço feito. “A gente sofre um pouquinho e se diverte depois”, diz Pereira, acrescentando que o esporte para ela significa um tempo para relaxar. “Minha vida trabalhando em callcenter é muito difícil, acho que eu entraria em depressão sem correr”, revela.

Elas treinam uma vez por semana e Miriam, que é personal trainer, prepara as amigas para as competições. “Faz vinte anos que eu pratico corrida. As meninas preferem participar de maratonas e eu gosto mais de provas mais curtas”, conta enquanto as amigas riem.

Mais próximo ao palco, outro grupo de amigos em ritmo de descontração estava na equipe “Sai da Frente”. Eles gritavam, cantavam e interagiam com o locutor da prova. A euforia era porque Acácio Gomes Barbosa, apelidado de “panela de barro”, conseguiu faturar o segundo lugar na categoria de amadores entre 20 e 24 anos. “Quando era mais novo eu gostava de comer na panela e tinha a cara muito gorda, aí eles colocaram o apelido”, explica sorrindo. Barbosa trabalha como repositor de frutas em um supermercado e corre há três anos.

Quem também acompanhava as comemorações era o contador Hélio de Oliveira, de 64 anos. Ele tinha igualmente suas razões para festejar, pois completou o percurso dos 21 quilômetros em 2h02min, tempo esperado desde os treinos. “Não deu para chegar entre os três primeiros da categoria, mas quem sabe na próxima”, finaliza.


Descontração entre amigos é destaque na Meia Maratona da Corpore

Meia Maratona · 12 abr, 2010

Nem a temperatura amena do início do outono afugentou no último domingo (11/04) os quase sete mil corredores da 11ª edição da Meia Maratona da Corpore. Espalhados pela avenida da raia desde as 5h30 estavam pessoas de diferentes idades e profissões, mas todos em busca de diversão e de um “descanso” da rotina de trabalho. As amigas Miriam dos Santos, Dijosilene Pereira e Adriana Cavalcanti são exemplos disso.

As três disputaram os 21 quilômetros e estavam felizes com os tempos realizados, todas cumpriram o percurso em menos de 1h40. Sentadas na pista do Cepeusp, elas descansavam depois do esforço feito. “A gente sofre um pouquinho e se diverte depois”, diz Pereira, acrescentando que o esporte para ela significa um tempo para relaxar. “Minha vida trabalhando em callcenter é muito difícil, acho que eu entraria em depressão sem correr”, revela.

Elas treinam uma vez por semana e Miriam, que é personal trainer, prepara as amigas para as competições. “Faz vinte anos que eu pratico corrida. As meninas preferem participar de maratonas e eu gosto mais de provas mais curtas”, conta enquanto as amigas riem.

Mais próximo ao palco, outro grupo de amigos em ritmo de descontração estava na equipe “Sai da Frente”. Eles gritavam, cantavam e interagiam com o locutor da prova. A euforia era porque Acácio Gomes Barbosa, apelidado de “panela de barro”, conseguiu faturar o segundo lugar na categoria de amadores entre 20 e 24 anos. “Quando era mais novo eu gostava de comer na panela e tinha a cara muito gorda, aí eles colocaram o apelido”, explica sorrindo. Barbosa trabalha como repositor de frutas em um supermercado e corre há três anos.

Quem também acompanhava as comemorações era o contador Hélio de Oliveira, de 64 anos. Ele tinha igualmente suas razões para festejar, pois completou o percurso dos 21 quilômetros em 2h02min, tempo esperado desde os treinos. “Não deu para chegar entre os três primeiros da categoria, mas quem sabe na próxima”, finaliza.

Quenianos lideram pódio da Meia Maratona da Corpore

Meia Maratona · 11 abr, 2010

O colorido das camisetas dos quase sete mil atletas que participaram da 11ª edição da Meia Maratona Internacional da Corpore, em São Paulo, deu o tom da festa neste domingo (11/04) ensolarado na capital paulista. Mesmo assim, comemoração maior fizeram os quenianos que, mais uma vez com ritmo forte, conquistaram o pódio da competição realizada na USP. Mathew Cheboi garantiu o primeiro lugar dos 21 quilômetros seguido por Kiprop Mutai, em segundo.

São Paulo - Cheboi e Mutai saíram no pelotão de elite, pouco atrás do brasileiro Marco Antonio, mas por volta do quilômetro quatro os dois ultrapassaram juntos o brasileiro, assegurando a liderança da competição. Depois disso, os outros fundistas só puderam disputar o terceiro lugar, pois os quenianos abriram grande distância do resto do grupo.

Lado a lado durante quase toda a prova, o companheirismo entre os dois ficou visível quando Cheboi alcançou um copo de água a Mutai durante o percurso. Entretanto, como a corrida era também uma competição, nos três quilômetros finais Cheboi impôs mais ritmo e começou a abrir vantagem, até que Kiprop não teve mais como alcançá-lo.

Mathew fechou a prova em 1h03min49, segundo melhor tempo das onze edições da Meia Maratona da Corpore. Só não foi suficiente para quebrar o recorde de Valdenor Pereira de 1h03min37, que persiste desde 2002. O sorridente queniano, no entanto, continuava feliz. “Foi um dia bom, embora a competição não tenha sido fácil. Eu e Kiprop tentamos aumentar o ritmo”, conta. Mais reservado, Kiprop também afirmou ter gostado da disputa. “Gostaria de ter garantido o bicampeonato, mas infelizmente meu amigo Cheboi foi melhor. Quero competir no ano que vem de novo”, revela o atleta que chegou em 1h04min10.

O primeiro brasileiro a cruzar a linha de chegada foi Solonei da Silva, da equipe Pinheiros. “Os quenianos já largaram na frente e temos que respeitá-los porque de outra forma não aguentaríamos o ritmo, mas o resultado foi bom porque meu objetivo maior é a Maratona de Porto Alegre”, conta. Solonei completou os 21 quilômetros em 1h05min15.

Entre as mulheres, a queniana Elizabeth Rumokol largou liderando e não deu muita chance para quem veio atrás, finalizando o percurso em 1h14min40. Quando questionada sobre o desempenho frente às outras atletas, ela apenas sorriu e confirmou. “Sim, a corrida foi boa”.

A segunda colocada Leah Jerotich, que é sua conterrânea, admitiu que a corredora não deu margem para ninguém alcançá-la. “Ela foi puxando o ritmo e ficando tão longe que nem a víamos”, confessa Leah, que obteve a marca de 1h15min15. Logo depois, na terceira posição, chegou a brasileira Michele das Chagas em 1h15min32. “Acho que o resultado foi muito bom e que a prova hoje foi um sinal de que eu estou bem”, avalia a atleta nacional.

Prova dos cinco quilômetros: A organização da Corpore dispôs para os corredores a opção de disputar apenas cinco mil metros e, ali, o pódio foi completamente verde e amarelo. No masculino, a disputa foi acirrada e definida apenas nos metros finais: Ivanildo de Souza garantiu a primeira posição (14min55) seguido por Ronicesse de Lima (15min) e Benedito Gomes (15min01).

“No segundo quilômetro, um grupo de seis atletas tinha se separado do pelotão e as posições só se definiram no final mesmo. Eu adorei o meu tempo porque a competição foi difícil e estou completando 49 anos” conta Gomes. Souza, no entanto, afirmou que já largou na frente. “Ah, eu já sai liderando, então o primeiro lugar estava garantido sim”. Lima ficou contente com a conquista do vice, mas não aprovou o tempo realizado. “Já tive marcas melhores, mas como o objetivo era o pódio, tudo bem. Eu estava com muita dor de cabeça”, diz.

Jaciane Araujo fechou os cinco quilômetros no feminino em 18min10, chegando à frente de Helena Katiatumari (18min27) e Ana Luiza Garcez, a animal (18min51). Katiatumari, apesar de não ter vencido, estava realizada com a colocação. “Como estou voltando de lesão, o resultado foi tudo de bom”, avalia. “O grupo da elite saiu junto, mas logo depois do primeiro quilômetro eu apertei e nem olhei para trás”, conta a campeã. Já Garcez estava um pouco desapontada com resultado, embora alegre como sempre “Não deu. A Jaci saiu e ficou sozinha lá na frente”.


Quenianos lideram pódio da Meia Maratona da Corpore

Meia Maratona · 11 abr, 2010

O colorido das camisetas dos quase sete mil atletas que participaram da 11ª edição da Meia Maratona Internacional da Corpore, em São Paulo, deu o tom da festa neste domingo (11/04) ensolarado na capital paulista. Mesmo assim, comemoração maior fizeram os quenianos que, mais uma vez com ritmo forte, conquistaram o pódio da competição realizada na USP. Mathew Cheboi garantiu o primeiro lugar dos 21 quilômetros seguido por Kiprop Mutai, em segundo.

São Paulo - Cheboi e Mutai saíram no pelotão de elite, pouco atrás do brasileiro Marco Antonio, mas por volta do quilômetro quatro os dois ultrapassaram juntos o brasileiro, assegurando a liderança da competição. Depois disso, os outros fundistas só puderam disputar o terceiro lugar, pois os quenianos abriram grande distância do resto do grupo.

Lado a lado durante quase toda a prova, o companheirismo entre os dois ficou visível quando Cheboi alcançou um copo de água a Mutai durante o percurso. Entretanto, como a corrida era também uma competição, nos três quilômetros finais Cheboi impôs mais ritmo e começou a abrir vantagem, até que Kiprop não teve mais como alcançá-lo.

Mathew fechou a prova em 1h03min49, segundo melhor tempo das onze edições da Meia Maratona da Corpore. Só não foi suficiente para quebrar o recorde de Valdenor Pereira de 1h03min37, que persiste desde 2002. O sorridente queniano, no entanto, continuava feliz. “Foi um dia bom, embora a competição não tenha sido fácil. Eu e Kiprop tentamos aumentar o ritmo”, conta. Mais reservado, Kiprop também afirmou ter gostado da disputa. “Gostaria de ter garantido o bicampeonato, mas infelizmente meu amigo Cheboi foi melhor. Quero competir no ano que vem de novo”, revela o atleta que chegou em 1h04min10.

O primeiro brasileiro a cruzar a linha de chegada foi Solonei da Silva, da equipe Pinheiros. “Os quenianos já largaram na frente e temos que respeitá-los porque de outra forma não aguentaríamos o ritmo, mas o resultado foi bom porque meu objetivo maior é a Maratona de Porto Alegre”, conta. Solonei completou os 21 quilômetros em 1h05min15.

Entre as mulheres, a queniana Elizabeth Rumokol largou liderando e não deu muita chance para quem veio atrás, finalizando o percurso em 1h14min40. Quando questionada sobre o desempenho frente às outras atletas, ela apenas sorriu e confirmou. “Sim, a corrida foi boa”.

A segunda colocada Leah Jerotich, que é sua conterrânea, admitiu que a corredora não deu margem para ninguém alcançá-la. “Ela foi puxando o ritmo e ficando tão longe que nem a víamos”, confessa Leah, que obteve a marca de 1h15min15. Logo depois, na terceira posição, chegou a brasileira Michele das Chagas em 1h15min32. “Acho que o resultado foi muito bom e que a prova hoje foi um sinal de que eu estou bem”, avalia a atleta nacional.

Prova dos cinco quilômetros: A organização da Corpore dispôs para os corredores a opção de disputar apenas cinco mil metros e, ali, o pódio foi completamente verde e amarelo. No masculino, a disputa foi acirrada e definida apenas nos metros finais: Ivanildo de Souza garantiu a primeira posição (14min55) seguido por Ronicesse de Lima (15min) e Benedito Gomes (15min01).

“No segundo quilômetro, um grupo de seis atletas tinha se separado do pelotão e as posições só se definiram no final mesmo. Eu adorei o meu tempo porque a competição foi difícil e estou completando 49 anos” conta Gomes. Souza, no entanto, afirmou que já largou na frente. “Ah, eu já sai liderando, então o primeiro lugar estava garantido sim”. Lima ficou contente com a conquista do vice, mas não aprovou o tempo realizado. “Já tive marcas melhores, mas como o objetivo era o pódio, tudo bem. Eu estava com muita dor de cabeça”, diz.

Jaciane Araujo fechou os cinco quilômetros no feminino em 18min10, chegando à frente de Helena Katiatumari (18min27) e Ana Luiza Garcez, a animal (18min51). Katiatumari, apesar de não ter vencido, estava realizada com a colocação. “Como estou voltando de lesão, o resultado foi tudo de bom”, avalia. “O grupo da elite saiu junto, mas logo depois do primeiro quilômetro eu apertei e nem olhei para trás”, conta a campeã. Já Garcez estava um pouco desapontada com resultado, embora alegre como sempre “Não deu. A Jaci saiu e ficou sozinha lá na frente”.